Pergunta 5: O apóstolo Paulo deixou claro em 2 Timóteo que “Toda Escritura é divinamente inspirada” (2 Timóteo 3:16). Isso significa que cada palavra registrada na Bíblia é de Deus, e que a Bíblia representa o Senhor. Crer no Senhor é crer na Bíblia. Crer na Bíblia é crer no Senhor. Afastar-se da Bíblia significa não acreditar no senhor! Nossa crença no Senhor só exige que nos apeguemos à Bíblia. Mesmo que não aceitemos a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, ainda receberemos a salvação e entraremos no reino dos céus! Há algo de errado com esse entendimento?

Resposta: A maioria dos religiosos do mundo confiam nas palavras do apóstolo Paulo, que diz: “Toda a escritura é dada pela inspiração de Deus”, ao determinar que tudo na Bíblia é a palavra de Deus e que quem se apegar à Bíblia irá para o reino dos céus. Especialmente nos últimos dias, a maioria dos crentes no senhor ainda acredita nisso. Mas esse ponto de vista está em conformidade com a verdade e os fatos? Alguma vez o Senhor Jesus disse que “Toda a escritura é dada pela inspiração de Deus”? Alguma vez o Espírito Santo testificou disso? Não mesmo. Isso foi dito pelo apóstolo Paulo. Muitos crentes usam essas palavras de Paulo como base para crer que cada palavra na Bíblia é inspirada por Deus e é a palavra Dele. Não é um grande erro? Algumas pessoas também acreditam que, mesmo sendo dita por um ser humano, é a palavra de Deus se estiver registrada na Bíblia. Esse ponto de vista não é enganoso e absurdo? Os crentes no Senhor devem se conscientizar bem de que a Bíblia é apenas uma testemunha de Deus e um registro que documenta a obra de Deus. A criação da Bíblia foi baseada na obra de salvação de Deus para a humanidade. Cada etapa do trabalho de Deus é preenchida com a batalha entre Deus e as forças malignas de Satanás. Por isso a palavra de Deus não é a única coisa registrada na Bíblia, pois há também palavras de várias pessoas e até mesmo de Satanás. Esse fato é claro. É sustentável dizer que cada palavra registrada na Bíblia é de Deus? Isso não distorce a verdade e confunde preto com branco? Como as pessoas ainda desenvolvem tais crenças errôneas? Porque elas não se atêm aos fatos? Qualquer um que leia a Bíblia sabe Que ela contém os diálogos entre Deus e Moisés, entre Deus e Jó, entre Deus e Seu povo escolhido e entre Deus e Satanás. Então as palavras de quem conversa com Deus pode se tornar a palavra Dele? Isso não é totalmente absurdo? Portanto, a crença de que “Toda a escritura é dada pela inspiração de Deus e é a palavra Dele” de forma alguma é sustentável! Algumas pessoas absurdas insistem arbitrariamente que as palavras de homens na Bíblia são a palavra de Deus. Isso é completamente contrário à verdade. Isso simplesmente mancha Deus, blasfema contra Ele e ofende seriamente Seus caráteres! As palavras de Deus são as palavras de Deus, as palavras dos homens são as palavras dos homens, e as palavras de Satanás são as palavras de Satanás. Por que as pessoas as confundem? As palavras de Deus sempre serão a verdade. Palavras de homens jamais serão a verdade; no máximo estão em conformidade com a verdade. As palavras de Satanás serão sempre mentiras e falsidades. Mesmo que ditas dez mil vezes, ainda serão mentiras e falsidades! Pessoas sábias devem admitir esse fato. Somente os tolos insistirão em pontos de vista falsos. Isso vai ficar ainda mais claro depois de lermos outra passagem das palavras de Deus Todo-Poderoso.

Deus Todo-Poderoso diz: “Hoje, as pessoas acreditam que a Bíblia é Deus e que Deus é a Bíblia. Então, também acreditam que todas as palavras da Bíblia foram as únicas palavras que Deus proferiu e que todas elas foram ditas por Deus. Aqueles que creem em Deus pensam até que embora todos os sessenta e seis livros do Antigo e Novo Testamentos tenham sido escritos por pessoas, todos foram inspirados por Deus e são um registro das declarações do Espírito Santo. Esta é a compreensão errônea do homem, e não corresponde inteiramente aos fatos. Na verdade, à parte dos livros de profecia, a maior parte do Antigo Testamento é um registro histórico. Algumas das epístolas do Novo Testamento vêm das experiências das pessoas, enquanto algumas vêm da iluminação do Espírito Santo; as epístolas paulinas, por exemplo, surgiram do trabalho de um homem, todas resultaram da iluminação do Espírito Santo e foram escritas para as igrejas, eram palavras de exortação e encorajamento para os irmãos das igrejas. Não eram palavras ditas pelo Espírito Santo; Paulo não podia falar em nome do Espírito Santo, nem era ele um profeta, muito menos teve as visões que João contemplou. Suas epístolas foram escritas para as igrejas de Éfeso, Filadélfia, Galácia e outras. E, assim, as epístolas paulinas do Novo Testamento são epístolas que Paulo escreveu para as igrejas, e não inspirações do Espírito Santo, nem são declarações diretas do Espírito Santo. […] Se as pessoas consideram as epístolas ou palavras como as de Paulo como declarações do Espírito Santo e as adoram como Deus, só se pode dizer que elas não sabem discernir. Para falar de forma mais áspera, será que isso não passa de blasfêmia? Como um homem poderia falar em nome de Deus? E como as pessoas podem se curvar diante dos registros de suas epístolas e das palavras que ele falou como se fossem um livro sagrado ou um livro celestial? Poderiam as palavras de Deus ser proferidas casualmente por um homem? Como um homem poderia falar em nome de Deus?” (‘A respeito da Bíblia (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Muitos crentes pensam que “a Bíblia representa Deus, representa o Senhor, crer na Bíblia é crer no Senhor, e crer no senhor é crer na Bíblia”. Esse ponto de vista não parece errado, mas para quem tem experiência, tal ponto de vista é intrinsicamente errado. Isso mostra que as pessoas acreditam em Deus, mas não O conhecem. Além disso, estão confusas sobre a relação entre a Bíblia e Deus. Se alguém ainda insiste que a Bíblia representa Deus e que crer na Bíblia é crer em Deus, deixem-me perguntar: a Bíblia salva as pessoas, ou é Deus quem as salva? A Bíblia substitui Deus e faz Sua obra? A Bíblia substitui a obra do Espírito Santo? Deus criou os céus, a Terra e todas as coisas. A Bíblia pode criar tudo isso? Quem é maior: Deus, ou a Bíblia? Quem veio primeiro: Deus, ou a Bíblia? Todos já consideraram essas perguntas? Se as pessoas ainda não enxergam através do senso comum que os crentes devem entender, elas realmente vivenciam a obra de Deus? Ainda não vivenciaram nenhuma das obras do Espírito Santo? Elas não têm nenhum conhecimento da onipotência e da sabedoria de Deus? Todos sabemos que Deus é o único Deus verdadeiro, o Senhor da criação. Deus profere palavras, criou os céus, a Terra e todas as coisas e governa todas as coisas. Deus é espírito, mas pode Se tornar carne como o Filho do homem para falar e trabalhar entre os homens e redimir e salvar os homens. Deus é real e está vivo, o Todo-Poderoso, que é, que foi e que está por vir. A Bíblia, por outro lado, é meramente um registro das duas etapas da obra de Deus na Era da Lei e na Era da Graça. É um livro de história. Como a Bíblia pode se comparar a Deus? Por isso, não importa de qual perspectiva, a Bíblia não representa Deus. Crer na Bíblia não é crer em Deus, e apegar-se a ela não é seguir Deus. A Bíblia é a Bíblia, e Deus é Deus. A Bíblia e Deus são completamente distintos um do outro. Esse fato, ninguém pode negar!

Extraído do roteiro do filme Quebrar o feitiço

Anterior: Pergunta 4: Vocês testificam que Deus Todo-Poderoso já expressou milhões de palavras e realizou o julgamento começando pela casa de Deus. Isso claramente excede às palavras da Bíblia. Os pastores e líderes frequentemente nos diziam que todas as palavras e obras do Senhor estão na Bíblia. Que não há palavra de Deus fora dela. A obra de salvação realizada pelo Senhor Jesus já foi concluída. A volta do Senhor nos últimos dias será para levar os crentes diretamente para o reino dos céus. Por isso sempre acreditamos que a crença no Senhor deve ser baseada na Bíblia. Que se nos apegarmos à Bíblia, entraremos no reino dos céus e receberemos a vida eterna. Deixar a Bíblia significa abandonar o caminho do Senhor, resistir a Ele e traí-Lo. Todos os pastores e presbíteros pensam assim. O que poderia estar errado nisso?

Próximo: Pergunta 6: Vocês comunicam a Bíblia é a Bíblia, Deus é Deus. Compreendo que a Bíblia não representa Deus de forma alguma. Então, qual é a relação entre a Bíblia e Deus? Ainda não compreendo. Por favor, nos ensinem um pouco mais!

Todos os dias temos 24 horas e 1440 minutos. Você está disposto a dedicar 10 minutos para estudar o caminho de Deus? Você está convidado a se juntar ao nosso grupo de estudo.

Conteúdo relacionado

Pergunta 1: Vocês atestam que o Senhor Jesus voltou como ninguém menos que Deus Todo-Poderoso, que expressou a verdade realizando o julgamento nos últimos dias.Como isso é possível? O Senhor realmente virá para nos levar para o reino dos céus. Como ele pôde nos deixar para trás para fazer o julgamento nos últimos dias? Eu acho que ao acreditarmos no Senhor Jesus e recebermos a obra do Espírito Santo, já vivenciamos o julgamento de Deus. Existe comprovação nas palavras do Senhor Jesus: “Pois se eu não for, o Ajudador não virá a vós; mas, se eu for, vo-lo enviarei. E quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo” (João 16:7-8). Nós achamos que depois que o Senhor Jesus ressuscitou e ascendeu ao céu, o pentecoste do Espírito Santo desceu para agir nas pessoas. Isso já tinha feito as pessoas se culparem pelos seus pecados, pela justiça e julgamento. Quando nos confessamos e nos arrependemos diante do Senhor, vivenciamos de fato o julgamento do Senhor. a obra do Senhor Jesus fosse a obra de redenção, depois que Ele ascendeu aos céus, a obra feita pelo Espírito Santo, que desceu no pentecoste deveria ser o julgamento de Deus nos últimos dias. Se não fosse pelo julgamento, como seria “convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo”? Além disso, como fiéis do Senhor, somos sempre tocados, repreendidos e disciplinados pelo Espírito Santo. Então, diante do Senhor, sempre estamos chorando e nos arrependendo. As boas condutas geradas são como fomos transformados pela nossa fé no Senhor. Não são o resultado da vivência do julgamento de Deus? O julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias de que falam, como ele se diferencia da obra do Senhor Jesus?

Resposta: Já que vocês reconheceram que o Senhor Jesus fez foi a obra de redenção, e a forma que Ele expôs é “Arrependei-vos, porque é...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro

Entre em contato conosco pelo WhatsApp