C. Sobre entender a verdade e entrar na realidade

433. Agora é a Era do Reino. Se você entrou nesta nova era depende de se você entrou na realidade das palavras de Deus e se Suas palavras se tornaram a realidade da sua vida. A palavra de Deus é dada a conhecer a cada homem, de modo que, no fim, todos os homens viverão no mundo da palavra, e a palavra de Deus esclarecerá e iluminará o íntimo de todo homem. Se nesse espaço de tempo você for apressado e descuidado ao ler a palavra de Deus e não tiver interesse em Sua palavra, isso mostra que há algo errado com a sua condição. Se você é incapaz de entrar na Era da Palavra, então o Espírito Santo não opera em você; se você tiver entrado nesta era, Ele fará a Sua obra. O que você pode fazer, no momento em que esta Era da Palavra começa, para ser capaz de ganhar a obra do Espírito Santo? Nessa era, Deus produzirá esta realidade dentre vocês: que todo homem deva viver a palavra de Deus, ser capaz de colocar a verdade em prática e amar a Deus com sinceridade; que todos os homens devam usar a palavra de Deus como um fundamento e como sua realidade e ter um coração de reverência a Deus; e que, pela prática da palavra de Deus, o homem deva então exercer o majestoso poder com Deus. É essa obra que Deus vai realizar. […] Deus usa a palavra para governar o homem; você se sente bem se comer e beber da palavra de Deus, e se não o fizer sente que não terá uma senda a seguir. A palavra de Deus se torna o alimento do homem e a força que o impulsiona. A Bíblia disse que “nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus”. Essa é a obra que Deus trará à completude hoje. Ele vai realizar essa verdade em vocês. Como é que o homem no passado poderia passar muitos dias sem ler a palavra de Deus e ainda assim ser capaz de comer e trabalhar como de costume? E por que isso já não é o caso? Nesta era, Deus usa principalmente a palavra para governar a todos. Pela palavra de Deus, o homem é julgado e aperfeiçoado, e então, é finalmente levado ao reino. Só a palavra de Deus pode suprir a vida do homem, e só a palavra de Deus pode dar ao homem uma luz e uma senda para a prática, particularmente na Era do Reino. Enquanto você comer e beber diariamente da Sua palavra sem se afastar da realidade da palavra de Deus, Deus será capaz de torná-lo perfeito.

Extraído de ‘A Era do Reino é a Era da Palavra’ em “A Palavra manifesta em carne”

434. A verdade que o homem precisa possuir se encontra na palavra de Deus e é uma verdade que é a mais benéfica e útil para a humanidade. É o tônico e o sustento de que o corpo de vocês necessita; algo que ajuda o homem a recuperar sua humanidade normal. É uma verdade com a qual o homem deveria estar equipado. Quanto mais vocês praticarem a palavra de Deus, mais rapidamente a vida de vocês se desenvolverá; e mais clara a verdade se tornará. À medida que crescerem em estatura, vocês verão as coisas do mundo espiritual mais nitidamente e mais força terão para triunfar sobre Satanás. Grande parte da verdade que vocês não compreendem será esclarecida quando vocês praticarem a palavra de Deus. A maioria das pessoas está satisfeita com simplesmente entender o texto da palavra de Deus e se concentrar em equipar-se com doutrinas, em vez de aprofundar sua experiência na prática, mas esse não é o caminho dos fariseus? Então, como a expressão “A palavra de Deus é vida” pode ser real para elas? A vida de uma pessoa não pode crescer simplesmente por ler a palavra de Deus, mas somente quando Sua palavra é posta em prática. Se a sua crença é que entender a palavra de Deus é tudo o que é necessário para se ter vida e estatura, então sua compreensão está distorcida. A verdadeira compreensão da palavra de Deus ocorre quando você pratica a verdade e você deve entender que “somente por praticar a verdade ela poderá alguma vez ser entendida”. Hoje, depois de ler a palavra de Deus, você pode dizer apenas que a conhece, mas não pode dizer que a entende. Alguns dizem que a única maneira de praticar a verdade é entendendo-a primeiro, mas isso é apenas parcialmente correto e certamente não é totalmente acurado. Antes de ter conhecimento sobre uma verdade, você não a experimentou. Sentir que você entende algo que ouve em um sermão não é entendimento verdadeiro — isso é simplesmente tomar posse das palavras literais da verdade e não é o mesmo que entender o verdadeiro significado ali contido. Só ter um conhecimento superficial da verdade não significa que você realmente a entenda ou tenha conhecimento sobre ela; o verdadeiro significado da verdade vem de tê-la experimentado. Portanto, somente quando experimenta a verdade é que você a pode entender e somente então você consegue entender as partes ocultas dela. Aprofundar sua experiência é a única maneira de compreender as suas conotações e de entender a essência da verdade. Portanto, você pode ir a qualquer lugar com a verdade, mas, se não há verdade em você, então não pense em tentar convencer nem os membros de sua família, menos ainda as pessoas religiosas. Sem a verdade, você é como flocos de neve flutuando; mas com a verdade, você pode ser feliz e livre e ninguém pode atacar você. Não importa quão forte seja, uma teoria não consegue vencer a verdade. Com a verdade, o próprio mundo pode ser abalado e montanhas e mares movidos, ao passo que a ausência dela pode fazer com que os fortes muros de uma cidade sejam reduzidos a escombros pelas larvas. Isso é um fato óbvio.

Extraído de ‘Quando compreender a verdade, você deveria colocá-la em prática’ em “A Palavra manifesta em carne”

435. Chegar a um entendimento genuíno do significado verdadeiro das palavras de Deus não é uma questão simples. Não pense deste jeito: “Eu consigo interpretar o significado literal das palavras de Deus, e todos dizem que minha interpretação é boa e me dão um sinal de aprovação, então isso significa que entendo as palavras de Deus”. Isso não é o mesmo que entender as palavras de Deus. Se você ganhou alguma luz nas declarações de Deus e teve uma sensação do significado verdadeiro de Suas palavras, e se você puder expressar a intenção por trás de Suas palavras e que efeito elas alcançarão no fim, então, uma vez que você tenha um entendimento claro de todas essas coisas, você pode ser considerado como tendo algum nível de entendimento das palavras de Deus. Assim, entender as palavras de Deus não é tão simples assim. Só porque você pode dar uma explicação floreada do significado literal das palavras de Deus, isso não significa que você as entende. Não importa o quanto você possa explicar seu significado literal, sua explicação ainda se baseia em imaginação e no modo de pensar humanos. É inútil! Como você pode entender as palavras de Deus? A chave é buscar a verdade a partir de dentro delas; somente dessa maneira você pode entender verdadeiramente o que Ele diz. Sempre que Deus fala, Ele certamente não fala meras generalidades. Cada sentença que Ele profere contém detalhes que certamente serão revelados mais adiante nas palavras de Deus, e eles podem ser expressados diferentemente. O homem não pode sondar as maneiras pelas quais Deus expressa a verdade. As declarações de Deus são muito profundas e não podem ser sondadas pela maneira de pensar humana. As pessoas podem descobrir o sentido inteiro de cada aspecto da verdade, contanto que façam um esforço; se você fizer isso, então, ao experimentá-las, os detalhes remanescentes serão preenchidos completamente enquanto o Espírito Santo esclarecer você, dando-lhe assim um entendimento desses estados concretos. Uma parte é entender as palavras de Deus e buscar seu conteúdo específico através de sua leitura. A outra parte é entender as implicações das palavras de Deus, experimentando-as e obtendo esclarecimento do Espírito Santo. É principalmente através desses dois meios que se alcança um entendimento verdadeiro das palavras de Deus. Se você interpretar Suas palavras literalmente ou pela lente de seu próprio pensamento ou imaginação, então o seu entendimento das palavras de Deus não é real, não importa o quão eloquentemente você possa interpretá-las. Você pode até tirar seu significado de contexto e interpretá-las de modo errôneo, e fazer isso é ainda mais problemático. Assim, a verdade é obtida primeiramente por receber a iluminação do Espírito Santo ganhando conhecimento das palavras de Deus. Entender o significado literal de Suas palavras ou ser capaz de explicá-las não conta como ter ganhado a verdade. Se você só precisasse interpretar o significado literal das Suas palavras, então qual seria a importância da iluminação do Espírito Santo? Nesse caso, você só precisaria ter certo nível de educação, e os incultos estariam todos em uma situação bem aflitiva. A obra de Deus não é algo que possa ser compreendido pelo cérebro humano. Um entendimento verdadeiro das palavras de Deus confia sobretudo em ter a iluminação do Espírito Santo; tal é o processo de ganhar a verdade.

Extraído de ‘Como conhecer a natureza do homem’ em “Registros das falas de Cristo”

436. Se, a partir das palavras de Deus, você não entender a vontade de Deus e as intenções por trás de Suas declarações, se você não entende os objetivos e resultados que Suas palavras pretendem alcançar, se você não entende o que Suas palavras pretendem realizar e aperfeiçoar no homem, se você não entende essas coisas, isso prova que você ainda não compreende a verdade. Por que Deus diz o que Ele diz? Por que Ele fala naquele tom? Por que Ele é tão sério e sincero em cada palavra que fala? Por que Ele decide usar determinadas palavras? Você sabe? Se você não souber com certeza, isso significa que você não entende a vontade de Deus nem Suas intenções, você não entende o contexto por trás de Suas palavras. Se você não compreende isso, como, então, você pode ganhar a verdade? Ganhar a verdade significa entender Sua vontade por meio de cada palavra que Ele diz; significa colocar as palavras de Deus em prática quando você as entender e permitir que as palavras de Deus sejam vividas por você e se tornem sua realidade. Somente quando você tem um entendimento completo da palavra de Deus é que você pode realmente compreender a verdade. Após meramente vir a entender algumas poucas letras e doutrinas, você acha que entende a verdade e possui realidade. Você até diz: “Deus quer que sejamos honestos, e nós praticamos isso”. No entanto, você deixa de entender a razão pela qual Deus quer que as pessoas sejam honestas e também por que Ele quer que as pessoas O amem. Na verdade, o propósito de Deus ao fazer tais exigências às pessoas é causar a salvação e o aperfeiçoamento delas.

Deus expressa a verdade para pessoas que têm sede da verdade, que buscam a verdade e que amam a verdade. Quanto àqueles que se preocupam com letras e doutrinas e gostam de fazer discursos longos e pomposos, eles jamais ganharão a verdade; eles estão enganando a si mesmos. Tais pessoas têm um ponto de vista incorreto sobre a leitura das palavras de Deus; elas giram a cabeça para ler aquilo que está de cabeça para cima — sua perspectiva está toda errada. Algumas pessoas só sabem pesquisar as palavras de Deus, estudando o que Ele diz sobre ser abençoado e sobre o destino do homem. Se as palavras de Deus não se encaixam em suas noções, elas se tornam negativas e interrompem sua busca. Isso mostra que elas não estão interessadas na verdade. Como resultado, elas não levam a verdade a sério; só são capazes de aceitar a verdade de suas noções e imaginação. Embora tais pessoas sejam fervorosas em sua crença em Deus e tentem de tudo para fazer algumas boas ações e se apresentar bem aos outros, elas só fazem isso para terem um bom destino no futuro. A despeito do fato de também se envolverem na vida da igreja, comendo e bebendo das palavras de Deus juntamente com todos os outros, elas têm dificuldades de entrar na realidade da verdade e de ganhar a verdade. Há outros ainda que comem e bebem das palavras de Deus, mas que só agem sem se envolver; acham que ganharam a verdade simplesmente por terem vindo a entender algumas letras e doutrinas. Como são tolos! A palavra de Deus é a verdade. No entanto, você não entenderá e ganhará necessariamente a verdade após ler as palavras de Deus. Se você não ganhar a verdade ao comer e beber as palavras de Deus, então o que você ganhará são letras e doutrinas. Você não sabe o que significa ganhar a verdade. Você pode segurar as palavras de Deus na palma da sua mão, mas, após lê-las, você ainda não entende a vontade de Deus, você só adquire algumas letras e doutrinas. Em primeiro lugar, você deve perceber que a palavra de Deus não é tão fácil de entender; a palavra de Deus é absolutamente profunda. Sem muitos anos de experiência, como seria possível você entender a palavra de Deus? Até mesmo uma única frase das palavras de Deus exigirá toda a sua vida para experimentá-la totalmente. Você lê as palavras de Deus, mas você não entende a vontade de Deus; você não entende as intenções de Suas palavras, sua origem, o efeito que buscam alcançar ou o que elas buscam realizar. Se você não entender nenhuma dessas coisas, como, então, você pode entender a verdade? Você pode ter lido as palavras de Deus muitas vezes e talvez consiga recitar muitas passagens de cor, mas você ainda não mudou em nada, tampouco fez qualquer progresso. Seu relacionamento com Deus continua distante e alienado como sempre. Ainda há barreiras entre você e Deus como antes, e você ainda permanece em dúvida em relação a Ele. Você não só não entende Deus, você também dá desculpas a Ele e cultiva noções sobre Ele. Você resiste a Ele e até blasfema contra Ele. Como isso poderia significar que você ganhou a verdade?

Extraído de ‘Somente aqueles que têm a realidade da verdade podem liderar’ em “Registros das falas de Cristo”

437. A compreensão que vocês têm da verdade está integrada com próprio estado de vocês? Na vida real, você precisa pensar primeiro em quais verdades se relacionam com as pessoas, coisas e objetos que você já encontrou; é entre essas verdades que você pode encontrar a vontade de Deus e conectar aquilo que você encontrou com a vontade de Deus. Se você não sabe quais aspectos da verdade se relacionam com as coisas que você encontrou, mas vai diretamente buscar a vontade de Deus, essa abordagem é bastante cega e não pode alcançar resultados. Se você quer buscar a verdade e entender a vontade de Deus, precisa primeiro examinar que tipo de coisas lhe sobrevieram, a que aspectos da verdade se relacionam, e procurar a verdade na palavra de Deus que se relaciona com o que você experimentou. Você então procurará a senda da prática que é correta para você naquela verdade; assim, você poderá ganhar uma compreensão indireta da vontade de Deus. Buscar e praticar a verdade não significam aplicar mecanicamente uma doutrina ou seguir uma fórmula. A verdade não é uma fórmula, nem é uma lei. Ela não está morta — ela é vida, é uma coisa viva, é a regra que uma criatura deve seguir e a regra que um humano deve ter na sua vida. Isso é algo que você precisa compreender melhor pela experiência. Não importa a qual estágio você já chegou em sua experiência, você é inseparável da palavra de Deus ou da verdade, o que você entende do caráter de Deus e o que você sabe daquilo que Deus tem e é, tudo isso está expresso nas palavras de Deus; elas estão inextricavelmente ligadas à verdade. O caráter de Deus e aquilo que Ele tem e é são, em si mesmos, a verdade; a verdade é uma manifestação autêntica do caráter de Deus e do que Ele tem e é. Isso torna concreto aquilo que Deus tem e é, e afirma isso expressamente; isso diz a você, mais diretamente, o que Deus gosta, o que Ele não gosta, o que Ele quer que você faça e o que Ele não permite que você faça, quais pessoas Ele despreza e em quais pessoas Ele Se deleita. Por trás das verdades que Deus expressa as pessoas podem ver Seu prazer, raiva, tristeza e felicidade, bem como a Sua essência — essa é a revelação do Seu caráter. Além de saber o que Deus tem e é e compreender Seu caráter a partir da Sua palavra, o mais importante é a necessidade de alcançar esse entendimento por meio da experiência prática. Se uma pessoa se retira da vida real a fim de conhecer a Deus, ela não conseguirá alcançar isso. Mesmo que haja pessoas capazes de ganhar alguma compreensão da palavra de Deus, ela é limitada a teorias e palavras, e há uma disparidade com o que Deus realmente é.

Extraído de ‘A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus III’ em “A Palavra manifesta em carne”

438. Ao buscar a entrada, toda e qualquer questão deve ser investigada. Todas as questões devem ser contempladas meticulosamente segundo a palavra de Deus e a verdade, de modo que você saiba como manuseá-las de uma maneira que seja inteiramente conforme à vontade de Deus. Então, as coisas que surgem da sua vontade própria podem ser abandonadas. Você saberá como fazer as coisas segundo a vontade de Deus e assim procederá e as fará; parecerá que tudo está seguindo seu curso natural e parecerá muitíssimo fácil. É assim que as pessoas que têm a verdade fazem as coisas. Você pode então realmente mostrar aos outros que seu caráter mudou, e eles verão que você certamente fez algumas boas ações, que você faz as coisas segundo um princípio e que faz tudo certo. Essa é uma pessoa que entende a verdade e que de fato tem uma semelhança humana. Sem dúvida, a palavra de Deus colheu resultados nas pessoas. Uma vez que as pessoas realmente entendam a verdade, podem discernir seus estados de ser, enxergar a fundo assuntos complicados e conhecer a maneira apropriada de praticar. Se você não entender a verdade, não poderá discernir seu estado de ser. Você irá querer se rebelar contra si mesmo, mas não terá ideia de como fazê-lo ou contra o que está se rebelando. Você irá querer abandonar sua teimosia, mas se pensa que sua teimosia está de acordo com a verdade, como você pode abandoná-la? Você pode até pensar que ela é iluminada pelo Espírito Santo e, portanto, se recusará a abandoná-la, não importa o quê. Assim, quando as pessoas não estão de posse da verdade, elas são muito propensas a pensar que as impurezas humanas, as boas intenções, o amor confuso e as práticas humanas — todos os quais surgem de sua teimosia — estão corretos e em conformidade com a verdade. Como, então, você pode se rebelar contra essas coisas? Se você não entende a verdade ou não sabe o que significa colocar a verdade em prática, e se seus olhos estão nublados e você não tem ideia de qual caminho seguir e, portanto, só pode fazer as coisas com base no que acha certo, então você cometerá certos atos desviantes e errôneos, alguns dos quais estarão de acordo com as regras, alguns que surgirão do entusiasmo e outros que terão se originado com Satanás e que causarão perturbações. Pessoas que não possuem a verdade agem assim: um pouco para a esquerda e depois um pouco para a direita; correto em um momento, desviante no próximo; sem precisão alguma. Aqueles que não possuem a verdade assumem uma visão absurda sobre coisas. Assim, como eles podem lidar com as questões corretamente? Como podem resolver qualquer problema? Compreender a verdade não é uma coisa fácil de fazer. Ser capaz de compreender as palavras de Deus depende do entendimento da verdade, e a verdade que as pessoas são capazes de entender tem seu limite. Seu entendimento das palavras de Deus ainda será limitado, mesmo se acreditarem Nele por toda a vida. Mesmo aqueles que são relativamente experientes podem, na melhor das hipóteses, chegar ao ponto de poder parar de fazer coisas que obviamente resistem a Deus, parar de fazer coisas que são obviamente más e parar de fazer coisas que não beneficiam a ninguém. Não é possível que eles atinjam um estado em que nenhuma da sua teimosia se misture nele. Isso ocorre porque as pessoas têm pensamentos normais, e parte de seu pensamento está em conformidade com as palavras de Deus e pertence a um aspecto da compreensão que não pode ser classificado como teimosia. No entanto, a chave é discernir as partes da teimosia que vão contra as palavras de Deus, contra a verdade e contra a iluminação do Espírito Santo. Você deve, portanto, fazer um esforço para conhecer as palavras de Deus, e somente ao entender a verdade você pode ter discernimento.

Extraído de ‘Somente buscando a verdade pode-se alcançar uma mudança no caráter’ em “Registros das falas de Cristo”

439. Se vocês leram muito da palavra de Deus, mas só entendem o significado do texto, e não têm conhecimento direto da palavra de Deus através de experiências práticas, então, você não conhecerá a palavra de Deus. No que diz respeito a você, a palavra de Deus não é vida, mas apenas letras sem vida. Se você só vive em obediência a letras sem vida, então não é capaz de captar a essência da palavra de Deus, nem entenderá a vontade de Deus. Somente quando você experimentar a Sua palavra em suas experiências reais é que o significado espiritual dela se abrirá para você, e é somente através da experiência que você consegue compreender o significado espiritual de muitas verdades e desvendar os mistérios da palavra de Deus. Se você não a colocar em prática, então não importa quão clara ela seja, tudo o que você compreendeu são letras e doutrinas vazias, que se tornaram regulamentos religiosos para você. Não é isso o que os fariseus faziam? Se vocês praticam e experienciam a palavra de Deus, ela se torna prática para vocês; se você não buscar praticá-la, então, para você, ela é pouco mais que a lenda do terceiro céu. Na verdade, o processo de crer em Deus é o de vocês vivenciarem a Sua palavra, assim como serem ganhos por Ele ou, falando ainda mais claramente, acreditar em Deus é ter o conhecimento e o entendimento de Sua palavra e experimentá-la e vivê-la; tal é a realidade por trás de sua crença em Deus. Se vocês acreditam Nele e esperam a vida eterna sem procurar praticar a palavra de Deus como algo que vocês têm dentro de vocês, então são tolos. Isso seria como ir a um banquete e apenas olhar para a comida e memorizar as coisas deliciosas sem de fato provar nada disso. Uma pessoa dessas não seria tola?

Extraído de ‘Quando compreender a verdade, você deveria colocá-la em prática’ em “A Palavra manifesta em carne”

440. No seu âmago, o objetivo de vocês é deixar a palavra de Deus agir dentro de vocês. Em outras palavras, é ter uma verdadeira compreensão da palavra de Deus na sua prática da palavra. Talvez vocês tenham pouca habilidade para compreender a palavra de Deus, mas, quando vocês a praticam, Deus pode remediar essa deficiência, então, vocês devem não só conhecer muitas verdades, mas também praticá-las. Este é o enfoque maior, que não pode ser ignorado. Jesus suportou muitas humilhações e muito sofrimento em Seus trinta e três anos e meio. Ele sofreu tão grandemente só porque praticou a verdade, fez a vontade de Deus em todas as coisas e só Se importou com a vontade de Deus. Esse foi um sofrimento que Ele não teria passado se conhecesse a verdade e não a praticasse. Se tivesse seguido os ensinamentos dos judeus e seguido os fariseus, Jesus não teria sofrido. Você pode aprender com os feitos de Jesus que a eficácia da obra de Deus no homem vem da cooperação do homem, e isso é algo que vocês devem reconhecer. Teria Jesus sofrido como sofreu na cruz se não tivesse praticado a verdade? Poderia Ele ter feito uma oração tão dolorosa se não tivesse agido de acordo com a vontade de Deus? Portanto, vocês deveriam sofrer pelo bem de praticar a verdade; esse é o tipo de sofrimento a que uma pessoa deveria se submeter.

Extraído de ‘Quando compreender a verdade, você deveria colocá-la em prática’ em “A Palavra manifesta em carne”

441. Desde o momento de sua crença em Deus até hoje, as pessoas têm abrigado muitas motivações incorretas. Quando você não está colocando a verdade em prática, sente que todas as suas motivações estão corretas, mas quando algo acontece com você, verá que há muitas motivações incorretas no seu interior. Assim, quando Deus aperfeiçoa as pessoas, Ele faz com que elas percebam que existem muitas noções dentro delas que estão obstruindo o conhecimento de Deus. Quando você reconhece que suas motivações estão erradas, se você consegue parar de praticar de acordo com suas noções e motivações e consegue testemunhar de Deus e permanecer firme em sua posição em tudo o que acontece com você, isso prova que você se rebelou contra a carne. Quando você se rebela contra a carne, inevitavelmente haverá uma batalha interna. Satanás tentará fazer as pessoas seguirem-no, tentará e fará com que elas sigam as noções da carne e defendam os interesses da carne — mas as palavras de Deus as esclarecerão e iluminarão interiormente, e neste momento, depende de você seguir a Deus ou a Satanás. Deus pede que as pessoas coloquem a verdade em prática, principalmente, para lidar com as coisas no interior delas, para lidar com seus pensamentos e noções que não são segundo o coração de Deus. O Espírito Santo toca as pessoas no coração delas e as esclarece e ilumina. Assim, por trás de tudo que acontece está uma batalha: toda vez que as pessoas colocam a verdade em prática, ou praticam o amor a Deus, há uma grande batalha, e embora tudo pareça bem com a carne, no fundo do coração uma batalha de vida ou morte estará acontecendo — e somente após essa intensa batalha, depois de muita reflexão, pode a vitória ou a derrota ser decidida. Não se sabe se deve rir ou chorar. Muitas das motivações dentro das pessoas estão erradas, ou muito da obra de Deus vai contra as noções delas, e quando as pessoas colocam a verdade em prática, uma grande batalha é travada nos bastidores. Tendo colocado essa verdade em prática, nos bastidores as pessoas terão derramado incontáveis lágrimas de tristeza antes de finalmente decidirem satisfazer a Deus. É por causa dessa batalha que as pessoas enfrentam o sofrimento e o refinamento; isso é sofrimento verdadeiro. Quando a batalha vier sobre você, se você conseguir realmente ficar do lado de Deus, conseguirá satisfazer a Deus. Quando se pratica da verdade é inevitável que se sofra por dentro; se, quando colocassem a verdade em prática, tudo dentro das pessoas estivesse certo, não precisariam ser aperfeiçoados por Deus, não haveria batalha, e elas não sofreriam. É por causa das várias coisas que há dentro das pessoas que não são apropriadas para o uso de Deus, e muito do caráter rebelde da carne, que as pessoas precisam aprender a lição de se rebelar contra a carne com mais profundidade. Isto é o que Deus chama de sofrimento que Ele pediu ao homem para passar com Ele. Quando você encontrar dificuldades, apresse-se e ore a Deus: “Ó Deus! Desejo Te satisfazer, desejo suportar as dificuldades finais para satisfazer o Teu coração e, independente de quão grandes sejam os contratempos que eu encontre, ainda assim devo satisfazê-Lo. Mesmo que tenha que desistir de toda a minha vida, ainda assim devo satisfazer a Ti!” Com esta resolução, quando você orar deste modo, conseguirá permanecer firme em seu testemunho. Cada vez que eles colocam a verdade em prática, cada vez que passam por refinamento, cada vez que são provados e cada vez que a obra de Deus vem sobre eles, os seres humanos suportam dores extremas. Tudo isso é um teste para eles, e no interior de todos eles há uma batalha. Este é o preço real que eles pagam. Ler mais das palavras de Deus e ocupar-se mais é parte do preço. É o que as pessoas devem fazer, é a obrigação e a responsabilidade que devem cumprir, mas as pessoas devem deixar de lado aquilo que, no interior delas, precisa ser posto de lado. Se você não fizer isso, então, não importa quão grande seja seu sofrimento externo, e quanto você se ocupe, tudo será em vão! O que quer dizer que apenas as mudanças internas podem determinar se o seu sofrimento externo é valioso. Quando seu caráter interno tiver mudado e você tiver colocado a verdade em prática, então todo o seu sofrimento externo receberá a aprovação de Deus. Se não houve mudança em seu caráter interno, não importa quanto sofra ou o quanto se ocupe externamente, não haverá a aprovação de Deus — e o sofrimento que não é confirmado por Deus é em vão. Assim, se o preço que você pagou é aprovado por Deus é determinado por se houve ou não uma mudança em você, se você colocou ou não a verdade em prática e se você se rebelou contra suas próprias motivações e noções para alcançar a satisfação da vontade, do conhecimento e da lealdade a Deus. Não importa o quanto você se ocupe, se você nunca soube se rebelar contra suas próprias motivações, apenas busca ações externas e fervor, e nunca presta atenção em sua vida, então seus sofrimentos terão sido em vão.

Extraído de ‘Apenas amando a Deus é que verdadeiramente se crê em Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

442. As convicções das pessoas não podem tomar o lugar da verdade

Há algumas pessoas que conseguem suportar as dificuldades; elas conseguem pagar o preço; o comportamento exterior delas é muito bom; elas são bastante respeitadas; e elas têm a admiração de outros. O que vocês acham: esse tipo de comportamento exterior pode ser considerado como colocar a verdade em prática? Vocês podem dizer que essa pessoa está satisfazendo as intenções de Deus? Por que, repetidas vezes, as pessoas veem esse tipo de indivíduo e acham que ele está satisfazendo a Deus, acham que ele está percorrendo a senda colocando a verdade em prática e que ele está andando no caminho de Deus? Por que algumas pessoas pensam dessa forma? Há apenas uma explicação para isso. E qual é essa explicação? É que, para muitas pessoas, perguntas como o que é colocar a verdade em prática, o que é satisfazer a Deus, o que é realmente ter a realidade da verdade — essas perguntas não estão muito claras. Então, há algumas pessoas que são enganadas com frequência, por aquelas que, exteriormente, parecem espirituais, parecem nobres, parecem ter imagem superior. Quanto a essas pessoas que podem falar sobre letras e doutrinas, e cujo discurso e ações parecem dignos de admiração, os que são enganados por elas nunca olharam para a essência de suas ações, os princípios por trás de seus feitos, quais são os seus objetivos. E eles nunca olharam se essas pessoas obedecem a Deus verdadeiramente ou não e se são ou não pessoas que verdadeiramente temem a Deus e evitam o mal. Eles nunca discerniram a substância da humanidade dessas pessoas. Pelo contrário, desde o primeiro passo para a familiarização, pouco a pouco, eles passam a admirar essas pessoas, a venerar essas pessoas e, no fim, essas pessoas se tornam seus ídolos. Além disso, na mente de algumas pessoas, os ídolos a quem eles adoram, quem elas acreditam que podem abandonar suas famílias e empregos e que pagam o preço superficialmente — esses ídolos são aqueles que estão, na realidade, satisfazendo a Deus, aqueles que podem, realmente, receber um bom desfecho e um bom destino. Na mente delas, esses ídolos são as pessoas a quem Deus louva. O que faz com que as pessoas tenham esse tipo de convicção? Qual é a essência desse problema? A quais consequências isso pode levar? Em primeiro lugar, vamos discutir a questão de sua essência.

Esses problemas com relação ao ponto de vista das pessoas, às práticas das pessoas, a quais princípios as pessoas escolhem praticar e o que todos normalmente enfatizam, em essência, tudo isso não tem nada a ver com as demandas de Deus para a humanidade. Independentemente de se as pessoas estão focando questões superficiais ou profundas, letras e doutrinas ou realidade, as pessoas não aderem àquilo que mais deveriam aderir e elas não sabem aquilo que mais deveriam saber. A razão para isso é que as pessoas não gostam da verdade de forma alguma. Portanto, as pessoas não estão dispostas a colocar tempo e esforço em encontrar e praticar os princípios na palavra de Deus. Em vez disso, elas preferem utilizar atalhos e resumir o que entendem, o que sabem, a uma boa prática e um bom comportamento. Esse resumo, então, se torna o seu próprio objetivo a buscar, torna-se a verdade a ser praticada. A consequência direta disso é as pessoas usarem o bom comportamento humano como substituto para colocar a verdade em prática, o que também satisfaz o desejo das pessoas de cair na graça de Deus. Isso dá a elas meios com os quais lutar contra a verdade, o que elas também usam para argumentar e competir com Deus. Ao mesmo tempo, as pessoas também, de modo inescrupuloso, colocam Deus de lado e colocam o ídolo de seu coração na posição de Deus. Existe somente uma causa raiz que faz as pessoas terem essas ações, pontos de vista ignorantes ou pontos de vista e práticas unilaterais, e, hoje, Eu lhes contarei a respeito disso. A razão é que, apesar de as pessoas poderem seguir a Deus, orar a Ele todos os dias e ler a palavra de Deus todos os dias, elas, na verdade, não entendem a vontade de Deus. Essa é a raiz do problema. Se uma pessoa entende o coração de Deus, entende do que Deus gosta, o que Deus abomina, o que Deus quer, o que Deus rejeita, que tipo de pessoa Deus ama, que tipo de pessoa Deus não gosta, que tipo de padrão Deus aplica às Suas demandas ao homem, que tipo de abordagem Ele usa para aperfeiçoar o homem, essa pessoa ainda pode ter ideias pessoais próprias? Ela pode simplesmente ir e adorar outra pessoa? Uma pessoa ordinária poderia se tornar o ídolo dela? Se uma pessoa entende a vontade de Deus, o seu ponto de vista é um pouco mais racional do que isso. Ele não irá, de forma arbitrária, idolatrar uma pessoa corrupta, tampouco irá, enquanto percorre a senda de colocar a verdade em prática, acreditar que aderir arbitrariamente a algumas regras simples ou princípios é o mesmo que colocar a verdade em prática.

Extraído de ‘Como conhecer o caráter de Deus e os resultados que Sua obra alcançará’ em “A Palavra manifesta em carne”

443. Se você puder devotar seu coração, corpo e todo o seu amor genuíno a Deus, colocá-los diante Dele, ser completamente obediente a Ele e ser absolutamente atento à Sua vontade — não pela carne, não pela família e não pelos seus desejos próprios e pessoais, mas pelos interesses da casa de Deus, tomando a palavra de Deus como o princípio e a base de tudo — então, ao fazer isso, suas intenções e suas perspectivas estarão todas no lugar certo e você então será uma pessoa perante Deus que recebe Seu elogio. As pessoas de quem Deus gosta são aquelas que são absolutas para com Ele; são aquelas que podem ser devotadas exclusivamente a Ele. Aquelas a quem Ele abomina são as que têm o coração dividido em relação a Ele e que se rebelam contra Ele. Ele abomina aquelas que acreditam Nele e sempre querem desfrutar Dele enquanto continuam sendo incapazes de se despender completamente por Sua causa. Ele abomina aquelas que dizem que O amam, mas que se rebelam contra Ele em seu coração; Ele abomina aquelas que usam palavras eloquentes e rebuscadas para envolver em engano. Aquelas que não são genuinamente dedicadas a Deus ou que não se submeteram verdadeiramente perante Ele são traiçoeiras e excessivamente arrogantes por natureza. Aquelas que não conseguem ser genuinamente submissas em frente ao Deus normal e prático são ainda mais arrogantes e são especialmente a progenitura dedicada do arcanjo. Pessoas que verdadeiramente se despendem por Deus expõem seu ser inteiro perante Ele; submetem-se genuinamente a todas as Suas declarações e são capazes de pôr as Suas palavras em prática. Elas fazem das palavras de Deus a base de sua existência e são capazes de procurar seriamente dentro das palavras de Deus para descobrir quais partes praticar. Tais são as pessoas que verdadeiramente vivem perante Deus. Se o que você fizer for benéfico para a sua vida e, por meio do comer e beber das Suas palavras, você puder suprir suas inadequações e necessidades interiores de forma que seu caráter de vida seja transformado, então isso satisfará a vontade de Deus. Se você agir em concordância com as exigências de Deus e se não satisfizer a carne, mas, em vez disso, satisfizer a Sua vontade, então nisso você terá entrado na realidade de Suas palavras. Falar de entrar na realidade das palavras de Deus mais realisticamente significa que você pode desempenhar o seu dever e atender as exigências de Deus. Somente esses tipos de ações práticas podem ser chamados de entrar na realidade de Suas palavras. Se for capaz de entrar nessa realidade, então você possuirá a verdade. Isso é o começo da entrada na realidade; você precisa primeiro empreender esse treinamento e só depois será capaz de entrar em realidades ainda mais profundas.

Extraído de ‘Aqueles que verdadeiramente amam a Deus são os que podem se submeter totalmente à Sua praticidade’ em “A Palavra manifesta em carne”

444. Para entrar na realidade, é preciso direcionar tudo para a vida real. Se, ao acreditar em Deus, as pessoas não puderem chegar a se conhecer por meio da entrada na vida real, se não puderem viver a humanidade normal na vida real, então elas se tornarão fracassos. Todos aqueles que desobedecem a Deus não podem entrar na vida real. Todas são pessoas que falam de humanidade, mas vivem a natureza de demônios. Todas são pessoas que falam da verdade, mas, ao invés disso, vivem doutrinas. Os que são incapazes de viver a verdade na vida real são os que acreditam em Deus, mas são detestados e rejeitados por Ele. Você tem de praticar sua entrada na vida real, conhecer suas próprias deficiências, desobediência e ignorância, e conhecer sua humanidade anormal e suas fraquezas. Dessa forma, seu conhecimento será integrado à sua condição e dificuldades reais. Somente esse tipo de conhecimento é real e pode permitir que você realmente compreenda sua própria condição e alcance a transformação de caráter.

Extraído de ‘Discutindo a vida da igreja e a vida real’ em “A Palavra manifesta em carne”

445. Os bons soldados do reino não são treinados para ser um grupo de pessoas que só podem falar sobre a realidade ou se vangloriar; antes, são treinados para viver as palavras de Deus a todo momento, permanecer inflexíveis, apesar dos reveses que enfrentarem, e viver constantemente de acordo com as palavras de Deus e não voltar ao mundo. Essa é a realidade da qual Deus fala; essa é a exigência de Deus para o homem. Assim, não considere a realidade mencionada por Deus como sendo simples demais. O mero esclarecimento do Espírito Santo não equivale à posse da realidade. Tal não é a estatura do homem — é a graça de Deus, para a qual o homem não contribui em nada. Cada pessoa deve suportar os sofrimentos de Pedro e, ainda mais, possuir a glória de Pedro, que elas vivem após terem ganhado a obra de Deus. Só isso pode ser chamado de realidade. Não pense que você possui a realidade só porque pode falar dela; isso é uma falácia. Tais pensamentos não concordam com a vontade de Deus e não têm significação real. Não diga essas coisas no futuro — suprima tais dizeres! Todos aqueles com um entendimento falso das palavras de Deus são descrentes. Eles não têm conhecimento real algum, muito menos qualquer estatura real; são pessoas ignorantes que carecem de realidade. Em outras palavras, todos aqueles que vivem fora da essência das palavras de Deus são descrentes. Aqueles considerados descrentes pelas pessoas são bestas aos olhos de Deus e aqueles considerados descrentes por Deus são pessoas que não têm as palavras de Deus como sua vida. Pode, portanto, ser dito que aqueles que não possuem a realidade das palavras de Deus e que não vivem Suas palavras são descrentes. A intenção de Deus é fazer com que todos vivam a realidade de Suas palavras — não simplesmente que todos falem sobre a realidade, mas, mais que isso, capacitar todos a viver a realidade de Suas palavras.

Extraído de ‘Só pôr a verdade em prática é possuir realidade’ em “A Palavra manifesta em carne”

446. Deus é um Deus prático: toda a Sua obra é prática, todas as palavras que Ele diz são práticas e todas as verdades que expressa são práticas. Tudo que não são Suas palavras é vazio, inexistente e infundado. Hoje, o Espírito Santo vai guiar as pessoas na direção das palavras de Deus. Se as pessoas estão aspirando entrar na realidade, elas devem buscar a realidade e conhecer a realidade, após o que devem experimentar a realidade e viver a realidade. Quanto mais as pessoas conhecem a realidade, mais são capazes de dizer se as palavras dos outros são reais; quanto mais as pessoas conhecem a realidade, menos concepções elas têm; quanto mais as pessoas experimentam a realidade, mais elas conhecem os feitos do Deus da realidade e mais fácil é para elas se libertarem de seu caráter corrupto e satânico; quanto mais realidade as pessoas têm, mais conhecem Deus e mais detestam a carne e amam a verdade; quanto mais realidade as pessoas têm, mais se aproximam dos padrões das exigências de Deus. As pessoas que são ganhas por Deus são aquelas que se apossaram da realidade e a conhecem, e que vieram a conhecer os feitos reais de Deus ao experimentar a realidade. Quanto mais efetivamente você cooperar com Deus e disciplinar seu corpo, mais obterá a obra do Espírito Santo, mais ganhará realidade e mais será esclarecido por Deus — e, assim, maior será seu conhecimento dos feitos reais de Deus. Se você for capaz de viver na luz presente do Espírito Santo, a presente senda para a prática se tornará mais clara para você, e você será mais capaz de separar-se das concepções religiosas e das velhas práticas do passado. Hoje, a realidade é o foco: quanto mais realidade a pessoa tem, mais claro é o seu conhecimento da verdade e maior a sua compreensão da vontade de Deus. A realidade pode superar todas as letras e doutrinas, pode superar toda teoria e habilidade, e quanto mais as pessoas se concentram na realidade mais verdadeiramente elas amam a Deus e têm fome e sede de Suas palavras. Se você sempre se concentrar na realidade, sua filosofia de vida, suas concepções religiosas e sua índole natural serão naturalmente apagadas após a obra de Deus. Aqueles que não buscam a realidade, que não têm conhecimento da realidade, provavelmente estão buscando o que é sobrenatural e com facilidade serão enganados. O Espírito Santo não tem intenções de operar em tais pessoas e por isso elas se sentem vazias, sentem que sua vida não tem significado.

Extraído de ‘Como conhecer a realidade’ em “A Palavra manifesta em carne”

447. Quanto mais você praticar a verdade, mais tomará posse da verdade; quanto mais você praticar a verdade, mais você tomará posse do amor de Deus; e quanto mais você praticar a verdade, mais você será abençoado por Deus. Se você sempre praticar dessa maneira, o amor de Deus por você gradualmente o capacitará a ver, assim como Pedro veio a conhecer Deus: Pedro disse que Deus não só tem sabedoria para criar os céus e a terra e todas as coisas, mas, além disso, que Ele também tem a sabedoria para realizar a verdadeira obra nas pessoas. Pedro disse que Ele não é apenas digno do amor das pessoas por causa de Sua criação dos céus e da terra e de todas as coisas, mas, além disso, por Sua capacidade de criar o homem, salvar o homem, aperfeiçoar o homem e dar Seu amor como legado ao homem. Assim também Pedro disse que há muito Nele que é digno do amor do homem. Pedro disse a Jesus: “Você não merece o amor das pessoas por muito mais do que criar os céus e a terra e todas as coisas? Há mais em Você que é amável, Você age e se move na vida real, Seu Espírito me toca por dentro, Você me disciplina, Você me reprova — essas coisas são ainda mais dignas do amor das pessoas”. Se você deseja ver e experimentar o amor de Deus, então você deve explorar e buscar na vida real, e deve estar disposto a deixar de lado sua própria carne. Você deve tomar essa decisão. Você deve ser alguém com determinação, que é capaz de satisfazer a Deus em todas as coisas, sem ser preguiçoso, ou cobiçar os prazeres da carne, não viver para a carne, mas viver para Deus. Pode haver momentos em que você não satisfaça a Deus. Isso é porque você não entende a vontade de Deus; da próxima vez, embora seja necessário mais esforço, você deve satisfazê-Lo e não deve satisfazer a carne. Quando você experimentar desta maneira, você terá conhecido a Deus. Você verá que Deus pôde criar os céus e a Terra e todas as coisas, que Ele Se fez carne para que as pessoas possam realmente e verdadeiramente vê-Lo, e realmente se envolver com Ele, que Ele é capaz de andar entre os homens, que Seu Espírito é capaz de aperfeiçoar as pessoas na vida real, permitindo-lhes ver Sua beleza e experimentar Sua disciplina, Seu castigo e Suas bênçãos. Se você sempre experimentar dessa maneira, na vida real você será inseparável de Deus, e se um dia seu relacionamento com Deus deixar de ser normal, você poderá sofrer reprovação e ser capaz de sentir remorso. Quando você tem um relacionamento normal com Deus, você nunca desejará deixar Deus, e se um dia Deus disser que Ele vai deixar você, você terá medo e dirá que prefere morrer do que ser deixado por Deus. Assim que você tiver essas emoções, sentirá que é incapaz de deixar Deus e, dessa maneira, terá um fundamento e desfrutará verdadeiramente do amor de Deus.

Extraído de ‘Aqueles que amam a Deus viverão para sempre em Sua luz’ em “A Palavra manifesta em carne”

448. Muitas pessoas são capazes de falar um pouco sobre a prática e sobre suas impressões pessoais, mas grande parte disso é a iluminação ganha das palavras dos outros. Não inclui nada de suas práticas pessoais, nem incluem o que elas veem a partir de suas experiências. Eu dissequei essa questão anteriormente; não pense que Eu não sei de nada. Você não passa de um tigre de papel, no entanto, fala em conquistar Satanás, em dar testemunhos vitoriosos e em viver a imagem de Deus? Quanta bobagem! Você acha que todas as palavras ditas por Deus hoje são para você admirar? Sua boca fala em renunciar ao seu velho eu e colocar a verdade em prática, mas suas mãos estão realizando outras ações e seu coração está tramando outros planos — que tipo de pessoa você é? Por que seu coração e suas mãos não são uma coisa só? Toda essa pregação se tornou palavras vazias; não é desolador? Se você é incapaz de colocar a palavra de Deus em prática, isso prova que você ainda não entrou no caminho pelo qual o Espírito Santo opera, você ainda não teve a obra do Espírito Santo em você e ainda não teve Sua orientação. Se você diz que é capaz apenas de entender a palavra de Deus, mas não de colocá-la em prática, então você é uma pessoa que não ama a verdade. Deus não vem para salvar esse tipo de pessoa. Jesus sofreu enorme agonia quando foi crucificado a fim de salvar os pecadores, salvar os pobres e salvar todas aquelas pessoas humildes. Sua crucificação serviu como uma oferta pelo pecado. Se você não consegue praticar a palavra de Deus, então deveria partir o mais rapidamente possível; não se demore na casa de Deus feito um parasita. Muitos até acham difícil parar de fazer coisas que claramente resistem a Deus. Não estão pedindo a morte? Como podem falar em entrar no reino de Deus? Teriam a audácia de ver o rosto Dele? Comer alimentos que Ele fornece a você, fazer coisas erradas que se opõem a Deus, ser mal-intencionado, insidioso e ardiloso, mesmo enquanto Deus permite que você desfrute das bênçãos que Ele lhe concedeu — você não sente que elas lhes queimam as mãos quando as recebe? Não sente a face corar? Tendo feito algo em oposição a Deus, tendo executado planos para “se tornar desonesto”, você não se sente assustado? Se você não sente nada, como pode falar sobre um futuro qualquer? Já não havia futuro para você há muito tempo, portanto, que expectativas maiores você ainda pode ter? Se você diz algo desavergonhado, mas não sente reprovação, e seu coração não tem consciência, isso não significa que você já foi abandonado por Deus? Falar e agir de maneira indulgente e incontida tornou-se sua natureza; como é que você poderá ser aperfeiçoado por Deus assim? Você seria capaz de sair pelo mundo afora? Quem seria convencido por você? Aqueles que conhecem sua verdadeira natureza manteriam distância. Isso não é punição de Deus? No final das contas, se há apenas fala sem prática, não há crescimento. Embora o Espírito Santo possa estar operando em você enquanto você fala, se você não praticar, o Espírito Santo cessará de operar. Se você continuar assim, como será possível falar em algum futuro ou em entregar todo seu ser à obra de Deus? Você só pode falar de oferecer todo o seu ser, no entanto, você não deu seu amor verdadeiro a Deus. Tudo que Ele recebe de você é uma devoção verbal; não Lhe é dada a sua intenção de praticar a verdade. Seria essa sua real estatura? Se você continuasse assim, quando seria aperfeiçoado por Deus? Você não se sente ansioso em relação ao seu futuro obscuro e sombrio? Você não sente que Deus perdeu a esperança em você? Você não sabe que Deus deseja aperfeiçoar mais pessoas, e pessoas mais novas? As coisas antigas podem se sustentar? Você não está dando atenção às palavras de Deus hoje: você está esperando pelo amanhã?

Extraído de ‘Uma pessoa que alcança a salvação é aquela que está disposta a praticar a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

449. As exigências que Deus faz às pessoas não são elevadas. Se as pessoas fizerem um pouco de esforço, elas poderão receber uma “nota suficiente para passar”. Na verdade, é mais complicado entender, conhecer e compreender a verdade que praticar a verdade. Conhecer e compreender a verdade vem depois de praticar a verdade; esses são os passos e o método da obra do Espírito Santo. Como você poderia não obedecer a isso? Você poderá ter a obra do Espírito Santo fazendo as coisas do seu jeito? O Espírito Santo opera ao seu bel-prazer ou baseado em suas deficiências de acordo com as palavras de Deus? Não tem sentido se você não consegue ver isso claramente. Por que é que a maioria das pessoas despendeu tanto esforço lendo as palavras de Deus, mas tem apenas conhecimento e não consegue depois dizer nada sobre uma senda real? Você acha que possuir conhecimento equivale a possuir a verdade? Isso não é um ponto de vista confuso? Você pode falar de tanto conhecimento quanto há areia na praia, mas nenhuma parte dele contém senda real alguma. Com isso, você não está enganando as pessoas? Você não está fazendo uma demonstração vazia, sem nenhuma substância para sustentá-la? Todo comportamento assim é prejudicial às pessoas! Quanto mais elevada a teoria e mais é desprovida de realidade, mais incapaz é de levar as pessoas para a realidade; quanto mais elevada a teoria, mais faz você desafiar e se opor a Deus. Não trate as teorias mais elevadas como um tesouro precioso; elas são perniciosas e não servem nenhum propósito! Talvez, algumas pessoas possam falar das teorias mais elevadas — mas estas não contêm nada da realidade, pois essas pessoas não as vivenciaram pessoalmente, e, portanto, não têm nenhuma senda para a prática. Essas pessoas são incapazes de levar a humanidade para a trilha certa e apenas levarão as pessoas a desviar-se. Isso não é prejudicial para as pessoas? No mínimo, você deve ser capaz de resolver os problemas atuais delas e permitir que elas alcancem a entrada; apenas isso conta como dedicação, e só então você estará qualificado para trabalhar para Deus. Não use sempre palavras grandiosas e extravagantes e não use um punhado de práticas inadequadas para forçar as pessoas a lhe obedecer. Fazer isso não surtirá efeito algum e só aumentará a confusão das pessoas. Conduzir as pessoas dessa maneira resultará em muitas regras, o que fará com que as pessoas detestem você. Essa é a deficiência da humanidade e realmente é mortificante. Portanto, fale mais sobre problemas que existem agora. Não trate as experiências dos outros como propriedade privada e compartilhe-as para que outros possam apreciá-las. Você deve buscar uma saída individualmente. Isso é o que cada pessoa deve colocar em prática.

Extraído de ‘Concentre-se mais na realidade’ em “A Palavra manifesta em carne”

450. A maior falha do homem ao ter fé em Deus é que sua fé é apenas em palavras, e Deus não existe em sua vida prática. Todos os homens, na verdade, acreditam na existência de Deus, mas Deus não faz parte do seu dia a dia. Muitas das orações a Deus vêm da boca do homem, mas Deus não ocupa muito lugar em seu coração, e assim Deus coloca o homem em prova vez após vez. Como o homem é impuro, Deus não tem outra alternativa a não ser provar o homem para que ele possa se sentir envergonhado e se conhecer nas provações. Caso contrário, os homens todos se tornarão descendência do arcanjo e ficarão cada vez mais corruptos. Durante o tempo em que o homem crê em Deus, muitos motivos e objetivos pessoais são abandonados, à medida que ele é incessantemente purificado por Deus. Caso contrário, nenhum homem pode ser usado por Deus, e Deus não tem como fazer no homem a obra que Ele deve fazer. Deus primeiro purifica o homem. Nesse processo, o homem pode se conhecer e Deus pode mudar o homem. Só depois disso Deus pode operar a Sua vida no homem, e somente assim o coração do homem pode ser completamente voltado para Deus. Por isso, acreditar em Deus não é tão simples quanto o homem diz. Na visão de Deus, se você só tem conhecimento, mas não tem a Sua palavra como vida, se você está limitado apenas ao seu próprio conhecimento, mas não pratica a verdade nem vive a palavra de Deus, então isso é prova de que você não tem um coração que ama Deus e mostra que seu coração não pertence a Deus. Conhecer a Deus por acreditar Nele, esse é o objetivo final e aquilo que o homem deve procurar. Você deve se esforçar para viver as palavras de Deus para que elas possam se tornar realidade em sua prática. Se você tem apenas conhecimento doutrinário, então sua fé em Deus será em vão. Somente se você também praticar e viver Sua palavra, sua fé poderá ser considerada completa e de acordo com a vontade de Deus. Nessa estrada, muitos homens podem falar de muito conhecimento, mas na hora de sua morte, seus olhos se enchem de lágrimas, e eles se odeiam por terem desperdiçado uma vida inteira, vivendo por nada até a velhice. Eles apenas entendem as doutrinas, mas não conseguem colocar a verdade em prática nem dar testemunho de Deus, em vez disso só correm para lá e para cá, ocupados como uma abelha; quando estão à beira da morte, eles finalmente veem que eles não têm um testemunho verdadeiro, que eles não conhecem a Deus de forma alguma. Então já não é tarde demais? Por que você não aproveita e ainda hoje busca a verdade que ama? Por que esperar até amanhã? Se na vida você não sofrer pela verdade ou procurar ganhá-la, seria porque você deseja sentir arrependimento nas suas horas finais? Se for assim, então para quê acreditar em Deus? Na verdade, há muitos assuntos em que o homem, se dedicar apenas um pequeno esforço, pode colocar a verdade em prática e, assim, satisfazer a Deus. O coração do homem é constantemente possuído por demônios e, portanto, ele não pode agir por Deus. Em vez disso, ele constantemente se ocupa pela carne, e não ganha nada com isso no final. É por essas razões que o homem tem problemas e aflições constantes. Não são esses os tormentos de Satanás? Não é essa a corrupção da carne? Você não deve enganar a Deus apenas falando da boca para fora. Em vez disso, você deve tomar uma ação tangível. Não se engane; qual é o sentido disso? O que você pode ganhar vivendo em prol da sua carne e labutando por fama e fortuna?

Extraído de ‘Já que crê em Deus você deve viver para a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior : B. Sobre orar e adorar a Deus

Próximo : D. Sobre a diferença entre a obra de Deus e a do homem

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Conteúdos

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro