Os bastidores da perseguição por uma família

13 de Março de 2024

Por Chen Li, China

A minha mãe e minha irmã compartilharam o evangelho de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias comigo em outubro de 2009. Depois de aceitá-lo, li as palavras de Deus todos os dias e participei de reuniões e comunguei com os irmãos e irmãs. Aos poucos, vim a entender algumas verdades das palavras de Deus; aprendi sobre a raiz da escuridão e do mal no mundo, o que deveríamos buscar na nossa vida e como viver uma vida com sentido. Encontrar a senda certa na vida me deixou muito feliz, relaxada e despreocupada. O meu marido e a minha filha notaram que, depois de me tornar crente, eu costumava estar mais bem-humorada, por isso não se opuseram à minha fé. Mais tarde, o trabalho do meu marido o obrigou a deixar a região, por isso eu passei a cuidar dos nossos filhos, ao mesmo tempo em que espalhava o evangelho.

Uma noite na primavera de 2013, meu marido me ligou do nada e disse num tom realmente autoritário: “De agora em diante, só faça o que deveria fazer e fique em casa — nada mais de acreditar em Deus. Estão dizendo na internet e nos noticiários da televisão que os crentes em Deus Todo-Poderoso abandonam as suas famílias. Não chegue ao ponto de dar as costas para a nossa família. Além disso, ter fé é contra a lei na China, e você será presa se as autoridades descobrirem. Como pessoas comuns como nós podem se opor ao Partido Comunista? Se o governo diz que não devemos ser religiosos, não seja. Não crie problemas do nada!”. Temendo que o meu celular estivesse sendo monitorado pela polícia, não permiti que ele continuasse. Fiquei muito agitada depois de desligar o telefone. Como ele podia acreditar cegamente nas mentiras do Partido Comunista? Ele sabia que acreditar em Deus é uma coisa boa, e ele apoiou a minha fé, então por que ele estava tentando obstruir o meu caminho assim que ouviu as suas mentiras? É óbvio que seguir Deus é a senda certa na vida — por que o Partido Comunista não permite que as pessoas tenham fé? Nós não fazemos nada de ilegal como crentes, por que, então, eles insistem em nos prender e perseguir? Falei com uma irmã sobre a minha confusão numa reunião depois disso, e ela compartilhou comigo uma passagem das palavras de Deus. Deus disse: “O grande dragão vermelho persegue a Deus e é inimigo Dele, e assim, nesta terra, aqueles que creem em Deus são assim sujeitos à humilhação e à opressão […]. Por ter sido iniciada em uma terra que se opõe a Deus, toda a obra de Deus enfrenta obstáculos tremendos, e o cumprimento de muitas de Suas palavras leva tempo; assim, as pessoas são refinadas como resultado das palavras de Deus, o que também é parte do sofrimento. É tremendamente difícil para Deus realizar a Sua obra na terra do grande dragão vermelho — mas é por meio dessa dificuldade que Deus realiza um estágio da Sua obra, tornando manifestas Sua sabedoria e Seus feitos maravilhosos, e usando esta oportunidade para completar este grupo de pessoas. É por meio do sofrimento das pessoas, por meio do seu calibre e por meio de todos os caracteres satânicos das pessoas desta terra imunda que Deus realiza a Sua obra de purificação e conquista, para que, a partir daí, Ele possa ganhar glória, e para que Ele possa ganhar aqueles que darão testemunho de Seus feitos. Tal é o significado inteiro de todos os sacrifícios que Deus fez por este grupo de pessoas(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “A obra de Deus é tão simples quanto o homem imagina?”). Depois de ler isso, ela comungou comigo, dizendo: “O Partido Comunista é ateu; é um demônio contrário a Deus e de forma alguma pode tolerar que alguém tenha fé e adore a Deus. Ele vem prendendo e perseguindo cristãos desde que chegou ao poder. Agora que Deus Todo-Poderoso apareceu e está operando nos últimos dias, expressando verdades para salvar a humanidade, o Partido Comunista teme que as pessoas leiam as palavras de Deus Todo-Poderoso, entendam a verdade e ganhem discernimento. Então elas verão o seu rosto maligno verdadeiro e deixarão de ser enganadas por ele — as pessoas não o seguirão mais. É por isso que intensificou selvagemente a sua oposição e condenação a Deus, bem como a sua perseguição dos crentes. Também tem espalhado todos os tipos de rumores e mentiras para enganar os nossos amigos e parentes incrédulos e incitá-los a nos perturbar e nos impedir de seguir a Deus. O Partido Comunista quer fazer com que todos neguem e traiam a Deus para que percamos a salvação de Deus e acabemos punidos no inferno juntamente com ele. Se formos controlados pelas nossas famílias e não ousarmos seguir a Deus ou cumprir um dever, isso significa que caímos nos truques de Satanás e perdemos a nossa chance de salvação. Deus permite que soframos a repressão e as prisões do Partido Comunista — Ele está o usando como um servidor para que nós possamos ver claramente a sua essência demoníaca, ganhar discernimento sobre ele e rejeitá-lo. Ao mesmo tempo, Deus pode aperfeiçoar a nossa fé por meio disso e transformar-nos em vencedores. A vontade benevolente de Deus está nisso!”. Depois de ouvir a comunhão dessa irmã, entendi que Deus permite a opressão do Partido Comunista e as perturbações da minha família para que eu possa ver plenamente que o Partido é Satanás, o diabo — um inimigo de Deus. Isso é sabedoria dentro da obra de Deus. O Partido Comunista espalha mentiras para enganar as pessoas, para que elas se oponham a Deus e persigam os crentes juntamente com ele, perturbando e sabotando a obra de Deus. Essa é a má intenção do Partido Comunista, e eu sabia que não podia cair nos truques de Satanás.

Depois disso, a irmã leu outra passagem das palavras de Deus para mim: “Como crentes em Deus, cada um de vocês deveria apreciar como vocês verdadeiramente ganharam a máxima exaltação e salvação ao receber a obra de Deus nos últimos dias e a obra do Seu plano que Ele faz em vocês hoje. Deus fez deste grupo de pessoas o único foco de Sua obra em todo o universo. Ele sacrificou todo o sangue de Seu coração por vocês; Ele reivindicou e lhes entregou toda a obra do Espírito em todo o universo. É por isso que vocês são os afortunados. Além disso, Ele transferiu Sua glória de Israel, Seu povo escolhido, para vocês, e Ele tornará o propósito do Seu plano plenamente manifestado por meio deste grupo. Portanto, vocês são os que receberão a herança de Deus e, ainda mais que isso, vocês são os herdeiros da glória de Deus(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “A obra de Deus é tão simples quanto o homem imagina?”). Depois dessa leitura, eu me senti incrivelmente honrada. A fim de salvar o homem tão profundamente corrompidos por Satanás, Deus Se tornou carne e veio para a Terra para operar uma segunda vez, sofrendo a oposição, a condenação e até mesmo a blasfêmia do Partido Comunista e do mundo religioso. Ele suportou tremendas indignidades, expressando a verdade e fazendo a Sua obra para salvar a humanidade, dando todo o Seu sangue, suor e lágrimas. Esse é o amor extraordinário de Deus! A obra de Deus está prestes a ser encerrada. Essa chance de salvação é uma oportunidade única na vida que não posso perder — por mais opressivo que fosse o Partido Comunista ou por mais que o meu marido obstruísse o meu caminho, eu sabia que eu devia ter fé e seguir a Deus. Depois disso, o meu marido continuou me ligando inúmeras vezes para tentar me impedir de acreditar em Deus, chegando até a gritar comigo. Foi um pouco doloroso, mas eu sabia que ter fé é correto e adequado, por isso nunca fui retida por ele e continuei a cumprir meu dever.

Então, em maio de 2014, quando o meu marido viu que eu ainda não tinha desistido da minha fé, ele voltou para a nossa cidade de onde ele estivera trabalhando. Ele me disse com voz feroz: “Eu lhe disse inúmeras vezes que você deve desistir da sua fé, mas você não me ouve. Todos estão dizendo on-line e na televisão que as pessoas abandonam as suas famílias depois de se converterem, mas você ainda está nisso?”. Eu pensei que o fato de Partido Comunista acusar os crentes de abandonarem as suas famílias era simplesmente acusar a vítima. Ele não permite que as pessoas tenham fé e sigam a senda certa, por isso prende e persegue loucamente os cristãos, forçando tantos irmãos e irmãs a fugirem dos seus lares e a vagarem de um lugar para o outro. Claramente, os irmãos e irmãs não podem ir para casa por causa da opressão do Partido Comunista, mas eles dizem que somos nós que abandonamos as nossas famílias depois de nos convertermos. Isso não era distorcer a verdade? Então eu disse ao meu marido: “Tudo que as pessoas dizem on-line é falso. São apenas mentiras do Partido Comunista, que condenam e difamam a Igreja de Deus Todo-Poderoso…”. Mas ele não queria me ouvir. Ele só disse: “De qualquer modo, é isso que estão dizendo na internet, portanto, se você continuar acreditando em Deus e o governo descobrir, você será detida e jogada na prisão. O Partido Comunista é capaz de qualquer coisa. Se eles dizem que você não deve acreditar, pare de acreditar. Como pode um ovo quebrar uma pedra? Eu vou ficar em casa e ficar de olho em você. Se continuar acreditando, vamos nos divorciar!”. Eu pensei: e se nós nos divorciarmos e os nossos dois filhos não tiverem ninguém para cuidar deles? Será que acabariam na senda errada? Perder o amor de sua mãe tão novos os prejudicaria incrivelmente! Pensar em como isso seria doloroso e injusto para os nossos filhos era de partir o coração. Rapidamente vim para diante de Deus em oração: “Deus! O meu marido quer se divorciar de mim, e eu estou tão preocupada com os meus filhos. Por favor, protege-me e permite-me permanecer forte”. Depois da minha oração, lembrei-me de algo que Deus disse: “A sina do homem é controlada pelas mãos de Deus. Você é incapaz de controlar a si mesmo: apesar de estar sempre correndo e se ocupando em interesse próprio, o homem continua sendo incapaz de controlar a si mesmo. Se pudesse conhecer suas próprias expectativas, se pudesse controlar sua própria sina, você continuaria sendo um ser criado?(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Restaurar a vida normal do homem e levá-lo a um destino maravilhoso”). As palavras de Deus realmente iluminaram o meu coração e me mostraram-me que os destinos das pessoas estão inteiramente nas mãos de Deus. O máximo que eu podia fazer era cuidar um pouco melhor dos meus filhos na vida deles; eu não podia decidir que tipo de destino eles teriam ou quanto sofreriam. Eu precisava deixá-los nas mãos de Deus e submeter-me aos arranjos e orquestrações de Deus. Esse pensamento me permitiu suspirar aliviada — a minha angústia já não era mais tão grande. Percebi também que o meu marido ser enganado pelas mentiras do Partido Comunista, tentando me impedir de seguir Deus e me ameaçando com o divórcio, era tudo uma artimanha de Satanás. Eu não podia cair nessa. Por isso eu lhe disse: “Nunca desistirei da minha fé. Acreditar em Deus e ler as palavras de Deus significa ser uma boa pessoa e trilhar a senda certa. Por que você sempre concorda com o Partido e obstrui o meu caminho?”. Então, de repente, ele me jogou na cama e gritou, enfurecido: “O nosso governo é antirreligioso. Se o Partido Comunista não quer que você seja crente, não seja crente! Quem pode derrotá-lo?”. A nossa filha testemunhou toda essa cena e ficou tão assustada que veio correndo e disse: “Pai, o que está fazendo? A mamãe tem sido muito mais feliz desde que começou a acreditar em Deus. A fé é uma coisa boa! Não mexa com isso!”. Sem nem dar ouvidos a ela, meu marido lhe deu um tapa no rosto. Eu estava tão irritada! Ele bateu na nossa filha só porque ela disse algo em minha defesa. Vi que o meu marido estava seguindo o Partido Comunista e tentando me afastar da minha fé feito um louco — ele já tinha perdido toda a razão. Eu não quis falar mais nada com ele e levei a nossa filha de volta para o quarto dela. Logo no dia seguinte, fomos até a Secretaria de Assuntos Civis. Antes de iniciarmos os nossos procedimentos de divórcio, o tio do meu marido apareceu e, sob o conselho dele, o meu marido decidiu não prosseguir com o divórcio.

Meu marido continuou a me oprimir e a atrapalhar a minha fé depois disso. Ele era sarcástico o tempo todo e fazia cara feia sempre que me via voltar de uma reunião. A atitude dele também foi ficando cada vez pior. Uma noite, por volta das dez horas, meu marido voltou para casa, bastante bêbado, e me levantou na cama como um maníaco, dizendo com força: “Agora que você acredita em Deus, eu não tenho mais nenhuma reputação no mundo. Todos falam da sua religião. O que os nossos amigos pensam de mim agora? Se continuar com essa coisa de Deus, você será presa e tratada pelo governo. No fim, nenhum dos membros da nossa família conseguirá andar de cabeça erguida. Você precisa parar de crer!”. Tendo a ser uma pessoa tímida, por isso fiquei assustada quando vi sua aparência feroz. Ele estava num surto de raiva e tinha bebido tanto — eu não sabia o que poderia fazer. Fiquei clamando a Deus para que Ele me protegesse e, aos poucos, consegui me acalmar. Vendo que eu ainda não estava disposta a desistir da minha fé, meu marido ficou ainda mais furioso. Ele me tirou da cama e me jogou no chão, depois me socou várias vezes no rosto, de modo que fiquei com olhos roxos. Eu lhe disse: “Não há nada de errado em ter fé. Por que me bate? Por que fica sempre do lado do Partido Comunista e me oprime?”. Ele não absorveu nada do que eu disse, apenas me levantou e me levou até à janela, agindo como um lunático. Eu estava orando a Deus no meu coração sem parar. Ele me carregou até o parapeito da janela, agarrou-me pelos tornozelos e me deixou de cabeça para baixo, com todo o meu corpo pendurado do lado de fora da janela. Então ele gritou: “Diga! Diga que desistirá da sua fé! Se não desistir, eu te jogo daqui agora mesmo!”. Morávamos no quinto andar, por isso, se ele me jogasse para baixo, isso seria o meu fim. Eu estava com tanto medo e continuei orando a Deus: “Deus! Por favor, protege-me e dá-me fé. Mesmo que eu morra hoje, não cederei a Satanás!”. Naquele momento, de repente me lembrei da experiência de Jó. Ao longo de suas provações, Deus estava de olho nele, e Satanás também estava observando. Por fim, Jó permaneceu firme em seu testemunho de Deus, e Satanás foi envergonhado e se retirou. Assim, no meu coração, gritei para Satanás: “Satanás, não me importa que tipo de táticas malignas você use contra mim — nunca trairei a Deus. Continuarei acreditando em Deus e O seguindo, mesmo que isso signifique a minha morte!”. Quando alcancei essa determinação, senti que o meu corpo ficou muito leve, e embora estivesse de cabeça para baixo, não senti o sangue acumular na minha cabeça. Era como se houvesse alguma força levantando o meu corpo. Eu sabia que o meu marido claramente não era forte o suficiente para me segurar. Essa era a proteção de Deus, e eu agradeci a Deus sem parar no meu coração. Nesse momento, os nossos filhos, que estavam na outra varanda, viram o que estava acontecendo — eles vieram correndo e começaram a bater à porta. Estavam chorando e gritando, mas meu marido tinha trancado a porta por dentro, por isso não conseguiam entrar. A nossa filha voltou para a outra varanda e gritou: “Pai, o que pensa que está fazendo?”. Ela estava chorando muito alto e continuou gritando para ele não me jogar no chão. Então, foi como se, de repente, ele caísse em si, e ele me puxou de volta para dentro. Eu estava tão cheia de gratidão a Deus. Se não fosse pela proteção de Deus, eu definitivamente teria perdido a minha vida.

Naquela noite, não consegui dormir. Estava pensando nos dias em que eu e o meu marido trabalhávamos muito juntos — sempre tínhamos nos dado tão bem, e quando ganhei minha fé, ele não me atrapalhou nem um pouco. Mas agora ele acreditava nas mentiras do Partido Comunista e me oprimia, vez após vez. Não importava como eu lhe explicasse as coisas, ele não queria ouvir e até me ameaçava com o divórcio para me obrigar a desistir da minha fé. Ele até levantou sua mão contra mim e quase me jogou de uma janela do quinto andar. Ele parecia ser uma pessoa completamente diferente. Isso era tão perturbador, era de partir o coração. Eu não entendia como meu marido pôde mudar assim. Naquele momento, lembrei-me destas palavras de Deus: “Crentes e incrédulos não são compatíveis; eles se opõem uns aos outros” e “Qualquer um que não acredite em Deus encarnado é demoníaco e, mais ainda, será destruído. […] Quem é Satanás, quem são os demônios, quem são os inimigos de Deus se não os que resistem e que não acreditam em Deus?(A Palavra, vol. 1: A aparição e a obra de Deus, “Deus e o homem entrarão em descanso juntos”). Percebi que não era o meu marido que tinha mudado como pessoa, mas que a sua essência tinha sido revelada. Ele sabia bem que a fé em Deus era uma coisa boa, mesmo assim ficou do lado do Partido Comunista, opondo-se a mim. Em sua essência, ele odiava e se opunha a Deus. Por isso ele era capaz de ser tão cruel comigo. Ele quase me matou e perdeu totalmente a razão — isso era uma manifestação de um demônio! Eu estava vivendo com um demônio que se opunha totalmente a Deus; estávamos em sendas diferentes — como, então, poderíamos ser felizes juntos? Ele havia sido bom comigo no início, mas isso só foi porque eu era a mãe de seus filhos e cuidava de todas as tarefas domésticas. Mas agora que a minha fé estava afetando os interesses dele, a sua verdadeira face estava aparecendo. Perceber isso me ajudou a ganhar discernimento sobre a verdadeira essência do meu marido e fui capaz de renunciar a ele um pouco no meu coração. Mais tarde, li isto nas palavras de Deus: “Quando Deus opera, cuida de uma pessoa, e olha para essa pessoa, e quando Ele favorece e aprova essa pessoa, Satanás também segue logo atrás, tentando enganar a pessoa e levá-la ao prejuízo. Se Deus quer ganhar essa pessoa, Satanás fará tudo em seu poder para obstruir Deus, usando vários artifícios malignos para tentar, perturbar e impedir a obra de Deus, com o intuito de atingir seu objetivo oculto. Qual é esse objetivo? Ele não quer que Deus ganhe ninguém; ele quer ter posse daqueles que Deus quer ganhar, quer controlá-los, comandá-los para que eles o adorem, para que se juntem a ele para cometer atos malignos e resistir a Deus. Não é esse o motivo sinistro de Satanás?(A Palavra, vol. 2: Sobre conhecer a Deus, “O Próprio Deus, o Único IV”). Considerei as palavras de Deus e percebi que Satanás estava usando todos os tipos de táticas malignas para sabotar a fé das pessoas, fazendo de tudo para competir com Deus pelas pessoas. Dessa forma, todos adorariam Satanás e trairiam a Deus e então perderiam a sua chance de salvação. Permanecer forte na sua fé em Deus, continuar obedecendo a Ele e permanecer firme em seu testemunho Dele é a única forma de lutar contra os truques de Satanás e de envergonhá-lo verdadeiramente. Pensei na experiência de Jó: Jó temia a Deus e evitava o mal, e assim Satanás desprezava Jó e o atacou e testou. Satanás fez com que Jó perdesse todos os seus bens e filhos, mas Jó não só não culpou a Deus, ele até louvou o nome de Deus. Então Satanás fez com que chagas cobrissem o corpo de Jó e fez com que a sua esposa o atacasse, tentando levá-lo a desistir de Deus. Jó não só não compactuou com isso, ele também repreendeu a sua esposa como uma mulher tola. Por fim, Jó deu um testemunho retumbante de Deus, e Satanás foi totalmente envergonhado. Pensei no que eu tinha experimentado, nas mentiras inventadas pelo Partido Comunista e em como ele usou o meu marido vez após vez para se opor à minha fé, tentando me levar a trair a Deus e, por fim, a ir ao Inferno e a ser punida juntamente com ele. Eu sabia que eu devia seguir o exemplo de Jó; não importava que tipo de táticas malignas Satanás usasse contra mim, eu não podia ceder; eu devia ter fé em Deus, apoiar-me Nele e permanecer firme em meu testemunho. Quando pensei isso, consegui ficar muito mais relaxada e me senti tão livre como nunca tinha me sentido antes. Depois disso, o meu marido viu que eu ainda estava comprometida a continuar a acreditar em Deus e a compartilhar o evangelho, por isso, ele deixou de se importar muito com a minha fé.

Depois disso, a minha filha fez o teste e entrou na universidade, mas o meu filho não. Meu marido queria fazer de tudo em seu poder para alistá-lo no exército. Um dia meu marido voltou e me disse com raiva: “Você e a sua mãe realmente me ferraram! Tentei alistar o nosso filho no exército, mas eles descobriram que a sua mãe é religiosa, por isso tive que dizer tudo que podia para convencê-los, além disso gastei dinheiro e lhes dei presentes para fechar o acordo. Não pense que agora está tudo bem! Se você mantiver a sua fé e o governo descobrir, o nosso filho não entrará no exército e a nossa filha não entrará na universidade. Eles não terão mais nenhum futuro. Por que você não consegue pensar no nosso lar, nos nossos filhos? Se você insistir em manter a sua fé, será impossível continuarmos juntos. Teremos que nos divorciar. Reflita bem sobre isso!”. Fiquei tão brava quando ele disse isso. O Partido Comunista é realmente maligno ao extremo — ele estava ameaçando o futuro dos meus filhos para me levar a trair a Deus. Eu o odiava do fundo do meu coração! Mas quando pensei que minha fé afetaria o futuro dos meus filhos e que eles certamente me culpariam e odiariam, fiquei muito agitada e me senti como se estivesse em dívida para com eles. Depois lembrei-me destas palavras de Deus: “A função que a pessoa exerce, o que ela faz para ganhar a vida e a quantidade de riqueza que acumula na vida não são decididos pelos pais, pelos talentos, pelos esforços ou ambições da pessoa, mas são predeterminados pelo Criador(A Palavra, vol. 2: Sobre conhecer a Deus, “O Próprio Deus, o Único III”). É verdade. O destino das pessoas está todo nas mãos de Deus, e o destino dos meus filhos também está nas mãos de Deus. Que tipo de carreira eles terão e que tipo de futuro terão, tudo isso foi determinado por Deus há muito tempo. Não é algo que eu possa manipular e não é algo em que o Partido Comunista tenha a última palavra. Além disso, mesmo que o Partido Comunista garantisse que a minha filha não entrasse na universidade e assim não encontrasse um emprego decente, isso significaria que a sua política era maligna demais — não seria culpa minha. Quando pensei nisso dessa forma, aos poucos, consegui deixar de lado as minhas preocupações e disse ao meu marido: “Refleti bem sobre o assunto. Não há nada de errado com a minha fé, mas se você tem medo de ser implicado e quer realmente se divorciar, vamos tratar da papelada”. Ele disse: “Se nos divorciarmos, você não receberá nada da propriedade da nossa família!”. Fiquei furiosa ao ouvir isso. Estávamos casados havia vinte anos, mas ele queria se divorciar só porque eu acreditava em Deus e não me daria um único centavo dos mais de um milhão de yuans em bens da nossa família. Ele queria me deixar sem nada. Isso era tão desalmado! Vi claramente o suposto afeto de casal e divorciei-me do meu marido sem qualquer hesitação.

Senti-me em paz e realmente livre quando saímos da Secretaria de Assuntos Civis. Foi Deus que me guiou passo a passo, e foi o esclarecimento das Suas palavras que me permitiu superar as provas e os ataques de Satanás. Senti tanta gratidão pela misericórdia e proteção de Deus! Na China, ter fé significa sofrer muita opressão e adversidade, mas não importa o que eu possa experimentar no futuro, tenho a certeza absoluta de que seguirei Deus até ao fim!

Todos os dias temos 24 horas e 1440 minutos. Você está disposto a dedicar 10 minutos para estudar o caminho de Deus? Você está convidado a se juntar ao nosso grupo de estudo.👇

Conteúdo relacionado

Um dever requer a verdade

Por Teresa, Filipinas Em maio de 2021, assumi um papel de liderança e a responsabilidade pelo trabalho de várias igrejas. Sentia que eu...

A comunhão deve ser sincera

Por Julia, Polônia No início de 2021, aceitei a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias. Eu participava ativamente das reuniões e lia a...

Leave a Reply

Conecte-se conosco no Whatsapp