Pergunta 1: Pastores e anciãos religiosos são pessoas que servem a Deus na igreja. É razoável dizer que, quando se trata do retorno do Senhor, eles devem vigiar e esperar, e tratar isso com cautela. Mas por que eles, em vez de buscar e investigar a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias, inventam rumores, julgam e condenam Deus Todo-Poderoso, enganam e restringem os crentes para que não investiguem o verdadeiro caminho?

Resposta: Isso não é assim tão estranho. Quando o Senhor Jesus veio fazer Sua obra, Ele enfrentou a feroz oposição, resistência e condenação dos principais dos sacerdotes do mundo religioso, escribas e fariseus, e foi crucificado por eles no final. Esse é um fato histórico. Então, pensem, todos vocês, por que o Senhor Jesus foi crucificado pelo mundo religioso? Se conseguirmos entender essa questão, então não será difícil entender a razão pela qual Deus Todo-Poderoso dos últimos dias foi crucificado pelo mundo religioso. Tudo que é expressa por Deus Todo-Poderoso dos últimos dias é a verdade, e tudo o que Ele faz é a obra de julgamento de Deus dos últimos dias, e mesmo assim, Ele enfrenta a condenação feroz e a blasfêmia dos pastores e presbíteros religiosos. Isso é muito instigante. Condenar a obra de Deus nos últimos dias, desse modo, é como blasfemar contra o Espírito Santo. Isso é o mesmo que crucificar Cristo dos últimos dias. A substância desse problema é muito séria. É que algumas pessoas não conseguem enxergar isso e dizem que os pastores e presbíteros religiosos são pessoas das igrejas que servem a Deus mas por que eles não buscam e investigam o verdadeiro caminho, em vez de condená-lo? Isso está relacionado à natureza deles. Nós todos sabemos que os principais dos sacerdotes judeus, escribas e fariseus eram pessoas dos templos que serviam a Deus. Durante o período em que o Senhor Jesus realizou obras entre eles, muitas pessoas admitiram que a obra e as palavras do Senhor Jesus tinham autoridade e poder. Mas por que eles acabaram crucificando o Senhor Jesus? Com base nos registros da Bíblia, sabemos que a obra e a pregação do Senhor Jesus abalaram todo o Estado judeu na época. O Senhor Jesus usou cinco pães e dois peixes pra alimentar cinco mil pessoas, fez deficientes andarem, fez os cegos enxergarem, ressuscitou mortos e assim por diante, isso abalou toda a Judeia. Muitas pessoas estavam espalhando o nome do Senhor Jesus e os fatos de Sua obra. O número de pessoas que seguiram o Senhor Jesus também cresceu. Mas quando os principais dos sacerdotes, escribas e fariseus viram isso, ficaram com ódio em seus corações. Eles sabiam, em seus corações, que se o Senhor Jesus continuasse o que Ele estava fazendo logo todos os crentes Judeus seguiriam o Senhor Jesus e não demoraria muito pra que o judaísmo ficasse paralisado e acabasse. Então, pra proteger a sobrevivência do judaísmo, pra proteger a santidade da Bíblia e, na verdade, também pra proteger seus status e meios de subsistência eles fizeram tudo o que puderam pra condenar, inventar boatos e acusar o Senhor Jesus e, no fim, conspiraram com o governo romano pra crucificar o Senhor Jesus. Do mesmo modo, os pastores e presbíteros religiosos de hoje sabem que as palavras expressas por Deus Todo-Poderoso são a verdade, e têm autoridade e poder. Se essas palavras se espalharem pra todos aqueles, nos círculos religiosos, que amam a verdade, todos reconhecerão que essa é a palavra de Deus e a voz de Deus, e todos admitirão que o Senhor Jesus já voltou. Então, os pastores e presbíteros têm muito medo de que os crentes vejam as palavras de Deus Todo-Poderoso e ouçam a voz de Deus. Eles têm mais medo ainda de que todos os crentes sigam Deus Todo-Poderoso. Isso vai fazer com que eles percam seu status e meios de subsistência. É por isso que desprezam Deus Todo-Poderoso e inventam boatos, julgam, resistem e condenam Deus Todo-Poderoso fazem o possível pra impedir que os crentes busquem o verdadeiro caminho. Isso é um fato que todos com discernimento podem ver claramente. Isso mostra que a raiz dos pastores e presbíteros religiosos que resistem e condenam Deus Todo-Poderoso é a mesma que a dos fariseus judeus que resistiam ao Senhor Jesus. Tudo é dominado pela natureza satânica deles que está farta da verdade, odeia a verdade e resiste a Deus. Os fatos são suficientes pra provar que quaisquer pastores e presbíteros religiosos que resistam e condenam Deus Todo-Poderoso, não são verdadeiramente pessoas que servem a Deus e que são todos como os fariseus (genuinamente) hipócritas. Eles são todos anticristos.

Os fariseus judeus na época foram expostos como anticristos por causa da obra do Senhor Jesus. Os pastores e presbíteros religiosos de hoje também foram expostos como anticristos por causa da obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias. A substância deles que odeia a verdade é a mesma. Eles são todos anticristos que negam a encarnação de Deus. Assim como a Bíblia diz: “Porque já muitos enganadores saíram pelo mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Tal é o enganador e o anticristo” (2 João 1:7). “Nisto conheceis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; E todo espírito que não confessa a Jesus não é de Deus; mas é o espírito do anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que havia de vir; e agora já está no mundo” (1 João 4:2-3). Portanto, podemos estar absolutamente certos de que aqueles que não admitem que Deus veio em carne são todos anticristos. Aqueles que se recusam a aceitar, que condenam e resistem a Deus na carne são todos anticristos. Aqueles que verdadeiramente creem e conhecem Deus (certamente) aceitarão a obra de Deus em carne. Aqueles que não creem sinceramente e conhecem Deus (certamente) condenarão e resistirão a Deus em carne. A obra de Cristo dos últimos dias, Deus Todo-Poderoso, expôs todos os anticristos e incrédulos e separou ovelhas de cabras, o bem do mal. Assim, o homem é discernido de acordo com sua própria espécie. Então, se os crentes não podem distinguir os anticristos, será muito fácil pra eles serem enganados e controlados, e ficará difícil pra eles retornarem diante do trono de Deus.

Extraído do roteiro do filme Rompendo armadilhas

Anterior: Pergunta 4: Quando o Senhor Jesus encarnado ressuscitou após a crucificação, Ele se tornou o Espírito que dá vida. E, assim, o Espírito que dá vida habita dentro de nós, mistura-se com nosso espírito, e os dois espíritos se tornarão um. Então, como poderíamos não nos tornar Deus no final? Como posso estar errado quanto a isso?

Próximo: Pergunta 2: Pastores e anciãos frequentemente leem as escrituras e pregam para as pessoas, oram pelos irmãos e irmãs, têm amor pelos crentes e pedem que as pessoas se atenham à Bíblia. Se dissermos que são fariseus hipócritas, a maioria dos crentes não será capaz de compreender nem distinguir. Então, por favor, explique mais detalhadamente para nós.

Quando ocorre um desastre, como nós, cristãos, devemos enfrentá-lo? Fique à vontade para nos contatar via WhatsApp, podemos explorar e encontrar caminhos juntos.
Conecte-se conosco no Messenger
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

Pergunta 1: Vocês atestam que o Senhor Jesus voltou como ninguém menos que Deus Todo-Poderoso, que expressou a verdade realizando o julgamento nos últimos dias.Como isso é possível? O Senhor realmente virá para nos levar para o reino dos céus. Como ele pôde nos deixar para trás para fazer o julgamento nos últimos dias? Eu acho que ao acreditarmos no Senhor Jesus e recebermos a obra do Espírito Santo, já vivenciamos o julgamento de Deus. Existe comprovação nas palavras do Senhor Jesus: “Pois se eu não for, o Ajudador não virá a vós; mas, se eu for, vo-lo enviarei. E quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo” (João 16:7-8). Nós achamos que depois que o Senhor Jesus ressuscitou e ascendeu ao céu, o pentecoste do Espírito Santo desceu para agir nas pessoas. Isso já tinha feito as pessoas se culparem pelos seus pecados, pela justiça e julgamento. Quando nos confessamos e nos arrependemos diante do Senhor, vivenciamos de fato o julgamento do Senhor. a obra do Senhor Jesus fosse a obra de redenção, depois que Ele ascendeu aos céus, a obra feita pelo Espírito Santo, que desceu no pentecoste deveria ser o julgamento de Deus nos últimos dias. Se não fosse pelo julgamento, como seria “convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo”? Além disso, como fiéis do Senhor, somos sempre tocados, repreendidos e disciplinados pelo Espírito Santo. Então, diante do Senhor, sempre estamos chorando e nos arrependendo. As boas condutas geradas são como fomos transformados pela nossa fé no Senhor. Não são o resultado da vivência do julgamento de Deus? O julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias de que falam, como ele se diferencia da obra do Senhor Jesus?

Resposta: Já que vocês reconheceram que o Senhor Jesus fez foi a obra de redenção, e a forma que Ele expôs é “Arrependei-vos, porque é...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro