6. Ouça! Quem é este que fala?

Por Zhou Li, China

Para uma pregadora da igreja, não existe nada mais doloroso do que o empobrecimento espiritual e não ter o que pregar. Eu me sentia impotente vendo como um número cada vez menor de irmãos e irmãs frequentava as reuniões, e vim para diante do Senhor muitas vezes para orar com sinceridade e pedir que o Senhor fortalecesse a fé dos irmãos e das irmãs. Mas a desolação da igreja não melhorava em nada, e até eu vivia em fraqueza e negatividade…

Certo dia, eu estava trabalhando em casa, quando os irmãos Wang e Lin apareceram de repente, e eu os deixei entrar com alegria. Após trocarmos cordialidades, o irmão Wang disse: “Irmã Zhou, como está o seu espírito atualmente?” Eu suspirei e disse: “Nem fale nisso. Estou fraca em espírito neste momento e não tenho o que pregar em meus sermões! Todos os irmãos e irmãs também estão negativos e fracos. Há quase ninguém na igreja”. O irmão Lin perguntou: “Irmã Zhou, você sabe por que não tem o que pregar nos sermões e por que não resta praticamente ninguém na igreja?” Assim que terminou de falar, pensei: É exatamente isso que quero saber. Será que eles conhecem a razão? Apressadamente, perguntei: “Por quê?” O irmão Wang disse: “Porque o Senhor já retornou. Ele encarnou pela segunda vez e está professando Suas palavras e realizando uma obra nova. Muitos irmãos e irmãs já aceitaram a obra de Deus na Era do Reino e vivem no fluxo da obra atual do Espírito Santo. Sua condição está melhorando cada vez mais. Aqueles que não têm acompanhado a nova obra de Deus perderam a obra do Espírito Santo e assim não têm palavras para pregar e são negativos e fracos. Devemos nos apressar para acompanhar os passos de Deus!” Quando ouvi isso, lembrei-me de repente das palavras do meu coobreiro sênior: “Se alguém disser que Deus veio para realizar uma nova obra e que Ele professou palavras novas, isso é um desvio da Bíblia, e desviar-se da Bíblia é não crer no Senhor; é apostasia”. Pensando nisso, eu disse em tom muito sério: “Os coobreiros sêniores não nos dizem com frequência que desviar-se da Bíblia é não crer no Senhor? Todos vocês deveriam saber disso, que desviar-se da Bíblia é desviar-se do caminho do Senhor. Como ousam pregar dessa maneira para mim!” Eu me levantei irritada ao dizer isso. O irmão Lin disse: “Irmã Zhou, não se irrite. Sabemos que você acredita sinceramente em Deus e que é zelosa, e é por isso que estamos lhe contando sobre a nova obra de Deus. Nós temos acreditado no Senhor por tantos anos. E não temos vivido sempre na expectativa do retorno do Senhor? Agora o Senhor retornou e está realizando a obra de julgamento dos últimos dias. Isso é uma notícia maravilhosa. Devemos buscar e investigar com diligência e não perder a oportunidade de acolher o Senhor!” Sem deixar o irmão Lin terminar, levantei minha mão e o interrompi em voz alta: “Pare, pare, pare! Não fale mais nada. Eu não acreditarei naquilo que diverge da Bíblia. Você não obedece ao caminho do Senhor, mas eu devo”. Eles viram que eu realmente não estava ouvindo e não tiveram escolha senão se despedir. Mais tarde, voltaram mais algumas vezes, mas eu simplesmente os ignorei.

Mais tarde, os irmãos Wang e Lin vieram até a minha casa com duas irmãs para pregar o evangelho para mim. Naquele dia, eu estava catando feijão em casa enquanto meu marido estava trabalhando do lado de fora. Ele os viu chegar e os deixou entrar na casa. Assim que eu os vi, meu coração disparou: por que eles tinham voltado e trazido reforço? Os quatro entraram na casa, me cumprimentaram e então começaram a comungar com meu marido. Fiquei ainda mais ansiosa e pensei comigo mesma: “O que eles estão pregando diverge da Bíblia, devo ficar de olho no meu marido e não permitir que ele absorva nada!” Eu queria mandá-los embora, mas não queria que meu marido se irritasse comigo. Tudo que podia fazer era permanecer calada, mesmo não absorvendo nada daquilo que diziam. Mas meu marido ouviu e assentiu com a cabeça, e não pude impedir que ele dissesse: “É! Correto! Sim! É exatamente assim que as coisas são. Vocês explicam isso tão bem!” Ao ver que meu marido havia sido conquistado, de repente, fiquei furiosa e apontei para o meu marido e esbravejei: “O que é correto? Quanto você tem lido a Bíblia? Por quanto tempo tem acreditado em Deus? Você tem orado ao Senhor? Você diz: ‘Correto, correto, correto’, mas quanto você entende?” Diante do escândalo que eu estava fazendo, todos ficaram em silêncio e olharam uns para os outros. Apressadamente, meu marido disse para mim: “Não grite. Ouça primeiro. Isso nos faz bem. Se você não ouvir, como pode saber se é certo ou errado?” Quando vi que não poderia impedir que ele os ouvisse, fiquei empurrando o feijão irritadamente para lá e para cá, intencionalmente fazendo muito barulho, e pensei: “Deixar você ouvir? Eu não permitirei que você ouça nada. Vou pôr um fim nisso!” Mas o barulho do feijão não impediu que meu marido ouvisse a comunicação deles. Pelo contrário, ele conversava e ria com os quatro, e sua comunhão era muito harmoniosa. Depois de um tempo, meu marido me disse com alegria: “Ah, Li! O Senhor realmente retornou. As palavras deste livro são as declarações pessoais de Deus! Isso é tão maravilhoso! Li, vá e cozinhe algo para nós”. Eu olhei para ele e não respondi. Mais tarde, o irmão Lin deixou algumas fitas, um hinário e um exemplar de “A Palavra manifesta em carne” com meu marido, e então se despediu. Eu simplesmente não aguentei mais e disse ao meu marido: “Quantas vezes os coobreiros sêniores nos disseram que, a fim de crer em Deus, não podemos divergir da Bíblia e que divergir da Bíblia é não crer em Deus? Você esqueceu? Por que não consegue assumir uma posição nessa questão?” Meu marido disse sem hesitar: “O que eles dizem não diverge da Bíblia, mas é mais alto e mais profundo do que a Bíblia. Além do mais, a nova obra de Deus que eles estão espalhando cumpre a palavra do Senhor e as profecias de Apocalipse. Após ouvir sua comunicação, entendo com clareza muitas das coisas na Bíblia que eu não entendia antes. O evangelho de Deus Todo-Poderoso que eles testificam é o caminho verdadeiro. Abra seus olhos e veja. Apenas poucas pessoas restam em nossa igreja. A igreja se tornou desolada. Mesmo assim, você não desiste das palavras dos coobreiros sêniores. Isso não é muito tolo? É melhor se apressar e investigar isso”. Quando o ouvi dizer isso, eu respondi com raiva: “E o que é que você sabe? Desviar-se da Bíblia é trair o Senhor. Se você não obedecer à Bíblia, eu obedecerei!”

Depois disso, todos os dias, sempre que meu marido tinha tempo, ele lia o livro “A Palavra manifesta em carne” que o irmão Lin tinha deixado. Certo dia meu marido se levantou antes do amanhecer para ler aquele livro. Atordoada, ouvi meu marido ler: “Não poderia ser pelo fato de você ter esquecido […]? Você se esqueceu […]?” (de “Como Pedro conheceu Jesus”). Ao ouvi-lo ler em voz alta, fiquei um pouco irritada e pensei: Ainda é tão cedo, e ele não deixa o povo dormir! Após um tempo, ouvi fracamente: “Porque antes que Jesus fosse crucificado, Ele tinha dito a Pedro: ‘Eu não sou deste mundo, e tu também não és deste mundo’” (de “Como Pedro conheceu Jesus”). Estranho! Por que o Senhor Jesus é mencionado nesse livro? Será que ouvi bem? Então ouvi claramente: “Não poderia ser pelo fato de você ter esquecido […]? Você se esqueceu […]?” Quando ouvi isso, meu coração se agitou um pouco, e não consegui mais dormir. Eu disse a mim mesma: “Quem disse essas palavras? Ó Deus! És tu que estás me perguntando isso? É como se Tu estivesses dizendo essas palavras para mim. São tão suaves! Devo levantar-me rapidamente e preparar o café da manhã. Depois do café da manhã, verei o que esse livro diz, para ver se ele realmente se desvia da Bíblia e se suas palavras são ou não as palavras de Deus”.

Depois do café da manhã, meu marido foi ler o livro de novo. Pensei comigo mesma: Por que ele não me pediu para ler o livro com ele? Fiquei parada na porta por muito tempo, mas a cabeça do meu marido estava enfiada no livro, e ele não me percebeu. Assim fiquei andando em círculos na cozinha. Eu estava muito preocupada. Eu realmente queria ler o que estava escrito naquele livro. Então, enfiei minha cabeça no quarto e vi que a cabeça do meu marido continuava enterrada no livro. Eu queria entrar e ler também, mas quando me lembrei das muitas vezes em que os irmãos e irmãs tinham vindo para pregar para mim e como eu sempre tinha me recusado, eu me perguntei se meu marido me criticaria se eu tomasse a iniciativa de entrar e ler. Se ele me criticasse, eu me sentiria tão envergonhada! Pensando nisso, recuei. Enquanto andava para lá e para cá do lado de fora, lembrei-me das palavras que meu marido tinha lido em voz alta de manhã e fiquei ainda mais ansiosa. Pensei: Assim não dá. Preciso entrar e descobrir o que aquele livro diz. Mas quando alcancei a porta, recuei novamente. Como um gato num telhado quente, eu não sabia o que fazer. Finalmente, decidi: Ah! Deus quer que eu me manifeste! Quem me instruiu a falar desse jeito e não ouvir o conselho do meu marido? Assim, eu me preparei e entrei no quarto e, reunindo toda a minha coragem, disse desajeitadamente: “Posso ler com você?” Ele olhou para mim muito surpreso e, encantado, disse: “Vem, vem! Vamos ler juntos”. Naquele momento, fiquei extremamente comovida. Meu marido não me criticou como eu tinha imaginado! Finalmente, meu coração ansioso se acalmou e, feliz, li o livro com meu marido. No entanto, as palavras que li no livro não eram as que eu tinha ouvido nas primeiras horas da manhã! Naquele momento, meu marido saiu, e eu folheei o livro apressadamente. De repente, achei o que estava procurando e, feliz, li em voz alta: “Pedro foi grandemente encorajado pelas palavras de Jesus, porque antes que Jesus fosse crucificado, Ele tinha dito a Pedro: ‘Eu não sou deste mundo, e tu também não és deste mundo’. Mais tarde, quando Pedro alcançou um ponto de grande sofrimento, Jesus o lembrou: ‘Pedro, tu te esqueceste? Eu não sou do mundo, e foi somente para a Minha obra que Eu parti mais cedo. Tu também não és do mundo, já realmente te esqueceste? Eu te disse duas vezes, tu não te lembras?’ Ao ouvir isso, Pedro disse: ‘Eu não me esqueci!’ Jesus então disse: ‘Tu, uma vez, passaste um tempo feliz reunido a Mim no céu e um período ao Meu lado. Tu sentes a Minha falta, e Eu sinto a tua. Apesar de as criaturas não serem dignas de menção aos Meus olhos, como posso Eu deixar de amar alguém que é inocente e adorável? Tu te esqueceste da Minha promessa? Tu tens de aceitar a Minha comissão na terra; tu tens de cumprir a tarefa que Eu confiei a ti. Um dia, Eu certamente te conduzirei para estar ao Meu lado’” (‘Como Pedro chegou a conhecer Jesus’ em “A Palavra manifesta em carne”). Li a passagem várias vezes e, quanto mais a lia, mais sentia que aquelas palavras não divergiam da Bíblia. Eram apenas mais claras e mais transparentes do que a Bíblia. Mas meus coobreiros sêniores tinham dito: “Qualquer um que espalha a mensagem de que Deus veio para realizar uma obra nova e que Deus está professando palavras novas está se desviando da Bíblia, e desviar-se da Bíblia é desviar-se do caminho do Senhor”. Mas o que eles diziam não batia com os fatos, batia? Orei em meu coração: “Ó Deus! O que tudo isso significa? Peço que Tu me ilumines e me guies para que eu possa entender a Tua vontade…”

Mais tarde, vi que as palavras de Deus Todo-Poderoso dizem: “Por muitos anos, o meio tradicional de crença das pessoas (o do cristianismo, uma das três principais religiões do mundo) foi ler a Bíblia; afastar-se da Bíblia não é a crença no Senhor, afastar-se da Bíblia é heterodoxia e heresia, e mesmo quando as pessoas leem outros livros, a base de tais livros deve ser a explicação da Bíblia. Ou seja, se você acredita no Senhor, precisa ler a Bíblia e, fora da Bíblia, não deve adorar nenhum livro que não envolva a Bíblia. Se fizer isso, você está traindo a Deus. Desde que existe a Bíblia, a crença das pessoas no Senhor tem sido a crença na Bíblia. Em vez de dizer que as pessoas acreditam no Senhor, é melhor dizer que acreditam na Bíblia; em vez de dizer que começaram a ler a Bíblia, é melhor dizer que começaram a acreditar na Bíblia; e em vez de dizer que retornaram ao Senhor, seria melhor dizer que retornaram à Bíblia. Dessa forma, as pessoas adoram a Bíblia como se fosse Deus, como se fosse sua força vital, e perdê-la seria o mesmo que perder sua vida. As pessoas veem a Bíblia tão elevada quanto Deus, e há até aqueles que a veem mais elevada que Deus. Se as pessoas estão sem a obra do Espírito Santo, se não conseguem sentir Deus, podem continuar vivendo, mas, assim que perdem a Bíblia ou os famosos capítulos e dizeres da Bíblia, é como se tivessem perdido a vida” (‘A respeito da Bíblia (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”). As palavras de Deus realmente tocaram meu coração. Elas não estavam falando de mim? Lembrei-me de quando tinha começado a acreditar no Senhor, e era assim que eu defendia minha crença. Eu tratava a Bíblia como minha força vital. Depois de lê-la, eu sempre tinha que guardá-la num lugar alto porque temia que as crianças a tocassem. Eu tinha visto a Bíblia como algo que estava acima de qualquer outra coisa e tinha até pensado que desviar-se da Bíblia era uma traição ao Senhor. Eu tinha me equivocado com isso? Com um coração que busca, continuei a ler, desde “A respeito da Bíblia (1)” até “A respeito da Bíblia (4)”. Quanto mais eu lia, mais iluminada me sentia. As palavras de Deus Todo-Poderoso me permitiram entender plenamente. Descobri que a Bíblia era apenas um registro histórico da obra de Deus e um testemunho dos dois primeiros estágios da obra de Deus. Assim como o Antigo Testamento registra a obra realizada por Deus Jeová desde a criação do mundo até o fim da Era da Lei, o Novo Testamento registra a obra do Senhor Jesus na Era da Graça. A obra de Deus é sempre nova, nunca é velha e sempre avança. Agora Deus tem feito uma obra nova fora da Bíblia — a obra da Era do Reino. Esse estágio de obra é o último estágio da obra da salvação de Deus para a humanidade. Desde a Era da Lei, passando pela Era da Graça, até a Era do Reino nos últimos dias, todos os três estágios são realizados por um único Deus. Para mim, ler as palavras de Deus Todo-Poderoso foi uma grande revelação, e meus olhos se deleitaram com as palavras! Sim, Deus é tão onipotente e sábio, como Ele poderia fazer apenas a obra limitada registrada na Bíblia? E as palavras de Deus Todo-Poderoso me mostraram verdadeiramente que as palavras e a obra de Deus dos últimos dias não repudiavam a Bíblia. Ao contrário, elas elevavam e aprofundavam a obra da Era da Lei e da Era da Graça registradas na Bíblia, e tudo que Deus faz agora está mais alinhado com a necessidade atual das pessoas. Uma passagem das palavras de Deus diz: “Você deve entender por que, hoje, pede-se que você não leia a Bíblia, por que há outra obra que é separada da Bíblia, por que Deus não procura uma prática mais nova e mais detalhada na Bíblia, e por que, em vez disso, há uma obra mais poderosa fora da Bíblia. Isso é tudo o que vocês devem entender. Você deve saber a diferença entre a obra antiga e a nova, e mesmo que não leia a Bíblia, deve ser capaz de dissecá-la; senão, você ainda adorará a Bíblia e será difícil entrar na nova obra e passar por novas mudanças. Como existe um caminho mais elevado, por que estudar aquele caminho baixo e desatualizado? Como existem declarações mais novas e obras mais novas, por que viver em meio a registros históricos antigos? As novas declarações podem prover para você, o que prova que esta é a nova obra; os registros antigos não podem saciar você ou satisfazer suas necessidades atuais, o que prova que são história e não a obra do aqui e agora. O caminho mais elevado é a obra mais nova, e com a obra nova, não importa quão elevado seja o caminho do passado, ele ainda é a história das reflexões das pessoas, e não importa seu valor como referência, ele ainda é o caminho antigo. Embora esteja registrado no ‘livro sagrado’, o antigo caminho é história; mesmo que não haja registro do novo caminho no ‘livro sagrado’, ele é o do aqui e agora. Este caminho pode salvar e mudar você, pois esta é a obra do Espírito Santo” ( ‘A respeito da Bíblia (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”). De repente, naquele momento, vi a luz e percebi por que eu sempre tinha defendido a Bíblia enquanto meu espírito se tornava cada vez mais negativo, a ponto de eu não ter o que pregar; percebi que os irmãos e as irmãs também estavam ficando cada vez mais fracos, a ponto de nem frequentarem mais as reuniões, enquanto aqueles irmãos e irmãs que tinham aceitado o evangelho do reino de Deus Todo-Poderoso estavam cheios de fé. Não importava como eu os tratasse, eles nunca ficavam negativos ou desencorajados, insistindo repetidas vezes em vir para pregar o evangelho para mim. A razão disso era que aquilo ao que eu estava me agarrando era a obra passada de Deus. Era o caminho antigo, que há muito tempo tinha perdido a obra do Espírito Santo. Mas os irmãos e irmãs da Igreja de Deus Todo-Poderoso tinham aceitado a liderança da nova obra de Deus, tinham recebido o suprimento das palavras atuais de Deus e tinham obtido a obra do Espírito Santo. Essa era a diferença entre o caminho novo e o caminho antigo! Essa era a causa principal do declínio do mundo religioso e da prosperidade crescente da Igreja de Deus Todo-Poderoso! “Senhor”, eu orei. “Agora entendo finalmente que Tu realmente voltaste, e Tu nos deste um caminho novo, um novo suprimento de vida. Eu Te agradeço!”

Naquele tempo, minhas emoções estavam divididas entre felicidade e mal-estar. Eu estava feliz porque Deus não tinha me abandonado, apesar de eu ser tão rebelde e desobediente, e porque Ele tinha usado essa maneira especial de meu marido ler as palavras de Deus em voz alta para fazer-me ouvir a voz de Deus. Isso realmente era o amor de Deus por mim e Sua salvação para mim! Eu me sentia mal porque eu tinha vivido na expectativa do retorno do Senhor durante muitos anos, mas nunca tinha considerado a possibilidade de que eu rejeitaria o Senhor quando Ele retornasse e batesse à minha porta. Repetidas vezes, aqueles irmãos e irmãs tinham vindo de longe para espalhar o evangelho para mim, mas tudo que fiz foi ignorá-los. Eles comungaram com meu marido, mas eu zombei deles e os perturbei intencionalmente… Quando pensei nisso, meu coração doeu, e não consegui parar de chorar. Eu me ajoelhei diante de Deus e orei a Ele: “Deus Todo-Poderoso! Eu estava errada. Durante tantos anos, sempre defendi a Bíblia e pensei que desviar-se da Bíblia significa não crer em Deus. Eu tratei a Bíblia como Deus, rejeitei Tua obra nova repetidas vezes e rejeitei Tua vinda. Eu era tão cega! Agora estou disposta a deixar a Bíblia de lado, a seguir a Tua nova obra e a ouvir as Tuas palavras da nova era. Jamais voltarei a ser hostil contra Ti e não estou disposta a permitir que toda a minha vida seja arruinada por minhas noções e imaginações. Ó Deus! Desejo fazer uma resolução de cooperar Contigo e trazer as pessoas na igreja que realmente creem em Ti de volta para a Tua família para compensar aquilo que eu devo a Ti!”

Anterior: 5. Um coração errante volta para casa

Próximo: 7. Como quase me tornei uma virgem imprudente

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Conteúdo relacionado

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro