6. O significado do sofrimento e que tipo de sofrimento os crentes em Deus devem suportar

Palavras de Deus relevantes:

Hoje, a maioria das pessoas não tem esse conhecimento. Elas acreditam que o sofrimento é sem valor, que foram renunciadas pelo mundo, que sua vida familiar tem problemas, que não são amadas por Deus e sua perspectiva é sombria. O sofrimento de algumas pessoas atinge um certo ponto e seus pensamentos se transformam em morte. Esse não é o verdadeiro amor a Deus; tais pessoas são covardes, não têm perseverança, são fracas e impotentes! Deus está ansioso para que o homem O ame, mas quanto mais o homem O ama, quanto maior o sofrimento do homem e quanto mais o homem O ama, maiores as suas provações. Se você O ama, então todo tipo de sofrimento lhe sobrevirá — e se não O ama, então, talvez tudo correrá bem para você e terá paz ao seu redor. Quando você ama a Deus, você sentirá que muita coisa ao seu redor é insuperável, e porque sua estatura é muito pequena, você será refinado; além disso, você é incapaz de satisfazer a Deus e sempre sentirá que a vontade de Deus é muito elevada, que está fora do alcance do homem. Por tudo isso, você será refinado — porque há muita fraqueza dentro de você e muita coisa que é incapaz de satisfazer a vontade de Deus, você será refinado por dentro. No entanto, vocês devem entender claramente que a purificação só é alcançada através do refinamento. Assim, durante estes últimos dias vocês devem dar testemunho de Deus. Não importa quão grande seja o sofrimento de vocês, devem continuar até o fim e, mesmo em seus últimos suspiros, ainda assim vocês devem ser fieis a Deus e ficar à mercê de Deus; só isso é realmente amar a Deus e apenas isso é o testemunho forte e retumbante.

de ‘Somente experimentando provações dolorosas é possível conhecer a beleza de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Não fique desanimado, não seja fraco; Eu revelarei a você. A estrada para o reino não é tão fácil, nada é tão simples! Vocês querem que as bênçãos venham facilmente, certo? Hoje, todos terão de enfrentar provas amargas, caso contrário seu coração amoroso por Mim não se tornará mais forte e vocês não terão por Mim um amor verdadeiro. Mesmo que sejam circunstâncias menores, todos devem passar por elas. É apenas que elas diferem em algum grau. A circunstância é uma de Minhas bênçãos. Quantos frequentemente ficam de joelhos diante de Mim, pedindo Minhas bênçãos? Crianças tolas! Sempre acham que algumas poucas palavras afortunadas podem ser Minhas bênçãos, porém não pensam que o amargor é uma das Minhas bênçãos. Aqueles que compartilham do Meu amargor certamente desfrutarão da Minha doçura. Essa é a Minha promessa e a Minha bênção para vocês.

de ‘Capítulo 41’ das declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

Quando Deus opera para refinar o homem, o homem sofre. Quanto maior for seu refinamento, quanto maior for seu amor por Deus, mais do poder de Deus é revelado nele. Quanto menor é o refinamento do homem, quanto menor é seu amor por Deus, menos do poder de Deus é revelado nele. Quanto maiores forem seu refinamento e sua dor, e quanto maior seu tormento, mais profundo será seu verdadeiro amor por Deus, mais genuína será sua fé em Deus, e mais profundo será seu conhecimento de Deus. Em suas experiências, você verá que aqueles que sofrem grande refinamento e dor, muito tratamento e disciplina sentem um profundo amor por Ele e têm um conhecimento mais profundo e penetrante de Deus. Os que não experimentaram tratamento têm somente um conhecimento superficial e podem apenas dizer: “Deus é tão bom. Ele concede graça às pessoas para que possam desfrutar Dele”. Se as pessoas experimentaram tratamento e disciplina, então são capazes de falar o verdadeiro conhecimento de Deus. Assim, quanto mais maravilhosa é a obra de Deus no homem, mais valiosa e significativa ela é. Quanto mais impenetrável ela é para você e mais incompatível com suas concepções, mais a obra de Deus é capaz de conquistá-lo, ganhá-lo e aperfeiçoá-lo. O significado da obra de Deus é tão grande! Se Ele não refinasse o homem dessa maneira, se Ele não operasse de acordo com esse método, então a obra de Deus seria ineficaz e sem significado. Essa é a razão por trás do extraordinário significado de Sua escolha de um grupo de pessoas durante os últimos dias. Foi dito antes que Deus selecionaria e ganharia esse grupo. Quanto maior a obra que Ele conduz dentro de vocês, mais profundo e mais puro o amor de vocês por Deus. Quanto maior for a obra de Deus, mais o homem é capaz de provar de Sua sabedoria e mais profundo é o conhecimento que o homem tem Dele.

de ‘Aqueles que hão de ser aperfeiçoados devem passar pelo refinamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

Você deve sofrer dificuldades pela verdade, deve se entregar à verdade, deve suportar humilhação pela verdade e, para ganhar mais da verdade, você deve passar por mais sofrimento. É isso que você deve fazer. Você não deve jogar a verdade fora em favor de uma vida familiar pacífica nem deve perder a dignidade e integridade da sua vida por causa de um prazer momentâneo. Você deve buscar tudo que é belo e bom e buscar uma senda na vida que seja mais significativa. Se você levar uma vida tão vulgar e não buscar quaisquer objetivos, você não desperdiça a vida? O que você pode ganhar com uma vida assim? Você deve abandonar todos os prazeres da carne em favor da verdade e não deve jogar fora todas as verdades em favor de um pouco de prazer. Pessoas assim não têm integridade nem dignidade; sua existência não faz sentido!

de ‘As experiências de Pedro: seu conhecimento de castigo e julgamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quando recebemos o julgamento das palavras de Deus, não devemos temer o sofrimento, nem deveríamos ter medo da dor; muito menos deveríamos temer que as palavras de Deus traspassarão nosso coração. Deveríamos ler mais de Suas declarações sobre como Ele nos julga e castiga e expõe a nossa essência corrupta. Precisamos lê-las e nos apoiarmos mais nelas. Não compare os outros com elas — comparemos nós mesmos com elas. Não nos falta nem uma única dessas coisas; todos nós podemos nos enquadrar nelas. Se você não acredita nisso, vá experimentar por sua conta. […] Devemos saber primeiramente que não importa se quaisquer de Suas palavras são fáceis de ouvir, se elas nos fazem sentir amargura ou doçura — devemos aceitar todas elas. Devemos ter essa atitude em relação às palavras de Deus. Que tipo de atitude é essa? É uma atitude de santidade? De tolerância? Ou é uma atitude de sofrimento? Eu lhes direi: não é nenhuma delas. Em nossa fé, devemos manter firmemente que as palavras de Deus são a verdade. Já que sem dúvida elas são a verdade, deveríamos aceitá-las racionalmente. Sendo ou não capazes de reconhecê-las ou admiti-las, a nossa primeira atitude para com as palavras de Deus deveria ser a de aceitação absoluta.

de ‘A importância e a senda de buscar a verdade’ em “Registros das falas de Cristo”

Amar a Deus requer buscar a vontade de Deus em todas as coisas, e que você sonde profundamente quando algo acontecer com você, tentando entender a vontade de Deus, tentando ver qual é a vontade Dele nesta questão, o que Ele deseja que você realize e como você deve estar atento à Sua vontade. Por exemplo: acontece algo que exige que você enfrente dificuldades, momento em que você deve entender o que é a vontade de Deus e como deve estar atento a ela. Você não deve satisfazer a si mesmo: em primeiro lugar, ponha-se de lado. Nada é mais desprezível que a carne. Você deve procurar satisfazer a Deus e cumprir seu dever. Com tais pensamentos, Deus trará iluminação especial a você neste assunto e seu coração também será consolado. Seja grande ou pequeno, quando alguma coisa acontecer com você, você deve primeiramente pôr-se de lado e considerar a carne como a mais baixa de todas as coisas. Quanto mais você satisfaz a carne, mais liberdades ela toma; se você a satisfizer dessa vez, da próxima vez ela pedirá mais e, continuando assim, você passa a amar a carne ainda mais. A carne sempre terá desejos extravagantes, sempre pedindo que você a satisfaça e que a gratifique internamente, seja nas coisas que você come, o que veste, perdendo as estribeiras ou cedendo às suas próprias fraquezas e preguiça… Quanto mais você satisfaz a carne, maiores são os desejos dela e mais debochada ela se torna, até chegar ao ponto em que a carne das pessoas abriga concepções ainda mais profundas, desobedece a Deus, se exalta e duvida da obra de Deus. […] Assim, você deve se rebelar contra a carne e não ceder a ela: “Meu esposo (minha esposa), os filhos, as perspectivas, o casamento, a família — nenhum deles importa! No meu coração há somente Deus, e devo tentar o meu melhor para satisfazer a Deus e não satisfazer a carne”. Você deve ter essa resolução. Se você sempre tiver tal resolução, então, quando praticar a verdade e se colocar de lado, conseguirá fazer isso com pouco esforço.

de ‘Apenas amando a Deus é que verdadeiramente se crê em Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Se você ganhará vida diante de Deus e qual será o seu destino final dependerá de como você realiza sua rebelião contra a carne. Deus salvou, escolheu e predestinou você, mas se hoje você não O quiser satisfazer, não está disposto a praticar a verdade, não está disposto a se rebelar contra a sua própria carne com um coração que verdadeiramente ama a Deus, por fim, você se destruirá, e suportará uma dor extrema. Se você sempre ceder à carne, Satanás gradualmente engolirá você por dentro e o deixará sem vida ou sem o toque do Espírito, até que chegue o dia em que você estará completamente escuro por dentro. Quando você vive na escuridão, terá sido levado cativo por Satanás, não terá mais a Deus em seu coração e, nesse momento, negará a existência de Deus e O abandonará. Assim, se você deseja amar a Deus, deve pagar o preço da dor e suportar as dificuldades. Não há necessidade de fervor e sofrimentos externos, de ler mais e fazer mais; em vez disso, você deve deixar de lado as coisas dentro de você: os pensamentos extravagantes, os interesses pessoais e suas próprias considerações, concepções e motivações. Essa é a vontade de Deus.

de ‘Apenas amando a Deus é que verdadeiramente se crê em Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Deus pede que as pessoas coloquem a verdade em prática, principalmente, para lidar com as coisas no interior delas, para lidar com seus pensamentos e concepções que não são segundo o coração de Deus. O Espírito Santo toca as pessoas no coração delas e as esclarece e ilumina. Assim, por trás de tudo que acontece está uma batalha: toda vez que as pessoas colocam a verdade em prática, ou praticam o amor a Deus, há uma grande batalha, e embora tudo pareça bem com a carne, no fundo do coração uma batalha de vida ou morte estará acontecendo — e somente após essa intensa batalha, depois de muita reflexão, pode a vitória ou a derrota ser decidida. Não se sabe se deve rir ou chorar. Muitas das motivações dentro das pessoas estão erradas, ou muito da obra de Deus vai contra as concepções delas, e quando as pessoas colocam a verdade em prática, uma grande batalha é travada nos bastidores. Tendo colocado essa verdade em prática, nos bastidores as pessoas terão derramado incontáveis lágrimas de tristeza antes de finalmente decidirem satisfazer a Deus. É por causa dessa batalha que as pessoas enfrentam o sofrimento e o refinamento; isso é sofrimento verdadeiro. Quando a batalha vier sobre você, se você conseguir realmente ficar do lado de Deus, conseguirá satisfazer a Deus. Sofrer no curso da prática da verdade é inevitável; se, quando colocassem a verdade em prática, tudo dentro deles estivesse certo, não precisariam ser aperfeiçoados por Deus, não haveria batalha, e eles não sofreriam. É por causa das várias coisas que há dentro das pessoas que não são apropriadas para o uso de Deus, e muito do caráter rebelde da carne, que as pessoas precisam aprender a lição de se rebelar contra a carne com mais profundidade. Isto é o que Deus chama de sofrimento que Ele pediu ao homem para passar com Ele.

de ‘Apenas amando a Deus é que verdadeiramente se crê em Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Em sua crença em Deus, o que as pessoas buscam é obter bênçãos para o futuro; esse é o objetivo delas em sua fé. Todas as pessoas têm essa intenção e essa esperança, mas a corrupção na natureza delas deve ser resolvida por meio de provações. Em quaisquer aspectos que você não esteja purificado, esses são os aspectos nos quais você deve ser refinado — esse é o arranjo de Deus. Deus cria um ambiente para você, forçando-o a ser refinado ali para que você possa conhecer a sua própria corrupção. No fim, você chega a um ponto no qual preferiria morrer e desistir de seus esquemas e desejos, e se submeter à soberania e ao arranjo de Deus. Portanto, se não têm vários anos de refinamento, se não suportam certa quantidade de sofrimento, as pessoas não serão capazes de se livrar do cativeiro da corrupção da carne em seus pensamentos e em seu coração. Em quaisquer aspectos que você ainda esteja sujeito ao cativeiro de Satanás, em quaisquer aspectos que você ainda tenha desejos próprios e exigências próprias, esses são os aspectos nos quais você deve sofrer. Só por meio do sofrimento as lições podem ser aprendidas, lições essas que significam ser capaz de ganhar a verdade e entender a vontade de Deus. De fato, muitas verdades são entendidas por meio de vivenciar provações dolorosas. Ninguém pode entender a vontade de Deus, reconhecer a onipotência e a sabedoria de Deus nem apreciar o caráter justo de Deus quando está em um ambiente confortável e tranquilo ou quando as circunstâncias são favoráveis. Isso seria impossível!

de ‘Como satisfazer a Deus em meio a provações’ em “Registros das falas de Cristo”

Deus opera em cada pessoa, e não importa qual seja Seu método, de que tipo de pessoas, coisas ou problemas Ele faça uso para fazer serviço, ou que tipo de tom Suas palavras tenham, Ele só tem um objetivo final: salvar você. Antes de salvar você, Ele precisa transformá-lo, então como você poderia não sofrer um pouco? Você vai ter que sofrer. Esse sofrimento pode envolver muitas coisas. Às vezes, Deus levanta as pessoas, as questões e as coisas ao seu redor de modo que você possa vir a se conhecer, ou então você pode ser diretamente lidado, podado e exposto. Assim como alguém em uma mesa de cirurgia — você precisa passar por um pouco de dor para um bom desfecho. Se, toda vez que você é podado e lidado e toda vez que Ele levanta pessoas, questões e coisas, provocar seus sentimentos e lhe der um impulso, então isso está correto, e você terá estatura e entrará na realidade da verdade. Se, toda vez que você é podado e lidado, toda vez que Deus levanta seu ambiente, você não sente dor ou um desconforto que seja, se não sente absolutamente nada, se não vem diante de Deus para buscar Sua vontade, nem orando nem buscando a verdade, então de fato você está entorpecido demais! Se uma pessoa estiver muito entorpecida e nunca ser espiritualmente consciente, então Deus não terá como operar nela. Ele dirá: “Essa pessoa está entorpecida demais e foi corrompida muito profundamente. Eu fiz tantas coisas nela e empreguei tanto esforço, mesmo assim não consigo atrair seu coração, nem consigo despertar seu espírito. Isso é tão penoso e difícil de operar”. Se Deus arranja certos ambientes, pessoas, coisas e objetos para você, se Ele o poda e lida com você e se você aprende lições com isso, se aprendeu a vir diante de Deus, aprendeu a buscar a verdade, e, involuntariamente, é esclarecido e iluminado e alcança a verdade, se experimentou uma mudança nesses ambientes, colheu recompensas e fez progresso, se começa a ter uma pequena compreensão da vontade de Deus e deixa de reclamar, então tudo isso significará que você permaneceu firme em meio às provações desses ambientes e resistiu ao teste. Desse modo, você terá transposto essa experiência difícil.

de ‘A fim de alcançar a verdade, você deve aprender com as pessoas, questões e coisas ao seu redor’ em “Registros das falas de Cristo”

Anterior : 5. A fé em Deus não deve ser apenas para buscar paz e bênçãos

Próximo : 7. Os crentes em Deus devem se preparar para seu destino com boas ações suficientes

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

2. Quais são as diferenças entre as palavras das pessoas usadas por Deus através dos tempos, que condizem com a verdade, e as palavras do Próprio Deus?

As palavras do Deus encarnado iniciam uma nova era, guiam toda a humanidade, revelam mistérios e mostram ao homem a direção à frente em uma nova era. O esclarecimento obtido pelo homem nada mais é do que simples prática ou conhecimento. Não pode guiar a humanidade inteira rumo a uma nova era nem revelar os mistérios do Próprio Deus. Deus, afinal, é Deus, e o homem é o homem. Deus tem a substância de Deus, e o homem tem a substância do homem.

1. Por que o Senhor Jesus amaldiçoou os fariseus? Qual era a essência dos fariseus?

Eles condenaram e blasfemaram contra o Senhor Jesus Cristo. A essência de sua resistência e blasfêmia contra Deus era inteiramente a mesma que a essência de Satanás e a resistência e blasfêmia do diabo contra Deus. Eles não apenas representavam humanos corruptos, porém mais ainda, eram a personificação de Satanás. Eram um canal para Satanás entre a humanidade, e eram os cúmplices e mensageiros de Satanás. A essência da sua blasfêmia e sua difamação do Senhor Jesus Cristo era a luta que travavam com Deus pelo prestígio, sua disputa com Deus, seus intermináveis testes de Deus.

Pergunta 1: Vocês atestam que o Senhor Jesus voltou como ninguém menos que Deus Todo-Poderoso, que expressou a verdade realizando o julgamento nos últimos dias.Como isso é possível? O Senhor realmente virá para nos levar para o reino dos céus. Como ele pôde nos deixar para trás para fazer o julgamento nos últimos dias? Eu acho que ao acreditarmos no Senhor Jesus e recebermos a obra do Espírito Santo, já vivenciamos o julgamento de Deus. Existe comprovação nas palavras do Senhor Jesus: “Pois se eu não for, o Ajudador não virá a vós; mas, se eu for, vo-lo enviarei. E quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo” (João 16:7-8). Nós achamos que depois que o Senhor Jesus ressuscitou e ascendeu ao céu, o pentecoste do Espírito Santo desceu para agir nas pessoas. Isso já tinha feito as pessoas se culparem pelos seus pecados, pela justiça e julgamento. Quando nos confessamos e nos arrependemos diante do Senhor, vivenciamos de fato o julgamento do Senhor. a obra do Senhor Jesus fosse a obra de redenção, depois que Ele ascendeu aos céus, a obra feita pelo Espírito Santo, que desceu no pentecoste deveria ser o julgamento de Deus nos últimos dias. Se não fosse pelo julgamento, como seria “convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo”? Além disso, como fiéis do Senhor, somos sempre tocados, repreendidos e disciplinados pelo Espírito Santo. Então, diante do Senhor, sempre estamos chorando e nos arrependendo. As boas condutas geradas são como fomos transformados pela nossa fé no Senhor. Não são o resultado da vivência do julgamento de Deus? O julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias de que falam, como ele se diferencia da obra do Senhor Jesus?

Resposta: Já que vocês reconheceram que o Senhor Jesus fez foi a obra de redenção, e a forma que Ele expôs é “Arrependei-vos, porque é...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Conteúdos

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro