Pergunta 5: Paulo disse em 2 Timóteo 3:16: “Toda Escritura é divinamente inspirada […]” Isso mostra que tudo na Bíblia é a palavra de Deus. Mas, na verdade, há pessoas que dizem que nem tudo na Bíblia é a palavra de Deus. Isso não é negar a Bíblia e enganar as pessoas?

Resposta: Sobre o ponto de vista: “Toda Escritura é divinamente inspirada”, precisamos entender o contexto em que Paulo escreveu estas palavras. Na época em que Paulo escreveu cartas para a igreja de Timóteo só havia o Antigo Testamento. O Novo Testamento não tinha sido compilado, e havia dezenas de epístolas espalhadas e mantidas por várias igrejas. Isso mostra que essas palavras de Paulo se referiam ao Antigo Testamento. Os israelitas só tinham o Antigo Testamento como Bíblia. E o Novo Testamento não foi formado até depois do ano trezentos. Os líderes das igrejas da época fizeram uma reunião, pois achavam que os últimos dias estavam próximos, e que as declarações do Senhor Jesus e as epístolas dos apóstolos deviam ser reunidas em um livro e distribuídas para várias igrejas, igual ao Antigo Testamento. Portanto, eles compilaram as epístolas escritas pelos apóstolos e discípulos de Jesus, e após pesquisas e confirmações, selecionaram vinte e sete livros para se tornarem o Novo Testamento, que depois foi combinado com o Antigo Testamento para se tornar a Bíblia de hoje. Foi assim que o Novo e Antigo Testamentos foram formados. Em relação à formação da Bíblia, também precisamos entender quem a escreveu e quem a registrou. A Bíblia tem dezenas de autores, mas nenhum deles disse que as epístolas que eles escreveram foram inspiradas por Deus. Se Deus tivesse dito que toda escritura foi divinamente inspirada, então Deus deveria tê-lo dito por meio de profetas, mas os livros dos profetas não dizem isso. O Senhor Jesus também nunca disse tais palavras, Os apóstolos também nunca disseram que as epístolas que eles escreveram e seus testemunhos foram todos inspirados por Deus, nem que elas eram palavras de Deus. Isto é fato! Só que, depois, todos os crentes em Deus acharam que tudo o que Deus declarou está na Bíblia, e que mesmo que o Novo e o Antigo Testamento tenham sido escritos por homens, ambos foram divinamente inspirados. Mas já nos perguntamos se isso condiz com os fatos?

A Bíblia foi inspirada por Deus, e tudo na Bíblia é a palavra de Deus. É um fato aceito abertamente no cristianismo. Isto é apenas a opinião dos homens. A opinião dos homens não pode representar Deus! Só Deus é claro a respeito da história da Bíblia. Vamos dar uma olhada no que Deus Todo-Poderoso diz a respeito! Deus Todo-Poderoso diz: “Na verdade, à parte dos livros de profecia, a maior parte do Antigo Testamento é um registro histórico. Algumas das epístolas do Novo Testamento vêm das experiências das pessoas, enquanto algumas da iluminação do Espírito Santo; as epístolas paulinas, por exemplo, surgiram da obra de um homem, todas resultaram da iluminação do Espírito Santo e foram escritas para as igrejas, eram palavras de exortação e encorajamento para os irmãos das igrejas. Não eram palavras ditas pelo Espírito Santo; Paulo não podia falar em nome do Espírito Santo, nem era ele um profeta, muito menos teve visões. Suas epístolas foram escritas para as igrejas de Éfeso, Filadélfia, Galácia e outras” (de ‘Concernente à Bíblia (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Nem tudo contido na Bíblia é um registro das palavras pronunciadas pessoalmente por Deus. A Bíblia simplesmente documenta os dois estágios prévios da obra de Deus, dos quais uma parte é um registro das previsões dos profetas, enquanto a outra as experiências e conhecimentos escritos por pessoas empregadas por Deus ao longo das eras. Experiências humanas estão contaminadas com opiniões e conhecimentos humanos, o que é inevitável. Em muitos dos livros da Bíblia, há conceitos e preconceitos humanos e interpretações humanas absurdas. É claro que a maioria das palavras resulta da iluminação e esclarecimento do Espírito Santo e elas são interpretações corretas, mas ainda assim, não se pode dizer que são expressões inteiramente corretas da verdade. Suas visões sobre certas coisas não passam de conhecimento pela experiência pessoal ou da iluminação pelo Espírito Santo. As previsões dos profetas foram instruídas pessoalmente por Deus: as profecias de Isaías, Daniel, Esdras, Jeremias e Ezequiel vieram da instrução direta do Espírito Santo; essas pessoas eram videntes, haviam recebido o Espírito de profecia, todas eram profetas do Antigo Testamento. Durante a Era da Lei, essas pessoas que haviam recebido as inspirações de Jeová fizeram muitas profecias instruídas diretamente por Jeová” (de ‘Concernente à Bíblia (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”). A palavra de Deus Todo-Poderoso explicou tudo muito claramente. A Bíblia não é um registro de todas as palavras ditas por Deus pessoalmente, e somente documenta a obra de Deus. Na Bíblia, as únicas palavras de Deus Jeová, e do Senhor Jesus, assim como palavras de profetas inspiradas por Deus são a palavra de Deus. O resto são mais registros históricos, experiências e conhecimento humanos. Portanto, dizer que “Toda Escritura é divinamente inspirada" não está de acordo com os fatos!”

do roteiro do filme Divulgue o mistério da Bíblia

Anterior : Pergunta 4: Você diz que as palavras no livro “A Palavra manifesta em carne” são a nova palavra de Deus! Mas o Apocalipse claramente afirma: “Eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro: Se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus lhe acrescentará as pragas que estão escritas neste livro” (Apocalipse 22:18). Vocês não estão fazendo adição à Bíblia?

Próximo : Pergunta 6: Visto que Paulo afirmou que “Toda Escritura é divinamente inspirada”, ela não está errada, pois ele era um apóstolo de Deus. Deus estava dizendo à humanidade, através de Paulo, que toda a escritura foi inspirada por Deus e são todas palavras de Deus. Vocês se atrevem a negar isso?

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

Pergunta 1: Vocês atestam que o Senhor Jesus voltou como ninguém menos que Deus Todo-Poderoso, que expressou a verdade realizando o julgamento nos últimos dias.Como isso é possível? O Senhor realmente virá para nos levar para o reino dos céus. Como ele pôde nos deixar para trás para fazer o julgamento nos últimos dias? Eu acho que ao acreditarmos no Senhor Jesus e recebermos a obra do Espírito Santo, já vivenciamos o julgamento de Deus. Existe comprovação nas palavras do Senhor Jesus: “Pois se eu não for, o Ajudador não virá a vós; mas, se eu for, vo-lo enviarei. E quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo” (João 16:7-8). Nós achamos que depois que o Senhor Jesus ressuscitou e ascendeu ao céu, o pentecoste do Espírito Santo desceu para agir nas pessoas. Isso já tinha feito as pessoas se culparem pelos seus pecados, pela justiça e julgamento. Quando nos confessamos e nos arrependemos diante do Senhor, vivenciamos de fato o julgamento do Senhor. a obra do Senhor Jesus fosse a obra de redenção, depois que Ele ascendeu aos céus, a obra feita pelo Espírito Santo, que desceu no pentecoste deveria ser o julgamento de Deus nos últimos dias. Se não fosse pelo julgamento, como seria “convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo”? Além disso, como fiéis do Senhor, somos sempre tocados, repreendidos e disciplinados pelo Espírito Santo. Então, diante do Senhor, sempre estamos chorando e nos arrependendo. As boas condutas geradas são como fomos transformados pela nossa fé no Senhor. Não são o resultado da vivência do julgamento de Deus? O julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias de que falam, como ele se diferencia da obra do Senhor Jesus?

Resposta: Já que vocês reconheceram que o Senhor Jesus fez foi a obra de redenção, e a forma que Ele expôs é “Arrependei-vos, porque é...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Conteúdos

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro