Pergunta 3: Mesmo que as palavras do irmão Paulo não sejam as palavras de Deus, mesmo depois de ter sido chamado por Deus, ele espalhou o evangelho e suportou sofrimentos pelo Senhor durante o resto de sua vida. Ele viajou para muito longe e trabalhou arduamente para estabelecer as igrejas. Ele pagou um preço muito alto. Suas contribuições para a igreja são tão evidentes quanto os olhos podem ver. Sua fé no Senhor e a maneira como sofreu pelo Senhor são um exemplo para todos os cristãos. Você não aceita esses fatos?

Resposta: Quantas pessoas leram sobre como Paulo espalhou o evangelho e o quanto que ele sofreu em suas epístolas, mas não compreendem a natureza e a substância de Paulo. Todos sabem que, quando o Senhor Jesus fez Sua obra, Paulo foi o principal culpado que odiou a verdade e resistiu ao Senhor Jesus. Isso é uma coisa que o próprio Paulo não se atreveu a negar. O Senhor Jesus fez tantos sermões e realizou tantos milagres. Por que Paulo ainda odiava e resistia ao Senhor Jesus? Por que perseguiu fanaticamente e caçou Seus discípulos? Essa é uma evidência de que a natureza e a substância de Paulo tinham ódio da verdade e de Deus. Por que ele trabalhou tão duro para proteger os interesses dos principais sacerdotes e fariseus? Por que ele permaneceu fiel ao judaísmo? Isso mostra que o coração dele pensava apenas em sua posição, não em Deus. Para aumentar sua posição, ele resistiu ao verdadeiro Deus e perseguiu Seus crentes. Ele queria obter recompensas do judaísmo a todo custo. Que tipo de pessoa ele é? Não é nada difícil de dizer. Qual foi a situação que levou Paulo a aceitar o chamado do Senhor e a espalhar o evangelho como um apóstolo? Quando ele fanaticamente caçava e perseguia os discípulos do Senhor Jesus, o Senhor não teve escolha senão aparecer a Paulo no céu. O Senhor o cegou com uma grande luz, deixando-o de joelhos. O que aconteceu foi que o Senhor não apareceu a Paulo simplesmente porque ele era leal. Mas ele apareceu como parte de um castigo; Ele não tinha escolha. Paulo foi forçado a sacrificar-se e a sofrer pelo Senhor Jesus porque o Senhor Jesus apareceu diante dele. Seu objetivo era a expiação. Ele viu que o Senhor era onipotente, capaz de cegá-lo e obrigá-lo a se ajoelhar. Ele teve medo de ser punido e mandado para o inferno. Por isso que ele se sacrificou pelo Senhor. Se o Senhor Jesus não tivesse aparecido para ele, será que ele teria seguido o Senhor ou se sacrificado por Ele, baseado em sua natureza demoníaca que resistiu ao Senhor Jesus? Claro que não! Portanto, está claro que Paulo não tinha fé no Senhor Jesus. Seu sofrimento e sacrifício não foram feitos de bom grado.

do roteiro do filme Memórias pungentes

Anterior : Pergunta 2: Você diz que as palavras do irmão Paulo não são verdade. Então, por que suas palavras estão na Bíblia? As palavras de Paulo estão escritas na Bíblia. Portanto, elas foram inspiradas por Deus; representam as palavras de Deus. Nós devemos buscá-las!

Próximo : Pergunta 5: Os sacrifícios e sofrimentos de Paulo foram forçados. Admitimos isso também. No entanto, quando você diz que Paulo, em substância, odiava a verdade e era inimigo de Deus, eu não concordo com isso. No que você baseia isso?

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

Pergunta 1: Vocês atestam que o Senhor Jesus voltou como ninguém menos que Deus Todo-Poderoso, que expressou a verdade realizando o julgamento nos últimos dias.Como isso é possível? O Senhor realmente virá para nos levar para o reino dos céus. Como ele pôde nos deixar para trás para fazer o julgamento nos últimos dias? Eu acho que ao acreditarmos no Senhor Jesus e recebermos a obra do Espírito Santo, já vivenciamos o julgamento de Deus. Existe comprovação nas palavras do Senhor Jesus: “Pois se eu não for, o Ajudador não virá a vós; mas, se eu for, vo-lo enviarei. E quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo” (João 16:7-8). Nós achamos que depois que o Senhor Jesus ressuscitou e ascendeu ao céu, o pentecoste do Espírito Santo desceu para agir nas pessoas. Isso já tinha feito as pessoas se culparem pelos seus pecados, pela justiça e julgamento. Quando nos confessamos e nos arrependemos diante do Senhor, vivenciamos de fato o julgamento do Senhor. a obra do Senhor Jesus fosse a obra de redenção, depois que Ele ascendeu aos céus, a obra feita pelo Espírito Santo, que desceu no pentecoste deveria ser o julgamento de Deus nos últimos dias. Se não fosse pelo julgamento, como seria “convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo”? Além disso, como fiéis do Senhor, somos sempre tocados, repreendidos e disciplinados pelo Espírito Santo. Então, diante do Senhor, sempre estamos chorando e nos arrependendo. As boas condutas geradas são como fomos transformados pela nossa fé no Senhor. Não são o resultado da vivência do julgamento de Deus? O julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias de que falam, como ele se diferencia da obra do Senhor Jesus?

Resposta: Já que vocês reconheceram que o Senhor Jesus fez foi a obra de redenção, e a forma que Ele expôs é “Arrependei-vos, porque é...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Conteúdos

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro