A praga nos assola: qual é a vontade de Deus?

19 de Junho de 2020

O “novo coronavírus” − palavras que enchem de medo o coração das pessoas − surgiu em Wuhan, na China, e de lá se espalhou por todo o planeta. Há pessoas morrendo em massa em todo o mundo e um número maior ainda vive num estado de pânico constante, sentindo que os grandes desastres chegaram. Ninguém sabe quanto tempo essa pandemia durará nem quantas vidas ceifará. Os que creem em Deus, no entanto, sabem em seu coração que tudo acontece com a permissão de Deus e que absolutamente nada pode acontecer sem ela. Então, qual é a vontade de Deus em permitir que essa praga nos assole?

Reveja a história e busque a vontade de Deus

Está registrado no Antigo Testamento que o povo de Sodoma era perverso, promíscuo e corrupto, e que a sede por sangue e chacina dominava a cidade, tanto é que seus habitantes desejavam matar até mesmo anjos. Nunca lhes ocorreu se arrepender e assim Deus fez chover do céu fogo sobre eles e os destruiu. Os versados na bíblia, no entanto, sabem que antes de Deus invocar tal calamidade sobre a cidade, Abraão implorou a Deus em nome de Sodoma. Eis uma passagem desse registro da bíblia: “Então disse Jeová: Se eu achar em Sodoma cinqüenta justos dentro da cidade, pouparei o lugar todo por causa deles. […] Se porventura se acharem ali dez? Ainda assentiu Jeová: Por causa dos dez não a destruirei” (Genesis 18:26-32). Esses versículos não só revelam o caráter justo de Deus, mas, mais do que isso, nos dão uma noção de Sua enorme misericórdia e clemência. Deus teria poupado Sodoma se cinquenta pessoas justas pudessem ser encontradas lá, e Ele também teria poupado a cidade se apenas dez pessoas justas pudessem ser encontradas. Por mais corrompidas e perversas que fossem as pessoas, Deus ainda tinha esperança de que elas se arrependessem. É um fato doloroso que nem ao menos dez pessoas justas pudessem ser encontradas em uma cidade tão grande, e, assim, Deus não teve outra escolha a não ser destruí-la.

As pessoas que vivem no mundo de hoje, repleto de tentações, são ainda piores do que as pessoas de Sodoma de tantos anos atrás. As pessoas de hoje foram corrompidas ao extremo por Satanás: elas adoram o mal e amam a injustiça. A terra está totalmente tomada por violência e adultério e veem-se casas de karaokê, salões de massagem nos pés, hotéis e boates por toda a parte, em ruas principais e pequenas becos. Tais lugares estão cheios de maldade e promiscuidade. Todos vivem para comer, beber, se divertir e se entregar a prazeres físicos, em total depravação. Não há amor entre as pessoas, mas, ao contrário, todos enganam, brigam e competem por status, fama e fortuna; as pessoas trapaceiam e tramam umas contra as outras, chegando a entrar em conflito por dinheiro e lucro. Toda a humanidade vive sob o império de Satanás e ninguém gosta de coisas positivas, anseia pela luz nem aceita a graça da salvação de Deus. Até mesmo os crentes vivem um ciclo de pecar e confessar, totalmente incapazes de permanecerem fiéis aos ensinamentos do Senhor, a ponto de seguirem tendências mundanas e buscarem os prazeres da carne. Mesmo quando sabem que estão vivendo em pecado, não conseguem se livrar de suas amarras do pecado – seu coração já se afastou demais de Deus. A humanidade inteira, corrompida ao extremo, já não merecia há muito tempo ter sido destruída?

Deus tem esperança de que as pessoas possam se arrepender

Os desastres se sucedem e a vontade de Deus é que venhamos diante Dele em arrependimento. Ele deseja que todos se arrependam e não quer que ninguém pereça. Dois mil anos atrás o Senhor Jesus disse: “Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus” (Mateus 4:17). A esta altura, é possível que alguns de vocês digam: “Os descrentes não acreditam em Deus e não podem se arrepender de maneira alguma. Depois de ganharmos a fé no Senhor, no entanto, muitas vezes choramos amargamente diante Dele enquanto oramos. Admitimos nossos pecados passados e não tornamos a cometer maldades. Sabemos ser tolerantes e pacientes com os outros. Somos capazes de ajudar instituições de caridade, fazer doações e ajudar os outros, e até mesmo dedicar todo nosso tempo a laborar e trabalhar pelo Senhor, e não O traímos mesmo quando somos presos e encarcerados. Isso não é o verdadeiro arrependimento? Se praticarmos resolutamente dessa maneira, o Senhor nos protegerá e evitará que sejamos assolados pelos desastres”. Mas isso é mesmo verdade? O Senhor Jesus disse uma vez: “Todo aquele que comete pecado é escravo do pecado. Ora, o escravo não fica para sempre na casa; o filho fica para sempre” (João 8:34-35). Depois de ganharmos a fé no Senhor, podemos ser humildes e pacientes, ajudar os outros e fazer sacrifícios, nos despender, pregar o evangelho, dar testemunho do Senhor e ter bom comportamento exteriormente. O que não podemos negar, no entanto, é que as características de nosso caráter corrupto que carregamos dentro de nós, como arrogância, presunção, desonestidade, engano, egoísmo e ignobilidade, não foram purificadas e ainda somos capazes de pecar o tempo todo. Por exemplo, sabemos muito bem que o Senhor exige que sejamos honestos; no entanto, controlados por nossa natureza egoísta e desprezível, assim que algo contraria nossos interesses, inevitavelmente mentimos e enganamos; controlados por nossa natureza arrogante e presunçosa, constantemente forçamos os outros a fazer nossa vontade, seja qual for, e quando eles não obedecem, ficam zangados e os repreendemos; e quando ocorrem desastres e provações, reclamamos e culpamos o Senhor. Esses são apenas alguns exemplos. Nossos pecados são como ervas daninhas − crescem de volta assim que são cortados. Mesmo que choremos amargamente todos os dias enquanto oramos e confessamos nossos pecados, ainda assim não mudamos. Isso pode ser o verdadeiro arrependimento? Quem poderá garantir que Deus protegerá tal pessoa em meio aos desastres? O verdadeiro arrependimento acontece quando o caráter corrupto e satânico de uma pessoa é totalmente purificado e mudado, quando ela deixa de fazer o mal, cometer pecados ou resistir a Deus. É nessa hora que ela poderá realmente se submeter e adorar a Deus. Somente pessoas assim estão aptas a herdar as promessas e bênçãos de Deus e a entrar no reino dos céus. Assim como diz a Bíblia: “Sereis pois santos, porque Eu sou santo” (Levítico 11:45). “Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestes no sangue do Cordeiro para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas” (Apocalipse 22:14).

Como alcançar o verdadeiro arrependimento e ganhar a proteção de Deus

Como podemos então alcançar o verdadeiro arrependimento? O Senhor Jesus disse certa vez: “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, Aquele, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por Si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras” (João 16:12-13). “Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus” (1 Pedro 4:17). “Santifica-os na verdade, a Tua palavra é a verdade” (João 17:17). O Senhor profetizou que voltaria nos últimos dias, que expressaria verdades cada vez mais elevadas do que na Era da Graça e que realizaria uma etapa da obra para julgar e purificar o homem. O motivo disso é permitir que nos libertemos dos laços do pecado de uma vez por todas e sejamos purificados e transformados. Na Era da Graça o Senhor Jesus realizou a obra da redenção, e, portanto, as pessoas que acreditassem Nele poderiam ter seus pecados perdoados. No entanto, elas não foram purificadas de sua natureza pecaminosa. Somente ao aceitar a obra de julgamento do Senhor nos últimos dias, ter nosso caráter corrupto purificado e modificado e nunca mais fazer o mal, cometer pecados nem resistir a Deus é que podemos dizer que estamos de fato arrependidos. Só então estaremos sob a proteção de Deus e sobreviveremos aos desastres.

O Senhor Jesus já retornou. Ele é o Deus Todo-Poderoso encarnado. Deus Todo-Poderoso − Cristo dos últimos dias − está realizando a obra de julgamento, começando pela casa de Deus, sobre a fundação da obra de redenção do Senhor Jesus. Deus Todo-Poderoso diz: “Nos últimos dias, Cristo usa uma variedade de verdades para ensinar o homem, expor a essência do homem e dissecar suas palavras e ações. Essas palavras abrangem várias verdades: […] Ao realizar Sua obra de julgamento, Deus não só torna clara a natureza do homem com apenas algumas palavras; Ele também expõe, trata e poda no longo prazo. Esses métodos de exposição, tratamento e poda não podem ser substituídos por palavras comuns, mas pela verdade que o homem absolutamente não possui. Apenas métodos desse tipo são considerados julgamento; só por meio de julgamento desse tipo é que o homem pode ser subjugado e completamente convencido a se submeter a Deus e, além disso, ganhar verdadeiro conhecimento de Deus. O que a obra de julgamento produz é o entendimento do homem da verdadeira face de Deus e da verdade sobre a própria rebelião. A obra de julgamento permite que o homem ganhe bastante entendimento da vontade de Deus, do propósito da obra de Deus e dos mistérios que lhe são incompreensíveis. Também permite que o homem reconheça e conheça sua substância corrupta e as raízes de sua corrupção, bem como descubra a fealdade do homem. Esses efeitos são todos produzidos pela obra de julgamento, pois a substância dessa obra é, de fato, a obra de abrir a verdade, o caminho e a vida de Deus a todos aqueles que têm fé Nele” (‘Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Para nos salvar dos grilhões de nosso caráter satânico, Deus Todo-Poderoso expressa todas as verdades que podem nos purificar e nos salvar plenamente. Ele revela os mistérios da obra de gestão de seis mil anos de Deus; Ele revela a fonte do mal do mundo, bem como a essência e a verdade da corrupção da humanidade por Satanás. Ao experimentarmos o julgamento das palavras de Deus, percebemos quão profundamente corrompidos nós somos por Satanás. Arrogância, presunção, egoísmo, ignobilidade, desonestidade, engano, ganância, maldade − nada do que vivemos tem aparência alguma de humanidade, despertando o ódio e o desprezo de Deus por nós. Ao mesmo tempo, conhecemos o caráter justo de Deus que não tolera ofensas. Reconhecemos que estamos sempre vivendo de acordo com nosso caráter corrupto e satânico e que se não praticarmos a verdade, Deus certamente nos detestará e rejeitará. Somente então é que nos prostramos diante de Deus e nos arrependemos, odiando nossos pecados e desejando viver pelas palavras de Deus. Ao renunciarmos repetidamente à nossa carne e praticarmos a verdade, nosso caráter corrupto é gradativamente purificado e mudado. Não nos rebelamos mais contra Deus nem resistimos a Ele, e começamos a nos submeter de fato a Deus e a reverenciá-Lo. Somente pessoas assim têm o verdadeiro arrependimento, serão protegidas por Deus e sobreviverão aos desastres.

Deus Todo-Poderoso se manifestou e iniciou a Sua obra 30 anos atrás. A obra do evangelho se espalhou por todas as nações da terra e os milhões de palavras expressas por Deus Todo-Poderoso já foram publicadas na internet. Essas palavras foram traduzidas para mais de 20 idiomas; elas dão testemunho e estão livremente disponíveis para toda a humanidade. Nesta era tão sombria e perversa, as verdades expressas por Cristo dos últimos dias surgem como a verdadeira luz, como um relâmpago brilhando do Oriente ao Ocidente. Elas dão testemunho a toda a humanidade: Deus se manifestou e o Senhor Jesus retornou. Ele expressa a verdade para purificar e salvar o homem e a única maneira de o homem alcançar a plena salvação é aceitar Deus Todo-Poderoso. No entanto, a humanidade foi profundamente corrompida por Satanás. Ninguém ama a verdade. As pessoas querem apenas cobiçar os prazeres do pecado. Não estão dispostas a investigar a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias nem aceitar Seu julgamento e castigo nos últimos dias. Ao invés disso, as pessoas têm noções profundamente arraigadas sobre a obra de Deus e algumas até resistem e condenam abertamente a Sua obra dos últimos dias. Todos vivem em pecado sem nenhuma intenção de se arrepender. Pouquíssimos anseiam pela verdade ou almejam a luz. Os desastres que vemos hoje são o lembrete final de Deus, Seu aviso final, para a humanidade. Mais do que isso, são a salvação de Deus. Somente vindo perante Deus para nos arrependermos é que poderemos obter Sua proteção contra os desastres.

Atente às advertências de Deus

Deus Todo-Poderoso diz: “Todos os desastres acontecerão, um após o outro; todas as nações e todos os lugares experimentarão desastres: pragas, fome, inundações, seca e terremotos estão por toda parte. Esses desastres não acontecem em somente um ou dois lugares, assim como não durarão um ou dois dias; em vez disso, eles se estenderão sobre uma área cada vez maior e os desastres se tornarão cada vez mais severos. Durante esse tempo, todo tipo de praga de inseto sucederá um após outro, e o fenômeno do canibalismo ocorrerá em todas as partes. Esse é o Meu julgamento de todas as nações e povos” (‘Capítulo 65’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”). “Se a humanidade deseja ter um bom destino, se um país deseja ter um bom destino, o homem deve curvar-se diante de Deus em adoração, arrepender-se e confessar diante de Deus, caso contrário o destino e o futuro do homem acabarão inevitavelmente em catástrofe” (‘Deus preside o destino de toda a humanidade’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Minha obra final não tem por objetivo apenas punir os homens, mas também arranjar o destino deles. E, mais ainda, o objetivo é receber o reconhecimento de todos por tudo o que fiz. Quero que todos e cada um dos homens vejam que tudo o que fiz é correto e que tudo o que fiz é expressão do Meu caráter; não foi a ação do homem, menos ainda da natureza, que trouxe o ser humano à existência. Ao contrário, sou Eu quem nutre todo ser vivo na criação. Sem a Minha existência, a humanidade só perecerá e sofrerá o flagelo das calamidades. Nenhum ser humano tornará a ver a beleza do sol e da lua nem o mundo verde; a humanidade só há de se deparar com a noite gélida e o vale implacável da sombra da morte. Sou a única salvação da humanidade. Sou a única esperança da humanidade e, mais ainda, sou Aquele sobre quem se baseia a existência de toda a humanidade. Sem Mim, a humanidade imediatamente ficará paralisada. Sem Mim, a humanidade sofrerá uma catástrofe e será espezinhada por toda espécie de espectros, ainda que ninguém atente para Mim. Fiz uma obra que mais ninguém pode fazer e Minha única esperança é que o homem seja capaz de Me retribuir com algumas boas ações” (‘Prepare boas ações suficientes para o seu destino’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Os desastres estão se intensificando em todo o mundo, espalhando-se por áreas cada vez maiores. Os que foram condenados não podem escapar e temos a sensação de que o fim do mundo está próximo. Todos sabemos, porém, que Deus governa nossos destinos e que todos os desastres estão em Suas mãos. Somente vindo perante Deus em arrependimento e aceitando Seu julgamento e castigo nos últimos dias é que teremos chance de sermos protegidos por Ele contra os desastres e sobrevivermos. O destino do mundo está se desenrolando diante de nossos olhos. Quando Deus salvar todos que puderem ser salvos, Ele usará os grandes desastres para destruir esse mundo perverso e imundo. Quando essa hora chegar, aqueles que não vieram diante de Deus serão varridos pelos desastres, chorando e rangendo os dentes.

Nota do editor: Depois de ler esse artigo, você compreende agora a vontade de Deus em provocar os desastres? E você já encontrou o caminho para ser protegido por Deus contra os desastres? Caso tenha outras dúvidas ou dificuldades, entre em contato conosco a qualquer momento através das opções de chat e mensagem em nosso site para se comunicar conosco.

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

Reunido com o Senhor

Ter visto, ouvido e experimentado tudo isso é uma prova em meu coração de que a Igreja de Deus Todo-Poderoso é uma verdadeira igreja onde Deus pessoalmente alimenta e pastoreia Seu rebanho. O fato de eu ter conseguido entrar na casa de Deus e viver uma vida face a face com Deus significa ser excepcionalmente exaltado por Deus.

O mundo é afligido por catástrofes: como será o arrebatamento antes da tribulação?

Hoje, as catástrofes ao redor do mundo estão se tornando cada vez mais severas. O noticiário está cheio de histórias de pragas, terremotos, enchentes e secas. Alguma vez você já se perguntou: as profecias do retorno do Senhor se cumpriram, por que, então, ainda não acolhemos o Senhor? Se isso continuar, quando a grande tribulação chegar, nós não seremos lançados em desastre também? Quando, exatamente, o Senhor nos levará para o reino celestial?

Os sinais da vinda de Jesus: 6 profecias da Bíblia foram cumpridas

No versículo 12 do capítulo 22 de Apocalipse, o Senhor Jesus profetizou: “Eis que cedo venho”. O Senhor nos prometeu que Ele voltaria nos últimos dias, então Ele já retornou? Essa pergunta realmente é muito importante para nós cristãos, então como, exatamente, podemos saber se o Senhor realmente retornou ou não? Na verdade, o Senhor Jesus já nos disse por meio de profecias bíblicas, e, contanto que reunamos todos os fatos e os ponderemos com sinceridade, encontraremos a resposta.

Deixar uma resposta