969 Como aceitar o julgamento das palavras de Deus

1 Para conhecer a si mesmo, você deve conhecer o que revela de sua própria corrupção, suas próprias fraquezas vitais, seu caráter e sua natureza e essência. Deve conhecer também, em seus mínimos detalhes, aquelas coisas que são reveladas em seu dia a dia — seus motivos, suas perspectivas e suas atitudes em relação a cada coisa, quando está em reuniões, quando está comendo e bebendo das palavras de Deus ou em cada um dos problemas que encontrar. Através dessas coisas, você deve vir a se conhecer. Para conhecer a si mesmo num nível mais profundo, você deve integrar as palavras de Deus; você só pode alcançar resultados conhecendo a si mesmo com base em Suas palavras.

2 Quando recebemos o julgamento das palavras de Deus, não devemos temer o sofrimento, nem deveríamos ter medo da dor; muito menos deveríamos temer que as palavras de Deus traspassarão nosso coração. Deveríamos ler mais de Suas declarações sobre como Ele nos julga e castiga e expõe a nossa essência corrupta, e, enquanto lemos as palavras de Deus, deveríamos nos comparar com elas mais frequentemente. Não nos falta nem uma única dessas corrupções — todos nós podemos nos enquadrar nelas. Devemos saber primeiramente que não importa se quaisquer de Suas palavras são fáceis de ouvir, se elas nos fazem sentir amargura ou doçura — devemos aceitar todas elas. Devemos ter essa atitude em relação às palavras de Deus.

3 Em nossa fé, devemos manter firmemente que as palavras de Deus são a verdade. Já que sem dúvida elas são a verdade, deveríamos aceitá-las racionalmente. Sendo ou não capazes de reconhecê-las ou admiti-las, a nossa primeira atitude para com as palavras de Deus deveria ser a de aceitação absoluta. As palavras de Deus são profundas. Tudo que Deus revela trata dos caracteres corruptos das pessoas e dos fatores essenciais e profundamente enraizados em sua vida; não são fenômenos externos e, especialmente, não são comportamentos externos. Assim, você não pode esperar que os fenômenos externos se comparem às palavras de Deus.

Adaptado de ‘A importância e a senda de buscar a verdade’ em “Registros das falas de Cristo”

Anterior : 968 Não importa o que Deus faça, é tudo para salvar a humanidade

Próximo : 970 Experimentar a poda e o tratamento é o mais significativo

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

A senda… (3)

Na Minha própria vida, Eu estou sempre disposto a Me entregar a Deus por inteiro, de corpo e de mente. Dessa forma, não há culpa na Minha...

1. O Próprio Senhor Jesus profetizou que Deus encarnaria nos últimos dias e surgiria como o Filho do homem para operar

“Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai. Pois como foi dito nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. […] Por isso ficai também vós apercebidos; porque numa hora em que não penseis, virá o Filho do homem.” Quando esse dia chegar, o Próprio Filho do homem não saberá. O Filho do homem se refere à carne encarnada de Deus, uma pessoa normal e comum. Nem mesmo o Próprio Filho do homem sabe, então como você pode saber?

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Conteúdos

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro