Apenas amando a Deus é que verdadeiramente se crê em Deus

Hoje, quando vocês procuram amar e conhecer a Deus, em um aspecto vocês devem suportar adversidade e refinamento e, em outro, vocês devem pagar um preço. Nenhuma lição é mais profunda que a lição de amar a Deus, e pode-se dizer que a lição que as pessoas aprendem de uma vida inteira de crença é como amar a Deus. Ou seja, se você acredita em Deus, você deve amar a Deus. Se você somente acredita em Deus, mas não O ama, não alcançou o conhecimento de Deus e nunca amou a Deus com um amor verdadeiro que vem de dentro de seu coração, então sua crença em Deus é fútil. Se, em sua crença em Deus, você não ama a Deus, então você vive em vão, e toda a sua vida é a mais desprezível de todas as vidas. Se, ao longo de toda a sua vida, você nunca amou ou satisfez a Deus, qual é o sentido de sua vida? E qual é o sentido da sua crença em Deus? Isso não é um desperdício de esforço? O que significa dizer que, se as pessoas acreditarem e amarem a Deus, terão que pagar um preço. Em vez de tentar agir de determinada maneira externamente, elas devem buscar uma percepção verdadeira nas profundezas do coração. Se cantar e dançar o deixa entusiasmado, mas você é incapaz de colocar a verdade em prática, pode-se dizer que você ama a Deus? Amar a Deus requer buscar a vontade de Deus em todas as coisas, que você sonde profundamente quando algo acontecer com você, que tente entender a vontade de Deus, que tente ver qual é a vontade Dele nesta questão, o que Ele deseja que você realize e como você deve estar atento à Sua vontade. Por exemplo: acontece algo que exige que você enfrente adversidades, momento em que você deve entender o que é a vontade de Deus e como deve estar atento a ela. Você não deve satisfazer a si mesmo: em primeiro lugar, ponha-se de lado. Nada é mais desprezível que a carne. Você deve procurar satisfazer a Deus e cumprir seu dever. Com tais pensamentos, Deus trará iluminação especial a você neste assunto, e seu coração também será consolado. Seja grande ou pequeno, quando alguma coisa acontecer com você, você deve primeiramente pôr-se de lado e considerar a carne como a mais desprezível de todas as coisas. Quanto mais você satisfaz a carne, mais liberdades ela toma; se você a satisfizer desta vez, da próxima vez ela pedirá mais. À medida que isso continua, as pessoas passam a amar a carne ainda mais. A carne sempre tem desejos extravagantes; sempre exige que você a satisfaça e que a gratifique internamente, seja nas coisas que você come, naquilo que veste, ou perdendo a cabeça ou cedendo às suas próprias fraquezas e preguiça… Quanto mais você satisfaz a carne, maiores ficam os desejos dela e mais debochada ela se torna, até chegar ao ponto em que a carne das pessoas abriga noções ainda mais profundas, desobedece a Deus, exalta a si mesma e duvida da obra de Deus. Quanto mais você satisfaz a carne, maiores são as fraquezas da carne; você sempre sentirá que ninguém se solidariza com suas fraquezas, você sempre acreditará que Deus foi longe demais e dirá: “Como Deus pôde ser tão severo? Por que Ele não dá uma folga às pessoas?” Quando as pessoas satisfazem a carne e a valorizam demais, elas se arruínam. Se você realmente amar a Deus e não satisfazer a carne, verá que tudo o que Deus faz é bem justo e tão bom e que a maldição Dele para sua rebeldia e o julgamento de sua injustiça são justificados. Haverá ocasiões em que Deus o castigará, disciplinará e criará um ambiente para ajustá-lo, forçando-o a chegar diante Dele — e você sempre sentirá que o que Deus está fazendo é maravilhoso. Assim, você sentirá como se não houvesse muita dor e que Deus é tão amável. Se ceder às fraquezas da carne e disser que Deus vai longe demais, você sempre sentirá dor, estará sempre deprimido e ficará confuso sobre toda a obra de Deus, e parecerá que Deus é apático à fraqueza humana e desconhece as dificuldades humanas. Assim, você sempre se sentirá miserável e sozinho, como se tivesse sofrido uma grande injustiça, e neste momento, começará a reclamar. Quanto mais você ceder às fraquezas da carne dessa forma, mais sentirá que Deus vai longe demais, até ficar tão ruim que você nega a obra de Deus, começa a se opor a Deus e se torna cheio de desobediência. Assim, você deve se rebelar contra a carne e não ceder a ela: “Meu esposo (minha esposa), os filhos, as perspectivas, o casamento, a família — nada disso importa! No meu coração há somente Deus, e devo tentar o meu melhor para satisfazer a Deus e não satisfazer a carne”. Você deve ter essa resolução. Se você sempre tiver tal resolução, então, quando praticar a verdade e se colocar de lado, você será capaz de fazer isso com pouco esforço. Dizem que, certa vez, um agricultor viu na estrada uma cobra dura de frio, congelada. O agricultor a pegou e segurou contra o peito, e quando a cobra se reanimou, ela picou o fazendeiro, matando-o. A carne do homem é como a cobra: sua essência é prejudicar sua vida — e quando ela consegue o que quer, você entrega sua vida. A carne pertence a Satanás. Nela há desejos extravagantes, ela só pensa em si mesma, quer aproveitar o conforto, se deleitar com o lazer, chafurdar na preguiça e ociosidade e, tendo satisfeito isso até certo ponto, você acabará sendo engolido por ela. Ou seja, se você a satisfizer desta vez, da próxima, ela pedirá mais. A carne sempre tem desejos extravagantes, novas exigências e aproveita que você cede a ela para fazer com que você a acalente ainda mais e viva entre seus confortos — e se você não a vencer, acabará arruinando a si mesmo. Se você pode ganhar vida diante de Deus e qual será o seu destino final depende de como você realiza sua rebelião contra a carne. Deus salvou, escolheu e predestinou você, mas se, hoje, você não estiver disposto a satisfazê-Lo, não estiver disposto a praticar a verdade, não estiver disposto a se rebelar contra a sua própria carne com um coração que verdadeiramente ama a Deus, por fim, você arruinará a si mesmo e assim suportará uma dor extrema. Se você sempre ceder à carne, Satanás gradualmente o engolirá e o deixará sem vida ou sem o toque do Espírito, até que chegue o dia em que você estará completamente escuro por dentro. Quando viver na escuridão, você terá sido levado cativo por Satanás, não terá mais Deus em seu coração e, nesse momento, negará a existência de Deus e O abandonará. Assim, se as pessoas desejam amar a Deus, elas devem pagar o preço da dor e suportar adversidades. Não há necessidade de fervor e sofrimento externos, de ler mais e se ocupar mais; em vez disso, elas deveriam deixar de lado as coisas dentro delas: os pensamentos extravagantes, os interesses pessoais e suas próprias considerações, noções e intenções. Tal é a vontade de Deus.

O tratamento da parte externa do caráter das pessoas por Deus também é uma parte de Sua obra; lidar com a humanidade anormal e externa das pessoas, por exemplo, ou com seu estilo de vida e hábitos, seus modos e costumes, bem como suas práticas externas e seu fervor. Mas quando Ele pede que as pessoas coloquem a verdade em prática e mudem seu caráter, o que está sendo tratado primordialmente são as intenções e noções dentro delas. Lidar apenas com o caráter externo de você não é difícil; é como pedir que você não coma as coisas que ama, o que é fácil. Aquilo que toca nas suas noções internas, no entanto, não é fácil de ser abandonado. Isso requer que as pessoas se rebelem contra a carne, paguem o preço e sofram diante de Deus. Isso vale especialmente para as intenções das pessoas. Desde que as pessoas começaram a crer em Deus, elas têm abrigado muitas intenções incorretas. Quando não está colocando a verdade em prática, você sente que todas as suas intenções estão corretas, mas quando algo acontece com você, verá que há muitas intenções incorretas dentro de você. Assim, quando Deus aperfeiçoa as pessoas, Ele faz com que elas percebam que existem muitas noções dentro delas que estão obstruindo seu conhecimento de Deus. Quando você reconhece que suas intenções estão erradas, se você consegue parar de praticar de acordo com suas noções e intenções e consegue dar testemunho de Deus e permanecer firme em sua posição em tudo o que acontece com você, isso prova que você se rebelou contra a carne. Quando você se rebelar contra a carne, inevitavelmente, haverá uma batalha dentro de você. Satanás tentará fazer com que as pessoas o sigam, tentará e fará com que elas sigam as noções da carne e defendam os interesses da carne — mas as palavras de Deus esclarecerão e iluminarão as pessoas por dentro, e, neste momento, dependerá de você se você seguirá a Deus ou a Satanás. Deus pede que as pessoas coloquem a verdade em prática, principalmente, para lidar com as coisas no interior delas, para lidar com seus pensamentos e noções que não são segundo o coração de Deus. O Espírito Santo toca as pessoas no coração delas e as esclarece e ilumina. Assim, por trás de tudo que acontece, há uma batalha: toda vez que as pessoas colocam a verdade em prática ou praticam o amor a Deus, há uma grande batalha, e embora tudo pareça bem com sua carne, no fundo do coração, uma batalha de vida ou morte está sendo travada — e somente após essa intensa batalha, depois de muita reflexão, a vitória ou a derrota podem ser decididas. Não se sabe se é para rir ou chorar. Muitas das intenções dentro das pessoas estão erradas, ou muito da obra de Deus vai contra as noções delas, e quando as pessoas colocam a verdade em prática, uma grande batalha é travada nos bastidores. Tendo colocado essa verdade em prática, nos bastidores, as pessoas terão derramado incontáveis lágrimas de tristeza antes de finalmente decidirem satisfazer a Deus. É por causa dessa batalha que as pessoas enfrentam sofrimento e refinamento; isso é sofrimento verdadeiro. Quando a batalha vier sobre você, se conseguir realmente ficar do lado de Deus, você conseguirá satisfazer a Deus. Quando se pratica a verdade, é inevitável que se sofra por dentro; se, quando colocam a verdade em prática, tudo dentro das pessoas estivesse certo, elas não precisariam ser aperfeiçoadas por Deus, não haveria batalha, e elas não sofreriam. É por causa das muitas coisas que há dentro das pessoas que elas não são aptas para serem usadas por Deus, e visto que há muito do caráter rebelde da carne, que as pessoas precisam aprender a lição de se rebelar contra a carne com mais profundidade. Isso é o que Deus chama de sofrimento pelo qual Ele pediu que o homem passasse com Ele. Quando você encontra dificuldades, apresse-se e ore a Deus: “Ó Deus! Desejo Te satisfazer, desejo suportar as adversidades finais para satisfazer o Teu coração e, independente de quão grandes sejam os contratempos que eu encontre, ainda assim devo satisfazer a Ti. Mesmo que tenha que desistir de toda a minha vida, ainda assim devo satisfazer a Ti!” Com esta resolução, quando orar deste modo, você conseguirá permanecer firme em seu testemunho. Toda vez que elas colocam a verdade em prática, toda vez que passam por refinamento, toda vez que são testadas e toda vez que a obra de Deus vem sobre eles, as pessoas devem suportar dor extrema. Tudo isso é um teste para as pessoas, e no interior de todas elas há uma batalha. Esse é o preço real que elas pagam. Ler mais das palavras de Deus e ocupar-se mais é uma parte desse preço. É o que as pessoas devem fazer, é sua obrigação e responsabilidade que devem cumprir, mas as pessoas devem deixar de lado aquilo que, no interior delas, precisa ser posto de lado. Se você não fizer isso, então, não importa quão grande seja seu sofrimento externo e o quanto você se ocupe, tudo será em vão! O que quer dizer que apenas as mudanças internas podem determinar se o seu sofrimento externo é valioso. Quando seu caráter interno tiver mudado e você tiver colocado a verdade em prática, então todo o seu sofrimento externo receberá a aprovação de Deus; se não houver mudança em seu caráter interno, não importa o quanto sofra ou o quanto se ocupe externamente, não haverá a aprovação de Deus — e a adversidade que não é confirmada por Deus é em vão. Assim, se o preço que você pagou é aprovado por Deus é determinado por se houve ou não uma mudança em você, se você colocou ou não a verdade em prática e se você se rebelou contra suas próprias intenções e noções para alcançar a satisfação da vontade, do conhecimento e da lealdade a Deus. Não importa o quanto você se ocupe, se você nunca soube se rebelar contra suas próprias intenções, mas apenas busca ações externas e fervor e nunca presta atenção em sua vida, então sua adversidade terá sido em vão. Se, em determinado ambiente, você tem algo que deseja dizer, mas interiormente acha que dizê-lo não é certo, que dizê-lo não beneficia seus irmãos e pode machucá-los, então você não o dirá, preferindo ter dores internas, pois essas palavras são incapazes de atender à vontade de Deus. Nesse momento, haverá uma batalha dentro de você, mas você estará disposto a sofrer a dor e a desistir daquilo que você ama. Você estará disposto a suportar essa adversidade para satisfazer a Deus, e embora você sofra dores internamente, não cederá à carne, e o coração de Deus terá sido satisfeito, e assim você também será consolado interiormente. Isso é verdadeiramente pagar o preço, e é o preço desejado por Deus. Se você praticar dessa maneira, Deus certamente o abençoará. Se você não conseguir alcançar isso, não importa o quanto você compreenda ou quão bem consiga falar, tudo será em vão! Se, no caminho para amar a Deus, você conseguir ficar do lado de Deus quando Ele lutar contra Satanás e você não voltar para Satanás, então você terá alcançado o amor a Deus e terá permanecido firme em seu testemunho.

Em cada passo da obra que Deus faz no interior das pessoas, externamente ela parece consistir em interações entre pessoas, como se nascida de arranjos humanos ou de interferência humana. Mas nos bastidores, cada passo da obra e tudo o que acontece é uma aposta feita por Satanás diante de Deus e requer que as pessoas permaneçam firmes em seu testemunho a Deus. Veja quando Jó foi provado, por exemplo: nos bastidores, Satanás estava fazendo uma aposta com Deus, e o que aconteceu a Jó foram os feitos dos homens e a interferência dos homens. Por trás de cada passo da obra que Deus faz em vocês está a aposta de Satanás com Deus — por trás disso tudo há uma batalha. Por exemplo, se você tem preconceitos em relação a seus irmãos e irmãs, haverá palavras que você quer dizer — palavras que acha que podem desagradar a Deus — mas se você não as disser, você sentirá um incômodo por dentro e, neste momento, começará uma batalha dentro de você: “Falo ou não?” Essa é a batalha. Assim, em tudo que você encontra há uma batalha, e quando há uma batalha dentro de você, graças à sua cooperação e seu sofrimento reais, Deus opera no seu interior. Finalmente, você consegue colocar o assunto de lado dentro de você, e a raiva é naturalmente extinta. Tal é o efeito da sua cooperação com Deus. Tudo o que as pessoas fazem exige que elas paguem certo preço em seus esforços. Sem adversidade real, elas não podem satisfazer a Deus; elas nem chegam perto de satisfazer a Deus e estão apenas cuspindo lemas vazios! Esses lemas vazios podem satisfazer a Deus? Quando Deus e Satanás lutam no reino espiritual, como você deve satisfazer a Deus e como você deve permanecer firme em seu testemunho a Ele? Você deve saber que tudo que acontece com você é uma grande provação e é o momento em que Deus precisa que você dê testemunho. Embora possam parecer irrelevantes por fora, quando essas coisas acontecem, elas mostram se você ama a Deus ou não. Se você O ama, será capaz de permanecer firme em seu testemunho a Ele, e se você não coloca o amor a Ele em prática, isso mostra que você é alguém que não coloca a verdade em prática, que está sem a verdade e sem vida, e que é palha! Tudo o que acontece com as pessoas acontece quando Deus precisa que elas permaneçam firmes em seu testemunho Dele. Mesmo que nada muito grande esteja acontecendo com você atualmente e você não dê um grande testemunho, cada detalhe de sua vida diária é uma questão de testemunho a Deus. Se você pode ganhar a admiração de seus irmãos e irmãs, de seus familiares e de todos ao seu redor; se, um dia, os incrédulos vierem e admirarem tudo o que você fizer e virem que tudo o que Deus faz é maravilhoso, então você terá dado testemunho. Embora você não tenha percepção e seu calibre seja baixo, por meio do aperfeiçoamento de Deus em você, você é capaz de satisfazê-Lo e de estar atento à Sua vontade, mostrando aos outros que grande obra Ele tem feito em pessoas dos mais baixos calibres. Quando as pessoas vêm a conhecer a Deus e se tornam vencedoras diante de Satanás, leais a Deus em grande medida, então, ninguém tem mais força de caráter do que esse grupo de pessoas, e esse é o maior testemunho. Embora você seja incapaz de fazer um grande trabalho, você é capaz de satisfazer a Deus. Outros não conseguem deixar de lado suas noções, mas você consegue; outros não conseguem dar testemunho de Deus durante suas experiências reais, mas você consegue usar sua estatura real e suas ações para retribuir o amor de Deus e dar um testemunho retumbante Dele. Apenas isso conta como amar realmente a Deus. Se você é incapaz disso, então você não dá testemunho entre seus familiares, entre seus irmãos e irmãs nem perante as pessoas do mundo. Se você não conseguir dar testemunho diante de Satanás, Satanás rirá de você, o tratará como uma piada, como um brinquedo, fará você de bobo com frequência e levará você à loucura. No futuro, grandes provações poderão afligir você — mas hoje, se você amar a Deus com um coração verdadeiro e não se importar com o tamanho das provações à frente, independentemente do que acontecer com você, você conseguirá permanecer firme em seu testemunho, conseguirá satisfazer a Deus; seu coração será consolado e você não terá medo, não importa quão grande seja a provação que encontrar no futuro. Vocês não conseguem ver o que acontecerá no futuro; vocês só podem satisfazer a Deus nas circunstâncias de hoje. Vocês são incapazes de fazer qualquer grande trabalho e devem se concentrar em satisfazer a Deus experimentando Suas palavras na vida real e dando um testemunho forte e retumbante que envergonhe a Satanás. Embora sua carne permaneça insatisfeita e tenha sofrido, você terá satisfeito a Deus e envergonhado a Satanás. Se você sempre praticar dessa maneira, Deus abrirá uma senda diante de você. Quando, um dia, uma grande provação vier, outros cairão, mas você ainda conseguirá se manter firme: por causa do preço que pagou, Deus o protegerá para que você permaneça firme e não caia. Se, geralmente, você consegue praticar a verdade e satisfazer a Deus com um coração que verdadeiramente O ama, então Deus certamente o protegerá durante as provações futuras. Embora você seja tolo, de baixa estatura e de calibre pequeno, Deus não o discriminará. Depende se suas intenções estão certas. Hoje, você consegue satisfazer a Deus: está atento ao mais ínfimo detalhe, satisfaz a Deus em todas as coisas, tem um coração que ama verdadeiramente a Deus, dá seu verdadeiro coração a Deus e, embora haja algumas coisas que você não consegue entender, vem diante de Deus para retificar suas intenções e buscar a vontade de Deus e faz tudo o que é necessário para satisfazer a Deus. Talvez seus irmãos e irmãs abandonarão você, mas seu coração estará satisfazendo a Deus e você não cobiçará os prazeres da carne. Se você sempre praticar dessa maneira, estará protegido quando grandes provações vierem.

A que estado interno nas pessoas essas provações visam? Elas visam ao caráter rebelde nas pessoas que é incapaz de satisfazer a Deus. Há muita coisa que é impura dentro das pessoas e muito disso é hipócrita, por isso, Deus sujeita as pessoas a provações a fim de purificá-las. Mas se hoje você conseguir satisfazer a Deus, então, as provações do futuro serão o seu aperfeiçoamento. Se hoje você for incapaz de satisfazer a Deus, então, as provações do futuro tentarão e, inconscientemente, você cairá, e naquele momento não conseguirá se ajudar, pois você não pode acompanhar a obra de Deus e não possui uma estatura real. E assim, se você deseja conseguir permanecer firme no futuro, satisfazer melhor a Deus e O seguir até o fim, você deve construir hoje uma base sólida. Você deve satisfazer a Deus colocando a verdade em prática em todas as coisas e estar atento à Sua vontade. Se você sempre praticar dessa maneira, haverá um alicerce dentro de você, e Deus inspirará em você um coração que O ama e lhe dará fé. Um dia, quando uma provação realmente acometer você, você poderá sofrer alguma dor, se sentirá magoado até certo ponto e sofrerá uma tristeza esmagadora, como se tivesse morrido — mas seu amor a Deus não mudará e se tornará mais profundo. Tais são as bênçãos de Deus. Se você conseguir aceitar tudo o que Deus diz e faz hoje com um coração obediente, certamente você será abençoado por Deus, e assim você se tornará alguém que é abençoado por Deus e recebe a Sua promessa. Se, hoje, você não praticar, quando as provações o acometerem algum dia, você não terá fé nem um coração amoroso, e nesse momento a provação se tornará tentação; você será lançado em meio à tentação de Satanás e não terá meios de escapar. Hoje, você pode conseguir se manter firme quando uma pequena provação acomete você, mas você não será necessariamente capaz de se manter firme quando uma grande provação acometer você um dia. Algumas pessoas são presunçosas e acham que já estão quase perfeitas. Se você não se aprofundar nesses momentos e permanecer complacente, estará em perigo. Hoje, Deus não faz a obra de provações maiores e tudo parece estar bem, mas quando Deus provar você, você descobrirá que é desprovido demais, pois sua estatura é pequena demais e você é incapaz de suportar grandes provações. Se você permanecer como está e estiver num estado de inércia, então, quando as provações vierem, você cairá. Vocês devem frequentemente observar quão pequena é a estatura de vocês; só assim progredirão. Se é apenas durante as provações que você nota que sua estatura é tão pequena, que sua força de vontade é tão fraca, que bem pouco dentro de você é real e que você é inadequado para a vontade de Deus — se é só nesse momento que você percebe essas coisas, será tarde demais.

Se você não conhecer o caráter de Deus, inevitavelmente cairá durante as provações, porque não está ciente de como Deus aperfeiçoa as pessoas, por quais meios Ele as aperfeiçoa, e quando as provações de Deus vierem sobre você e elas não corresponderem às suas noções, você não conseguirá se manter firme. O verdadeiro amor de Deus é Seu caráter completo, e quando o inteiro caráter de Deus é mostrado às pessoas, o que isso traz para a carne de você? Quando o justo caráter de Deus for mostrado às pessoas, a carne delas inevitavelmente sofrerá muita dor. Se você não sofrer essa dor, não poderá ser aperfeiçoado por Deus, nem conseguirá dedicar amor verdadeiro a Ele. Se Deus aperfeiçoar você, Ele certamente mostrará todo o Seu caráter a você. Desde o momento da criação até hoje, Deus nunca mostrou Seu caráter inteiro ao homem — mas, durante os últimos dias, Ele o revela a este grupo de pessoas que Ele predestinou e selecionou e, ao aperfeiçoá-las, Ele desnuda Seus caracteres, por meio do quais Ele completa um grupo de pessoas. Tal é o verdadeiro amor de Deus pelas pessoas. Experimentar o amor verdadeiro de Deus por elas requer que as pessoas sofram dor extrema e paguem um preço alto. Somente depois disso, elas serão ganhas por Deus e conseguirão devolver seu verdadeiro amor a Deus, e somente então o coração de Deus será satisfeito. Se as pessoas desejam ser aperfeiçoadas por Deus, desejam fazer Sua vontade e dar integralmente seu verdadeiro amor a Deus, elas devem experimentar muito sofrimento e muitos tormentos das suas circunstâncias, sofrer dor pior que a morte. No fim, elas serão forçadas a devolver seu verdadeiro coração a Deus. Se alguém ama verdadeiramente a Deus ou não se revela durante adversidade e refinamento. Deus purifica o amor das pessoas, e isso também só é alcançado em meio a adversidade e refinamento.

Anterior: Somente experimentando provações dolorosas é que você pode conhecer a amabilidade de Deus

Próximo: Uma breve conversa sobre “O Reino Milenar chegou”

Quando ocorre um desastre, como nós, cristãos, devemos enfrentá-lo? Fique à vontade para nos contatar via WhatsApp, podemos explorar e encontrar caminhos juntos.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

Obra e entrada (5)

Hoje, vocês todos sabem que Deus está liderando as pessoas na trilha certa da vida, que Ele está liderando o homem a dar o próximo passo...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro