Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Finalmente encontrei uma igreja verdadeira (parte 1)

86

Por Li Yinghua, Coreia do Sul

Conteúdos

Minha fé esmoreceu quando não consegui encontrar uma igreja com a obra do Espírito Santo

Uma reunião com comunhão que contém luz. Talvez a sua igreja tenha a obra do Espírito Santo?

Essa igreja com a obra do Espírito Santo vale ser investigada

Nota do editor: Em anos recentes, muitos irmãos e irmãs que são crentes genuínos no Senhor têm sentido muito claramente que suas igrejas têm se tornado cada vez mais desoladas e que seus pastores estão sempre pregando sobre as mesmas coisas velhas, que não conseguem resolver as dificuldades práticas das pessoas. Irmãos e irmãs estão se tornando fracos e negativos e vivendo em pecado; não conseguem sentir a presença do Senhor, e, assim, um bom número deles deseja buscar uma igreja com a obra do Espírito Santo. Que tipo de igreja, então, realmente possui a obra do Espírito Santo, e como podemos encontrar uma? Creio que a experiência da irmã Li Yinghua pode nos mostrar o caminho.

Minha fé esmoreceu quando não consegui encontrar uma igreja com a obra do Espírito Santo

Eu fui batizada e me tornei cristã em 1990 e, a partir de então, eu era consistente em meu serviço entusiástico pela igreja. Durante os primeiros anos, o evangelho prosperou em nossa igreja; irmãos e irmãs estavam transbordando de fé, tinham amor uns pelos outros e muito prazer nas reuniões. Todos estavam incrivelmente entusiasmados, e podíamos sentir a presença do Senhor. Mas, com o tempo, percebi que a igreja tinha ficado cada vez mais desolada; os pastores estavam sempre pregando sobre as mesmas coisas velhas, e nunca havia qualquer novo esclarecimento; os sermões não conseguiam resolver as dificuldades práticas dos irmãos e irmãs. Frequentemente, exaltavam a si mesmos, falando como tinham desistido de tanto e se despendido pelo Senhor, dedicando-se completamente em seu trabalho para o Senhor. Muitos dos irmãos e irmãs os adulavam e os admiravam. Além disso, frequentemente, havia muitos conflitos entre os membros da igreja por causa de coisinhas insignificantes — quando estavam juntos, caso não estivessem julgando uns aos outros, simplesmente jogavam conversa fora. Muitas vezes, o líder da nossa equipe competia com outros distritos sobre o número de conversões da equipe evangelística e até obrigava os crentes a assumirem nomes falsos para aumentar o número de batismos realizados. Isso transformou a igreja num campo de batalha de uma luta por fama e lucro. Naquele tipo de igreja, não pude sentir nada da obra do Espírito Santo. Meu coração estava vazio e impotente. Minha fome e sede espiritual se tornaram praticamente insuportáveis. Foi por isso que tive a ideia de sair e procurar uma igreja com a obra do Espírito Santo.

igreja em crise

Algum tempo depois, um diácono que eu conhecia me deu um folheto e uma fita cassete de uma igreja em outra área que tinha muito conteúdo totalmente novo para mim. Realmente senti que aquela igreja parecia ter a obra do Espírito Santo, assim saí da igreja que estava frequentando. Mas não demorou e percebi que, em suas reuniões, eles nunca falavam sobre as palavras do Senhor Jesus. Em vez disso, concentravam-se em explicar profecias bíblicas e analisar mistérios profundos. Isso só satisfazia uma curiosidade passageira em mim, mas não conseguia me fornecer sustento na vida, então decidi deixar para trás também essa igreja. Encontrei outra igreja depois disso, mas toda sua comunicação nas reuniões era sobre livros escritos por personagens espirituais, e a Bíblia era usada apenas como um livro de referência. Realmente senti que aquilo não estava em linha com a vontade do Senhor, além disso, seus sermões nunca preencheram minha alma. Perdi totalmente a minha direção e a fé no Senhor — eu estava vivendo num estado tépido. Então, sempre que pensava nas palavras do Senhor Jesus: “Deixai crescer ambos juntos até a ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Ajuntai primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; o trigo, porém, recolhei-o no meu celeiro” (Mateus 13:30), eu perguntava a mim mesma se eu era trigo ou joio Eu sabia que, se continuasse a ser tão relapsa em minha fé, eu jamais ganharia a aprovação do Senhor, e isso não significava que eu era joio? Quanto mais refletia sobre isso, mais negativa me sentia — fiquei realmente transtornada. Tudo que sabia fazer era continuar orando e implorando ao Senhor, pedindo que Ele me guiasse a encontrar uma igreja verdadeira com a obra do Espírito Santo.

Uma reunião com comunhão que contém luz. Talvez a sua igreja tenha a obra do Espírito Santo?

Em agosto de 2018, uma amiga soube que eu estava procurando uma igreja com a obra do Espírito Santo e disse que ela tinha visitado uma igreja desse tipo em que os irmãos e irmãs integravam a Bíblia em sua comunhão de uma maneira que era esclarecedora e iluminadora. Eles comungavam com grande clareza sobre a vontade do Senhor e sua senda de prática quando se deparavam com problemas. Essa irmã me perguntou se eu queria dar uma olhada — eu concordei imediatamente.

Minha amiga arranjou para que o irmão Zhongcheng comungasse comigo no dia seguinte. Quando nossa conversa tocou no tema do retorno do Senhor Jesus nos últimos dias, ele me perguntou se alguma vez eu já tinha refletido sobre como eu deveria acolher a segunda vinda do Senhor. Eu disse que não tinha feito isso e pedi que ele compartilhasse sua comunicação. O irmão Zhongcheng leu algumas profecias das Escrituras para mim. “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a Minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele Comigo” (Apocalipse 3:20). “As Minhas ovelhas ouvem a Minha voz, e Eu as conheço, e elas Me seguem” (João 10:27). “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas” (Apocalipse 2:7). Então, ele compartilhou esta comunicação: “Na verdade, muito tempo atrás, o Senhor Jesus compartilhou conosco a maneira de acolher o Senhor através dessas profecias. Quando o Senhor retornar nos últimos dias, Ele professará mais palavras às igrejas — Ele baterá às portas do nosso coração com as Suas palavras. Se ansiarmos pela chegada do Senhor, devemos prestar muita atenção a obedecer à voz de Deus; devemos ser capazes de reconhecer Sua voz a partir de Suas palavras e aceitar e nos submeter a isso. Dessa forma, seremos capazes de acolher o retorno do Senhor e participar do banquete com Ele. Exatamente como os discípulos do Senhor Jesus como Pedro, João e Mateus — eles ouviram os sermões do Senhor Jesus e viram que Suas palavras continham poder e autoridade; reconheceram a voz de Deus nisso e determinaram que o Senhor Jesus era o Messias que eles tinham aguardado. E assim eles seguiram o Senhor e ganharam a rega e o sustento das águas da vida de Deus; desfrutaram a orientação da obra do Espírito Santo. O Senhor Jesus também profetizou: ‘Quem Me rejeita, e não recebe as Minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o julgará no último dia’ (João 12:48). ‘Temei a Deus, e dai-Lhe glória; porque é chegada a hora do Seu juízo’ (Apocalipse 14:7). Isso nos mostra que, quando Deus vier nos últimos dias, Ele fará a obra de julgamento, a começar pela casa de Deus; Ele professará palavras, julgando e purificando todos aqueles que O seguem. Agora estamos nos últimos dias, e as profecias da segunda vinda do Senhor foram basicamente todas cumpridas. Se formos virgens sábias, buscando e investigando ativamente quando ouvirmos alguém dar testemunho de que o Senhor retornou, falou e realizou a obra de julgamento, se pudermos confirmar que é a voz de Deus e uma expressão da verdade, devemos aceitá-lo e obedecer a ele. É a única maneira de sermos capazes de acompanhar a nova obra de Deus e obter a obra do Espírito Santo”.

A comunhão do irmão Zhongcheng, que reunia profecias bíblicas com exemplos práticos, era muito bem fundamentada; era tão nova como surpreendente para mim. Após crer no Senhor pela maior parte da minha vida, aquela foi a primeira vez em que ouvi uma comunicação tão esclarecedora. Pensei: “Sua igreja pode ter a obra do Espírito Santo. Eu realmente deveria investigar isso”. Quando eu estava prestes a partir, o irmão Zhongcheng me deu o livro “As ovelhas de Deus ouvem a voz de Deus” e disse que eu devia lê-lo e ponderar o que ele diz.

 Lina está A Palavra manifesta em carne

Essa igreja com a obra do Espírito Santo vale ser investigada

Após chegar em casa, abri o livro avidamente, e o que vi no sumário imediatamente chamou a minha atenção — ali, eu vi escrito: “A aparição de Deus inaugurou uma nova era”, “As verdades dos nomes de Deus”, “As verdades sobre os três estágios da obra de Deus”, “As verdades sobre a encarnação de Deus”, “Diversas formas de diferenciação que você deve possuir em sua crença em Deus” etc. Eram, todas elas, verdades sobre como devemos conhecer Deus e Sua obra. A maioria dos livros espirituais que eu tinha lido antes tratava das experiências e dos entendimentos de personagens espirituais e dificilmente tinham alguma coisa que ensinasse as pessoas a conhecer Deus e Sua obra ou como ganhar discernimento. Senti que esse livro, “As ovelhas de Deus ouvem a voz de Deus”, era realmente maravilhoso. Avidamente, continuei a ler. Encontrei esta passagem nele: “Os que estão dentro da corrente do Espírito Santo possuem a presença e a disciplina do Espírito Santo, e aqueles que não estão dentro da corrente do Espírito Santo estão sob o comando de Satanás e desprovidos de qualquer parte da obra do Espírito Santo. Os que estão na corrente do Espírito Santo são aqueles que aceitam a nova obra de Deus, aqueles que colaboram com a nova obra de Deus. […] Os que aceitam a nova obra do Espírito Santo viverão dentro da corrente do Espírito Santo, receberão o cuidado e a proteção do Espírito Santo. Os que estão dispostos a colocar em prática a verdade são iluminados pelo Espírito Santo, e os que não estão dispostos a colocar em prática a verdade são disciplinados pelo Espírito Santo, e podem até ser punidos. Independentemente do tipo de pessoa que são, se estiverem dentro da corrente do Espírito Santo, Deus assumirá a responsabilidade por todos que aceitam Sua nova obra para o bem de Seu nome. Os que glorificam Seu nome e estão dispostos a colocar Suas palavras em prática receberão Suas bênçãos; os que O desobedecerem e não colocarem Suas palavras em prática receberão Sua punição. […] O mesmo não ocorre com as pessoas que não aceitam a nova obra: estão fora da corrente do Espírito Santo e a disciplina e a reprovação do Espírito Santo não se aplicam a elas. Todos os dias essas pessoas vivem na carne, vivem em sua mente e só agem de acordo com a doutrina produzida pela análise e pesquisa de seu próprio cérebro. Isso não é cumprir as exigências da nova obra do Espírito Santo e muito menos colaborar com Deus. Os que não aceitam a nova obra de Deus são privados da presença de Deus e, ademais, desprovidos das bênçãos e proteção de Deus. A maior parte de suas palavras e ações se prendem a exigências passadas da obra do Espírito Santo; são doutrina, não verdade. Tal doutrina e tais normas bastam para provar que a única coisa que os une é a religião; não são os escolhidos ou os objetos da obra de Deus. A reunião deles só pode ser considerada um grande congresso religioso e não uma igreja. Esse é um fato inalterável” (de ‘A obra de Deus e a prática do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Ao refletir sobre essas palavras, tive um pouco de entendimento de que apenas aqueles que aceitam a nova obra de Deus podem viver dentro do fluxo do Espírito Santo, ter o acompanhamento e a obra do Espírito Santo e de que, apenas quando pessoas assim se reúnem, isso pode ser chamado uma igreja. Dentro desse tipo de igreja, as pessoas que colocam a verdade em prática são capazes de ganhar o esclarecimento e a iluminação do Espírito Santo, e elas têm o cuidado e a proteção de Deus, enquanto aqueles que não colocam a verdade em prática recebem apenas a disciplina e a punição do Espírito Santo. No entanto, aqueles que não aceitam a nova obra de Deus existem fora do fluxo do Espírito Santo e, assim, não têm Deus com eles e, particularmente, não têm a disciplina do Espírito Santo. Não era surpresa que eu não tinha sido capaz de sentir a obra do Espírito Santo, não importasse a igreja que visitava, e os pastores e presbíteros não eram sujeitos à disciplina do Espírito Santo, por mais que se envolvessem em intrigas e enganassem o Senhor. Era porque Deus tinha feito uma obra nova e eles não tinham acompanhado os passos de Deus e não estavam mais no fluxo do Espírito Santo. Era por isso que eles não podiam ganhar a disciplina de Deus. Além disso, essa passagem falava sobre como tudo que as pessoas fazem depende de análise e pesquisa intelectual humana, porque elas não aceitam a nova obra de Deus e, por isso, não têm a obra do Espírito Santo. Sua cabeça está cheia de doutrinas, não de verdades, e é por isso que isso não pode ser chamado uma igreja, mas apenas uma religião. Pensei em como os pastores e presbíteros não tinham nada para pregar, falando exaustivamente apenas sobre as mesmas doutrinas bíblicas para exortar as pessoas, mas isso carecia completamente de luz e não podia resolver nenhuma das nossas dificuldades práticas. Além disso, os pastores até batizavam os crentes com nomes falsos para aumentar seus números. Esse tipo de ações de forma alguma era de Deus, mas eram coisas inventadas por eles mesmos. Os irmãos e irmãs também tinham comunhão apenas raramente sobre a vontade do Senhor quando estavam juntos, conversando apenas sobre coisas mundanas. Como o Senhor podia aprovar esse tipo de igreja? Aparentemente, a nossa igreja realmente tinha se transformado numa mero local religioso.

Continuando a leitura, vi esta passagem de sermões e comunhão: “Pois não há nada da obra do Espírito Santo em espaços religiosos, e esses lugares desagradam a Deus, são abominados por Deus e são condenados e amaldiçoados por Ele. Deus jamais reconheceu religião, e muito menos a louvou, e, desde a época de Jesus, a comunidade religiosa tem sido condenada por Deus. Portanto, quando você crê em Deus, você deve encontrar locais que contenham a obra do Espírito Santo; só esses locais são as verdadeiras igrejas, e somente em verdadeiras igrejas você poderá ouvir a voz de Deus e descobrir as pegadas da obra de Deus. Esses são os meios para se buscar a Deus” (de ‘Resultados que podem ser alcançados por meio de uma compreensão genuína da verdade’ em “Sermões e comunhão do homem usado por Deus (Seleções)”).

A leitura dessa passagem de comunicação deixou ainda mais claro para mim que um local religioso é um lugar abandonado por Deus e que, quando Ele vier, Ele não aparecerá e operará nesses lugares. Eu sabia que precisava encontrar uma igreja que verdadeiramente tem a obra do Espírito Santo, a fim de ouvir a voz de Deus e acolher a segunda vinda do Senhor. Senti que essas eram palavras tão maravilhosas — lê-las era um prazer e iluminava meu coração, então continuei. Através da leitura do livro “As ovelhas de Deus ouvem a voz de Deus”, ganhei algum entendimento de todos os tipos de mistérios da verdade, como, por exemplo, por que Deus era chamado Jeová na Era da Lei e Jesus na Era da Graça, e o fruto produzido por Sua obra em ambas as eras. Eram coisas que eu nunca tinha ouvido antes na comunidade religiosa — vi que o Espírito Santo estava realmente operando naquela igreja e que valeria muito a pena investigá-la. Não perdi tempo, entrei em contato com minha amiga e pedi que ela fosse àquela igreja comigo para dar uma olhada.

Conteúdo Relacionado