Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Usando a palavra de Deus como um espelho

2

Wu Xia Cidade de Linyi, Província de Shandong

Após aceitar a obra de Deus dos últimos dias e comer e beber da palavra de Deus, ficou óbvio que é muito importante entender a mim mesma. Consequentemente, ao comer e beber da palavra de Deus, não me esqueci de me comparar com a palavra pela qual Deus expõe o homem. Na maioria dos casos eu consegui reconhecer minhas deficiências e inadequações. Eu senti que realmente conseguiria me entender. Mesmo assim, foi somente por meio de uma revelação de Deus que eu pude ver que não me entendia de acordo com a palavra de Deus.

Um dia eu fui a um lugar com uma líder distrital para sacar dinheiro. Quando o valor foi confirmado e o recibo emitido, pensei em como a cruel opressão do Partido Comunista Chinês à crença religiosa estava se tornando cada vez mais severa e que eles estavam fazendo de tudo para tentar se apropriar dos bens da igreja. Assim, como medida de segurança, eu sugeri que todos os recibos anteriores fossem destruídos. Naquele momento, a líder distrital gritou: “Se você destruir o último recibo não haverá mais nenhum comprovante. E se você ficar com o dinheiro?” Eu não sabia como me sentir depois de ouvir aquilo, mas certamente parecia um grande insulto à minha integridade; aquilo era muito difícil de engolir. Pensei assim: Que tipo de pessoa você pensa que eu sou? Eu venho seguindo Deus todos esses anos e sou uma boa pessoa. Como eu poderia fazer algo assim? Além disso, sou responsável por esse trabalho há tantos anos e nunca cometi nenhum engano com a parte financeira, então porque eu roubaria o dinheiro da igreja? De que maneira eu me parecia com Judas?… Quanto mais pensava sobre aquilo, com mais raiva eu ficava. Quanto mais pensava sobre aquilo, mais eu sentia que ela me desprezava e me dava ordens. Eu estava tão magoada que aquilo quase me deixou em lágrimas.

Sentindo aquela dor, eu subitamente me lembrei das palavras de Deus, “O ambiente à nossa volta, assim como as pessoas, matérias e objetos são todos permitidos por Seu trono” (de ‘Capítulo 6’ das declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”). E aí pensei: Por que Deus criaria uma situação onde essa irmã diria tal coisa? O que Deus está me ensinando? Ao pensar nisso, meu coração começou a ficar em paz. Minha mente começou a questionar as reações dolorosas que eu tinha sentido em relação ao comentário da irmã: Ela estava errada quando disse: “E se você ficar com o dinheiro?” Deus disse que o homem trairá a retidão e se distanciará Dele a qualquer tempo e em qualquer lugar. Ninguém é verdadeiramente confiável. Será que eu sou uma exceção? Além disso, quanto será que meu caráter mudou? Quanta verdade será que eu obtive? Se eu não obtive a verdade nem mudei muito meu caráter, por que não permitiria que os outros me vissem daquela maneira e com que justificativa eu me veria como nobre e pura? E porque eu deveria ter tanta confiança de que nunca roubaria as ofertas? Uma vez Deus disse: “A natureza do homem transborda com a natureza de Satanás; eles são inteiramente egocêntricos, egoístas, gananciosos e extravagantes” (de ‘As pessoas fazem muitas demandas de Deus’ em “Registros das falas de Cristo”). Isso só se aplica aos outros e não a mim? Todos são gananciosos por natureza. Será que eu sou uma exceção? O que a irmã disse é inconsistente com os fatos? Quando eu geralmente como e bebo da palavra de Deus eu pareço conseguir conscientemente examinar-me à luz da revelação Dele. No entanto, quando a irmã, sem ser emotiva, disse a verdade com base na revelação de Deus sobre a natureza do homem, eu tinha ficado furiosa. Será que isso não revela que eu não me conheço de acordo com a palavra de Deus? Será que isso não significa que eu não tenho um verdadeiro entendimento da natureza de Satanás dentro de mim? Só naquele momento eu percebi que me conhecer ao comer e beber da palavra de Deus não era nada mais que um reconhecimento teórico e entendimento superficial. Eu não estava prestando atenção especial para entender minha verdadeira natureza, através da revelação da palavra de Deus. Portanto, aquela situação tinha que acontecer comigo: quando eu me comunico, é comum falar como se eu me entendesse; eu balanço minha cabeça e concordo com a palavra pela qual Deus expõe o homem, mas, quando confrontada com os fatos, eu preferiria morrer do que admitir ser a pessoa que Deus mostra a mim. Refletindo sobre o passado: quantas vezes eu declarei que eu não tinha sentido humano, mas quando outras pessoas dizem o mesmo, eu imediatamente nego isso e me defendo até a morte. Quantas vezes meus lábios disseram que cumpro minha responsabilidade superficialmente, mas quando outras pessoas dizem o mesmo, eu sempre penso em todas as maneiras possíveis de me defender e me justificar a fim de me desculpar. Quantas vezes eu reconheci que sou nada diante dos outros, mas quando os outros dizem que eu não faço nada certo, fico desanimada e tão negativa que não consigo me erguer. Quantas vezes eu declarei que sou de baixo calibre e tenho falta de capacidade para o trabalho, mas quando ouço os outros dizendo que sou de baixo calibre e que nunca seria uma boa líder, eu jogo a toalha e me descuido… Está claro que sou uma hipócrita. Quando digo para mim mesma que sou corrupta, tudo bem. Mas quando os outros dizem algo sobre mim, eu não posso aceitar e resisto. Isso mostra de forma adequada que meu entendimento sobre mim mesma não passa de palavras. Isso engana as pessoas e é hipócrita. Já que nunca realmente consegui dissecar e entender minha verdadeira natureza através da revelação das palavras de Deus, eu ainda não entrei verdadeiramente no entendimento da minha pessoa e meu caráter não mudou.

Naquele momento eu refleti sobre meu próprio comportamento narcisista e concluí que era mesmo uma vergonha. As revelações de Deus realmente me convenceram e me permitiram ver com clareza que eu não me entendo. A partir de agora, estou disposta a reconhecer minha essência corrupta através da palavra pela qual Deus expõe o homem; estou disposta a enfrentar com coragem os fatos e verdadeiramente me entender, para que eu logo possa mudar meu caráter.

Conteúdo Relacionado