332 Quatro máximas

1 Os homens Me “amam”, não porque o seu amor por Mim é inato, mas porque temem o castigo. Quem entre os homens nasceu Me amando? Há alguém que Me trate como trata o próprio coração? E assim Eu resumo isso em uma máxima para o mundo humano: entre os homens, não há um único que Me ame. Posso amar o homem pela eternidade e também posso odiá-lo pela eternidade, e isso jamais mudará, pois Eu tenho perseverança. Contudo, o homem não possui essa perseverança, ele está sempre inseguro para Comigo. Por conseguinte, Eu condenso isso em outro aforismo: falta perseverança às pessoas e, em consequência, elas são incapazes de satisfazer Meu coração.

2 Hoje, ainda não sei por que o homem não cumpre o seu dever e por que ele não sabe quão grande é sua estatura. As pessoas nem mesmo sabem se sua estatura pesa vários gramas ou vários liangs. E, em consequência, elas ainda Me enganam. É como se toda a Minha obra tivesse sido em vão, como se Minhas palavras não passassem de um eco nas vastas montanhas e ninguém jamais tivesse percebido as raízes das Minhas palavras e declarações. Eu uso isso como o fundamento para resumir o terceiro aforismo: “As pessoas não Me conhecem, porque elas não Me veem”.

3 As pessoas clamam por causa das Minhas palavras, e suas súplicas sempre contêm queixas a respeito da Minha falta de coração. É como se todos procurassem Meu verdadeiro “amor” pelo homem — mas como poderiam encontrar Meu amor em Minhas palavras severas? Como resultado disso, eles sempre perdem a esperança por causa das Minhas palavras. Por que as pessoas sempre se queixam de Mim no que dizem? Assim, Eu sumarizo o quarto aforismo para a vida humana: as pessoas mostram apenas um mínimo de obediência a Mim e, em consequência, elas sempre Me odeiam.

4 Quando Eu faço exigências às pessoas, elas ficam atônitas: elas nunca pensaram que Deus, que por tantos anos tem sido bondoso e amável, poderia dizer tais palavras, palavras que são impiedosas e injustificadas, e assim elas ficam sem palavras. Nesses momentos, vejo que o ódio por Mim no coração das pessoas voltou a crescer, porque elas retomaram o trabalho de reclamar. Elas sempre protestam contra a terra e maldizem o Céu. Apesar disso, Eu não encontro nada em suas palavras que amaldiçoe a elas mesmas porque o seu amor a si mesmas é muito grande. Por conseguinte, Eu resumo o significado da vida humana: porque as pessoas se amam demais, toda a sua vida é angustiada e vazia, e elas trazem ruína sobre sua própria cabeça por causa de seu ódio contra Mim.

Adaptado das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 331 É a vontade de Deus que você viva na carne?

Próximo: 333 Deus espera que o homem seja sincero para com Suas palavras

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro