368 O ódio das eras foi esquecido?

1 Nesta sociedade tenebrosa, ele sofre percalço após percalço, no entanto, ele nunca acordou para isso. Quando será que ele vai se livrar dessa bondade para consigo mesmo e desse caráter escravizado? Por que ele é tão desinteressado quanto ao coração de Deus? Ele tolera essa opressão e dificuldade em silêncio? Ele não espera pelo dia em que poderá transformar as trevas em luz? Não deseja mais uma vez remediar as injustiças contra a justiça e a verdade? Está disposto a observar e não fazer nada enquanto as pessoas abrem mão da verdade e distorcem os fatos? Está feliz de continuar suportando esses maus tratos? Está disposto a ser um escravo? Está disposto a perecer nas mãos de Deus com os escravos desse estado fracassado? Onde está a sua determinação? Onde está a sua ambição? Onde está a sua dignidade? Onde está a sua integridade? Onde está a sua liberdade? Você está disposto a oferecer toda a sua vida ao grande dragão vermelho, ao rei dos demônios? Está contente em deixar que ele o torture até a morte?

2 A face das profundezas é caótica e escura, enquanto as pessoas comuns, sofrendo tal aflição, clamam ao Céu e reclamam à terra. Quando o homem será capaz de erguer a cabeça? O homem está esquelético e emaciado, como pode enfrentar esse diabo cruel e tirânico? Por que ele não entrega a vida a Deus assim que possível? Por que ainda vacila, quando poderá terminar a obra de Deus? Despropositadamente maltratado e oprimido, a sua vida toda, no fim, terá sido gasta em vão; por que ele tem tanta pressa de chegar e tanta pressa de partir? Por que ele não guarda algo precioso para entregar a Deus? Ele esqueceu os milênios de ódio? Onde está a sua determinação? Onde está a sua ambição? Onde está a sua dignidade? Onde está a sua integridade? Por que ele não guarda algo precioso para entregar a Deus? Ele esqueceu os milênios de ódio?

Adaptado de ‘Obra e entrada (8)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 367 Deus liberta as pessoas de uma vida de inferno na terra

Próximo: 369 Aqueles na escuridão devem se erguer

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro