Sobre o destino

Sempre que se menciona o destino, vocês o tratam com especial seriedade; todos vocês são particularmente sensíveis quanto a essa questão. Algumas pessoas mal conseguem esperar para ajoelhar-se diante de Deus para obter um bom destino. Posso identificar-Me com a ânsia de vocês, que não precisa ser expressa em palavras. Vocês não querem de jeito nenhum que sua carne caia em desgraça e, sobretudo, não querem descer para uma longa punição no futuro. Vocês só esperam se deixar viver com um pouco mais de liberdade, com um pouco mais de facilidade. E então ficam especialmente agitados sempre que se menciona o destino, com um medo profundo de que, se não prestarem suficiente atenção, possam ofender a Deus e, assim, ficar sujeitos à retribuição que merecem. Vocês não hesitaram em fazer concessões em prol do seu destino, e muitos de vocês que já foram desonestos e irreverentes de repente se tornaram especialmente gentis e sinceros; sua sinceridade chega a ser arrepiante. De qualquer maneira, todos vocês têm um coração “honesto” e abriram-se para Mim do início ao fim, sem ocultar nenhum dos segredos do seu coração, quer se trate de culpa, engano ou devoção. De um modo geral, vocês Me “confessaram” com franqueza essas coisas substanciais do recesso mais profundo do seu ser. Obviamente, Eu nunca evitei tais coisas, pois passaram a ser corriqueiras para Mim. Vocês preferem entrar no mar de fogo em prol de seu destino final a perder um único fio de cabelo de modo a ganharem a aprovação de Deus. Não é que eu esteja sendo dogmático demais com vocês; acontece que seu coração de devoção é especialmente inadequado para enfrentar tudo o que faço. Vocês podem não compreender o que quero dizer, então, permitam-Me dar-lhes uma explicação simples: o que vocês precisam não é a verdade e a vida, nem os princípios pelos quais devem pautar sua conduta e, principalmente, muito menos Meu trabalho meticuloso. O que vocês precisam é de tudo o que possuem na carne — riqueza, status, família, casamento etc. Vocês são totalmente desdenhosos de Minhas palavras e Minha obra, portanto Eu posso resumir sua fé em um termo: indiferente. Vocês farão o que for preciso para conseguir as coisas às quais se devotam de forma total, mas Eu descobri que vocês não fariam o mesmo em prol das questões relacionadas a sua crença em Deus. Antes, vocês são apenas relativamente leais e relativamente sérios. Por isso digo que as pessoas não dotadas de extrema sinceridade no coração são um fracasso em sua crença em Deus. Pensem bem — há muitos fracassos entre vocês?

Vocês deveriam saber que o sucesso na crença em Deus é alcançado devido às próprias ações das pessoas; quando as pessoas fracassam, em vez de ter sucesso, isso também se deve às próprias ações, e nenhum papel é exercido por outros fatores. Acredito que vocês fariam qualquer coisa necessária para cumprir algo mais difícil e que implicasse mais sofrimento do que crer em Deus, e que vocês tratariam disso com muita seriedade, tanto que não estariam dispostos a cometer erro algum; esses são os tipos de esforços incansáveis que todos vocês colocam em suas vidas. Vocês são até capazes de Me enganar na carne em circunstâncias nas quais não enganariam ninguém da própria família. Esse é seu comportamento habitual e o princípio aplicado por vocês na vida. Vocês não continuam a cultivar uma falsa imagem para enganar-Me, em benefício de seu destino, para terem um destino belo e feliz? Estou ciente de que a devoção e a sinceridade de vocês são apenas temporárias; suas aspirações e o preço que vocês pagam não são somente para agora, e não depois? Vocês querem apenas despender um último esforço para alcançar um belo destino, com o único propósito de fazer uma troca. Não estão fazendo esse esforço para evitar ficar em dívida com a verdade, e menos ainda para retribuir-Me pelo preço que Eu paguei. Resumindo, vocês só estão dispostos a empregar hábeis estratagemas para conseguirem o que querem, mas não a lutar por isso. Não é esse o seu desejo sincero? Vocês não devem se disfarçar e muito menos quebrar a cabeça por seu destino, a ponto de não conseguirem comer nem dormir. Não é verdade que o desfecho de vocês já terá sido determinado no final? Vocês devem cumprir seu dever o melhor que puderem, de coração aberto e honesto, e estar dispostos a pagar o preço que for preciso. Como vocês disseram, quando o dia chegar, Deus não será remisso com alguém que sofreu ou pagou um preço por Ele. Essa é uma convicção do tipo que vale a pena manter, e vocês não deveriam esquecê-la jamais. Somente assim posso acalmar-Me quanto a vocês. Caso contrário, nunca conseguirei acalmar-Me com relação a vocês, e sempre serão objeto da Minha aversão. Se todos vocês puderem seguir sua consciência e dar tudo de si por Mim, se não pouparem esforços pela Minha obra e devotarem uma vida inteira de esforço à Minha obra do evangelho, então Meu coração não pulará de alegria por vocês com frequência? Desse jeito, conseguirei acalmar-Me por completo a respeito de vocês, não é mesmo? É uma vergonha vocês serem capazes de fazer apenas uma parte lamentável e ínfima do que Eu espero; sendo assim, como podem ter o descaramento de procurar obter de Mim o que esperam?

Seu destino e sua sorte são muito importantes para vocês — são motivo de grande preocupação. Vocês acreditam que, se não fizerem as coisas com muito cuidado, isso será equivalente a não terem destino, que vocês destruíram o próprio destino. Mas já lhes ocorreu que as pessoas que despendem esforços apenas para o bem de seu destino estão trabalhando em vão? Tais esforços não são genuínos — são falsos e enganosos. Se esse for o caso, aqueles que trabalham pelo seu destino sofrerão sua derrota final, pois o fracasso na crença em Deus é causado pelo engano. Eu já disse que não gosto de ser lisonjeado, nem bajulado, nem tratado com entusiasmo. Gosto que as pessoas sinceras enfrentem a Minha verdade e as Minhas expectativas. Mais ainda, gosto quando elas são capazes de mostrar extremo cuidado e consideração pelo Meu coração, e quando são até capazes de renunciar a tudo por Mim. Só assim é possível confortar o Meu coração. Agora mesmo, quantas coisas Me desagradam com relação a vocês? Quantas coisas Me agradam com relação a vocês? Será possível que nenhum de vocês reparou em todas as diversas manifestações de feiura que mostraram em benefício de seu destino?

No Meu coração, não desejo prejudicar nenhum coração positivo e motivado e, especialmente, não desejo diminuir a energia de ninguém que esteja a cumprir seu dever com fidelidade. Não obstante, devo lembrar cada um vocês de sua insuficiência e da alma imunda que jaz nos recantos mais profundos do seu coração. O propósito em fazer isso é esperar que vocês sejam capazes de ofertar seu verdadeiro coração ao fazerem frente às Minhas palavras, porque o que mais odeio é a falsidade das pessoas para Comigo. Só espero que, na última etapa da Minha obra, vocês serão capazes de entregar sua mais impressionante atuação, e que serão completamente devotos, e não mais indiferentes. É claro que também desejo que todos vocês tenham um bom destino. Todavia, ainda tenho Minha exigência, que é que vocês tomem a melhor decisão em Me ofertarem sua devoção exclusiva e definitiva. Se não tiver essa devoção exclusiva, a pessoa certamente virará tesouro de Satanás, e Eu não mais Me utilizarei dela, mas hei de mandá-la para casa, para seus pais cuidarem dela. Minha obra é uma grande ajuda para vocês; o que espero conseguir de vocês é um coração que seja honesto e que aspire elevar-se, mas até agora as Minhas mãos permanecem vazias. Pensem nisto: se um dia Eu ainda estiver magoado demais, além do escopo que as palavras contam, então qual será a Minha atitude para com vocês? Serei tão amigável com vocês quanto sou agora? Meu coração será tão pacífico quanto está agora? Vocês entendem os sentimentos de uma pessoa que, tendo cultivado com sofrido esmero, não conseguiu colher um grão sequer? Vocês entendem quão gravemente é ferido o coração de alguém que recebeu um grande golpe? Conseguem sentir a amargura de uma pessoa que, uma vez tão cheia de esperança, teve de se afastar de alguém estando em desavença? Já viram a raiva de uma pessoa que foi provocada? Podem entender o sentimento de vingança urgente de uma pessoa que foi tratada com hostilidade e falsidade? Se vocês compreendem a mentalidade dessas pessoas, acho que não lhes será difícil imaginar a atitude que Deus terá quando chegar a hora de Sua retribuição! Finalmente, espero que todos vocês se empenhem seriamente em benefício do próprio destino, embora seja melhor vocês não utilizarem meios enganosos em seus esforços, ou Eu continuarei desapontado com vocês em Meu coração. A que esse desapontamento levará? Vocês não estão enganando a si mesmos? Aqueles que levam seu destino em consideração e ainda assim o arruínam são as pessoas menos capazes de serem salvas. Mesmo se tais pessoas se tornarem exasperadas, quem se compadecerá delas? De um modo geral, Eu continuo propenso a desejar a vocês um destino adequado e bom, e, ainda mais, espero que nenhum de vocês caia no desastre.

Anterior: A quem você é leal?

Próximo: Três admoestações

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Conteúdo relacionado

A obra de Deus e a obra do homem

Quanto do trabalho do homem é a obra do Espírito Santo e quanto é a experiência do homem? Pode-se dizer que as pessoas ainda não entendem...

Sobre experiência

Ao longo de suas experiências, Pedro encontrou centenas de provações. Embora tenham ciência hoje do termo “provação”, as pessoas estão...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro