25 Sete trovões procedem do trono

Sete trovões procedem do trono

e ecoam pelos céus.

O universo treme,

o céu e a terra são derrubados.

O som é tão forte, ninguém pode escapar,

não se pode esconder.

Relâmpagos brilham, trovões rugem,

o céu e a terra transmutam,

pessoas à beira da morte

e uma tormenta assola o mundo.

Trovão explode, raio brilha,

e os homens tremem de medo.

A espada afiada de dois gumes derruba

os filhos da rebelião.

Ondas de lamentos, alguns despertam

de seu sono com grande terror.

Vasculham suas almas, correm para o trono,

cessam seus crimes e ardis.

Não é tarde para

que sejam despertados.

Sete trovões procedem do trono

e ecoam pelos céus.

O universo treme,

o céu e a terra são derrubados.

Sete trovões procedem do trono,

e ecoam pelos céus.

O universo treme,

o céu e a terra são derrubados.

De Seu trono Deus examina,

os corações dos homens,

salvando aqueles que O desejam,

mostrando piedade por eles.

Ele salvará pra sempre aqueles que O amam

de coração,

os que entendem Sua vontade

e O seguem até o fim.

O julgamento do trono branco

é revelado para as massas,

anunciando pra todos

que o julgamento começou.

Sete trovões procedem do trono

e ecoam pelos céus.

O universo treme,

o céu e a terra são derrubados.

Sete trovões procedem do trono,

e ecoam pelos céus.

O universo treme,

o céu e a terra são derrubados.

Aqueles cujas palavras

não são de coração,

os duvidosos e incertos,

os ociosos,

que entendem os desejos de Deus,

mas não os põem em prática,

serão julgados (serão, serão, serão).

E os sete trovões ecoam,

vindos do trono

até o limite do universo,

um grande grupo será salvo

e se submeterá ante o trono de Deus.

Seguindo esta luz da vida,

o homem procura sobreviver.

Não conseguem se ajudar,

mas vêm a Deus e O adoram.

Suas bocas chamam o nome

do Todo-Poderoso Deus.

Que aqueles nos confins da terra

vejam que Ele é justo,

que Deus é fiel,

Ele é amor e compaixão,

é majestade, fogo feroz,

e então, julgamento impiedoso.

Sete trovões procedem do trono

e ecoam pelos céus.

O universo treme,

o céu e a terra são derrubados.

Sete trovões procedem do trono,

e ecoam pelos céus.

O universo treme,

o céu e a terra são derrubados.

Todos estão convencidos,

ninguém vai mais julgar ou resistir a Deus.

Propague-se por todo o universo,

e então todos saberão

que Deus Todo-Poderoso é o único Deus.

Todas as nações e povos se submetem

perante Deus pela eternidade (pela eternidade), perante Deus pela eternidade.

Adaptado de ‘Capítulo 35’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 24 Aquele que libera os sete trovões

Próximo: 26 As sete trombetas de Deus soam outra vez

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro