Capítulo 37

No decorrer das eras, em toda a obra que Eu fiz, cada estágio dela continha Meus métodos apropriados de operação. Por isso Meu povo amado foi tornado mais e mais puro, e mais e mais adequado para o Meu uso. Pela mesma razão, todavia, a “infelicidade” é que, enquanto Meus métodos de obra aumentam, o número de pessoas diminui, o que faz com que elas se afundem em profunda contemplação. Naturalmente, Minha obra de hoje ainda não é exceção, e a maioria das pessoas é, mais uma vez, apanhada em contemplação; sendo assim, por causa das mudanças em Meus métodos, ainda há algumas pessoas que terão de se retirar. Isso pode ser descrito desta forma: foi predestinado por Mim, mas não foi feito por Mim. Do momento da criação até agora, muitas pessoas caíram e muitas se perderam devido aos métodos da Minha obra. Entretanto, não Me importa o que as pessoas fazem — se sentem ou não que Eu não sou afetuoso ou extremamente cruel — independentemente de seu entendimento estar correto ou não, evito dar explicação. Em primeiro lugar, vamos ter comunhão sobre o ponto principal dessa discussão, para que todos possam ganhar um entendimento completo, impedindo que não entendam por que sofrem. Não obrigarei as pessoas a sofrerem em silêncio como mudas, em vez disso, descreverei todas as coisas de forma clara, para que as pessoas não reclamem de Mim. Um dia, Eu farei com que todas declarem o louvor verdadeiro em meio ao seu castigo. Esse método é agradável para você? Atenderá as exigências das pessoas?

No prólogo da era do castigo, Eu, primeiro, hei de contar às pessoas o significado geral por trás dessa “era” para que elas não Me ofendam. A saber: farei arranjos para a Minha obra que não serão mudados por ninguém e, absolutamente, não deixarei ninguém que os altere escapar impunemente; Eu o condenarei. Vocês se lembrarão disso? Isso tudo é “vacinação”. Nos novos métodos, todas as pessoas devem, a princípio, entender que a primeira e principal coisa a se alcançar é ter um entendimento de sua real condição. Antes de ter ganho algum entendimento de si mesmo, não será permitido que nenhuma pessoa fale de modo descuidado na igreja, e Eu, por certo, castigarei a qualquer que viole essa regra. Desse dia em diante, todos os apóstolos serão listados nas igrejas e proibidos de mudar daqui para lá à vontade — isso dará pouco fruto. Todos pareciam cumprir suas obrigações, mas, na verdade, estavam Me enganando. Apesar do que aconteceu, hoje, tudo isso está no passado, e não deve ser mencionado outra vez. Daqui em diante, o termo “apóstolo” será abolido e nunca utilizado de novo, de modo que todas as pessoas possam descer de suas “posições” e conhecer a si mesmas. Isso, naturalmente, é para o bem da salvação delas. Uma “posição” não é uma coroa; é simplesmente um termo de tratamento. Entendem o que quero dizer? Aqueles que lideram as igrejas ainda viverão a vida da igreja dentro de suas igrejas e, claro, essa não é uma regra rígida. Quando necessário, podem visitar igrejas em coordenação com outros ex-apóstolos. O mais crucial é que a comunhão das igrejas deve ser aumentada, exceto se nenhum membro delas estiver, de verdade, vivendo a vida da igreja. Todavia, devo enfatizar que vocês todos devem estar unidos em autoconhecimento e na rebelião contra o grande dragão vermelho: essa é a Minha vontade. Não é importante o quanto as pessoas falam; antes, é realmente vital que todo o Meu povo seja capaz de se juntar como um só, pois essa é a única maneira de verdadeiramente dar testemunho. No passado, todas as pessoas disseram que chegariam a conhecer a si mesmas, no entanto, Eu proferi inúmeras palavras — e quanto vocês conseguiram entender de si mesmos? Quanto mais alta é a posição de alguém, mais difícil é colocar-se de lado, maiores as esperanças de alguém, e mais a pessoa sofrerá quando for castigada. Essa é a Minha salvação do gênero humano. Vocês entendem? Não tomem isso simplesmente de modo superficial. Fazer isso seria extremamente raso e não teria valor. Você compreende as conotações mais profundas aqui? Se os membros da igreja são verdadeiramente capazes de compreender a si mesmos, isso demonstra que esse tipo de pessoa Me ama de verdade. Isso quer dizer que, se vocês não partilharem o pão com as pessoas, não entenderão suas dificuldades. Como vocês interpretam essas palavras? No fim, Eu farei com que todas as pessoas conheçam a si mesmas durante seu tempo de castigo, e farei com que cantem e riam enquanto isso estiver acontecendo. Vocês verdadeiramente terão fé para Me satisfazer? Então, na prática, o que vocês deveriam fazer? De agora em diante, os casos de cada igreja serão lidados pelas pessoas apropriadas naquela igreja, e os apóstolos apenas viverão a vida da igreja. Isso é chamado “experienciar a vida”. Vocês entendem?

Antes que o castigo sobrevenha oficialmente à humanidade, Eu, primeiro, farei a “obra da saudação” às pessoas para que, no fim, todas elas possam Me satisfazer. Mesmo aquelas que irão se retirar devem sofrer e concluir seu testemunho antes de partir, de outra forma, não as deixarei impune levianamente. Isso mostra Meu caráter de intolerância para com as ofensas das pessoas e o Meu caráter de realizar aquilo que Eu digo. Sendo assim, terei cumprido a Minha promessa de que “Eu levo a sério o que Eu digo, e o que digo há de ser realizado, e o que Eu realizar há de durar para sempre”. Quando as palavras saem de Minha boca, então, Meu Espírito começa a Sua obra. Quem ousaria brincar, de propósito, com os “brinquedos” que estão em suas mãos? As pessoas devem, de forma reverente e obediente, aceitar Meu castigo. Quem poderia escapar dele? Poderia existir outra senda senão a Minha? Hoje, permiti que você estivesse sobre a terra, e você se alegra; amanhã, hei de permitir que você esteja no céu, e você dará louvores. No dia seguinte, Eu o colocarei embaixo da terra, onde você será castigado. Todas essas coisas não são exigências da Minha obra? Quem não sofre infortúnio e recebe bênçãos por causa das Minhas exigências? Vocês poderiam ser as exceções? Sendo Meu povo sobre a terra, o que vocês devem fazer em prol das Minhas exigências e da Minha vontade? É possível que vocês louvem o Meu santo nome verbalmente, enquanto, em seu coração, Me detestam? Fazer a obra para Mim e satisfazer Meu coração, bem como entender a si mesmos e se rebelarem contra o grande dragão vermelho não são tarefas fáceis, e vocês devem pagar o preço por fazê-las. Quando Eu digo “preço”, o que vocês pensam que quero dizer? Não discutirei isso agora e não darei respostas diretas para as pessoas. Em vez disso, permito que todas elas ponderem isso por si mesmas e, depois, usem suas ações e comportamento para responder as Minhas perguntas de forma prática. Vocês são capazes de fazer isso?

27 de abril de 1992

Anterior: Capítulo 36

Próximo: Capítulo 38

Quando ocorre um desastre, como nós, cristãos, devemos enfrentá-lo? Fique à vontade para nos contatar via WhatsApp, podemos explorar e encontrar caminhos juntos.
Entre em contato conosco pelo Messenger
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

A visão da obra de Deus (2)

O evangelho do arrependimento foi pregado na Era da Graça, e contanto que o homem acreditasse, ele seria salvo. Hoje, no lugar da salvação,...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro