Eu quase perdi minha chance de acolher o Senhor

20 de Janeiro de 2022

Minha esposa e eu nos tornamos cristãos em 1995 e éramos muito ávidos em nossa busca a partir de então. Não demorou e nos tornamos obreiros da Igreja Sola Fide. Então, por volta de 2000, muitos membros daquela igreja ouviram o evangelho da Relâmpago do Oriente e começaram a crer em Deus Todo-Poderoso. A partir de então, os pastores e presbíteros pregavam o tempo todo contra a Relâmpago do Oriente nas reuniões de obreiros. Certa vez, o Pastor Wang mencionou que, na Bíblia, Paulo diz: “Estou admirado de que tão depressa estejais desertando daquele que vos chamou na graça de Cristo, para outro evangelho, o qual não é outro; senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho além do que já vos pregamos, seja anátema” (Gálatas 1:6-8). Também disse que devemos seguir o caminho do Senhor e que ouvir qualquer outro evangelho é trair o Senhor e que seremos condenados. Disse que a Relâmpago do Oriente pregava que o Senhor já retornou e está realizando a obra de julgamento dos últimos dias através de Suas palavras e que isso era outro evangelho. Disse que não deveríamos dar ouvidos e muitos menos acreditar nisso — isso seria trair o Senhor. Ele nos instou a mandar embora imediatamente qualquer pessoa que nos falasse da Relâmpago do Oriente. Sempre que nossos pastores citavam esses versículos bíblicos, eu me advertia em silêncio: “O clero não permite que tenhamos contato com a Relâmpago do Oriente, e isso é para nosso próprio bem. Meu entendimento das Escrituras não é bom e minha estatura é baixa; não posso dar ouvidos a tudo. Desfrutei de tanta graça do Senhor. Não posso traí-Lo!”. Eu tinha amigos e parentes que compartilharam o evangelho várias vezes comigo, mas rejeitei todos eles. Entendi que devia guardar o caminho do Senhor e não podia dar ouvidos a qualquer coisa. O que eu faria se fosse enganado e então rejeitado pelo Senhor? Certo dia, minha sobrinha compartilhou o evangelho comigo e minha esposa, e eu respondi friamente: “A Bíblia diz: ‘Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho além do que já vos pregamos, seja anátema’ (Gálatas 1:8). Acreditamos no Senhor Jesus, e se seguirmos outra senda, isso seria apostasia e trair o Senhor. Seríamos condenados. Você deveria confessar e se arrepender diante do Senhor imediatamente”. Eu estava ouvindo o que o pastor tinha dito. Não importava quem viesse para compartilhar o evangelho de Deus nos últimos dias, eu não o ouvia e usava qualquer desculpa para me livrar dele.

Outra vez, quando minha esposa e eu estávamos trabalhando no campo, ela disse com muita cautela: “O Senhor Jesus retornou. Ele é Deus Todo-Poderoso”. Quando ela disse isso, percebi que ela tinha ouvido e aceitado o evangelho da Relâmpago do Oriente. Fiquei furioso e a ataquei, dizendo: “O clero tem ressaltado repetidas vezes que não podemos ouvir a Relâmpago do Oriente. Por que não obedeceu? Aceitar outro caminho é trair o Senhor, e você não será capaz de entrar no reino de Deus!”. Eu estava ficando cada vez mais agitado e me lembrei deste versículo da Bíblia: “Nem participes dos pecados alheios; conserva-te a ti mesmo puro” (1 Timóteo 5:22). Pensei que, já que ela tinha aceitado a Relâmpago do Oriente e traído o Senhor, eu não podia ter parte em seus pecados. Informei o pastor imediatamente para que ele a instasse a voltar atrás. Ele ficou aborrecido ao ouvir isso e disse: “Ouvir outras pessoas pregarem outras crenças é trair ao Senhor, e ela será expulsa da igreja. Veja se ela tem quaisquer livros e os destrua se os encontrar. Volte para casa agora e fique de olho nela. Não pode deixá-la sair e ouvir essas pessoas de modo algum”. Ao ouvir isso, pensei: “Sim! A única maneira de salvar minha esposa é fazer o que o pastor diz. Caso contrário, ela será rejeitada pelo Senhor e perderá a chance de entrar no Céu”. A partir de então, fiquei de olho na minha esposa e não permiti que tivesse qualquer contato com o povo da Relâmpago do Oriente enquanto eu estivesse por perto. Fiz nossas duas filhas vigiarem-na quando eu saía para trabalhar. Ela, porém, continuava saindo às escondidas para as reuniões. Um dia, voltei do trabalho e não encontrei minha esposa, sabia que ela estava em outra reunião. Fiquei com muita raiva. Não importava o que fizesse, eu não conseguia controlá-la, então decidi que deveria ser mais severo. Eu não podia ficar parado e vê-la trair o Senhor e ser expulsa por Ele. Quando ela voltou, levantei a mão contra ela. Eu nunca tinha batido nela em todos os anos de casamento. Eu me senti terrível, mas então pensei que eu só estava com medo de que ela acabasse na senda errada e perdesse a salvação do Senhor. Mas não importava o que fizesse, ela permaneceu firme em sua crença na Relâmpago do Oriente. Sem saber o que fazer, lembrei daquilo que o Pastor Wang tinha dito sobre destruir os livros dela. Pensei que ele estava certo, que, sem livros para ler, como praticaria sua fé? Furioso, encontrei secretamente os seus livros e os destruí, mesmo assim, ela não mostrou nenhuma intenção de voltar. Sempre encontrava um jeito de escapar e de ir para as reuniões e sempre dizia que eu deveria ler as palavras de Deus Todo-Poderoso para ver se eram a voz de Deus. Para dizer a verdade, eu vacilei. Minha esposa sempre tinha sido tranquila — nunca tinha sido uma pessoa muito teimosa. Eu não entendia por que ela não cedia um milímetro sequer dessa vez. Perguntei-me o que a Relâmpago do Oriente realmente estava pregando e por que a tinha cativado tanto. Eu queria ler as palavras de Deus Todo-Poderoso. Mas quando me lembrei das palavras do pastor, eu me adverti: “Devemos permanecer no caminho do Senhor na nossa fé. Desviar seria trair ao Senhor!”. Então me recusei firmemente.

Certo dia, quando eu estava dentro da mina de carvão, um detonador que estava sendo acionado por um colega explodiu na cara dele, e ele ficou cego na hora. Eu não estava longe, mas não me machuquei. Eu tremia de medo. Senti muito pelo meu colega, mas, ao mesmo tempo, estava tão feliz por Deus ter me protegido. Meus nervos ainda estavam à flor da pele quando cheguei em casa e contei à esposa o que tinha acontecido. A resposta dela foi: “Ele está fisicamente cego, mas você é espiritualmente cego. Eu lhe falo o tempo todo que deveria ler as palavras de Deus Todo-Poderoso, mas você se recusa e até O condena. Você saiu ileso por causa da proteção de Deus, mas isso foi também uma advertência Dele!”. Ouvi-la dizer isso me afetou. E se realmente fosse uma advertência de Deus? Alguns dias depois, quando estava inspecionando a esteira rolante na mina, fiquei tonto e quase caí na esteira. Comecei a suar frio, sabendo que, se tivesse caído, eu teria sido transformado em carne moída. Tive essa sensação de pânico que não dá para descrever e contei para a minha esposa quando cheguei em casa. Perguntei: “Sendo um crente, por que não estou protegido? O que está acontecendo?”. Ela disse: “O Senhor Jesus realmente voltou. Ele é Deus Todo-Poderoso. Você continua resistindo a Ele, e Deus está alertando você! Deve parar de lutar contra Ele”. Na época, fiquei com medo e senti que não deveria continuar a impedi-la. Mas então lembrei do pastor, que disse que ela estava seguindo outra senda, traindo o Senhor e que isso era Deus me testando, que deveria permanecer do lado Dele. Não ousei pensar mais nisso, temendo que ela me convenceria e que eu vacilaria. Continuei impedindo que ela participasse das reuniões e instando que ela confessasse e se arrependesse. Mas quando tentei impedi-la, por alguma razão, eu me senti fraco e mole no corpo todo. Fiquei totalmente sem força e nem consegui ir ao trabalho. Fiquei na cama como um cadáver. Orei repetidamente ao Senhor, mas não melhorava. Minha esposa disse para eu clamar a Deus Todo-Poderoso, dizendo que só Ele poderia me salvar. Sem saber o que fazer, decidi tentar. Em silêncio, clamei do fundo do meu coração: “Ó, Deus Todo-Poderoso! Deus Todo-Poderoso…”. Fiquei chocado quando, assim que clamei a Deus Todo-Poderoso, comecei a recuperar minha força. Isso aconteceu algumas outras vezes. Assim que obstruía o caminho dela, eu perdia toda a minha força e nem conseguia trabalhar. Mas assim que orava a Deus Todo-Poderoso, minha força voltava aos poucos. Depois disso, deixei de ser tão severo e comecei a ceder. Perguntei-me se Deus Todo-Poderoso podia realmente ser o Senhor Jesus retornado. Quando minha esposa me instou novamente a investigar o caminho verdadeiro, eu concordei.

Naquele mesmo dia, vi algumas pessoas compartilhando o evangelho da Relâmpago do Oriente na casa da minha cunhada. Uma irmã falou sobre a obra de Deus, começando pela Era da Lei até a Era da Graça, sobre a obra do Senhor Jesus de ser crucificado e redimir a humanidade dos nossos pecados. Então associou as palavras do Senhor Jesus e as profecias na Bíblia para comunicar sobre o retorno de Deus nos últimos dias, expressando a verdade e fazendo a obra de julgamento, livrando-se da natureza pecaminosa do homem, nos purificando, salvando totalmente e nos levando para o Seu reino. Falou também sobre o que é o arrebatamento, sobre as virgens sábias e tolas e mais. Sua comunhão era muito clara e totalmente alinhada com a Bíblia. Realmente encheu meu coração com luz. Eu nunca tinha ouvido algo parecido em meus anos como cristão. Pensei que os sermões da Relâmpago do Oriente tinham a obra do Espírito Santo e que realmente me nutriam. Perguntei-me por que o clero da igreja nos mantinha longe disso, e queria comungar com eles quando fosse para a igreja para que todos pudessem ouvir sobre a Relâmpago do Oriente e contemplar se era o caminho verdadeiro. Antes de ter a chance de procurá-los, eles vieram até a minha casa, insistindo que minha esposa largasse a Relâmpago do Oriente. Ela discutiu com eles por duas ou três horas, e quando viu que ela estava determinada a continuar crendo nela, o Pastor Wang gritou: “Você se recusa a ouvir, mas insiste em acreditar na ‘Relâmpago do Oriente’. Isso é apostasia e traição ao Senhor! Não estará segura se se afastar do Senhor, e se algo acontecer com você, a igreja não a ajudará!”. Outro pastor a repreendeu em voz alta: “Você está dando as costas para o Senhor e deve confessar e se arrepender agora. Caso contrário, será expulsa da igreja!”. Também queriam forçar minha esposa a se ajoelhar no chão e confessar ao Senhor. Sua abordagem agressiva realmente me irritou, e pensei: “Mesmo se sua fé não for correta, você não pode julgá-la e condená-la arbitrariamente. Você deveria ser perdoador, amoroso e ajudador e comungar com ela com paciência. Essa é a vontade do Senhor. Como podem ser tão dominadores?”.

Fiquei me revirando naquela noite, incapaz de dormir. Não conseguia entender por que eles, como pastores, tratariam irmãos e irmãs daquele jeito. Não tinham um pingo do amor, da compaixão e tolerância que o Senhor ensinava que deveríamos ter. Que tipo de clero eram eles? O que realmente me surpreendeu foi que rumores sobre minha esposa se espalharam rapidamente pela igreja, e todos diziam que ela acreditava na Relâmpago do Oriente e que tinha enlouquecido. Fiquei furioso. Numa reunião, perguntei ao Pastor Wang: “Evidentemente, não há nada de errado com minha esposa. Por que a está chamando de louca? Como pode inventar esses rumores do nada?”. Fiquei chocado quando ele disse friamente: “Tememos que outros crentes também sigam a Relâmpago do Oriente e traiam o Senhor, fazemos isso por que nos importamos com a vida deles”. Não pude acreditar que aquilo tinha saído da boca de um pastor. O Senhor Jesus disse claramente: “Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; não, não; pois o que passa daí, vem do Maligno” (Mateus 5:37). Ele nos ensinou a falar com honestidade, a dar nome aos bois, Que não podemos mentir, enganar nem inventar coisas. Mas os pastores, além de contar mentiras descaradas, nem se sentiam mal por causa disso. Com audácia, o pastor Wang disse que era por preocupação com a congregação. Não estavam agindo como crentes. Não consegui me concentrar em nada naquela reunião e me despedi cedo. Muitos parentes e amigos vieram perguntar sobre minha esposa por causa das mentiras dos pastores e toda a vizinhança estava fofocando sobre isso. Isso nos colocou numa situação muito difícil. Eu estava magoado e decepcionado com o comportamento dos pastores e não parava de orar: “Ó Senhor, os pastores estão distorcendo a verdade e espalhando mentiras sobre minha esposa para impedir que os crentes investiguem a Relâmpago do Oriente. Não aprovo nem um pouco as suas ações. Senhor, ouvi o que a Relâmpago do Oriente prega e sinto que é maravilhoso e realmente prático, mas tenho medo de traí-Lo. Não sei o que fazer. Por favor, ilumina-me e concede-me discernimento”.

Me senti perdido por um tempo e fiquei pensando na comunhão que tivera com o pessoal da Relâmpago do Oriente. Todos eram tão dignos e falavam com calor. Pareciam ser muito piedosos. Além disso, sua comunhão sobre as palavras do Senhor era muito esclarecedora. Não era nada como ouvir os pastores falarem. Mas se era o caminho verdadeiro, por que os pastores e presbíteros não o aceitavam nem permitiam que os crentes o investigassem? Enquanto quebrava a cabeça sobre isso, andando pra lá e pra cá, De repente, ouvi essa voz cheia de majestade e autoridade: “Não duvide, mas sempre tenha fé!”. Ouvir aquela voz foi como estar face a face com Deus e ouvi-Lo. Fiquei perplexo. Fiquei parado ali e senti um tipo de medo. Lembrei-me da profecia em Apocalipse: “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas” (Apocalipse 2:7). Também lembrei o que minha esposa sempre dizia, que Deus Todo-Poderoso tinha expressado muitas palavras. Essas palavras poderiam ser o que o Espírito diz às igrejas? Naquele momento, decidi investigar a Relâmpago do Oriente. Minha esposa convidou o irmão Zhou da Igreja de Deus Todo-Poderoso para nossa casa para que ele pudesse compartilhar testemunho sobre a obra de Deus nos últimos dias. Perguntei ao irmão: “Paulo disse na Bíblia: ‘Estou admirado de que tão depressa estejais desertando daquele que vos chamou na graça de Cristo, para outro evangelho, o qual não é outro; senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho além do que já vos pregamos, seja anátema’ (Gálatas 1:6-8). Os pastores e presbíteros sempre dizem que isso significa que, se desviarmos do caminho do Senhor e ouvirmos outro evangelho, isso é apostasia e trair ao Senhor. Estou preocupado, acreditar em Deus Todo-Poderoso não seria trair ao Senhor?”. Ele respondeu perguntando: “Os pastores e presbíteros interpretam isso como que dizendo que crer em Deus Todo-Poderoso é desviar-se do caminho do Senhor, aceitar outro evangelho e traí-Lo. Esse é o entendimento correto das palavras de Paulo? Eles ousam garantir que, com ‘outro evangelho’, Paulo estava se referindo ao evangelho do reino do retorno de Deus nos últimos dias? Foi isso que Paulo disse?”. Fiquei com a língua presa. Percebi que Paulo nunca disse isso. Então ele continuou e comungou: “O contexto do alerta de Paulo era que ele disse isso logo após o Senhor Jesus terminar Sua obra de redenção, quando Seu evangelho do reino dos céus estava sendo espalhado. Muitos gálatas tinham aceitado o Senhor Jesus, mas alguns foram enganados e começaram a crer em outro evangelho. É isso que está por trás da carta de Paulo, que insta os gálatas e os alerta que, na Era da Graça, existia só um evangelho, que era o evangelho da obra de redenção do Senhor Jesus. Se alguém pregasse um evangelho diferente do evangelho do Senhor Jesus, isso era ‘outro evangelho’ e servia para desviar as pessoas. Deus não tinha feito Sua obra dos últimos dias e ninguém estava compartilhando o evangelho dos últimos dias quando Paulo disse isso. Por isso, o que Paulo disse não se referia ao evangelho do retorno do Senhor nos últimos dias. Ao usar as palavras de Paulo às igrejas na Era da Graça arbitrariamente para condenar a aparição e obra de Deus nos últimos dias, eles tiram as coisas do contexto e interpretam errado as Escrituras. Isso não é absurdo?”.

A comunhão do irmão Zhou me deu alguma percepção daquilo que o pastor tinha dito, mas eu ainda tinha alguns receios. Crer no Senhor significa ser fiel ao Seu nome e caminho. Se eu aceitasse o caminho da Relâmpago do Oriente, isso não seria trair o Senhor? Ele disse: “Pense bem. Quando o Senhor Jesus apareceu e operou, muitas pessoas que acreditavam em Deus Jeová ouviram o caminho do Senhor e começaram a segui-Lo. Elas estavam traindo Deus Jeová? Isso era apostasia? Claramente não era. Estavam seguindo os passos do Cordeiro. Eram seguidores devotos de Deus. Mas aqueles que se agarraram teimosamente à lei do Antigo Testamento e rejeitaram o Senhor Jesus pareciam ser devotos a Deus Jeová, na verdade, porém, eram aqueles que mais se rebelaram e resistiram a Deus. Eles só defenderam a obra passada de Deus, mas não aceitaram nem se submeteram à obra e às palavras atuais de Deus. Até as condenaram e lutaram contra elas. Por isso foram aqueles que traíram o Senhor e foram rejeitados e eliminados por Ele”. O irmão Zhou disse também: “A obra de Deus sempre avança, e Ele está sempre fazendo uma obra mais nova e mais elevada de acordo com seu plano de gerenciamento e as necessidades da humanidade. Na Era da Graça, a obra de redenção do Senhor Jesus só foi para nos redimir do nosso pecado, para que, quando pecarmos, possamos ser perdoados após orarmos ao Senhor Jesus. Mas isso não nos livrou da natureza pecaminosa que temos dentro de nós. Ainda vivemos no ciclo amargo de pecar e confessar, de confessar e pecar, totalmente incapazes de escapar dos laços do pecado. E em que tipo de estado os crentes no Senhor estão vivendo hoje em dia? Estão sempre mentindo e enganando para ter nome e status, seguindo tendências mundanas, gananciosos por dinheiro. Há inveja e rivalidade, julgamento e nenhum amor entre os crentes. Obreiros se envolvem em intriga e luta por poder que dividem as igrejas. Pastores e presbíteros até se recusam a investigar a obra do Senhor retornado, inventando rumores, resistindo a ela e a condenando, impedindo que outros busquem o caminho verdadeiro. Alguns até cooperaram com o PCCh, ajudando a polícia a prender aqueles que compartilham o evangelho dos últimos dias”. Ele disse: “Deus é justo e santo, e Seu reino é solo santo. Como Deus poderia permitir que aqueles que sempre mentem e resistem a Ele entrem em Seu reino? É por isso que o Senhor Jesus prometeu que Ele voltaria. Deus Todo-Poderoso veio nos últimos dias, expressando verdades e fazendo a obra de julgamento sobre o fundamento da obra de redenção do Senhor Jesus. É para resolver nossa natureza pecaminosa para que possamos nos livrar totalmente do pecado, ser salvos plenamente por Deus e para que Ele possa nos levar para o Seu reino. Isso cumpre completamente a profecia do Senhor Jesus: ‘Quem Me rejeita, e não recebe as Minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o julgará no último dia’ (João 12:48). ‘Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, Aquele, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por Si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras’ (João 16:12-13)”.

A essa altura em sua comunhão, o irmão Zhou leu algumas passagens das palavras de Deus. Deus Todo-Poderoso diz: “Embora tenha feito muita obra entre os homens, Jesus apenas completou a redenção de toda a humanidade e tornou-Se oferta pelo pecado do homem; Ele não livrou o homem de todo o seu caráter corrupto. Salvar o homem plenamente da influência de Satanás não exigiu apenas que Jesus Se tornasse a oferta pelo pecado e carregasse os pecados do homem, mas também exigiu que Deus fizesse uma obra maior ainda para livrar o homem completamente de seu caráter satanicamente corrompido. E assim, agora que o homem teve seus pecados perdoados, Deus voltou para a carne para guiar o homem até a nova era e começou a obra de castigo e julgamento. Esta obra tem trazido o homem a um reino superior. Todo aquele que se submete ao Seu domínio há de desfrutar de uma verdade maior e de receber bênçãos maiores. Eles hão de viver verdadeiramente na luz e de ganhar a verdade, o caminho e a vida” (‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Após a obra de Jeová, Jesus Se tornou carne para fazer Sua obra entre os homens. Sua obra não foi realizada isoladamente, mas foi edificada sobre a obra de Jeová. Foi uma obra para uma nova era que Deus fez depois que Ele tinha concluído a Era da Lei. Semelhantemente, depois que a obra de Jesus terminou, Deus continuou Sua obra para a próxima era, porque o gerenciamento completo de Deus está sempre avançando. Quando a era antiga passar, ela será substituída por uma nova era e, uma vez que a obra anterior for completada, haverá uma nova obra para continuar o gerenciamento de Deus. Esta encarnação é a segunda encarnação de Deus, que segue após a obra de Jesus. Naturalmente, esta encarnação não ocorre independentemente; ela é o terceiro estágio da obra após a Era da Lei e a Era da Graça. Cada vez que Deus inicia um novo estágio da obra, deve sempre haver um novo começo e esse deve sempre trazer uma nova era. Assim, também há mudanças correspondentes no caráter de Deus, na maneira em que Ele opera, na localização de Sua obra e em Seu nome. Não é de admirar, então, que seja difícil para o homem aceitar a obra de Deus na nova era. Mas, independentemente de como o homem se opõe a Ele, Deus está sempre fazendo Sua obra e sempre está liderando a humanidade inteira adiante” (‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”). Depois de ler isso, ele disse: “Deus Todo-Poderoso faz a obra de julgamento e, embora seja diferente da obra de redenção do Senhor Jesus e da obra de Deus Jeová na Era da Lei, essa obra se apoia no fundamento desses dois estágios de obra. É o estágio de obra que Deus faz nos últimos dias para purificar e salvar plenamente a humanidade. Cada estágio de obra é mais elevado do que o anterior, mas todos são feitos pelo mesmo Deus. Deus Todo-Poderoso é o Senhor Jesus retornado, e a única maneira de nos livrarmos do pecado e de sermos purificados é aceitar a obra de julgamento de Deus Todo-Poderoso. Somente então podemos ser dignos de entrar no reino de Deus. Aceitar Deus Todo-Poderoso é ser uma virgem sábia que ouve a voz do Senhor e O acolhe. É ser elevado para diante do trono e participar do banquete nupcial do Senhor! Como isso poderia ser desviar-se do caminho do Senhor ou traí-Lo?”. Fiquei muito animado ao ouvir isso. Percebi que o Senhor Jesus só fez a obra de redenção para perdoar nossos pecados, mas Ele não resolveu nossa natureza pecaminosa. Deus Todo-Poderoso veio nos últimos dias para a obra de julgamento, que é a única maneira de se livrar da nossa natureza pecaminosa, de nos purificar e salvar plenamente e trazer salvação para que possamos entrar no reino dos céus. Eu sabia que ouvir a Relâmpago do Oriente não era trair o Senhor, mas ouvir Sua voz e O acolher. Era seguir os passos do Cordeiro. Isso me lembra deste versículo em Apocalipse: “Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá” (Apocalipse 14:4). Agora que o Senhor retornou, não aceitar as palavras e a obra do Senhor retornado seria a única traição a Ele! Na época, meus sentimentos estavam à flor da pele. Deus Todo-Poderoso é o Senhor Jesus retornado por quem eu tinha esperado havia anos! Finalmente podia acolher o Senhor! Eu podia ouvir a voz do Senhor e acolhê-Lo ainda em vida — que bênção maravilhosa! Mas nunca imaginei que acolheria o Senhor desse jeito. As pessoas tinham compartilhado o evangelho comigo por anos, mas eu tinha ouvido as mentiras do clero, fechando a porta para Deus repetidas vezes e fazendo de tudo para impedir que minha esposa acreditasse em Deus Todo-Poderoso. E instigado pelo clero, eu tinha até destruído as cópias das palavras de Deus da minha esposa. Eu realmente merecia a perdição. Eu não era digno de vir para diante de Deus!

Bem, todos os pastores e presbíteros conheciam bem a Bíblia e tinham servido o Senhor por muitos anos. Como podiam escolher passagens bíblicas e interpretá-las errado para enganar as pessoas e até inventar rumores para impedir que os crentes investigassem o caminho verdadeiro? Fez mais sentido para mim depois de comungar com os irmãos nas reuniões. Pense em quando o Senhor Jesus veio para operar. Por que os fariseus inventaram mentiras para condená-Lo e resistir a Ele? O evangelho de João, capítulo 11, versículos 47 e 48 diz: “Então os principais sacerdotes e os fariseus reuniram o sinédrio e diziam: Que faremos? porquanto este homem vem operando muitos sinais. Se O deixarmos assim, todos crerão Nele, e virão os romanos, e nos tirarão tanto o nosso lugar como a nossa nação”. E há também Mateus 23:13-14, onde o Senhor Jesus repreende os fariseus: “Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque fechais aos homens o reino dos céus; pois nem vós entrais, nem aos que entrariam permitis entrar. [Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque devorais as casas das viúvas e sob pretexto fazeis longas orações; por isso recebereis maior condenação]”. Essas passagens bíblicas nos mostram que os fariseus enlouqueceram com suas mentiras, lutando e condenando o Senhor Jesus e enganando os crentes para que pudessem manter seu próprio status e sustento. Alegavam que o caminho do Senhor Jesus violava a lei, que era heresia e desviava as pessoas. Eles O caluniaram e blasfemaram contra Ele, dizendo que ele expulsava demônios por meio de Belzebu, o príncipe dos demônios. Até subornaram soldados para mentir e encobrir o fato da ressurreição do Senhor Jesus. Como resultado, a maioria dos crentes foi enganada e rejeitou o Senhor Jesus, perdendo Sua salvação. Deus Todo-Poderoso apareceu e está operando nos últimos dias. O clero no mundo religioso vê como as palavras de Deus Todo-Poderoso têm autoridade e são poderosas e que as pessoas conseguem reconhecer a voz de Deus nelas imediatamente e que seguirão Deus Todo-Poderoso. Então os pastores e presbíteros se sentem ameaçados. Se todos acreditassem em Deus Todo-Poderoso, quem ainda lhes daria ouvidos? Quem continuaria fazendo ofertas a eles? É por isso que tentam proteger seu próprio status e sua renda caluniando e condenando loucamente Deus Todo-Poderoso, enganando as pessoas, impedindo que ouçam a voz de Deus e acolham o Senhor. Em que sua condenação e resistência a Deus Todo-Poderoso é diferente daquilo que os fariseus fizeram com o Senhor Jesus? Eles não são anticristos que impedem que as pessoas se voltem para Deus? Leiamos outra passagem das palavras de Deus Todo-Poderoso. Isso ajudará vocês a entenderem a essência dos pastores.

Deus Todo-Poderoso diz: “Existem aqueles que leem a Bíblia em igrejas majestosas e a recitam o dia inteiro, mas nem um deles entende o propósito da obra de Deus. Nem um deles é capaz de conhecer Deus; menos ainda pode qualquer um deles estar de acordo com a vontade de Deus. Todos eles são pessoas inúteis e vis, cada uma se empinando para repreender a Deus. Eles intencionalmente se opõem a Deus mesmo quando carregam o estandarte Dele. Afirmando ter fé em Deus, ainda comem a carne e bebem o sangue do homem. Todas as pessoas assim são diabos que devoram a alma do homem, demônios chefes que deliberadamente se interpõem aos que tentam entrar na senda certa e pedras de tropeço que impedem os que buscam a Deus. Elas podem parecer ter uma ‘constituição robusta’, mas como os seus seguidores podem saber que não passam de anticristos que levam as pessoas a ficarem contra Deus? Como os seus seguidores podem saber que esses anticristos são diabos vivos dedicados a devorar as almas humanas?” (‘Todos os que não conhecem a Deus são pessoas que se opõem a Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”). Os pastores alegam que estão protegendo seus rebanhos, mas o que estão realmente protegendo é seu status e renda. Eu só via como os pastores pareciam ser devotos por fora, mas não conseguia enxergar seus motivos por trás de suas ações. Por isso conseguiram me enganar. Se pensarmos bem, sabemos que acolher o Senhor é importante. Como pastores e presbíteros, quando ouvem alguém testificar que o Senhor veio, eles deveriam buscar e investigar sem demora e guiar os irmãos para ouvirem a voz do Senhor e o acolher. Mas, mais preocupados com seus títulos e salários, eles interpretam errado as Escrituras, enganando as pessoas e impedindo que elas investiguem o caminho verdadeiro. Quando alguém aceita Deus Todo-Poderoso, eles distorcem os fatos e o sabotam com calúnia para que os outros crentes o condenem e rejeitem. O clero da igreja é tão insidioso, tão maligno! Em prol de sua posição e sustento, eles não hesitam em destruir as chances dos irmãos entrarem no reino. É repugnante! Aquele clero da igreja são anticristos contrários a Deus. São inimigos de Deus. Agora me pergunto como pude ser tão tolo e ignorante. Eu acreditava no Senhor sem ouvir Suas palavras, ouvindo, em vez disso, as mentiras dos pastores, eu me agarrava a noções religiosas e excluí Deus vez e outra. Até tentei impedir minha esposa de aceitar Deus Todo-Poderoso, lutando contra Deus ao lado do clero. Eles quase me arruinaram. Que pensamento assustador! Foram a aparição e a obra de Deus nos últimos dias que revelaram a face verdadeira do clero da igreja para que eu pudesse ver que eles são fariseus e anticristos contrários a Deus e então fosse libertado de sua enganação e controle. A obra de Deus é tão real!

Todos os dias temos 24 horas e 1440 minutos. Você está disposto a dedicar 10 minutos para estudar o caminho de Deus? Você está convidado a se juntar ao nosso grupo de estudo.👇

Conteúdo relacionado

Tirando a máscara

Por Tinghua, França Em junho passado, logo que comecei a cumprir o dever de líder. No ínício, já que eu falava francês e podia me comunicar...

Entre em contato conosco pelo WhatsApp