Palavras de Deus para todo o universo – Capítulo 6

Seja perceptivo em relação a questões do espírito, atento às Minhas palavras e verdadeiramente capaz de considerar Meu Espírito e Meu ser, e Minha palavra e Meu ser, como um todo inseparável, de modo que todas as pessoas possam Me satisfazer na Minha presença. Coloquei Meu pé em tudo que existe, olhei por toda a vasta extensão do universo e andei entre todas as pessoas, provando a doçura e amargura entre os homens — mas nunca o homem Me conheceu de verdade, nunca deu nenhuma atenção a Mim durante Minhas viagens. Porque era silencioso e nunca realizei atos sobrenaturais, ninguém jamais Me viu de verdade. Hoje é diferente do passado: farei coisas jamais contempladas desde o tempo da criação, direi palavras jamais ouvidas ao longo das eras, pois Eu peço que todas as pessoas venham a Me conhecer na carne. Esses são os passos do Meu gerenciamento, mas o homem não faz a menor ideia. Embora Eu tenha falado claramente, as pessoas permanecem confusas; é difícil alcançá-las. Isso não é a baixeza do homem? Não é precisamente o que quero remediar nele? Durante anos, Eu não fiz nada no homem; durante anos, apesar de estar em contato direto com Minha carne encarnada, ninguém jamais ouviu a voz que vinha diretamente da Minha divindade. Assim as pessoas inevitavelmente carecem de conhecimento de Mim, embora isso não tenha afetado seu amor por Mim ao longo das eras. Hoje, no entanto, Eu realizei em vocês uma obra milagrosa, uma obra que é insondável e sem medida, e falei muitas palavras. Contudo, sob tais condições, ainda há muitos que resistem diretamente a Mim em Minha presença. Permita-Me dar-lhe agora alguns exemplos:

Diariamente, você ora a um Deus vago, tentando captar Minha vontade e ter um senso de vida. No entanto, quando confrontado com as Minhas palavras, você olha para elas de maneira diferente; você vê Minhas palavras e o Meu Espírito como um todo, mas descarta Meu ser, acreditando que a pessoa que Eu sou é fundamentalmente incapaz de proferir tais palavras, que elas são orientadas por Meu Espírito. E quanto ao seu conhecimento em tais circunstâncias? Você crê nas Minhas palavras até certo ponto, mas tem noções de severidade variada quanto à carne com que Me revisto. Você passa cada dia estudando Minha carne e diz: “Por que Ele faz as coisas desse modo? Elas realmente vêm de Deus? Impossível! Ele não é muito diferente de mim — Ele também é uma pessoa normal, comum”. Como se explicam tais circunstâncias?

Quem entre vocês não possui o que foi dito acima? Quem não se ocupa com tais coisas? Elas parecem ser coisas às quais você se agarra como a peças de propriedade pessoal, jamais disposto a abrir mão delas. Menos ainda você busca esforços subjetivos; em vez disso, você espera que Eu realize isso pessoalmente. A verdade seja dita, nenhuma pessoa que não busca vem a Me conhecer com facilidade. Essas não são palavras frívolas que Eu ensino a vocês. Pois Eu posso lhe dar outro exemplo a partir de outra perspectiva para a sua referência.

À menção de Pedro, as pessoas falam coisas boas sem fim sobre ele. Imediatamente se lembram das três vezes em que ele negou a Deus, como ele testou Deus prestando serviço a Satanás, como ele acabou sendo crucificado de cabeça para baixo por Deus e assim por diante. Agora Me concentrarei em descrever para vocês como Pedro Me conheceu e qual foi seu desfecho final. Pedro era de bom calibre, mas suas circunstâncias não eram iguais às de Paulo: seus pais Me perseguiram, eram demônios que tinham sido possuídos por Satanás e, como resultado, não ensinaram nada de Deus a Pedro. Pedro era esperto, dotado e idolatrado por seus pais desde a infância. No entanto, como adulto, ele se tornou inimigo deles porque nunca parou de buscar o conhecimento de Mim e, subsequentemente, voltou as costas para eles. Isso porque, acima de tudo, ele acreditava que o céu e a terra e todas as coisas estão nas mãos do Todo-Poderoso e que todas as coisas positivas vêm de Deus e são emitidas diretamente por Ele, sem serem processadas por Satanás. A distinção oposta dos pais de Pedro deu a ele um conhecimento maior de Minha amabilidade e misericórdia, aumentando assim seu desejo de Me buscar. Ele se concentrou não só em comer e beber as Minhas palavras, mas, ainda mais, em entender a Minha vontade e sempre foi vigilante em seu coração. Como resultado, ele sempre foi sensível em seu espírito e, daí, ele era segundo o Meu próprio coração em tudo que fazia. Ele manteve um foco constante nas falhas das pessoas no passado para se encorajar, temia profundamente se emaranhar no fracasso. Assim, ele também se concentrou em assimilar a fé e o amor de todos que, no decorrer das eras, tinham amado a Deus. Desse modo — não só nos aspectos negativos, mas, o que é bem mais importante, também nos aspectos positivos — ele cresceu mais rapidamente, de tal modo que seu conhecimento se tornou o maior de todos na Minha presença. Não é, portanto, difícil imaginar como ele colocou tudo o que tinha em Minhas mãos, como ele até abriu mão de decisões sobre comida, roupa, sono e local de moradia e, em vez disso, desfrutou das Minhas riquezas com base em Me satisfazer em todas as coisas. Eu o submeti a incontáveis provações — provações, é claro, que o deixaram semimorto — mas em meio a essas centenas de provações, ele nunca perdeu a fé em Mim nem se decepcionou Comigo. Mesmo quando Eu disse que o tinha abandonado, ele não desanimou e continuou a Me amar de um jeito prático e de acordo com os princípios de prática do passado. Eu lhe disse que Eu não o elogiaria mesmo que Me amasse, que, no fim, Eu o lançaria nas mãos de Satanás. Mas em meio a essas provações, provações essas que não sobrevieram à sua carne, mas eram de palavras, ele ainda assim orou a Mim e disse: “Ó Deus! Entre o céu e a terra e todas as coisas, existe algum humano, alguma criatura ou alguma coisa que não esteja em Tuas mãos, nas mãos do Todo-Poderoso? Quando és misericordioso para comigo, meu coração se regozija grandemente com Tua misericórdia. Quando Tu me julgas, por mais indigno que eu possa ser, ganho um senso maior da insondabilidade dos Teus feitos, porque Tu és cheio de autoridade e sabedoria. Embora minha carne sofra adversidade, meu espírito é confortado. Como eu poderia não dar louvores à Tua sabedoria e Teus feitos? Mesmo que eu morresse depois de Te conhecer, como eu poderia não fazê-lo com alegria e felicidade? Todo-Poderoso! Realmente não desejas permitir que eu Te veja? Sou realmente inapto para receber Teu julgamento? É possível que haja algo dentro de mim que Tu não desejas ver?”. Durante tais provações, embora Pedro não tenha sido capaz de entender a Minha vontade de modo preciso, era evidente que se sentia orgulhoso e honrado por ser usado por Mim (embora tenha recebido Meu julgamento, para que a humanidade visse Minha majestade e ira) e que ele não se desesperou com essas provações. Por causa de sua lealdade diante de Mim e porque Eu o abençoei, ele foi um exemplo e modelo para o homem por milhares de anos. Não é exatamente isso que vocês deveriam imitar? Pensem muito e intensamente sobre por que Eu apresentei um relato tão extenso a respeito de Pedro; esses devem ser os princípios segundo os quais vocês agem.

Embora poucas pessoas Me conheçam, Eu não descarrego Minha ira sobre o homem, pois as pessoas são muito incompletas e têm dificuldades de alcançar o nível que Eu exijo delas. Assim, tenho sido tolerante com o homem por milhares de anos, até o dia de hoje, mas espero que vocês não se poupem por conta da Minha tolerância. Por meio de Pedro, vocês deveriam vir a Me conhecer e Me buscar; com base em todas as conquistas dele, vocês deveriam ser esclarecidos como jamais, e assim alcançar esferas jamais alcançadas pelo homem. Por todo o cosmo e o firmamento, dentre tudo no céu e na terra, todas as coisas na terra e no céu oferecem todo o seu esforço ao estágio final da Minha obra. Certamente, vocês não desejam ser espectadores, comandados pelas forças de Satanás? Satanás está sempre presente, devorando o conhecimento de Mim no coração das pessoas, rangendo seus dentes e mostrando suas garras em seus espasmos finais. Vocês querem cair vítimas de seus esquemas enganosos neste momento? Vocês querem arruinar sua vida no momento em que Minha obra é finalmente completada? Estão esperando que Eu mostre Minha tolerância mais uma vez? Buscar conhecimento de Mim é essencial, mas concentrar-se na prática real é indispensável. Minhas palavras são reveladas a vocês diretamente, e Eu espero que vocês consigam seguir Minha orientação e deixem de ter planos e ambições para si mesmos.

27 de fevereiro de 1992

Anterior: Palavras de Deus para todo o universo – Capítulo 5

Próximo: Palavras de Deus para todo o universo – Capítulo 8

Quando ocorre um desastre, como nós, cristãos, devemos enfrentá-lo? Fique à vontade para nos contatar via WhatsApp, podemos explorar e encontrar caminhos juntos.
Conecte-se conosco no Messenger
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro