Pergunta 1: Vocês dão testemunho de que Deus Se tornou carne como o Filho do homem para realizar a obra de julgamento nos últimos dias, ainda assim, a maioria dos pastores e presbíteros religiosos mantém que o Senhor voltará em meio a nuvens. Eles baseiam isso principalmente nos seguintes versículos da Bíblia: “Esse Jesus, […] há de vir assim como para o céu O vistes ir” (Atos 1:11). “Eis que vem com as nuvens, e todo olho O verá” (Apocalipse 1:7). Além disso, os pastores e presbíteros religiosos também nos ensinam que qualquer Senhor Jesus que não venha em nuvens é falso e deve ser rejeitado. Portanto, não temos certeza se essa visão está ou não alinhada com a Bíblia; esse tipo de entendimento é correto ou não?

Resposta:

Várias passagens diferentes da Bíblia profetizam claramente que a segunda vinda do Senhor é a encarnação. Por exemplo: “Estai vós também apercebidos; porque, numa hora em que não penseis, virá o Filho do homem” (Lucas 12:40). “Pois, assim como o relâmpago, fuzilando em uma extremidade do céu, ilumina até a outra extremidade, assim será também o Filho do homem no seu dia. Mas primeiro é necessário que ele padeça muitas coisas, e que seja rejeitado por esta geração” (Lucas 17:24-25). Todas essas profecias mencionam “o Filho do homem” ou “virá o Filho do homem”. O termo “o Filho do homem” se refere àquele que nasceu humano e tem uma humanidade normal. Portanto o Espírito não pode ser o Filho do homem. Deus Jeová é Espírito, Ele não pode ser chamado de “Filho do homem”. Algumas pessoas viram anjos, que também são seres espirituais, então não podem ser chamados de Filho do homem. Quem tiver a aparência do homem, mas tiver um corpo espiritual, não pode ser chamado de “Filho do homem”. O Senhor Jesus encarnado foi chamado de “Filho do homem” e de “Cristo” porque Ele era a carne encarnada do Espírito de Deus. Por isso, virou um homem comum e normal e viveu na companhia de outros homens. Então, quando o Senhor Jesus disse “o Filho do homem” e “virá o Filho do homem”, Ele se referiu à vinda de Deus pela encarnação nos últimos dias.

Extraído de “Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino”

O Senhor Jesus profetizou que Ele voltaria como o Filho do homem. O Filho do homem refere-se ao Deus encarnado, tal como o Senhor Jesus que parece uma pessoa comum, normal, externamente, que come, bebe, dorme e caminha como um homem comum. Mas o corpo espiritual do Senhor Jesus, depois que Ele ressuscitou era diferente, podendo atravessar paredes, aparecer e desaparecer. Era sobrenatural. Ele não podia ser chamado de o Filho do homem. Ao profetizar a volta do Filho do homem, o Senhor Jesus disse: “Mas primeiro é necessário que ele padeça muitas coisas, e que seja rejeitado por esta geração” (Lucas 17:25). Porém, de acordo com o que vocês dizem, o Senhor voltará com um corpo espiritual descendo em uma nuvem e aparecendo publicamente em grande glória, quando todas as pessoas deverão se prostrar e adorar. Quem ousaria resistir a Ele e condená-Lo? O Senhor Jesus disse: “Mas primeiro é necessário que ele padeça muitas coisas, e que seja rejeitado por esta geração” (Lucas 17:25). Como essas palavras serão cumpridas? Só quando Deus aparece encarnado para operar como o Filho do homem, e as pessoas não reconhecem que Ele é o Cristo encarnado, é que elas ousam condenar e rejeita-Lo de acordo com suas noções e imaginações. Não concordam que seria assim? O Senhor Jesus também profetizou: “Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai” (Mateus 24:36). “Pois se não vigiares, virei como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei” (Apocalipse 3:3). Se o Senhor descesse em uma nuvem em um corpo espiritual, todos saberiam e poderiam ver. Entretanto, o Senhor Jesus profetizou que, quando ele voltar, será “ninguém sabe” “nem o Filho” e “como um ladrão”. Como essas palavras podem ser cumpridas? Se o Senhor Jesus aparecesse em um corpo espiritual, como Ele não saberia sobre Si mesmo? Só quando Deus se tornar carne, como o Filho do homem nos últimos dias, como uma pessoa comum, normal, as palavas que o Filho não sabe serão cumpridas. O próprio Senhor Jesus, antes de realizar Seu ministério, não sabia sobre Sua identidade de Cristo, que veio para realizar a obra da redenção. Assim, o Senhor Jesus orava para Deus, o Pai. Só quando o Senhor Jesus começou a realizar Seu ministério, Ele percebeu Sua identidade.

Extraído de “Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino”

O Senhor Jesus profetizou que voltará e disse muitas coisas sobre isso, mas vocês só se apegam à profecia de que o Senhor descerá com as nuvens e não investigam outras profecias mais importantes ditas pelo Senhor. Assim fica fácil andar pelo caminho errado e abandonar o Senhor! Não existe somente a profecia “descer com as nuvens” na Bíblia. Existem também profecias dizendo que o Senhor virá como um ladrão e descerá em segredo. Por exemplo, em Apocalipse 16:15: “Eis que venho como ladrão”. Mateus 25:6, “Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro!” E Apocalipse 3:20: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo”. Todas essas profecias se referem a Deus tornando-se carne como o Filho do homem e descendo em segredo. “Como ladrão” significa vir silenciosamente, em segredo. As pessoas não saberão que Ele é Deus, mesmo que O vejam ou ouçam, exatamente como foi no passado quando o Senhor Jesus apareceu e realizou Sua obra. Por fora, o Senhor Jesus era apenas um Filho do homem comum e ninguém sabia que Ele era Deus. Por isso o Senhor Jesus usou a expressão “como ladrão” como analogia para a manifestação e obra do Filho do homem. Faz sentido. Quem não ama a verdade, não importa o que Deus na carne fale, como trabalhe ou quantas verdades Ele declare, ainda assim não O aceita. Em vez disso, trata Deus na carne como uma pessoa normal e O condena e O abandonam. Por isso o Senhor Jesus profetizou que quando voltar: “Pois, assim como o relâmpago, fuzilando em uma extremidade do céu, ilumina até a outra extremidade, assim será também o Filho do homem no seu dia. Mas primeiro é necessário que ele padeça muitas coisas, e que seja rejeitado por esta geração” (Lucas 17:24-25). Com base na profecia do Senhor, Seu retorno será “a vinda do Filho do homem.” “Filho do homem” refere-se a Deus na carne, não o corpo espiritual do Senhor Jesus ressuscitado descendo com as nuvens para aparecer abertamente a todas as pessoas. E por que é assim? Se fosse o corpo espiritual do Senhor Jesus ressuscitado que descesse do céu com as nuvens de modo que todos vissem, seria algo incrivelmente poderoso e chocaria o mundo. Todos cairiam e ninguém ousaria resistir. Nesse caso, o Senhor Jesus retornado ainda passaria por muito sofrimento e seria rejeitado por esta geração? Definitivamente não! Por isso o Senhor Jesus profetizou que Seu retorno será “a vinda do filho do homem” e “como ladrão”. Na verdade, ele se refere ao Filho do homem encarnado chegando em segredo.

Extraído de “Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino”

O evangelho do reino de Deus Todo-Poderoso tem se espalhado pela China continental há mais de 20 anos. Ele já se espalhou por várias denominações e religiões. Durante esse período, devido à repressão furiosa do Partido Comunista Chinês, aliada à campanha da mídia do Partido Comunista Chinês, Deus Todo-Poderoso já é um nome do qual todos já ouviram falar. Depois, todas as verdades expressas por Deus Todo-Poderoso e os muitos vídeos produzidos pela Igreja de Deus Todo-Poderoso têm sido postados gradualmente na internet, espalhando-se pelo mundo. Creio que todos do meio religioso ouviram sobre os muitos métodos de testemunho da Igreja de Deus Todo-Poderoso. Muitas pessoas têm testificado que Deus voltou. Isso cumpre totalmente a profecia do Senhor Jesus: “Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro” (Mateus 25:6). Então por que pastores e presbíteros ainda condenam furiosamente a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias e resistem a Ele? Na Bíblia há muitas profecias sobre o retorno do Senhor. Então por que eles estão tão presos à profecia a respeito do Senhor descendo com as nuvens? Por que eles não pesquisam quando ouvem que há testemunhos sobre a vinda do Senhor? Por que, quando sabem que Deus Todo-Poderoso expressou muitas verdades e viram a realidade da obra de Deus, ainda teimam em se prenderem às suas noções e ideias, condenando e resistindo à obra de Deus nos últimos dias? Essas pessoas amam a verdade e genuinamente anseiam pela vinda do Senhor, ou não? Eles são as virgens prudentes ou as tolas? Se forem as virgens prudentes e genuinamente aguardam ansiosamente o retorno do Senhor, por que quando ouvem a voz de Deus e veem o evangelho do reino florescendo, ainda obstinadamente condenam e resistem? Seriam eles sinceros em sua espera pela vinda do Senhor? Seria isso sua expressão sincera em regozijarem-se no retorno do Senhor? E por fim, para ser franco, a crença deles no Senhor e seu anseio pelo retorno do Senhor Jesus são falsos, mas seu anseio para serem abençoados e entrarem no reino dos céus é real! Eles não creem no Senhor de modo a buscarem a verdade e obter a vida nem para que obtenham a verdade e fujam do pecado. Com que eles se importam mais? Com o dia em que o Senhor descer para levá-los diretamente para o reino dos céus e fazê-los escapar do sofrimento na carne e desfrutar das bênçãos do reino dos céus. Esse é o propósito real de crerem em Deus. Diga-me. Além dessa razão, que outro motivo eles têm para rejeitar Deus Todo-Poderoso, que expressa verdades para salvar a humanidade? Todos podem pensar nisso. Se alguém ama a verdade e genuinamente anseia pela volta de Deus, como reagirá ao saber que o Senhor já veio? Não ouvirá, não olhará, não se comunicará com Ele? Eles vão cegamente negar, condenar e resistir? Definitivamente não! Porque quem sinceramente anseia pela vinda de Deus e acolhe sua chegada aguarda ansiosamente pelo surgimento da verdadeira luz, pela verdade e justiça em seu coração. Aguarda ansiosamente que Deus salve a humanidade e ajude as pessoas a escaparem totalmente do pecado para serem purificadas e ganhas por Deus. Mas aqueles que apenas esperam que o Senhor desça com as nuvens ainda rejeitam e negam Deus Todo-Poderoso, especialmente os líderes religiosos que condenam e resistem furiosamente a Deus Todo-Poderoso a fim de proteger seu status e sustento — esses são os que desprezam a verdade e a odeiam. Esses são os descrentes e anticristos expostos pela obra de Deus nos últimos dias. Depois que Deus completar Sua obra de salvação na carne, essas pessoas cairão no desastre sem precedentes, onde haverá choro e ranger de dentes. Então a profecia sobre o Senhor descendo com as nuvens para aparecer publicamente será totalmente cumprida: “Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até mesmo aqueles que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele” (Apocalipse 1:7).

Extraído de “Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino”

Anterior : 8. Como a encarnação de Deus para realizar a obra de julgamento encerra a era da crença da humanidade no Deus vago e a era das trevas do império de Satanás?

Próximo : Pergunta 2: Embora aqueles que acreditam no Senhor saibam que o Senhor Jesus era Deus encarnado, pouquíssimas pessoas entendem a verdade da encarnação. Quando o Senhor retornar, se Ele aparecer exatamente como o Senhor Jesus apareceu, tornando-se o Filho do homem e operando, as pessoas realmente não terão como reconhecer o Senhor Jesus e acolher o Seu retorno. O que, então, é realmente a encarnação? Qual é a essência da encarnação?

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

1. O que é ser salvo? O que é alcançar salvação plena?

A carne do homem é de Satanás, é cheia de caráter desobediente, é deploravelmente imunda, é algo sujo. As pessoas cobiçam demais o prazer da carne, há manifestações demais da carne, e assim Deus despreza a carne até um certo ponto. Quando as pessoas deixam para trás a imundice e as coisas corruptas de Satanás, elas ganham a salvação de Deus. Mas se permanecerem incapazes de se livrar da imundice e da corrupção, então continuarão sob o império de Satanás. A conivência, o engano e a desonestidade das pessoas são coisas de Satanás; ao salvar você, Deus o separa dessas coisas e a obra de Deus não pode estar errada, e isso tudo é para salvar as pessoas da escuridão. Quando você acreditou até certo ponto e é capaz de se livrar da corrupção da carne e já não está mais algemado por essa corrupção, não terá sido salvo? Quando você vive sob o império de Satanás, é incapaz de manifestar Deus, é uma coisa imunda e não vai receber a herança de Deus. Depois que você for limpo e tornado perfeito, será santo e se tornará normal, e será abençoado por Deus e trará prazer a Deus.

2. Quais são as diferenças entre as palavras das pessoas usadas por Deus através dos tempos, que condizem com a verdade, e as palavras do Próprio Deus?

As palavras do Deus encarnado iniciam uma nova era, guiam toda a humanidade, revelam mistérios e mostram ao homem a direção à frente em uma nova era. O esclarecimento obtido pelo homem nada mais é do que simples prática ou conhecimento. Não pode guiar a humanidade inteira rumo a uma nova era nem revelar os mistérios do Próprio Deus. Deus, afinal, é Deus, e o homem é o homem. Deus tem a substância de Deus, e o homem tem a substância do homem.

1. A Bíblia é apenas um registro dos dois estágios da obra de Deus na Era da Lei e na Era da Graça; não é um registro da totalidade da obra de Deus

Ninguém conhece a realidade da Bíblia: que não é mais do que um registro histórico da obra de Deus e um testamento dos dois estágios anteriores da obra de Deus, e não oferece uma compreensão dos objetivos da obra de Deus. Todo mundo que leu a Bíblia sabe que documenta os dois estágios da obra de Deus durante a Era da Lei e a Era da Graça. O Antigo Testamento narra a história de Israel e a obra de Jeová desde o tempo da criação até o fim da Era da Lei. O Novo Testamento registra a obra de Jesus na terra que está nos Quatro Evangelhos, bem como a obra de Paulo; eles não são registros históricos?

1. Quais são as diferenças entre as palavras expressas pelo Senhor Jesus na Era da Graça e as palavras expressas por Deus Todo-Poderoso na Era do Reino?

As palavras proferidas por Deus nesta era são diferentes daquelas proferidas durante a Era da Lei e, assim, também diferem das palavras proferidas durante a Era da Graça. Na Era da Graça, Deus não fez a obra da palavra, mas simplesmente descreveu a crucificação a fim de redimir toda a humanidade. A Bíblia apenas descreve porque Jesus deveria ser crucificado, os sofrimentos a que Ele foi submetido na cruz, e como o homem deveria ser crucificado por Deus. Durante aquela era, toda a obra feita por Deus centrou-se em torno da crucificação. Durante a Era do Reino, Deus encarnado profere palavras para conquistar todos aqueles que Nele creem. Esta é “a Palavra que aparece na carne”; Deus veio durante os últimos dias para fazer esta obra, o que significa dizer que Ele veio para realizar o real significado da Palavra que aparece na carne.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Conteúdos

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro