Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

As ovelhas de Deus ouvem a voz de Deus

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Capítulo 7 Diversos outros aspectos das verdades que são o mínimo que deve ser entendido pelos novos crentes

4. A decência santa que os crentes devem possuir

Palavras de Deus relevantes:

A humanidade normal inclui estes aspectos: percepção, senso, consciência e caráter. Se você puder atingir normalidade em cada um desses aspectos, sua humanidade está dentro do padrão. Você deve ter a aparência de um ser humano normal e se comportar como um crente em Deus. Você não precisa atingir altos patamares ou se envolver em diplomacia. Você só precisa ser um ser humano normal, com o senso de uma pessoa normal, ser capaz de enxergar as coisas e, pelo menos, se parecer como um ser humano normal. Isso será suficiente. […] Muitas pessoas veem que a era mudou, por isso não exercem qualquer humildade ou paciência, e podem muito bem também não ter mais amor ou decência de santos. Essas pessoas são absurdas demais! Elas têm um pingo de humanidade normal? Elas têm algum testemunho para dar? Elas não têm qualquer discernimento e senso. É claro, alguns aspectos da prática das pessoas que estão desviadas e erradas precisam ser corrigidos. Como a vida espiritual rígida das pessoas ou aparência de entorpecimento e imbecilidade do passado – todas essas coisas têm de mudar. Mudar não significa permitir que você seja dissoluto ou se entregue à carne, falando o que quiser. Falar descuidadamente não é aceitável! Comportar-se como um ser humano normal é falar com coerência. Sim significa sim; não significa não. Seja fiel aos fatos e fale de maneira apropriada. Não engane, não minta.

de ‘Aprimorar o calibre é para receber a salvação de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

No caráter das pessoas normais não há desonestidade ou engano, elas têm um relacionamento normal entre si, não ficam sozinhas e sua vida não é medíocre, nem decadente. Assim, também, Deus é exaltado entre todos, Suas palavras permeiam os homens, as pessoas vivem em paz umas com as outras; e, sob o cuidado e a proteção de Deus, a terra é repleta de harmonia, sem a interferência de Satanás, e a glória de Deus possui a maior importância entre os homens. Tais pessoas são como anjos: puras, vibrantes, nunca reclamando de Deus e devotando todos os seus esforços unicamente à glória de Deus na terra.

de ‘Capítulo 16’ das interpretações dos mistérios das palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

A humanidade normal da qual se fala não é tão sobrenatural quanto as pessoas imaginam, mas é capaz de transcender os laços de todas as pessoas, eventos e coisas, transcender as forças do ambiente, e ser capaz de se aproximar de Mim e viver em comunhão Comigo, em qualquer lugar e em qualquer ambiente.

de ‘Capítulo 55’ das declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

V

ocês devem saber que Deus gosta de pessoas honestas. […] Ser honesto significa entregar seu coração a Deus; jamais traí-Lo em nada; ser aberto com Ele em todas as coisas, nunca esconder a verdade; nunca fazer aquilo que engana seus superiores e que ilude seus subordinados e nunca fazer aquilo que simplesmente pareça impressionar bem a Deus. Resumindo, ser honesto é abster-se da impureza em suas ações e palavras e não enganar nem a Deus nem aos homens.

de ‘Três admoestações’ em “A Palavra manifesta em carne”

Eu tenho muitos desejos. Desejo que vocês possam se conduzir de maneira apropriada e bem-comportada, ser fiéis em cumprir o seu dever, ter a verdade e a humanidade, ser alguém que possa renunciar a tudo e desistir de suas vidas por Deus e assim por diante. Todas essas esperanças originam-se de suas insuficiências, de sua corrupção e de sua desobediência.

de ‘As transgressões levarão o homem para o Inferno’ em “A Palavra manifesta em carne”

As pessoas que Deus usa parecem, de fora, ser irracionais e não ter relacionamentos adequados com os outros, embora falem com propriedade, não falem descuidadamente e sejam sempre capazes de manter um coração aquietado diante de Deus. Mas é exatamente esse tipo de pessoa que é suficiente para ser usado pelo Espírito Santo. Essa pessoa "irracional" da qual Deus fala parece não ter relacionamentos adequados com os outros e não tem um amor visível ou práticas superficiais, mas, quando está comunicando coisas espirituais, é capaz de abrir seu coração e, abnegadamente, fornecer aos outros o esclarecimento e iluminação que adquiriu de sua experiência real diante de Deus. É assim que ela expressa seu amor a Deus e satisfaz a vontade de Deus. Quando todos os outros a estão caluniando e ridicularizando, ela é capaz de não ser controlada por pessoas, ocorrências ou coisas externas e, mesmo assim, se aquietar diante de Deus. Tal pessoa parece ter suas próprias percepções singulares. Independentemente dos outros, seu coração nunca deixa Deus. Quando os outros estão conversando alegres e bem-humorados, seu coração ainda permanece diante de Deus, contemplando a palavra de Deus ou orando em silêncio ao Deus em seu coração, buscando Suas intenções. Elas nunca faz da manutenção de seus relacionamentos adequados com os outros seu foco principal. Tal pessoa parece não ter uma filosofia de vida. Exteriormente, essa pessoa é vivaz, adorável e inocente, mas possui também um senso de tranquilidade. Essa é a semelhança de uma pessoa que Deus usa.

de ‘Estabelecer um relacionamento adequado com Deus é muito importante’ em “A Palavra manifesta em carne”

As pessoas que têm a verdade são aquelas que, em suas experiências reais, podem se manter firmes em seu testemunho, permanecem firmes em sua posição, ficam do lado de Deus, sem nunca se afastar, e que podem ter um relacionamento normal com pessoas que amam a Deus, os quais, quando lhe acontecem as coisas, são capazes de obedecer completamente a Deus e podem obedecer a Deus até a morte. Sua prática e revelações na vida real são o testemunho de Deus, são a vivência do homem e o testemunho de Deus, e isso é verdadeiramente desfrutar do amor de Deus; quando você tiver experimentado até este ponto, o devido efeito terá sido alcançado. Você é tomado de um viver real e cada uma de suas ações é encarada com admiração pelos outros. Sua aparência não tem nada de especial, mas você vive uma vida de extrema devoção, e quando comunica as palavras de Deus, você é guiado e iluminado por Ele. Você é capaz de falar a vontade de Deus através de suas palavras, comunicar a realidade e entender muito sobre servir em espírito. Você é sincero em seu discurso, é decente e correto, não é de confrontar; é decoroso, capaz de obedecer aos arranjos de Deus e permanecer firme em seu testemunho quando acontecem as coisas, e se mantem calmo e sereno, não importa com o que esteja lidando. Esse tipo de pessoa realmente viu o amor de Deus. Algumas pessoas ainda são jovens, mas agem como pessoas de meia-idade; são maduras, possuidoras da verdade e admiradas pelos outros – e essas pessoas são as que têm testemunho e são a manifestação de Deus.

de ‘Aqueles que amam a Deus viverão para sempre em Sua luz’ em “A Palavra manifesta em carne”

Trechos de sermão e comunhão para referência:

Uma pessoa que realmente acredita em Deus viverá, no mínimo, estes cinco aspectos da vida espiritual todos os dias: ler a palavra de Deus, orar a Ele, ter comunhão sobre verdade, cantar hinos e louvores e buscar a verdade em tudo. Se você também tem uma vida de reuniões, seu regozijo será maior. Se uma pessoa possui uma habilidade geral para receber, ou seja, se ela consegue sondar as intenções de Deus sozinha depois de ler Suas palavras, consegue compreender a verdade e saber como agir de acordo com a verdade, então é possível dizer que essa pessoa será bem-sucedida em sua fé. Se uma pessoa não tem esse tipo de vida espiritual, ou se sua vida espiritual é extremamente imprópria, existindo apenas muito ocasionalmente, então essa pessoa é um crente confuso. Crentes confusos não conseguem alcançar resultados bons no cumprimento de seus deveres. Acreditar em Deus sem levar uma vida espiritual é apenas confessar a fé da boca para fora; para pessoas assim, não há Deus em seu coração, muito menos qualquer temor de Deus. Como indivíduos assim podem ter a semelhança de um ser humano correto?

[…]

Existem 10 pontos a serem observados e colocados em prática quando se trata de como deve ser uma pessoa normal:

1. Siga a etiqueta, conheça as regras, respeite os mais velhos e cuide dos jovens.

2. Tenha um estilo de vida adequado; isto é benéfico para si mesmo e para os outros.

3. Vista-se de forma digna e respeitosa; o uso de roupas extravagantes ou estranhas é proibido.

4. Jamais, por qualquer razão, peça dinheiro emprestado dos irmãos ou das irmãs e não use os pertences das outras pessoas sem permissão.

5. O contato com o sexo oposto deve ter limites; as ações precisam ser dignas e respeitosas.

6. Não discuta com as pessoas; aprenda a ouvi-las com paciência.

7. Seja cuidadoso com a higiene, mas levando em conta as condições reais.

8. Tenha interações e relacionamentos normais com as pessoas, aprenda a respeitá-las e ter consideração para com elas, e tenha amor recíproco.

9. Faça o que puder para ajudar os necessitados; não peça nem aceite nada das outras pessoas.

10. Não deixe que as pessoas sirvam você; não permita que os outros façam o trabalho que você mesmo deveria estar fazendo.

As 10 regras acima devem ser as mínimas que todos os crentes devem seguir na vida; as pessoas que quebram essas regras têm mau caráter. Pode-se dizer que estas são as regras da casa de Deus e aqueles que frequentemente as violam, certamente serão deixados de lado.

Todos aqueles que buscam a verdade também precisam seguir os 10 traços de bom caráter dos santos antigos. As pessoas que regularmente praticarem e defenderem esses traços certamente serão beneficiadas de modo significativo. Eles são extremamente benéficos para a humanidade.

Os 10 princípios para andar em conformidade com a decência santa são:

1. Realizar devocional espiritual de manhã, orando e lendo a palavra de Deus por cerca de meia hora.

2. Buscar as intenções de Deus em todas as coisas todos os dias para ajudá-lo a praticar a verdade com mais precisão.

3. Comunicar-se com todos com quem entrar em contato, e aprender os pontos fortes uns dos os outros e compensando as fraquezas uns dos outros de modo que ambos progridam.

4. Ter uma atitude otimista em relação à vida e ter o costume de cantar hinos, louvores e dar graças pela graça de Deus.

5. Não ser enredado pelo mundo secular; aproximar-se de Deus em seu coração regularmente e não se intrometer nos assuntos dos outros.

6. Manter a sabedoria no coração e ficar longe de lugares maus e perigosos.

7. Não discutir com as pessoas, comunicar-se falando a verdade e conviver bem com os outros.

8. Estar disposto a fazer tudo o que puder para ajudar os outros, aliviar suas preocupações e ajudá-los a resolver as suas dificuldades na entrada da crença em Deus.

9. Aprender a obedecer às pessoas, não as controlar e não as forçar; deixá-las obter benefícios em todas as coisas.

10. Adorar a Deus frequentemente em seu coração, deixá-Lo ter soberania em todas as e satisfazê-Lo em tudo.

Os 10 princípios da vida acima e as 10 maneiras de conformidade com a decência santa são todas coisas que as pessoas são capazes de fazer. Elas podem praticar estas coisas se as entenderem e, mesmo se ocasionalmente as transgredirem, não é difícil de resolver. Obviamente, certos indivíduos de humanidade muito ruim são a exceção.

de “A comunhão do alto”

A humanidade normal correta se refere principalmente a ter consciência, razão, caráter e dignidade. Consciência e razão incluem demonstrar tolerância, ter paciência com os outros, ser honesto, ter sabedoria em suas interações e ter amor autêntico por irmãos e irmãs. São essas as cinco características que devem ser possuídas na humanidade correta.

A primeira característica é ter um coração tolerante. Não importa que defeitos vejamos em nossos irmãos e irmãs, devemos tratá-los corretamente, expressando tolerância e compreensão. Não devemos excluí-los ou atacá-los. Quando vemos falhas ou corrupção reveladas em outras pessoas, devemos nos lembrar de que este é o período da obra de salvação de Deus, portanto, é normal que o povo escolhido de Deus revele corrupção, e devemos ser compreensivos. Além disso, precisamos olhar para nossa própria corrupção; não estamos necessariamente revelando menos corrupção do que os outros. Devemos tratar as revelações da corrupção dos outros exatamente como tratamos as nossas próprias. É assim que podemos ser tolerantes com outros. Se você não consegue ser tolerante com outro, isso significa que há um problema com sua razão; mostra também que você não entende a verdade nem conhece a obra de Deus. O que significa não conhecer a obra de Deus? É não reconhecer que a obrea de Deus ainda não está concluída e que o homem ainda está vivendo no período da obra de salvação de Deus – ainda não fomos completados. Portanto, todos inevitavelmente revelarão corrupção. Agora, todos estão corretamente buscando a verdade, conhecendo sua própria corrupção e experimentando a palavra de Deus. Todos estão no período de entrar na verdade e ainda não a obtiveram plenamente. Somente quando as pessoas adquirirem a verdade é que seu caráter de vida começará a mudar. Quando as pessoas compreenderem esse ponto, terão a razão de uma pessoa correta e então também tratarão os outros de modo sensato. Quando as pessoas carecem de razão, elas não tratam ninguém de forma sensata.

A segunda característica é praticar a paciência para com os outros. Simplesmente ser tolerante não basta; você também deve ser paciente. Às vezes, é possível ser apenas tolerante e compreensivo, mas, inevitavelmente, determinado irmão ou irmã fará algo que possa magoá-lo ou ofendê-lo. Sob essas circunstâncias, o caráter corrupto do homem tende a irromper, porque todos nós gostamos de lutar e defender nosso próprio orgulho; somos todos egoístas e vaidosos. Então, se alguém diz algo que o machuca ou faz algo que você sente ser ofensivo, você deve ser paciente. A paciência também está incluída no escopo da razão. As pessoas só desenvolverão paciência se tiverem razão. Mas como podemos ser pacientes? Se você deseja ter paciência para com os outros, primeiro precisa entendê-los, o que significa que, independentemente de quem diz algo que o magoa, você deve primeiro reconhecer isto: “Suas palavras me magoaram. Aparentemente, o que ele disse expôs meus defeitos e foi dirigido a mim. Se as palavras dele são dirigidas a mim, o que ele quer dizer com elas? Ele está tentando me prejudicar? Ele me vê como seu inimigo? Ele me odeia? Ele está querendo se vingar de mim? Eu não o ofendi; portanto, a resposta a essas perguntas não pode ser afirmativa.” Se for esse o caso, não importa o que esse irmão ou irmã disse, ele ou ela não tinha a intenção de magoar você ou tratá-lo como seu inimigo. Isso é certo. Quando disseram essas palavras, estavam simplesmente expressando o que uma pessoa normal pensa, estavam comungando sobre a verdade, discutindo conhecimento, expondo a corrupção das pessoas ou reconhecendo seu próprio estado corrupto; certamente não estavam dirigindo-se intencionalmente a um indivíduo específico. Primeiro você oferece compreensão; depois, sua raiva pode se dissipar e, então, você pode alcançar paciência. Alguns perguntarão: “Se alguém me ataca conscientemente e me alveja, e intencionalmente diz essas coisas para atingir algum objetivo, como posso ser paciente?” Você deve ser paciente desta forma: “Mesmo que alguém me ataque intencionalmente, ainda assim, devo ser paciente. Porque é meu irmão ou irmã e não meu inimigo e, certamente, não é o diabo, Satanás. É inevitável que irmãos e irmãs revelem alguma corrupção e tenham determinadas intenções em seu coração. Isso é normal. Entendo, e devo ter empatia e ser paciente.” Ao pensar assim, você deve orar a Deus e dizer: “Deus, alguém acabou de ferir meu orgulho. Não consigo aceitar essa desmoralização, e isso sempre me faz querer perder a cabeça e atacar a pessoa. Isso é realmente uma revelação de corrupção. Eu achava que tinha amor pelos outros, mas agora que as palavras de alguém me apunhalaram o coração, não consigo suportar. Quero dar o troco. Quero vingança. Onde está meu amor? Isso não é tudo apenas ódio? Ainda tenho ódio no coração! Deus, é conforme Tua maneira de ter misericórdia conosco e perdoar os nossas transgressões que devemos ter misericórdia dos outros. Jamais devemos guardar rancor. Deus, por favor, protege-me; não permitas que minha natureza se manifeste. Desejo obedecer-Te e viver em Teu amor. Em tudo que fazemos, desobedecemos e resistimos demais a Cristo e a Deus, mas Cristo ainda está sendo paciente conosco. Deus está executando esta etapa de Sua obra com extrema paciência e amor. Quanto sofrimento, humilhação e difamação Cristo precisou suportar? Se Cristo conseguiu ser paciente, então, o pouquinho de paciência que precisamos ter não é nada! Nossa paciência carece tanto quando comparada com a de Cristo”. Após orar assim, você se sentirá como se fosse corrupto demais, insignificante demais, carente demais de estatura espiritual, e será nesse momento que sua fúria será extinta. É assim que você consegue alcançar paciência.

A terceira característica é tratar as pessoas com honestidade. Ser honesto com as pessoas significa que, independentemente do que fazemos, seja ajudar os outros ou ministrar a nossos irmãos e irmãs ou comungar sobre a verdade, precisamos falar do coração. Além disso, caso não tenha feito isso, não pregue sobre isso. Sempre que irmãos e irmãs precisarem de nossa ajuda, devemos ajudá-los. Qualquer que seja a tarefa que tenhamos que cumprir, devemos cumpri-la. Seja verdadeiro; não seja falso nem pretencioso. […] Claro, ser honesto exige um pouco de sabedoria ao lidar com certos indivíduos. Se você percebe que a pessoa não é confiável, porque a corrupção dela é profunda demais, se você não consegue ver seu interior e não sabe o que ela possa fazer, você precisa ser sábio e não contar tudo a essa pessoa. Ser honesto requer princípios. Não fale cegamente de coisas sobre as quais você não deve falar. Além disso, ser uma pessoa honesta exige falar com razão e propriedade. Algumas pessoas insistem em praticar honestidade e abrir seu coração a alguém independentemente de quão ocupado possa ser. Como isso é a prática de ser uma pessoa honesta?Isso não é uma tolice? Ser uma pessoa honesta não é ser tolo. É ser inteligente, simples e aberto, sem enganar os outros. Você precisa ser normal e sensato. A base da honestidade é o bom senso. É isso o que significa ser honesto ao lidar com as pessoas e ser uma pessoa honesta. É claro que o mais importante em ser uma pessoa honesta é ser honesto com Deus. Não seria um grande problema se você fosse honesto apenas na frente dos outros, mas não fosse honesto diante de Deus e O enganasse? Se você busca ser honesto diante de Deus, naturalmente você se torna honesto diante das pessoas. Se não consegue fazer isso diante de Deus, muito menos conseguirá diante dos outros. Não importa o aspecto da verdade ou coisa positiva em que você esteja entrando, primeiro você deve fazer isso diante de Deus. Quando tiver alcançado resultados diante de Deus, naturalmente você poderá viver isso na frente das outras pessoas. Não se esforce para fazer isso ou aquilo diante dos outros e depois faz livremente o que quiser diante de Deus. Isso não basta. O mais importante é fazê-lo diante de Deus, que testa a humanidade e sonda seu coração. Você verdadeiramente tem a realidade se conseguir passar no teste diante de Deus. Você não tem a realidade se não passar no teste diante de Deus. É este o princípio de praticar a verdade.

A quarta característica é ter sabedoria em suas interações. Algumas pessoas dizem: “Conviver em harmonia com irmãos e irmãs exige sabedoria?” Sim, pois usar sabedoria proporciona benefícios ainda maiores para seus irmãos e irmãs. Alguns perguntarão: “Ser sábio com irmãos e irmãs não é ser astuto?” Sabedoria não é astúcia. Pelo contrário: é o oposto exato da astúcia. Usar a sabedoria significa prestar atenção a como você fala com os irmãos e irmãs quando forem de pequena estatura, caso não consigam aceitar o que você diz. Além disso, para pessoas de pequena estatura, principalmente as que não possuem a verdade, que revelam alguma corrupção e têm alguns caracteres corrompido, se você for simples e aberto demais e lhes contar tudo, você dará a elas algo para usar contra você ou para explorar você. Você deve, por assim dizer, tomar algumas precauções e ter alguma técnica ao falar. Mas ser cauteloso com as pessoas não significa não as ajudar nem ter amor por elas. Significa apenas não lhes contar imediatamente algumas coisas importantes sobre a casa de Deus e simplesmente transmitir-lhes a verdade. Se precisarem de assistência espiritual na vida, se exigirem o sustento da verdade, precisamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para satisfazê-las nesse aspecto. Mas se elas perguntarem acerca de uma coisa ou outra sobre a casa de Deus ou isso e aquilo sobre seus líderes e obreiros, não há necessidade de lhes contar. Se você contar, é provável que divulguem essas informações, e isso afetará a obra da casa de Deus. Em outras palavras, se for algo que não devem saber ou que não tenham necessidade de saber, não diga a elas. Se for algo que devem saber, faça todo o possível para lhes contar, de maneira concreta e sem reservas. Então, que coisas elas devem saber? A busca da verdade é o que elas devem saber: com qual verdade devem se equipar, quais aspectos da verdade devem compreender, quais deveres devem cumprir, quais deveres estão aptas para cumprir, como devem cumprir esses deveres, como viver a humanidade correta, como viver a vida da igreja – todas essas são coisas que as pessoas devem saber. Por outro lado, as regras e os princípios da casa de Deus, a obra da igreja e as situações de seus irmãos e irmãs não podem ser divulgados casualmente a pessoas de fora ou descrentes em sua família. Esse é o princípio que deve ser respeitado quando usamos a sabedoria. Os nomes e endereços de seus líderes, por exemplo, são coisas sobre as quais você jamais deve falar. Se você falar sobre essas coisas, jamais saberá quando essas informações caírem em ouvidos de descrentes, e as coisas podem se complicar muito se forem transmitidas a alguns espiões do mal ou agentes secretos. Isso exige sabedoria, e é por isso que digo que possuir sabedoria é essencial. Além disso, quando está sendo simples e aberto, existem certas coisas privadas que não deve contar a qualquer um. Você precisa julgar a estatura de seus irmãos e irmãs para verificar se, após lhes contar, eles poderiam agir com impiedade e fazer piadas com o que você disser, criando problemas para você após isso se espalhar, prejudicando sua integridade. É por isso que ser simples e aberto também requer sabedoria. Esse é o quarto padrão que a humanidade correta deve ter: ter sabedoria em suas interações.

A quinta característica é ter amor genuíno por irmãos e irmãs que verdadeiramente creem em Deus. Isso envolve um pouco de cuidado, assistência real e espírito de serviço. Devemos, principalmente, comungar mais com os irmãos e irmãs que buscam a verdade e prover-lhes mais sustento.Não importa se são novos crentes ou se acreditaram por vários anos. Há um princípio específico da vida da igreja: tenha um cuidado especialcom aqueles que buscam a verdade. Comungue mais com eles, dê-lhes mais sustento e regue-os mais para que possam ser aprovados o mais rápido possível. Para aqueles que não buscam a verdade, se ficar óbvio que eles não amam a verdade após um período de rega, então não há necessidade de despender muito esforço por eles. Não é necessário porque você já fez tudo o que era humanamente possível. Ter cumprido a sua responsabilidade já basta. [...] Você precisa ver em quem concentrar sua obra. Deus aperfeiçoará os que não buscam a verdade? Se o Espírito Santo não faz isso, por que você deve continuar fazendo isso cegamente? Você não entende a obra do Espírito Santo, e, ainda assim, é sempre age tão confiante – isso não é estupidez e ignorância humana? Portanto, dê mais assistência aos irmãos e irmãs que verdadeiramente buscam a verdade, pois eles são os objetos da salvação de Deus e Seus escolhidos predeterminados. Se comungarmos com frequência sobre a verdade com essas pessoas com um único coração e mente, e apoiarmos e suprirmos uns aos outros, por fim, todos nós obteremos a salvação. Você está traindo a vontade de Deus se não se juntar a essas pessoas. […] Aquelas pessoas dentro da igreja que possuem humanidade correta devem colocar-se no meio dos que buscam a verdade, interagir com harmonia com essas pessoas e, por meio da busca da verdade, gradualmente despender por Deus, com um único coração e mente. Dessa forma, as pessoas em busca da verdade serão salvas, e você também será salvo, pois o Espírito Santo opera entre os que buscam a verdade. […]

Comunicamos acima os cinco aspectos que a humanidade correta deve ter. Se você estiver equipado com todas essas cinco características, poderá interagir com harmonia com seus irmãos e irmãs, encontrar seu lugar na igreja e cumprir seu dever da melhor forma possível.

de ‘Como construir a vida na igreja e o significado de construí-la’ em “Sermões e comunhão sobre a entrada na vida (I)”

Anterior:Em sua fé em Deus, você deve estabelecer um relacionamento normal com Ele

Próximo:A fé em Deus não deve servir apenas para buscar paz e bênçãos

Conteúdo Relacionado