“Encarcerada” pelo meu pai

09 de Julho de 2023

Por Keanna, Ucrânia

No verão de 2020. Na época, minha irmã Alba e eu encontramos um vídeo da Igreja de Deus Todo-Poderoso chamado “Despertar do sonho”. O vídeo dizia que o Senhor Jesus já tinha retornado. Ficamos curiosas e baixamos o aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso e entramos em contato com os irmãos da igreja. Eles nos deram testemunho de como Deus Todo-Poderoso expressou muitas verdades, realizou a obra de julgamento e já tinha formado um grupo de vencedores. Fiquei muito animada e então li muito das palavras de Deus Todo-Poderoso. Vi que Suas palavras estavam cheias de poder e autoridade e que todas elas eram a verdade e percebi que uma mera pessoa não poderia expressar tais palavras, que aquela era a voz de Deus. Deus Todo-Poderoso é o Senhor Jesus retornado! Minha irmã e eu nos sentimos muito inspiradas e, felizes, aceitamos a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias. Nós nos reuníamos muitas vezes com os irmãos on-line e comunicávamos as palavras de Deus.

Mas, para a nossa surpresa, quando nosso pai viu que nós participávamos das reuniões on-line da Igreja de Deus Todo-Poderoso e não rezávamos com os ícones ortodoxos, ele disse que estávamos adorando um Deus diferente e traindo o Senhor Jesus. Foi errado ele dizer isso. Por meio da leitura das palavras de Deus Todo-Poderoso, eu descobri que Deus Todo-Poderoso e o Senhor Jesus são o mesmo Deus, o mesmo Espírito. Eles representam Deus fazendo uma obra diferente em eras diferentes. Na Era da Graça, Deus assumiu o nome de Jesus para fazer a obra da redenção. Agora, nos últimos dias, Deus encarnou e assumiu um nome novo para fazer a obra de julgamento e purificação. Deus Todo-Poderoso é o novo nome que o Senhor Jesus assume ao retornar. Eu não estava traindo o Senhor Jesus ao acreditar em Deus Todo-Poderoso. Eu estava acolhendo o retorno do Senhor e seguindo os passos de Deus. Mas meu pai não tinha lido as palavras de Deus Todo-Poderoso, não reconhecia a obra de Deus e, por isso, não sabia que Deus Todo-Poderoso é o Senhor Jesus retornado. Tentei explicar-lhe, mas ele nem me deu a chance de falar e insistiu em suas opiniões, e chegou até a me repreender. Ele disse que, se nos pegasse lendo as palavras de Deus Todo-Poderoso de novo, ele nos espancaria e, mesmo que nos espancasse até a morte e fosse condenado à prisão, ele o faria para nos impedir de crer em Deus Todo-Poderoso. Fiquei chocada quando meu pai disse essas coisas. Nunca imaginei que ele pudesse nos agredir verbalmente daquele jeito só para nos impedir de crer. Naquele dia, ele nos enxotou da casa e fomos obrigadas a ficar sentadas de pijama do lado de fora por algumas horas. Eu fiquei muito perturbada naquela hora e orei a Deus: “Amado Deus, estou me sentindo um pouco fraca, mas sei que preciso ser forte e suportar tudo isso. Não importa como meu pai me impeça, eu continuarei a crer em Ti. Por favor, dá-me fé e força”. Naquele momento, eu me lembrei de uma passagem das palavras de Deus: “Você precisa possuir Minha coragem dentro de si e precisa ter princípios quando se tratar de enfrentar parentes que não creem. Por Minha causa, porém, você também não precisa se render a quaisquer forças das trevas. Confie em Minha sabedoria para trilhar o caminho perfeito; não permita que quaisquer conspirações de Satanás se consolidem. Coloque todos os esforços em apresentar seu coração diante de Mim e Eu o consolarei e lhe trarei paz e felicidade(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Declarações de Cristo no princípio, Capítulo 10”). As palavras de Deus aqueceram meu coração e me ajudaram a me recompor. Por meio delas eu vi que, por mais que meu pai me impedisse, ele estava nas mãos de Deus, portanto, eu não deveria temê-lo. Eu deveria pedir que Deus me concedesse coragem e sabedoria para passar por esse suplício. Depois disso, embora meu pai me desse o maior sermão, proibisse de contactar os irmãos, e muitas vezes até verificasse meu celular, eu fazia meu melhor para escapar do seu monitoramento e me escondia com frequência no banheiro, no chuveiro, no porão ou no jardim para poder conversar com os irmãos.

Pouco tempo depois, começamos o treinamento como regadoras de recém-convertidos e assumimos deveres em segredo, mas o número de recém-convertidos que precisavam ser regados aumentou e acabei me comunicando e reunindo com eles em meu quarto todos os dias. Isso levantou as suspeitas de meu pai de que eu estava me reunindo novamente, e ele intensificou sua vigilância. Ele não só verificava meu celular, mas quando eu estava sozinha no quarto, ele entrava silenciosamente para ver o que eu estava fazendo. Ele também instalou câmeras de segurança na casa e até fez com que meu irmão caçula me monitorasse em troca de presentes. Às vezes, eu não tinha escolha senão excluir tudo relacionado à igreja e meu dever no meu celular e abandonar temporariamente o bate-papo do grupo de reuniões, mas, no fim, meu pai me pegou praticando a minha fé. Naquele dia, ele tinha bebido de novo e começou a me repreender e até disse coisas blasfemas contra Deus. Eu não aguentei mais e disse: “Eu acredito no Deus verdadeiro, no Senhor Jesus retornado. Deus Todo-Poderoso expressou muitas verdades para salvar a humanidade e nos livrar do pecado e dos desastres. Essa é minha única oportunidade de alcançar salvação, por isso preciso praticar minha fé. Se você continuar tentando me impedir de crer em Deus Todo-Poderoso, eu não terei escolha senão sair daqui e encontrar outro lugar para morar”. Ele não disse nada, e, por um tempo depois disso, ele raramente falou sobre minha fé e parou de tentar me oprimir. Achei que tudo tinha passado e nunca imaginei que isso fosse apenas a calmaria antes da tempestade. Um dia, quando eu tinha acabado de iniciar uma reunião, minha irmã entrou correndo e disse que nosso pai exigia ver meu celular, mas eu não o entreguei a ele, sabendo que ele poderia quebrá-lo. O celular era o único jeito de me conectar à igreja e era o único meio para ler as palavras de Deus Todo-Poderoso. Assim, às pressas, contatei uma irmã da igreja e expliquei a situação da minha família e pedi que os recém-convertidos que eu regava fossem redesignados a ela. Depois disso, escondi meu celular.

Naquele dia, meu pai chamou nosso tio para a nossa casa, pedindo que ele nos impedisse de crer em Deus Todo-Poderoso. Eu não fazia ideia de que métodos ele usaria para nos oprimir. Então, algumas das palavras de Deus me vieram à mente: “Em cada passo da obra que Deus faz no interior das pessoas, externamente ela parece consistir em interações entre pessoas, como se nascida de arranjos humanos ou de interferência humana. Mas nos bastidores, cada passo da obra e tudo o que acontece é uma aposta feita por Satanás diante de Deus e requer que as pessoas permaneçam firmes em seu testemunho a Deus. Veja quando Jó foi provado, por exemplo: nos bastidores, Satanás estava fazendo uma aposta com Deus, e o que aconteceu a Jó foram os feitos dos homens e a interferência dos homens. Por trás de cada passo da obra que Deus faz em vocês está a aposta de Satanás com Deus — por trás disso tudo há uma batalha(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Apenas amando a Deus é que verdadeiramente se crê em Deus”). “Quando Deus opera, cuida de uma pessoa, e olha para essa pessoa, e quando Ele favorece e aprova essa pessoa, Satanás também segue logo atrás, tentando enganar a pessoa e levá-la ao prejuízo. Se Deus quer ganhar essa pessoa, Satanás fará tudo em seu poder para obstruir Deus, usando vários artifícios malignos para tentar, interromper e impedir a obra de Deus, com o intuito de atingir seu objetivo oculto. Qual é esse objetivo? Ele não quer que Deus ganhe ninguém; ele quer ter posse daqueles que Deus quer ganhar, quer controlá-los, comandá-los para que eles o adorem, para que se juntem a ele para cometer atos malignos e resistir a Deus. Não é esse o motivo sinistro de Satanás? […] Ao guerrear contra Deus e ficar andando atrás Dele, o objetivo de Satanás é demolir toda a obra que Deus quer realizar, para ocupar e controlar aqueles a quem Deus quer ganhar, para extinguir completamente aqueles a quem Deus quer ganhar. Se eles não são extintos, então eles se juntam às posses de Satanás para serem usados por ele — esse é seu objetivo(A Palavra, vol. 2: Sobre conhecer a Deus, “O Próprio Deus, o Único IV”). Por meio das palavras de Deus, eu percebi que a opressão da minha fé pela família era o teste e a interrupção de Satanás. Satanás não queria que eu seguisse a Deus e fosse salva por Ele, por isso ele usava a minha família para me atacar e me obrigar a negar e trair a Deus. Essa era a trama traiçoeira de Satanás. Pensei em como Jó foi atacado por Satanás quando ele foi testado. Todos os seus bens foram destruídos, seus filhos morreram e todo o seu corpo se cobriu de chagas. A despeito de tamanho sofrimento, Jó foi capaz de dar testemunho de Deus e de humilhar Satanás. Eu sabia que eu deveria imitar Jó: Por mais que meu pai e meu tio me oprimissem e me impedissem, eu devia persistir em minha fé em Deus Todo-Poderoso, permanecer firme e humilhar Satanás.

Assim que ele entrou no nosso quarto, começou a nos exortar a desistir da nossa fé. Ele disse: “Você abandonou o Senhor Jesus e não vai à igreja. Isso é trair o Senhor!”. Eu respondi: “Deus Todo-Poderoso e o Senhor Jesus são o mesmo Deus. Deus Todo-Poderoso expressou milhões de palavras e revelou incontáveis verdades e mistérios, tais como o mistério do plano de gerenciamento de seis mil anos de Deus, os bastidores da história dos Seus três estágios de obra, como também os mistérios dos nomes de Deus. Ele revelou a raiz da pecaminosidade da humanidade e a realidade de termos sido corrompidos por Satanás, mostrando-nos a senda para a salvação. Muitas pessoas no mundo inteiro reconhecem as palavras de Deus Todo-Poderoso como a verdade e a voz de Deus e acolheram o retorno do Senhor. Como, então, você pode dizer que estamos traindo o Senhor acreditando em Deus Todo-Poderoso? Quando o Senhor Jesus veio para fazer a obra Dele, muitos abandonaram o templo e O seguiram. Você diria que eles traíram Deus Jeová? Só aqueles que não ouvem a voz de Deus e não seguem o Senhor quando as pessoas dão testemunho do retorno Dele estão traindo o Senhor”. Quando ouviu isso, meu tio se enfureceu. Ele disse: “Olhem só para ela! Ela nem deu ouvidos ao que eu disse e até tentou passar um sermão em mim. Ela está fazendo prosélitos e tentando me puxar para a igreja!”. Então, a esposa do meu tio tentou me convencer. Em tom zombador e derrisório, ela sugeriu que eu me casasse como qualquer outra mulher e buscasse uma vida de família e trabalho estável em vez de gastar todo o meu tempo praticando a fé e fazendo prosélitos. Eu retruquei, dizendo: “Desde que me converti, tenho lido muitas das palavras de Deus Todo-Poderoso, ganhei entendimento em muitos assuntos, descobri o sentido da vida e qual é a busca mais significativa na vida. Nestes anos, enquanto pandemias, guerras e fomes se intensificam, o prazer e o lazer carnais podem realmente garantir a nossa segurança ou nos proteger das calamidades? Só se aceitarmos a obra de Deus Todo-Poderoso, alcançarmos a verdade e nos livrarmos do pecado, poderemos ganhar a proteção de Deus contra as calamidades e entrar no reino Dele. Esse é o único caminho para a salvação”. Não disseram nada. Quando viram minha postura implacável, eles chamaram meu avô e outro tio para me atacarem. Pensei em como irmãos chineses são capazes de permanecer firmes diante de perseguição e perigo. Eu queria dar testemunho de Deus e humilhar Satanás igual a eles, e assim orei a Deus: “Ó Deus! Não sei o que meu avô e os outros dirão ou farão comigo daqui em diante. Por favor, enche-me com fé e força”. Assim que meu avô chegou, ele começou a repreender a mim e minha irmã e até segurou seu cinto de modo ameaçador e disse: “Se vocês não desistirem de sua fé em Deus Todo-Poderoso, vocês deixarão de ser minhas netas!”. Quando ouvi isso, eu pensei: jamais desistirei da minha fé em Deus Todo-Poderoso, mesmo que toda a minha família me abandone. O Senhor Jesus disse: “Qualquer que me negar diante dos homens, também Eu o negarei diante de Meu Pai, que está nos céus(Mateus 10:33). Não é assustador sermos abandonados por pessoas, pois sempre podemos viver sem companhia humana, mas se formos abandonados por Deus, isso será o fim. Então, por mais que me impedissem, eu não negaria a Deus. Firme, eu disse: “Eu reconheci Deus Todo-Poderoso como o Deus verdadeiro. Não importa o que você diga, eu jamais desistirei da minha fé em Deus Todo-Poderoso”. Minha irmã também disse que ela não abandonaria sua fé em Deus Todo-Poderoso. Todos ficaram chocados com o que dissemos. Meu tio se enfureceu, pegou meu celular e me interrogou, dizendo: “Com quem você fala nesse celular todos os dias? Quem são? Como se chamam? Dê-me os números deles! Eu os denunciarei à polícia!”. Então ordenou que eu destravasse o celular. Quando não reagi, ele se irritou ainda mais e disse: “Parece que você é um caso perdido, não quer ouvir nada que dizemos. Deveríamos mandá-la para um psiquiatra”. Aos olhos deles, fé era só algum tipo de convicção religiosa, e eles achavam que pessoas que fazem sacrifícios e se despendem por Deus são anormais. Depois disso, outros membros da família se revezaram repreendendo-me e censurando-me, mas minha irmã e eu não vacilamos e até retrucamos. Eventualmente, ficaram cansados e foram para casa.

Eles não pararam por aí. Dois dias depois, meu pai nos mostrou vários vídeos difamando a Igreja de Deus Todo-Poderoso. Eu os achei muito ofensivos, pois sabia que eram falsos e estavam caluniando a igreja. Eu podia crer em Deus Todo-Poderoso havia apenas pouco tempo, mas eu tinha lido Suas palavras e entendido algo da verdade. Eu conhecia a senda que precisamos trilhar para sermos libertos do pecado e purificados, e sabia quais coisas na vida eram as mais significativas a serem buscadas. Eu tinha começado a praticar ver as coisas com base nas palavras de Deus e tinha ganho algum discernimento do bem e do mal. Eu já tinha feito melhoras em algumas áreas e minha fé em Deus Todo-Poderoso tinha me beneficiado muito. Eu senti uma paz e satisfação interior e estava convencida de que esse é o caminho verdadeiro, a senda ao longo da qual Deus estava nos guiando. Assim, eu disse ao meu pai: “Você não investigou a obra de Deus nos últimos dias e acredita em todos esses boatos e falácias na internet. São as mentiras do diabo. Eu acredito no Deus verdadeiro…”. Mas quando eu disse isso, meu pai me interrompeu e começou a me repreender de novo. Mais tarde, meu tio voltou e começou a me pressionar, dizendo: “Keanna, você é nossa família, e nós a amamos muito. Estamos fazendo isso para o seu próprio bem. Você nos agradecerá mais tarde. Por favor, abandone essa igreja o quanto antes”. Suas palavras me lembraram de como Satanás usou a esposa de Jó para atacá-lo. A esposa de Jó disse: “Ainda reténs a tua integridade? Blasfema de Deus, e morre” (Jó 2:9). Mas Jó não obedeceu a ela, e em vez disso, ele a repreendeu por falar como “fala um mulher tola”. Agora, eu também estava sendo coagida e obstruída por minha família. Eles diziam que faziam isso para o meu próprio bem, mas, na verdade, queriam forçar-me a abandonar Deus Todo-Poderoso. Eu estava cansada de sua enganação e mentiras, por isso fiquei sentada em silêncio e os ignorei. Havia tanto que eu queria lhes dizer, mas eu sabia que não me ouviriam. Vendo que eu não estava cedendo às suas exigências, meu pai pegou seu cinto e me bateu no rosto e nas mãos várias vezes, deixando minhas mãos ardendo de dor, e lágrimas escorrendo pelo meu rosto. No fim, confiscaram o meu celular e o da minha irmã e perdemos nossa capacidade de contatar a igreja. Depois disso, meu pai continuou a nos monitorar e nos proibiu de ler as palavras de Deus. Ele me seguia para onde quer que eu fosse para que não ficasse sozinha e até observava a expressão do meu rosto: se parecesse que eu estava pensando em algo, ele gritava: “Nem ouse pensar nesse Deus em que você acredita!”. Lembrei-me de algumas das palavras de Deus Todo-Poderoso: “Crentes e incrédulos não são compatíveis; eles se opõem uns aos outros(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Deus e o homem entrarão em descanso juntos”). “Qualquer um que não acredite em Deus encarnado é demoníaco e, mais ainda, será destruído. […] Quem é Satanás, quem são os demônios, quem são os inimigos de Deus se não os que resistem e que não acreditam em Deus?(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Deus e o homem entrarão em descanso juntos”). Deus expôs a substância dos incrédulos. Eu costumava pensar que ninguém era mais próximo do que a família, mas, após ser oprimida e obstruída por ela vez após vez e comparando isso com as palavras de Deus, finalmente, vi quem realmente eram. A despeito de crerem no Senhor, eles não tinham desejo nenhum de buscar quando confrontados com algo tão incrível como o retorno do Senhor. Eles não ouviam a voz de Deus e não acolhiam o Senhor e até usavam todos os meios para impedir que aceitássemos Deus Todo-Poderoso, declamando todo tipo de julgamento e condenação contra Ele. Eram pessoas que odiavam e resistiam a Deus. Visto que eram inimigos de Deus, eles também eram meus inimigos. Eu não era igual a eles.

A despeito de ter ganhado algum discernimento de minha família, eu estava sendo monitorada o tempo todo por eles, não podia participar de reuniões e não podia nem conversar em particular sobre assuntos espirituais com a minha irmã, assim, com o passar do tempo, comecei a me sentir fraca. Naquele momento, eu me lembrei de uma passagem das palavras de Deus. “Não fique desanimado, não seja fraco, e Eu esclarecerei as coisas a você. A estrada para o reino não é tão fácil; nada é assim simples! Vocês querem que as bênçãos venham a vocês facilmente, não querem? Hoje, todos terão provações amargas para enfrentar. Sem tais provações, o coração amoroso que vocês têm por Mim não se tornará mais forte e vocês não terão um amor verdadeiro por Mim. Mesmo se essas provações consistirem simplesmente de circunstâncias menores, todos devem passar por elas; só a dificuldade das provações é que variará de uma pessoa para outra. As provações são uma bênção Minha, e quantos de vocês vêm com frequência diante de Mim e imploram de joelhos as Minhas bênçãos? Crianças tolas! Sempre pensam que umas poucas palavras auspiciosas contam como Minha bênção, porém não reconhecem que o amargor é uma das Minhas bênçãos. Aqueles que compartilham do Meu amargor certamente compartilharão da Minha doçura. Essa é a Minha promessa e a Minha bênção para vocês(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Declarações de Cristo no princípio, Capítulo 41”). As palavras de Deus me encheram de calor e eu senti que Ele estava muito perto de mim. Deus entendia o que eu estava pensando e sofrendo e usou Suas palavras para me consolar e encorajar. Eu sabia por que entrar no reino dos céus era tão árduo e o caminho verdadeiro era sempre perseguido e rejeitado: era porque Satanás governa sobre este mundo, e ele não permite que Deus venha para expressar a verdade e salvar a humanidade, muito menos permite que as pessoas sigam e acreditem em Deus. Como resultado, as pessoas que fazem isso são perseguidas. Na Era da Graça, muitos foram perseguidos e até martirizados por causa da sua crença no Senhor Jesus. Agora, na Era do Reino, Deus encarnou de novo para salvar a humanidade. Na China, muitos crentes em Deus Todo-Poderoso foram presos, perseguidos, espancados e torturados pelo Partido Comunista Chinês, mas eles continuam firmes em sua crença em Deus e dão testemunho Dele. Confrontada com essa perseguição pela minha família por minha crença em Deus, era uma honra incrível para mim dar testemunho de Deus diante de Satanás. Eu estava enfrentando algumas dificuldades, mas isso continha as boas intenções de Deus. Eu carecia de fé e não conseguia enxergar a trama de Satanás, assim Deus operou por meio da obstrução e perseguição da minha família para me ensinar a confiar Nele e a buscar a verdade para ganhar discernimento. Essa situação me ajudou a entender a verdade e a crescer em estatura. Depois de perceber as intenções de Deus, eu me senti mais à vontade e menos ansiosa e decidi confiar em Deus nessa experiência. Contanto que Deus estivesse do meu lado, não importava quem se opusesse a mim ou me impedisse.

Naquele tempo, minha família nos monitorou e oprimiu continuamente. Não podíamos ler as palavras de Deus, e eu me sentia tão mal que pensei em fugir. A meu ver, fugir era a única saída. Se eu saísse de casa, eu poderia praticar a fé normalmente, mas todas as vias de fuga estavam bloqueadas. Meu pai estava sempre em casa e eu não sabia como escapar dele. Outros membros da família também me monitoravam. Além disso, eu não tinha dinheiro e não sabia para onde ir. Eu temia que, se fugisse, meu pai chamasse a polícia contra os irmãos. Eu estava muito deprimida e chorava sempre e não queria que ninguém me visse daquele jeito. Naquele tempo, eu vivia em medo constante. Quando orava no meu quarto, eu sempre temia que meu pai entrasse, que ele derrubasse a porta e gritasse comigo. Eu temia ainda mais que ele espancasse e repreendesse a mim e minha irmã. Eu não fazia ideia de até quando aquela perseguição continuaria. Pensando em como meus irmãos podiam se reunir regularmente e cumprir seus deveres, enquanto eu não tinha essa oportunidade, eu tive inveja deles e assim orei a Deus: “Amado Deus, está sendo muito difícil praticar a fé em casa. Quero sair de casa, para que eu possa me reunir e cumprir meu dever livremente. Por favor, abre uma senda para mim”.

Um dia, por fim, consegui evadir-me da família toda e vi as palavras de Deus no meu celular. Deus Todo-Poderoso diz: “Enquanto passam por provações, é normal que as pessoas estejam fracas ou tenham negatividade dentro delas, que lhes falte clareza quanto à vontade de Deus ou quanto à senda para a prática. Mas, em todo caso, você deve ter fé na obra de Deus e não negar Deus, assim como Jó. Embora Jó fosse fraco e amaldiçoasse o dia em que nasceu, ele não negou que todas as coisas da vida humana foram concedidas por Jeová, nem que Jeová também é Aquele que tira todas elas. Não importa quanto fosse testado, ele manteve essa fé. Na sua experiência, não importa que tipo de refinamento você passe por meio das palavras de Deus, o que Ele exige da humanidade, em resumo, é sua fé e seu amor por Ele. O que Ele aperfeiçoa ao operar assim é a fé, o amor e as aspirações das pessoas. Deus faz a obra da perfeição nas pessoas, e elas não podem vê-la, não podem senti-la; em tais circunstâncias, sua fé é exigida. A fé das pessoas é exigida quando algo não pode ser visto a olho nu, e sua fé é exigida quando você não consegue abrir mão de suas próprias noções. Quando você não tem clareza a respeito da obra de Deus, o que é exigido de você é ter fé e assumir uma posição firme e dar testemunho. Quando Jó chegou a esse ponto, Deus lhe apareceu e falou com ele. Quer dizer, é somente de dentro de sua fé que você será capaz de ver Deus e, quando você tiver fé, Deus o aperfeiçoará. Sem fé, Ele não pode fazer isso(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Aqueles que hão de ser aperfeiçoados devem passar pelo refinamento”). “Se lhe acontecem muitas coisas que não se alinham com suas noções, mas você ainda é capaz de deixá-las de lado e ganhar conhecimento das ações de Deus a partir dessas coisas e se, em meio aos refinamentos, você revela o amor a Deus de coração, então isso é dar testemunho. Se seu lar é pacífico, você desfruta os confortos da carne, ninguém o está perseguindo, seus irmãos e irmãs na igreja obedecem a você, você consegue mostrar que ama a Deus de coração? Essa situação pode refinar você? Somente através do refinamento é que seu amor por Deus pode ser demonstrado, e é somente por meio da ocorrência de coisas que não se alinham com suas noções que você pode ser aperfeiçoado. Com o serviço de muitas coisas contrárias e negativas, e pelo emprego de todo tipo das manifestações de Satanás — suas ações, acusações, perturbações e enganos — Deus lhe mostra claramente a horrenda face de Satanás e portanto aperfeiçoa a sua habilidade de distinguir Satanás, para que você possa odiar Satanás e abandoná-lo(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Aqueles que hão de ser aperfeiçoados devem passar pelo refinamento”). Por meio da leitura das palavras de Deus, percebi a intenção Dele e vi que, em nossa fé, devemos passar por provações e refinamentos. Só por meio desses refinamentos podemos alcançar fé verdadeira em Deus. Tomem a história de Jó: quando ele passou por uma provação e permaneceu firme em seu testemunho, sua fé em Deus aumentou e Satanás afastou-se humilhado. Eu sabia que eu devia tomar Jó como meu exemplo e permanecer firme nessa provação, mas eu tinha demonstrado que eu carecia muito de fé. Quando eu podia me reunir regularmente num ambiente pacífico e seguro, minha fé era forte e eu até disse: “Não importa o que aconteça, eu jamais culparei Deus”. Mas quando fui oprimida pela minha família e trancada na jaula da minha casa sem nenhuma liberdade, eu fiquei negativa e fraca. Eu não abandonei minha fé em Deus, mas me queixava o tempo todo e sempre queria evitar adversidade, buscando uma vida tranquila e uma forma de adoração confortável. Isso mostrava claramente que minha natureza era a de trair a Deus. Eu pensei na firmeza de Jó. Quando Satanás o testou e atacou, ele nunca se queixou de Deus, nunca fez nenhuma exigência irracional a Deus, muito menos questionou Deus por permitir que tais coisas acontecessem com ele. Jó se submetia e reverenciava a Deus, mas eu não. Eu percebi que Deus estava usando aquela situação para me testar e aperfeiçoar minha fé. Se eu sempre quisesse praticar a fé em tranquilidade, evitar situações que Ele criava e não aprendesse com elas, eu acabaria de mãos vazias. Ocorreu-me que, a despeito de ter sofrido um pouco, Deus sempre esteve do meu lado para me guiar. Quando fiquei fraca, as palavras de Deus me consolaram e encorajaram. Como, então, eu podia me queixar de Deus? Eu carecia tanto de consciência. Eu costumava invejar os irmãos que não eram oprimidos pela sua família, mas pensando nisso agora: quem acaba ganhando mais? A pessoa que vive em tranquilidade e graça ganha mais, ou ganha mais aquele que experimenta opressão e adversidade? A resposta era óbvia. Tudo está ao alcance de Deus e está sob Sua orquestração, e Deus não faz obra insignificante. Só Deus sabe quais situações serão melhores para o progresso da minha vida, não eu, por isso eu deveria me submeter e buscar.

Pouco tempo depois, meu pai encontrou um emprego e começou a sair muito. Naquele tempo, minha irmã e eu pudemos nos reunir e comunicar as palavras de Deus em segurança. Quanto às câmeras de segurança instaladas por meu pai, elas não só não nos prejudicaram, elas ajudaram a nos proteger, pois sempre que meu pai voltava para casa, nós o víamos graças às câmeras e interrompíamos nossa reunião. Quando ele saía de novo, nós continuávamos nossa comunhão. Quando meu pai estava em casa, nós não participávamos das reuniões, então perguntávamos se podíamos ir a uma loja e aproveitávamos a oportunidade para nos comunicarmos ao ar livre no parque. Em 2022, a líder da minha igreja me designou a continuar regando os recém-convertidos e, mais tarde, eu me tornei supervisora. Continuei cumprindo meu dever até em meio à opressão e aos impedimentos do meu pai.

Experimentei as palavras de Deus, contemplei Sua onipotência e sabedoria e ganhei fé Nele. Aprendi a confiar em Deus e pratiquei comer e beber as palavras de Deus sozinha para resolver meus problemas. Também ganhei discernimento daqueles membros da família que não acreditam e aprendi a lidar com eles. Eu nunca teria aprendido nada disso vivendo em tranquilidade. A obra de Deus é tão maravilhosa e prática. Agradeço a Deus Todo-Poderoso do fundo do meu coração!

Todos os dias temos 24 horas e 1440 minutos. Você está disposto a dedicar 10 minutos para estudar o caminho de Deus? Você está convidado a se juntar ao nosso grupo de estudo.👇

Conteúdo relacionado

Eu desfrutei de um banquete rico

Por Xinwei, Província de Zhejiang Os dias 25 e 26 de junho de 2013 foram inesquecíveis. Nossa região experimentou um grande evento, com a...

Conecte-se conosco no Whatsapp