151 A obra da carne e do Espírito têm a mesma substância

I

Cristo é quem é o Deus encarnado,

a carne vestida pelo Espírito de Deus.

Essa carne não é como a de um homem,

Ele não é de carne e osso, é o Espírito encarnado.

Ele é tanto humano quanto divino.

Sua humanidade normal sustenta Sua vida humana;

Sua divindade faz a obra de Deus.

Ambos se submetem à vontade do Pai.

Cristo é divino e Sua essência é o Espirito.

Sua essência é a do Próprio Deus,

e não interromperá Sua própria obra.

Nada que Ele faz poderia destruí-la,

e Ele não diria nada contra Sua vontade.

Todo homem deve entender isso.

Seja o Espírito ou a carne, ambos fazem uma só vontade,

ambos fazem uma só obra.

Embora o Espírito e a carne tenham qualidades distintas,

Sua essência é a mesma: a essência do Próprio Deus.

Ambos têm a identidade de Deus.

II

A obra do Espírito Santo é salvar o homem,

é pelo bem da gestão de Deus.

A obra de Cristo também é salvar o homem,

e é pelo bem da própria vontade de Deus.

Deus Se torna carne, e nela está Sua essência,

então Sua carne basta para fazer Sua obra,

e assumir por Ele a obra que quer fazer.

Por isso é substituída a obra do Espírito de Deus

pela obra de Cristo durante a encarnação.

A obra principal é a de Cristo,

não se pode misturá-la com a obra de outra era.

O Espirito de Deus pode fazer a obra da salvação;

quando Deus encarna, ainda pode salvar.

De qualquer maneira, Deus sempre faz Sua obra.

Seja o Espírito ou a carne, ambos fazem uma só vontade,

ambos fazem uma só obra.

Embora o Espírito e a carne tenham qualidades distintas,

Sua essência é a mesma: a essência do Próprio Deus.

Ambos têm a identidade de Deus.

III

Deus não interrompe nem interfere.

Em Sua obra não há conflito, pois são iguais:

a essência da obra do Espírito

e a essência da obra da carne.

Seja o Espírito ou a carne, ambos fazem uma só vontade,

ambos fazem uma só obra.

Embora o Espírito e a carne tenham qualidades distintas,

Sua essência é a mesma: a essência do Próprio Deus.

Ambos têm a identidade de Deus.

Adaptado de ‘A essência de Cristo é obediência à vontade do Pai celestial’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 150 A substância de Cristo é Deus

Próximo: 152 Cristo em essência obedece à vontade do Pai celestial

Todos os dias temos 24 horas e 1440 minutos. Você está disposto a dedicar 10 minutos para estudar o caminho de Deus? Você está convidado a se juntar ao nosso grupo de estudo.

Conteúdo relacionado

Concentre-se mais na realidade

Qualquer pessoa tem a possibilidade de ser aperfeiçoada por Deus, portanto todos deveriam entender que tipo de serviço a Deus é mais...

4. O que é oração verdadeira?

Palavras de Deus relevantes:O que significa orar verdadeiramente? Significa falar a Deus as palavras que estão dentro do seu coração e...

Capítulos 24 e 25

Sem uma leitura mais atenta, é impossível detectar alguma coisa nas declarações desses dois dias; de fato, elas deveriam ter sido faladas...

Pergunta 4: Os pastores e presbíteros religiosos frequentemente pregam aos crentes que qualquer testemunho sobre o retorno do Senhor na carne é falso. Eles baseiam isso nos seguintes versículos da Bíblia: “Se, pois, alguém vos disser: Eis aqui o Cristo! ou: Ei-Lo aí! não acrediteis; porque hão de surgir falsos cristos e falsos profetas, e farão grandes sinais e prodígios; de modo que, se possível fora, enganariam até os escolhidos” (Mateus 24:23-24). Agora não temos ideia de como devemos discernir o verdadeiro Cristo dos falsos. Vocês podem lançar alguma luz sobre essa pergunta?

O Senhor Jesus previu que surgiriam falsos cristos e falsos profetas nos últimos dias. Isso é um fato. Mas o Senhor Jesus também profetizou muitas vezes que voltaria. Podemos, sem qualquer dúvida, acreditar nisso? Ao examinar as profecias sobre a volta do Senhor Jesus, muitas pessoas dão prioridade em ser cautelosas com os falsos cristos e profetas e não se preocupam em saudar o noivo e ouvir sua voz.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro

Entre em contato conosco pelo WhatsApp