775 Busque amar a Deus, não importa quão grande seja seu sofrimento

I

Você deve entender quão valiosa é a obra

que Deus faz hoje.

A maioria não possui esse conhecimento

e pensa que sofrer não tem valor:

são oprimidos por sua fé,

rejeitados pelo mundo, com lares problemáticos,

seu futuro é sombrio, muito sombrio.

O sofrimento torna-se demais,

tanto que alguns deles querem morrer.

Como isso mostra um amor a Deus?

Pessoas assim nada valem!

Eles não podem perseverar, não têm resistência.

Eles são fracos e frágeis também, são impotentes.

Vocês devem ver que

Deus purifica vocês com refinamento.

Vocês devem dar testemunho de Deus

durante os últimos dias.

Não importa o sofrimento, enquanto respirarem,

sejam fiéis a Deus, curvem-se pra Sua mão.

Este é o amor verdadeiro, forte testemunho.

II

Deus anseia pelo amor do homem,

mas ao amar, aumenta sua dor.

Quanto mais profundo o amor a Deus,

maiores serão os testes seus.

Se você realmente O ama, grandes sofrimentos virão.

Mas se não O ama,

tudo pode parecer bem, bem com a vida.

Quando você pratica o amor a Deus,

encontrará muitas coisas difíceis.

Você é pequeno em estatura e por isso é refinado,

você não pode satisfazer a Deus.

Com fraqueza profunda,

a vontade de Deus você não cumpre.

Sente que está fora do seu alcance, então será refinado.

Vocês devem ver que

Deus purifica vocês com refinamento.

Vocês devem dar testemunho de Deus

durante os últimos dias.

Não importa o sofrimento, enquanto respirarem,

sejam fiéis a Deus, curvem-se pra Sua mão.

Este é o amor verdadeiro,

forte testemunho, forte testemunho.

Sejam fiéis a Deus.

Adaptado de ‘Somente experimentando provações dolorosas é que você pode conhecer a amabilidade de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 774 Manifestações de amor de Pedro a Deus

Próximo: 776 Pedro se agarrou à fé e ao amor verdadeiros

Todos os dias temos 24 horas e 1440 minutos. Você está disposto a dedicar 10 minutos para estudar o caminho de Deus? Você está convidado a se juntar ao nosso grupo de estudo.

Conteúdo relacionado

88. A adversidade da prisão

Por Xiao Fan, ChinaUm dia, em maio de 2004, eu estava numa reunião com alguns irmãos e irmãs, quando mais de vinte policiais invadiram o...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro

Entre em contato conosco pelo WhatsApp