Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

A Palavra manifesta em carne

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Busca por

Nenhum resultado encontrado

É muito importante entender o caráter de Deus

Velocidade

`

É muito importante entender o caráter de Deus

Há muitas coisas que espero que vocês obtenham. Contudo, as ações e todas as suas vidas não são capazes de atender inteiramente Minhas demandas, de modo que não me resta outra coisa senão ir diretamente ao ponto e explicar-lhes Minha vontade. Dado que seu discernimento é pobre e sua apreciação é igualmente pobre, vocês ignoram praticamente por completo o Meu caráter e a Minha substância, tratando-se portanto de assunto urgente informá-los a respeito. Não importa quanto você entendeu até agora dessas questões ou se está mesmo disposto a tentar entendê-las, Eu devo ainda explicá-las com detalhes para vocês. Essas questões não lhes são totalmente estranhas, mas parece que vocês não entendem ou não têm familiaridade com o significado contido nelas. Muitos de vocês têm apenas um entendimento vago, que além disso é parcial e incompleto. Visando ajudá-los a praticar melhor a verdade, isto é, a melhor colocar Minhas palavras em prática, penso que é dessas questões que vocês têm de se inteirar primeiro. Caso contrário, a fé que vocês têm permanecerá vaga, hipócrita e repleta das armadilhas da religião. Sem entender o caráter de Deus, será impossível para você realizar a obra diante de si. Sem conhecer a substância de Deus, será impossível para você mostrar-lhe reverência e temor; em vez disso, demonstrará superficialidade negligente e prevaricação, além de blasfêmia incorrigível. Embora compreender o caráter de Deus seja de fato importante e conhecer a substância de Deus é algo que não possa ser desprezado, até agora ninguém de vocês jamais examinou por completo essas questões ou mergulhou nelas. Salta aos olhos que todos vocês dispensaram os decretos administrativos que promulguei. Se vocês não compreenderem o caráter de Deus, facilmente ofenderão Seu caráter. Uma ofensa como essa equivale a deixar o próprio Deus irado e o resultado final de suas ações, equivale a uma transgressão dos decretos administrativos. Agora, você deveria perceber que entender o caráter de Deus advém de conhecer Sua substância e do entendimento do caráter de Deus advém do entendimento dos decretos administrativos. Certamente muitos dos decretos administrativos têm a ver com o caráter de Deus, mas esse caráter não foi expresso integralmente neles. Em consequência, vocês devem dar um passo adiante para chegar a uma compreensão mais avançada do caráter de Deus.

Não estou tendo uma conversa informal e costumeira com vocês hoje, de modo que convém tratar Minhas palavras com circunspeção e além disso refletir profundamente sobre elas. O que quero dizer com isso é que vocês têm dedicado muito pouco esforço às palavras que falei. Quando se trata do caráter de Deus, vocês se mostram ainda menos dispostos a cogitar essa questão com seriedade e é raro alguém investir algum esforço nela. Por essa razão, digo que a fé que vocês têm não passa de uma maneira grandiloquente de falar. Até agora nenhum de vocês dedicou qualquer esforço sério à sua fraqueza mais vital. Vocês me abandonaram depois de todas as dores que sofri por vocês. Não é de admirar que vocês não tenham nenhuma consideração por Deus e levem vidas desprovidas da verdade. Como podem pessoas assim ser consideradas santas? A lei celestial não tolerará tal coisa! Visto que vocês têm tão pouca compreensão disso, não tenho escolha senão dedicar mais alguma palavra com esse tema.

O caráter de Deus é um assunto que parece muito abstrato para todas as pessoas e, além disso, um assunto que não é facilmente aceito por todos, porque Seu caráter não é similar à personalidade de um ser humano. Deus também tem Suas próprias emoções, a saber, alegria, ira, tristeza e felicidade, mas essas emoções são diferentes das humanas. Deus é o que Ele é e tem o que Ele tem. Tudo o que Ele expressa e revela são representações de Sua substância e de Sua identidade. O que Ele é e o que Ele tem, bem como Sua substância e identidade, são coisas que não podem ser supridas por nenhum ser humano. Seu caráter abrange Seu amor pela humanidade, Seu consolo à humanidade, Seu ódio à humanidade e até mais do que isso, ou seja, uma compreensão completa da humanidade. A personalidade do ser humano, no entanto, pode ser otimista, vivaz ou insensível. O caráter de Deus é a que pertence ao Soberano dos seres vivos em meio a todas as coisas, ao Senhor de toda a criação. Seu caráter representa honra, poder, nobreza, grandiosidade e, acima de tudo, supremacia. Seu caráter é símbolo de autoridade, símbolo de tudo que é justo, símbolo de tudo que é belo e bom. Mais do que isso, é um símbolo Daquele que não pode ser[a] superado nem invadido pela escuridão ou por qualquer força inimiga, bem como símbolo Daquele que não pode ser ofendido (nem tolerará ser ofendido) [b] por nenhuma criatura. Seu caráter é símbolo do poder supremo. Nenhuma pessoa nem pessoas conseguem nem podem perturbar Sua obra nem Seu caráter. Mas a personalidade do ser humano não passa de mero símbolo da tênue superioridade do ser humano em relação ao animal. O ser humano em si e por si só não tem autoridade, não tem autonomia nem capacidade para transcender o eu, mas é alguém que, em sua substância, dobra-se à mercê de todo tipo de pessoas, eventos e coisas. A alegria de Deus se deve à existência e emergência da justiça e da luz; graças à destruição da escuridão e do mal. Ele sente prazer porque trouxe a luz e uma vida boa para a humanidade; Sua alegria é uma alegria justa, símbolo da existência de tudo o que é positivo e, mais do que isso, um símbolo auspicioso. A ira de Deus se deve à existência da injustiça e das perturbações que ela causa e que estão lesando Sua humanidade; deve-se à existência do mal e da escuridão, à existência de coisas que expulsam a verdade e sobretudo à existência de coisas que se opõem ao que é bom e belo. Sua ira é um símbolo de que todas as coisas negativas deixam de existir e ademais é um símbolo de Sua santidade. Sua tristeza se deve à humanidade, por quem Ele tem esperanças, mas que caiu em trevas porque a obra que Ele realiza no ser humano não preenche Suas expectativas e porque a humanidade que Ele ama não pode viver toda na luz. Ele Se sente triste com a humanidade inocente, com o homem honesto, mas ignorante, e com o homem que é bom, mas limitado em seus pontos de vista. Sua tristeza é símbolo de Sua bondade e de Sua misericórdia, símbolo de beleza e amabilidade. Sua felicidade obviamente advém do fato de derrotar Seus inimigos e ganhar a boa-fé do ser humano. Mais do que isso, ela é suscitada pela expulsão e destruição de todas as forças inimigas e porque a humanidade recebe uma vida boa e pacífica. A felicidade de Deus é diferente da alegria do ser humano; ela é mais como a sensação de colher bons frutos, um sentimento até mais forte do que alegria. Sua felicidade é símbolo da humanidade que daqui por diante se liberta do sofrimento e símbolo da humanidade que ingressa em um mundo de luz. As emoções da humanidade em contrapartida são todas suscitadas por seus interesses, não pela justiça, pela luz ou pelo que é belo, muito menos pela graça concedida pelo Céu. As emoções da humanidade são egoístas e pertencem ao mundo das trevas. Elas não existem por causa da vontade de Deus, muito menos em função do plano de Deus e, assim, ser humano e Deus jamais podem ser pronunciados no mesmo fôlego. Deus é para sempre supremo e eternamente digno de honra, ao passo que o ser humano é para sempre vil, para sempre indigno. Isso é assim porque Deus está sempre realizando sacrifícios e dedicando a Si próprio à humanidade; o ser humano, contudo, sempre toma e ambiciona só para si mesmo. Deus está sempre tomando sobre si as dores pela sobrevivência da humanidade, enquanto o ser humano nunca contribui para a causa da luz ou para a justiça. Mesmo que o ser humano se esforce por algum tempo, ele é tão débil que não consegue resistir a nenhum golpe porque o ser humano sempre se esforça em função de si próprio e não dos outros. O ser humano é sempre egoísta, ao passo que Deus sempre é altruísta. Deus é a fonte de tudo que é justo, bom e belo, ao passo que o ser humano é aquele que consegue tornar manifesta toda a feiura e todo o mal. Deus jamais modificará Sua substância de justiça e beleza, enquanto o ser humano é perfeitamente capaz de trair a justiça e afastar-se de Deus a qualquer tempo e em qualquer situação.

Cada sentença que proferi contém o caráter de Deus. Vocês farão bem em ponderar com cuidado Minhas palavras e certamente tirarão muito proveito delas. É muito difícil captar a substância de Deus, mas eu acredito que todos vocês têm pelo menos alguma ideia do caráter de Deus. Espero, então, que vocês Me mostrem isso e façam mais daquilo que não ofende o caráter de Deus. Se assim for, ficarei tranquilo. Por exemplo, mantenha Deus em seu coração o tempo todo. Quando você agir, faça-o de acordo com Suas palavras. Busque por Suas intenções em todas as coisas e contenha-se de fazer o que desrespeita e desonra Deus. Menos ainda você deve colocar Deus no fundo de sua mente para preencher o futuro vazio em seu coração. Se fizer isso, terá ofendido o caráter de Deus. Novamente, supondo que você nunca faça comentários ou queixas blasfemas contra Deus durante toda a vida e, além disso, supondo que você seja capaz de desincumbir-se apropriadamente de tudo que Ele lhe confiou e também de submeter-se a todas as Suas palavras durante a vida, então, você terá evitado com êxito transgredir os decretos administrativos. Por exemplo, se alguma vez você disse: “Por que não penso que Ele é Deus?”, “Penso que essas palavras não passam de esclarecimento do Espírito Santo”, “Na minha opinião, nem tudo que Deus faz é necessariamente correto”, “A humanidade de Deus não é superior à minha”, “As palavras de Deus simplesmente não são críveis” ou outros comentários que implicam um juízo, então exorto você a confessar os pecados e se arrepender deles mais frequentemente. Caso contrário, você jamais terá chance de receber perdão pois não estará ofendendo um ser humano, mas o próprio Deus. Você pode até acreditar que está julgando um ser humano, mas o Espírito de Deus não pensa do mesmo modo. Desrespeitar Sua carne é o mesmo que desrespeitá-Lo. Sendo assim, você não ofendeu o caráter de Deus? Lembre-se de que tudo que foi feito pelo Espírito de Deus foi feito para salvaguardar Sua obra na carne e para que essa obra seja bem feita. Se negligenciar isso, então digo que você é do tipo que jamais conseguirá crer em Deus. Pois você provocou a ira de Deus, de modo que Ele aplicará a punição adequada para dar-lhe uma lição.

Chegar ao conhecimento da substância de Deus não é um tema irrelevante. Você deve entender Seu caráter. Dessa forma, aos poucos e sem se dar conta, você chegará a conhecer a substância de Deus. Quando você tiver entrado nesse conhecimento, perceberá que está caminhando rumo a um estado mais elevado e mais belo. No final, você ficará envergonhado de sua alma hedionda, tanto que sentirá que não há lugar para esconder-se. Nesse momento, haverá cada vez menos coisas em sua conduta que ofenderão o caráter de Deus, seu coração se aproximará cada vez mais do coração de Deus e gradualmente o amor por Ele crescerá em seu coração. Isso é sinal de que a humanidade está ingressando em um estado de beleza. Porém, até agora vocês não alcançaram isso. Enquanto vocês se apressam de um lado para outro em função do próprio destino, quem estaria inclinado a tentar conhecer a substância de Deus? Se isso continuar assim, vocês transgredirão sem saber os decretos administrativos, pois vocês entendem muito pouco do caráter de Deus. Assim, o que vocês estão realizando agora não é lançar o fundamento para suas violações do caráter de Deus? Pedir que vocês entendam o caráter de Deus não está em desacordo com Minha obra. Pois se vocês transgredirem com frequência os decretos administrativos, quem de vocês escapará da punição? E minha obra não teria sido totalmente em vão? É por isso que ainda estou pedindo que, além de examinar a própria conduta, vocês sejam cautelosos com os passos que derem. Essa será a mais elevada exigência que farei a vocês e espero que todos vocês a considerem com cuidado e atentem para ela com toda seriedade. Se vier o dia em que seus atos Me levarem a uma fúria tremenda, vocês terão de aguentar sozinhos as consequências e não haverá mais ninguém para assumir a punição no lugar de vocês.

Notas de rodapé:

a. No texto original se lê: “é símbolo de ser incapaz de ser”.

b. No texto original se lê: “bem como um símbolo de ser incapaz de ser ofendido (e de não tolerar ser ofendido)”.

Anterior:A transgressão levará o homem para o inferno

Próximo:Como conhecer o Deus na Terra

Coisas que talvez lhe interessem