Quem causou a destruição da nossa família?

07 de Fevereiro de 2023

Por Cai Na, China

Meu marido e eu crescemos no mesmo vilarejo e acreditamos no Senhor Jesus junto com nossos pais desde que éramos pequenos. Quando nos casamos, abri uma clínica médica, e ele trabalhava como repórter de TV. Tínhamos duas filhas adoráveis e uma vida de família feliz e pacífica. No final de 2008, minha sogra e eu aceitamos a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias. Meu marido não — ele estava ocupado com sua carreira. Mas ele apoiava minha fé. Reunindo-me e lendo as palavras de Deus Todo-Poderoso, eu aprendi que nosso Salvador veio para o nosso meio quase vinte anos atrás, expressando verdades para salvar a humanidade. A obra de Deus está prestes a terminar, e essa é a nossa única chance de ser salvos. Essa é uma oportunidade impagável e passageira. Eu me arrependeria para sempre se a perdesse. Assim, a fim de praticar minha fé e cumprir um dever, eu fechei a clínica e comecei a espalhar o evangelho com outros irmãos.

Em 2010, a fim de oprimir e erradicar crenças religiosas, o Partido Comunista Chinês usou TV, rádio, jornais e outras mídias para caluniar e desacreditar a Igreja de Deus Todo-Poderoso. Eles prenderam e perseguiram cristãos. Temendo que eu o implicasse, meu marido começou a obstruir a minha fé. Um dia, ele me disse: “O Partido não permite religião e diz que os crentes abandonam suas famílias. Desista da sua fé. Se você for presa por causa dela, nossa família será destruída. Não dá na mesma se apenas formos à igreja como antes?”. Eu lhe disse: “Durante todos esses anos como crente, você me viu abandonar nossa família? Essas são mentiras inventadas pelo Partido para oprimir a Igreja de Deus Todo-Poderoso. Como pode acreditar nas mentiras dele? Deus retornou e está fazendo obra nova. As pessoas que continuam indo a essas igrejas antigas não ganharão a verdade nem a vida, mesmo que sigam até o fim. Tenho certeza de que Deus Todo-Poderoso é o Senhor Jesus retornado e que eu estou seguindo os passos de Deus. Não desistirei do caminho verdadeiro”. Quando viu que eu estava decidida, ele me alertou: “Seja como for, você não pode continuar com sua fé e não pode ir às reuniões!”. Depois disso, tudo que eu podia fazer era levantar cedo e me esconder na cozinha para ler as palavras de Deus e compartilhar o evangelho com familiares e amigos pelas costas dele.

Numa noite, em 2012, depois de uma reunião, vi meu marido sentado na entrada da despensa, no andar de baixo. Quando me viu entrar, ele me jogou no chão com uma série de chutes e socos. Com toda a minha força, eu me livrei e corri para cima, mas ele me alcançou e me deu um tapa no rosto e disse cruelmente: “Você está proibida de participar das reuniões!”. Eu estava vendo estrelas e sangrava nos cantos da boca. Foi a primeira vez que ele me bateu em mais de dez anos de casamento. Nunca imaginei que ele me bateria tão ferozmente só por causa da minha fé. Naquele momento, eu me senti fraca e fiquei com medo. Eu pensei: “Devo parar de me reunir e de cumprir um dever por um tempo, caso ele me bata de novo?”. Eu sabia que não estava no estado correto, assim orei rapidamente a Deus, pedindo que Ele me desse fé e força. Então me lembrei destas palavras de Deus: “Você não deveria ter medo disto e daquilo; sejam quais forem os muitos perigos e dificuldades que possa enfrentar, você é capaz de permanecer firme diante de Mim, desobstruído de qualquer obstáculo, para que Minha vontade possa ser realizada sem impedimento. Esse é o seu dever […]. Não tema; com Meu apoio, quem, alguma vez, poderia bloquear essa estrada? Lembre-se disso! Não esqueça! Tudo que ocorre é por Minha boa intenção e tudo está sob Minha observação. Você consegue seguir Minha palavra em tudo que diz e faz? Quando as provações de fogo lhe acontecerem, você se ajoelhará e clamará? Ou se acovardará, incapaz de seguir em frente?(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Declarações de Cristo no princípio, Capítulo 10”). Sim, absolutamente tudo está nas mãos de Deus. Sem a permissão de Deus, meu marido não poderia fazer nada contra mim. Deus permitiu que aquilo acontecesse comigo naquele dia. Se eu ousasse não cumprir o meu dever por medo de ser agredida, isso não seria perder o meu testemunho? Eu devia permanecer firme em meu testemunho, por mais que meu marido me oprimisse. Continuei indo às reuniões e cumprindo meu dever como sempre.

No final de 2012, a opressão da Igreja de Deus Todo-Poderoso pelo Partido Comunista ficou ainda mais louca. Eles estavam fechando o cerco em grande escala e prendendo o povo escolhido de Deus. Um dia, fui presa com alguns outros durante uma reunião. Eles me detiveram por dez dias sob a acusação de perturbar a ordem social. Quando voltei para casa depois de solta, meu marido estava furioso: “Você sabe o que fez? Todos os meus chefes e colegas perguntaram sobre sua prisão por causa da sua crença. Não posso mais ficar de cabeça erguida. É tão humilhante!”. Eu lhe disse: “Ter fé é correto e natural. Reunir-se e compartilhar o evangelho é algo honrável. É o Partido que é maligno ao insistir em prender e perseguir os cristãos. O caminho verdadeiro tem sido perseguido por eternidades. As pessoas nessa senda são perseguidas pelas forças de Satanás. Os santos de muitas eras não foram presos por compartilhar o evangelho e dar testemunho de Deus?”. Furioso, ele respondeu: “Quero que uma coisa fique clara. Se você prometer que deixará de crer, teremos uma vida agradável. Se continuar com sua fé, nós nos divorciaremos! Não obstruirei sua liberdade de escolher!”. Ameaçar divorciar-se de mim para fazer com que eu desistisse da minha fé foi irritante e assustador. Eu nunca imaginei que ele jogaria fora mais de dez anos de casamento por causa da opressão do Partido Comunista. Se nos divorciássemos, isso certamente machucaria nossos filhos. Eu não queria me divorciar, muito menos, porém, queria trair a Deus e perder minha chance de segui-Lo e ser salva. Eu não sabia como passar por essa situação. Fiz uma oração, pedindo que Deus me guiasse. Esta passagem das Suas palavras me veio à mente: “Em cada passo da obra que Deus faz no interior das pessoas, externamente ela parece consistir em interações entre pessoas, como se nascida de arranjos humanos ou de interferência humana. Mas nos bastidores, cada passo da obra e tudo o que acontece é uma aposta feita por Satanás diante de Deus e requer que as pessoas permaneçam firmes em seu testemunho a Deus. Veja quando Jó foi provado, por exemplo: nos bastidores, Satanás estava fazendo uma aposta com Deus, e o que aconteceu a Jó foram os feitos dos homens e a interferência dos homens. Por trás de cada passo da obra que Deus faz em vocês está a aposta de Satanás com Deuspor trás disso tudo há uma batalha(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Apenas amando a Deus é que verdadeiramente se crê em Deus”). Considerando as palavras de Deus, vi que, embora parecesse ser a opressão do meu marido, por trás disso, Satanás estava usando-o para me deter, para me forçar a trair a Deus e perder minha chance de ser salva. Eu não podia permitir que o esquema de Satanás prevalecesse. Meu marido só obstruía meu caminho porque acreditava nos boatos do Partido Comunista. Se eu expusesse as mentiras dele para ele e ele ganhasse discernimento, talvez ele deixaria de me oprimir. Assim eu lhe disse: “A blasfêmia e a calúnia do Partido contra a Igreja de Deus Todo-Poderoso só são boatos que eles inventam. Depois de todos esses anos como repórter, você não conhece a história das fake news do Partido? Não é você que sempre diz que não devemos acreditar no Partido? Quais dos crentes em Deus Todo-Poderoso que conhecemos abandonaram suas famílias? Eu acredito há anos, e eu não cuido bem dos nossos pais e dos nossos filhos?”. Ele não tinha como refutar o que eu disse, por isso ele só disse: “Vejo que você não recua. Ótimo, vá crer em seu Deus!”. Então bateu a porta e foi embora.

Depois disso, para a minha surpresa, ele foi ao tribunal pedir o divórcio. O juiz nos instruiu a ir à mediação. Ele pegou meu cartão de salário e meus cartões bancários e estava sempre em casa depois do trabalho para ficar de olho em mim, por isso eu não tive como ir às reuniões nem cumprir meu dever. Um dia, o chefe do nosso vilarejo ligou e disse que a polícia tinha notificado o comitê do vilarejo para garantir que eu não seguisse minha fé nem espalhasse o evangelho e que meu marido ficasse de olho em mim. Caso contrário, se eu fosse presa, todos seriam implicados. Quando ouviu isso, meu marido me oprimiu ainda mais. Uma vez, minha sogra e eu estávamos comungando silenciosamente as palavras de Deus no quarto, mas meu marido ouviu e invadiu o quarto e gritou: “Você ainda crê! Você só pensa em si e não pensa em mim nem nos nossos filhos. Se você for presa, nós seremos implicados!”. Ao dizer isso, ele me bateu. As crianças ficaram tão assustadas que se esconderam em seus quartos e não ousaram sair, e minha sogra chorou de tristeza. Naquele momento, eu fiquei muito indignada. Só por causa da minha fé, o Partido Comunista estava intimidando minha família a obstruir o meu caminho, o que assustou minha sogra de 80 anos e meus filhos. Uma família perfeitamente feliz tinha sido reduzida a isso. Eu me senti muito triste e desolada. Meu marido ficou usando minha fé para provocar brigas o tempo todo. Eu não podia me reunir nem cumprir meu dever. Eu só podia ler as palavras de Deus quando ele não estava em casa. Eu sentia falta dos dias em que podia me reunir com os irmãos e cumprir um dever, mas agora meu lar tinha se tornado uma jaula. Eu tinha tolerado a frieza e as repreensões do meu marido todos os dias por dois meses. Eu me sentia péssima e deprimida. Não sabia quando isso acabaria. Quando minha tristeza alcançou certo ponto, eu orei: “Deus Todo-Poderoso, estou sofrendo tanto e em tamanha tristeza. Não sei como passar por essa situação. Por favor, esclarece-me, para que eu possa entender a Tua vontade”. Depois de orar, li as palavras de Deus. Deus Todo-Poderoso diz: “Durante milhares de anos, esta tem sido a terra da imundice, é insuportavelmente suja, a miséria abunda, fantasmas correm desenfreados por toda parte, enganando e iludindo, fazendo acusações infundadas, sendo impiedosos e viciosos, pisoteando essa cidade fantasma e a deixando coberta de cadáveres; o fedor da decadência cobre a terra e permeia o ar, e é fortemente vigiada. Quem é capaz de enxergar o mundo além dos céus? O diabo entrelaça firmemente todo o corpo do homem, venda seus olhos e sela seus lábios com firmeza. O rei dos demônios tem causado alvoroço por vários milhares de anos até o dia de hoje, quando ainda mantém forte vigilância sobre a cidade fantasma, como se fosse um palácio de demônios impenetrável; enquanto isso, essa matilha de cães de guarda observa com olhos ferozes, com um profundo medo de que Deus os pegue desprevenidos e os extermine, deixando-os sem um lugar de paz e felicidade. Como as pessoas de uma cidade fantasma tal como essa puderam um dia ter visto Deus? Alguma vez já desfrutaram do carinho e da amabilidade de Deus? Que apreciação têm elas das questões do mundo humano? Quem entre elas é capaz de compreender a vontade ávida de Deus? Portanto, não é de surpreender que Deus encarnado continue completamente escondido: em uma sociedade obscura como esta, onde os demônios são impiedosos e desumanos, como o rei dos demônios, que mata pessoas sem piscar um olho, poderia tolerar a existência de um Deus que é amável, bondoso e também santo? Como poderia aplaudir e comemorar a chegada de Deus? Lacaios! Retribuem bondade com ódio, há muito começaram a tratar Deus como inimigo, abusam de Deus, são selvagens ao extremo, não têm a menor consideração por Deus, saqueiam e pilham, perderam toda a consciência, contrariam toda consciência e tentam os inocentes à insensatez. Ancestrais dos antigos? Líderes adorados? Todos eles se opõem a Deus! Sua interferência deixou tudo que está debaixo do céu em estado de escuridão e caos! Liberdade religiosa? Direitos e interesses legítimos dos cidadãos? São todos truques para encobrir o pecado!(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Obra e entrada (8)”). As palavras de Deus me mostraram que o Partido Comunista é uma encarnação de Satanás, um demônio vindo à Terra. Ele conta ao mundo que permite liberdade religiosa, mas, por trás, ele se opõe loucamente a Deus e brutaliza Seu povo escolhido. Nos últimos dias, Deus encarnado expressa verdades para salvar a humanidade. O Partido teme que, se as pessoas lerem as palavras de Deus Todo-Poderoso, elas entenderão a verdade e verão seu rosto demoníaco e então o rejeitarão e renunciarão a ele. Então sua ambição selvagem de controlar as pessoas para sempre seria destruída. É por isso que ele está tão furioso e perseguindo loucamente os cristãos, prendendo e perseguindo os escolhidos de Deus em massa. Ele inventa todos os tipos de mentiras para armar contra a Igreja de Deus Todo-Poderoso e caluniá-la, enganando muitas pessoas que não conhecem a verdade, para que elas não ousem aceitar o caminho verdadeiro. Muitos membros de famílias de cristãos acreditam em suas mentiras e então perseguem os escolhidos de Deus com ele. No fim, por irem contra Deus, eles também irão para o inferno. Quanto mais eu pensava, mais eu via que o Partido Comunista realmente é um demônio que odeia a Deus e devasta as pessoas. É o inimigo amargo de Deus, e eu o odiei do fundo do meu coração. Também jurei renunciar a ele e rejeitá-lo e seguir a Deus até o fim.

Li outra coisa nas palavras de Deus. “O grande dragão vermelho persegue a Deus e é inimigo Dele, e assim, nesta terra, aqueles que creem em Deus são assim sujeitos à humilhação e à opressão […]. Por ter sido iniciada em uma terra que se opõe a Deus, toda a obra de Deus enfrenta obstáculos tremendos, e o cumprimento de muitas de Suas palavras leva tempo; assim, as pessoas são refinadas como resultado das palavras de Deus, o que também é parte do sofrimento. É tremendamente difícil para Deus realizar a Sua obra na terra do grande dragão vermelhomas é por meio dessa dificuldade que Deus realiza um estágio da Sua obra, tornando manifestas Sua sabedoria e Seus feitos maravilhosos, e usando esta oportunidade para completar este grupo de pessoas(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “A obra de Deus é tão simples quanto o homem imagina?”). As palavras de Deus me mostraram que, já que o Partido trabalha contra Deus e é Seu inimigo, nós na China que acreditamos estamos fadados a sofrer grande opressão e adversidade. Isso foi ordenado por Deus. Deus usa esses ambientes difíceis para aperfeiçoar nossa fé e para que tenhamos discernimento do grande dragão vermelho e possamos odiá-lo e rejeitá-lo e não ser enganados nem prejudicados por ele. Mas eu não conhecia a vontade de Deus. Eu tinha sido negativa, reclamando do sofrimento carnal, e eu não busquei a verdade nem aprendi uma lição. Eu era tão rebelde. Deus é tão supremo, mas ele suporta tamanha dor e humilhação só para salvar a humanidade corrupta. Ele se tornou carne e veio para o nosso meio para falar e operar, sempre suportando a caça e a perseguição do Partido Comunista maligno e a condenação do mundo religioso. Mas Deus nunca desistiu de salvar a humanidade. Ele continuou expressando verdades, regando-nos e nos nutrindo. Deus suportou toda essa dor e humilhação para o bem da nossa salvação. E agora que eu estava sofrendo um pouco para seguir a Deus e buscar a salvação, eu carecia de fé verdadeira e obediência a Deus no meu coração. Minha estatura era tão baixa. A essa altura, eu me enchi de remorso e culpa e decidi que, não importava como meu marido me tratasse, eu não continuaria sucumbindo às fraquezas carnais, mas confiaria em Deus para permanecer firme e nunca recuaria nem cederia a Satanás. Depois disso, embora meu marido continuasse a me oprimir e obstruir o meu caminho, eu orava e confiava em Deus, e minha dor diminuiu graças à orientação das palavras de Deus.

Uma vez, quando meu marido descobriu que eu compartilhava o evangelho com uma colega de escola, ele veio para casa e me repreendeu: “O Partido diz que sua pregação está destruindo as famílias. Estou alertando você, é melhor que você não continue evangelizando seus colegas e amigos, caso contrário não poderei mostrar minha cara”. Ele também disse algumas coisas blasfemando contra Deus. Fiquei indignada quando vi sua expressão feroz de ódio contra Deus. Compartilhamos o evangelho para que as pessoas possam ter fé e aceitar a salvação de Deus, mas o Partido vira tudo de cabeça para baixo. Inventa todos os tipos de mentiras, dizendo que nós destruímos as famílias. Ele é maligno e descarado! Por anos, o Partido Comunista tem trabalhado contra Deus, prendendo crentes, causando a prisão e detenção de tantos cristãos. Muitos cristãos estão fugindo da prisão e não podem voltar para casa. Tantas famílias têm sido destruídas, e pais e filhos têm sido separados. O Partido é o culpado pela destruição de todas essas famílias cristãs! Quando vi meu marido sendo seduzido pelas mentiras do Partido, incapaz de distinguir entre certo e errado e com tanto ódio de Deus e as pessoas de fé, eu me lembrei das palavras de Deus: “Qualquer um que não acredite em Deus encarnado é demoníaco e, mais ainda, será destruído. […] Quem é Satanás, quem são os demônios, quem são os inimigos de Deus se não os que resistem e que não acreditam em Deus?(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Deus e o homem entrarão em descanso juntos”). “Por que o marido ama a esposa? Por que a esposa ama o marido? Por que os filhos são obedientes aos pais? Por que os pais amam tanto seus filhos? Que tipo de intenções as pessoas abrigam de fato? Sua intenção não é satisfazer seus próprios planos e desejos egoístas?(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Deus e o homem entrarão em descanso juntos”). As palavras de Deus me mostraram a natureza e a essência do meu marido que desafiam a Deus. Eu tinha fé e compartilhava o evangelho, por isso ele usava todos os meios para me oprimir e impedir e para blasfemar contra Deus. Por fora, eu parecia ser o alvo disso tudo, mas, na verdade, o que ele odiava eram a verdade e Deus. Eu não tinha visto a essência do meu marido antes. Ao longo do nosso casamento, ele tinha sido cuidadoso e atencioso comigo e tinha me acompanhado em tudo, por isso eu achava que ele era bom comigo. Nunca imaginei que, quando ele visse que minha fé era oprimida pelo Partido e isso impactaria seu futuro e sua reputação, ele se tornaria uma pessoa totalmente diferente — que começaria a me espancar, usando todos os meios para me afastar da minha fé e blasfemar contra Deus. Era a manifestação de um demônio. No início, eu nutria ilusões de que ele tinha sido enganado pelas mentiras do Partido Comunista e que, se ganhasse discernimento delas, ele não seria tão opressivo. Agora eu sabia que estava enganada. Meu marido era repórter, ele conhecia bem os bastidores da invenção de fake news do Partido, ainda assim ele acreditava em suas mentiras e perseguia a minha fé. Em essência, ele era um demônio que odiava a Deus. Também vi claramente que ele tinha sido bom comigo antes só para me usar para parir seus filhos e cuidar dos jovens e velhos da família. Não era amor real. Isso me lembrou das palavras de Deus: “Crentes e incrédulos não são compatíveis; eles se opõem uns aos outros(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Deus e o homem entrarão em descanso juntos”). Eu era crente — eu seguia a Deus, buscava a verdade e estava na senda certa. Meu marido seguia o Partido Comunista e estava na senda contra Deus. Não estávamos trilhando a mesma senda. Vivíamos juntos sem qualquer afinidade — isso é inerentemente doloroso. Quando entendi isso, eu renunciei a todas as minhas ilusões sobre ele. Na época, minha capacidade de ler as palavras de Deus era limitada, e eu não podia ir às reuniões, muito menos cumprir um dever. Eu estava péssima. Naqueles dias, eu orava a Deus com urgência, pedindo que Ele provesse uma saída.

Então, uma noite, meu marido disse: “Fui consultar um vidente hoje para perguntar sobre minha carreira e quando as coisas começarão a me favorecer”. Sem pensar, eu disse: “Que crente é você — você acredita nesse lixo maligno?”. Fiquei chocada quando sua expressão mudou e ele me deu um soco no estômago. Histérico, ele gritou: “Se você insiste em manter sua fé, saia desta casa!”. Naquele momento, doeu tanto que achei que meus órgãos tinham saído do lugar. Fiquei deitada no chão, com a mão na barriga, de tanta dor. Fiquei pensando que, naquela casa, meu marido me oprimia todos os dias. Eu não podia ler as palavras de Deus, nem participar das reuniões, nem cumprir um dever. Se isso continuasse, não havia como buscar a verdade, e eu acabaria arruinada. Agora ele estava sendo violento comigo e ameaçando me expulsar. Eu não conseguia suportar mais dessa dor, desse tormento. Decidi deixá-lo para me libertar dessa prisão doméstica, para me livrar dessa vida infernal. Naquela noite, chorei de tristeza na cama. Ao olhar para o lar que tínhamos construído com tanto cuidado, ao pensar no nosso casamento de mais de dez anos que estava prestes a ruir, uma família maravilhosa destruída pelo Partido Comunista, eu fui tomada de fraqueza, especialmente quando pensei em como nossas filhas ficariam — nossa filha poderia cuidar de si mesma, mas a mais nova só tinha quatro anos e tinha problemas de saúde. Eu tinha cuidado dela com todo o coração por anos. Ela nunca tinha sido separada de mim. Minha sogra também estava ficando velha. Quem cuidaria das crianças se nós nos divorciássemos? Esse pensamento partiu meu coração. Eu fiz uma oração, pedindo que Deus me esclarecesse e me ajudasse a entender a Sua vontade. Depois de orar, lembrei-me de algumas das palavras de Deus. Deus Todo-Poderoso diz: “Deus criou este mundo e trouxe o homem, um ser vivo ao qual Ele concedeu a vida, para dentro dele. Em seguida, o homem veio a ter pais e parentes, não estava mais só. Desde que colocou os olhos pela primeira vez neste mundo material, o homem estava destinado a existir dentro da ordenação de Deus. O sopro de vida de Deus sustenta cada ser vivo durante o crescimento até a vida adulta. Nesse processo, ninguém acha que o homem está crescendo sob os cuidados de Deus; ao contrário, eles acreditam que o homem cresce sob o cuidado amoroso dos pais e que é o próprio instinto vital que dirige o seu crescimento. Isso acontece porque o homem não sabe quem concedeu sua vida, ou de onde ela veio, menos ainda como o instinto da vida cria milagres. O homem sabe apenas que o alimento é a base da continuidade da vida, que a perseverança é a fonte da existência da vida e que as crenças em sua mente são o capital do qual sua sobrevivência depende. Da graça e da providência de Deus, o homem é totalmente indiferente, e assim ele desperdiça a vida que lhe foi concedida por Deus… Nem um homem sequer desses humanos de que Deus cuida dia e noite se encarrega de adorá-Lo. Deus apenas continua a operar no homem, de quem não espera mais nada, conforme havia planejado. Ele faz isso na esperança de que um dia o homem acorde de seu sonho e, de repente, perceba o valor e o sentido da vida, o preço que Deus pagou por tudo que tem dado ao homem e a preocupação ansiosa com a qual Deus espera que o homem volte para Ele(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Deus é a fonte da vida do homem”). “Por que você não as confia às Minhas mãos? Você não tem fé suficiente em Mim? Ou é por ter medo de que farei arranjos impróprios para você? Por que você sempre se preocupa com a família da sua carne? Você sempre anseia por seus entes queridos! Eu tenho um lugar certo no seu coração?(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Declarações de Cristo no princípio, Capítulo 59”). As palavras de Deus me mostraram que Ele é a fonte da vida humana e Ele é Aquele que governa sobre nosso destino. Se minhas filhas crescerão sãs e salvas não está sob o nosso controle como pais, mas tudo é determinado por Deus. A saúde da minha caçula, o que ela enfrenta na vida e que tipo de destino ela tem — tudo isso é predeterminado por Deus. Não importa o que Deus arranje, tudo será o melhor e mais apropriado. Mas eu carecia de fé em Deus. Eu sempre achava que minhas filhas precisavam de mim do lado delas, cuidando delas para que crescessem saudáveis. Eu não estava colocando-as nas mãos de Deus. Eu era arrogante e ignorante. Como mãe, se eu estou ao lado da minha filha, tudo que posso fazer é mantê-la aquecida e bem nutrida, mas não posso controlar seu destino. Agora, eu precisava me submeter ao governo e aos arranjos de Deus e entregá-la a Deus, renunciar às minhas preocupações, seguir a Deus, compartilhar o evangelho e cumprir o meu dever. Entender a vontade de Deus foi tão libertador.

Meu marido e eu tratamos do processo de divórcio no dia seguinte. Quando o funcionário soube que era porque eu era uma crente, ele me aconselhou: “Já que se trata de religião, assim que você assinar, você perderá seu marido, suas filhas e sua casa. É melhor que tenha certeza”. Quando ouvi isso, relutei um pouco. Embora tivesse visto a essência contrária a Deus do meu marido e estivesse disposta a confiar as minhas filhas às mãos de Deus, a ideia de que minha assinatura me levaria a perder meu lar, minhas filhas e todo o resto me fez hesitar. Quando percebi que não estava no estado certo, fiz uma oração silenciosa e então me lembrei disto das palavras de Deus: “Você é um ser criadovocê deveria, é claro, adorar Deus e buscar uma vida com significado. Se você não adorar a Deus, mas viver dentro de sua carne imunda, então você não é só um animal com vestes humanas? Já que você é um ser humano, você deveria se despender por Deus e aguentar todo o sofrimento! Você deveria aceitar o pequeno sofrimento a que é submetido hoje com alegria e certeza e viver uma vida significativa, como Jó e Pedro. […] Vocês são pessoas que buscam o caminho correto, aquelas que buscam melhoria. Vocês são as pessoas que se levantam na nação do grande dragão vermelho, aqueles a quem Deus chama de justos. Não é essa a vida mais significativa?(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Prática (2)”). As palavras de Deus me esclareceram imediatamente. É verdade — sou um ser criado, e adorar a Deus é minha obrigação. Desistir de tudo para seguir a Deus, buscar a verdade e a vida é a senda certa na vida. É a vida mais valiosa e mais significativa. Deus apareceu e está operando nos últimos dias para salvar a humanidade, o que é uma oportunidade incalculável. Ter a boa sorte de aceitar a salvação de Deus e ganhar o sustento das Suas palavras é a graça e a misericórdia de Deus. A obra de Deus está prestes a ser encerrada. Eu deveria deixar tudo de lado, despender-me por Deus e cumprir o meu dever. Caso contrário, eu perderei minha chance de ser salva, o que seria um arrependimento vitalício. Mas meu marido se juntou ao Partido Comunista, fazendo de tudo para me obstruir e oprimir, tratando-me como um inimigo. Bastava eu mencionar a palavra “Deus”, e ele me espancava. Naquela casa, eu não podia ler as palavras de Deus nem sair para ir às reuniões ou cumprir um dever. O divórcio era o único jeito de crer em Deus e segui-Lo. Eu não seria uma casca vazia se vivesse desse jeito. Eu acabaria indo para o inferno e seria punida junto com Satanás. Confrontada com os fatos, eu vi claramente que meu marido e meu lar não eram meus pilares. Eram instrumentos, grilhões usados por Satanás para me prejudicar e arruinar. Só Deus é meu pilar e só Deus é o sustento para a minha vida. Seguir a Deus e cumprir o dever de um ser criado é o único jeito de ser salvo por Deus e ter um bom destino. Pensei em Pedro, que se libertou das restrições de seus pais para ter fé e ganhar a verdade e a vida. Ele desistiu de tudo para seguir o Senhor Jesus. Eu devia seguir o exemplo de Pedro, libertar-me dos grilhões do meu marido demoníaco e seguir Deus Todo-Poderoso de todo o coração. Assim, assinei os documentos do divórcio sem hesitação.

Quando cheguei em casa, minha filha mais velha disse: “Mãe, crer em Deus é a coisa certa, mas ao ver o papai tratá-la desse jeito, eu não quis que você sofresse assim. Eu apoio seu divórcio”. Ouvi-la dizer isso me encorajou muito. Quando meus amigos souberam do divórcio, quase vinte deles apareceram juntos e insistiram que eu desistisse da minha fé. Com firmeza e convicção, eu lhes disse: “Crer em Deus é a senda certa. Cuidei muito bem dos pais, das filhas, mas ele acreditou nas mentiras do Partido e obstruiu a minha fé. Ele me espancou e gritou comigo e me forçou a me divorciar. Tenho vivido sem integridade e dignidade. Não tenho escolha. Foi o Partido Comunista que destruiu a nossa família!”. Eles não souberam responder a isso.

Depois disso, saí de casa e me juntei àqueles que estavam cumprindo seu dever. Comecei a espalhar o evangelho com os irmãos, ler as palavras de Deus todos os dias, comungar a verdade e desfrutar do sustento das palavras de Deus. Eu me sentia calma e em paz. Depois de ser perseguida pelo Partido Comunista e oprimida pelo meu marido, vi a face perversa do Partido de odiar a Deus e devastar as pessoas. Ele realmente é a encarnação de Satanás e o inimigo de Deus. Eu o odiei e rejeitei do fundo do meu coração. Também ganhei discernimento da verdadeira essência contrária a Deus do meu marido e me libertei da jaula daquele lar. Tudo isso foi a salvação de Deus.

Todos os dias temos 24 horas e 1440 minutos. Você está disposto a dedicar 10 minutos para estudar o caminho de Deus? Você está convidado a se juntar ao nosso grupo de estudo.👇

Conteúdo relacionado

O que ganhei de uma eleição

Por Mu Tong, Japão Recentemente, a igreja realizou uma eleição especial para preencher um cargo de liderança. Quando soube que a liderança...

O que causa um estado negativo?

Eu vinha regando recém-convertidos havia dois anos. Uma vez o líder veio conversar conosco sobre nosso trabalho e disse que, ao observar...

Leave a Reply

Conecte-se conosco no Messenger