Agora entendo a relação entre a Bíblia e Deus

28 de Julho de 2020

Deus Todo-Poderoso diz: “Por muitos anos, o meio tradicional de crença das pessoas (o do cristianismo, uma das três principais religiões do mundo) foi ler a Bíblia; afastar-se da Bíblia não é a crença no Senhor, afastar-se da Bíblia é heterodoxia e heresia, e mesmo quando as pessoas leem outros livros, a base de tais livros deve ser a explicação da Bíblia. Ou seja, se você acredita no Senhor, precisa ler a Bíblia e, fora da Bíblia, não deve adorar nenhum livro que não envolva a Bíblia. Se fizer isso, você está traindo a Deus. Desde que existe a Bíblia, a crença das pessoas no Senhor tem sido a crença na Bíblia. Em vez de dizer que as pessoas acreditam no Senhor, é melhor dizer que acreditam na Bíblia; em vez de dizer que começaram a ler a Bíblia, é melhor dizer que começaram a acreditar na Bíblia; e em vez de dizer que retornaram ao Senhor, seria melhor dizer que retornaram à Bíblia. Desta forma, as pessoas adoram a Bíblia como se fosse Deus, como se fosse sua força vital, e perdê-la seria o mesmo que perder sua vida. As pessoas veem a Bíblia tão elevada quanto Deus, e há até aqueles que a veem mais elevada que Deus. Se as pessoas estão sem a obra do Espírito Santo, se não conseguem sentir Deus, podem continuar vivendo, mas, assim que perdem a Bíblia ou os famosos capítulos e dizeres da Bíblia, é como se tivessem perdido a vida… A Bíblia se tornou um ídolo na mente das pessoas, um quebra-cabeças em seus cérebros, e elas são simplesmente incapazes de acreditar que Deus pode operar de forma exclusiva da Bíblia, são incapazes de acreditar que as pessoas podem encontrar Deus fora da Bíblia, muito menos são capazes de acreditar que Deus poderia se afastar da Bíblia durante a obra final e começar de novo. Isso é impensável para as pessoas; elas não podem acreditar e nem imaginar isso. A Bíblia se tornou um grande obstáculo à aceitação, pelas pessoas, da nova obra de Deus, e uma dificuldade para a ampliação dessa nova obra” (A Palavra manifesta em carne). Antigamente, a Bíblia me ajudava a conhecer o Senhor, e o pastor sempre dizia que ela era o fundamento da nossa fé. Eu achava que crer na Bíblia era crer no Senhor e até a colocava acima do Senhor. Eu apenas me equipava com algumas palavras mortas da Bíblia, sem pensar em praticar ou experimentar as palavras do Senhor. Foi só quando aceitei a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias e vi o que Suas palavras revelam que entendi a relação entre Deus e a Bíblia. Finalmente, os erros na minha fé foram corrigidos.

Eu costumava ler a Bíblia, ir às reuniões da igreja e procurar sermões on-line com frequência para entender melhor o Senhor. Uma vez, encontrei um filme no YouTube chamado “Onde está meu lar”. Era um filme bastante sincero e comovente. E especialmente as palavras lidas no filme pareciam ter muito calor e autoridade. Curiosa, quis saber de onde vinham. Quando vi que vinham da Igreja de Deus Todo-Poderoso, entrei na internet para descobrir mais sobre essa igreja que tinha feito o filme. Mas encontrei alguns artigos negativos sobre ela e não consegui descobrir se eram reais ou inventados. Após refletir bastante, senti que não devia acreditar cegamente nas palavras dos outros. É como dizem: “Não acredite naquilo que ouve, mas veja com seus próprios olhos”. Eu sabia que devia investigar pessoalmente para ver se era uma igreja boa. Decidi baixar mais alguns filmes. Assisti a dois outros, “Despertar” e “Esperança”. Eles mexeram muito comigo. As palavras lidas neles tinham poder e autoridade, e a comunhão era prática. Descobri a raiz da desolação das igrejas e a diferença entre ser salvo e ser plenamente salvo. Diziam que o Senhor Jesus já tinha retornado e estava fazendo a obra de julgamento nos últimos dias, o que cumpre esta profecia bíblica: “Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus” (1 Pedro 4:17). Fiquei muito feliz e percebi que aquelas palavras lidas nos filmes eram as declarações do Senhor retornado. Por isso tinham tanto poder e autoridade! Deixei uma mensagem e entrei em contato com irmãos e irmãs na igreja, e vi que eles eram realmente genuínos e que sua comunhão era iluminadora. Ter contato com eles foi maravilhoso. Comecei a frequentar suas reuniões.

Certa noite, eu estava prestes a baixar mais filmes do canal da Igreja de Deus Todo-Poderoso. Enquanto navegava pelos filmes, vi um filme chamado “Deixar a Bíblia”. Fiquei confusa. O que aquilo significava? Por que deveríamos deixar a Bíblia em nossa fé? Como as pessoas poderiam crer e conhecer Deus sem a Bíblia? Pensei em como o pastor sempre dizia que nossa fé deveria se basear na Bíblia e que afastar-se da Bíblia era heresia. Afastar-se da Bíblia não era trair o Senhor? Nos dias seguintes, parei de assistir aos hinos e filmes da igreja, temendo desviar-me em minha fé. Mas fiquei me perguntando: “Se Deus Todo-Poderoso realmente é o Senhor Jesus retornado e eu não O aceitar, não perderei minha chance de acolher o Senhor?” Eu estava dividida e comecei a jejuar e orar. Pedi que o Senhor me iluminasse e guiasse para saber se Deus Todo-Poderoso é, de fato, o Senhor Jesus retornado. Na primeira noite do meu jejum, não recebi nenhuma inspiração de Deus, então decidi dar uma olhada na Bíblia. Li Apocalipse 1:8: “Eu sou o Alfa e o Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso.” Li também Apocalipse 11:16-17: “E os vinte e quatro anciãos, que estão assentados em seus tronos diante de Deus, prostraram-se sobre seus rostos e adoraram a Deus, dizendo: Graças Te damos, Senhor Deus Todo-Poderoso, que és, e que eras, porque tens tomado o Teu grande poder, e começaste a reinar”. De repente, senti que esses versículos eram a orientação de Deus para mim. Apocalipse diz que Deus será chamado “o Todo-Poderoso” nos últimos dias. Esse não é Deus Todo-Poderoso? Essa descoberta fez com que eu quisesse continuar a investigar a Igreja de Deus Todo-Poderoso. Também decidi assistir à integra de “Deixar a Bíblia” para saber do que realmente tratava.

Uma pregadora do evangelho da Igreja de Deus Todo-Poderoso no filme compartilhou esta comunhão: “Muitas pessoas religiosas afirmam que Deus não se afastaria da Bíblia para fazer a obra de salvação e que tudo que vai além da Bíblia é heresia. O que veio primeiro: a Bíblia ou a obra de Deus? No início, Deus Jeová criou os céus, a terra e todas as coisas. Ele destruiu o mundo com um dilúvio e destruiu Sodoma e Gomorra com fogo. O Antigo Testamento já existia quando Deus fez toda essa obra?” Pensei: “Por que pergunta isso? Quando Deus criou a terra, inundou o mundo e queimou Sodoma e Gomorra, a Bíblia definitivamente não existia”. Ela continuou: “Não existia Bíblia quando Deus fez toda essa obra. Ou seja, primeiro veio a obra de Deus e só depois ela foi registrada na Bíblia. E quando o Senhor Jesus operou na Era da Graça, ainda não existia o Novo Testamento. Este foi escrito por Seus discípulos após Ele completar Sua obra. Evidentemente, a Bíblia é apenas um registro histórico da obra feita por Deus. Deus não opera de acordo com a Bíblia nem é limitado por ela. Ele faz Sua obra com base em seu plano de gerenciamento e nas necessidades do homem. Por isso não podemos pensar que a obra de Deus é apenas aquilo que está na Bíblia e não podemos usar a Bíblia para limitar Sua obra. Não podemos dizer que tudo fora da Bíblia é heresia. Deus tem o direito de fazer Sua própria obra e de fazê-la fora dos limites da Bíblia”.

Isso abriu meus olhos repentinamente. Não havia Novo Testamento quando o Senhor Jesus operou. Ele foi compilado por pessoas após Jesus ter encerrado Sua obra. A Bíblia é apenas um registro da obra passada de Deus. Por que nunca tinha pensado nisso antes?

A comunhão no filme continuou: “Se dissermos que tudo fora da Bíblia é heresia, não estaríamos condenando a obra passada de Deus? Quando o Senhor Jesus veio e operou, Ele não operou com base no Antigo Testamento, mas foi além dele, como em Seus ensinos sobre o caminho do arrependimento, ao curar os enfermos, expulsar demônios, não observar o sábado, perdoando outros setenta vezes sete vezes, e muito mais. Nada disso estava no Antigo Testamento. Até ia diretamente contra as leis do Antigo Testamento. Isso significa que a obra do Senhor Jesus não era a obra de Deus? Os sumos sacerdotes, presbíteros e escribas condenaram a obra e as palavras do Senhor Jesus como heresia só porque elas não se conformavam ao Antigo Testamento. Eles se tornaram pessoas que resistiram a Deus. Se seguirmos noções humanas e dissermos que tudo fora da Bíblia é heresia, também não estaremos condenando a obra do Senhor Jesus?”

Depois, no filme, leram algumas das palavras de Deus Todo-Poderoso sobre a questão de que tudo fora da Bíblia é heresia. Deus Todo-Poderoso diz: “A Bíblia é um livro histórico, e se você tivesse comido e bebido o Antigo Testamento durante a Era da Graça — se você tivesse posto em prática o que era necessário no tempo do Antigo Testamento durante a Era da GraçaJesus teria rejeitado e condenado você; se você tivesse aplicado o Antigo Testamento à obra de Jesus, teria sido fariseu. Se, hoje, você juntar o Antigo e o Novo Testamentos para comer, beber e praticar, o Deus de hoje o condenará; você ficará para trás da obra do Espírito Santo de hoje! Se você come e bebe o Antigo Testamento e o Novo Testamento, está fora da corrente do Espírito Santo! Durante a época de Jesus, Ele liderou os judeus e todos os que O seguiram de acordo com a obra do Espírito Santo Nele, à época. Ele não utilizou a Bíblia como a base do que Ele fez, mas falou de acordo com Sua obra; Ele não prestou atenção ao que a Bíblia dizia, nem procurou na Bíblia uma senda para liderar Seus seguidores. Do momento em que iniciou sua obra, Ele espalhou o caminho do arrependimentouma palavra que nunca foi mencionada nas profecias do Antigo Testamento. Não apenas Ele não agiu de acordo com a Bíblia, mas também liderou um novo caminho e fez uma nova obra. Ele nunca fez referência à Bíblia ao pregar. Durante a Era da Lei, ninguém jamais tinha sido capaz de realizar Seus milagres de curar os enfermos e expulsar demônios. Assim, também, Sua obra, Seus ensinamentos e a autoridade e poder de Suas palavras estavam além de qualquer homem durante a Era da Lei. Jesus simplesmente fez Sua mais nova obra, e embora muitas pessoas O condenassem utilizando a Bíbliae utilizaram até mesmo o Antigo Testamento para crucificá-LoSua obra ultrapassou o Antigo Testamento; se assim não fosse, por que as pessoas O pregaram na cruz? Não foi porque nada havia no Antigo Testamento a respeito de Seus ensinamentos e Sua capacidade de curar os doentes e expulsar os demônios? Sua obra foi para liderar um novo caminho, não para deliberadamente escolher uma luta contra a Bíblia ou dispensar o Antigo Testamento intencionalmente. Ele simplesmente veio para realizar Seu ministério, trazer a nova obra àqueles que O desejavam e procuravam. Ele não veio para explicar o Antigo Testamento ou defender sua obra. Sua obra não buscava permitir que a Era da Lei continuasse se desenvolvendo, pois ela não levava em conta se era baseada na Bíblia; Jesus simplesmente veio para fazer a obra que Ele deveria fazer… Afinal, o que é maior: Deus ou a Bíblia? Por que a obra de Deus deve estar de acordo com a Bíblia? Será que Deus não tem o direito de ir além da Bíblia? Deus não pode Se afastar da Bíblia e fazer outra obra? Por que Jesus e Seus discípulos não guardavam o sábado? Se guardasse o sábado e a prática de acordo com os mandamentos do Antigo Testamento, por que Jesus não guardou o sábado depois que veio, mas, em vez disso, lavou os pés, cobriu a cabeça, partiu o pão e bebeu vinho? Tudo isso não está ausente dos mandamentos do Antigo Testamento? Se Jesus honrava o Antigo Testamento, por que Ele rompeu com essas doutrinas? Você deve saber qual veio primeiro, Deus ou a Bíblia!” (A Palavra manifesta em carne).

A pregadora do evangelho no filme compartilhou esta comunhão: “A Bíblia não representa Deus. É apenas um registro verídico de Seus dois primeiros estágios de obra, ou seja, é um testemunho da obra de Deus nas Eras da Lei e da Graça. Não representa toda a Sua obra para salvar a humanidade. Os registros bíblicos das palavras de Deus são limitados demais. São apenas fragmentos do caráter de vida de Deus e não mostram tudo. Deus é sempre novo, nunca velho. Ele faz obra nova e professa palavras novas em cada era. Por exemplo, quando o Senhor Jesus veio na Era da Graça, Ele foi além do Antigo Testamento para fazer obra nova. Deus não opera de acordo com as Escrituras nem se refere a elas. Ele não encontra nas Escrituras a senda para guiar seus seguidores. A obra de Deus sempre avança. Quando Deus lança uma nova era e faz obra nova, Ele traz uma senda nova para a humanidade e nos concede mais verdades para que ganhemos uma salvação ainda maior Dele”. “Deus não guia a humanidade com base em Sua obra velha. Deus não opera de acordo com a Bíblia porque Ele não é só o Senhor do sábado, mas também o Senhor da Bíblia. Ele tem todo direito de deixar a Bíblia para fazer obra mais nova de acordo com Seu plano e as necessidades do homem”. “A obra de Deus na era nova nunca poderia ser igual à Sua obra numa era antiga. Portanto, a afirmação de que afastar-se da Bíblia é heresia simplesmente não confere”.

Isso me mostrou que o Antigo e o Novo Testamentos registram a obra e as palavras de Deus nas Eras da Lei e da Graça, mas não representam toda a obra de Deus. Eu pensava que se afastar da Bíblia significava não crer no Senhor. Eu não estava tratando Deus e a Bíblia em pé de igualdade? Quando o Senhor Jesus veio para operar, ele não se baseou no Antigo Testamento. Se dissermos que ir além das Escrituras é heresia, não estaríamos condenando a obra do Senhor Jesus? Se eu tivesse nascido na era em que o Senhor Jesus operou, eu teria me oposto a Ele, seguindo minhas próprias noções. Se eu limitasse a obra e as palavras de Deus ao que está na Bíblia, eu não estaria cometendo o mesmo erro dos fariseus, que se agarraram às Escrituras antigas para condenar o Senhor Jesus?

A pregadora do evangelho no filme leu outra passagem das palavras de Deus: “O que ensino a você é simplesmente a essência e a história interna da Bíblia. Não estou pedindo que você não leia a Bíblia ou que saia por ai proclamando que ela é totalmente desprovida de valor, mas que você tenha o conhecimento e a visão corretas da Bíblia. Não seja tão unilateral! Embora a Bíblia seja um livro de história que foi escrito por homens, também documenta muitos dos princípios pelos quais os santos e profetas antigos serviram a Deus, e as experiências dos apóstolos recentes em servir a Deus — todas as quais foram realmente vistas e conhecidas por essas pessoas e podem servir de referência para as pessoas desta era na busca do verdadeiro caminho… Eles ainda estão desatualizados e ainda pertencem à era antiga, e não importam seus benefícios, são apenas adequados por um período e não são eternos. Pois a obra de Deus está sempre em desenvolvimento e não pode simplesmente parar no tempo de Paulo e Pedro, ou permanecer sempre na Era da Graça, quando Jesus foi crucificado. E assim, esses livros são apenas adequados para a Era da Graça, não para a Era do Reino dos últimos dias. Eles só podem prover os crentes da Era da Graça, não os santos da Era do Reino e não importa o quanto eles sejam bons, eles ainda são obsoletos” (A Palavra manifesta em carne).

Vi que Deus Todo-Poderoso não estava negando o valor da Bíblia. A Bíblia é apenas um testemunho da obra passada de Deus que pode nos ajudar a entender a obra que Ele já fez e o que Ele exigia da humanidade. Mas Deus está fazendo obra nova, e a Bíblia está ultrapassada. Ela não pode prover o que as pessoas precisam atualmente. Eu resisti quando vi o título “Deixar a Bíblia” pela primeira vez. Pensava que a fé de todos se baseava na Bíblia, e que esse era o único jeito de saber como crer e reverenciar a Deus. Pensei que afastar-se da Bíblia era afastar-se de Deus. Por isso não quis investigar a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias. Pensei que devia basear minha fé na Bíblia e que a Bíblia representava Deus. Isso mostra que a Bíblia tinha assumido o lugar de Deus no meu coração. Eu não acreditava em Deus – eu acreditava na Bíblia. Eu via Deus e a Bíblia como iguais e delimitava a obra de Deus ao que estava na Bíblia, pensando que tudo fora disso era heresia. Eu não estava delimitando e blasfemando Deus? Ofegante, congelei diante desse pensamento. Me senti endividada por Deus me levar àquele filme. Caso contrário, as consequências teriam sido impensáveis.

Então, as pessoas que compartilhavam o evangelho no filme disseram: “A vida eterna não vem da Bíblia…” Fiquei perplexa. Nenhuma vida eterna vem da Bíblia? Como era possível? Ouvi o que disseram em seguida: “Isso não se alinha às noções das pessoas, mas é um fato incontestável. Muito tempo atrás, o Senhor Jesus nos disse quando repreendeu os fariseus: ‘Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna; e são elas que dão testemunho de Mim; mas não quereis vir a Mim para terdes vida!’ (João 5:39-40). O Senhor Jesus afirmou claramente que não há vida eterna nas Escrituras. Pois as Escrituras só dão testemunho de Deus. Se as pessoas quiserem ganhar a verdade e a vida, a Bíblia não basta. A verdade e a vida devem ser ganhas do Próprio Cristo. Pensem nos fariseus que se agarravam ao Antigo Testamento. Eles não ganharam a vida eterna, ao contrário, foram punidos por resistirem e condenarem o Senhor Jesus. Mas os seguidores do Senhor Jesus que não se agarraram às Escrituras, que aceitaram a obra e as palavras de Deus da época foram remidos pelo Senhor Jesus”. “E assim, a única maneira de ganhar vida eterna é seguir Cristo e os passos de Deus”. “Se aderirmos cegamente à Bíblia, não só não podemos ganhar a aprovação de Deus, mas é como Paulo disse: ‘Mas a Escritura encerrou tudo debaixo do pecado’ (Gálatas 3:23). e perderemos a salvação de Deus. Deus faz obra nova em cada era. Deus Jeová emitiu a lei e os mandamentos na Era da Lei para que os israelitas soubessem como adorar a Deus, como viver na terra, o que era pecado, e que eles seriam punidos por seus pecados. Na Era da Graça, o Senhor Jesus fez a obra de redenção, tornando-se pessoalmente uma oferta pelo pecado. As pessoas só precisavam confessar e se arrepender para que seus pecados fossem perdoados e para escapar da condenação e perdição sob a lei. No entanto, a redenção do Senhor Jesus só pode perdoar nossos pecados. Nossa natureza pecaminosa ainda está profundamente arraigada. Mostramos constantemente caracteres corruptos como arrogância, enganação, egoísmo e desprezo e não temos como não pecar e não resistir a Deus. Foi por isso que o Senhor Jesus profetizou que Ele voltaria para fazer a obra de julgamento, para purificar e salvar plenamente o homem do pecado. Nos últimos dias, Deus Todo-Poderoso está fazendo a obra de julgamento, a começar pela casa de Deus, com base na obra de redenção do Senhor Jesus. Ele expressa todas as verdades para salvar e purificar o homem e desvela os mistérios do plano de gerenciamento de Deus. Ele julga e expõe os caracteres e a natureza satânicos da humanidade corrupta, manifestando Seu caráter santo e justo, que não tolera ofensa”. “As palavras expressadas por Deus Todo-Poderoso são coisas que Deus nunca disse nas Eras da Lei e da Graça. Com essas palavras, Deus nos traz a senda para a vida eterna nos últimos dias. Isso cumpre completamente a profecia do Senhor Jesus: ‘Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, Aquele, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade’ (João 16:12-13).”

Depois, leram outra passagem das palavras de Deus Todo-Poderoso. Deus Todo-Poderoso diz: “Cristo dos últimos dias traz vida e traz o duradouro e perpétuo caminho de verdade. Essa verdade é a senda pela qual o homem ganhará vida e a única senda pela qual o homem há de conhecer Deus e ser aprovado por Deus. Se você não busca o caminho de vida providenciado por Cristo dos últimos dias, jamais ganhará a aprovação de Jesus e nunca estará qualificado para adentrar a porta do reino dos céus, pois é tanto um fantoche quanto um prisioneiro da história. As pessoas controladas por regulamentos, por letras, e agrilhoadas pela história jamais serão capazes de ganhar vida e de ganhar o caminho perpétuo de vida. Isso porque tudo o que elas têm é água turva à qual se agarraram por milhares de anos em vez da água da vida que flui do trono. Aqueles que não são abastecidos de água de vida continuarão a ser cadáveres para sempre, brinquedos de Satanás e filhos do inferno. Como, então, podem contemplar Deus? Se você só tenta se agarrar ao passado, se só tenta manter as coisas do jeito que estão ficando parado e não tenta mudar o status quo e descartar a história, não estará sempre contra Deus? Os passos da obra de Deus são vastos e poderosos, como vagalhões e trovões encapelados — ainda assim você senta e espera a destruição passivamente, persistindo na sua tolice e fazendo nada. Desse modo, como você pode ser considerado alguém que segue os passos do Cordeiro? Como você pode justificar o Deus ao qual você se apega como um Deus que é sempre novo e nunca velho? E como as palavras de seus livros amarelados podem transportá-lo para uma nova era? Como elas podem levá-lo a buscar os passos da obra de Deus? E como podem elevá-lo aos céus? O que você tem em suas mãos são as letras que só podem providenciar conforto passageiro, não as verdades capazes de dar vida. As escrituras que você lê são aquelas que só podem enriquecer sua língua, não palavras de sabedoria capazes de ajudar você a conhecer a vida humana, muito menos as sendas que podem levá-lo à perfeição. Essa discrepância não lhe dá motivo para reflexão? Ela não lhe permite compreender os mistérios contidos no interior? Você é capaz de, por si próprio, levar a si mesmo ao céu para encontrar Deus? Sem a vinda de Deus, você pode levar a si mesmo ao céu para desfrutar a felicidade de família com Ele? Você ainda está sonhando agora? Então, Eu sugiro que pare de sonhar e olhe para quem está operando agora, para quem está realizando a obra de salvar o homem nos últimos dias. Se não o fizer, você jamais ganhará a verdade e jamais ganhará a vida” (A Palavra manifesta em carne). Os evangelistas da Igreja de Deus Todo-Poderoso compartilharam esta comunhão: “Se nos agarrarmos à Bíblia em nossa fé sem aceitar as declarações de Deus nos últimos dias, jamais ganharemos a rega e o sustento das águas vivas de Deus. Sem o julgamento e a purificação de Deus, viveremos no ciclo vicioso de pecar e depois confessar. Se não escaparmos das amarras do pecado, como alguém poderia ser apto para entrar no reino dos céus? Só se aceitarmos a obra de julgamento de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias, poderemos ser regados e sustentados pelas palavras de Deus, entender a verdade, ser libertos do nosso caráter corrupto e ser purificados. Somente então estaremos aptos para entrar no reino dos céus”.

Eu me senti mais iluminada e entusiasmada enquanto ouvia. Aquela comunhão sobre a verdade era tão prática. Não há vida eterna na Bíblia – ela é apenas um testemunho para Deus. Ela não representa Deus, muito menos pode substituir Sua obra de salvação. Só Cristo é o caminho, a verdade e a vida. Só Cristo pode nos dar verdade e vida. Deus Todo-Poderoso, Cristo dos últimos dias, expressa todas as verdades para purificar e salvar o homem, mas eu não conseguia abrir mão da Bíblia! Isso era tão tolo! Fiquei muito grata a Deus Todo-Poderoso por me guiar a ouvir a voz de Deus e abandonar minhas visões ridículas sobre a fé. Depois aceitei formalmente a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias!

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

Voltando para casa

Por Muyi, Coreia do Sul “O grande amor de Deus é gratuitamente concedido ao homem, envolve o homem; o homem é ingênuo e inocente,...

O retorno de um filho pródigo

Por Ruth, Estados Unidos Eu nasci em uma pequena cidade no sul da China, e desde a geração da minha bisavó paterna, nossa família crê no...

Deixar uma resposta