Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Declarações de Cristo dos últimos dias

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Busca por

Nenhum resultado encontrado

`

A oitava declaração

Quando as Minhas revelações atingirem seu apogeu e quando o Meu julgamento se aproximar do fim, será o momento em que todas as Minhas pessoas serão reveladas e tornadas completas. Meus passos caminham por todos os cantos do mundo-universo na busca perpétua daqueles que são segundo o Meu coração e aptos para o Meu uso. Quem pode se levantar e cooperar Comigo? O amor do homem por Mim é muito escasso e a sua fé em Mim é lamentavelmente pequena. Se o peso das Minhas palavras não fosse direcionado às fraquezas do homem, ele iria se gabar e exagerar, iria pontificar e inventar teorias altissonantes, como se fosse onisciente e onissapiente dos assuntos na terra. Quem ainda ousa se gabar dentre aqueles que eram leais a Mim no passado e que hoje permanecem firmes diante de Mim? Quem não está secretamente deliciado com as próprias perspectivas? Quando não expus diretamente, o homem não tinha onde se esconder e era atormentado pela vergonha. O quanto isso seria pior quando Eu falasse por outros meios? As pessoas teriam um senso de endividamento ainda maior, acreditariam que nada poderia curá-las e todas estariam fortemente amarradas à sua passividade. Quando o homem perde a esperança, a saudação do reino ressoa formalmente, que é “a época em que o Espírito sete vezes intensificado começa a operar”, como diz o homem, é quando, em outras palavras, a vida do reino começa oficialmente na terra, ou seja, é quando a Minha divindade vem para agir diretamente (sem ser processada pelo cérebro). Todas as pessoas se tornam tão ocupadas quanto abelhas; parece que estão revividas, como se fossem despertadas de um sonho e logo que despertam espantam-se por se ver em tais circunstâncias. No passado, falei bastante sobre a construção da igreja, revelei muitos mistérios, e, quando atingiu o auge, a construção da igreja chegou a um fim abrupto. A construção do reino, no entanto, é diferente. Só quando a batalha no reino espiritual chegar à etapa final é que Eu começo mais uma vez na terra. Quer dizer, só quando o homem estiver prestes a recuar é que Eu começo e levanto formalmente a Minha nova obra. A diferença entre a construção do reino e a construção da igreja é que, na construção da igreja, operei na humanidade que era governada pela divindade. Diretamente lidei com a velha natureza do homem, revelei seu ego feio e expus a sua essência. Como consequência e com base nisso, o homem veio a se conhecer e assim foi convencido no coração e pela palavra. Na edificação do reino, ajo diretamente em Minha divindade, permitindo que todas as pessoas saibam o que Eu tenho e sou baseadas no conhecimento das Minhas palavras, finalmente permitindo-lhes alcançar o conhecimento de Mim que estou na carne. Dessa forma, isso traz um fim para toda a busca da humanidade pelo Deus vago e põe fim ao lugar do Deus do céu no coração do homem, o que significa dizer que permite que o homem conheça os Meus feitos na Minha carne, e assim conclui o Meu tempo na terra.

A construção do reino está diretamente voltada ao reino espiritual. Em outras palavras, a batalha do reino espiritual é elucidada diretamente dentre todo o Meu povo, e a partir disso é possível ver que todas as pessoas estão em constante batalha, não só na igreja, mas mais ainda na Era do Reino, e que embora o homem exista na carne, o reino espiritual é revelado diretamente, ele se envolve com a vida do reino espiritual. Portanto, quando começam a ser fiéis, vocês devem se preparar de forma adequada para a próxima etapa da Minha obra. Vocês devem dedicar todo o seu coração e só então podem satisfazer o Meu coração. Não Me importo com o que o homem fez antes na igreja; hoje, ele está no reino. Em Meu plano, Satanás já abocanhou os calcanhares de cada passo e, como o contraste da Minha sabedoria, sempre tentou encontrar maneiras e meios de interromper o Meu plano original. Mas Eu poderia sucumbir a seus esquemas ardilosos? Tudo no céu e na terra Me serve — os esquemas ardilosos de Satanás seriam diferentes? Essa é precisamente a interseção da Minha sabedoria, é precisamente o que há de magnífico em Meus feitos e o princípio pelo qual todo o Meu plano de gerenciamento é realizado. Contudo, durante o tempo da construção do reino, não evito os esquemas ardilosos de Satanás, mas continuo a fazer a obra que devo fazer. Dentre todas as coisas no universo, escolhi os feitos de Satanás como o Meu contraste. Essa não é a Minha sabedoria? Não é exatamente o que há de maravilhoso na Minha obra? Por ocasião da entrada na Era do Reino, ocorrem mudanças tremendas em todas as coisas no céu e na terra e eles celebram e se regozijam. Vocês são diferentes? Quem não se sente tão doce quanto o mel em seu coração? Quem não explode de alegria em seu coração? Quem não dança com alegria? Quem não expressa palavras de louvor?

Em tudo de que falei e disse acima, vocês entendem os objetivos e as fontes das Minhas declarações ou não? Se Eu não perguntasse isso, a maioria das pessoas acreditaria que estou simplesmente tagarelando e seria incapaz de situar a fonte das Minhas palavras. Se ponderarem com atenção, vocês saberão da importância das Minhas palavras. Seria bom que você as lesse com atenção: quais delas não são benéficas para você? Quais não servem para o crescimento da sua vida? Quais delas não falam da realidade do reino espiritual? A maioria das pessoas acredita que não há pé nem cabeça para as Minhas palavras e que elas carecem de alguma explicação e interpretação. As Minhas palavras são tão abstratas e insondáveis? Vocês se submetem de verdade às Minhas palavras? Vocês aceitam mesmo as Minhas palavras? Vocês não as tratam como brinquedos? Você não as usa como uma veste para encobrir a sua aparência feia? Neste vasto mundo, quem pessoalmente foi examinado por Mim? Quem pessoalmente ouviu as palavras do Meu Espírito? Muitas pessoas tateiam no escuro, muitas oram em meio à adversidade, muitas observam com esperança enquanto se veem famintas e com frio, muitas estão amarradas por Satanás, mas muitas não sabem para onde se virar, muitas Me traem em meio à felicidade, muitas são ingratas e muitas são leais aos esquemas ardilosos de Satanás. Quem dentre vocês é Jó? Quem é Pedro? Por que fiz repetidas menções a Jó? E por que Me referi a Pedro tantas vezes? Já perceberam as Minhas esperanças para com vocês? Vocês deveriam passar mais tempo ponderando tais coisas.

Pedro foi fiel a Mim por muitos anos e mesmo assim nunca resmungou nem teve um coração queixoso, e nem Jó foi igual a ele. Ao longo das eras, também os santos ficaram todos muito aquém de Pedro. Ele não só buscou o conhecimento de Mim, como também chegou a Me conhecer durante o tempo em que Satanás esteve executando seus esquemas ardilosos. Isso levou a muitos anos de serviço segundo o Meu próprio coração e resultou de ele nunca ter sido explorado por Satanás. Pedro valeu-se da fé de Jó, mas também percebeu claramente suas deficiências. Embora fosse de grande fé, Jó carecia de um conhecimento das questões do reino espiritual e por essa razão disse muitas palavras que não correspondiam à realidade; isso mostra que o conhecimento dele ainda era superficial e incapaz de ser perfeito. E, assim, Pedro sempre procurou conquistar um sentido do espírito e sempre se concentrou em observar a dinâmica do reino espiritual. Por consequência, ele não só foi capaz de comprovar um tanto dos Meus desejos, como também entendeu um pouco dos esquemas ardilosos de Satanás, e assim seu conhecimento foi maior que o de qualquer outra pessoa ao longo das eras.

A partir das experiências de Pedro, não é difícil ver que, se deseja Me conhecer, o homem deve se concentrar na consideração cuidadosa no espírito. Eu não peço que você dedique uma grande medida a Mim externamente; essa é uma preocupação secundária. Se não Me conhecer, então toda fé, todo amor e lealdade dos quais fala são apenas ilusões, conversa fiada, e de fato você vai se tornar alguém que se faz grande ostentação diante de Mim, mas não conhece a si mesmo, e assim mais uma vez você será enredado por Satanás e não poderá se libertar; você se tornará o filho da perdição, se tornará o objeto de destruição. Porém, se for frio e negligente com as Minhas palavras, então, sem dúvida, você se opõe a Mim. Isso é fato e seria melhor você olhar o reino espiritual através do portão para ver os muitos e variados espíritos que são castigados por Mim. Quais deles não foram passivos, negligentes e intolerantes em relação às minhas palavras? Quais não foram cínicos em relação às Minhas palavras? Qual dentre eles não tentou encontrar uma manipulação nas Minhas palavras? Qual dentre eles não usou as Minhas palavras como uma arma de defesa para se proteger? Eles não buscaram o conhecimento de Mim através das Minhas palavras, simplesmente as usaram como brinquedos para se divertir. Nesse caso, não se opuseram diretamente a Mim? Quem são as Minhas palavras? Quem é o Meu espírito? Tantas vezes Eu apresentei tais palavras para vocês, mesmo assim, suas visões alguma vez ficaram mais elevadas e claras? Suas experiências já foram verdadeiras? Lembro-lhes mais uma vez: se não conhecerem as Minhas palavras, não as aceitarem e não as colocarem em prática, então vocês inevitavelmente se tornarão o alvo do Meu castigo! Vocês certamente se tornarão uma vítima de Satanás!

29 de fevereiro de 1992

Anterior:A sétima declaração

Próximo:A nona declaração

Coisas que talvez lhe interessem