Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

A Palavra manifesta em carne

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Busca por

Nenhum resultado encontrado

`

Interpretação da vigésima segunda e vigésima terceira declarações

Hoje todos estão dispostos a compreender a vontade de Deus e conhecer o caráter de Deus, mas ninguém conhece a razão pela qual eles são incapazes de seguir seus desejos; eles não sabem porque seus corações sempre os traem e porque são incapazes de conseguir o que querem. Disso resulta que, uma vez mais, eles são assaltados por um desespero opressivo, e estão também amedrontados. Incapazes de expressar essas emoções conflitantes, eles só conseguem baixar suas cabeças em sofrimento e ficar se perguntando: será que Deus não me iluminou? Será que Deus me abandonou sem dizer nada? Talvez os demais estejam bem e Deus tenha iluminado a todos, menos a mim. Por que sempre me sinto perturbado quando leio as palavras de Deus? Por que não consigo compreender coisa alguma? Embora as mentes das pessoas pensem essas coisas, nenhuma delas ousa expressá-las; elas meramente continuam se debatendo interiormente. De fato, ninguém além de Deus é capaz de entender Suas palavras ou compreender de fato Sua vontade. Contudo, Deus sempre pede que as pessoas compreendam sua vontade – isso não seria o mesmo que tentar fazer um pato sentar-se em um poleiro? Acaso Deus ignora as falhas do homem? Esta é a intersecção da obra de Deus, é o que as pessoas não entendem, e, por isso, Deus diz: “O homem vive em meio à luz, mas não está consciente da preciosidade da luz. Ele ignora a substância da luz e a fonte da luz, além de a quem ela pertence”. De acordo com as palavras de Deus e com o que Ele pede do homem, ninguém sobreviverá, porque não há nada na carne humana que represente aceitação das palavras de Deus. Assim, O padrão supremo será alcançado quando as pessoas forem capazes de obedecer às palavras de Deus, ter apreço e ansiar pelas palavras de Deus e aplicar às suas próprias condições as palavras dos pronunciamentos de Deus que apontam para os estados do homem e, assim, forem capazes de conhecer a si mesmas. Quando o reino for definitivamente realizado, aqueles que vivem na carne ainda serão incapazes de captar a vontade de Deus e ainda precisarão da condução pessoal de Deus. Acontece que ali as pessoas estarão livres da interferência de Satanás e possuirão a vida normal do homem, que é o objetivo de Deus ao derrotar Satanás, visando principalmente a recuperar a essência original do homem que foi criado por Deus. Na mente de Deus, “carne” se refere ao seguinte: à incapacidade de conhecer a essência de Deus, a incapacidade de enxergar os assuntos do reino espiritual e, ademais, à capacidade de ser corrompido por Satanás, mas também de ser conduzido pelo Espírito de Deus. Esta é a substância da carne criada por Deus. Naturalmente, também visa evitar o caos causado pela falta de ordem na vida do gênero humano. Quanto mais Deus fala e quanto mais incisivas se tornam Suas palavras, tanto mais as pessoas entendem Suas palavras. As pessoas mudam inconscientemente e inconscientemente vivem na luz; por isso, “por causa da luz, todas as pessoas estão crescendo e deixaram as trevas”. Este é o belo cenário do reino e é como muitas vezes foi dito no passado: “viver na luz, afastar-se da morte”. Quando o Sinim tiver sido realizado na terra – quando o reino tiver sido realizado –, não haverá mais guerra na terra, nunca mais haverá fome nem pragas nem terremotos, as pessoas deixarão de confeccionar armas, todos viverão em paz e estabilidade e tanto as pessoas quanto os países interagirão normalmente uns com os outros. Contudo, o presente não se compara com isso. Sob os céus, tudo está um caos, golpes de Estado estão começando a acontecer em cada país. Enquanto Deus faz ouvir Sua voz, as pessoas mudam gradualmente e internamente cada país é dilacerado aos poucos. As sólidas fundações da Babilônia começam a balançar como um castelo que chega ao céu e, na medida em que a vontade de Deus se move, mudanças tremendas ocorrem no mundo sem serem percebidas e todo tipo de sinais aparece a toda hora, mostrando para as pessoas que o dia final do mundo chegou! Esse é o plano de Deus, esses são os passos pelos quais Ele opera e cada país certamente será despedaçado, a velha Sodoma será aniquilada pela segunda vez; por isso, Deus diz: “O mundo está desabando! A Babilônia está paralisada!” Ninguém além de Deus Mesmo é capaz de entender isso completamente; afinal, a percepção das pessoas é limitada. Por exemplo, os ministros do interior podem até saber que as circunstâncias presentes estão instáveis e caóticas, mas são incapazes de lidar com elas. Eles só podem se deixar levar pela correnteza, esperando em seus corações pelo dia em que poderão manter suas cabeças erguidas, ansiando para que venha um dia em que o sol voltará a nascer no Oriente, cruzará a terra com seu brilho e provocará uma reviravolta nesse miserável estado de coisas. Mal sabem eles, no entanto, que, quando o sol despontar pela segunda vez, não será para restaurar a velha ordem, mas para retomar seu curso e acarretar uma mudança completa. Esse é o plano de Deus para o universo inteiro. Ele produzirá um novo mundo, mas, acima e antes de tudo, Ele renovará o homem. Hoje é fundamental trazer as pessoas para dentro das palavras de Deus, não só permitir que elas desfrutem das bênçãos do status. Além disso, como diz Deus: “No reino, eu sou Rei – mas, em vez de Me tratar como seu Rei, o homem Me trata como o Salvador que desceu do céu. Como resultado disso, ele deseja que Eu lhe dê esmolas e não busca o conhecimento sobre Mim”. Essas são as reais condições de todas as pessoas. Hoje, é crucial dissipar completamente a ganância insaciável do homem, permitindo que as pessoas conheçam a Deus sem pedir nada; não é de se admirar, pois, que Deus diga: “Foram tantos os que clamaram a Mim como faz um mendigo; foram tantos os que abriram seus ‘sacos’ para mim e imploraram que Eu lhes desse alimento para sobreviver”. Esses estados variados ressaltam a ganância das pessoas e mostram que elas não amam a Deus, mas fazem exigências a Deus ou então tentam ganhar as coisas a que aspiram. As pessoas possuem a natureza de um lobo faminto, todas elas são astutas e gananciosas e, portanto, Deus faz exigências a elas reiteradamente, forçando-as a deixar de lado a ganância de seus corações e amar a Deus com sinceridade. Na realidade, atualmente as pessoas ainda têm de se entregar de todo o coração a Deus, elas estão sentadas entre dois botes, ora dependendo delas próprias, ora dependendo de Deus, sem confiar completamente em Deus. Quando a obra de Deus atingir um certo ponto, todas as pessoas viverão no amor verdadeiro e na fé verdadeira, e a vontade de Deus será cumprida; assim, as exigências de Deus não são muito altas.

Os anjos estão constantemente se movendo entre os filhos e o povo de Deus, correndo entre céu e terra e descendo até o mundo humano depois de retornar diariamente ao reino espiritual. Esse é seu dever e, portanto, todo dia os filhos e o povo de Deus são pastoreados e suas vidas mudam gradativamente. No dia em que Deus mudar Sua forma, a obra dos anjos na terra estará oficialmente concluída e eles retornarão ao reino celestial. Hoje, todos os filhos e o povo de Deus estão na mesma condição. Na medida em que os segundos passam, todas as pessoas estão mudando e os filhos e o povo de Deus gradativamente se tornam mais maduros. Em contrapartida, todos os rebeldes também estão mudando diante do grande dragão vermelho: as pessoas deixam de ser leais ao grande dragão vermelho e os diabos deixam de cumprir seus acordos. Em vez disso, todos “cuidam dos próprios negócios, tomando o caminho que mais lhes convém”. Portanto, quando Deus diz: “Como poderiam não perecer os países da terra? Como poderiam não cair os países da terra?”, “os céus pressionarão de cima para baixo em um instante [...] como se houvesse uma sensação ominosa pressagiando o fim do gênero humano”. Os vários sinais ominosos profetizados aqui constituem precisamente o que está ocorrendo no país do grande dragão vermelho e nenhum dos que estão na terra é capaz de escapar. É isso que foi profetizado nas palavras de Deus. Nas premonições das pessoas de hoje, elas sentem que o tempo é curto e aparentemente sentem que um desastre está prestes a se abater sobre elas – contudo, elas não têm meios de escapar e, portanto, todas elas perderam a esperança. Deus diz: “Enquanto Eu decoro o ‘aposento interior’ do Meu reino dia após dia, ninguém jamais irrompeu de repente no Meu ‘ambiente de trabalho’ para atrapalhar Minha obra”. De fato, o significado das palavras de Deus não reside só em fazer as pessoas conhecerem Deus em Suas palavras. Acima de tudo, elas indicam que a cada dia Deus organiza todo tipo de desenvolvimento em todo o universo para servir à próxima etapa da Sua obra. A razão pela qual ele diz: “ninguém jamais irrompeu de repente no Meu ‘ambiente de trabalho’ para atrapalhar Minha obra” é que Deus opera na divindade e, mesmo que as pessoas queiram, elas são incapazes de participar da Sua obra. Eu gostaria de lhe perguntar: você conseguiria organizar todos os desenvolvimentos do universo inteiro? Você conseguiria fazer as pessoas na terra desafiar seus ancestrais? Você poderia conduzir as pessoas em todo o universo para servir à vontade de Deus? Você pode levar Satanás a se amotinar? Você pode fazer as pessoas sentirem que o mundo é desolado e vazio? Pessoas são incapazes de fazer essas coisas. No passado, quando as “habilidades” de Satanás ainda estavam por ser exercidas plenamente, ele sempre interferia em cada estágio da obra de Deus; no estágio atual, Satanás já não tem mais truques e, portanto, Deus permite que Satanás se mostre como é para que as pessoas saibam quem ele é. Esta é a verdade sobre as palavras “ninguém jamais atrapalhou Minha obra”.

Todo dia, as pessoas das igrejas leem as palavras de Deus, todo dia elas são dissecadas em cima da mesa de cirurgia. Por exemplo, palavras irônicas como “perder seu posto”, “ser demitida”, “dominados seus medos e recobrada a compostura”, “abandono”, “desprovidos de ‘sentimento’” e assim por diante, fazem com que elas fiquem mudas de vergonha; é como se nenhuma parte de todo o seu corpo – da cabeça aos dedos dos pés, de dentro para fora – fosse aprovada por Deus. Por que as palavras de Deus desnudam dessa maneira as vidas das pessoas? Deus está deliberadamente dificultando as coisas para as pessoas? É como se as caras de todas as pessoas estivessem borradas de sujeira que não pode ser lavada. De cabeças baixas, todo dia elas prestam contas dos seus pecados como se fossem vigaristas. As pessoas foram corrompidas por Satanás a tal ponto que não dispõem de uma percepção plena dos seus verdadeiros estados. Porém, para Deus, o veneno de Satanás está em cada parte dos seus corpos, até na medula dos seus ossos; disso resulta que, quanto mais profundas as revelações de Deus, tanto mais temerosas se tornam as pessoas. Portanto, todas as pessoas podem conhecer Satanás e ver Satanás no homem, pois elas têm sido incapazes de ver Satanás só com os olhos. E, já que tudo caiu na realidade, Deus expõe a natureza humana – quer dizer, Ele expõe a imagem de Satanás – e, portanto, permite que o homem veja o Satanás real e tangível, que é mais capaz de ajudá-los a conhecer o Deus prático. Deus permite que o homem O conheça na carne e confere forma a Satanás, permitindo, portanto, que o homem conheça o Satanás real e tangível na carne de todas as pessoas. Esses vários estados constituem a manifestação dos feitos de Satanás. E, assim, é justo dizer que todos os que são da carne constituem a corporificação da imagem de Satanás. Pois Deus é incompatível com Seus inimigos, porque eles são hostis um ao outro e são duas forças diferentes, demônios são demônios, Deus é Deus, sendo eles tão incompatíveis quanto fogo e água e estando sempre tão separados quanto o céu e a terra. Quando Deus criou o homem, um tipo de pessoas eram os espíritos dos anjos; o outro tipo de pessoas não tinha espírito e, portanto, elas foram possuídas pelos espíritos demoníacos, sendo chamadas de demônios. Em última análise, anjos são anjos, demônios são demônios – e Deus é Deus. É a isso que se refere essa classificação de acordo com o tipo e, assim, quando os anjos reinam na terra e gozam de bênçãos, Deus retorna à Sua morada e o restante – os inimigos de Deus – é transformado em cinzas. De fato, exteriormente todas as pessoas amam a Deus – mas a raiz disso está na essência delas; como podem aqueles que têm a natureza de anjos escapar da mão de Deus e cair no abismo sem fundo? E como podem aqueles que têm a natureza de demônios algum dia amar a Deus de verdade? No fundo, essas pessoas não amam a Deus de verdade; como poderiam, então, algum dia ter a chance de ingressar no reino? Tudo foi organizado por Deus desde a criação do mundo, exatamente como Deus disse: “Eu avanço em meio ao vento e à chuva e passei ano após ano entre os homens, e isso continua acontecendo no presente. Esses não são os passos do Meu plano de gerenciamento? Quem jamais acrescentou algo ao Meu plano? Quem pode escapar das etapas do Meu plano?” Tendo Se tornado carne, Deus tem de experimentar a vida do homem; e não é este o aspecto real do Deus prático? Deus não oculta nada do homem por causa da fraqueza do homem; em vez disso, Ele desnuda a verdade ao homem, exatamente como Deus diz: “passei ano após ano entre os homens”. É porque Deus é Deus que Se tornou carne que Ele passou ano após ano na terra; de acordo com isso, somente depois de Se submeter a todo tipo de processos, Ele pode ser considerado como alguém que se tornou carne, somente depois disso Ele Se torna capaz de operar na divindade dentro da carne. E, então, somente depois de revelar todos os mistérios, Ele mudará Sua forma. Esta é uma explicação alternativa para “ser não sobrenatural” e ela é instruída diretamente por Deus.

As pessoas precisam passar no teste de cada uma das e de todas as palavras de Deus, sem superficialidade – esta é a comissão de Deus!

Anterior:Interpretação da vigésima primeira declaração

Próximo:Interpretação da vigésima quarta e da vigésima quinta declarações

Coisas que talvez lhe interessem