33. Fortuna e infortúnio

Por Dujuan, Japão

Nasci numa família pobre, numa aldeia na China rural. Por causa das dificuldades financeiras da minha família, às vezes, não tive o que comer, sem falar de lanches ou brinquedos. Além disso, todas as minhas roupas eram repassadas para mim pela minha irmã mais velha. Visto que as roupas dela costumavam ser grandes demais para mim, meus colegas de turma riam de mim e se recusavam a brincar comigo. Sofri muito durante toda a minha infância. Daquele ponto em diante, tomei uma decisão: quando crecesse, ganharia muito dinheiro e me elevaria acima dos meus colegas. Não permitiria que outros me desprezassem novamente. Já que minha família não tinha dinheiro, fui obrigada a abandonar a escola antes de completar o 8º ano e a trabalhar numa fábrica de remédios na cidade do município. A fim de ganhar ainda mais dinheiro, eu fazia hora extra frequentemente até às nove ou dez da noite, mas, a despeito dos meus esforços, eu só ganhava uma ninharia. Em algum momento, ouvi que minha irmã conseguia ganhar em cinco dias vendendo legumes o que eu ganhava em um mês, assim larguei meu emprego na fábrica de remédios e fui vender legumes. Depois de um tempo, descobri que poderia ganhar ainda mais se vendesse frutas e decidi abrir um negócio de compra e venda de frutas. Após meu casamento, meu marido e eu abrimos nosso próprio restaurante. Pensei que, agora que possuía um restaurante, eu conseguiria ganhar ainda mais dinheiro. Uma vez que conseguisse ter uma renda considerável, eu naturalmente conquistaria a admiração e o respeito dos meus colegas e, ao mesmo tempo, também seria capaz de ter o estilo de vida da elite. No entanto, após administrar o negócio por um tempo, descobri que não conseguíamos ganhar tanto dinheiro. Comecei a ficar ansiosa e preocupada. Quando eu seria capaz de levar uma vida que os outros admirassem?

Em 2008, surgiu uma oportunidade fortuita. Eu soube através de um amigo que, no Japão, uma diária equivalia a mais ou menos dez diárias na China. Quando ouvi isso, fiquei muito animada. Pensei que finalmente tinha encontrado uma boa oportunidade para ganhar dinheiro. As taxas do agente para chegar ao Japão eram altas, mas pensei comigo mesma: “Sem risco, sem ganho. Não importa quão altas sejam as taxas do agente, contanto que tenhamos um emprego no Japão, conseguiremos recuperar o dinheiro rapidamente”. A fim de realizar nosso sonho de ter uma vida melhor, meu marido e eu decidimos ir ao Japão imediatamente. Quando chegamos ao Japão, conseguimos encontrar empregos rapidamente. Todos os dias, meu marido e eu trabalhávamos mais de dez horas. O estresse relacionado ao trabalho era bastante significativo, e eu me sentia totalmente exausta durante o dia todo. Depois do trabalho, tudo que eu queria fazer era deitar e descansar — até comer parecia uma obrigação. Achei difícil suportar um estilo de vida tão acelerado. No entanto, quando pensava no dinheiro que teria após lutar alguns anos, eu me encorajava, pensando: “Pode ser um trabalho árduo agora, mas, no futuro, você terá uma vida maravilhosa. Então continue e não desista”. Assim, eu dava duro dia após dia, ralando incessantemente como uma máquina de fazer dinheiro. Em 2015, finalmente desabei sob a pesada carga de trabalho. Fui fazer um exame no hospital, e o médico me disse que eu tinha uma hérnia de disco e que ela estava fazendo pressão num nervo. Se continuasse a trabalhar daquele jeito, eventualmente eu ficaria presa à cama e incapacitada de cuidar de mim mesmo. Essa notícia me atingiu como um relâmpago num dia de sol. No mesmo instante, fiquei extremamente fraca. Minha vida tinha começado a melhorar, e eu estava me aproximando cada vez mais do meu sonho. Jamais imaginei que adoeceria. Eu me recusei a desistir. Pensei: “Ainda sou jovem. Eu posso simplesmente cerrar os dentes e aguentar o tranco. Se eu não ganhar mais dinheiro agora e retornar à China com uma renda tão magra, eu não serei humilhada ainda mais?”. Assim, continuei arrastando meu corpo doente para o trabalho todos os dias para fazer mais dinheiro. No entanto, após alguns dias, fiquei tão doente que literalmente não consegui sair da cama.

Deitada ali numa cama no hospital sem ninguém para cuidar de mim, eu me senti totalmente miserável. “Como fui acabar nesta situação? Será que realmente ficarei presa à cama?”. Como eu queria que, naquele momento, alguém se sentasse do meu lado. Infelizmente, meu marido estava no trabalho, e meu filho, na escola. Meu chefe e meus colegas se preocupavam apenas com seu lucro pessoal; nenhum deles demonstrou um mínimo de preocupação. Quando olhei para todos os diversos pacientes na enfermaria, cada um absorvido em seu próprio sofrimento, experimentei um tipo de tristeza inexprimível e tive que ponderar: qual é o propósito da vida? Como é possível levar uma vida com sentido? O dinheiro realmente pode comprar felicidade? Refleti sobre o que eu tinha a mostrar após 30 anos de luta. Eu tinha trabalhado numa fábrica de remédios, vendido frutas, administrado um restaurante e vindo para o Japão para trabalhar. Apesar de ter ganho algum dinheiro durante todos esses anos, isso me custou a minha própria felicidade, e não havia ninguém com quem pudesse falar sobre o meu sofrimento. Eu tinha pensado que, uma vez que chegasse ao Japão, seria capaz de realizar meus sonhos rapidamente. Após alguns anos no Japão, quando retornasse para a China, eu seria capaz de recomeçar a vida em riqueza e esplendor e me tornar o objeto de inveja dos meus colegas. Mas cá estava eu agora, deitada num leito de hospital e enfrentando até a possibilidade de passar toda a segunda metade da minha vida confinada a uma cadeira de rodas e em dores constantes… Quando pensei nisso, comecei a me arrepender de ter arriscado minha vida só para ganhar dinheiro e avançar na vida. Quanto mais pensava nisso, mais as lágrimas amargas escorriam pelo meu rosto. Em agonia, exlamei em meu coração: “Ó Céu! Salva-me! Por que a vida é tão cruel?”

Justamente quando eu estava me afogando em dor e desamparo, a salvação de Deus Todo-Poderoso veio até mim, e minha doença se tornou minha bênção. Por acaso, conheci três irmãs da Igreja de Deus Todo-Poderoso. Através da leitura das palavras de Deus com elas, entendi que todas as coisas no céu e na terra não resultam de processos naturais, mas são criadas por Deus, que Deus é o Mestre de todo o universo, que o destino do homem também está nas mãos de Deus, que, durante todo o tempo, Deus tem guiado e suprido à humanidade e que Ele cuida da humanidade e a protege constantemente. Senti quão maravilhosamente Deus ama o homem. Mas havia algo que eu ainda não entendia: Deus governa e preside sobre nossos destinos, e nós deveríamos ser felizes e alegres, por que, então, continuamos sofrendo doença e dor? Por que a vida é tão dura? De onde, exatamente, vem a dor da vida? Certo dia, compartilhei minha confusão com as irmãs. Uma irmã lei uma passagem das palavras de Deus Todo-Poderoso para mim: “De onde vieram a dor do nascimento, a morte, doença e velhice presentes durante a vida dos humanos? O que fez as pessoas terem essas coisas? Os humanos não as tinham quando foram inicialmente criados, certo? Então, de onde vieram essas coisas? Essas coisas vieram depois que os humanos foram tentados por Satanás e a carne deles se tornou degenerada. A dor da carne, suas aflições e seu vazio, bem como as relações extremamente miseráveis do mundo humano vieram todas depois que os humanos foram corrompidos por Satanás, de quando Satanás começou a atormentar as pessoas; o resultado foi que eles se tornaram cada vez mais degenerados. As doenças da humanidade se tornaram cada vez mais profundas e seu sofrimento se tornou cada vez mais severo. Mais e mais, as pessoas sentiram o vazio e a tragédia do mundo humano, bem como sua incapacidade de continuar vivendo ali, e sentiram cada vez menos esperança em relação ao mundo. Tudo isso veio depois da corrupção de Satanás. Portanto, esse sofrimento foi trazido sobre os humanos por Satanás e só ocorreu depois que eles foram corrompidos por Satanás e se tornaram degenerados” (de ‘O sentido de Deus experimentar a dor do mundo’ em “Registros das falas de Cristo”). A irmã compartilhou comigo, dizendo: “No início, quando Deus criou os homens, Deus estava com eles, e Ele cuidava deles e os protegia. Na época, não havia nascimento, nem envelhecimento, nem doença, nem morte, nem preocupações ou aborrecimentos. Os homens viviam livres de ansiedade e preocupação no Jardim de Éden, deleitando-se com todas as coisas que Deus lhes tinha concedido. A humanidade vivia feliz e alegre sob a orientação de Deus. Mas quando a humanidade foi seduzida e corrompida por Satanás, ela traiu a Deus e deu mais atenção às palavras de Satanás do que às de Deus. Por essa razão, a humanidade perdeu o cuidado, a proteção e a bênção de Deus e caiu sob o império de Satanás. Durante milhares de anos, Satanás tem usado de forma consistente heresias e sofismas como o materialismo, o ateísmo e o evolucionismo, como também mentiras e absurdos publicados por grandes homens e celebridades para enganar e prejudicar as pessoas: ‘Não existe nenhum Deus’, ‘Nunca houve um Salvador’, ‘O destino de uma pessoa em suas próprias mãos’, ‘Distinguir-se e honrar seus antepassados’, ‘Cada um por si e o demônio pega quem fica por último’, ‘O homem fará de tudo para ficar rico’, ‘O dinheiro move o mundo’, e ‘Dinheiro em primeiro lugar’, e assim por diante. Quando a humanidade aceitou esses absurdos e heresias, ela negou a existência e soberania de Deus e traiu a Deus. Quis confiar em suas próprias mãos para criar uma vida feliz. O caráter do homem também se tornou cada vez mais arrogante e presunçoso. Tornou-se cada vez mais hipócrita, egoísta, astuto e maligno. Todos os tipos de conivência, intriga e competição surgiram entre os homens em sua luta por status, riqueza e lucro pessoal. Combateram e enganaram uns aos outros, tornando-se cada vez mais ansiosos e exauridos ao longo do processo. No fim, isso fez com que adoecessem, experimentassem dor e sofrimento e se tornassem espiritualmente vazios. Essas dores e ansiedades nos levam a sentir que a vida do homem neste mundo é penosa demais, cansativa demais e sofrida demais. Tudo isso veio a acontecer quando Satanás corrompeu o homem, era Satanás que estava nos prejudicando, e era também a consequência amarga da negação, do distanciamento e da traição de Deus pela humanidade”.

A irmão continuou a comungar comigo, dizendo: “Deus não suporta ver como a humanidade continua a ser corrompida e prejudicada por Satanás, por isso Ele encarnou duas vezes entre os homens para redimir e salvar os humanos corruptos. Especialmente nos últimos dias, o Cristo encarnado tem expressado milhões de palavras; elas são a verdade que permite que as pessoas se livrem da corrupção de Satanás, que sejam purificadas e salvas plenamente. Enquanto ouvirmos a palavra de Deus e entendermos a verdade contida na palavra de Deus, seremos capazes de distinguir e enxergar claramente todos os métodos e maneiras como Satanás corrompe a humanidade. Enxergaremos através da essência maligna de Satanás e teremos a força para abandoná-lo, para nos livrar do dano de Satanás, para retornar para diante de Deus, para obter a salvação de Deus e, no fim, ser levados por Deus para um maravilhoso destino final”. Quando ouvi que Deus tinha vindo pessoalmente para salvar a humanidade, eu me emocionei muito. Eu realmente não queria que Satanás continuasse a me prejudicar, então falei às irmãs da minha dor e confusão: “Existe uma questão que não entendo muito bem. Um provérbio diz: ‘O homem luta para subir; a água flui para baixo’. Tenho trabalhado tanto para me sobressair e levar uma vida confortável, e, segundo as normas da sociedade, isso seria visto como ser idealista e ambicioso. É possível que essa maneira de viver também é uma maneira como Satanás nos prejudica?”.

A irmã leu mais duas passagens das palavras de Deus Todo-Poderoso para mim: “Durante o processo de aprendizagem de conhecimento pelo homem, Satanás empregará qualquer método, quer seja explicando histórias, simplesmente dando-lhes uma porção de conhecimento, quer seja permitindo que ele satisfaça seus desejos ou seus ideais. Para que estrada Satanás quer levar você? As pessoas pensam que não há nada errado com a aprendizagem de conhecimento, que isso é o curso natural. Para usar termos brandos, fomentar ideais elevados ou ter ambições é ter aspirações e isso deveria ser a senda certa na vida. Se as pessoas podem realizar seus próprios ideais ou seguir uma carreira em sua vida — não é mais glorioso viver dessa maneira? Não só honrar seus ancestrais dessa maneira, mas também possivelmente deixar uma marca na história — isso não é uma coisa boa? Isso é uma coisa boa aos olhos das pessoas mundanas, e para elas deveria ser apropriado e positivo. Satanás, todavia, com seus motivos sinistros, apenas leva as pessoas para esse tipo de estrada e então decide que já terminou? Com certeza não. Na verdade, não importa quão elevados sejam os ideais do homem, não importa quão realistas sejam seus desejos ou quão apropriados possam ser, tudo que o homem deseja alcançar, tudo que o homem busca está inextricavelmente ligado a duas palavras. Essas duas palavras são de vital importância para a vida de cada pessoa e são coisas que Satanás pretende incutir no homem. Quais são essas duas palavras? Elas são ‘fama’ e ‘ganho’. Satanás usa um tipo de caminho muito sutil, um caminho muito mais de acordo com as noções das pessoas; não é nenhum tipo de caminho radical. Em meio a falta de consciência, as pessoas chegam a aceitar o modo de vida de Satanás, suas regras de vida, estabelecendo metas de vida e seu rumo na vida e, ao fazê-lo, elas também chegam inadvertidamente a ter ideais na vida. Não importa o quanto esses ideais de vida pareçam altissonantes, eles são apenas um pretexto que está inextricavelmente ligado à fama e ao ganho. Qualquer pessoa grande ou famosa, todas as pessoas na verdade, o que quer que elas sigam na vida tem relação com unicamente essas duas palavras: ‘fama’ e ‘ganho’. As pessoas pensam que, uma vez que tenham fama e ganho, elas poderão tirar proveito disso para desfrutar de alto status e de grande riqueza e desfrutar a vida. Uma vez que tenham fama e ganho, elas poderão tirar proveito disso em sua busca de prazer e no desfrute inescrupuloso da carne. As pessoas voluntariamente, ainda que sem o saber, tomam seu corpo, sua mente e tudo o que têm, seu futuro e destino e entregam tudo a Satanás, a fim de obter a fama e o ganho que desejam. As pessoas realmente fazem isso sem hesitar um instante sequer, sempre ignorantes da necessidade de recuperar tudo isso. Elas ainda conseguem ter algum controle sobre si mesmas depois de buscar refúgio em Satanás e se tornar leais a ele dessa maneira? Certamente não. Elas são completa e totalmente controladas por Satanás. Também afundaram completa e totalmente num atoleiro e são incapazes de se libertar. Uma vez que alguém está atolado em fama e ganho, ele já não busca aquilo que é claro, o que é justo nem aquelas coisas que são belas e boas. Isso é assim porque o poder sedutor que a fama e o ganho têm sobre as pessoas é muito grande, e elas se tornam coisas para as pessoas buscarem por toda a sua vida e mesmo por toda a eternidade sem fim. Não é verdade?” (de ‘O Próprio Deus, o Único VI’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Então, Satanás usa a fama e o ganho para controlar os pensamentos do homem até que tudo em que consiga pensar seja fama e ganho. O homem luta por fama e ganho, passa por dificuldades por fama e ganho, suporta humilhação por fama e ganho, sacrifica tudo o que tem por fama e ganho e fará qualquer julgamento ou tomará qualquer decisão por fama e ganho. Dessa forma, Satanás aprisiona o homem com grilhões invisíveis. Esses grilhões são carregados pelas pessoas, e elas não têm força nem coragem para se livrar deles. Assim, sem saber, as pessoas carregam esses grilhões e caminham penosamente sempre adiante com grande dificuldade” (de ‘O Próprio Deus, o Único VI’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Após ler as palavras de Deus, a irmã comungou comigo sobre os fatos e a realidade de como Satanás usa a fama e o ganho para corromper o homem. Foi apenas então que entendi que todos aqueles que detêm poder neste mundo e que controlam a humanidade são forças malignas de Satanás, que as pessoas famosas e admiradas são reis do diabo que corrompem a humanidade e que o ateísmo de Marx e a teoria da evolução propagada por Darwin têm enganado e corrompido a humanidade ao extremo e levaram a humanidade a afastar-se de Deus e a traí-Lo. Foi apenas então que percebi que todos livros que eu tinha lido no passado estavam cheios do veneno, da filosofia e da lógica de Satanás. Se não fosse pela palavra de Deus, que me revelara como o diabo Satanás corrompeu a humanidade, eu ainda estaria sendo enganada e controlada por Satanás, lutando arduamente nas trevas. Não há nada de errado em ter ideais e ambições per se, mas no processo da busca do homem por seus ideais, Satanás usa todos os tipos de métodos para imbuir nos homens seus métodos e princípios de sobrevivência, seduzindo os homens a viver apenas por fama e lucro. Quando os homens se despendem e buscam fama e ganho, eles deixam de buscar aquilo que é luz e como viver uma vida de sentido, porque a atração de fama e ganho são tão grandes para nós, e nós ficamos tão obcecados com isso que não temos como libertar a nós mesmos. Esses são os grilhões com os quais Satanás amarra nosso corpo, os esquemas ardilosos por meio dos quais Satanás corrompe os homens. Pensando no passado, na busca de superar meus colegas e ganhar dinheiro para conquistar a admiração de outros, eu tinha perdido meu senso de identidade, me transformado num máquina sem alma de fazer dinheiro e até sacrificado minha saúde em nome de fama e ganho sem o menor receio. Eu realmente tinha me tornado uma escrava de dinheiro, fama e lucro. Visto que eu estava sob o controle de uma visão equivocada da vida, expressada pelo ditado “Distinguir-se e honrar seus antepassados”, eu me esforcei muito para continuar lutando, sempre querendo ser melhor. Nunca estava satisfeita e só parei porque tinha levado meu corpo à beira do colapso e não tive outra escolha. A busca de fama e lucro realmente tinha tornado minha vida tão difícil e cansativa! Sem as revelações das palvras de Deus Todo-Poderoso, eu jamais teria descoberto que minha busca de fama e riqueza era errada e que é um dos métodos por meio dos quais Satanás prejudica as pessoas seriamente, muito menos teria enxergado através dos motivos sinistros e esquemas ardilosos por meio dos quais Satanás corrompe o homem. Depois disso, a irmã leu para mim várias passagens das palavras de Deus Todo-Poderoso e, por meio de sua comunicação sobre a palavra de Deus e os diferentes métodos e meios que Satanás usa para corromper a humanidade, entendi que, devido à busca constante de fama e lucro ao longo desses anos, eu tinha sido tomada pela dor e, no fim, adoecido. Toda essa dor era o resultado de não crer em Deus e de não conhecer a verdade — eu tinha sido prejudicada e corrompida por Satanás!

Depois disso, as irmãs vieram frequentemente para comungar comigo sobre as palavras de Deus. Aos poucos, fui convencida cada vez mais da obra de Deus dos últimos dias, desenvolvi algum discernimento em relação às maneiras como Satanás prejudica os homens e entendi que o mais importante é crer em Deus, ler as palavras de Deus, buscar a verdade e submeter-se ao governo e aos arranjos de Deus. Eu só receberia o elogio de Deus e viveria a vida mais significativa e alegre possível se vivesse dessa forma! Logo depois, eu soube que uma das minhas colegas também tinha vindo para o Japão com seu marido para procurar um emprego e fazer dinheiro, mas, a despeito de ter ganho algum dinheiro, seu marido começou a experimentar algum desconforto físico e, mais tarde, não teve escolha senão voltar para casa receber tratamento. Após voltar para casa, exames revelaram que ele tinha câncer em estágio terminal. Após o diagnóstico, eles não quiseram voltar para o Japão para ganhar dinheiro. A família inteira estava vivendo em medo e pesar. O infortúnio da minha colega gerou em mim um senso profundo da fragilidade e preciosidade da vida do homem. Quando somos despojados de vida, o que adianta ter mais dinheiro? Dinheiro pode comprar vida? Certo dia, li as palavras de Deus Todo-Poderoso, que dizem: “As pessoas passam a vida correndo atrás de dinheiro e fama; elas tentam se agarrar a esses montes de palha, pensando serem seus únicos recursos, como se, ao tê-los, pudessem continuar a viver, pudessem isentar-se da morte. Mas só quando estão perto de morrer elas percebem o quanto essas coisas estão distantes delas, quão fracas elas são em face da morte, quão facilmente se estilhaçam, quão solitárias e desamparadas estão, sem ter para onde se voltar. Elas percebem que a vida não pode ser comprada com dinheiro ou fama, que não importa o quanto uma pessoa seja rica, não importa o quanto sua posição seja elevada, todas as pessoas são igualmente pobres e irrelevantes diante da morte. Elas percebem que o dinheiro não pode comprar a vida, que a fama não pode apagar a morte, que nem o dinheiro nem a fama podem prolongar a vida de ninguém nem por um só minuto, um só segundo” (de ‘O Próprio Deus, o Único III’ em “A Palavra manifesta em carne”). As palavras de Deus me permitiram ver de forma ainda mais clara que Satanás usa dinheiro e fama para restringir e prejudicar os homens e para destruir a vida de muitas pessoas. Mas já que não conseguimos enxergar através dos esquemas de Satanás e não percebemos que dinheiro e fama são as ferramentas que Satanás emprega para atormentar a humanidade, somos inextricavelmente puxados para dentro do redemoinho e, involuntariamente, somos enganados e prejudicados por Satanás. Naquele momento, percebi como eu era sortuda por ter sido capaz de receber a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias. Se eu não tivesse lido as palavras de Deus Todo-Poderoso, eu jamais teria enxergado através da verdade de como Satanás usa dinheiro e fama para prejudicar as pessoas e, mais cedo ou mais tarde, eu também teria sido engolida por Satanás.

Enquanto eu estava indisposta, as irmãs da igreja me visitavam com frequência. Já que eu não podia mexer as costas, as irmãs me davam massagens e aplicavam ventosas. Uma das irmãs, que tinha treinamento médico, me mostrou quais pontos de acupuntura eu devia pressionar para aliviar a minha condição. Também ajudaram ativamente com minhas tarefas domésticas, cuidando de mim como se eu fosse da família. Como expatriada num país estrangeiro, eu não tinha ninguém por perto em quem pudesse me apoiar, por isso fiquei realmente comovida com o fato de essas irmãs cuidarem de mim — melhor do que meus próprios parentes teriam feito. Eu lhes agradeci repetidas vezes. Minhas irmãs, porém, me disseram: “Milhares de anos atrás, Deus nos predestinou e escolheu. Agora, Ele arranjou que nascêssemos nos últimos dias e, contanto que aceitássemos a obra de Deus dos últimos dias, seguíssemos juntas essa senda. Isso é o governo de Deus. Na verdade, já éramos uma família muito tempo atrás. Estávamos apenas separadas, e foi só agora que fomos reunidas”. Quando minhas irmãs disseram isso, não consegui controlar minhas emoções por mais tempo e as abracei, e lágrimas escorreram pelo meu rosto. Naquele momento, senti uma proximidade com minhas irmãs que não consigo descrever. Mais do que nunca, meu coração era ainda mais grato a Deus Todo-Poderoso.

Gradativa e imperceptivelmente, minha saúde começou a melhorar. Após experimentar o tormento dessa doença, refleti sobre como eu estivera sob o controle da filosofia de vida de Satanás. Durante todo o tempo, tentei me destacar entre meus colegas, acreditando firmemente que, ao fazê-lo, eu seria capaz de levar uma vida de felicidade e seria objeto de admiração e inveja das pessoas em minha volta. No entanto, nunca imaginei que aquilo que obteria fosse dor e tristeza, sem um pingo de paz e felicidade. Agora que li as palavras de Deus e entendi a Sua vontade, não estou mais disposta a lutar contra o destino nem a buscar fama e lucro. Não é a vida que quero. Agora, além de ir ao trabalho, participo com frequência das reuniões, leio a palavra de Deus e compartilho minhas experiências e meu entendimento com meus irmãos e irmãs. Também aprendi a cantar hinos. Levo uma vida feliz e ganhei um tipo de convicção e paz que nunca senti antes.

Certo dia, durante meus devocionais, deparei-me com estas palavras de Deus: “Ao olhar para trás para a estrada que trilhou, ao relembrar cada etapa da sua jornada, a pessoa vê que em cada passo, quer a estrada tenha sido árdua ou fácil, Deus esteve guiando a sua senda, planejando-a. Foram os arranjos meticulosos de Deus, Seu planejamento cuidadoso, que a conduziram, sem ela saber, até hoje. Ser capaz de aceitar a soberania do Criador, de receber Sua salvação — que sorte imensa que é! […] Se a atitude em relação à soberania de Deus sobre a sina humana for ativa, então quando a pessoa olhar para atrás para a sua jornada, quando verdadeiramente começar a lidar com a soberania de Deus, ela desejará com maior sinceridade submeter-se a tudo que Deus arranjou, terá mais determinação e confiança para deixar Deus orquestrar sua sina, para parar de se rebelar contra Deus. Pois vê-se que, quando alguém não compreende a sina, quando não entende a soberania de Deus, quando anda às cegas obstinadamente, cambaleando e tateando, através da neblina, a jornada fica muito difícil, dolorosa demais. Assim, quando as pessoas reconhecem a soberania de Deus sobre a sina humana, as inteligentes optam por conhecê-la e aceitá-la, por despedir-se dos dias penosos quando tentavam construir uma vida boa com suas duas mãos, em vez de continuarem a lutar contra a sina e perseguir suas pretensas metas de vida à sua maneira. Quando não se tem Deus, quando não se é capaz de vê-Lo, quando não se consegue reconhecer claramente a soberania de Deus, todo dia é sem sentido, sem valor e miserável. Onde quer que esteja, seja qual for o trabalho, os meios de vida e a busca de metas de uma pessoa, isso só lhe trará dor infindável e sofrimento irremediável, a ponto de ela não suportar olhar para trás. Só quando aceitar a soberania do Criador, se submeter a Seus arranjos e orquestrações e buscar a verdadeira vida humana, aos poucos ela se libertará de toda dor e todo sofrimento, se livrará de todo o vazio da vida” (de ‘O Próprio Deus, o Único III’ em “A Palavra manifesta em carne”). Deus é o Criador, e os homens são Seus seres criados. A vida de cada pessoa está nas mãos de Deus, sob Seu arranjo e orquestração. Tudo que o homem obtém na vida está sob o controle de Deus e é pré-ordenado por Ele. A correria do homem certamente não é um fator determinante. O que quer que Deus conceda ao homem, é isso que ele conseguirá obter. Se Deus não fizer tal concessão, não importa o quanto o homem trabalhe, seus esforços serão em vão. É exatamente como dizem os ditados: “O homem planta a semente, mas é o Céu que determina a colheita” e “O homem propõe, Deus dispõe”. Em nossa vida, devemos, portanto, nos submeter à soberania e aos arranjos do Criador. Esse é o segredo da felicidade na vida e é nisso que consiste uma vida verdadeira! Ao mesmo tempo, entendi também que, independentemente da riqueza que uma pessoa possui ou da posição que ocupa, tudo isso são apenas bens mundanos. Ele não os trouxe consigo quando nasceu e não poderá levá-los consigo quando morrer. Quando ele se dedica à busca de fama e lucro, o que ele obtém no final é apenas vazio e sofrimento, e o resultado final é que ele é consumido por Satanás. Após ter alcançado esse entendimento, resolvi seguir um caminho diferente na vida, decidi recomeçar. Eu desejava apenas obedecer à orquestração e aos arranjos de Deus e entregar a segunda metada da minha vida às mãos de Deus, para que Ele a arranjasse. Eu deixaria de buscar riqueza e status para conquistar a admiração dos outros, em vez disso, buscaria ser alguém que obedece a Deus, eu realmente viveria para Deus e para retribuir o Seu amor. Agora, trabalho entre três e quatro horas por dia. Minha chefe é japonesa. Apesar de termos dificuldades linguísticas, minha chefe cuida bem de mim. Sempre que me instrui a fazer algo, ela usa palavras simples que eu consiga entender e nunca me pressiona. Sei que isso é a misericórdia e a bênção de Deus para mim. Sou muito grata. Ao mesmo tempo, entendi ainda melhor que o homem só terá uma vida relaxada e alegre se ele ouvir as palavras de Deus e se submeter aos Seus arranjos e orquestrações.

Sempre que estou sozinha, lembro-me da senda que segui ao vir para diante de Deus. Sem a minha doença, eu não teria interrompido minha busca por dinheiro e fama e ainda seria totalmente uma máquina de fazer dinheiro no mundo, até que fosse cruelmente morta por Satanás sem jamais ter pensado em me arrepender ou mudar os meus caminhos. Satanás usou fama e lucro para me prejudicar, fazendo com que eu adoecesse, mas Deus Todo-Poderoso usou minha doença para me trazer para diante de Si, capacitando-me a ver claramente através das palavras de Deus que Satanás é o culpado principal pela corrupção do homem e a reconhecer a natureza verdadeira do esquema de Satanás de usar dinheiro e fama para corromper e consumir o homem, levando-me a enxergar através de alguns aspectos do mundo. Eu sabia de onde o homem vinha e para onde estava indo, conhecia também a fonte do pecado e da depravação do homem e entendia como o homem devia levar uma vida de sentido. As palavras de Deus dizem: “Quando algumas pessoas começaram a acreditar em Deus, essa crença foi apenas por causa da doença. Essa doença é a graça de Deus para você; sem ela, você não acreditaria em Deus, e se você não acreditasse em Deus, não teria chegado tão longe — e, portanto, até essa graça é o amor de Deus” (de ‘Somente experimentando provações dolorosas é possível conhecer a beleza de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”). As palavras de Deus são realmente práticas. Foi apenas através do desastre que adquiri bênçãos! Hoje em dia, sob o suprimento e a orientação das palavras de Deus, eu me livrei dos laços de Satanás e tenho uma perspectiva correta da vida. Tenho seguido a senda correta da vida, e meu espírito tem sido maravilhosamente liberado. Deus é realmente tão sábio, tão onipotente! Agradeço a Deus Todo-Poderoso por amar-me e salvar-me!

Anterior : 32. Um rompimento definitivo com o passado

Próximo : 34. O despertamento espiritual de um cristão

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

38. Deus está ao meu lado

Por Guozi, Estados UnidosEu nasci em uma família cristã e quando eu tinha um ano de idade, minha mãe aceitou a nova obra do Senhor Jesus...

42. Voltando para casa

Por Muyi, Coreia do Sul“O grande amor de Deus é gratuitamente concedido ao homem, envolve o homem; o homem é ingênuo e inocente,...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Conteúdos

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro