A essência e a identidade do homem

Na verdade, os israelitas não estão decepcionados; eles viram a obra ser feita por Deus ao longo dos últimos seis mil anos, pois Eu não os abandonei. Pelo contrário, porque seus antepassados comeram o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, que lhes fora concedida pelo maligno, eles Me abandonaram pelo pecado. O bem sempre pertenceu a Mim, ao passo que o mal pertence ao maligno que Me bajula em prol do pecado. Eu não culpo o homem, nem o aniquilo impiedosamente ou o sujeito a castigo impiedoso, pois o mal não pertencia originalmente à humanidade. Portanto, embora aqueles israelitas tenham Me pregado publicamente na cruz, eles, que estavam esperando pelo Messias e por Jeová e ansiando pelo Salvador Jesus, nunca se esqueceram da Minha promessa: pois Eu não os abandonei. Afinal, Eu havia tomado sangue como prova do pacto que estabeleci com o homem; esse fato se tornou o “pacto de sangue” inscrito no coração de pessoas jovens e inocentes, como uma marca, e tão eternamente codependentes como o céu e terra. Porque Eu nunca enganei aquelas almas tristes a quem predestinei, selecionei e, depois, redimi e ganhei, e que Me amam mais do que amaram o maligno, elas esperam ansiosamente pelo Meu retorno e aguardam ardentemente o encontro Comigo. Como Eu nunca apaguei o pacto que estabeleci com eles pelo sangue, não é surpresa que tenham esperado sinceramente. Recapturarei esses cordeiros que andaram perdidos por anos, pois sempre amei os homens; só que elementos do mal foram adicionados ao bem que há neles. Ganharei as pobres almas que Me amam e a quem amei por tanto tempo, mas como Eu poderia trazer para dentro da Minha casa aqueles malvados que nunca Me amaram e se comportaram como inimigos? Não trarei para dentro do Meu reino aqueles descendentes do diabo e da víbora que Me odeiam, se opõem e resistem a Mim, Me atacam e Me amaldiçoam, apesar do pacto que Eu estabeleci com sangue com o homem. Você deve saber exatamente qual é o propósito da Minha obra, e por quem Eu a conduzo. Seu amor contém o bem ou o mal? Seu conhecimento de Mim é como aquele de Davi e Moisés? O serviço que você Me presta é similar ao de Abraão ou não? Você vem sendo, de fato, aperfeiçoado por Mim, mas deveria saber quem você representará, bem como o desfecho de quem você compartilhará. Ao longo de sua vida, ao experimentar da Minha obra, você fez uma colheita alegre e abundante? Ela é abundante e frutífera? Você deveria se examinar: por anos, você labutou por Minha causa, mas chegou jamais a obter alguma coisa? Passou por alguma mudança ou adquiriu alguma coisa? Em troca de suas árduas experiências, você se tornou como Pedro, que foi crucificado, ou como Paulo, que foi derrubado e recebeu uma luz grandiosa? Você deveria ter consciência disso. Eu não estou constantemente falando e pensando em sua vida, que é menor que uma semente de mostarda e tão pequena quanto um grão de areia. Falando francamente, é a humanidade que Eu gerencio. No entanto, não considero a vida do homem, que uma vez Eu odiei, mas depois peguei de novo, como parte importante da Minha gestão. Você deveria ter uma noção clara da verdadeira natureza da sua identidade original, bem como de a quem vocês pertenciam como escravos. Portanto, Eu não uso o rosto dos homens, que é idêntico ao de Satanás, como matéria-prima para gerir as pessoas, pois os homens nunca foram objetos valiosos. Vocês deveriam se lembrar da Minha atitude para com vocês no começo, e se lembrar da maneira com que Me dirigi a vocês naquele tempo — um nome que não foi sem significado prático. Você deveria saber que os rótulos que vocês usam não são infundados. Eu presumo que todos vocês saibam que não pertenciam a Deus, mas foram capturados por Satanás no princípio e serviram em sua casa como servos leais; ademais, vocês há muito Me esqueceram, pois passaram muito tempo fora da Minha casa e nas mãos do maligno. Aqueles que Eu salvo são homens que predestinei há muito tempo e que foram redimidos por Mim, enquanto vocês são pobres almas que foram colocadas entre os homens como exceção à regra. Vocês devem saber que vocês não pertencem à casa de Davi ou Jacó, mas à de Moabe, cujos membros são de uma tribo gentia. Pois Eu não estabeleci pacto com vocês, mas só fiz a obra, falei entre vocês e os guiei. Meu sangue não foi derramado por vocês; Eu estava apenas conduzindo a Minha obra em meio a vocês para o bem do Meu testemunho. Vocês não sabiam disso? Minha obra é tão semelhante a como Jesus sangrou até a morte por vocês? Não valeu a pena, em primeiro lugar, Eu suportar uma humilhação tão grande por vocês. Deus, que é absolutamente sem pecado, chegou sem qualquer reserva a um lugar extremamente abominável e asqueroso, um mundo de porcos e cães que era inadequado para a residência humana, mas ainda assim Eu suportei todas essas humilhações cruéis pela glória de Meu Pai e para eterno testemunho. Vocês deveriam saber qual é a sua conduta e ver que não são crianças nascidas em “famílias ricas e poderosas”, mas simplesmente a prole miserável de Satanás. Vocês também não são os patriarcas da humanidade, nem têm os direitos ou a liberdade dos homens. Originalmente, vocês não tinham porção alguma das bênçãos da humanidade nem do reino dos céus. Isso é porque vocês estão na camada mais baixa dos homens na humanidade, e Eu nunca pensei no seu futuro. Portanto, embora fosse parte original do Meu plano que hoje Eu teria confiança para aperfeiçoar vocês, isso é um trabalho sem precedentes, porque seu status é muito baixo e, originalmente, vocês não tiveram participação alguma na humanidade. Isso não é precisamente uma bênção para os homens?

Aqueles que salvo são almas que Eu liberei do purgatório há muito tempo, bem como os escolhidos a quem visitei há muito tempo, pois ansiaram pelo Meu reaparecimento entre si. Eles Me amaram e inscreveram Meu pacto em seu coração, que estabeleci com sangue, porque os amei. Eles são como cordeiros perdidos que estão procurando por Mim há muitos anos, e são bons; por isso os chamo de bons israelitas e de lindos anjinhos. Eu não sofreria tal humilhação se estivesse entre eles. Isso porque eles Me amam mais do que amam a própria vida, e Eu os amo como o que é o mais belo entre todas as coisas. Isso porque foram criados por Mim e pertencem a Mim; nunca Me esqueceram. O amor deles supera o seu amor, e eles Me amam com mais devoção do que vocês amam sua vida. Eles se submetem a Mim como pequenas pombas brancas se submetem ao céu, e no coração deles há mais obediência a Mim do que no seu. E isso porque eles são descendentes de Jacó, descendentes de Adão, e estão entre Meus escolhidos, porque Eu os amei por muito tempo — e os amei mais do que amo vocês; e porque vocês são rebeldes demais, têm uma resistência tão grave, vocês Me desprezam demais, vocês são muito frios Comigo, Me amam muito pouco e Me odeiam demais. Vocês desdenham a Minha obra e desprezam demais as Minhas ações. Ao contrário deles, vocês nunca valorizaram as Minhas ações. Em vez disso, vocês as desprezam com olhos vermelhos de ansiedade, como os de Satanás. Onde está sua submissão? Onde está seu caráter? Onde está seu amor? Quando vocês demonstraram os ingredientes do amor que há dentro de vocês? Quando levaram Meu trabalho a sério? Que pena daqueles adoráveis anjos que esperam ansiosamente pela Minha chegada e sofrem tanto enquanto aguardam por Mim ardentemente, pois Eu os amo com tanto carinho. No entanto, o que vejo hoje é um mundo tão não humano que não tem nada a ver com eles. Vocês não acham que a consciência de vocês ficou dormente e insensível há muito tempo? Vocês não acham que são a escória que impede Minha reunião com aqueles lindos anjos? Quando eles não esperaram pelo Meu retorno? Quando eles não esperaram para se reunir Comigo? Quando eles não ansiaram por poder passar belos dias junto a Mim e jantar Comigo? Vocês já perceberam o que estão fazendo hoje: tumultuando pelo mundo; tramando uns contra os outros; enganando uns aos outros; comportando-se de modo traiçoeiro, secreto e sem vergonha; não sabem a verdade; são desonestos e enganadores; praticam a lisonja; se consideram sempre certos e melhores do que os outros; são arrogantes; e agem com selvageria como animais selvagens nas montanhas e tão toscamente como o rei dos animais — essas condutas são adequadas para um ser humano? Vocês são rudes e irracionais. Vocês nunca valorizaram a Minha palavra; em vez disso, adotaram uma atitude de desprezo para com elas. Desse jeito, de onde virão conquistas, uma verdadeira vida humana e belas esperanças? Sua imaginação extravagante vai mesmo resgatar você da boca do tigre? Ela o salvará das chamas ardentes? Você teria caído tanto assim se realmente tivesse considerado Minha obra um tesouro inestimável? Será que seu destino realmente não pode ser mudado? Você está disposto a morrer com tais remorsos?

Anterior: O propósito de gerenciar a humanidade

Próximo: A identidade inerente do homem e seu valor: o que realmente são?

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Conteúdo relacionado

Capítulo 15

Os seres humanos são todos criaturas que carecem de autoconhecimento, e são incapazes de se conhecer. Não obstante, conhecem a todos os...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro