Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Declarações de Cristo dos últimos dias

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Busca por

Nenhum resultado encontrado

Somente aqueles que conhecem Deus e Sua obra podem satisfazer Deus

Velocidade

`

Somente aqueles que conhecem Deus e Sua obra podem satisfazer Deus

A obra do Deus encarnado inclui duas partes. Na primeira vez que Ele Se tornou carne, as pessoas não acreditaram Nele e nem O conheceram e pregaram Jesus na cruz. Na segunda vez, as pessoas também não acreditaram Nele e tampouco O conheceram. e mais uma vez pregaram Cristo na cruz. O homem não é inimigo de Deus? Se o homem não O conhece, como poderia ser íntimo de Deus? E como ele poderia ser qualificado para testemunhar a Deus? Amar a Deus, servir a Deus e glorificar a Deus – não são mentiras enganosas? Se dedica sua vida a essas coisas pouco realistas e impraticáveis, você não está trabalhando em vão? Como você poderia ser íntimo de Deus quando nem mesmo sabe quem é Deus? Essa busca não é vaga e abstrata? Não é enganosa? Como alguém pode ser íntimo de Deus? Qual é o significado prático de ser íntimo de Deus? Você pode ser íntimo do Espírito de Deus? Você consegue ver o quão grande e exaltado é o Espírito? Ser íntimo de um Deus invisível e intangível – isso não é vago e abstrato? Qual é o significado prático dessa busca? Não é tudo mentira enganosa? O que você busca é tornar-se íntimo de Deus, no entanto, de fato você é o cachorrinho de colo de Satanás, pois você não conhece Deus e busca o inexistente “Deus de todas as coisas”, que é invisível, intangível e de suas próprias concepções. Vagamente falando, tal “Deus” é Satanás, e praticamente falando, é você mesmo. Você procura ser íntimo de si mesmo, mas ainda diz que deseja ser íntimo de Deus – isso não é blasfêmia? Qual é o valor dessa busca? Se o Espírito de Deus não Se tornasse carne, a substância de Deus seria meramente um espírito de vida invisível e intangível, sem forma e amorfo, não material, inacessível e incompreensível para o homem. Como o homem poderia ser íntimo de um Espírito incorpóreo, maravilhoso e insondável como esse? Isso não é uma piada? Esse raciocínio absurdo é inválido e impraticável. O homem criado é de um tipo inerentemente diferente do Espírito de Deus, então, como os dois poderiam ser íntimos? Se o Espírito de Deus não se realizasse na carne, se Deus não Se tornasse carne e Se humilhasse, tornando-Se uma criatura, o homem criado seria desqualificado e incapaz de ser íntimo Seu, e fora os crentes piedosos que podem ter a possibilidade de ser íntimos de Deus depois que suas almas entrarem no céu, a maioria das pessoas não conseguiria se tornar íntima do Espírito de Deus. E se o homem deseja tornar-se íntimo de Deus no céu sob a orientação do Deus encarnado, não é ele um não humano incrivelmente tolo? O homem apenas busca “fidelidade” a um Deus invisível e não presta a mínima atenção ao Deus que pode ser visto, pois é muito fácil perseguir um Deus invisível – o homem pode fazê-lo como lhe interessar. Mas, a busca do Deus visível não é tão fácil assim. O homem que busca um Deus vago é absolutamente incapaz de ganhar Deus, pois as coisas vagas e abstratas são todas imaginadas pelo homem e incapazes de ser ganhas por ele. Se o Deus que veio entre vocês fosse um Deus elevado e exaltado, inacessível para vocês, como vocês poderiam entender Sua vontade? E como poderiam conhecê-Lo e entendê-Lo? Se Ele apenas realizasse a Sua obra e não tivesse contato normal com o homem, ou não possuísse humanidade normal e fosse inacessível aos meros mortais, mesmo que Ele tenha trabalhado muito para você e você não tivesse contato com Ele e não conseguisse vê-Lo, como você poderia conhecê-Lo? Se não fosse por essa carne possuída de humanidade normal, o homem não teria como conhecer Deus; é somente por causa da encarnação de Deus que o homem está qualificado para ser íntimo desse Deus na carne. O homem torna-se íntimo de Deus porque entra em contato com Ele, porque o homem vive junto com Ele e mantém Sua companhia, conhecendo-O gradualmente. Se não fosse assim, a busca do homem não seria em vão? Ou seja, não é completamente devido à obra de Deus que o homem pode ser íntimo de Deus, mas por causa da realidade e da normalidade do Deus encarnado. É somente porque Deus Se torna carne que o homem tem a chance de cumprir seu dever e de adorar o verdadeiro Deus. Essa não é a verdade mais realista e prática? Agora, você ainda deseja ser íntimo de Deus no céu? Somente quando Deus Se humilha a um certo ponto, isto é, somente quando Deus Se torna carne, o homem pode ser íntimo Seu e confidente. Deus é do Espírito: como o homem é qualificado para ser íntimo desse Espírito, que é tão exaltado e insondável? Somente quando o Espírito de Deus desce na carne e Se torna uma criatura com a mesma forma exterior que o homem, este pode entender Sua vontade e, de fato, ser ganho por Ele. Ele fala e trabalha na carne, compartilha as alegrias, tristezas e tribulações do homem, vive no mesmo mundo que o homem, protege o homem e o orienta, e por meio disso Ele o purifica e permite-lhe ganhar a Sua salvação e Sua bênção. Tendo ganhado essas coisas, o homem realmente entende a vontade de Deus, e só então, ele pode ser íntimo de Deus. Somente isso é prático. Se Deus fosse invisível e intangível para o homem, como o homem poderia ser íntimo Dele? Essa não é doutrina vazia?

Na sua crença em Deus, hoje, muitas pessoas ainda perseguem o que é vago e abstrato. Elas não têm conhecimento da realidade da obra de Deus hoje, e ainda vivem entre letras e doutrinas. Além disso, a maioria ainda não entrou na realidade de frases novas, como “nova geração daqueles que amam a Deus”, “íntimo de Deus”, “exemplo e modelo no amor a Deus”, “estilo de Pedro”; em vez disso, sua busca ainda é vaga e abstrata, eles ainda tateiam na doutrina e não compreendem a realidade dessas palavras. Quando o Espírito de Deus Se torna carne, você pode ver e tocar Sua obra na carne. No entanto, se você ainda é incapaz de se tornar íntimo Dele, se você ainda não consegue ser Seu confidente, como poderia ser confidente do Espírito de Deus? Se você não conhece o Deus de hoje, como pode ser da nova geração daqueles que amam a Deus? Estas não são letras vazias e doutrinas? Você é capaz de ver o Espírito e entender Sua vontade? Essas palavras não são vazias? Não é suficiente para você simplesmente falar essas frases e termos e nem você pode alcançar a satisfação de Deus apenas através de resolução. Você está satisfeito só com falar essas palavras e faz isso para satisfazer seus próprios desejos, satisfazer seus próprios ideais irrealistas e suas próprias concepções e pensamentos. Se você não conhece o Deus de hoje, independentemente do que faça, não será capaz de satisfazer o desejo do coração de Deus. O que significa ser um confidente de Deus? Você ainda não entende isso? Dado que o íntimo de Deus é o homem, Deus também é homem, isto é, Deus Se tornou carne, Se tornou homem. Somente aqueles que são do mesmo tipo podem se chamar de confidentes, só, então, eles podem ser considerados íntimos. Se Deus fosse do Espírito, como o homem criado poderia se tornar íntimo Dele?

Sua crença em Deus, sua busca da verdade e até mesmo a maneira como você se comporta devem ser baseadas na realidade: tudo o que você faz deve ser prático e você não deve perseguir coisas tão ilusórias e fantasiosas. Não há valor em se comportar dessa maneira e, além disso, não tem significado para tal vida. Porque sua busca e sua vida são passadas no meio de nada mais que falsidade e engano, e você não persegue coisas que têm valor e significado, a única coisa que você ganha é um raciocínio absurdo e uma doutrina que não são verdadeiros. Tais coisas não têm relação com o significado e o valor de sua existência, e só podem levá-lo a um reino vazio. Dessa forma, toda sua vida será sem qualquer valor ou significado – e se você não buscar uma vida de significado, poderia viver cem anos e seria tudo em vão. Como isso poderia ser chamado de vida humana? Não é, realmente, a vida de um animal? Da mesma forma, se vocês tentarem seguir o caminho da crença em Deus, mas não tentarem procurar o Deus visível e em vez disso adorarem um Deus invisível e intangível, essa busca não será ainda mais inútil? No final, sua busca se tornará um monte de ruínas. Qual o benefício dessa busca para você? O maior problema com o homem é que ele só ama coisas que não pode ver ou tocar, coisas que são sumamente misteriosas e maravilhosas, e que são inimagináveis pelo homem e inatingíveis por meros mortais. Quanto mais irrealistas são essas coisas, mais elas são analisadas pelo homem, que assim mesmo as persegue alheio a tudo, e se engana de que é capaz de ganhá-las. Quanto mais irrealistas são, mais de perto o homem as examina e analisa, chegando até a inventar suas próprias ideias exaustivas sobre elas. Pelo contrário, quanto mais realistas são, mais o homem se torna desdenhoso delas; ele simplesmente torce o nariz para elas e até mesmo as despreza. Essa não é, precisamente, a atitude de vocês em relação à obra realista que faço hoje? Quanto mais realistas essas coisas são, mais preconceituosos vocês são contra elas. Vocês não poupam tempo para examiná-las, mas simplesmente as ignoram; vocês desdenham dessas exigências realistas e diretas e até mesmo abrigam muitas concepções sobre esse Deus que é tão real, e são simplesmente incapazes de aceitar Sua realidade e normalidade. Dessa forma, vocês não acreditam em meio à imprecisão? Vocês têm uma crença inabalável sobre o vago Deus de épocas passadas e nenhum interesse pelo Deus real de hoje. Isso não seria porque o Deus de ontem e o Deus de hoje pertencem a duas eras diferentes? Não seria também porque o Deus de ontem é o exaltado Deus do céu, enquanto o Deus de hoje é um homem pequeno na terra? Não seria, ainda mais, porque o Deus adorado pelo homem é aquele produzido por suas concepções, enquanto o Deus de hoje é uma carne real produzida na terra? No final das contas, não seria porque o Deus de hoje é real demais que o homem não o persegue? Pois o que o Deus de hoje pede ao homem é precisamente o que o homem não está disposto a realizar, e que o faz sentir-se envergonhado. Isso não torna as coisas difíceis para o homem? Isso não mostra suas cicatrizes? Dessa forma, muitos dos que não perseguem a realidade tornam-se inimigos do Deus encarnado e tornam-se anticristos. Esse não é um fato óbvio? No passado, quando Deus ainda não tinha Se tornado carne, você pode ter sido uma figura religiosa ou um crente devoto. Depois que Deus Se tornou carne, muitos crentes devotos tornaram-se inconscientemente o anticristo. Você sabe o que está acontecendo aqui? Na sua crença em Deus, você não se concentra na realidade ou persegue a verdade, mas fica obcecado por falsidades – essa não é a fonte mais clara de sua inimizade para com o Deus encarnado? O Deus encarnado é chamado de Cristo, então, todos aqueles que não acreditam no Deus encarnado não seriam o anticristo? E além disso, esse que você acredita e ama verdadeiramente é esse Deus na carne? É realmente esse Deus vivo que respira que é o mais realista e extraordinariamente normal? Qual é exatamente o objetivo de sua busca? Está no céu ou na terra? É uma concepção ou é a verdade? É Deus ou algum ser sobrenatural? De fato, a verdade é o mais real dos aforismos da vida e o mais alto de tais aforismos entre toda a humanidade. Porque ela é a exigência que Deus faz ao homem e é a obra realizada pessoalmente por Deus, é chamada de aforismo da vida. Não é um aforismo resumido de alguma coisa, nem uma citação famosa de uma grande pers0nalidade; em vez disso, é a declaração para a humanidade do Mestre dos céus e da terra e de todas as coisas e não algumas palavras resumidas pelo homem, mas a vida inerente de Deus. E assim é chamado o mais alto de todos os aforismos da vida. A busca do homem de colocar a verdade em prática é o desempenho de seu dever, isto é, a busca de satisfazer a exigência de Deus. A essência desse requisito é a mais real de todas as verdades, em vez de uma doutrina vazia que não pode ser alcançada por ninguém. Se a sua busca não é senão doutrina e não contém realidade, você não está se rebelando contra a verdade? Você não é alguém que ataca a verdade? Como alguém assim poderia buscar amar a Deus? Pessoas que estão fora da realidade são aquelas que traem a verdade e são todas inerentemente rebeldes!

Independentemente de como você busca, deve, acima de tudo, entender a obra que Deus realiza hoje, e deve conhecer o significado dessa obra. Você deve entender e saber qual obra Deus traz quando Ele vem nos últimos dias, que caráter Ele traz e o que será completado no homem. Se você não conhece ou compreende a obra que Ele veio fazer na carne, como pode entender Sua vontade e como pode se tornar íntimo Dele? Na verdade, ser íntimo de Deus não é complicado, mas tampouco é simples. Se o homem pode perceber, ele pode implementar e, assim, não é complicado; se o homem não pode perceber, é muito mais difícil e, além disso, o homem se torna propenso a buscar em meio à imprecisão. Se, na busca de Deus, o homem não tem uma posição própria em que permanecer e não sabe a qual verdade ele deve se apegar, isso significa que ele não tem fundamento e, por isso, não é fácil para ele permanecer firme. Hoje, existem muitos que não entendem a verdade, que não podem distinguir entre o bem e o mal ou dizer o que amar ou odiar. Essas pessoas dificilmente podem permanecer firmes. Fundamental para a crença em Deus é poder colocar a verdade em prática, prezar a vontade de Deus, conhecer a obra de Deus sobre o homem quando Ele Se manifesta na carne e os princípios pelos quais Ele fala; não siga as massas, e você deve ter princípios em que se aprofundar e aos quais se mantenha firme. Apegar-se firmemente a essas coisas iluminadas dentro de você por Deus será de grande ajuda para você. Senão, hoje você se voltará para um lado, amanhã se voltará para outro e nunca ganhará nada real. Ser assim não é benéfico para sua própria vida. Aqueles que não entendem a verdade sempre seguem os outros: se as pessoas dizem que essa é a obra do Espírito Santo, você também diz que essa é a obra do Espírito Santo; se as pessoas dizem que é a obra de um espírito maligno, você também fica em dúvida ou diz que essa é a obra de um espírito maligno. Você sempre papagueia as palavras dos outros e é incapaz de distinguir qualquer coisa por si mesmo, e nem é capaz de pensar por si mesmo. Isso é alguém sem uma posição, que é incapaz de diferenciar as coisas – essa pessoa é um miserável sem valor! Tais pessoas sempre repetem as palavras dos outros: diz-se hoje que essa é a obra do Espírito Santo, mas é provável que um dia alguém diga que não é a obra do Espírito Santo, mas nada exceto atos do homem – mas você não pode discernir isso, e quando testemunha isso ser ditto por outros, você diz a mesma coisa. Na verdade, é a obra do Espírito Santo, mas você diz que é a obra do homem; será que você não se tornou uma daquelas pessoas que blasfemam contra a obra do Espírito Santo? Dessa forma, você não se opôs a Deus porque não consegue diferenciar as coisas? Quem sabe, talvez, um dia apareça um tolo dizendo que “essa é a obra de um espírito maligno” e, quando você ouvir essas palavras, você ficará perplexo e mais uma vez preso pelas palavras dos outros. Toda vez que alguém gera distúrbios, você é incapaz de manter sua posição e isso tudo porque você não tem a verdade. Acreditar em Deus e perseguir o conhecimento de Deus não é uma questão simples. Essas coisas não podem ser alcançadas simplesmente reunindo-se e ouvindo a pregação, e você não pode ser aperfeiçoado apenas pela paixão. Você deve experimentar, conhecer, e ter princípios em suas ações, e ganhar a obra do Espírito Santo. Quando você tiver passado por essas experiências, poderá diferenciar muitas coisas – você poderá distinguir entre o bem e o mal, entre a justiça e a maldade, entre o que é da carne, do sangue e o que é da verdade. Você deve ser capaz de distinguir entre todas essas coisas e, ao fazê-lo, independentemente das circunstâncias, você nunca se perderá. Apenas essa é a sua verdadeira estatura. Conhecer a obra de Deus não é uma questão simples: você deve ter padrões e um objetivo em sua busca, deve saber como procurar o verdadeiro caminho e como avaliar se esse é ou não o verdadeiro caminho, e se é ou não a obra de Deus. Qual é o princípio mais básico na busca do caminho verdadeiro? Você deve ver se é ou não a obra do Espírito Santo, se essas palavras são ou não a expressão da verdade, a quem se dá testemunho e o que isso pode lhe trazer. Distinguir entre o caminho verdadeiro e o caminho falso requer vários aspectos do conhecimento básico e o mais fundamental é saber se existe ou não a obra do Espírito Santo. Pois a substância da crença do homem em Deus é a crença no Espírito de Deus e até a sua crença no Deus encarnado é porque essa carne é a encarnação do Espírito de Deus, o que significa que essa crença ainda é a crença no Espírito. Existem diferenças entre o Espírito e a carne, mas porque essa carne vem do Espírito e a Palavra Se torna carne, o que o homem crê é ainda a substância inerente de Deus. E assim, ao distinguir se é ou não o verdadeiro caminho, acima de tudo você deve ver se é ou não a obra do Espírito Santo, e depois ver se existe verdade nesse caminho. Essa verdade é o caráter da vida da humanidade normal, isto é, o que era exigido do homem quando Deus o criou, no começo, ou seja, tudo referente à humanidade normal (incluindo o sentido humano, a percepção, a sabedoria e o conhecimento básico de ser homem). Ou seja, você deve ver se esse caminho leva o homem a uma vida de humanidade normal, se a verdade da qual se fala é exigida ou não de acordo com a realidade da humanidade normal, se essa verdade é ou não prática e real, e se é ou não oportuna. Se existe verdade, ela é capaz de levar o homem a experiências normais e reais; o homem, além disso, se torna cada vez mais normal, seu sentido humano se torna cada vez mais completo, a vida do homem na carne e a vida espiritual se tornam cada vez mais ordenadas e as emoções do homem se tornam cada vez mais normais. Este é o segundo princípio. Existe um outro princípio, que é se o homem tem ou não um conhecimento crescente de Deus, se experimentar ou não essa obra e verdade pode inspirar o amor a Deus nele e o aproximá-lo ainda mais de Deus. Nisso se pode avaliar se esse é ou não o caminho verdadeiro. O mais fundamental é se esse caminho é realista em vez de sobrenatural, e se é ou não capaz de prover a vida do homem. Se estiver em conformidade a esses princípios, pode-se concluir que esse é o verdadeiro caminho. Eu não digo essas palavras para que vocês aceitem outros caminhos em suas experiências futuras, nem como uma previsão de que haverá a obra de uma nova era no futuro. Eu digo isso para que vocês estejam certos de que o caminho de hoje é o caminho verdadeiro, de modo que vocês não terão apenas meias certezas em suas crenças em relação à obra de hoje nem serão incapazes de compreender isso. Existem até mesmo muitos que, apesar de terem certeza, continuam confusos; essa certeza não tem nenhum princípio e eles devem ser eliminados mais cedo ou mais tarde. Mesmo aqueles que são especialmente ardentes em suas crenças, são três partes seguros e cinco partes inseguros, o que mostra que elas não têm fundamento. Porque os calibres de vocês são muito pobres e seus alicerces são muito superficiais, vocês não têm compreensão da diferenciação. Deus não repete Sua obra, Ele não realiza uma obra que não é realista, Ele não faz exigências excessivas ao homem e Ele não realiza obra que esteja além do sentido do homem. Toda a obra que Ele realiza está dentro do alcance do sentido normal do homem e não excede o sentido da humanidade normal, e sua obra está de acordo com os requisitos normais do homem. Se é a obra do Espírito Santo, o homem se torna cada vez mais normal e sua humanidade se torna cada vez mais normal. O homem tem um conhecimento cada vez maior de seu caráter, que foi corrompido por Satanás, e da essência do homem, e ele tem um desejo cada vez maior pela verdade. Ou seja, a vida do homem progride e o caráter corrupto do homem torna-se capaz de passar por cada vez mais mudanças – sendo que todas são o significado de Deus tornar-Se a vida do homem. Se um caminho é incapaz de revelar aquelas coisas que são a essência do homem, é incapaz de mudar o caráter do homem e, além disso, é incapaz de trazê-lo diante de Deus ou de lhe dar uma verdadeira compreensão de Deus, e até faz com que sua humanidade se torne cada vez mais baixa e seu sentido cada vez mais anormal, esse não deve ser o caminho verdadeiro e pode ser a obra de um espírito maligno ou o caminho antigo. Resumindo, não pode ser o trabalho atual do Espírito Santo. Vocês acreditaram em Deus durante todos esses anos, mas não têm ideia dos princípios para diferenciar entre o caminho verdadeiro e o caminho falso ou buscar o caminho verdadeiro. A maioria das pessoas sequer está interessada nesses assuntos; elas simplesmente vão aonde a maioria vai e repetem o que a maioria diz. Como é essa pessoa que busca o verdadeiro caminho? E como essa pessoa pode encontrar o verdadeiro caminho? Se compreender esses vários princípios fundamentais, então, o que quer que aconteça, você não será enganado. Hoje, é crucial que o homem seja capaz de fazer distinções, e isso é o que a humanidade normal deve ter e o que o homem deve ter em sua experiência. Se mesmo hoje o homem ainda nada distingue em seu seguir e seu sentido humano ainda não cresceu, o homem é muito insensato e sua busca é equivocada e desviada. Não há a menor diferenciação em sua busca hoje, e enquanto isso for verdade, como você diz, você encontrou o verdadeiro caminho, mas você o alcançou? Você conseguiu distinguir algo? Qual é a substância do caminho verdadeiro? No caminho verdadeiro, você não alcançou o caminho verdadeiro, você nada obteve da verdade, ou seja, você não conseguiu o que Deus exige de você e, portanto, não houve mudanças na sua corrupção. Se prosseguir dessa forma, você será eliminado, no final. Tendo seguido até hoje, você deve ter certeza de que o caminho que você tomou é o caminho certo e não deve ter mais dúvidas. Muitas pessoas são sempre incertas e param de perseguir a verdade por causa de pequenas questões. Tais pessoas são aquelas que não têm conhecimento da obra de Deus e que seguem Deus em confusão. As pessoas que não conhecem a obra de Deus são incapazes de ser íntimos Dele ou de dar testemunho a Ele. Eu recomendo àqueles que só procuram as bênçãos e só buscam o que é vago e abstrato, que busquem a verdade o mais rápido possível para que suas vidas possam ter significado. Não se enganem mais!

Anterior:Como o homem que definiu Deus de acordo com as suas concepções pode receber as revelações de Deus?

Próximo:A diferença entre o ministério do Deus Encarnado e o dever do homem

Coisas que talvez lhe interessem