Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Pergunta 2: Ouvindo a partilha e a comunhão de vocês nestes dias, está claro para mim que a segunda vinda do Senhor nos últimos dias é a encarnação que fará a obra de julgamento. Mas não entendemos a verdade da encarnação e somos facilmente enganados pelos rumores e mentiras do Partido Comunista Chinês, dos pastores e presbíteros do mundo religiso. Assim, trataremos Deus encarnado como um homem comum, resistindo e blasfemando contra Ele. Portanto, quero perguntá-los acerca da verdade da encarnação. O que é a encarnação? Qual a diferença entre o Cristo encarnado e os profetas e apóstolos usados por Deus?

Resposta: Quanto às perguntas sobre o que é encarnação e o que é Cristo, vocês podem dizer que é um mistério da verdade que nenhum crente entende. Embora os crentes saibam há milhares de anos que o Senhor Jesus é o Deus encarnado, ninguém entende a encarnação e a encarnação real substância. Apenas agora, com a vinda de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, esse aspecto do mistério da verdade foi revelado ao homem. Vamos ver o que diz Deus Todo-Poderoso. Deus Todo-Poderoso diz: “O significado de encarnação é que Deus aparece na carne, e Ele vem para trabalhar entre os homens de Sua criação na imagem de uma carne. Assim, para Deus Se encarnar, Ele precisa primeiro ser carne, carne com humanidade normal; isso, no mínimo, deve ser verdade. De fato, a implicação da encarnação de Deus é que Deus vive e trabalha na carne, Deus, em Sua essência, se torna carne, se torna um homem.” “O Cristo com humanidade normal é uma carne na qual o Espírito é realizado, possuindo humanidade normal, senso normal e pensamento humano. ‘Ser realizado’ significa Deus Se tornando homem, o Espírito se tornando carne. Para ser claro, é quando o Próprio Deus habita uma carne com humanidade normal e através dela expressa a Sua obra divina – isso é o que significa ser realizado ou encarnado” (de ‘A essência da carne habitada por Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”).

O Deus encarnado é chamado de Cristo e Cristo é a carne vestida pelo Espírito de Deus. Essa carne é diferente de qualquer homem que é da carne. Essa diferença existe porque Cristo não é de carne e sangue, mas é a encarnação do Espírito. Ele tem tanto uma humanidade normal como uma divindade completa. Sua divindade não é possuída por nenhum homem. Sua humanidade normal sustenta todas as Suas atividades normais na carne, enquanto Sua divindade realiza a obra do Próprio Deus. Seja Sua humanidade ou divindade, ambas se submetem à vontade do Pai celestial. A substância de Cristo é o Espírito, isto é, a divindade. Portanto, Sua substância é a do Próprio Deus, essa substância não interromperá Sua própria obra e Ele não poderia fazer qualquer coisa que destrua Sua própria obra, nem jamais pronunciaria palavras que fossem contra Sua própria vontade” (de ‘A substância de Cristo é obediência à vontade do Pai Celestial’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Pelas palavras de Deus Todo-Poderoso, está claro que a encarnação significa o Espírito de Deus realizado na carne. O Espírito de Deus veste-se de carne e se torna um Filho do homem comum para trazer Sua palavra e Sua obra e aparecer-se ao homem. Isso quer dizer que Deus nos céus tornou-se homem para falar, realizar Sua obra, redimir e salvar o homem no mundo humano. Ele é, ao mesmo tempo, humanidade normal e divindade completa. Pela Sua aparência, a encarnação de Deus parece um ser humano comum e normal. Ele segue as mesmas regras de vida e participa das mesmas atividades como qualquer outro humano normal. Ele possui emoções como um humano normal e vive na prática e na realidade na companhia dos homens. Pela Sua aparência exterior, Ele não parece diferente de ninguém. Mas a verdadeira essência do Deus encarnado é divina. Ele expressa o caráter de Deus, o que Deus tem e é. De acordo com as necessidades do homem, Ele pode expressar a verdade para dar vida e salvar o homem em qualquer tempo ou lugar. Ele pode realizar a obra de Deus, aquilo que nada mais na criação é capaz de fazer. Todos sabemos que o Senhor Jesus é a encarnação de Deus, é Cristo. Pela Sua aparência, Ele se parece conosco, uma pessoa comum e normal. Mesmo assim, o Senhor Jesus pode expressar a verdade e prover ao homem o caminho do arrpendimento. Ele tem a autoridade de perdoar o homem de seus pecados e ser crucificado para concluir a obra da redenção da humanidade. Nenhum homem é capaz disso. O Senhor Jesus também realiza sinais e maravilhas. Ele acalma os ventos e o mar, alimenta cinco mil pessoas com apenas cinco pães e dois peixes e ressuscita dos mortos. O Senhor Jesus também foi muito longe para pregar. De acordo com as necessidades dos homens, Ele expressar a verdade para dar vida e salvar o homem em qualquer tempo ou lugar. que viu como Suas palavras e obra eram do Deus prático e real. As palavras e a obra do Senhor Jesus são a manifestação do caráter da vida de Deus e tudo o que Deus tem e é. Nenhum humano criado possui isso nem atinge tais realizações. Essa é a prova de que o Senhor Jesus é Deus encarnado. Embora Ele possua a humanidade normal, Sua essência é divina. Dessa forma, Ele é capaz de expressar a verdade e a voz de Deus. Ele pode obrar como Deus para fazer a obra de Deus. Assim, se víssemos apenas a humanidade normal de Cristo, nós O trataríamos como uma pessoa normal. Mas, se entendêssemos que tudo o que Cristo diz é a verdade, que tudo o que Ele manifesta é o caráter de Deus e tudo o que Deus tem e é, e virmos as ações de Deus na carne, atingiríamos o nível para conhecer a essência divina de Cristo.

É crucial que nós crentes conheçamos a essência divina de Cristo. Se não reconhecermos a essência divina de Cristo, vamos considerar Cristo uma pessoa comum e inclusive trataremos os profetas e os apóstolos, a quem Deus usa, como o Próprio Deus. Isso não é uma questão qualquer! Então vamos comungar a respeito da diferença entre Cristo e os apóstolos e profetas usados por Deus. Todos sabem que na aparência externa, a encarnação de Deus tem a humanidade normal e é uma pessoa comum e normal. Mas na verdade Ele é o espírito de Deus realizado na carne, é a essência divina. Por isso Ele faz a obra de Deus, expressando a verdade. o caráter, a vontade e as demandas de Deus da humanidade a qualquer tempo e em qualquer lugar. Ele julga, expõe e até mesmo amaldiçoa o homem, assim como o redime, purifica e salva. Os profetas e apóstolos são homens a quem Deus usa. Eles possuem apenas a humanidade normal, não têm a essência de Deus. Assim, eles fazem apenas o trabalho do homem. No plano de gestão de Deus, eles só cumprem os deveres do homem. Nenhum deles pode expressar a verdade, muito menos realizar a obra de Deus. Embora suas comunhões sejam inspiradas pela iluminação do Espírito Santo e estejam de acordo com a verdade, elas não são a verdade, são a expressão do entendimento e experiência que eles têm da palavra de Deus. Se considerarmos os apóstolos da Era da Graça, eles comungavam basicamente uma expressão do entendimento e experiência deles em relação às palavras e obras do Senhor Jesus. Eles representavam um testemunho da experiência da obra de Deus. Quando olhamos para as epístolas dos apóstolos, vemos que são claramente escritas por homens. São discursos a respeito de uma experiência e testemunho próprios. Nenhuma palavra das epístolas contém a verdade que Deus expressa. Nenhuma palavra das epístolas contém a autoridade e o poder da palavra do Senhor Jesus. Como podemos ver, as palavras dos apóstolos e do Senhor Jesus são muito diferentes. Não podemos vê-las à mesma luz. Na verdade, quando os profetas expressam a palavra de Deus, fazem isso apenas porque Deus ordenou. Os profetas não expressam a palavra de Deus usando a identidade de Deus. Eles não podem falar em primeira pessoa. Também não podem expressar a verdade à vontade. Eles são apenas homens usados por Deus, não são Deus. Eles apenas anunciam a palavra de Deus, e o que anunciam é limitado. Então, quando os profetas anunciam a palavra de Deus, afirmam expressar a palavra de Deus, não a deles. Tudo isso prova que os profetas e os apóstolos são homens comuns que Deus usa, não são encarnações de Deus. A encarnação de Deus pode ser chamada de Deus porque tem a essência divina. Os profetas e apóstolos têm apenas a humanidade. Falta-lhes a essência divina e, portanto, eles só podem ser considerados humanos. Essa é diferença em essência entre a encarnação de Deus e os profetas e apóstolos.

do roteiro do filme O mistério da divindade: a continuação

Anterior:Pergunta 1: vocês testemunham que o Senhor Jesus retornou e encarnou para realizar Sua obra. Não entendi isso. Todos sabemos que o Senhor Jesus é a encarnação de Deus. Concluída a Sua obra, Ele foi crucificado, ressuscitou, apareceu para Seus discípulos e ascendeu aos céus em Seu glorioso corpo espiritual. Exatamente como diz a Bíblia: “Varões galileus, por que ficais aí olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi elevado para o céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir” (Atos 1:11). A escritura bíblica confirma que, quando o Senhor retornar, Seu corpo espiritual ressuscitado aparecerá para nós. Nos últimos dias, por que Deus encarnaria na forma do Filho do homem para realizar o julgamento? Qual a diferença entre o corpo espiritual ressuscitado do Senhor Jesus e Sua encarnação como Filho do homem?

Próximo:Pergunta 3: O Senhor Jesus em quem acreditamos é a encarnação de Deus. O Senhor Jesus realizou a obra de Deus da redenção, ninguém pode negar isso. Mas esse Deus Todo-Poderoso em quem vocês acreditam não é necessariamente a encarnação de Deus, porque não há registro de Deus Todo-Poderoso na Bíblia. Portanto, os pastores e presbíteros do mundo religioso dizem que Ele é um mero homem e que vocês foram enganados. Apenas o Senhor Jesus, em quem acreditamos, é Cristo, o Filho de Deus! Esse Deus Todo-Poderoso em quem acreditam é apenas um homem. Como poderia ser diferente?

Conteúdo Relacionado