217 Estou tão arrependido

Ouvi que Deus voltará para Sião e não sei como devo me sentir.

Tenho acreditado em Deus por muitos anos, mas nunca cumpri bem o meu dever, sinto um arrependimento tão profundo em meu coração.

Desfrutei tanto do amor de Deus, mas nunca retribuí qualquer coisa.

Deus me deu tantas oportunidades de praticar, mas eu as abordei todas de maneira desleixada e, em vez disso,

decididamente busquei status, fama e fortuna e fiz planos para o meu destino futuro.

Cheio de desejos extravagantes, não tinha vergonha nenhuma e gastei tanto tempo valioso.

E agora Deus está prestes a nos deixar, estou tão arrependido.

Mesmo tendo lido muitas das palavras de Deus, eu me satisfazia com o mero entendimento de doutrina.

Refletindo sobre minhas próprias ações, posso ver que não possuo nenhuma realidade da verdade.

Olho para minha própria natureza e essência e vejo que não amo a verdade.

Como poderei recuperar o que já passou? Temo que Deus tenha me abandonado.

Estou tão arrependido. Por que não aceitei o julgamento e castigo de Deus quando li Suas palavras?

Não sei se meu arrependimento veio tarde demais, estou tão arrependido.

Não sei se Deus me dará outra chance, estou tão arrependido.

Anterior: 216 Ó Deus, não posso Te deixar

Próximo: 218 Canção do retorno do filho pródigo

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro