226 Só quem está quieto perante Deus tem foco na vida

I

Quem pode diante de Deus se aquietar

é capaz de se livrar

das amarras mundanas e se deixar por Deus ocupar.

Quem não pode perante Deus quieto ficar

é uma pessoa dissoluta, desenfreada.

Oh, e é totalmente autoindulgente.

Quem pode diante de Deus se aquietar

é devoto ansioso por Deus.

Quem pode diante de Deus se aquietar

é aquele que com a vida se importa

e a comunhão no espírito.

Quem pode diante de Deus se aquietar

tem sede das palavras de Deus.

São eles que buscam a verdade.

II

Quem ignora a quietude perante Deus,

quem não a pratica, é gente vã que

se prende demais ao mundano.

Não tem vida, não tem vida.

Mesmo que diga em Deus crer, verdade não é,

são palavras ocas, ditas levianamente.

Quem pode se aquietar, Deus aperfeiçoa e completa.

Esses são agraciados com bênçãos incríveis.

Quem pode diante de Deus se aquietar

é aquele que com a vida se importa

e a comunhão no espírito.

Quem pode diante de Deus se aquietar

tem sede das palavras de Deus.

São eles que buscam a verdade.

III

Quem pouco come e bebe as palavras de Deus,

quem não liga para a entrada da vida e foca no fora,

é hipócrita, não tem futuro.

O povo de Deus é o que entra em real comunhão com Ele

e se aquieta diante de Deus.

Quem pode diante de Deus se aquietar

é aquele que com a vida se importa

e a comunhão no espírito.

Quem pode diante de Deus se aquietar

tem sede das palavras de Deus.

São eles que buscam a verdade.


Adaptado de ‘Sobre aquietar o coração perante Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 225 É importante ter um relacionamento normal com Deus

Próximo: 227 Como se entra na verdadeira oração

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

3. A Bíblia foi compilada pelo homem, não por Deus; a Bíblia não pode representar Deus

Antes, o povo de Israel lia apenas o Antigo Testamento. Em outras palavras, no início da Era da Graça, as pessoas liam o Antigo Testamento. O Novo Testamento só apareceu durante a Era da Graça. O Novo Testamento não existia quando Jesus trabalhava; as pessoas registraram Sua obra depois que Ele ressuscitou e ascendeu ao céu. Só então os Quatro Evangelhos passaram a existir, e além deles também as epístolas de Paulo e Pedro e o livro do Apocalipse. Apenas mais de trezentos anos depois que Jesus ascendeu ao céu, quando as gerações subsequentes reuniram seus registros, passou a existir o Novo Testamento. Somente depois que essa obra foi concluída surgiu o Novo Testamento; ele não existia anteriormente. Deus havia feito toda a obra, o apóstolo Paulo tinha feito todo o trabalho, e depois as epístolas de Paulo e Pedro foram reunidas, e a grandiosa visão registrada por João, na ilha de Patmos, foi colocada por último, pois profetizava a obra dos últimos dias. Estes foram arranjos das gerações posteriores, e são diferentes dos enunciados de hoje. O que está registrado hoje está de acordo com as fases da obra de Deus; aquilo com que as pessoas se envolvem hoje é a obra feita pessoalmente por Deus, e as palavras proferidas pessoalmente por Ele. Você não precisa interferir — as palavras, que vêm diretamente do Espírito, foram arranjadas passo a passo e são diferentes dos arranjos dos registros do homem. O que registraram, pode-se dizer, estava de acordo com seu nível educacional e com o calibre humano. O que registraram foram as experiências dos homens, cada um tinha seus próprios meios de registro e conhecimento, e cada registro era diferente. Assim, se você adora a Bíblia como Deus, você é extremamente ignorante e tolo!

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro