Pergunta 8: Você diz que Paulo nunca se arrependeu realmente. Mas Paulo disse que, para ele, viver é Cristo. Como você explica isso?

Resposta: Paulo disse que, para ele, viver era Cristo, mas essas são palavras dele, não são o testemunho do Espírito Santo e não são sustentadas pelas palavras do Senhor Jesus. Os outros apóstolos nunca disseram, como Paulo, que viver era Cristo. Basear isso nas palavras de Paulo não é crível! Nenhum dos antigos santos e profetas ousou afirmar que, para eles, viver era Cristo. Apenas Paulo ousou dizer isso. Portanto, podemos ver que Paulo era arrogante e irracional. Na Era da Graça, o Espírito Santo testificou que o Senhor Jesus era Cristo. A obra de redenção do Senhor Jesus e o caráter que Ele expressou e tudo o que Ele tem e é provaram completamente que Sua identidade era a de Cristo. Paulo foi o principal culpado que odiou a verdade e resistiu a Deus. Ele disse que, para ele, viver era Cristo; isso mostra que ele não conhecia Cristo. o que é de fato Cristo? Quanto a essa questão, vamos ver o que Deus Todo-Poderoso diz.

O Deus encarnado é chamado de Cristo, e Cristo é a carne vestida pelo Espírito de Deus. Essa carne é diferente de qualquer homem que é da carne. Essa diferença existe porque Cristo não é de carne e sangue, mas é a encarnação do Espírito. Ele tem tanto uma humanidade normal como uma divindade completa. Sua divindade não é possuída por nenhum homem. Sua humanidade normal sustenta todas as Suas atividades normais na carne, enquanto Sua divindade realiza a obra do Próprio Deus. Seja Sua humanidade ou divindade, ambas se submetem à vontade do Pai celestial. A substância de Cristo é o Espírito, isto é, a divindade. Portanto, Sua substância é a do Próprio Deus […]” (‘A substância de Cristo é obediência à vontade do Pai celestial’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Deus tornado carne é chamado de Cristo, e assim o Cristo que pode dar a verdade às pessoas é chamado de Deus. Não há nada de excessivo nisso, pois Ele possui a substância de Deus e possui o caráter de Deus e sabedoria em Sua obra, que não podem ser alcançadas pelo homem. Aqueles que chamam a si mesmos de Cristo, mas não podem fazer a obra de Deus são fraudes. Cristo não é meramente a manifestação de Deus na terra, mas também a carne específica assumida por Deus enquanto Ele realiza e conclui Sua obra entre os homens. Essa carne não pode ser suplantada por qualquer homem, mas é uma carne capaz de suportar adequadamente a obra de Deus na terra, de expressar o caráter de Deus, de representar bem a Deus e de fornecer vida ao homem” (‘Só Cristo dos últimos dias pode dar ao homem o caminho de vida eterna’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Pelas palavras de Deus, podemos ver Que Deus encarnado é chamado de Cristo. Cristo é o Espírito de Deus realizado na carne. Cristo é a aparição de Deus, isto é, a carne que Deus toma quando desce para fazer Sua própria obra. Portanto, Cristo é Deus. Cristo pode dar a verdade ao homem e prover o homem de vida; Ele pode expressar o caráter justo de Deus e a sabedoria de Sua obra. Cristo é o Próprio Deus, justo e santo. A vida de Cristo é inerentemente possuída por Ele. Ele é Deus encarnado desde quando nasceu. Ele não se torna Deus no meio do caminho da fé. Aquele que é Cristo no nascimento Será, de fato, para sempre Cristo. Aqueles que não são Cristo no nascimento nunca serão Cristo. Não importa como os homens busquem a verdade, eles não podem se tornar Cristo. A vida de Cristo é uma coisa que nenhum ser criado ou não criado possui ou pode obter. Paulo disse que, para ele, viver era Cristo. Então, ele possuía o caráter de Deus e tudo o que Deus tem e é? Ele poderia expressar verdades para salvar a humanidade? E, se ele tivesse a vida de Cristo, como ele ainda foi capaz de pecar e resistir ao Senhor Jesus? O próprio Paulo admitiu que ele era o “maior de todos os pecadores”. Como pode viver ser Cristo para um pecador? Isso não é uma blasfêmia? Vocês estão dizendo que as pessoas que trabalham muito podem se tornar Cristo? Isso não é uma falácia? Paulo originalmente foi o principal culpado que resistiu a Cristo. Esse é um fato bem conhecido. Em seus últimos anos, ele testificou que, para ele, viver era Cristo, tentando substituir Jesus Cristo e assumir Sua posição. Como pode um anticristo ao longo da vida, uma pessoa do tipo de Satanás assim, tornar-se Cristo? Paulo disse que, para ele, viver era Cristo. Isso claramente é falso! Foi apenas uma expansão de sua ambição satânica! Isso expôs completamente o desejo de Paulo de tornar-se Deus. Ele queria tomar o lugar do Senhor Jesus nos corações dos homens. Isso prova que a verdadeira natureza de Paulo era a de um anticristo, e que Paulo andou no caminho de um anticristo.

Extraído do roteiro do filme Memórias pungentes

Anterior: Pergunta 7: Você diz que Paulo não exaltou nem deu testemunho do Senhor Jesus. Não aceito o que você está dizendo. O irmão Paulo escreveu tantas cartas. Não foram todas testemunhos do Senhor Jesus?

Próximo: Pergunta 1: Eu não entendo, se a Relâmpago do Oriente é o verdadeiro caminho, então por que teria uma forte oposição do governo do Partido Comunista da China? Por que líderes religiosos também a condenariam furiosamente? Não é que os pastores e anciãos não tenham sido perseguidos pelo governo chinês. Mas quando se trata da Relâmpago do Oriente, como os pastores e anciãos que servem a Deus podem ter a mesma visão e atitude do governo chinês? Qual é a razão por trás disso?

Quando ocorre um desastre, como nós, cristãos, devemos enfrentá-lo? Fique à vontade para nos contatar via WhatsApp, podemos explorar e encontrar caminhos juntos.
Conecte-se conosco no Messenger
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

Pergunta 1: Vocês atestam que o Senhor Jesus voltou como ninguém menos que Deus Todo-Poderoso, que expressou a verdade realizando o julgamento nos últimos dias.Como isso é possível? O Senhor realmente virá para nos levar para o reino dos céus. Como ele pôde nos deixar para trás para fazer o julgamento nos últimos dias? Eu acho que ao acreditarmos no Senhor Jesus e recebermos a obra do Espírito Santo, já vivenciamos o julgamento de Deus. Existe comprovação nas palavras do Senhor Jesus: “Pois se eu não for, o Ajudador não virá a vós; mas, se eu for, vo-lo enviarei. E quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo” (João 16:7-8). Nós achamos que depois que o Senhor Jesus ressuscitou e ascendeu ao céu, o pentecoste do Espírito Santo desceu para agir nas pessoas. Isso já tinha feito as pessoas se culparem pelos seus pecados, pela justiça e julgamento. Quando nos confessamos e nos arrependemos diante do Senhor, vivenciamos de fato o julgamento do Senhor. a obra do Senhor Jesus fosse a obra de redenção, depois que Ele ascendeu aos céus, a obra feita pelo Espírito Santo, que desceu no pentecoste deveria ser o julgamento de Deus nos últimos dias. Se não fosse pelo julgamento, como seria “convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo”? Além disso, como fiéis do Senhor, somos sempre tocados, repreendidos e disciplinados pelo Espírito Santo. Então, diante do Senhor, sempre estamos chorando e nos arrependendo. As boas condutas geradas são como fomos transformados pela nossa fé no Senhor. Não são o resultado da vivência do julgamento de Deus? O julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias de que falam, como ele se diferencia da obra do Senhor Jesus?

Resposta: Já que vocês reconheceram que o Senhor Jesus fez foi a obra de redenção, e a forma que Ele expôs é “Arrependei-vos, porque é...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro