Minha história de como acolhi o Senhor

06 de Fevereiro de 2023

Por Su Yang, China

Quando era pequena, eu não conseguia andar por causa de dores severas nas pernas, então minha mãe me trouxe para diante do Senhor. Para a minha surpresa, minhas pernas foram curadas milagrosamente só um mês depois. Para retribuir o amor do Senhor, eu larguei a escola em 1998 e comecei a me despender pelo Senhor com entusiasmo. Logo depois, a igreja me identificou como candidata importante para treinamento, e o presbítero Li me levava para diferentes igrejas em que ele pregava. Os pastores e presbíteros costumavam dizer que o dia do Senhor estava próximo e que deveríamos ser iguais às virgens sábias, que prepararam óleo para as lanternas e aguardaram a vinda do Senhor. Eles também diziam: “A Bíblia diz: ‘Eis que vem com as nuvens, e todo olho O verá, até mesmo aqueles que O traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre Ele(Apocalipse 1:7). Nos últimos dias, o Senhor voltará em grande glória sobre as nuvens e nos arrebatará para o ar para estarmos com Ele. Entraremos no reino dos céus e desfrutaremos de bênçãos eternas. Os incrédulos gemerão e rangerão os dentes enquanto sucumbem às calamidades”. Quando eu ouvia os sermões animados dos pastores e presbíteros, eu imaginava uma cena gloriosa em que todos nós nos reuníamos ao redor do Senhor enquanto Ele descia para a Terra sobre as nuvens. Vocês podem imaginar como eu ficava animada quando pensava numa cena tão empolgante.

Então, no início de 1999, os presbíteros Li e Wang convocaram uma reunião de obreiros e disseram: “Uma nova igreja chamada ‘Relâmpago do Oriente’ surgiu e alega que o Senhor já encarnou e retornou, expressando palavras e realizando a obra de julgamento, a começar pela casa de Deus. Mas como pode isso? As escrituras afirmam claramente que Deus descerá nas nuvens, mas eles dizem que O Senhor retornou encarnado. Isso não está de acordo com a Bíblia, portanto vocês não devem ouvir os sermões nem ler os livros deles, muito menos acolhê-los. Quem os acolher será expulso da igreja!”.

Quando disseram isso, eu pensei: “Os presbíteros são crentes há anos e conhecem bem a Bíblia, portanto devem estar certos. Além disso, as escrituras afirmam claramente que o Senhor descerá nas nuvens; como, então, Ele pode ter encarnado? Minha estatura ainda é baixa, portanto não devo ter contato com as pessoas da Relâmpago do Oriente para que eu não me desvie”. Mas pouco tempo depois, muitos dos obreiros e crentes da igreja se converteram à Relâmpago do Oriente. O presbítero Wang ressaltou que deveríamos romper laços com esses obreiros e crentes e nos instruiu a informar a todas as igrejas que ninguém devia se converter à Relâmpago do Oriente. Depois disso, fui a todos os locais de reunião e os instruí a selarem a igreja. Eu também ressaltei repetidas vezes: “Quando o Senhor vier, Ele virá nas nuvens, não por meio da encarnação na carne. Quaisquer boatos de que o Senhor reencarnou são falsos”. Quando ouviram isso, todos os crentes consentiram e expressaram que, se alguém viesse espalhar o evangelho, eles o afugentariam. Para impedir que os irmãos ouvissem a pregação da Relâmpago do Oriente, corri por toda parte para selar a igreja. Mas, a despeito de todo o meu esforço, ainda havia um fluxo constante de obreiros e crentes que se convertiam à Relâmpago do Oriente.

Um dia, quando eu estava na casa de um obreiro, ele me contou que o obreiro Li e outros estavam investigando a Relâmpago do Oriente. Alguns outros obreiros e eu corremos para impedi-los. Eu lhes disse: “As escrituras dizem que o Senhor descerá nas nuvens e que todos testemunharão Sua descida. Portanto, não devemos acreditar nesse pessoal da Relâmpago do Oriente quando afirmam que o Senhor encarnou na carne”. Mas assim que as palavras saíram da minha boca, um deles disse: “O que eles pregam é muito perspicaz e está alinhado com a Bíblia! Por que não podemos ouvir? Quem pode sondar a totalidade da obra de Deus? Acho que devemos continuar investigando”. Isso me deixou angustiada, e eu quis continuar a convencê-los mas então, de repente, minha garganta fechou, e eu tive uma crise de tosse. Meu rosto ficou vermelho, e lágrimas jorraram dos meus olhos — não consegui dizer uma palavra sequer. Todos ficaram me olhando, chocados. Os obreiros correram para pegar um copo d’água, mas continuei tossindo, mesmo após tomar a água. Entrei em pânico total e fiquei orando ao Senhor, pedindo que Ele parasse a minha tosse. Ao ver meu estado, outro obreiro continuou falando no meu lugar, mas após poucos comentários, a reunião foi encerrada às pressas. Foi uma cena muito constrangedora. Depois da reunião, eu me perguntei: “Eu estava defendendo o caminho do Senhor e protegendo o rebanho; por que, então, eu tive uma crise de tosse no momento mais crucial? Por que o Senhor não ouviu minhas orações? O que eu dizia não estava de acordo com Sua vontade?”. Pouco tempo depois, eu adoeci. Eu estava com dor de cabeça e me sentia tonta, e meu estômago doía. Deitada na minha cama, fraca e frágil, eu clamei ao Senhor sem parar. Mas por mais que implorasse a Ele, meu estado não mudava. Eu pensei: “Será que careço de devoção ao Senhor? Fiz de tudo para proteger nosso rebanho, então por que adoeci?”. Quebrei a cabeça à procura de uma resposta, mas não consegui encontrá-la. No outono de 1999, o presbítero Wang se envolveu num acidente voltando para casa após selar a igreja. Ele desmaiou no acidente e foi gravemente ferido na cabeça, depois ficou em estado crítico por vários dias antes de se estabilizar. Fiquei chocada ao ouvir isso: o presbítero Wang tinha trabalhado pelo Senhor por anos, em momentos fáceis e difíceis, e tinha passado por adversidades sérias para proteger o rebanho e impedir que os crentes aceitassem a Relâmpago do Oriente. Por que aquilo aconteceu com ele? Mas, na época, eu não percebi que era errado trabalhar contra a Relâmpago do Oriente. Numa tarde, vários meses depois, eu soube que mais crentes estavam investigando a Relâmpago do Oriente, então algumas irmãs e eu fomos até lá de bicicleta e lhes contamos muitos boatos e falácias para ameaçar e obstruí-los. Isso assustou todos os irmãos, e eles disseram que deixariam de ouvir os sermões da Relâmpago do Oriente. Só então eu finalmente senti algum alívio. Mas então, a caminho de casa, numa descida, perdi o equilíbrio na bicicleta, minha vista escureceu, caí da bicicleta e fui lançada a dois metros dela. Imediatamente, senti tontura e dor no corpo inteiro. Na queda, quebrei uma clavícula. O acidente repentino me deixou perplexa e confusa: o Senhor não nos concede paz e alegria? Por que eu estava sofrendo esses contratempos enquanto protegia o caminho do Senhor? Essa Relâmpago do Oriente à qual eu estava resistindo podia realmente ser o retorno do Senhor? Mas a Bíblia afirmava claramente que o Senhor desceria sobre as nuvens, portanto a Relâmpago do Oriente não podia ser o caminho verdadeiro! O Senhor estava me testando porque eu carecia de devoção a Ele? Ou será que eu O tinha ofendido de alguma forma? Eu estava muito confusa e não conseguia entender a vontade do Senhor.

Depois disso, eu me senti ainda mais sombria e esgotada. Quando lia a Bíblia, não recebia nenhum insight e nada tinha a dizer nos meus sermões. Até minhas orações pareciam vápidas e insípidas. Parecia que eu tinha perdido a presença do Senhor, e a maioria dos nossos crentes estava ficando morno em sua fé. Durante as reuniões, as pessoas conversavam ou cochilavam, e muitos obreiros e crentes até saíram da igreja e voltaram para o mundo. O que mais me decepcionava era que havia muita inveja entre os obreiros. Durante as reuniões de obreiros, os presbíteros e obreiros brigavam por causa de banalidades e iam embora irritados. Quando via tudo isso, eu não conseguia entender por que a igreja tinha se transformado nisso. Comecei a me cansar das reuniões e até pensei em voltar para a vida secular.

Então, um dia, em 2022, minha mãe me contou, animada: “O Senhor Jesus retornou e encarnou para expressar Suas palavras e realizar a obra de julgamento”. Fiquei chocada ao ouvir isso. Não era isso que a Relâmpago do Oriente pregava? Minha mãe tinha se convertido à Relâmpago do Oriente? Eu não a deixei terminar de falar e perguntei: “Quem lhe disse que o Senhor Jesus retornou? Você se esqueceu de que a Bíblia diz claramente que, quando o Senhor retornar, Ele descerá em glória nas nuvens e que isso abalará os céus e a terra? Você diz que o Senhor retornou; por que, então, não vimos nenhum desses sinais? Você também diz que o Senhor encarnou para realizar a obra de julgamento, mas como isso é possível? Você não deveria acreditar em tudo que ouve”. Quando viu o quanto eu estava obstinada, minha mãe foi para o quarto dela e voltou com um livro de capa requintada. Ansiosa, ela disse: “Deus Todo-Poderoso é o Senhor Jesus retornado. Este livro contém as novas palavras que o Senhor Jesus expressou. Leia e você verá”. O livro era novinho em folha, e o título “A Palavra manifesta em carne” estava impresso em grandes letras douradas na capa. Imediatamente, eu me lembrei da advertência do clero: “Você não pode ler o livro deles. Se ler, você será seduzida”. Eu disse: “Mãe, você não deveria acreditar nessas coisas. Você não leu muito da Bíblia, mas eu a conheço bem e participei de vários reavivamentos. Você acha que sabe mais do que eu? Se você se desviar em sua fé, todos os seus anos na igreja não terão sido em vão?”. Mas, na época, eu não estava disposta a buscar e continuei tentando convencer minha mãe a não se unir à Relâmpago do Oriente. Mas não importava o que eu dissesse, minha mãe não queria ceder nem mudar de opinião. Ela até me disse, seriamente: “Deus Todo-Poderoso é o Senhor Jesus que temos esperado por todo esse tempo. Ele é o Espírito de Deus que encarnou mais uma vez na carne para falar e operar. ‘A palavra manifesta em carne’ é a palavra de Deus para os últimos dias e desvela todos os mistérios da Bíblia. Você nunca leu as palavras de Deus Todo-Poderoso; como, então, você sabe que elas não são as palavras do Senhor retornado? A Bíblia diz: ‘Logo a fé é pelo ouvir’ (Romanos 10:17). Você não abriu seus olhos nem seus ouvidos; como, então, você espera acolher o Senhor? Pense um pouco: se o Senhor realmente retornou e você não O receber, você não se arrependerá de ter perdido sua oportunidade?”. Quando ela disse isso, eu não consegui pensar numa resposta boa, por isso só respondi, zangada: “Não vou ler este livro, eu só leio a Bíblia. Desfrutamos de tanta graça do Senhor — não posso ser ingrata! Não importa o que você diga, eu não trairei o Senhor!”. Quando viu minha atitude, ela só suspirou, frustrada, e foi preparar o jantar. Pouco tempo depois, ouvi uma música em volume baixo vindo da cozinha. A música tinha uma melodia contagiante, mas quando prestei atenção, percebi que não era nenhum dos hinos que conhecíamos. Eu sabia que mamãe estava tocando a música para que eu a ouvisse, por isso fui embora. Depois disso, minha mãe começou a tocar muitos hinos em casa, e, à noite, eu a ouvia orando por mim em lágrimas. Àquela altura, ocorreu-me que ela era uma pessoa que pensava por conta própria e que ela devia ter buscado com diligência no que se tratava de acolher o Senhor. A Relâmpago do Oriente podia realmente ser o retorno do Senhor Jesus? Caso contrário, por que minha mãe estaria tão angustiada e preocupada ao orar por mim? Mas então me lembrei do que os pastores e presbíteros diziam e resolvi aderir ao caminho do Senhor e não ceder. Depois disso, eu me afastei cada vez mais da minha mãe.

Um dia, quando eu estava sentada no sofá na sala, minha mãe tocou um hino no quarto dela. As letras do hino me cativaram: “Deus Se tornou carne desta vez para fazer a obra que Ele ainda não concluiu, para deitar julgamento sobre esta era e levá-la ao fim, para salvar o homem do mar de sofrimento, para conquistar totalmente a humanidade, e transformar os caracteres de vida das pessoas. Muitas são as noites de insônia que Deus suportou para libertar o homem do sofrimento e das forças das trevas, que são tão escuras quanto a noite, e em prol da obra da humanidade. Ele desceu das alturas às mais baixas profundezas para viver neste inferno humano e passar Seus dias com o homem. Deus nunca Se queixou da mesquinharia entre os homens, e nunca pediu muito do homem; em vez disso, Deus enfrentou a maior humilhação enquanto realizava a Sua obra. Para que toda a humanidade possa encontrar descanso em breve, Deus suportou humilhação e sofreu injustiça para vir à terra, e entrou pessoalmente na cova do tigre para salvar o homem. Tantas vezes Ele encarou as estrelas, tantas vezes Ele partiu ao alvorecer e retornou ao anoitecer; Ele suportou extrema agonia e foi sujeitado aos ataques e à destruição das pessoas. Deus veio a esta terra imunda, suportou silenciosamente a devastação e a opressão do homem, no escuro, e no entanto nunca reagiu nem fez exigências descabidas para as pessoas! Ele realizou todo o trabalho que é necessário para a humanidade: ensinou, esclareceu e repreendeu as pessoas, refinou-as com Suas palavras, bem como as lembrou, exortou, consolou, julgou e revelou. Cada um dos passos que dá, Ele o faz em prol da vida das pessoas, é com a intenção de limpá-las. Embora Ele tenha removido suas perspectivas e seu destino, tudo que Deus faz é pelo bem da humanidade. Cada passo que dá, Ele o faz por sua sobrevivência, para que as pessoas tenham um belo destino na terra(Seguir o Cordeiro e cantar cânticos novos, “Deus sofre grande tormento pela salvação do homem”). As letras desse hino me tocaram profundamente. Pensei em como o Senhor Jesus tinha encarnado para redimir a humanidade. Ele tinha sido caçado e perseguido pelo partido dominante, condenado e abandonado pelo mundo religioso, zombado e caluniado pelo povo comum e nunca teve um lugar para descansar nem um lar que fosse Dele. A despeito de tudo isso, Ele ainda assim expressou a verdade para suprir as pessoas, curando-as e expulsando demônios e, no fim, foi crucificado como eterna oferta pelos pecados da humanidade, redimindo toda a humanidade do pecado. Quando pensei no amor do Senhor pela humanidade e o contrastei com o tormento que Ele sofreu nas mãos do homem, meu coração entorpecido e endurecido se abalou profundamente, e lágrimas escorreram pelo meu rosto. Deus Todo-Poderoso podia realmente ser o Senhor Jesus retornado? Quem mais além de Deus poderia expressar tais palavras? Quem mais poderia pagar um preço tão alto pelo homem? Depois disso, ouvi outro hino: “Os inocentes, afinal de contas, tornaram-se entorpecidos; por que Deus sempre tem de fazer com que as coisas sejam difíceis para eles? O homem fraco é totalmente desprovido de perseverança; por que Deus sempre deveria ter uma ira tão incessante para com ele? O homem fraco e impotente já não tem mais a menor vitalidade; por que Deus sempre o repreenderia por sua desobediência? Quem é capaz de suportar as ameaças de Deus no céu? O homem, afinal de contas, é frágil, e em situações desesperadas, Deus enfiou Sua ira no fundo de Seu coração para que o homem possa refletir lentamente sobre si mesmo(Seguir o Cordeiro e cantar cânticos novos, “Quão difícil é a obra de Deus”). As letras tiveram um impacto profundo sobre mim. As letras falavam do cuidado e da preocupação profundos de Deus com a humanidade. Era semelhante a quando um filho desobediente fere os sentimentos de sua mãe, mas a mãe continua chamando por ele, esperando que o filho consiga emergir da neblina e voltar para o lado dela. Senti que essas palavras eram a voz de Deus. Tive que pensar em todas as minhas brigas com minha mãe naquela época: por mais que ela tentasse me convencer, eu não a ouvia, e quando ela tocava recitações e hinos das palavras de Deus para mim, eu até resistia e evitava ouvir sem a menor intenção de investigar. Eu não tinha a menor semelhança de uma cristã. Depois disso, quando minha mãe tocava hinos, eu não resistia mais tanto.

Um dia, ouvi este hino: “A volta de Jesus é uma grande salvação para aqueles que são capazes de aceitar a verdade, mas para aqueles que são incapazes de aceitar a verdade, é um sinal de condenação. Vocês devem escolher sua própria senda e não devem blasfemar contra o Espírito Santo nem rejeitar a verdade. Vocês não devem ser pessoas ignorantes e arrogantes, mas pessoas que obedecem a direção do Espírito Santo e almejam e buscam a verdade; somente assim vocês serão beneficiados(Seguir o Cordeiro e cantar cânticos novos, “Seja alguém que aceita a verdade”). Ao ouvir esse hino, de repente, fui tomada de preocupação: “Se Deus Todo-Poderoso realmente for o Senhor Jesus retornado, eu não serei condenada por não O aceitar? Ofender a Deus é coisa séria — é um pecado que não seria perdoado nem neste nem no próximo mundo!”. Também me lembrei de como o Senhor Jesus disse: “Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça porque eles serão fartos(Mateus 5:6). O Senhor Jesus nos ensinou que, só se buscarmos e tivermos sede da verdade, poderemos receber o sustento abundante de Deus. Mas se eu investigasse a Relâmpago do Oriente e fosse enganada, todos os meus anos de fé não teriam sido em vão? Fiquei vacilando, sem conseguir decidir, então pedi a ajuda do Senhor em oração: “Ó Senhor, estou muito dividida. Essas palavras parecem ser a Tua voz, mas temo errar e trair a Ti. Senhor, não tenho certeza se Tu retornaste como Deus Todo-Poderoso. Se essa é realmente a Tua obra, por favor, esclarece-me. Caso contrário, ajuda-me a permanecer firme”.

Alguns dias depois, minha mãe pegou novamente “A Palavra manifesta em carne” e me disse: “Leia as palavras de Deus Todo-Poderoso com diligência e você saberá que Ele é o Senhor Jesus retornado. Se não investigar, como saberá se Ele é o Senhor retornado? É igual a um banquete: se você só ficar olhando e não provar nenhuma comida, você nunca saberá o gosto. Acreditamos no Deus verdadeiro, então você tem medo de quê? Eu sou sua mãe — você realmente acha que quero prejudicá-la?”. As palavras da minha mãe foram bastante convincentes. Pensei: “É verdade, Só tenho ouvido os pastores e presbíteros e repetido as palavras deles, mas nunca ouvi os sermões da Relâmpago do Oriente nem li as palavras de Deus Todo-Poderoso. Como, então, eu poderia saber se Deus Todo-Poderoso é o Senhor Jesus retornado? Eu não tinha confirmado que o Senhor Jesus era o Redentor através da leitura da Bíblia?”. Então peguei o livro e comecei a folheá-lo. Vi que Deus Todo-Poderoso diz: “Talvez, tendo ouvido o caminho da verdade e tendo lido a palavra da vida, você creia que somente uma em dez mil dessas palavras esteja de acordo com suas convicções e a Bíblia, e então você deveria continuar a buscar naquele décimo de milésimo dessas palavras. Ainda advirto você a ser humilde, a não ser confiante demais e a não se exaltar alto demais. Com seu coração tendo tão parca reverência por Deus, você ganhará maior luz. Se examinar estas palavras cuidadosamente e as contemplar repetidamente, você irá entender se elas são ou não a verdade, e se elas são vida ou não(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Quando você contemplar o corpo espiritual de Jesus, Deus terá feito novo céu e nova terra”). Quando li essa exortação ardente, fiquei nervosa e assustada: “Essas podem realmente ser as palavras de Deus? Caso contrário, por que elas diriam que estas são as palavras da vida e o caminho da verdade e aconselhariam as pessoas a continuar a buscar mesmo que só uma de 10.000 delas estivesse alinhada com suas convicções e a Bíblia?”. Decidi investigar. Caso contrário, qualquer arrependimento viria tarde demais se eu perdesse a oportunidade de acolher o Senhor. Após ter tomado uma decisão, continuei lendo e me deparei com esta passagem. “É Minha esperança que cada irmão e irmã que busca a aparição de Deus não repita a tragédia da história. Vocês não devem se tornar os fariseus dos tempos modernos nem pregar Deus na cruz novamente. Vocês deveriam considerar cuidadosamente como receber o retorno de Deus e deveriam ter uma mente clara a respeito de como ser alguém que se submete à verdade. Essa é a responsabilidade de todos que estão esperando que Jesus retorne montado em uma nuvem. Deveríamos esfregar nossos olhos espirituais para torná-los claros e não ficar atolados nas palavras de fantasia exagerada. Deveríamos refletir sobre a obra prática de Deus e dar uma olhada no aspecto prático de Deus. Não se deixem levar nem se percam em devaneios, sempre ansiando pelo dia em que o Senhor Jesus, montado numa nuvem, desça subitamente entre vocês e leve vocês que nunca O conheceram nem O viram e que não sabem como fazer a Sua vontade. É melhor pensar em questões mais práticas!(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Prefácio”). Essa leitura me deixou um pouco confusa. A Bíblia afirma claramente que o Senhor retornará nas nuvens em grande glória, então por que essa passagem dizia o seguinte: “Deveríamos esfregar nossos olhos espirituais para torná-los claros e não ficar atolados nas palavras de fantasia exagerada”. “Não se deixem levar nem se percam em devaneios, sempre ansiando pelo dia em que o Senhor Jesus, montado numa nuvem, desça subitamente entre vocês”. O Senhor realmente não tinha retornado nas nuvens? O que estava acontecendo ali? Fiquei revirando isso na minha mente, mas não conseguia entender. Então, ocorreu-me que os crentes em Deus Todo-Poderoso visitavam muito a nossa casa, por isso decidi perguntar-lhes e ver o que diriam.

Um dia, a irmã Muyu da Igreja de Deus Todo-Poderoso veio nos visitar, e eu lhe contei a minha confusão. Ela sorriu e respondeu: “É verdade que a Bíblia menciona o retorno do Senhor nas nuvens, mas no que diz respeito a como o Senhor retornará, a Bíblia contém outras profecias além daquelas sobre Sua vinda nas nuvens. ‘Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até o ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem(Mateus 24:27). ‘Pois, assim como o relâmpago, fuzilando em uma extremidade do céu, ilumina até a outra extremidade, assim será também o Filho do homem no Seu dia. Mas primeiro é necessário que Ele padeça muitas coisas, e que seja rejeitado por esta geração(Lucas 17:24-25). E: ‘Estai vós também apercebidos; porque, numa hora em que não penseis, virá o Filho do homem(Lucas 12:40). ‘Pois se não vigiares, virei como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei(Apocalipse 3:3). ‘Eis que venho como ladrão(Apocalipse 16:15). ‘Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro!(Mateus 25:6). Também: ‘Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a Minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele Comigo(Apocalipse 3:20). Nesses versículos, por que o Senhor fica ressaltando ‘a vinda do Filho do homem’, ‘virá o Filho do homem’ e ‘o Filho do homem no Seu dia’? Ao que se refere ‘o Filho do homem’? Refere-se ao Espírito de Deus que encarna e se torna o Filho do homem. O Espírito de Deus sozinho não poderia ser chamado de Filho do homem. Além disso, o Senhor fica mencionando que Ele retornará ‘como ladrão’ e diz: ‘à meia-noite ouviu-se um grito’. Isso sugere que, quando o Senhor retornar, Ele o fará em silêncio e segredo, que Ele encarnará e se tornará o Filho do homem, descendo em segredo sem que ninguém descubra o que aconteceu. É igual a quando o Espírito de Deus encarnou como o Senhor Jesus para aparecer e fazer a Sua obra. O Senhor Jesus parecia uma pessoa normal, e quando Ele viajou e pregou por toda parte, ninguém reconheceu que Ele era o Deus encarnado, que Ele era a manifestação de Cristo. Assim, podemos ter certeza absoluta de que, quando o Senhor retorna, Ele o faz encarnado como o Filho do homem para aparecer e fazer a Sua obra.” Fiquei perplexa quando Muyu disse isso. Os pastores e presbíteros costumavam dizer que “o Filho do homem” se refere ao Senhor Jesus, não ao Senhor Jesus retornado. Os pastores e presbíteros conheciam bem a Bíblia, portanto não podiam estar errados. Pensei que, provavelmente, Muyu tinha entendido a Bíblia errado e falado incorretamente. Percebendo isso, eu disse às pressas: “Muyu, os pastores e presbíteros nos disseram que ‘o Filho do homem’ se refere ao Senhor Jesus, não ao Senhor encarnado na carne”. Com paciência, ela respondeu: “Irmã, todos esses versículos afirmam claramente que essas são profecias do retorno do Senhor Jesus. Qualquer pessoa com discernimento entenderá isso. Como isso poderia se referir ao Senhor Jesus? Esse clero não está interpretando errado as palavras do Senhor? Veja também o evangelho de Lucas 17:24-25: ‘Pois, assim como o relâmpago, fuzilando em uma extremidade do céu, ilumina até a outra extremidade, assim será também o Filho do homem no Seu dia. Mas primeiro é necessário que Ele padeça muitas coisas, e que seja rejeitado por esta geração’. Nesses versículos, o Senhor profetiza como serão as condições quando Ele retornar. Se o Senhor retornasse nas nuvens em grande glória, todos certamente ficariam aterrorizados e se prostrariam no chão. Quem ousaria resistir e abandonar o Senhor? Como, então, a profecia: ‘Mas primeiro é necessário que Ele padeça muitas coisas, e que seja rejeitado por esta geração’ se cumpriria? Assim, de acordo com as palavras do Senhor, não há dúvida de que o Senhor retornado é o Filho do homem encarnado na carne. A aparição e a obra de Deus Todo-Poderoso cumprem completamente as profecias do Senhor Jesus”.

Depois de ouvir a comunhão dela, fiquei muito envergonhada. A comunhão dela foi bem-fundamentada e me convenceu completamente. Finalmente percebi que, quando o Senhor Jesus falava de Seu retorno, Ele sempre mencionava “a vinda do Filho do homem”, “o Filho do homem virá” e “o Filho do homem no Seu dia”. Repetidamente, ele ressaltou “o Filho do homem” para nos dizer que Ele retornaria na carne, aparecendo e operando como o Filho do homem. Nunca imaginei que, mesmo conhecendo bem a Bíblia e a explicando aos outros com frequência, eu não tinha visto que a Bíblia afirma claramente que o Senhor retornado se tornará o Filho do homem para aparecer e operar. Eu só acreditava cegamente no que os pastores e presbíteros me diziam. Eu era tão confusa na minha fé, e todos os meus anos de estudo bíblico tinham sido em vão. Eu não tinha nenhum entendimento das palavras do Senhor e ainda era cegamente arrogante e delimitadora. Como eu era irracional! Fiquei feliz por conseguir aquietar meu coração e ouvir a comunhão de Muyu. Caso contrário, se eu só tivesse ouvido os sermões dos pastores e presbíteros, eu ainda estaria olhando para as nuvens, aguardando a descida do Senhor. No fim, eu seria expulsa e abandonada por Deus! Muyu continuou sua comunhão, dizendo: “O retorno de Deus nos últimos dias acontece em duas fases. Primeiro, Ele encarna e vem em segredo, então, mais tarde, Ele virá nas nuvens, aparecendo abertamente. Até agora, a aparição e a obra de Deus Todo-Poderoso na carne são o primeiro estágio em que o Senhor chega em segredo. Deus expressa a verdade para fazer a obra de julgamento, para purificar e salvar a humanidade e permitir que ela se livre completamente do pecado. Aqueles que realmente creem em Deus e anseiam por Sua aparição podem reconhecer a voz de Deus nas palavras de Deus Todo-Poderoso, adquirir a certeza de que Ele é o Senhor Jesus retornado e vir para diante Dele. Todos esses são virgens sábias que foram arrebatadas para diante do trono de Deus e agora estão recebendo e experimentando o julgamento e a purificação das palavras de Deus. Portanto, neste tempo, não podemos ver o Senhor aparecendo nas nuvens. Só depois de Deus formar um grupo de vencedores e terminar Sua obra secreta na carne, Ele causará desastres, recompensará o bem e punirá o mal e finalmente descerá nas nuvens, revelando-Se a todas as pessoas. Naquela hora, aqueles que tinham condenado e resistido a Deus Todo-Poderoso gemerão, baterão contra o peito e rangerão os dentes de arrependimento, nos desastres, quando reconhecerem que estavam resistindo ao Senhor Jesus retornado. Isso cumpre totalmente a profecia em Apocalipse: ‘Eis que vem com as nuvens, e todo olho O verá, até mesmo aqueles que O traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre Ele(Apocalipse 1:7)”.

Depois disso, Muyu leu uma passagem das palavras de Deus Todo-Poderoso para mim. “Muitas pessoas podem não se importar com o que digo, mas ainda quero contar a todo assim chamado santo que segue a Jesus que, quando virem Jesus descer dos céus sobre uma nuvem branca com seus próprios olhos, isso será a aparição pública do Sol da justiça. Talvez esses sejam tempos de grande empolgação para você, mas você deve saber que o tempo em que você testemunhar Jesus descendo dos céus é também o tempo em que você descerá ao inferno para ser punido. Esse será o tempo do fim do plano de gestão de Deus e será quando Deus recompensará os bons e punirá os perversos. Pois o juízo de Deus terá terminado antes que o homem veja sinais, quando houver apenas a expressão da verdade. Aqueles que aceitarem a verdade e não buscarem sinais, e assim foram purificados, terão regressado diante do trono de Deus e entrado no abraço do Criador. Somente aqueles que persistirem crendo que ‘o Jesus que não vem sobre uma nuvem branca é um falso cristo’ estarão sujeitos à punição eterna, pois eles somente creem no Jesus que mostra sinais, mas não reconhecem o Jesus que proclama o rigoroso juízo e libera o verdadeiro caminho e vida. E assim, só pode ser que Jesus lide com eles quando Ele voltar abertamente sobre uma nuvem branca. Eles são obstinados demais, confiantes demais em si mesmos, arrogantes demais. Como tais degenerados poderiam ser recompensados por Jesus? A volta de Jesus é uma grande salvação para aqueles que são capazes de aceitar a verdade, mas para aqueles que são incapazes de aceitar a verdade, é um sinal de condenação. Vocês devem escolher sua própria senda e não devem blasfemar contra o Espírito Santo nem rejeitar a verdade. Vocês não devem ser pessoas ignorantes e arrogantes, mas pessoas que obedecem a direção do Espírito Santo e almejam e buscam a verdade; somente assim vocês serão beneficiados(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Quando você contemplar o corpo espiritual de Jesus, Deus terá feito novo céu e nova terra”). Depois de ouvir as palavras de Deus Todo-Poderoso, renunciei ao meu orgulho e finalmente vi que eu tinha todos os tipos de noções e imaginações referentes à vinda do Senhor. Não era por acaso que eu não tinha visto o Senhor descer nas nuvens depois de todos esses anos. Ele encarnou e veio em segredo, expressando palavras para salvar a humanidade e só aparecerá nas nuvens após formar um grupo de vencedores. Eu tinha sido enganada pelo clero, tirando passagens de seu contexto e me apegando a palavras literais da Bíblia. Quase perdi minha chance de acolher o Senhor e quase fui abandonada por Deus. Realmente foi por pouco!

Muyu continuou a comunhão dela: “Todos nós sabemos que dois mil anos atrás, todos os israelitas estavam esperando o Messias, mas quando o Senhor Jesus veio e operou, os fariseus se apegaram às palavras literais das Escrituras e estavam cheios de noções referentes à chegada do Messias. Acreditavam que, quando Deus viesse, Ele seria chamado de Messias, nasceria numa família aristocrática, teria status e poder de um rei e os libertaria do domínio do governo romano. Mas quando o Senhor Jesus veio, Ele não foi chamado de Messias. Ele nasceu numa família de pessoas comuns, numa manjedoura, e não era nem muito alto nem muito imponente. Ele foi até oprimido e perseguido. Eles O negaram e condenaram e, no fim, O pregaram na cruz, cometendo um pecado atroz, provocando as maldições e a punição de Deus e a subjugação dos israelitas por dois mil anos. Essa foi uma lição brutal! Vale a pena refletirmos sobre a causa principal do fracasso deles. Se não tivermos uma percepção disso, então, no que diz respeito à vinda do Senhor, é provável que sigamos a mesma senda de resistir a Deus trilhada pelos fariseus”. Quando a irmã terminou, ela leu outra passagem das palavras de Deus Todo-Poderoso para mim: “Vocês desejam conhecer a raiz do motivo pelo qual os fariseus se opunham a Jesus? Desejam conhecer a essência dos fariseus? Eles tinham muitas fantasias sobre o Messias. E mais, eles criam somente que o Messias viria, mas não buscavam a verdade da vida. Assim, até hoje eles ainda aguardam o Messias, pois não têm conhecimento do caminho da vida, e não sabem qual é o caminho da verdade. Como, dizem vocês, poderia um povo tão tolo, obstinado e ignorante ganhar a bênção de Deus? Como poderia contemplar o Messias? Ele se opunha a Jesus porque não conhecia a direção da obra do Espírito Santo, porque não conhecia o caminho da verdade do qual Jesus falava e, além disso, porque não entendia o Messias. E como nunca havia visto o Messias e nunca havia estado na companhia do Messias, cometera o erro de se agarrar ao mero nome do Messias enquanto se opunha à essência do Messias através de qualquer meio possível. Esses fariseus eram obstinados, arrogantes em essência e não obedeciam à verdade. O princípio de sua crença em Deus era: não importa quão profunda seja a Sua pregação, não importa quão elevada seja Sua autoridade, Você não é Cristo a menos que seja chamado o Messias. Essa crença não é absurda e ridícula?(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Quando você contemplar o corpo espiritual de Jesus, Deus terá feito novo céu e nova terra”). Muyu comungou, dizendo: “Deus Todo-Poderoso revelou a essência e a causa principal da resistência dos fariseus ao Senhor Jesus. Era por causa de sua natureza teimosa e arrogante, e porque eles estavam fartos da verdade e a odiavam. Além disso, eles não entendiam a obra de Deus e se apegavam a palavras literais das Escrituras, delimitando a aparição e a obra de Deus de acordo com suas noções. Mesmo quando o Senhor Jesus expressou muitas verdades e realizou muitos milagres, eles não buscaram nem aceitaram isso. Teimosamente, agarraram-se às Escrituras literais, sempre tentando ganhar vantagem sobre o Senhor, condenando e resistindo a Ele, e, no fim, O crucificaram. Assim, quando consideramos a vinda do Senhor nos últimos dias, só se aprendermos com a lição brutal do fracasso dos fariseus, renunciarmos às nossas noções e investigarmos a aparição e a obra de Deus, poderemos ter esperança de acolher o Senhor. Hoje, os pastores e presbíteros do mundo religioso são iguais aos fariseus. Quando ouvem alguém dando testemunho da vinda do Senhor, eles não buscam nem investigam e até se agarram teimosamente à passagem bíblica sobre a vinda do Senhor nas nuvens. Dizem: ‘Aquele que alega ser o Senhor Jesus, mas não vem numa nuvem, é um falso cristo’, arbitrariamente resistindo a Deus Todo-Poderoso e impedindo os crentes de investigar o caminho verdadeiro. Se nunca se arrependerem, eles serão expostos por Deus nos últimos dias como falsos crentes e anticristos, e quando a obra de salvação de Deus estiver terminada, eles chorarão e rangerão os dentes enquanto sucumbirem a calamidades sem precedentes”.

Quando ouvi isso, fiquei assustada e tremendo. Considerei o que ela disse à luz do meu comportamento: eu me apegava a palavras literais da Bíblia ao acolher o Senhor, acreditando, com base em minhas noções, que o Senhor viria nas nuvens. Quando ouvi pessoas dizerem que o Senhor Jesus tinha retornado, eu não só não investiguei, mas acompanhei os pastores e presbíteros, condenando-as cegamente, espalhando todos os tipos de boatos para caluniar e difamar Deus Todo-Poderoso, e impedi os crentes de investigar o caminho verdadeiro. Não havia nenhuma diferença entre meu comportamento e o dos fariseus que resistiram ao Senhor Jesus. Eu era um fariseu moderno, uma pedra de tropeço que impedia os crentes de investigar o caminho verdadeiro. Sem a misericórdia de Deus, manifestada por meio da comunhão da verdade de Muyu, que me permitiu ouvir a voz de Deus, uma pessoa tão teimosa e resistente à verdade como eu teria acabado sendo abandonada, expulsa, amaldiçoada e punida por Deus. Depois disso, eu perguntei a ela: “Visto que o Senhor encarnou para fazer Sua obra em segredo, como podemos ter certeza de que Deus Todo-Poderoso é o Deus encarnado, Cristo dos últimos dias?”. Ela leu mais algumas passagens das palavras de Deus Todo-Poderoso para mim. “O significado de ‘encarnação’ é que Deus aparece na carne; Ele opera entre os homens de Sua criação na imagem de uma carne. Assim, para Deus Se encarnar, Ele precisa primeiro ser carne, carne com humanidade normal; esse é o pré-requisito mais básico. De fato, a implicação da encarnação de Deus é que Deus vive e opera na carne, Deus, em Sua essência, Se torna carne, Se torna um homem(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “A essência da carne habitada por Deus”). “O Deus encarnado é chamado de Cristo, e Cristo é a carne vestida pelo Espírito de Deus. Essa carne é diferente de qualquer homem que é da carne. Essa diferença existe porque Cristo não é de carne e sangue, mas é a encarnação do Espírito. Ele tem tanto uma humanidade normal como uma divindade completa. Sua divindade não é possuída por nenhum homem. Sua humanidade normal sustenta todas as Suas atividades normais na carne, enquanto Sua divindade realiza a obra do Próprio Deus(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “A essência de Cristo é obediência à vontade do Pai celestial”). “Aquele que é Deus encarnado há de possuir a essência de Deus e Aquele que é Deus encarnado há de possuir a expressão de Deus. Uma vez que Se torna carne, Deus há de levar adiante a obra que intenciona fazer, e, já que Deus Se torna carne, Ele há de expressar o que Ele é e de ser capaz de trazer a verdade ao homem, de conceder-lhe vida e de lhe indicar o caminho. A carne que não contém a essência de Deus decididamente não é o Deus encarnado; disso não há dúvida. Se o homem pretende inquirir se é a carne de Deus em pessoa, então deve corroborar isso a partir do caráter que Ele expressa e das palavras que Ele profere. O que quer dizer que, para corroborar se é ou não a carne de Deus em pessoa e se é ou não o verdadeiro caminho, é preciso discriminar com base em Sua essência. E assim, ao determinar se é a carne do Deus em pessoa, a chave está em Sua essência (Sua obra, Suas declarações, Seu caráter e muitos outros aspectos), em vez de na aparência exterior. Se o homem examina apenas a Sua aparência exterior e, como resultado, ignora a Sua essência, isso demonstra que o homem é inculto e ignorante(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Prefácio”). Quando terminou de ler, Muyu comungou: “As palavras de Deus Todo-Poderoso nos dizem claramente que encarnação significa que o Espírito de Deus está revestido em carne e Ele se torna uma pessoa normal, aparecendo no mundo para expressar a verdade e realizar obra. Por fora, Cristo se parece com uma pessoa normal, mas o Espírito de Deus está Nele — Ele é a personificação do Espírito de Deus. Portanto, Cristo não só tem uma humanidade normal, Ele também tem divindade completa, o que significa: o caráter inerente de Deus, o que Deus tem e é, Sua autoridade, onipotência e sabedoria estão realizados em Seu corpo encarnado. Cristo é o Próprio Deus, o Senhor da criação. Por isso, Cristo pode expressar a verdade, desvelar mistérios em qualquer momento, expressar o caráter de Deus e tudo que Ele é e realizar a obra de redenção e salvação da humanidade. Isso é igual a como o Senhor Jesus era a encarnação de Deus — Ele era Cristo. Embora o Senhor parecesse ser uma pessoa normal por fora e vivesse entre os humanos na terra, Ele era capaz de expressar a verdade e revelar os mistérios do reino dos céus a qualquer hora, e Ele forneceu à humanidade o caminho do arrependimento. O Senhor Jesus perdoou os pecados das pessoas e expressou o caráter amoroso e misericordioso de Deus. Ele também realizou muitos milagres: Ele curou os enfermos, expulsou demônios, ressuscitou os mortos, acalmou os ventos e o mar, e alimentou cinco mil com cinco pães e dois peixes. As palavras e a obra do Senhor Jesus eram uma manifestação completa do poder e da autoridade de Deus. Todos nós confirmamos que o Senhor Jesus era Cristo, Deus encarnado, com base em Suas palavras e Sua obra. Assim, quando confirmamos se alguém é ou não Deus encarnado, não devemos basear nossa avaliação em sua aparência externa, na família em que ele nasceu, se ele tem status ou poder ou se ele é apoiado ou rejeitado pelos outros, mas exclusivamente em se ele pode expressar a verdade e fazer a obra de Deus. Essa é a chave. Contanto que ele consiga expressar a verdade e fazer a obra de salvar a humanidade, então, por mais mediano que possa parecer por fora e por mais que seja condenado e rejeitado, ele é inegavelmente Deus encarnado, é Cristo. Desde que apareceu para realizar a Sua obra, Deus Todo-Poderoso expressou milhões de palavras e revelou todos os mistérios do plano de gerenciamento de Deus. Ele revelou o propósito do plano de gerenciamento de Deus, a história por trás dos três estágios de Sua obra, o mistério das encarnações e dos nomes de Deus, a história por trás da Bíblia, como a obra de julgamento de Deus nos últimos dias purifica e salva a humanidade, os desfechos e destinos de cada tipo de pessoa, como o reino de Cristo é realizado na terra e muito mais. Além disso, Deus Todo-Poderoso também julga e expõe a natureza satânica das pessoas, que resiste a Deus, e todos os tipos de caracteres corruptos. Ele também mostra às pessoas a senda para se livrar do pecado e ser salvo. As verdades que Deus Todo-Poderoso expressou são tão abundantes — Ele expressou todos os aspectos da verdade necessários para sermos plenamente salvos e nenhum desses mistérios e verdades foi ouvido antes. Os escolhidos de Deus têm experimentado o julgamento e o castigo das palavras de Deus e têm algum entendimento real de seus caracteres corruptos, um reconhecimento do caráter justo e majestoso de Deus, aos poucos são libertos dos grilhões e das restrições do pecado e mudam seu caráter de vida em medidas diferentes. É só por meio da leitura das palavras de Deus Todo-Poderoso e da experiência pessoal de Sua obra nos últimos dias que nós descobrimos que Deus Todo-Poderoso é Deus encarnado, Cristo dos últimos dias”.

As palavras de Deus Todo-Poderoso e a comunhão de Muyu foram esclarecedoras. Vi que a chave para determinar se alguém é Deus encarnado se baseia em se ele pode expressar verdades, fazer a obra de salvação e se ele pode expressar o caráter de Deus e tudo que Ele tem e é. Portanto, Deus Todo-Poderoso realmente é Deus encarnado, o Senhor Jesus retornado, caso contrário, quem mais poderia abrir o pergaminho e os sete selos para revelar todos os mistérios e verdades ocultos? Além de Deus, quem poderia salvar a humanidade, livrando-nos dos grilhões do pecado?

Muyu continuou, dizendo: “Nesta aparição, Deus está principalmente expressando Suas palavras para identificar aqueles que têm sede de Sua chegada e conseguem ouvir a Sua voz. O Senhor Jesus disse: ‘As Minhas ovelhas ouvem a Minha voz, e Eu as conheço, e elas Me seguem(João 10:27). Todos aqueles que são ovelhas de Deus anseiam pela verdade e têm reverência por Ele. Quando ouvem alguém dizer que o Senhor retornou, eles buscam e investigam o caminho verdadeiro. Quando leem as palavras de Deus Todo-Poderoso, eles reconhecem a voz de Deus, aceitam Deus Todo-Poderoso e têm uma chance de ser salvos. Aqueles que não são ovelhas de Deus se agarram arrogante e teimosamente a noções religiosas, se recusam a ouvir a voz de Deus e até julgam e condenam a obra de Deus nos últimos dias. No fim, receberão a punição que merecem. Assim, Deus usa Suas palavras para revelar cada tipo de pessoa nos últimos dias, classificando cada uma de acordo com seu tipo, recompensando o bem e punindo o mal. Isso manifesta totalmente a justiça de Deus”.

Quando ouvi isso, baixei a cabeça, e lágrimas escorreram pelo meu rosto. Eu sabia que eu tinha resistido a Deus. Quando as pessoas testificaram que o Senhor tinha retornado, eu não busquei nem investiguei, mas obedeci cegamente aos pastores e presbíteros, espalhando mentiras e intimidando os crentes para impedi-los de investigar o caminho verdadeiro. Como resultado, tive uma crise de tosse que me impediu de falar, eu adoeci e até quebrei uma clavícula. O presbítero Wang também se envolveu num acidente de carro. Percebi que esses eventos não eram meros acasos. Eram punição e retribuição por resistir a Deus, mas eu estava entorpecida e não sabia que precisava despertar. Até condenei e resisti continuamente à aparição e à obra de Deus, achando que eu estava protegendo o caminho do Senhor e o rebanho. Eu estava tão entorpecida! Nem nos meus sonhos mais selvagens eu teria imaginado que a Relâmpago do Oriente, que eu tinha caluniado e à qual eu tinha resistido, fosse realmente o Senhor Jesus que eu tinha esperado por tanto tempo! Eu me senti muito angustiada e arrependida e me odiei por ser tão cega e tola. Eu tinha acreditado em Deus sem reconhecer Sua obra e tinha até seguido os presbíteros em resistir a Deus e impedir os crentes de investigar o caminho verdadeiro. Com base em meu comportamento, eu merecia ser punida por Deus. Mas Deus não agiu contra mim com base em minhas transgressões e até usou minha mãe para tocar os hinos das Suas palavras para que eu os ouvisse, e a comunhão da verdade de Muyu para permitir que meu coração entorpecido e teimoso despertasse e entendesse, para que eu aceitasse a aparição e a obra de Deus. Graças a Deus Todo-Poderoso por Sua misericórdia e salvação!

Depois disso, devorei faminta as palavras de Deus Todo-Poderoso. Por meio de Suas palavras, descobri o significado de cada um dos nomes de Deus nas eras diferentes, a história por trás da Bíblia e como Satanás corrompeu a humanidade e como Deus nos salva. Também descobri que a natureza satânica das pessoas é a causa principal da nossa pecaminosidade e resistência a Deus e aprendi como buscar para me livrar da corrupção e alcançar salvação. Vi que as palavras e a obra de Deus Todo-Poderoso cumprem as palavras do Senhor Jesus: “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, Aquele, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por Si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras(João 16:12-13). As palavras de Deus Todo-Poderoso resolveram grande parte da minha confusão e noções falsas e adquiri certeza de que essas eram as declarações pessoais de Deus. Deus Todo-Poderoso era o Senhor Jesus por quem eu tinha esperado por tanto tempo. Eu me senti igual a uma criança perdida por anos e que finalmente reencontrou sua mãe. Eu abracei o livro das palavras de Deus e não consegui segurar as lágrimas. Eu me odiei por ser tão cega e não reconhecer Deus, por resistir à obra de Deus dos últimos dias e condená-la e por me tornar uma barreira para os crentes que buscam e investigam o caminho verdadeiro. Eu tinha me tornado uma rebelde, uma inimiga de Deus. Quando percebi isso, eu me arrependi profundamente e decidi espalhar o evangelho assim que pudesse para trazer aqueles que eu tinha enganado e obstruído de volta para o rebanho e para compensar minhas transgressões passadas para confortar o coração de Deus. Depois disso, eu me juntei aos que espalham o evangelho. Enquanto compartilhava o evangelho, eu contava às pessoas como costumava me agarrar às palavras literais da Bíblia e como cometia atos malignos em resistência a Deus. Eu dizia que elas deviam aprender as lições dos meus fracassos e compartilhava as palavras de Deus Todo-Poderoso com elas para que elas pudessem ouvir a voz de Deus. Quando vi um número cada vez maior de pessoas aceitando a obra de Deus nos últimos dias, eu me senti muito feliz, firme e em paz.

Olhando para a estrada que percorri, desde resistir a Deus a ser conquistada pelas palavras de Deus, vi os esforços minuciosos que Deus fez por mim. Apesar de eu ser muito rebelde, Deus não me abandonou e até permitiu que eu ouvisse a voz Dele e O acolhesse. Isso é o grande amor de Deus e Sua salvação para mim! Graças a Deus Todo-Poderoso!

Todos os dias temos 24 horas e 1440 minutos. Você está disposto a dedicar 10 minutos para estudar o caminho de Deus? Você está convidado a se juntar ao nosso grupo de estudo.👇

Conteúdo relacionado

Leave a Reply

Entre em contato conosco pelo WhatsApp