312 Ansiando por Deus

1

Vendo Deus partir, meu coração se parte.

Momentos passados se repetem em minha mente, ensinamentos de Deus ecoam em meus ouvidos.

Não fique triste, não se aflija.

No momento da nossa despedida, muitas são as palavras em meu coração que desejo confidenciar.

Ó Deus, ó Deus, querido Deus!

Quando nos encontraremos outra vez, quando ouviremos Teus ensinamentos mais uma vez?

2

Anseio por Deus, meu coração arrependido.

Tantas transgressões são difíceis de compensar, uma dívida restou em meu coração.

As palavras de Deus julgam e me consolam.

Ele me exorta vezes seguidas e pacientemente me ensina; Suas palavras me guiam a cada passo adiante.

Ó Deus, ó Deus, querido Deus!

Nosso coração anseia por Ti, acolhemos Tua aparição pública.

3

Desejo ardentemente a graça de Deus, ansiando por Deus.

Caminho com Deus por grande dificuldade e perigo; na adversidade, sinto mais profundamente Seu amor.

Vergonha e lágrimas, mágoa e dor.

Em meio a dificuldade e refinamento, as palavras de Deus estão comigo; permaneço firme em meu testemunho e sou vitorioso sobre Satanás.

Ó Deus, ó Deus, querido Deus!

Possas Tu sempre nos proteger, de modo a vivermos no abraço do Teu amor.

4

Eu podia falar sem fim dos velhos tempos compartilhados.

Mas lágrimas enchem meus olhos e fico sem palavras, as exortações de Deus rememoradas em meu coração.

Vou aos confins do mundo, às profundezas do mar.

Por mais árdua que seja a jornada, não me desviarei ao completar a minha missão.

Ó Deus, ó Deus, querido Deus!

Para sempre Tu és nosso Deus, para sempre Te amaremos e pertenceremos a Ti.

Anterior : 311 Anseio eterno

Próximo : 313 Aonde quer que vás, estarei ligado a Ti

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

1. O que é seguir a vontade de Deus? Somente pregar e trabalhar para o Senhor é seguir a vontade de Deus?

Imagine que você seja capaz de trabalhar para Deus, mas não obedeça a Deus e não consiga amar a Deus autenticamente. Desse modo, você não só não terá cumprido o dever de uma criatura de Deus, como também será condenado por Deus porque é alguém que não possui a verdade, que é incapaz de obedecer a Deus e que é desobediente a Deus. Você só se interessa em trabalhar para Deus e não tem interesse em pôr a verdade em prática nem em conhecer-se. Você não compreende nem conhece o Criador, não obedece nem ama o Criador. Você é alguém inerentemente desobediente a Deus, e pessoas assim não são prezadas pelo Criador.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Conteúdos

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro