A palavra de Deus mudou completamente minhas ideias e pontos de vista errados

04 de Agosto de 2019

Por Peihe, Província de Hubei

Sempre acreditei que eu e meu marido passamos as nossas vidas “na lavoura sob o sol escaldante” porque não tínhamos estudamos o suficiente quando éramos jovens e não tínhamos conhecimento. É por isso que decidi que, não importando quão difícil fosse nem o quanto tivesse de sofrer, eu enviaria os meus filhos e filhas para a escola, para que pudessem conquistar algo e não tivessem de seguir os nossos passos. Guiados por isso, eu e meu marido comemos e nos vestimos com simplicidade e esprememos cada centavo para enviar a nossa filha mais velha à escola técnica e o nosso filho mais velho à universidade. Mas nós ainda tínhamos duas outras crianças, então, para enviá-las à universidade, o meu marido teve de deixar nossa casa durante anos para trabalhar. Eu também não ficava ociosa: cultivava os campos e cuidava dos porcos em casa do amanhecer até o pôr do sol. Quando o trabalho na fazenda se tornava exaustivo demais, eu desejava poder simplesmente parar. Mas, ao pensar em quão competitiva é a sociedade atual, eu sabia que se eu não enviasse os meus filhos à escola, o futuro deles seria trabalhar no barro como eu e nunca conquistariam nada, seriam menosprezados. Apenas se passassem nos testes da universidade eles conseguiriam encontrar um bom trabalho ou se tornariam oficiais, conquistariam algo, teriam um futuro e trariam glória para nós. Assim, a dor e a exaustão que eu sofria parecia valer a pena. Por isso, todos os dias, quando despertava, eu me mantinha tão ocupada com o meu trabalho que eu não tinha tempo para comer nem beber as palavras de Deus, nem para uma vida espiritual normal, e menos tempo ainda para uma vida normal de igreja ou para desempenhar as minhas funções, mas eu não pensava nisso e continuava a trabalhar duro por meus filhos… até recentemente, quando ouvi estas palavras da comunhão de Deus: “Quanto ao tratamento dado aos filhos: todos os pais esperam que seus filhos recebam educação superior e, um dia, construam um nome e tenham um papel a desempenhar na sociedade, com renda constante e influência. Somente isso honraria seus ancestrais. Esse conceito é comum a todos. ‘Que meu filho seja um dragão e minha filha uma fênix’, como diz o ditado. Esse conceito está correto? Todos querem que seus filhos frequentem uma universidade de prestígio, seguida de estudos de pós-graduação. Eles acreditam que, uma vez que se formem, seus filhos vão construir um nome para si mesmos, pois todas as pessoas, em seu coração, adoram o conhecimento. ‘O valor de outras metas é pequeno, o estudo dos livros supera todas elas’, acreditam elas. Além disso, a sociedade de hoje é extremamente competitiva. Sem um diploma, alguém pode não comer — é assim que todas as pessoas pensam, é essa a visão que elas têm. […] mas vocês já pensaram em quantos dos venenos de Satanás essa educação terá instilado neles quando tiverem feito isso? Quantos de seus pensamentos e suas teorias serão instilados em seus filhos? […] chegará o dia em que eles voltarão para casa e você lhes falará sobre a fé em Deus, e eles sentirão repulsa. Quando falar com eles da verdade, eles irão chamá-lo de bobo, rir de você e encarar suas palavras com desprezo. Quando esse dia chegar, você sentirá que escolheu o caminho errado ao enviar seus filhos a esse tipo de escola para receber essa educação, mas, então, será tarde demais para se arrepender. […] Quando se trata dos próprios filhos, ninguém os apresenta de bom grado perante Deus com o único propósito de aceitar a verdade de Suas palavras, de se comportar de acordo com a verdade e as exigências de Deus. As pessoas não estão dispostas a isso e não ousam fazê-lo, para que não aconteça que seus filhos não tenham sustento ou futuro na sociedade. O que essa visão confirma? Ela confirma que as pessoas não estão interessadas na verdade nem em crer em Deus. Elas não têm fé em Deus, muito menos fé verdadeira Nele, e, em seu coração, o que elas olham e adoram permanece neste mundo. Elas sentem que, se deixarem o mundo para trás, não terão como viver. […] essas ideias e pontos de vista humanos estão em oposição a Deus, são uma traição e uma rejeição a Deus e são incompatíveis com a verdade” (‘Só reconhecendo seus pontos de vista equivocados você pode se conhecer’ em “Registros das falas de Cristo”). Cada uma das palavras de Deus me comoveu profundamente. Tantos anos de amarga economia e de trabalho duro e laborioso, abrindo mão de tudo para que os meus filhos pudessem ir para a universidade e por quê? Porque eu acreditava que as palavras de Satanás, “o valor de outras buscas é pequeno, o estudo de livros ultrapassa todas elas”, eram uma regra de sobrevivência! Sob a influência do veneno de Satanás, pus o conhecimento acima de todo o resto e pensava que apenas com conhecimento alguém podia se destacar, conquistar coisas, ter um futuro e obter status na sociedade. Eu pensava que aqueles que não tinham educação fossem uma classe inferior que mereciam desprezo, eram os mais baixos de todos. Assim, para garantir que os meus filhos fossem bem-sucedidos no mundo e evitar que tivessem vidas “na lavoura sob o sol escaldante”, fiz de tudo em meu poder para enviá-los para estudar e proporcionar-lhes uma educação superior. Por muitos anos, o meu objetivo ocupava o lugar principal em meu coração. Eu enterrei as palavras de Deus, os meus deveres e a minha própria salvação no fundo da minha mente. O veneno de Satanás me feriu muito profundamente! Embora eu tenha seguido a Deus por anos, não obtive a verdade e os meus pontos de vista não mudaram em nada. Eu ainda idolatro o conhecimento e o que anseio e em quem confio é Satanás. Ainda sou uma descrente que busca tendências mundanas e que resiste a Deus!

Depois, ao ler as palavras de Deus constantemente, entendi que certo tipo de conhecimento nos permite ter certas coisas como senso comum, ideias e princípios na vida, e que esse tipo de conhecimento pode, de alguma forma, ser benéfico para nós. Mas os outros tipos de conhecimento, em sua maioria, vêm das várias teorias de Satanás e são falácias e heresias que ele usa para enganar e corromper pessoas. Satanás usa o estudo e o aprendizado para enganar as pessoas, para que elas recebam a sua educação e aceitem o seu veneno e seus pensamentos em suas mentes. Depois que o veneno é administrado, as pessoas são completamente tomadas por pensamentos e falácias ateístas, que negam e resistem a Deus. É assim que Satanás atinge suas metas de corromper e devorar as pessoas. Frases como “Nunca houve um Salvador”, “Os humanos evoluíram dos macacos”, “As condições climáticas são produto da natureza”, “O destino do homem está em suas mãos”, “Cada um por si e o diabo e que o diabo leve o último” são todas ideias e visões ligadas às teorias da evolução e do materialismo. Elas foram injetadas no mais profundo do nosso coração e nos fazem resistir a Deus e negar a Sua existência cada vez mais. Como eu não podia ver através do engano de Satanás, enviei com entusiasmo os meus filhos para receberem educação satânica, entregando-os para o mal, sem considerar como levá-los até Deus ou como fazer com que eles aceitassem a verdade que vem Dele e vivessem de acordo com as Suas exigências. Recentemente, o meu filho se formou em uma universidade com prestígio e, quando voltou para casa, mesmo tendo obtido muito conhecimento, ele foi saturado por todas as falácias e heresias de Satanás. Quando menciono qualquer coisa relacionada à crença em Deus, ele exibe todos os tipos de conhecimento científico e teorias para me refutar, me chama de inculta, ignorante e sem discernimento, e que eu deveria acreditar na ciência… Diante disso, senti grande arrependimento, e só então percebi que toda cultura e conhecimento satânicos são contrários à verdade. São as ferramentas que Satanás usa para corromper e controlar as pessoas. Também compreendi que ter muito conhecimento não é uma coisa boa. Quanto mais alta for a educação que uma pessoa recebe, quanto maior o conhecimento que obtiver, maior é o veneno de Satanás incutido nela, mais longe fica de Deus, e mais difícil é para ela aceitar a verdade e receber a salvação de Deus. Pode-se dizer que quanto mais livros uma pessoa lê e quanto mais conhecimento tem, mais grave é sua resistência a Deus. Esse tipo de conhecimento é uma coisa muito perigosa!

A iluminação de Deus finalmente me fez compreender que a frase “o valor de outras buscas é pequeno, o estudo de livros ultrapassa todas elas” é uma falácia satânica. Apenas mais uma das mentiras de Satanás para enganar, iludir e corromper as pessoas. Eu compreendi que, ao viver sob o império de Satanás e aceitar sua educação ideológica, só podemos nos tornar cada vez mais corruptos. Ao mesmo tempo, entendi que somente ao trazermos os nossos filhos diante de Deus, para que leiam Suas palavras e se comportem de acordo com Suas exigências, é que eles podem viver uma vida significativa. Deus, não quero mais ser enganada e atormentada por Satanás, quero buscar a verdade e mudar as minhas próprias visões falaciosas, quero trazer as Tuas palavras para a fundação da minha existência e quero trazer meus dois filhos menores diante de Ti, para que possam receber a Tua salvação e tornar-se seres humanos verdadeiros.

Próximo: As riquezas da vida
Quando ocorre um desastre, como nós, cristãos, devemos enfrentá-lo? Fique à vontade para nos contatar via WhatsApp, podemos explorar e encontrar caminhos juntos.
Conecte-se conosco no Messenger
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

Em meio à provação da morte

Por Xingdao, Coreia do Sul Deus Todo-Poderoso diz: “Deus veio operar na terra para salvar a humanidade corrupta — não há falsidade nisso;...