952 A rebeldia do homem provoca a ira de Deus

Quando Sua ira agitar montanhas e rios,

Deus não irá mais ajudar o homem covarde.

Ele lhe recusará uma chance de se arrepender,

perderá a esperança e o punirá como merece.

Depois virá o trovão como ondas furiosas,

como dez mil montanhas desabando.

Por sua rebeldia, a humanidade é atingida e morta.

Toda criaturaexterminada por

raios e trovões.

Toda a humanidade se afasta de Deus por causa de Sua ira.

Pois o homem pecou contra a essência de Seu Espírito,

sua rebeldia a Deus desagradou.

O universo cai abruptamente ao caos,

a criação não recupera o fôlego da vida.

O homem não escapa do estrondo do trovão;

em meio aos raios, as hordas de humanos

tombam em riachos, são levadas por torrentes,

caem em cascatas das montanhas.

E de uma vez, no “destino” da humanidade

há um mundo de “homens”, corpos à deriva no mar.

Toda a humanidade se afasta de Deus por causa de Sua ira.

Pois o homem pecou contra a essência de Seu Espírito,

sua rebeldia a Deus desagradou.

Toda a humanidade se afasta de Deus por causa de Sua ira.

Pois o homem pecou contra a essência de Seu Espírito,

sua rebeldia a Deus desagradou.

Mas seguros, em terra firme, outros homens cantam

entre risos e música,

aproveitando as promessas que Deus cumpriu,

que Deus cumpriu só para eles.

Adaptado de ‘Capítulo 17’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 951 O caráter de Deus não tolera ofensa

Próximo: 953 A cena da ira de Deus

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro