204 O despertar de um bajulador

1

Eu costumava ser um bajulador, buscando as filosofias de vida de Satanás,

valorizando sobretudo a paz e a tolerância, e nunca discutindo com ninguém.

Ao fazer as coisas ou interagir com outros, eu protegia minha vaidade, autoestima e status.

Eu fechava os olhos para a verdade e não falava o que tão claramente eu via.

Se algo não me envolvesse, eu desistia de meus princípios e fazia vista grossa.

Eu me protegia, traía minha própria consciência para não desagradar ninguém.

Eu me resignei à adversidade, levei uma vida desprezível e perdi minha humanidade.

Sem caráter ou dignidade, eu era indigno de ser um humano.

2

Experimentando o juízo das palavras de Deus, despertei de repente.

Entendendo a verdade, vi claramente a verdade da maldade e da corrupção da humanidade.

Caí diante de Deus e senti muito remorso no coração.

Odiei meu próprio egoísmo e maldade, e me odiei por perder minha integridade e dignidade.

Esse bajulador havia sido exposto afinal: eu ferira outros, me prejudicara e Deus me odiava.

Astuto, enganoso, hipócrita, eu não posso escapar do juízo de Deus.

As palavras de Deus são a verdade, as mais elevadas máximas na vida.

Pessoas honestas obedecem a Deus, agem com retidão e de coração aberto.

Elas praticam a verdade e recebem a aprovação de Deus, vivendo na luz.

Estou decidido a me tornar uma pessoa honesta, a viver pelas palavras de Deus,

a me livrar de minha torpeza e desonestidade, e a temer a Deus e evitar o mal.

Cumprirei o meu dever fielmente e viverei a verdadeira semelhança humana para glorificar a Deus.

Anterior: 202 O amor de Deus desperta meu coração

Próximo: 205 Grilhões

Quando ocorre um desastre, como nós, cristãos, devemos enfrentá-lo? Fique à vontade para nos contatar via WhatsApp, podemos explorar e encontrar caminhos juntos.
Conecte-se conosco no Messenger
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro