Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Eu dei as boas-vindas ao retorno do Senhor

13

Qingxin, Mianmar

Meus pais são ambos cristãos e desde cedo comecei a ir com eles à igreja para participar dos cultos. Aos 12 anos de idade, participei de um grande acampamento cristão em Mianmar e, enquanto estava lá, um pastor me disse: “A única maneira de evitar a morte e entrar no reino dos céus é ser batizado”. Assim, para entrar no reino dos céus, decidi ser batizado enquanto estava no acampamento. Daquele momento em diante, eu me tornei um cristão genuíno.

Depois de atingir a idade adulta, assumi a presidência da associação de jovens da minha igreja por muitos anos e sempre que os pregadores não compareciam eu liderava os irmãos e as irmãs em oração, estudos bíblicos, canto de hinos e compartilhamento de testemunhos. Depois de me casar, fui encarregado de receber as ofertas de domingo e os dízimos. A princípio, nossa igreja possuía a obra do Espírito Santo: o pastor falava com fluência e eloquência, e os irmãos e irmãs desfrutavam dos sermões e sentiam que eram edificados por eles. Todos estavam cheios de confiança, e nós participávamos de todos os cultos da igreja e pregávamos o evangelho em qualquer lugar com entusiasmo. Mas os sermões do pastor acabaram se tornando repetitivos e sem brilho e não forneciam mais o que precisávamos. A confiança de irmãos e irmãs, assim, começou a diminuir, e eles ficaram mais interessados em dinheiro e nos prazeres da carne. Os números da congregação começaram a cair, até chegar ao ponto em que o pastor tinha que fazer ligações todos os sábados só para tentar fazer com que todos participassem. Mesmo quando os irmãos e irmãs apareciam, eles cantavam os hinos com indiferença e sem devoção, cochilavam durante os sermões e começavam a falar sobre negócios assim que terminava o culto. Os cultos tornaram-se sem forma e substância. Por isso, fiquei muito preocupado com isso. Eu pensei: “Como a nossa igreja se tornou um pasto tão seco?” Então, lembrei-me de como, nos últimos 30 anos, eu costumava ouvir pastores diferentes dizendo as mesmas coisas: “Nós cremos no Senhor Jesus, então todos os nossos pecados foram perdoados”, “Recebemos a salvação pela graça de Deus por causa de nossa fé”, “O Senhor Jesus já completou Sua obra de redenção, portanto os crentes já estão salvos e entrarão no reino dos céus”. Por causa disso, a crença de já estar salvo e a certeza da entrada no reino tornaram-se o princípio básico da minha fé em Deus. Não importa o quão sombria a igreja fosse ou quão fracos e passivos fossem os crentes, eu sempre dizia a mim mesmo: “Devo me manter no caminho do Senhor. Se eu não O deixar, Ele não me abandonará. Quando o Senhor voltar, Ele me levará para o reino dos céus”. Embora eu continuasse me alertando dessa maneira, ainda não conseguia me manter na senda do Senhor: eu pecava de dia e confessava meus pecados à noite, mas, quando orava, não conseguia sentir a presença do Senhor ao meu lado. Meu espírito parecia escuro e vazio e senti que estava me distanciando cada vez mais do Senhor, como se Ele tivesse me abandonado. Isso me causou muito sofrimento, mas não consegui encontrar a fonte do problema.

Em fevereiro de 2016, encontrei o irmão Zheng e a irmã Li Hui na internet. Depois de compartilhar experiências sobre a fé no Senhor uns com os outros, contei a eles sobre minha perplexidade pelo fato de minha igreja ter se tornado um pasto estéril. O irmão Zheng me disse: “Não é apenas a sua igreja que está sombria e desolada. Toda a comunidade religiosa está desanimada atualmente. É como o templo desolado que se tornou um antro de ladrões quando o Senhor Jesus estava realizando Sua obra. Se entendermos como aquele templo virou um lugar triste, saberemos por que a comunidade religiosa está tão desanimada nos dias de hoje. Quando o Senhor Jesus concluiu a Era da Lei e começou a Era da Graça, o Espírito Santo não operou no templo, mas sim naquelas pessoas que aceitaram e seguiram o Senhor Jesus. Aqueles que adoravam a Jeová ficaram de fora da obra do Espírito Santo porque não conseguiam acompanhar o ritmo da obra de Deus. Sem a proteção e o cuidado de Deus, eles viviam em pecado, e o fato de o templo ter se tornado um lugar para vender gado, ovelhas e pombas e trocar dinheiro demonstrava isso. Um templo que originalmente brilhou com a glória de Jeová virou um covil de ladrões, ofendendo o caráter de Deus e sendo abandonado por Ele em desgosto. Essa foi uma das razões que levaram o templo à desolação”. Depois, nós examinamos duas passagens do Livro de Amós, na Bíblia: “Além disso, retive de vós a chuva, quando ainda faltavam três meses para a ceifa; e fiz que chovesse sobre uma cidade, e que não chovesse sobre outra cidade; sobre um campo choveu, mas o outro, sobre o qual não choveu, secou-se” (Amós 4:7). “Eis que vêm os dias, diz Deus Jeová, em que enviarei fome sobre a terra; não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras de Jeová” (Amos 8:11). O irmão Zheng também me enviou duas passagens das palavras de Deus Todo-Poderoso: “Deus cumprirá este fato: Ele fará com que todas as pessoas em todo o universo venham diante Dele e adorem o Deus na terra; a obra divina em outros lugares cessará e as pessoas serão obrigadas a buscar o caminho verdadeiro. Será como José: todos o procuraram em busca de comida e se curvaram diante dele, pois ele tinha o que comer. Para evitar a fome, as pessoas serão obrigadas a buscar o caminho verdadeiro. Toda a comunidade religiosa está sofrendo de uma fome severa e apenas o Deus de hoje é a fonte da água viva, possui mananciais perenes que oferecem deleite ao homem, e as pessoas virão e dependerão Dele” (de ‘O Reino Milenar chegou’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Mas a verdade é que a obra de Deus neles cessou há muito tempo e a obra do Espírito Santo está ausente deles. A obra de Deus foi há muito transferida para outro grupo de pessoas, um grupo em quem Ele pretende completar Sua nova obra. Já que aqueles na religião são incapazes de aceitar a nova obra de Deus e se apegam à obra do passado, Deus abandonou essas pessoas e realiza Sua nova obra nas pessoas que aceitam essa nova obra. São pessoas que colaboram com Sua nova obra e só assim Seu gerenciamento poderá ser realizado” (de ‘A obra de Deus e a prática do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”). O irmão Zheng, então, disse: “As igrejas do presente estão tão desoladas quanto aquele templo, e isso acontece também porque Deus está realizando uma nova obra. O Senhor Jesus, por quem esperávamos tão desesperadamente, retornou ao nosso meio e está agora encarnado em forma humana. Ele adotou o nome de Deus Todo-Poderoso para expressar a verdade e realizar a obra de julgar, limpar e salvar o homem nos últimos dias. Ele chegou para concluir a Era da Graça e começar a Era do Reino. O Espírito Santo já deixou as igrejas da Era da Graça e agora está operando naquelas que aceitam a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias. Todos aquelas que estão meramente guardando o nome do Senhor Jesus, mas não acompanham a nova obra de Deus, não O têm mais ao seu lado, não possuem mais a obra do Espírito Santo, e nunca serão nutridas com a água viva da vida. Então, é claro que essas igrejas se tornarão cada vez mais desertas.”

Ao ouvir o irmão Zheng, percebi que a situação das igrejas atuais é a mesma dos templos da época em que o Senhor Jesus começou a Sua obra. Senti que havia uma nova luz e a orientação do Senhor naquilo que o irmão Zheng estava comungando. Mas fiquei um pouco confuso com o que ele disse sobre o retorno do Senhor Jesus para realizar a obra de julgar e purificar o homem: é possível que o Senhor Jesus tenha retornado, mas nós crentes já fomos salvos, portanto Ele deveria voltar para nos levar diretamente ao reino dos céus, não para realizar outra etapa de julgamento e purificação! Mas então percebi que o retorno do Senhor era um grande evento e, portanto, primeiro eu deveria buscar respostas com afinco.

Então, contei ao irmão Zheng sobre minha perplexidade e ele me disse: “Muitos irmãos e irmãs do Senhor compartilham do seu ponto de vista. Eles também acham que, porque aceitamos o Senhor Jesus como nosso Salvador, nossos pecados estão perdoados, que alcançaremos a salvação por meio de Sua graça e, quando Ele voltar, seremos todos levados diretamente para o reino dos céus. Então, eles se recusam a aceitar a salvação de Deus dos últimos dias. A principal razão para isso é que não entendemos os bons resultados que a obra do Senhor Jesus trouxe e não conhecemos a obra de Deus. Deus Todo-Poderoso disse: ‘Na época, a obra de Jesus foi a redenção de toda a humanidade. Os pecados de todos que acreditavam Nele foram perdoados; contanto que você acreditasse Nele, Ele o redimiria; se você acreditasse Nele, não era mais pecador e estava aliviado de seus pecados. É isso que significava ser salvo e ser justificado pela fé. No entanto, naqueles que acreditavam ainda restava o que era rebelde e se opunha a Deus e o que ainda precisava ser removido lentamente. A salvação não significava que o homem havia sido completamente ganho por Jesus, mas sim que o homem não era mais do pecado, que ele havia sido perdoado de seus pecados: se você acreditasse, nunca mais seria do pecado’ (de ‘A visão da obra de Deus (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”). ‘Embora Jesus tenha feito muitas obras no meio dos homens, Ele apenas completou a redenção de toda a humanidade e tornou-Se oferta pelos pecados dos homens e não livrou o homem de todo seu caráter corrupto. Livrar o homem plenamente da influência de Satanás não apenas exigiu de Jesus tomar os pecados do homem como oferta pelo pecado, mas também exigiu de Deus fazer uma obra maior para livrar completamente o homem de seu caráter, a qual tem sido corrompida por Satanás. E assim, depois que o homem foi perdoado por seus pecados, Deus voltou à carne para guiar o homem até a nova era, e começou a obra do castigo e julgamento, e esta obra tem trazido o homem a um domínio superior. Todo aquele que se submete ao Seu domínio desfrutará de uma verdade maior e receberá bênçãos ainda maiores. Eles viverão verdadeiramente na luz, e ganharão a verdade, o caminho e a vida’ (de ‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”). Pelas palavras de Deus, podemos ver que a obra do Senhor Jesus durante a Era da Graça foi a da redenção para a humanidade. O Senhor Jesus foi pregado na cruz para ser nossa oferta pelo pecado, para nos redimir da condenação pela lei. Ao nos colocarmos diante do Senhor, admitindo nossos pecados e nos arrependendo, podemos ser perdoados de nossos pecados. Isso é ser salvo. Em outras palavras, ser salvo significa que os pecados são perdoados e que não há nenhuma acusação de pecado sob a lei. Mas isso não significa que escapamos do caráter corrupto de Satanás nem da nossa natureza satânica e que nunca mais pecaremos novamente. Nossa natureza satânica, que se mostra como arrogância e presunção, desonestidade e falsidade, egoísmo e baixeza, maldade e cobiça, ainda existe. Devido ao domínio de nossa natureza satânica, ainda cometemos pecados com frequência, nos rebelamos e resistimos a Deus. Especialmente quando nossas concepções são contrariadas, nós julgamos, acusamos e resistimos a Deus de modo leviano. Como poderia uma humanidade como nós, tão profundamente corrupta e resistente a Deus, ganhar Seu louvor? Estamos qualificados para entrar no reino dos céus? Se Deus nos levasse, uma humanidade corrupta que resiste a Ele e pertence a Satanás, para Seu reino, não haveria maneira de incorporar a justiça e a santidade de Deus. Portanto, nossa fé no Senhor nos traz o perdão dos nossos pecados, mas não nos livra completamente deles, nem nos leva para o reino dos céus. Precisamos que Deus realize uma etapa da obra de julgamento e purificação para transformar nosso caráter corrupto e nos livrar das algemas de nossa natureza pecaminosa. Depois que nosso caráter de vida for transformado, nós não nos rebelaremos nem resistiremos mais a Deus, conseguiremos obedecer a Ele e adorá-Lo de modo verdadeiro, seremos completamente ganhos e salvos por Ele e entraremos no reino dos céus para herdarmos o que Deus prometeu”.

Quando ouvi as palavras de Deus Todo-Poderoso e a comunhão do irmão Zheng, percebi que o Senhor Jesus havia feito a obra de redenção na Era da Graça, não a obra de purificar o homem e transformar completamente seu caráter corrupto. Como as pessoas cometem pecados, elas devem ser acusadas e punidas pela lei, mas devido à redenção do Senhor, se nos apresentarmos diante Dele, nos confessarmos e nos arrependermos, então desfrutaremos de Sua graça e seremos perdoados de nossos pecados. Deus não nos vê como pecadores e nos absolve da punição, e isso é salvação. Mas essa salvação certamente não significa que o homem tenha sido purificado e totalmente salvo. Parece que as pessoas não entendem a verdade e, portanto, interpretam mal o que é a verdadeira salvação. Penso que ainda estamos vivendo vidas de pecado – cometendo-os e confessando-os todos os dias – e por isso precisamos de outra etapa da obra de julgamento e purificação de Deus. Quando lembro do que disse o pastor do acampamento: “A única maneira de um cristão evitar a morte e entrar no reino dos céus é ser batizado”, percebo que esse modo de pensar é irrealista. Poderíamos até dizer que é infantil e ridículo. Quando, mais tarde, pude conversar por muito tempo com o irmão Zheng e a irmã Li Hui e digerir a comunhão deles, passei a sentir que existe verdade nas palavras de Deus Todo-Poderoso, que elas são muito práticas e que podem me beneficiar e me ajudar muito. Mas o retorno do Senhor é uma grande coisa e, para tratá-lo com seriedade e cautela, decidi conduzir uma investigação completa da obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias.

Então, nas semanas que se seguiram, comecei a pesquisar na internet por informações sobre a obra dos últimos dias de Deus Todo-Poderoso. Antes de acessar a internet, orei: “Senhor, se a Relâmpago do Oriente é de fato a segunda vinda do Senhor Jesus em quem tenho fé, peço a Ti que me ilumines e me permitas reconhecer Tua voz”. Sem perceber, cliquei em um site e descobri, para minha surpresa, que ele continha julgamentos, ataques e acusações a Deus Todo-Poderoso e Sua igreja feitos pela comunidade religiosa e pelo Partido Comunista Chinês. Fiquei muito chocado e com medo de ter me aventurado por uma senda perigosa. Então, enviei o link para o irmão Zheng e a irmã Li Hui e perguntei: “Como vocês explicam tudo isso?” A princípio, pensei que o irmão Zheng e os outros não teriam nenhuma resposta às informações que eu havia enviado, e por isso me surpreendi quando, com calma e firmeza, responderam: “Deus Todo-Poderoso é o verdadeiro Deus, o Senhor Jesus que retornou. Todas as coisas que a comunidade religiosa e o Partido Comunista Chinês espalham online são rumores e bobagens absurdas destinadas a confundir as pessoas. Faz parte do seu esquema maligno para impedir que as pessoas sigam a Deus”.

O que o irmão Zheng disse realmente me comoveu e, em meu coração, comecei a lutar para entender tudo. Saí da internet e orei: “Senhor, se Deus Todo-Poderoso é Tu mesmo que voltaste, então eu Te imploro que me esclareças e me ilumines para que eu possa entender o Teu caminho e não perder a chance de testemunhar o Teu retorno. Se tudo isso que está na internet forem apenas rumores espalhados pela comunidade religiosa e pelo Partido Comunista Chinês, fortalece meu coração para que eu consiga discernir e não cair nos truques de Satanás”. Depois de orar, eu me senti um pouco mais calmo e me lembrei das vezes em que também fui falsamente acusado, e também de uma ocasião em que um lojista que eu conhecia, que fazia bons negócios vendendo produtos de jade, teve sua reputação arruinada por rumores espalhados por um concorrente ciumento. Um pouco de luz começou a brilhar em meu coração e percebi o quão escuro e mal é esse mundo e que a maior parte do que está na internet – bom ou ruim – é apenas conversa das pessoas. Então, pensei cuidadosamente sobre as acusações contra Deus Todo-Poderoso e Sua igreja espalhadas na internet pela comunidade religiosa e pelo Partido Comunista Chinês: não havia provas e nenhuma delas parecia muito crível. Além disso, eu havia lido as palavras de Deus Todo-Poderoso e estava em contato com os irmãos e irmãs da Igreja de Deus Todo-Poderoso. O que eles disseram não tinha relação com os rumores que estavam sendo espalhados online, e eles não tentaram me forçar a me juntar à igreja. Nos poucos meses de contato com eles, além de explorar a Bíblia, ler as palavras de Deus Todo-Poderoso e comungar sobre as palavras de Deus comigo, não discutimos nenhum outro assunto. Pelo jeito que eles falavam, eu poderia dizer que eram cristãos piedosos. Sua comunhão era cheia de luz e senti que era muito útil para mim, e a igreja deles tinha de fato a obra do Espírito Santo. Pensando nisso, percebi que uma igreja que possui a obra do Espírito Santo é de Deus, e, portanto, é claro que Satanás a atacaria e acusaria e haveria muita propaganda negativa em torno dela.

Mais tarde, li na internet sobre as muitas ações malignas do Partido Comunista Chinês: como expulsaram missionários estrangeiros da China, queimaram Bíblias, derrubaram igrejas, prenderam e mataram cristãos. O ódio e a raiva contra o Partido Comunista cresceram no meu coração. Como poderiam ser tão rancorosos a ponto de perseguir cristãos inocentes e desarmados? O Partido Comunista Chinês sempre se opôs a Deus, promovendo o ateísmo, e capturou e perseguiu os cristãos com total falta de humanidade, então não havia como saber se o que ele dizia era verdadeiro ou falso. Assim, entrei em contato com o irmão Zheng e os outros novamente, e eles comungaram sobre muitas verdades concernentes à obra de Deus dos últimos dias e como discernir os esquemas ardilosos de Satanás. Depois de ouvi-los, senti que tinha uma compreensão um pouco melhor da obra de Deus dos últimos dias e podia discernir como os absurdos disseminados na internet pela comunidade religiosa e pelo Partido Comunista Chinês eram rumores infundados e opiniões ridículas, que faziam parte dos planos ardilosos de Satanás para impedir que as pessoas aceitem a obra de Deus Todo-Poderoso. Resolvi não ouvir mais nada do que diziam a comunidade religiosa e o Partido Comunista Chinês. Assim, a preocupação e o medo em meu coração desapareceram e, ao mesmo tempo, reconheci que a obra de Deus Todo-Poderoso e a obra do Senhor Jesus eram a mesma e que ambos haviam encontrado resistência e sofrido acusações de regimes políticos satânicos e de círculos religiosos. Para mim, isso confirmou ainda mais que a obra de Deus Todo-Poderoso é o verdadeiro caminho!

Um dia, quando eu estava usando o Facebook, ouvi um hino que louvava a Deus, que achei bastante emocionante. De fato, somente Deus merece louvor e é digno de ser exaltado. Tal hino foi inspirado pelo Espírito Santo, e quando procurei saber de onde ele vinha, descobri que era um dos hinos da Igreja de Deus Todo-Poderoso. Eu não consegui evitar as lágrimas e, animado, procurei os irmãos e irmãs para lhes contar que Deus havia tocado meu coração e me guiado. Eu agora acredito totalmente que Deus Todo-Poderoso é o Senhor Jesus que retornou e estou disposto a segui-Lo até o fim do caminho.

Hoje, eu participo da Igreja de Deus Todo-Poderoso e, além de desfrutar da água viva da vida que flui do trono, minha confiança e amor foram restaurados. Mais importante ainda, agora posso distinguir entre o certo e o errado, a escuridão e a luz. Eu sei quais são as verdades e quais são os rumores. Verdades vêm de Deus, enquanto rumores vêm de Satanás. Quando ouvimos rumores, não devemos segui-los cegamente, mas precisamos distinguir com cuidado a verdade das falsidades, orar sinceramente e buscar e examinar o verdadeiro caminho com humildade. Só então podemos nos libertar das amarras dos rumores e nos colocar novamente diante de Deus.

Conteúdo Relacionado

  • Se eu não fosse salvo por Deus

    Lingwu, Japão “Se Deus não tivesse me salvado estaria perdido por aí, a lutar nas dores do pecado e viver sem nada esperar. Se Deus não tivesse me sal…

  • Encontrei a verdadeira felicidade

    Zhang Hua, Camboja Nasci em uma família de agricultores comuns. Mesmo que minha família não fosse rica, meu pai e minha mãe se amavam e me tratavam mu…

  • O tabernáculo de Deus está com os homens

    Um dia, fui à casa da minha irmã para ver nossa mãe. Antes de eu sair de lá, minha irmã me deu um livro, insistindo para que eu o lesse com cuidado. Pensei comigo mesma: “Este livro é com certeza uma obra espiritual. Meu espírito está muito seco hoje em dia, não parece que o Senhor está comigo e não me sinto iluminada ao ler a Bíblia. Quando eu voltar para casa, vou ler este livro com cuidado.

  • Eu encontrei um verdadeiro lar

    Yangyang, Estados Unidos Quando eu tinha três anos de idade, meu pai faleceu. Minha mãe tinha acabado de dar luz ao meu irmão caçula e minha avó, dev…