Entrada na vida 2

Palavras diárias de Deus Trecho 406

A maneira com a qual as pessoas creem em Deus, amam a Deus e satisfazem a Deus é tocando o Espírito de Deus com seu coração e obtendo, assim, Sua satisfação, e usando seu coração para entrar em contato com as palavras de Deus e, assim, serem movidas pelo Espírito de Deus. Se deseja atingir uma vida espiritual normal e estabelecer um relacionamento normal com Deus, então você deve primeiro entregar seu coração a Ele. Somente depois que aquietar seu coração diante Dele e derramar todo o seu coração em Deus, você gradualmente será capaz de desenvolver uma vida espiritual normal. Se, na crença das pessoas em Deus, elas não entregam seu coração a Deus e se o coração delas não está Nele e se elas não tratam o Seu fardo como sendo delas, tudo que fazem é um ato de enganar a Deus, um ato típico de pessoas religiosas, e não pode receber o elogio de Deus. Deus nada pode ganhar desse tipo de pessoa; esse tipo de pessoa só pode servir como contraste à obra de Deus, como uma decoração na casa de Deus, algo supérfluo e inútil. Deus não faz uso desse tipo de pessoa. Nesse tipo de pessoa, não só inexiste oportunidade para a obra do Espírito Santo, como não há qualquer valor em aperfeiçoá-la. Esse tipo de pessoa é, na verdade, um cadáver ambulante. Pessoas assim não têm nada que possa ser usado pelo Espírito Santo; ao contrário, todas elas foram apropriadas por Satanás e profundamente corrompidas por ele. Deus eliminará essas pessoas. Atualmente, quando faz uso das pessoas, o Espírito Santo não somente emprega aquelas partes delas que são desejáveis a fim de fazer com que as coisas sejam feitas, Ele também aperfeiçoa e transforma suas partes indesejáveis. Se o seu coração puder ser derramado em Deus e permanecer sereno diante Dele, então você terá a oportunidade e as qualificações para ser usado pelo Espírito Santo, para receber o esclarecimento e a iluminação do Espírito Santo e, mais ainda, você terá a oportunidade de que o Espírito Santo compense as suas deficiências. Quando entrega seu coração a Deus, no lado positivo, você pode alcançar uma entrada mais profunda e um plano mais elevado de percepção; no lado negativo, você terá mais compreensão das próprias falhas e deficiências, estará mais ansioso por buscar satisfazer a vontade de Deus e não será passivo, mas entrará ativamente. Assim, você se tornará uma pessoa correta. Assumindo que seu coração seja capaz de permanecer sereno diante de Deus, a chave para você receber ou não o elogio do Espírito Santo, e agradar ou não a Deus, é se você consegue entrar ativamente. Quando o Espírito Santo esclarece uma pessoa e faz uso dela, isso nunca a torna negativa, mas sempre a faz progredir ativamente. Embora essa pessoa tenha fraquezas, ela pode evitar basear a maneira como vive sua vida nessas fraquezas. Pode evitar retardar o crescimento na sua vida e continuar a buscar satisfazer a vontade de Deus. Isso é um padrão. Se você pode alcançá-lo, isso é prova suficiente de que você obteve a presença do Espírito Santo. Se uma pessoa é sempre negativa e se, mesmo após receber esclarecimento e vir a conhecer a si mesma, permanece negativa e passiva, incapaz de ficar de pé e agir em conjunto com Deus, então esse tipo de pessoa apenas recebe a graça de Deus, mas o Espírito Santo não está com ela. Quando alguém é negativo, isso significa que seu coração não se voltou para Deus e seu espírito não foi movido pelo Espírito de Deus. Isso deve ser entendido por todos.

Extraído de ‘É muito importante estabelecer um relacionamento normal com Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 407

Pela experiência, pode-se ver que uma das questões mais importantes é aquietar o coração diante de Deus. Essa é uma questão que diz respeito à vida espiritual das pessoas e ao seu crescimento em sua vida. Somente se seu coração estiver em paz diante de Deus, sua busca da verdade e de mudanças em seu caráter dará frutos. Como você vem à presença de Deus carregando um fardo e porque você sempre sente que tem deficiências em tantas coisas, que há muitas verdades que você precisa conhecer, muita realidade que precisa experimentar e que deve dedicar todo cuidado à vontade de Deus — essas coisas estão sempre em sua mente. É como se elas o estivessem pressionando com uma força que o impede de respirar, e, assim, você sente seu coração pesado (embora não esteja em um estado negativo). Somente pessoas assim são qualificadas para aceitar o esclarecimento das palavras de Deus e ser movidas pelo Espírito de Deus. É devido ao seu fardo, por terem o coração pesado e, pode-se dizer, devido ao preço que pagaram e ao tormento que sofreram diante de Deus, que elas recebem Seu esclarecimento e Sua iluminação. Porque Deus não dá tratamento especial a pessoa alguma. Ele é sempre justo em Seu tratamento das pessoas, mas também não lhes dá arbitrária ou incondicionalmente. Esse é um aspecto de Seu caráter justo. Na vida real, a maioria das pessoas ainda precisa alcançar esse reino. No mínimo, seu coração ainda tem de voltar-se totalmente para Deus, e, assim, ainda não houve grande mudança em seu caráter de vida. Isso ocorre porque elas só vivem na graça de Deus e ainda têm de ganhar a obra do Espírito Santo. Os critérios que as pessoas devem satisfazer para que Deus faça uso delas são os seguintes: o coração delas se volta para Deus, elas carregam o fardo de Suas palavras, seu coração anseia, e elas têm a determinação de buscar a verdade. Somente pessoas assim podem ganhar a obra do Espírito Santo e frequentemente ganham esclarecimento e iluminação. As pessoas das quais Deus faz uso parecem, de fora, ser irracionais e não ter relacionamentos normais com os outros, embora falem com propriedade, não falem descuidadamente e sempre consigam manter um coração sereno diante de Deus. É exatamente esse tipo de pessoa que é suficiente para ser usado pelo Espírito Santo. Essa pessoa “irracional” da qual Deus fala parece não ter relacionamentos normais com os outros e não dá a atenção devida para um amor externo ou práticas externas, mas, quando comunica assuntos espirituais, é capaz de abrir seu coração e, abnegadamente, fornecer aos outros o esclarecimento e a iluminação que adquiriu de sua experiência real diante de Deus. É assim que ela expressa seu amor por Deus e satisfaz a vontade de Deus. Quando todos os outros a estão caluniando e ridicularizando, ela é capaz de evitar ser controlada por pessoas, assuntos ou coisas externas e, mesmo assim, se aquietar diante de Deus. Tal pessoa parece ter suas próprias percepções singulares. Independentemente do que os outros fazem, seu coração nunca deixa Deus. Quando os outros estão conversando alegres e bem-humorados, seu coração ainda permanece diante de Deus, contemplando a palavra de Deus ou orando em silêncio ao Deus em seu coração, buscando Suas intenções. Ela nunca dá importância a manter relacionamentos normais com outras pessoas. Tal pessoa parece não ter uma filosofia para viver. Exteriormente, essa pessoa é vivaz, amável e inocente, mas possui também um senso de tranquilidade. Essa é a semelhança do tipo de pessoa da qual Deus faz uso. Coisas como a filosofia para viver ou a “razão normal” simplesmente não funcionam nesse tipo de pessoa; esse é um tipo de pessoa que dedicou todo o seu coração à palavra de Deus e parece ter somente Deus em seu coração. Esse é o tipo de pessoa a quem Deus Se refere como uma pessoa “sem razão” e é exatamente o tipo de pessoa que é usada por Deus. A marca de uma pessoa que está sendo usada por Deus é: não importa quando ou onde, seu coração está sempre diante de Deus e, independentemente de quão dissolutos os outros podem ser, de quanto se entregam à sua luxúria ou à sua carne, mesmo assim o coração dessa pessoa nunca abandona Deus, e ela não segue a multidão. Somente esse tipo de pessoa é adequado para o uso de Deus e somente esse tipo de pessoa é aperfeiçoado pelo Espírito Santo. Se você é incapaz de alcançar essas coisas, então não está qualificado para ser ganho por Deus e para ser aperfeiçoado pelo Espírito Santo.

Extraído de ‘É muito importante estabelecer um relacionamento normal com Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 408

Se você quer ter um relacionamento normal com Deus, então seu coração precisa voltar-se para Ele. Com isso como fundamento, você também terá um relacionamento normal com outras pessoas. Se você não tiver um relacionamento normal com Deus, então não importa o que faça para manter seus relacionamentos com outras pessoas e quanto se empenhe no trabalho ou quanta energia empregue, tudo isso simplesmente pertencerá a uma filosofia humana para viver. Você está mantendo a sua posição entre as pessoas por meio de uma perspectiva humana e uma filosofia humana para que as pessoas o elogiem, mas não está seguindo a palavra de Deus para estabelecer relacionamentos normais com as pessoas. Se você não se concentrar nos seus relacionamentos com as pessoas, mas mantiver um relacionamento normal com Deus, se estiver disposto a entregar seu coração a Ele e aprender a obedecê-Lo, então naturalmente seus relacionamentos com todas as pessoas se tornarão normais. Dessa maneira, esses relacionamentos não são estabelecidos na carne, e sim no fundamento do amor de Deus. Quase não há interações carnais, mas no espírito há comunhão, amor mútuo, conforto mútuo e provisão de um para o outro. Isso tudo é feito sobre o fundamento de um coração que satisfaz a Deus. Esses relacionamentos não são mantidos confiando-se em uma filosofia humana para viver, mas são formados muito naturalmente por carregar um fardo por Deus. Não requer esforço humano. Você só precisa praticar de acordo com a palavra-princípio de Deus. Você está disposto a atender à vontade de Deus? Está disposto a ser uma pessoa que é “sem razão” diante de Deus? Está disposto a entregar totalmente seu coração a Deus e a desconsiderar sua posição entre as pessoas? De todas as pessoas com quem você tem contato, com quais delas você tem os melhores relacionamentos? Com quais delas você tem os piores relacionamentos? Seus relacionamentos com as pessoas são normais? Você trata todas as pessoas igualmente? Seus relacionamentos com os outros são mantidos segundo a sua filosofia para viver ou são construídos sobre o fundamento do amor de Deus? Quando uma pessoa não entrega seu coração a Deus, seu espírito se torna obtuso, entorpecido e inconsciente. Esse tipo de pessoa nunca entenderá as palavras de Deus e nunca terá um relacionamento normal com Ele; o caráter desse tipo de pessoa nunca será mudado. Mudar o caráter de alguém é o processo de essa pessoa entregar seu coração totalmente a Deus e de receber esclarecimento e iluminação das Suas palavras. A obra de Deus pode permitir que uma pessoa entre ativamente, bem como capacitá-la a eliminar seus aspectos negativos após ganhar conhecimento sobre eles. Quando você alcançar o ponto de entregar seu coração a Deus, então será capaz de perceber todo movimento sutil dentro de seu espírito e conhecerá todo esclarecimento e toda iluminação recebidos de Deus. Agarre-se a isso e, gradualmente, você entrará na senda de ser aperfeiçoado pelo Espírito Santo. Quanto mais sereno seu coração puder estar diante de Deus, mais sensível e delicado seu espírito será, e tanto mais seu espírito será capaz de perceber como o Espírito Santo o move, e então seu relacionamento com Deus se tornará cada vez mais normal. Um relacionamento normal entre as pessoas é estabelecido sobre o fundamento de entregar seu coração a Deus, e não por meio de esforço humano. Sem Deus no coração, os relacionamentos interpessoais são meramente relacionamentos da carne. Não são normais, mas, em vez disso, são um abandono à luxúria — são relacionamentos que Deus detesta, que odeia. Se você diz que seu espírito foi movido, mas sempre quer ter comunhão com pessoas de quem gosta, com aqueles por quem tem alta estima, e se outra pessoa estiver buscando, mas você não gosta dela e até mantém um preconceito contra ela e não quer se envolver com ela, isso é mais uma prova de que você está sujeito a suas emoções e não tem nada de um relacionamento normal com Deus. Você está tentando enganar a Deus e encobrir a própria fealdade. Mesmo que consiga compartilhar algum entendimento, se você tiver intenções erradas, então tudo que faz é bom somente segundo padrões humanos. Deus não o elogiará — você está agindo segundo a carne, não segundo o fardo de Deus. Se você for capaz de aquietar seu coração diante de Deus e de ter interações normais com todas as pessoas que amam a Deus, só então estará apto para o uso de Deus. Desse modo, independentemente de como você se associar aos outros, não será segundo uma filosofia para viver, mas será diante de Deus, vivendo de uma maneira que é atenciosa ao Seu fardo. Quantas pessoas assim há entre vocês? Seus relacionamentos com os outros são realmente normais? Sobre que fundamento eles são construídos? Quantas filosofias para viver há em você? Elas foram eliminadas? Se o seu coração não consegue voltar-se completamente para Deus, você não é de Deus — você vem de Satanás e será devolvido a Satanás no final. Você não é digno de ser povo de Deus. Tudo isso exige a sua cuidadosa consideração.

Extraído de ‘É muito importante estabelecer um relacionamento normal com Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 409

Ao acreditar em Deus, você deve pelo menos resolver a questão de ter um relacionamento normal com Ele. Se você não tiver um relacionamento normal com Deus, a importância de crer Nele está perdida. O estabelecimento de um relacionamento normal com Deus é inteiramente alcançável com um coração que é quieto na presença de Deus. Ter um relacionamento normal com Deus significa ser capaz de não duvidar nem negar nenhuma obra Sua e ser capaz de se submeter a Sua obra. Significa ter as intenções corretas na presença de Deus, não fazendo planos para você mesmo, e considerar primeiro os interesses da família de Deus em todas as coisas; significa aceitar as observações de Deus e obedecer aos arranjos de Deus. Você deve ser capaz de aquietar seu coração na presença de Deus em tudo que você fizer. Mesmo se você não entender a vontade Dele, ainda assim você deve cumprir seus deveres e responsabilidades com o máximo de sua habilidade. Uma vez que a vontade de Deus tenha sido revelada a você, aja de acordo com ela, e não será tarde demais. Quando seu relacionamento com Ele tiver se tornado normal, então você também terá relacionamentos normais com as pessoas. Tudo é edificado no fundamento das palavras de Deus. Coma e beba as palavras de Deus, depois coloque as exigências de Deus em prática, corrija seus pontos de vista e evite fazer qualquer coisa que resista a Deus ou que perturbe a igreja. Não faça nada que não beneficie a vida dos irmãos e irmãs, não diga nada que não ajude as outras pessoas e não faça nada vergonhoso. Seja justo e honroso em tudo o que fizer e certifique-se de que todas as suas ações são apresentáveis diante de Deus. Embora a carne possa às vezes ser fraca, você deve ser capaz de colocar os interesses da família de Deus em primeiro lugar, sem cobiça por lucro pessoal, e você deve ser capaz de agir justamente. Se conseguir praticar dessa maneira, então seu relacionamento com Deus será normal.

Em tudo o que fizer, você deve examinar se suas intenções são corretas. Se você é capaz de agir segundo as exigências de Deus, então seu relacionamento com Ele é normal. Esse é o padrão mínimo. Examine suas intenções e, se você descobrir que surgiram intenções incorretas, seja capaz de dar as costas para elas e agir segundo as palavras de Deus; assim, você se tornará alguém correto diante de Deus, o que demonstra que seu relacionamento com Ele é normal e que tudo aquilo que você faz é em prol de Deus, e não de si mesmo. Em tudo o que fizer ou disser, seja capaz de acertar seu coração e ser justo em suas ações, e não seja guiado pelas suas emoções, nem aja de acordo com a própria vontade. Esses são os princípios pelos quais os crentes em Deus devem se conduzir. As pequenas coisas podem revelar as intenções e a estatura de uma pessoa, e, assim, para que uma pessoa entre na senda de ser aperfeiçoada por Deus, ela deve primeiro consertar suas intenções e seu relacionamento com Ele. Somente quando seu relacionamento com Deus for normal é que você poderá ser aperfeiçoado por Ele; somente então o tratamento, a poda, a disciplina e o refinamento de Deus poderão atingir o efeito pretendido em você. Isso quer dizer que, se os seres humanos forem capazes de manter Deus em seu coração e não buscarem ganhar ou pensar em seu próprio prospecto (num sentido carnal), mas, antes, carregarem o fardo de entrar na vida, fizerem o seu melhor para buscar verdade e se submeterem à obra de Deus — se você consegue fazer isso, então os objetivos que você busca serão corretos e seu relacionamento com Deus se tornará normal. Corrigir seu relacionamento com Deus pode ser chamado de o primeiro passo de entrada na sua jornada espiritual. Embora o destino do homem esteja nas mãos de Deus e seja por Ele predestinado, e não possa ser modificado pelo homem, se você pode ou não ser aperfeiçoado por Deus ou ganho por Ele depende de o seu relacionamento com Deus ser normal ou não. Talvez existam partes de você que sejam fracas ou desobedientes — mas, desde que suas opiniões e suas intenções sejam corretas, e, desde que o seu relacionamento com Deus seja correto e normal, então você está qualificado para ser aperfeiçoado por Deus. Se você não tiver o relacionamento correto com Deus e agir em favor da carne, ou de sua família, então, não importa quão arduamente você trabalhe, será tudo em vão. Se o seu relacionamento com Deus for normal, então tudo mais se encaixará no lugar. Deus não olha para mais nada, mas somente olha se os pontos de vista de sua crença em Deus estão corretos: em quem você acredita, em prol de quem e por que acredita. Se você consegue enxergar essas coisas claramente e praticar com suas opiniões bem dispostas, então você progredirá em sua vida, e você também terá entrada garantida na trilha certa. Se seu relacionamento com Deus não for normal e os pontos de vista de sua crença em Deus estiverem distorcidos, então tudo mais é em vão, e não importa com que força você acredite, você não receberá nada. Somente depois que o seu relacionamento com Deus se tornar normal, você receberá louvor Dele quando abandonar a carne, orar, sofrer, suportar, submeter-se, ajudar seus irmãos e irmãs, despender mais de si mesmo por Deus, e assim por diante. Se o que você faz tem valor e importância, isso depende de suas intenções e de seus pontos de vista serem corretos. Hoje em dia, muitas pessoas creem em Deus como se estivessem inclinando a cabeça para olhar para um relógio — sua perspectiva está distorcida, e elas devem ser corrigidas com uma superação. Se o problema for resolvido, tudo estará bem; se não, tudo será em vão. Algumas pessoas se comportam bem na Minha presença, mas, nas Minhas costas, tudo que fazem é resistir. Isso é uma manifestação de duplicidade e engano, e esse tipo de pessoa é um servo de Satanás; ela é a personificação típica de Satanás, vinda para testar Deus. Você só é uma pessoa correta se for capaz de se submeter à Minha obra e às Minhas palavras. Desde que você seja capaz de comer e beber as palavras de Deus; contanto que tudo aquilo que você faz seja apresentável diante de Deus e que você se comporte justa e honrosamente em tudo o que você faz; desde que você não faça coisas vergonhosas, nem coisas que prejudiquem a vida dos outros; e desde que você viva na luz e não se permita ser explorado por Satanás, então seu relacionamento com Deus estará na ordem normal.

Extraído de ‘Como está seu relacionamento com Deus?’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 410

Acreditar em Deus requer que você coloque suas intenções e pontos de vista na ordem adequada; você deve ter um entendimento correto e uma maneira correta de tratar as palavras e a obra de Deus, todos os ambientes que Deus arranjou, o homem de quem Deus testifica e o Deus prático. Você não deve praticar de acordo com as próprias ideias ou elaborar os próprios esquemas insignificantes. O que quer que faça, você deve ser capaz de buscar a verdade e, em sua posição como um ser criado, se submeter a toda a obra de Deus. Se deseja buscar ser aperfeiçoado por Deus e entrar na trilha certa da vida, então seu coração deve sempre viver na presença de Deus. Não seja dissoluto, não siga Satanás, não permita que Satanás tenha oportunidade alguma de executar a sua obra, e não deixe que Satanás faça uso de você. Você deve se entregar a Deus completamente e deixar que Ele governe sobre você.

Você está disposto a ser servo de Satanás? Está disposto a ser explorado por Satanás? Você acredita em Deus e O busca de modo que você possa ser aperfeiçoado por Ele, ou de modo que você possa se tornar um contraste para a obra de Deus? Você prefere uma vida significativa na qual você é obtido por Deus ou uma vida sem valor e vazia? Você prefere ser usado por Deus ou ser explorado por Satanás? Você prefere deixar as palavras e a verdade de Deus preencherem você ou deixar que o pecado e Satanás o façam? Considere essas coisas cuidadosamente. Em sua vida diária, você deve entender quais são as palavras que você diz e as coisas que você faz que possam causar anormalidade em seu relacionamento com Deus, e então se retifique para entrar na maneira correta. Em todo o tempo, examine suas palavras, suas ações, todo e qualquer movimento seu, todos os seus pensamentos e ideias. Ganhe um entendimento normal de seu estado real e entre na maneira da obra do Espírito Santo. Esse é o único caminho para ter um relacionamento normal com Deus. Ao analisar se o seu relacionamento com Deus é normal, você conseguirá corrigir suas intenções, entender a natureza-essência do homem e verdadeiramente entender a si mesmo, e, agindo assim, você conseguirá entrar nas experiências reais, renunciar a si mesmo de modo real e se submeter com intenção. Conforme você experienciar essas questões referentes a se o seu relacionamento com Deus é normal ou não, você encontrará oportunidades de ser aperfeiçoado por Deus e se tornará capaz de compreender muitos estados da obra do Espírito Santo. Você também será capaz de perceber muitos dos embustes de Satanás e penetrar suas conspirações. Somente esse caminho leva a ser aperfeiçoado por Deus. Você corrige o seu relacionamento com Deus de modo que possa se submeter a Seus arranjos em sua inteireza, e de modo que você possa entrar ainda mais profundamente na experiência real e receber ainda mais da obra do Espírito Santo. Quando você pratica ter um relacionamento normal com Deus, na maioria dos casos, o sucesso será alcançado ao renunciar à carne e por meio da cooperação real com Deus. Você deveria entender que, “sem um coração cooperativo, é difícil receber a obra de Deus; se a carne não sofrer, não haverá bênçãos de Deus; se o espírito não lutar, Satanás não será envergonhado”. Se você praticar esses princípios e entendê-los completamente, os pontos de vista de sua crença em Deus serão corrigidos. Em sua prática atual, vocês devem descartar a mentalidade de “buscar o pão para satisfazer a fome”; devem descartar a mentalidade de que “tudo é feito pelo Espírito Santo, e as pessoas são incapazes de intervir”. Todos os que falam assim pensam que “as pessoas podem fazer tudo o que quiserem e, quando chegar a hora, o Espírito Santo fará a Sua obra. As pessoas não necessitam restringir a carne nem cooperar; tudo o que importa é que sejam movidas pelo Espírito Santo”. Essas opiniões são todas absurdas. Sob tais circunstâncias, o Espírito Santo é incapaz de operar. É esse tipo de ponto de vista que impede grandemente a obra do Espírito Santo. Muitas vezes, a obra do Espírito Santo é alcançada por meio da cooperação humana. Os que não cooperam e ainda não estão resolvidos, mas desejam alcançar uma mudança em seu caráter e receber a obra do Espírito Santo e obter esclarecimento e iluminação de Deus, têm pensamentos extravagantes, de fato. Isso é chamado de “ceder a si mesmo e perdoar Satanás”. Tais pessoas não têm um relacionamento normal com Deus. Você deveria encontrar muitas revelações e manifestações de caráter satânico dentro de si mesmo e encontrar quaisquer práticas que você tenha que são contrárias ao que Deus requer agora. Você será capaz de renunciar a Satanás agora? Você deveria alcançar um relacionamento normal com Deus, agir de acordo com as intenções Dele, tornar-se uma nova pessoa com uma vida nova. Não fique preso às transgressões passadas; não se arrependa indevidamente; seja capaz de se levantar e cooperar com Deus e cumpra os deveres que são seus para cumprir. Dessa forma, seu relacionamento com Deus se tornará normal.

Extraído de ‘Como está seu relacionamento com Deus?’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 411

Se, depois de ler isto, você simplesmente declarar aceitar estas palavras, mas seu coração permanecer intocado, e você não buscar tornar seu relacionamento com Deus normal, isso prova que você não dá importância ao seu relacionamento com Ele. Isso prova que seus pontos de vista ainda não foram corrigidos, que suas intenções ainda não estão determinadas a ser ganho por Deus e em glorificá-Lo, mas, antes, estão determinadas a permitir que as conspirações de Satanás prevaleçam e a alcançar seus próprios objetivos. Tais pessoas abrigam intenções erradas e pontos de vista incorretos. Não importa o que Deus diga ou como o diga, tais pessoas permanecem completamente indiferentes e não são nem um pouco transformadas. Seus corações não têm temor, e elas não têm vergonha. Tal pessoa é um tolo sem espírito. Leia cada declaração de Deus e as coloque em prática assim que você as entender. Talvez tenha havido ocasiões em que sua carne foi fraca, ou você foi rebelde, ou resistia; não importa como você se comportava no passado, isso é de pouca consequência, e não pode impedir que sua vida amadureça hoje. Se você puder ter um relacionamento normal com Deus hoje, há esperança. Se houver mudança em você a cada vez que ler as palavras de Deus, e os outros possam dizer que sua vida mudou para melhor, isso mostra que seu relacionamento com Deus é normal agora, que ele foi corrigido. Deus não trata as pessoas de acordo com suas transgressões. Quando você tiver entendido e se tornado consciente, desde que seja capaz de parar de se rebelar e de resistir, então Deus ainda terá misericórdia de você. Quando você tiver o entendimento e a determinação de buscar ser aperfeiçoado por Deus, então seu estado na presença de Deus se tornará normal. Não importa o que você faz, considere o seguinte quando o fizer: o que Deus pensará se eu fizer isso? Isso beneficiará meus irmãos e irmãs? Será benéfico para a obra na casa de Deus? Seja em oração, comunhão, fala, trabalho ou em contato com os outros, examine suas intenções e verifique se seu relacionamento com Deus é normal. Se você não puder discernir os próprios pensamentos e intenções, isso significa que lhe falta discriminação, o que prova que você entende muito pouco da verdade. Se você for capaz de entender claramente tudo o que Deus faz, e puder perceber os eventos através das lentes das Suas palavras, ficando do Seu lado, então seus pontos de vista terão se tornado corretos. Portanto, estabelecer um bom relacionamento com Deus é da maior importância para qualquer um que creia em Deus; todo mundo deveria considerar isso como uma tarefa de superior importância e o maior evento em sua vida. Tudo o que você faz é medido pelo fato de você ter ou não um relacionamento normal com Deus. Se seu relacionamento com Deus é normal e se suas intenções são corretas, então aja. Para manter um relacionamento normal com Deus, você não deve ter medo de sofrer perdas em seus interesses pessoais; você não pode permitir que Satanás prevaleça, não pode permitir que Satanás o agarre com firmeza, nem permitir que Satanás faça de você um objeto de escárnio. Ter tais intenções é um sinal de que seu relacionamento com Deus é normal — não em prol da carne, mas, antes, para a paz de espírito, para ganhar a obra do Espírito Santo e para satisfazer a vontade de Deus. Para entrar no estado correto, você deve estabelecer um bom relacionamento com Deus e corrigir os pontos de vista de sua crença em Deus. Isso é assim para que Deus possa ganhar você, para que Ele possa manifestar os frutos das palavras Dele em você e esclarecer e iluminar você ainda mais. Dessa forma, você terá entrado na maneira correta. Continue a comer e beber as palavras de Deus de hoje, entre na maneira atual de operar do Espírito Santo, aja de acordo com as exigências de Deus de hoje, não observe métodos ultrapassados de prática, não se apegue às velhas maneiras de fazer as coisas e entre na maneira de hoje de operar tão logo seja possível. Assim, seu relacionamento com Deus se tornará completamente normal, e você terá embarcado na trilha certa da crença em Deus.

Extraído de ‘Como está seu relacionamento com Deus?’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 412

Quanto mais as pessoas aceitam as palavras de Deus, mais esclarecidas ficam e mais têm fome e sede em sua busca de conhecer Deus. Só aqueles que aceitam as palavras de Deus são capazes de ter experiências mais ricas e profundas e são os únicos cuja vida pode continuar a crescer como as flores do gergelim. Todos que buscam a vida deveriam tratar isso como um trabalho de tempo integral; deveriam sentir que “sem Deus, eu não posso viver; sem Deus, nada posso realizar; sem Deus, tudo é vazio”. Assim, também, deveriam ter a resolução de que “sem a presença do Espírito Santo, não farei nada e, se a leitura das palavras de Deus não tiver efeito, então sou indiferente para fazer qualquer coisa”. Não se entreguem. As experiências de vida vêm da iluminação e orientação de Deus e são a cristalização de seus esforços subjetivos. O que vocês deveriam exigir de si mesmos é isto: “Quando se trata de experiência de vida, não posso me dar um passe livre”.

Às vezes, quando em condições anormais, você perde a presença de Deus e se torna incapaz de sentir Deus quando ora. É normal sentir medo em tais ocasiões. Você deveria começar a buscar imediatamente. Se não o fizer, Deus ficará afastado de você e você ficará sem a presença do Espírito Santo — e, ademais, sem a obra do Espírito Santo — por um dia, dois dias, até um ou dois meses. Nessas situações, você se torna incrivelmente entorpecido e mais uma vez é tomado cativo por Satanás, a ponto de ser capaz de cometer todo tipo de atos. Você cobiça a riqueza, engana seus irmãos e irmãs, assiste a filmes e vídeos, joga mahjong e até fuma e bebe sem disciplina. Seu coração se desviou para longe de Deus, você secretamente seguiu seu caminho próprio e arbitrariamente julgou a obra de Deus. Em alguns casos, as pessoas afundam tanto que não sentem vergonha nem constrangimento de cometer pecados de natureza sexual. Esse tipo de pessoa foi abandonado pelo Espírito Santo; de fato, a obra do Espírito Santo está ausente há muito tempo nessa pessoa. Pode-se vê-las apenas afundar cada vez mais na corrupção na medida em que as mãos do mal se estendem ainda mais. No fim, elas negam a existência desse caminho e são tomadas cativas por Satanás enquanto pecam. Se você descobrir que só tem a presença do Espírito Santo, mas ainda carece da obra do Espírito Santo, já é uma situação perigosa de se estar. Quando você não consegue nem sentir a presença do Espírito Santo, então está à beira da morte. Se não se arrepender, então terá retornado completamente a Satanás e estará entre aqueles que são eliminados. Assim, quando você descobre que está em um estado em que só há a presença do Espírito Santo (você não peca, se mantém sob controle e não faz nada em resistência ostensiva a Deus), mas lhe falta a obra do Espírito Santo (você não se sente comovido quando ora, não ganha esclarecimento nem iluminação óbvias quando come e bebe as palavras de Deus, fica indiferente em relação a comer e beber as palavras de Deus, nunca há qualquer crescimento em sua vida e há muito tempo está desprovido de grande iluminação) — em tempos assim, você precisa ser mais cauteloso. Você não precisa se entregar, não precisa mais dar rédeas soltas à própria personalidade. A presença do Espírito Santo pode desaparecer a qualquer momento. É por isso que tal situação é tão perigosa. Se você se encontrar nesse tipo de estado, tente mudar as coisas o mais rápido que puder. Primeiro, você deveria fazer uma oração de arrependimento e pedir que Deus estenda Sua misericórdia sobre você mais uma vez. Ore com mais sinceridade e aquiete seu coração para comer e beber mais das palavras de Deus. Com esse fundamento, você precisa passar mais tempo em oração; redobre seus esforços em cantar, orar, comer e beber as palavras de Deus e cumprir o seu dever. Quando você está mais fraco, seu coração é mais facilmente possuído por Satanás. Quando isso acontece, seu coração é tomado de Deus e devolvido a Satanás, ao que você fica sem a presença do Espírito Santo. Em tempos assim, é duplamente difícil voltar a ganhar a obra do Espírito Santo. É melhor buscar a obra do Espírito Santo enquanto Ele ainda está com você, o que permitirá que Deus lhe conceda mais de Seu esclarecimento e não fará com que Ele abandone você. Orar, cantar hinos, servir em sua função e comer e beber as palavras de Deus — tudo isso é feito de modo que Satanás não tenha oportunidade de fazer seu trabalho e de modo que o Espírito Santo possa operar dentro de você. Se não voltar a ganhar a obra do Espírito Santo dessa maneira, se você simplesmente esperar, então voltar a ganhar a obra do Espírito Santo não será fácil quando você tiver perdido a presença do Espírito Santo, a menos que o Espírito Santo o tenha comovido em particular ou o tenha iluminado e esclarecido em especial. Mesmo assim, não leva só um ou dois dias para o seu estado se recuperar; às vezes podem passar até seis meses sem recuperação alguma. Tudo isso é porque as pessoas são muito tranquilas consigo mesmas, são incapazes de experimentar as coisas de uma maneira normal e assim são abandonadas pelo Espírito Santo. Mesmo que volte a ganhar a obra do Espírito Santo, a obra atual de Deus ainda pode não lhe ser muito clara, pois você ficou muito atrás em sua experiência de vida, como se tivesse ficado dez mil quilômetros para trás. Isso não é uma coisa terrível? Digo a tais pessoas, porém, que não é tarde demais para se arrepender agora, mas que há uma condição: você precisa trabalhar mais e não se entregar à preguiça. Se outros oram cinco vezes ao dia, você precisa orar dez vezes; se outros comem e bebem as palavras de Deus por duas horas ao dia, você precisa fazê-lo por quatro ou seis horas; e se outros ouvem hinos por duas horas, você precisa ouvir por pelo menos meio dia. Esteja em paz amiúde diante de Deus e pense no amor de Deus, até que você se comova, seu coração volte para Deus e você não ouse mais se desviar de Deus — só então sua prática dará frutos; só então você será capaz de recuperar seu prévio estado normal.

Extraído de ‘Como entrar em um estado normal’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 413

Vocês andaram só um pequeno trecho da senda de um crente em Deus e ainda têm de entrar na trilha certa, então ainda estão longe de satisfazer o padrão de Deus. Neste momento, a estatura de vocês não é adequada para satisfazer as Suas exigências. Devido a seu calibre e sua natureza corrupta, vocês sempre tratam a obra de Deus de forma negligente; não a tratam com seriedade. Essa é a deficiência mais grave de vocês. Certamente não há ninguém que possa se certificar da senda que o Espírito Santo percorre; a maioria de vocês não a entende e não consegue vê-la com clareza. Além disso, a maioria de vocês não faz caso desse assunto, muito menos o leva a sério. Se continuarem dessa maneira, vivendo na ignorância da obra do Espírito Santo, então a senda que vocês tomarem como crentes em Deus será fútil. Isso ocorre porque vocês não fazem tudo que podem para buscar satisfazer a vontade de Deus e porque não cooperam bem com Deus. Não é que Deus não tenha operado em você, ou que o Espírito Santo não o tenha comovido. É que você é tão descuidado que não leva a obra do Espírito Santo a sério. Você precisa reverter essa situação imediatamente e trilhar a senda pela qual o Espírito Santo conduz as pessoas. Esse é o tópico principal de hoje. Essa “senda pela qual o Espírito Santo conduz” refere-se a ganhar esclarecimento em espírito, ter conhecimento da palavra de Deus, ganhar clareza na senda adiante, ser capaz de entrar passo a passo na verdade e chegar a um conhecimento maior de Deus. A senda pela qual o Espírito Santo conduz as pessoas é principalmente uma senda para um entendimento mais claro da palavra de Deus, livre de desvios e concepções errôneas, e aqueles que a trilham percorrem-na em linha reta. Para alcançar isso, vocês precisarão trabalhar em harmonia com Deus, encontrar uma senda correta para praticar e trilhar a senda conduzida pelo Espírito Santo. Isso envolve cooperação da parte do homem: isto é, o que vocês precisam fazer para satisfazer as exigências de Deus a vocês e como precisam se comportar para entrar na trilha certa da crença em Deus.

Andar na senda conduzida pelo Espírito Santo pode parecer complicado, mas você o achará muito mais simples quando a senda da prática lhe for clara. A verdade é que as pessoas são capazes de tudo que Deus exige delas — não é como se Ele estivesse tentando ensinar porcos a voar. Em todas as situações, Deus busca resolver os problemas das pessoas e acalmar as suas inquietações. Todos vocês precisam entender isso; não interpretem Deus de forma errada. As pessoas são conduzidas de acordo com a palavra de Deus ao longo da senda que o Espírito Santo percorre. Conforme mencionado antes, vocês precisam entregar seu coração a Deus. Esse é um pré-requisito para trilhar a senda pela qual o Espírito Santo conduz. Vocês precisam fazer isso a fim de entrar na trilha certa. Como a pessoa conscientemente faz o trabalho de entregar seu coração a Deus? Em sua vida diária, quando vocês experimentam a obra de Deus e oram a Ele, vocês o fazem com descaso — vocês oram a Deus enquanto trabalham. Isso pode ser chamado de entregar seu coração a Deus? Vocês estão pensando em assuntos domésticos ou em questões da carne; vocês estão sempre divididos. Isso pode ser considerado aquietar seu coração na presença de Deus? Isso ocorre porque seu coração está sempre fixado em assuntos externos e não é capaz de voltar para diante de Deus. Se quiserem ter o coração verdadeiramente em paz diante de Deus, então vocês precisam fazer o trabalho de cooperação consciente. Isso quer dizer que cada um de vocês precisa ter um tempo para as suas devoções, um tempo em que deixam pessoas, eventos e coisas de lado; assentam seu coração e aquietam-se diante de Deus. Todos precisam ter anotações devocionais individuais, registrando seu conhecimento da palavra de Deus e como o seu espírito é comovido, independentemente de serem profundas ou superficiais; todos precisam aquietar seu coração diante de Deus com consciência. Se puder dedicar uma ou duas horas por dia à vida espiritual verdadeira, então nesse dia sua vida se sentirá enriquecida e seu coração ficará brilhante e claro. Se você viver esse tipo de vida espiritual todos os dias, então seu coração será capaz de voltar mais para a posse de Deus, seu espírito se tornará cada vez mais forte, sua condição melhorará constantemente, você se tornará mais capaz de trilhar a senda pela qual o Espírito Santo conduz e Deus lhe concederá bênçãos maiores. O propósito da sua vida espiritual é ganhar conscientemente a presença do Espírito Santo. Não é observar regras nem dirigir rituais religiosos, mas agir verdadeiramente em consonância com Deus, disciplinar verdadeiramente seu corpo — isso é o que o homem deveria fazer, assim vocês deveriam fazê-lo com o máximo esforço. Quanto melhor a sua cooperação e quanto mais esforço consignar, mais seu coração será capaz de voltar para Deus e mais você será capaz de aquietar seu coração diante Dele. Em certo ponto, Deus ganhará completamente o seu coração. Ninguém será capaz de influenciar ou capturar seu coração e você pertencerá completamente a Deus. Se trilhar essa senda, então a palavra de Deus se revelará a você em todo o tempo e o esclarecerá em tudo que você não entender — tudo isso pode ser alcançado através da sua cooperação. É por isso que Deus sempre diz: “A todos os que agem em consonância Comigo, Eu recompensarei em dobro”. Vocês precisam ver claramente essa senda. Se desejam trilhar a senda certa, então precisam fazer tudo que podem para satisfazer a Deus. Vocês precisam fazer tudo que podem para alcançar uma vida espiritual. No início, talvez você não consiga grandes resultados nessa busca, mas não pode se permitir a retroceder ou chafurdar em negatividade — você precisa continuar trabalhando arduamente! Quanto mais viver uma vida espiritual, mais seu coração será ocupado pelas palavras de Deus, sempre preocupado com esses assuntos, sempre carregando esse fardo. Depois disso, revele sua verdade mais íntima a Deus através da sua vida espiritual; conte a Ele o que você está disposto a fazer, o que está pensando a respeito, seu entendimento e visão de Sua palavra. Não retenha nada, nem mesmo uma pequena parte! Pratique falar as palavras dentro de seu coração e revelar seus sentimentos verdadeiros a Deus; se estiver em seu coração, então, sem dúvida, diga-o. Quanto mais você falar dessa maneira, mais sentirá a amabilidade de Deus, e Deus puxará seu coração com mais força. Quando isso acontecer, você sentirá que Deus é mais querido para você que qualquer outra pessoa. Você nunca sairá do lado de Deus, não importa o que aconteça. Se você praticar esse tipo de devocional espiritual todos os dias e não o tirar de sua mente, mas tratá-lo como um assunto de grande importância em sua vida, então a palavra de Deus ocupará o seu coração. Isso é o que significa ser tocado pelo Espírito Santo. Será como se seu coração sempre tivesse sido possuído por Deus, como se o que você ama estivesse sempre em seu coração. Ninguém pode tirar isso de você. Quando isso acontecer, Deus viverá verdadeiramente dentro de você e terá um lugar em seu coração.

de ‘Uma vida espiritual normal conduz as pessoas à trilha certa’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 414

A fé em Deus requer uma vida espiritual normal, que é a base para se experimentar as palavras de Deus e entrar na realidade. Toda a sua prática atual de orações, de aproximação de Deus, de cantar hinos, louvar, meditar e ponderar as palavras de Deus equivale a uma “vida espiritual normal”? Nenhum de vocês parece saber. Uma vida espiritual normal não se limita a tais práticas como orar, cantar hinos, participar da vida da igreja e comer e beber as palavras de Deus. Antes, ela envolve viver uma vida espiritual nova e vibrante. O que importa não é como você pratica, mas que frutos a sua prática produz. A maioria das pessoas acredita que uma vida espiritual normal envolve necessariamente orar, cantar hinos, comer e beber as palavras de Deus ou ponderar Suas palavras, independentemente de tais práticas terem de fato qualquer efeito ou conduzirem a conhecimento verdadeiro. Essas pessoas focam em seguir procedimentos superficiais sem qualquer reflexão em seus resultados; são pessoas que vivem em rituais religiosos, não pessoas que vivem dentro da igreja, e muito menos são pessoas do reino. Suas orações, o cantar hinos e o comer e beber as palavras de Deus são todos apenas cumprimento de regras, feitos por compulsão e para acompanhar tendências, não por disposição nem de coração. Entretanto, por mais que essas pessoas orem ou cantem, seus esforços não produzirão frutos, pois o que elas praticam são apenas as regras e rituais religiosos; na verdade elas não estão praticando as palavras de Deus. Elas focam somente em fazer estardalhaço sobre como praticam e elas tratam as palavras de Deus como regras a se seguir. Tais pessoas não estão pondo as palavras de Deus em prática; estão apenas gratificando a carne e representando para que outras pessoas vejam. Esses rituais e regras religiosos são todos de origem humana; eles não veem de Deus. Deus não segue regras nem está sujeito a qualquer lei. Antes, Ele faz coisas novas todos os dias, realizando obra prática. Como as pessoas da Igreja dos Três Autos,* que se limitam a práticas como participar de cultos matutinos todos os dias, fazer orações vespertinas e orações de gratidão antes das refeições, e dar graças em todas as coisas — por mais que façam e independentemente de por quanto tempo façam, elas não terão a obra do Espírito Santo. Quando pessoas vivem em meio a regras e têm o coração fixado em métodos de prática, o Espírito Santo não pode operar porque seus corações estão ocupados por regras e noções humanas. Assim, Deus não pode intervir e operar nelas, e elas só podem continuar a viver sob o controle de leis. Tais pessoas serão para sempre incapazes de receber o elogio de Deus.

Uma vida espiritual normal é uma vida vivida diante de Deus. Ao orar, pode-se aquietar o coração diante de Deus e pela oração, pode-se buscar a iluminação do Espírito Santo, conhecer as palavras de Deus e entender a vontade de Deus. Ao comerem e beberem das Suas palavras, as pessoas podem ganhar um entendimento mais claro e mais profundo da obra atual de Deus. Elas também podem ganhar uma nova senda de prática e não se agarrarão à antiga; tudo o que elas praticam será para alcançar crescimento na vida. Quanto à oração, não se trata de dizer algumas palavras que soem bem ou de desabar em lágrimas perante Deus para mostrar o quanto você está em dívida; antes, seu propósito é treinar-se no uso do espírito, permitindo que se aquiete o coração diante de Deus, treinar-se para buscar orientação das palavras de Deus em todos os assuntos, a fim de que seu coração possa ser atraído a uma luz nova e fresca a cada dia, e para que não seja passivo ou preguiçoso e possa entrar na trilha certa de pôr as palavras de Deus em prática. A maioria das pessoas hoje em dia foca em métodos de prática, mas não o fazem a fim de buscar a verdade e alcançar crescimento de vida. É nesse ponto que se perderam. Há também alguns que são capazes de receber nova luz, mas seus métodos de prática não mudam. Eles trazem suas antigas noções religiosas consigo enquanto esperam receber as palavras de Deus de hoje, então, o que recebem ainda é doutrina colorida por noções religiosas; eles não estão recebendo a luz de hoje simplesmente. Como resultado, suas práticas são maculadas, são as mesmas práticas antigas em nova embalagem. Por melhor que sua prática possa ser, eles são hipócritas. Deus conduz as pessoas a fazer coisas novas todos os dias, exigindo que a cada dia ganhem nova percepção e entendimento, e requerendo que elas não sejam antiquadas e repetitivas. Se você tem crido em Deus por muitos anos, mas seus métodos de prática não mudaram nada, e se você ainda é zeloso e se ocupa de assuntos externos, mas não tem um coração sereno para levar perante Deus a fim de desfrutar Suas palavras, você não vai obter nada. Quando se trata de aceitar a nova obra de Deus, se você não planejar de forma diferente, não cuidar de sua prática de uma maneira nova e não buscar nenhum novo entendimento, mas se agarrar ao antigo e receber somente alguma limitada luz nova, sem mudar sua maneira de praticar, então tais pessoas como você estão nessa corrente somente em nome; na realidade, são fariseus religiosos fora da corrente do Espírito Santo.

Extraído de ‘A respeito de uma vida espiritual normal’ em “A Palavra manifesta em carne”

*Nota do tradutor: Em 1950, a Igreja Cristã chinesa promoveu o Movimento de autoadministração, autossustentação e autopropagação (Movimento dos Três Princípios Administrativos).

Palavras diárias de Deus Trecho 415

Para viver uma vida espiritual normal, deve-se ser capaz de receber luz nova diariamente e buscar um entendimento verdadeiro das palavras de Deus. Deve-se ver a verdade claramente, encontrar uma senda de prática em todos os assuntos, descobrir novas questões por meio da leitura das palavras de Deus a cada dia e perceber as próprias inadequações, para que se possa ter um coração sedento e buscador que mova todo o seu ser e para que se possa estar sereno diante de Deus a todo o tempo, profundamente temeroso de ficar para trás. Uma pessoa com tal coração sedento, buscador, que esteja disposta a obter entrada continuamente, está na trilha certa da vida espiritual. Aqueles que são movidos pelo Espírito Santo, que desejam melhorar, que estão dispostos a buscar ser aperfeiçoados por Deus, que anseiam por um entendimento mais profundo das palavras de Deus, que não buscam o sobrenatural mas pagam um preço real, que verdadeiramente se importam com a vontade de Deus, que realmente obtêm entrada para que suas experiências sejam mais genuínas e reais, que não buscam palavras e doutrinas vazias nem buscam sentir o sobrenatural, que não adoram nenhuma grande personalidade — esses são os que entraram em uma vida espiritual normal. Tudo o que eles fazem destina-se a alcançar mais crescimento na vida e torná-los frescos e animados no espírito, e eles sempre são capazes de obter entrada ativamente. Sem que percebam, eles vêm a entender a verdade e entram na realidade. Aqueles com vidas espirituais normais encontram a libertação e a liberdade de espírito a cada dia e podem praticar as palavras de Deus de uma maneira livre para a Sua satisfação. Para essas pessoas, orar não é uma formalidade ou um procedimento; a cada dia, elas são capazes de acompanhar a nova luz. Por exemplo, as pessoas treinam a si mesmas para aquietar o coração diante de Deus e seu coração pode verdadeiramente estar sereno diante de Deus; elas não podem ser perturbadas por ninguém. Nenhuma pessoa, evento ou coisa pode restringir sua vida espiritual normal. Tal treinamento destina-se a produzir resultados; não se destina a fazer as pessoas seguirem regras. Essa prática não tem a ver com o cumprimento de regras, mas com a promoção de crescimento na vida das pessoas. Se você vir essa prática somente como regras a seguir, sua vida nunca mudará. Você pode estar engajado na mesma prática que os outros, mas enquanto, no fim, eles são capazes de acompanhar a obra do Espírito Santo, você é eliminado da corrente do Espírito Santo. Você não está enganando a si mesmo? O propósito dessas palavras é permitir que as pessoas aquietem seu coração diante de Deus, voltem seu coração a Deus, para que a obra de Deus nelas possa ser sem impedimento e possa produzir fruto. Somente então as pessoas podem estar de acordo com a vontade de Deus.

Extraído de ‘A respeito de uma vida espiritual normal’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 416

Vocês não dão importância à oração em sua vida diária. O homem negligencia o assunto da oração. As orações costumavam ser superficiais, com o homem agindo sem se envolver diante de Deus. Ninguém jamais ofereceu seu coração completamente diante de Deus e se envolveu em oração verdadeira com Deus. O homem orava a Deus somente quando algum problema surgia. Durante todo esse tempo, você alguma vez orou verdadeiramente a Deus? Já houve alguma vez em que você derramou lágrimas de dor diante de Deus? Já houve alguma vez em que você chegou a conhecer a si próprio diante Dele? Alguma vez já fez uma oração de coração para coração a Deus? A oração vem pela prática: se você normalmente não ora em casa, então não terá como orar na igreja; e se você normalmente não ora em encontros pequenos, então será incapaz de orar em grandes reuniões. Se você não se aproxima regularmente de Deus ou reflete sobre as palavras de Deus, então não terá nada a dizer quando for o momento de orar — e, mesmo que você, de fato, ore, você estará apenas falando da boca para fora; não será oração verdadeira.

O que é a oração verdadeira? É contar a Deus o que está dentro do seu coração, comungar com Deus ao captar Sua vontade, comunicar-se com Deus por meio de Suas palavras, sentir-se particularmente próximo de Deus, sentir que Ele está diante de você e crer que você tem algo a dizer a Ele. Seu coração parece cheio de luz e você sente como Deus é amável. Você se sente especialmente inspirado, e ouvir você traz gratificação aos seus irmãos e irmãs. Eles sentirão que as palavras ditas por você são as palavras que estão no coração deles, as palavras que eles desejam dizer, como se as suas palavras substituíssem as deles. É isso o que significa verdadeira oração. Depois de ter se envolvido em verdadeira oração, seu coração estará em paz e conhecerá a gratificação. A força para amar a Deus pode elevar-se, e você sentirá que nada tem mais valor e significância na vida do que amar a Deus. Tudo isso prova que suas orações foram eficazes. Você alguma vez já orou de tal maneira?

E quanto ao conteúdo da oração? A sua oração deveria proceder passo a passo, de acordo com o verdadeiro estado do seu coração e a obra do Espírito Santo; você deve comungar com Deus de acordo com Sua vontade e com o que Ele exige do homem. Quando iniciar a prática da oração, primeiro entregue seu coração a Deus. Não tente captar a vontade de Deus; apenas tente falar as palavras que estão dentro do seu coração a Ele. Quando se puser diante de Deus, fale assim: “Ó, Deus! Somente hoje percebo, de fato, que eu costumava desobedecer a Ti. Eu sou verdadeiramente corrompido e desprezível. Estive apenas desperdiçando a minha vida. A partir de hoje, viverei para Ti. Viverei uma vida com significado e satisfarei à Tua vontade. Que Teu Espírito sempre opere em mim e continuamente me ilumine e esclareça. Que eu dê um forte e retumbante testemunho perante Ti. Que Satanás veja Tua glória, Teu testemunho e a prova de Teu triunfo, manifesto em nós”. Quando orar dessa forma, seu coração será completamente liberto. Tendo orado dessa maneira, seu coração estará mais próximo de Deus; e, se você puder orar frequentemente dessa forma, o Espírito Santo inevitavelmente irá operar dentro de você. Se sempre clamar a Deus dessa maneira e fizer sua resolução perante Ele, chegará o dia em que a sua resolução será aceitável perante Ele, em que seu coração e todo o seu ser serão ganhos por Deus, e você será, enfim, aperfeiçoado por Ele. Para vocês, a oração é de extrema importância. Quando você ora e recebe a obra do Espírito Santo, seu coração é tocado por Deus, e a força para amá-Lo aflora. Se não orar com seu coração, se não abrir seu coração para comungar com Deus, Ele não terá como operar em você. Se, após orar e falar as palavras do seu coração, o Espírito de Deus não começou Sua obra, e você não recebeu inspiração, isso mostra que seu coração carece de sinceridade, que suas palavras são falsas e permanecem impuras. Se, após orar, você se sentir gratificado, então suas orações foram aceitáveis a Deus, e o Espírito de Deus está operando em você. Como alguém que serve a Deus, você não pode ficar sem oração. Se você realmente vê a comunhão com Deus como algo significativo e valioso, como poderia renunciar à oração? Ninguém pode ficar sem comunhão com Deus. Sem oração, você vive na carne, em escravidão a Satanás; sem a verdadeira oração, você vive sob a influência das trevas. Espero que vocês, irmãos e irmãs, sejam capazes de se envolver em oração verdadeira a cada dia. Não se trata de seguir as regras, mas de alcançar um determinado resultado. Você está disposto a privar-se de um pouco de sono e diversão para acordar cedo, orar e apreciar as palavras de Deus? Se orar com um coração puro e comer e beber as palavras de Deus desse modo, você será mais aceitável a Ele. Se fizer assim toda manhã, se você praticar a entrega do seu coração a Deus todos os dias, comunicando-se e envolvendo-se com Ele, seu conhecimento sobre Deus certamente aumentará, e você será mais capaz de captar a vontade de Deus. Você diz: “Ó, Deus! Eu estou disposto a cumprir meu dever. Somente a Ti eu consagro todo o meu ser, para que sejas glorificado em nós e para que possas deleitar-Te no testemunho dado pelo nosso grupo. Suplico que operes em nós, para que eu me torne capaz de verdadeiramente Te amar e satisfazer a Ti, e Te buscar como meu objetivo”. Ao tomar esse fardo, Deus certamente o aperfeiçoará. Você não deve orar somente em benefício próprio, mas também com o intuito de seguir a vontade de Deus e O amar. Este é o tipo mais verdadeiro de oração. Você é alguém que ora a fim de seguir a vontade de Deus?

No passado, vocês não sabiam como orar e negligenciavam o assunto da oração; agora, vocês devem fazer o seu melhor para se exercitar na oração. Se você for incapaz de reunir as forças em seu interior para amar a Deus, então como você ora? Você diz: “Ó, Deus! Meu coração é incapaz de Te amar verdadeiramente. Eu desejo Te amar, mas me falta a força. O que devo fazer? Que Tu abras meus olhos espirituais e que o Teu Espírito toque meu coração. Faze com que, quando eu vier diante de Ti, eu me despoje de tudo o que é negativo, deixe de ser restringido por qualquer pessoa, questão ou coisa e desnude meu coração completamente diante de Ti, e faze com que eu possa oferecer todo o meu ser perante Ti. Independentemente de como me testares, eu estou pronto. Agora, não levo em consideração minhas perspectivas futuras nem estou sob o jugo da morte. Com um coração que Te ama, eu desejo buscar o caminho da vida. Todos os assuntos, todas as coisas — tudo está em Tuas mãos; meu destino está em Tuas mãos, e Tu seguras minha própria vida em Tua mão. Agora, eu busco Te amar e, independentemente de me deixares Te amar, independentemente de como Satanás interfira, eu estou determinado a Te amar”. Quando se deparar com essa questão, ore dessa maneira. Se orar assim todos os dias, a força para amar a Deus se elevará gradualmente.

Extraído de ‘Acerca da prática da oração’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 417

Como se entra em uma oração verdadeira?

Ao orar, seu coração deve estar sereno perante Deus e ser sincero. Você está comungando e orando verdadeiramente com Deus; não deve tentar enganá-Lo com palavras que soam bem. A oração deveria ser centrada em torno daquilo que Deus deseja realizar agora. Peça a Deus que lhe conceda mais esclarecimento e iluminação; coloque seu estado atual e seus problemas em Sua presença ao orar, incluindo a resolução que fez perante Ele. Orar não é seguir um procedimento, mas buscar a Deus com um coração sincero. Peça a Deus que proteja seu coração, a fim de que esteja constantemente sereno perante Ele; para que, no ambiente em que Ele o colocou, você se conheça, despreze a si mesmo e se abandone, permitindo, assim, que tenha um relacionamento normal com Deus e verdadeiramente se torne alguém que ama a Deus.

Qual é o significado da oração?

A oração é uma das maneiras pelas quais o homem coopera com Deus, é um meio pelo qual o homem clama a Deus e é o processo pelo qual o homem é tocado pelo Espírito de Deus. Pode-se dizer que aqueles que não oram são mortos desprovidos de espírito, uma prova de que lhes faltam as faculdades para serem tocados por Deus. Sem oração, seria impossível levar uma vida espiritual normal, muito menos acompanhar a obra do Espírito Santo. Não orar é cortar o relacionamento com Deus e impossibilitar o recebimento de Sua aprovação. Como alguém que crê em Deus, quanto mais o indivíduo ora, isto é, quanto mais é tocado por Deus, mais cheio de resolução e mais capaz de receber novo esclarecimento de Deus ele se torna. Como resultado, este tipo de pessoa pode ser rapidamente aperfeiçoado pelo Espírito Santo.

Que efeito a oração deseja alcançar?

As pessoas podem até ser capazes de executar a prática da oração e compreender o significado da oração, mas fazer com que ela seja eficaz não é uma questão simples. Orar não é simplesmente fazer algo sem se envolver, seguir um procedimento ou recitar as palavras de Deus. Ou seja, orar não é papaguear determinadas palavras nem imitar os outros. Na oração, é preciso alcançar aquele estado em que o coração do indivíduo pode ser entregue a Deus e aberto para que seja tocado por Ele. A fim de que a oração seja eficaz, ela deve se basear na leitura das palavras de Deus. Somente orando com base nas palavras de Deus é possível receber mais esclarecimento e iluminação. As manifestações de uma oração verdadeira são: ter um coração que anseia por tudo o que Deus pede e, além disso, deseja cumprir o que Ele exige; odiar aquilo que Deus odeia e então, edificando sobre esta base, ganhar algum entendimento disso e ter algum conhecimento e clareza sobre as verdades que Deus expõe. É somente onde há resolução, fé, conhecimento e uma senda de prática após a oração que ela pode ser chamada de oração verdadeira, e somente esse tipo de oração pode ser eficaz. No entanto, a oração deve ser construída sobre o deleite das palavras de Deus, deve ser estabelecida sobre a base da comunhão com Deus em Suas palavras, e o coração deve ser capaz de buscar a Deus e aquietar-se perante Ele. A oração desse tipo já atingiu o ponto de verdadeira comunhão com Deus.

Extraído de ‘Acerca da prática da oração’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 418

O conhecimento mais básico sobre a oração:

1. Não diga cegamente o que vier à mente. Deve haver um fardo em seu coração, isto é, você deve ter um objetivo quando orar.

2. A oração deve conter as palavras de Deus; ela deve se basear nas palavras de Deus.

3. Ao orar, você não deve reintroduzir assuntos antigos. Suas orações deveriam ter relação com as palavras atuais de Deus e, quando orar, conte a Deus seus pensamentos mais íntimos.

4. A oração em grupo deve revolver em torno de um núcleo, que é, necessariamente, a obra atual do Espírito Santo.

5. Todas as pessoas têm de aprender a oração intercessória. Essa também é uma maneira de mostrar consideração pela vontade de Deus.

A vida de oração do indivíduo se baseia em uma compreensão do significado da oração e de um conhecimento básico da oração. Na vida diária, ore com frequência por suas próprias falhas, ore para realizar mudanças em seu caráter na vida e ore com base no seu conhecimento das palavras de Deus. Cada pessoa deveria estabelecer sua própria vida de oração, ela deveria orar pelo conhecimento das palavras de Deus e deveria orar a fim de buscar o conhecimento da obra de Deus. Exponha suas circunstâncias pessoais perante Deus e seja real, sem prestar atenção à maneira como ora. A questão central é alcançar um conhecimento verdadeiro e ganhar uma experiência real das palavras de Deus. Uma pessoa que busca entrada na vida espiritual tem de ser capaz de orar de muitas maneiras diferentes. Oração silenciosa, ponderação sobre as palavras de Deus, vir a conhecer a obra de Deus — todos esses são exemplos da obra propositada de comunhão espiritual para se alcançar entrada na vida espiritual normal, o que sempre aprimora o estado do indivíduo perante Deus e o leva a fazer cada vez mais progresso na vida. Em resumo, tudo o que você faz — seja comer e beber as palavras de Deus, orar silenciosamente ou proclamar em voz alta — é para permitir-lhe ver claramente as palavras de Deus, Sua obra e aquilo que Ele deseja alcançar em você. Mais importante, tudo o que você faz é para alcançar os padrões que Deus exige e elevar sua vida a novas alturas. O mínimo que Deus exige do homem é que ele seja capaz de abrir seu coração a Ele. Se o homem oferecer seu verdadeiro coração a Deus e falar aquilo que realmente está dentro de seu coração, então, Deus Se dispõe a operar nele. O que Deus deseja não é o coração distorcido do homem, mas um coração puro e honesto. Se o homem não falar sinceramente com Deus, Deus não tocará seu coração nem irá operar nele. Portanto, o ponto crucial da oração é falar com Deus de coração, contando-Lhe suas falhas ou caráter rebelde e abrindo-se completamente diante Dele. Somente então Deus estará interessado nas suas orações; caso contrário, Ele ocultará Sua face de você. O critério mínimo para a oração é que você seja capaz de manter seu coração sereno perante Deus e que ele não se aparte de Deus. Pode ser que, durante essa fase, você não obtenha uma visão mais nova ou mais elevada, mas você deve, então, usar a oração para manter o status quo — você não deve regredir. Isso é o mínimo que você deve alcançar. Se não puder realizar nem isso, então isso prova que a sua vida espiritual não está na trilha certa. Como resultado, você será incapaz de manter sua visão original, perderá a fé em Deus, e sua resolução subsequentemente se dissipará. Um sinal de que você entrou na vida espiritual ou não é ver se suas orações estão na trilha certa. Todas as pessoas têm de entrar nessa realidade; todas elas têm de realizar o trabalho de se exercitar conscientemente na oração, não esperando passivamente, mas buscando conscientemente ser tocadas pelo Espírito Santo. Somente então elas serão pessoas que verdadeiramente buscam a Deus.

Quando começar a orar, não se exceda e espere alcançar tudo de uma só vez. Você não pode fazer exigências extravagantes, esperando, assim que abrir a boca, ser tocado pelo Espírito Santo, ou receber esclarecimento e iluminação ou que Deus derrame graça sobre você. Isso não acontecerá — Deus não realiza coisas sobrenaturais. Deus responde às orações das pessoas a Seu próprio tempo e, por vezes, testa sua fé para ver se você é fiel a Ele. Ao orar, você tem de ter fé, perseverança e resolução. A maioria das pessoas, quando começa a treinar, perde o ânimo por não ser tocada pelo Espírito Santo. Isso não basta! Você deve perseverar, deve se concentrar em sentir o toque do Espírito Santo, buscar e explorar. Às vezes, a senda da sua prática não está certa; às vezes, suas motivações e noções pessoais são incapazes de permanecer firmes perante Deus, e, portanto, o Espírito de Deus não o toca. Em outros momentos, Deus vê se você é fiel ou não. Em resumo, ao treinar, você deve pagar um preço mais elevado. Caso descubra que está se desviando na senda de sua prática, você pode mudar sua maneira de orar. Contanto que busque com um coração sincero e anseie receber, o Espírito Santo certamente o levará a essa realidade. Às vezes, você ora com um coração verdadeiro, mas não se sente como se tivesse sido particularmente tocado. Em momentos como esse, você deve confiar na fé, crendo que Deus está vendo suas orações; você deve ter perseverança nas suas orações.

Seja uma pessoa honesta e ore para que Deus o livre do engano em seu coração. Purifique-se por meio da oração em todos os momentos, seja tocado pelo Espírito de Deus por meio da oração, e seu caráter mudará gradualmente. A verdadeira vida espiritual é uma vida de oração — é uma vida tocada pelo Espírito Santo. O processo de ser tocado pelo Espírito Santo é o processo de mudança do caráter do homem. Uma vida que não é tocada pelo Espírito Santo não é uma vida espiritual, mas uma vida de ritual religioso apenas. Somente aqueles que são tocados com frequência pelo Espírito Santo e esclarecidos e iluminados pelo Espírito Santo entraram na vida espiritual. O caráter do homem muda constantemente à medida que ora. Quanto mais o Espírito de Deus o toca, mais proativo e obediente ele se torna. Assim, também, seu coração será gradualmente purificado, e seu caráter mudará gradualmente. Tal é o efeito da verdadeira oração.

Extraído de ‘Acerca da prática da oração’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 419

Nenhum passo é mais crucial para entrar nas palavras de Deus que aquietar seu coração em Sua presença. É uma lição em que todas as pessoas, no presente, estão em necessidade urgente de entrar. As sendas de entrada em aquietar o coração perante Deus são as seguintes:

1. Afaste seu coração de questões externas. Fique em paz perante Deus e dedique sua atenção indivisa para orar a Deus.

2. Com o coração em paz perante Deus, coma, beba e desfrute as palavras de Deus.

3. Medite sobre o amor de Deus, o contemple e pondere a obra de Deus em seu coração.

Primeiro, comece pelo aspecto da oração. Ore com atenção indivisa e em horários fixos. Não importa o quanto você esteja pressionado pelo tempo, quão ocupado em seu trabalho, nem o que lhe aconteça, ore todos os dias como de costume e coma e beba as palavras de Deus como de costume. Enquanto comer e beber as palavras de Deus, independentemente do que esteja a seu redor, você terá grande prazer em seu espírito e não será perturbado por pessoas, acontecimentos e coisas que o cercam. Quando você contempla Deus normalmente em seu coração, o que acontece do lado de fora não consegue incomodá-lo. Isso é o que significa possuir estatura. Comece pela oração: orar em silêncio perante Deus é o mais proveitoso. Depois disso, coma e beba as palavras de Deus, busque a luz nas palavras de Deus ao ponderá-las, encontre a senda para a prática, conheça o propósito Deus em falar Suas palavras e compreenda-as sem se desviar. De modo geral, deveria lhe ser normal aproximar-se de Deus em seu coração, contemplar o amor de Deus e ponderar as palavras de Deus sem ser perturbado pelas coisas externas. Quando seu coração tiver alcançado certo grau de paz, você será capaz de meditar em silêncio e, dentro de si, contemplar o amor de Deus e se aproximar Dele verdadeiramente, sem considerar seus arredores, até que por fim você chegue ao ponto em que o louvor brota em seu coração, e isso é ainda melhor que orar. Então, você estará de posse de certa estatura. Se você for capaz de alcançar os estados do ser descritos acima, isso provará que o seu coração está verdadeiramente em paz perante Deus. Essa é a primeira lição básica. Só depois que forem capazes de estar em paz perante Deus é que as pessoas podem ser tocadas pelo Espírito Santo, e ser esclarecidas e iluminadas pelo Espírito Santo, e só então são capazes de ter verdadeira comunhão com Deus, bem como compreender a vontade de Deus e a orientação do Espírito Santo. Elas então terão entrado na trilha certa de sua vida espiritual. Quando seu treino de viver perante Deus alcançou certa profundidade, e elas são capazes de renunciar a si mesmas, desprezar a si mesmas e viver nas palavras de Deus, então o coração delas está verdadeiramente em paz perante Deus. Ser capaz de desprezar a si mesmo, de amaldiçoar a si mesmo e de renunciar a si mesmo é o efeito alcançado pela obra de Deus, e não pode ser realizado pelas pessoas por conta própria. Assim, a prática de aquietar o coração perante Deus é uma lição em que as pessoas deveriam entrar imediatamente. Pois algumas pessoas, não só são incapazes, de modo geral, de estar em paz perante Deus, como também não conseguem aquietar o coração perante Deus, nem quando oram. Isso está muito aquém dos padrões de Deus! Se o seu coração não consegue estar em paz perante Deus, você pode ser tocado pelo Espírito Santo? Se você é alguém que não consegue estar em paz perante Deus, é propenso a se distrair quando alguém chega perto, quando os outros estão conversando, e a sua mente pode ser afastada quando outras pessoas estão fazendo coisas, nesse caso você não vive na presença Deus. Se o seu coração estiver verdadeiramente em paz perante Deus, você não será perturbado por qualquer coisa que aconteça do lado de fora, nem ocupado por qualquer pessoa, acontecimento ou coisa. Se você tiver entrada nisso, então aqueles estados negativos e todas as coisas negativas — noções humanas, filosofias para viver, relações anormais entre pessoas, ideias e pensamentos, e assim por diante — desaparecerão naturalmente. Porque você está sempre ponderando as palavras de Deus, e o seu coração está sempre se aproximando de Deus e sempre sendo ocupado com as atuais palavras de Deus, aquelas coisas negativas se afastarão de você sem que você o perceba. Quando coisas novas e positivas o ocuparem, as coisas antigas e negativas não terão lugar, então não preste atenção nessas coisas negativas. Você não precisa fazer esforço para controlá-las. Você deveria se concentrar em estar em paz perante Deus, em comer, beber e desfrutar as palavras de Deus tanto quanto puder, em cantar hinos em louvor a Deus tanto quanto puder e permitir que Deus tenha a oportunidade de operar em você, porque Deus agora quer aperfeiçoar a humanidade pessoalmente, e Ele quer ganhar o seu coração; Seu Espírito toca o seu coração, e se você, seguindo a orientação do Espírito Santo, passar a viver na presença de Deus, você satisfará a Deus. Se prestar atenção em viver nas palavras de Deus e envolver-se mais em comunicar sobre a verdade para ganhar o esclarecimento e a iluminação do Espírito Santo, então aquelas noções religiosas e toda a sua hipocrisia e autoimportância desaparecerão, e você saberá como despender-se por Deus, como amar Deus e como satisfazer a Deus. E sem a sua percepção disso, aquelas coisas externas a Deus se dissiparão inteiramente da sua consciência.

Extraído de ‘Sobre aquietar o coração perante Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 420

Ponderar e orar sobre as palavras de Deus enquanto come e bebe Suas palavras atuais é o primeiro passo para estar em paz perante Deus. Se você puder verdadeiramente estar em paz perante Deus, então o esclarecimento e a iluminação do Espírito Santo estarão com você. Toda a vida espiritual é alcançada por estar em paz na presença de Deus. Ao orar, você precisa estar em paz perante Deus, e só então pode ser tocado pelo Espírito Santo. Quando você está em paz perante Deus enquanto come e bebe as palavras de Deus, você pode ser esclarecido e iluminado e pode alcançar o entendimento verdadeiro das palavras de Deus. Quando, em suas atividades habituais de meditação e comunhão e aproximando-se de Deus em seu coração, você ficar em paz na presença de Deus, você será capaz de desfrutar uma proximidade genuína de Deus, ter um entendimento genuíno do amor de Deus e Sua obra e mostrar consideração e cuidado verdadeiros para com as intenções de Deus. Quanto mais você for capaz, de modo geral, de estar em paz perante Deus, mais será iluminado e mais será capaz de compreender o próprio caráter corrupto, que é o que lhe falta, que é em que deveria entrar, em que função deveria servir e onde os seus defeitos jazem. Tudo isso é alcançado por estar em paz na presença de Deus. Se verdadeiramente atingir profundidade em sua paz perante Deus, você será capaz de compreender certos mistérios do espírito, compreender o que Deus no presente deseja realizar em você, compreender a parte mais íntima das palavras de Deus, compreender a essência das palavras de Deus, o ser das palavras de Deus, e será capaz de ver a senda da prática de maneira mais clara e exata. Se deixar de alcançar profundidade suficiente em estar em paz em seu espírito, você só será tocado um pouco pelo Espírito Santo; você se sentirá fortalecido por dentro e sentirá certo tanto de contentamento e paz, mas não captará nada mais profundo. Como Eu disse antes: se as pessoas não empregarem cada grama de sua força, lhes será difícil ouvir a Minha voz ou ver a Minha face. Isso se refere a alcançar profundidade na paz da pessoa perante Deus, e não a fazer esforços superficiais. Uma pessoa que pode verdadeiramente estar em paz na presença de Deus é capaz de se libertar de todas as amarras mundanas e chegar à posse por Deus. Todas que são incapazes de estar em paz na presença de Deus são com certeza dissolutas e desenfreadas. Todas que são capazes de estar em paz perante Deus são aquelas que são piedosas perante Deus e que anseiam por Deus. Só aquelas que estão em paz perante Deus valorizam a vida, valorizam a comunhão no espírito, têm sede das palavras de Deus e buscam a verdade. Quem não valoriza estar em paz perante Deus e não pratica estar em paz perante Deus é vão e superficial, apegado ao mundo e sem vida; mesmo se disser que acredita em Deus, só está falando da boca para fora. Aqueles a quem Deus, no fim, aperfeiçoa e completa são pessoas que conseguem estar em paz em Sua presença. Portanto, aqueles que estão em paz perante Deus são agraciados com grandes bênçãos. As pessoas que mal têm tempo para comer e beber as palavras de Deus ao longo dia, que estão ativamente preocupadas com assuntos externos e dão pouco valor à entrada da vida — essas todas são hipócritas sem perspectiva de desenvolvimento no futuro. Aqueles que conseguem estar em paz perante Deus e que conseguem comungar genuinamente com Deus é que são o povo de Deus.

Extraído de ‘Sobre aquietar o coração perante Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 421

Para vir perante Deus e aceitar Suas palavras como a sua vida, você precisa primeiro estar em paz perante Deus. Só quando você estiver em paz perante Deus é que Deus esclarecerá você e lhe dará conhecimento. Quanto mais as pessoas estão em paz perante Deus, mais são capazes de receber o esclarecimento e a iluminação de Deus. Tudo isso exige que as pessoas tenham piedade e fé; só assim elas podem ser aperfeiçoadas. A lição fundamental para entrar na vida espiritual é estar em paz na presença de Deus. Só se você estiver em paz na presença de Deus todo o seu treino espiritual será eficiente. Se o seu coração for incapaz de estar em paz perante Deus, você será incapaz de receber a obra do Espírito Santo. Se o seu coração estiver em paz perante Deus independentemente do que você esteja fazendo, então você é alguém que vive na presença de Deus. Se o seu coração está em paz perante Deus e se aproxima de Deus não importa o que você esteja fazendo, isso prova que você é uma pessoa que está em paz perante Deus. Se, quando está conversando com outras pessoas, ou caminhando, você for capaz de dizer: “O meu coração está próximo de Deus e não está focado em coisas externas, e eu consigo ficar em paz perante Deus”, então você é alguém que está em paz perante Deus. Não se envolva com qualquer coisa que arraste o seu coração em direção a questões externas, ou com pessoas que saparem o seu coração de Deus. Tudo que possa distrair o seu coração de estar próximo de Deus, deixe de lado, ou mantenha-se longe disso. Isso é do maior benefício para a sua vida. Agora é precisamente o momento para a grande obra do Espírito Santo, o momento em que Deus pessoalmente aperfeiçoa as pessoas. Se, neste momento, você não puder estar em paz perante Deus, então você não é alguém que retornará perante o trono de Deus. Se você buscar outras coisas que não Deus, não haverá como você ser aperfeiçoado por Deus. Aqueles que podem ouvir tais declarações de Deus e ainda assim deixam de estar em paz perante Ele hoje são pessoas que não amam a verdade e não amam a Deus. Se você não se oferecer neste momento, pelo que estará esperando? Oferecer-se é aquietar o coração perante Deus. Essa seria uma oferta genuína. Todo aquele que verdadeiramente oferece o coração a Deus está certo de ser completado por Deus. Nada, não importa o que seja, pode perturbá-lo; se é para podá-lo ou lidar com você, ou se você deparar com frustração ou fracasso, o seu coração sempre deve estar em paz perante Deus. Não importa como as pessoas o tratem, o seu coração deveria estar em paz perante Deus. Independentemente de que circunstâncias você encontre — se você está cercado por adversidade, sofrimento, perseguição ou provações diferentes — seu coração deveria sempre estar em paz perante Deus; tais são as sendas para ser aperfeiçoado. Só quando você estiver verdadeiramente em paz perante Deus é que as palavras atuais de Deus se tornarão claras para você. Você pode então praticar mais corretamente e sem desvio a iluminação e o esclarecimento do Espírito Santo, captar com maior clareza as intenções de Deus, as quais darão a seu serviço uma direção mais clara, captar mais acuradamente o mover e a orientação do Espírito Santo e estar certo de viver sob a orientação do Espírito Santo. Tais são os efeitos alcançados por estar verdadeiramente em paz perante Deus. Quando as pessoas não têm clareza sobre as palavras de Deus, não têm uma senda para praticar, deixam de captar as intenções de Deus ou carecem de princípios de prática, isso ocorre porque seu coração não está em paz perante Deus. O propósito de estar em paz perante Deus é ser sincero e pragmático, buscar a correção e a transparência nas palavras de Deus e, no fim, chegar ao entendimento da verdade e ao conhecimento de Deus.

Se o seu coração não está em paz perante Deus com frequência, Deus não tem como aperfeiçoá-lo. Estar sem resolução equivale a não ter coração, e uma pessoa sem coração não pode estar em paz perante Deus; tal pessoa não sabe quanta obra Deus faz, nem quanto Ele fala, nem sabe como praticar. Essa não é uma pessoa sem coração? Uma pessoa sem coração pode estar em paz perante Deus? Deus não tem como aperfeiçoar pessoas sem coração — elas não são diferentes das bestas de carga. Deus falou com muita clareza e transparência, mas seu coração continua não movido e você continua incapaz de estar em paz perante Deus. Você não é um bruto idiota? Algumas pessoas se perdem na prática de estar em paz na presença de Deus. Quando chega a hora de cozinhar, elas não cozinham, e quando chega a hora de fazer as tarefas, elas não as fazem, apenas continuam a orar e a meditar. Estar em paz perante Deus não significa não cozinhar ou não fazer as tarefas, ou não viver a vida; ao contrário, é ser capaz de aquietar o coração perante Deus em todos os estados normais e ter lugar para Deus no coração. Ao orar, você deveria ajoelhar-se adequadamente perante Deus para orar; ao fazer as tarefas ou preparar comida, aquiete seu coração perante Deus, pondere as palavras de Deus, ou cante hinos. Não importa a situação em que se encontrar, você deveria ter um caminho próprio para praticar, deveria fazer todo o possível para se aproximar de Deus e deveria tentar com todas as suas forças aquietar seu coração perante Deus. Quando as circunstâncias permitirem, ore concentradamente; quando as circunstâncias não permitirem, aproxime-se de Deus em seu coração enquanto faz a tarefa à mão. Quando puder comer e beber as palavras de Deus, então coma e beba Suas palavras; quando puder orar, então ore; quando puder contemplar Deus, então O contemple. Em outras palavras, faça o máximo para se treinar a entrar de acordo com o seu ambiente. Algumas pessoas conseguem estar em paz perante Deus quando nada está em questão, mas, assim que algo acontece, sua mente vagueia. Isso não é estar em paz perante Deus. A maneira correta de experimentar é esta: sob nenhuma circunstância o coração da pessoa se afasta de Deus, nem se sente perturbado por pessoas, acontecimentos ou coisas externas, e só então ela é uma pessoa que verdadeiramente está em paz perante Deus. Algumas pessoas dizem que, quando oram em assembleias, seu coração consegue estar em paz perante Deus, mas em comunhão com os outros são incapazes de estar em paz perante Deus, e seus pensamentos correm soltos. Isso não é estar em paz perante Deus. Hoje, a maioria das pessoas está nesse estado, o coração delas é incapaz de sempre estar em paz perante Deus. Assim, vocês precisam pôr mais esforço em se exercitar nessa área, entrar, passo a passo, na trilha certa da experiência de vida e embarcar na senda de ser aperfeiçoado por Deus.

Extraído de ‘Sobre aquietar o coração perante Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 422

A obra e a palavra de Deus têm o propósito de causar uma mudança no caráter de vocês; Seu objetivo não é meramente fazer com que vocês entendam ou conheçam Sua obra e Sua palavra. Isso não basta. Você é uma pessoa que tem a habilidade de compreender, então não deveria ter dificuldade para entender a palavra de Deus, porque a maior parte dela está escrita em linguagem humana, e Ele fala muito claramente. Por exemplo, vocês são perfeitamente capazes de aprender o que é que Deus quer que vocês entendam e pratiquem; isso é algo que uma pessoa normal, com a faculdade de compreensão, deveria ser capaz de fazer. Em especial, as palavras que Deus está dizendo na presente etapa são claras e transparentes, e Deus está salientando muitas coisas que as pessoas não consideraram, assim como todo tipo de estado humano. Suas palavras abrangem tudo e são tão claras quanto a luz de uma lua cheia. Então, agora, as pessoas entendem muitas questões, mas ainda falta algo — que as pessoas coloquem Sua palavra em prática. Elas devem experimentar todos os aspectos da verdade em detalhe, buscá-la e explorá-la com maior detalhe, em vez de simplesmente esperar para absorver o que quer que lhes fique disponível; caso contrário, elas se tornam pouco mais que parasitas. Elas conhecem a palavra de Deus, no entanto não a põem em prática. Esse tipo de pessoa não ama a verdade e será, no fim, eliminado. Ser como um Pedro dos anos 1990, isso significa que cada um de vocês deveria praticar a palavra de Deus, ter verdadeira entrada em suas experiências e ganhar ainda mais e maior esclarecimento em sua cooperação com Deus, o que será de cada vez maior assistência para a própria vida de vocês. Se vocês leram muito da palavra de Deus, mas só entendem o significado do texto, e não têm conhecimento direto da palavra de Deus através de experiências práticas, então vocês não conhecerão a palavra de Deus. No que diz respeito a você, a palavra de Deus não é vida, mas apenas letras sem vida. Se você só vive em obediência a letras sem vida, então não é capaz de captar a essência da palavra de Deus, nem entenderá a vontade de Deus. Somente quando você experimentar a Sua palavra em suas experiências reais o significado espiritual da palavra de Deus se abrirá para você, e é somente através da experiência que você consegue compreender o significado espiritual de muitas verdades e desvendar os mistérios da palavra de Deus. Se você não a colocar em prática, então não importa quão clara ela seja, tudo o que você compreendeu são letras e doutrinas vazias, que se tornaram regulamentos religiosos para você. Não é isso o que os fariseus faziam? Se vocês praticam e experienciam a palavra de Deus, ela se torna prática para vocês; se você não buscar praticá-la, então, para você, ela é pouco mais que a lenda do terceiro céu. Na verdade, o processo de crer em Deus é o de vocês vivenciarem a Sua palavra, assim como serem ganhos por Ele, ou, falando ainda mais claramente, acreditar em Deus é ter o conhecimento e o entendimento de Sua palavra e experimentá-la e vivê-la; tal é a realidade por trás de sua crença em Deus. Se vocês acreditam Nele e esperam a vida eterna sem procurar praticar a palavra de Deus como algo que vocês têm dentro de vocês, então são tolos. Isso seria como ir a um banquete e apenas olhar para a comida e memorizar as coisas deliciosas sem de fato provar nada. Uma pessoa dessas não seria tola?

Extraído de ‘Quando compreender a verdade, você deve colocá-la em prática’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 423

A verdade que o homem precisa possuir se encontra na palavra de Deus e é uma verdade que é a mais benéfica e útil para a humanidade. É o tônico e o sustento de que o corpo de vocês necessita; algo que ajuda o homem a recuperar sua humanidade normal. É uma verdade com a qual o homem deveria estar equipado. Quanto mais vocês praticarem a palavra de Deus, mais rapidamente a vida de vocês se desenvolverá; e mais clara a verdade se tornará. À medida que crescerem em estatura, vocês verão as coisas do mundo espiritual mais nitidamente, e mais força terão para triunfar sobre Satanás. Grande parte da verdade que vocês não compreendem será esclarecida quando vocês praticarem a palavra de Deus. A maioria das pessoas está satisfeita com simplesmente entender o texto da palavra de Deus e se concentrar em equipar-se com doutrinas, em vez de aprofundar sua experiência na prática, mas esse não é o caminho dos fariseus? Então, como a expressão “A palavra de Deus é vida” pode ser real para elas? A vida de uma pessoa não pode crescer simplesmente por ler a palavra de Deus, mas somente quando Sua palavra é posta em prática. Se a sua crença é que entender a palavra de Deus é tudo o que é necessário para se ter vida e estatura, então sua compreensão está distorcida. A verdadeira compreensão da palavra de Deus ocorre quando você pratica a verdade, e você deve entender que “somente por praticar a verdade ela poderá alguma vez ser entendida”. Hoje, depois de ler a palavra de Deus, você pode dizer apenas que a conhece, mas não pode dizer que a entende. Alguns dizem que a única maneira de praticar a verdade é entendendo-a primeiro, mas isso é apenas parcialmente correto, e certamente não é totalmente exato. Antes de ter conhecimento sobre uma verdade, você não a experimentou. Sentir que você entende algo que ouve em um sermão não é entendimento verdadeiro — isso é simplesmente tomar posse das palavras literais da verdade e não é o mesmo que entender o verdadeiro significado ali contido. Só ter um conhecimento superficial da verdade não significa que você realmente a entende ou tem conhecimento sobre ela; o verdadeiro significado da verdade vem de tê-la experimentado. Portanto, somente quando experimenta a verdade é que você a pode entender, e somente então você consegue entender as partes ocultas dela. Aprofundar sua experiência é a única maneira de compreender as conotações e entender a essência da verdade. Portanto, você pode ir a qualquer lugar com a verdade, mas, se não há verdade em você, então não pense em tentar convencer nem os membros de sua família, menos ainda as pessoas religiosas. Sem a verdade, você é como flocos de neve flutuando; mas com a verdade, você pode ser feliz e livre, e ninguém pode atacá-lo. Não importa quão forte seja uma teoria, ela não pode vencer a verdade. Com a verdade, o próprio mundo pode ser abalado e montanhas e mares movidos, ao passo que a ausência dela pode fazer com que os fortes muros de uma cidade sejam reduzidos a escombros pelas larvas. Isso é um fato óbvio.

Extraído de ‘Quando compreender a verdade, você deve colocá-la em prática’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 424

No estágio atual, é de vital importância primeiro conhecer a verdade, e então colocá-la em prática e se equipar ainda mais com o real significado que ela encerra. Vocês deveriam buscar alcançar isso. Em vez de simplesmente buscar fazer com que os outros sigam as suas palavras, você deveria fazer com que sigam sua prática. Somente dessa maneira você pode encontrar algo significativo. Não importa o que lhe sobrevenha, não importa com quem se depare, desde que você tenha a verdade, você será capaz de permanecer firme. A palavra de Deus é aquilo que traz vida ao homem, não morte. Se, depois de ler a palavra de Deus, você não ganhar vida, mas permanecer morto, então há algo errado com você. Se, depois de algum tempo de haver lido muito da palavra de Deus e ouvido muitos sermões práticos, você ainda está em uma condição de morte, então isso é prova de que você não é alguém que valoriza a verdade, nem alguém que busca a verdade. Se realmente buscassem ganhar a Deus, vocês não se concentrariam em se equipar com doutrinas e usar doutrinas elevadas para ensinar os outros, mas, antes, se concentrariam em experimentar a palavra de Deus e em colocar a verdade em prática. Não é nisso que vocês deveriam estar buscando entrar?

Há um tempo limitado para que Deus faça a Sua obra no homem, então que resultado pode haver se você não cooperar com Ele? Por que Deus sempre deseja que vocês pratiquem a Sua palavra quando a entendem? É porque Ele revelou as Suas palavras a vocês, e o próximo passo de vocês é praticá-las de fato. Enquanto você pratica essas palavras, Deus realizará o trabalho de iluminação e orientação. É assim que deve ser feito. A palavra de Deus permite que o homem floresça na vida e não possua elementos que possam fazer com que se desvie ou se torne passivo. Você diz que leu a palavra de Deus e a praticou, mas ainda não recebeu nenhuma obra do Espírito Santo. Suas palavras só conseguiriam enganar uma criança. Outras pessoas podem não saber se suas intenções estão corretas, mas você acha possível que Deus não saiba? Como é que os outros praticam a palavra de Deus e recebem iluminação do Espírito Santo, mas você pratica Sua palavra e não recebe a iluminação do Espírito Santo? Deus tem emoções? Se as suas intenções forem realmente corretas e você for cooperativo, então o Espírito de Deus estará com você. Algumas pessoas sempre querem fincar a própria bandeira, mas por que Deus não deixa que se levantem e liderem a igreja? Algumas pessoas simplesmente cumprem a sua função e desempenham os seus deveres, e, antes de o saberem, elas ganharam a aprovação de Deus. Como pode isso? Deus examina o mais íntimo do coração do homem, e as pessoas que buscam a verdade devem fazê-lo com intenções corretas. As pessoas que não têm as intenções corretas não podem permanecer firmes. No seu âmago, o objetivo de vocês é deixar a palavra de Deus agir dentro de vocês. Em outras palavras, é ter uma verdadeira compreensão da palavra de Deus na sua prática da palavra. Talvez vocês tenham pouca habilidade para compreender a palavra de Deus, mas, quando vocês a praticam, Deus pode remediar essa deficiência, então vocês devem não só conhecer muitas verdades, mas também praticá-las. Esse é o enfoque maior, que não pode ser ignorado. Jesus suportou muitas humilhações e muito sofrimento em Seus trinta e três anos e meio. Ele sofreu tão grandemente só porque praticou a verdade, fez a vontade de Deus em todas as coisas e só Se importou com a vontade de Deus. Esse foi um sofrimento que Ele não teria passado se conhecesse a verdade e não a praticasse. Se tivesse seguido os ensinamentos dos judeus e seguido os fariseus, Jesus não teria sofrido. Você pode aprender, com os feitos de Jesus, que a eficácia da obra de Deus no homem vem da cooperação do homem, e isso é algo que vocês devem reconhecer. Teria Jesus sofrido como sofreu na cruz se não tivesse praticado a verdade? Poderia Ele ter feito uma oração tão dolorosa se não tivesse agido de acordo com a vontade de Deus? Portanto, vocês deveriam sofrer pelo bem de praticar a verdade; esse é o tipo de sofrimento a que uma pessoa deveria se submeter.

Extraído de ‘Quando compreender a verdade, você deve colocá-la em prática’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 425

Na prática, guardar os mandamentos deveria estar vinculado a colocar a verdade em prática. Ao mesmo tempo que se guardam os mandamentos, deve-se praticar a verdade. Quando se pratica a verdade, não se devem violar os princípios dos mandamentos nem ir contra os mandamentos; você deve fazer tudo que Deus exige de você. Guardar os mandamentos e praticar a verdade estão interligados, não são contraditórios. Quanto mais você praticar a verdade, mais capaz você se torna de guardar a essência dos mandamentos. Quanto mais você praticar a verdade, mais compreenderá a palavra de Deus como expressa nos mandamentos. Praticar a verdade e guardar os mandamentos não são ações contraditórias, são interligadas. No início, o homem só pode praticar a verdade e alcançar o esclarecimento do Espírito Santo após guardar os mandamentos, mas essa não é a intenção original de Deus. Deus exige que você coloque seu coração em adorá-Lo, não apenas que você se comporte bem. No entanto, você deve guardar os mandamentos ao menos superficialmente. Aos poucos, por meio da experiência, após ganharem um entendimento mais claro de Deus, as pessoas deixarão de se rebelar contra Deus, de resistir a Ele e não terão mais quaisquer dúvidas sobre Sua obra. Essa é a única maneira como as pessoas podem se ater à essência dos mandamentos. Logo, meramente guardar os mandamentos sem praticar a verdade é ineficaz e não constitui adoração verdadeira a Deus, pois você ainda não atingiu estatura real. Guardar os mandamentos sem a verdade equivale apenas a aderir às regras com rigidez. Ao fazer isso, os mandamentos se tornariam sua lei, o que não lhe ajudaria a crescer na vida. Pelo contrário, eles se tornariam seu fardo e o amarrariam firmemente como a lei do Antigo Testamento, fazendo com que você perdesse a presença do Espírito Santo. Portanto, você pode guardar os mandamentos efetivamente só praticando a verdade, e você guarda os mandamentos para praticar a verdade. No processo de guardar os mandamentos, você colocará ainda mais verdades em prática e, ao praticar a verdade, você ganhará um entendimento ainda mais profundo daquilo que os mandamentos realmente significam. O propósito e o sentido por trás da exigência de Deus de que o homem deve guarde os mandamentos não é só para que ele siga as regras, como ele talvez imagine; tem a ver, antes, com sua entrada na vida. A extensão de seu crescimento na vida dita o grau em que você será capaz de guardar os mandamentos. Embora os mandamentos devam ser guardados pelo homem, a sua essência só se torna aparente por meio da experiência de vida do homem. A maioria das pessoas supõe que guardar bem os mandamentos significa que elas estão “completamente preparadas, e tudo que resta a ser feito é ser arrebatado”. Isso é um tipo extravagante de ideia e não está alinhado à vontade de Deus. Aqueles que dizem tais coisas não desejam progredir e cobiçam a carne. É absurdo! Não corresponde à realidade! Só praticar a verdade sem realmente guardar os mandamentos não é a vontade de Deus. Aqueles que fazem isso são aleijados; são como pessoas a quem falta uma perna. Simplesmente guardar os mandamentos como que obedecendo a regras, mas não possuir a verdade — isso tampouco é capaz de satisfazer a vontade de Deus; como aqueles a quem falta um olho, as pessoas que fazem isso também sofrem de uma forma de deficiência. Pode-se dizer que, se guardar bem os mandamentos e ganhar uma compreensão clara do Deus prático, então você possuirá a verdade. Falando em termos relativos, você terá ganhado estatura real. Se praticar a verdade que deveria praticar, você também guardará os mandamentos, e essas duas coisas não contradizem uma à outra. Praticar a verdade e guardar os mandamentos são dois sistemas, ambos os quais são partes integrantes da experiência de vida da pessoa. Sua experiência deve constituir uma integração, não uma divisão, de guardar os mandamentos e praticar a verdade. Todavia, há diferenças e vínculos entre essas duas coisas.

Extraído de ‘Guardando os mandamentos e praticando a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 426

A promulgação dos mandamentos na era nova é um testemunho ao fato de que todos as pessoas nessa corrente, todos aqueles que hoje ouvem a voz de Deus, entraram numa era nova. É um novo começo para a obra de Deus e, também, o início da última parte da obra no plano de gerenciamento de seis mil anos de Deus. Os mandamentos da era nova simbolizam que Deus e o homem entraram no reino de um novo céu e uma nova terra e que Deus, do mesmo modo que Jeová operou entre os israelitas e Jesus operou entre os judeus, fará mais obra prática e ainda mais e ainda maior obra na terra. Eles simbolizam também que esse grupo de pessoas receberá mais e maiores comissões de Deus, e será sustentado, alimentado, apoiado, cuidado e protegido por Ele de maneira prática, receberá Dele treinamento ainda mais prático, e será tratado, quebrantado e refinado pela palavra de Deus. O significado dos mandamentos da era nova é muito profundo. Eles sugerem que Deus realmente aparecerá na terra, a partir de onde Ele conquistará o universo inteiro, revelando toda a Sua glória na carne. Eles sugerem também que o Deus prático fará mais obra prática na terra a fim de aperfeiçoar todos os Seus escolhidos. Além disso, Deus realizará tudo na terra com palavras e tornará manifesto o decreto que “o Deus encarnado subirá à maior altura e será magnificado, e todos os povos e todas as nações se ajoelharão para adorar a Deus — que é grande”. Embora os mandamentos da era nova tenham de ser guardados pelo homem e embora fazer isso seja o dever do homem e sua obrigação, o significado que eles representam é, antes, profundo demais para ser inteiramente expresso em uma ou duas palavras. Os mandamentos da era nova substituem as leis do Antigo Testamento e as ordenanças do Novo Testamento promulgadas por Jeová e Jesus. Essa é uma lição mais profunda, não é uma questão tão simples como as pessoas talvez imaginem. Existe um aspecto de significado prático nos mandamentos da nova era: eles servem como interface entre a Era da Graça e a Era do Reino. Os mandamentos da era nova põem um fim a todas as práticas e ordenanças da era antiga como também a todas as práticas da era de Jesus e àquelas anteriores a ela. Eles trazem o homem para a presença do Deus mais prático, permitindo que ele comece a ser aperfeiçoado por Ele pessoalmente; eles são o início da senda do aperfeiçoamento. Assim, vocês deveriam possuir uma atitude correta com relação aos mandamentos da era nova e não devem segui-los negligentemente nem desprezando eles. Os mandamentos da era nova colocam ênfase em certo ponto: que o homem deve adorar o Próprio Deus prático de hoje, o que envolve submeter-se à essência do Espírito de maneira mais prática. Os mandamentos também salientam o princípio pelo qual Deus há de julgar o homem ou como culpado ou como justo após Ele Se manifestar como o Sol da justiça. Os mandamentos são mais fáceis de entender do que de colocar em prática. Isso mostra que, se Deus deseja aperfeiçoar o homem, então Ele deve fazê-lo por meio de Suas próprias palavras e orientação, e o homem não pode alcançar a perfeição apenas por via de sua própria inteligência inata. Se o homem pode ou não guardar os mandamentos da era nova tem a ver com seu conhecimento do Deus prático. Logo, se você pode ou não guardar os mandamentos não é uma questão que será resolvida numa questão de meros dias. Essa é uma lição muito profunda a ser aprendida.

Extraído de ‘Guardando os mandamentos e praticando a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 427

A prática da verdade é uma senda pela qual a vida do homem pode crescer. Se vocês não praticarem a verdade, então ficarão com nada além de teoria e não terão vida real. A verdade é o símbolo da estatura do homem, e se você pratica ou não a verdade tem relação com se você tem ou não estatura real. Se você não pratica a verdade, não age com justiça ou é influenciado pelas emoções e pelo cuidado com sua carne, você está longe de guardar os mandamentos. Essa é a mais profunda das lições. Em cada era há muitas verdades nas quais as pessoas precisam entrar e compreender, mas há, em cada era, também diferentes mandamentos que acompanham essas verdades. As verdades que as pessoas praticam se relacionam com a era específica, e o mesmo vale para os mandamentos que guardam. Cada era tem suas próprias verdades a serem praticadas e seus mandamentos a serem guardados. No entanto, dependendo dos diferentes mandamentos promulgados por Deus — ou seja, dependendo das diferentes eras — o objetivo e o efeito da prática da verdade pelo homem diferem proporcionalmente. Pode-se dizer que os mandamentos servem à verdade, e a verdade existe para manter os mandamentos. Se houver apenas verdade, então não haverá mudanças na obra de Deus sobre as quais se possa falar. Todavia, ao combiná-la com os mandamentos, o homem pode identificar a extensão das tendências na obra do Espírito Santo, e o homem pode saber em qual era Deus opera. Na religião, há muitas pessoas que podem praticar as verdades que eram praticadas pelas pessoas na Era da Lei. No entanto, elas não possuem os mandamentos da nova era nem podem guardá-los. Elas ainda observam os caminhos antigos e continuam como seres humanos primordiais. Não são acompanhadas pelos novos métodos de operar e não conseguem ver os mandamentos da era nova. Sendo assim, elas não têm a obra de Deus. É como se tivessem apenas cascas de ovos vazias: se não houver um pintinho dentro da casca, então não há espírito. Em termos mais exatos, significa que elas não têm vida. Tais pessoas ainda não entraram na era nova e ficaram muitos passos para trás. Portanto, ter as verdades de eras mais antigas, mas não ter os mandamentos da era nova é inútil. Muitos de vocês praticam a verdade de hoje, mas não guardam seus mandamentos. Você não ganhará nada, e a verdade que você pratica não terá valor nem sentido algum, e Deus não elogiará você. Praticar a verdade deve ser feito dentro dos parâmetros dos métodos da obra atual do Espírito Santo; deve-se fazê-lo em resposta à voz do Deus prático hoje. Se não fizer isso, tudo é nulo, semelhante a tentar tirar água usando uma cesta de bambu. Esse também é o significado prático da promulgação dos mandamentos da era nova. Se as pessoas devem obedecer aos mandamentos, no mínimo elas deveriam conhecer o Deus prático que aparece na carne, sem confusão. Em outras palavras, as pessoas deveriam compreender os princípios de obedecer aos mandamentos. Obedecer aos mandamentos não significa segui-los casual ou arbitrariamente, mas obedecer a eles com uma base, com um objetivo e com princípios. A primeira coisa a ser alcançada é que suas visões sejam claras. Se tiver compreensão cabal da obra do Espírito Santo no tempo atual e se entrar nos métodos de operar de hoje, então você ganhará naturalmente um entendimento claro de guardar os mandamentos. Se vier o dia em que você enxergar a essência dos mandamentos da era nova e puder guardá-los, então você terá sido aperfeiçoado. Esse é o significado prático de praticar a verdade e guardar os mandamentos. Se você pode ou não praticar a verdade depende de como você percebe a essência dos mandamentos da era nova. A obra do Espírito Santo há de aparecer ao homem continuamente, e Deus exigirá cada vez mais do homem. Portanto, as verdades que o homem realmente colocar em prática aumentarão em número e se tornarão maiores, e os efeitos de guardar os mandamentos se tornarão mais profundos. Logo, vocês devem praticar a verdade e guardar os mandamentos ao mesmo tempo. Ninguém deveria negligenciar essa questão; que a nova verdade e os novos mandamentos começam simultaneamente nesta era nova.

Extraído de ‘Guardando os mandamentos e praticando a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 428

Muitas pessoas são capazes de falar um pouco sobre a prática e sobre suas impressões pessoais, mas grande parte disso é a iluminação ganha das palavras dos outros. Não inclui nada de suas práticas pessoais, nem incluem o que elas veem a partir de suas experiências. Eu dissequei essa questão anteriormente; não pense que Eu não sei de nada. Você não passa de um tigre de papel, no entanto, fala em conquistar Satanás, em dar testemunhos vitoriosos e em viver a imagem de Deus? Quanta bobagem! Você acha que todas as palavras ditas por Deus hoje são para você admirar? Sua boca fala em renunciar ao seu velho eu e colocar a verdade em prática, mas suas mãos estão realizando outras ações e seu coração está tramando outros planos — que tipo de pessoa você é? Por que seu coração e suas mãos não são uma coisa só? Toda essa pregação se tornou palavras vazias; não é desolador? Se você é incapaz de colocar a palavra de Deus em prática, isso prova que você ainda não entrou no caminho pelo qual o Espírito Santo opera, você ainda não teve a obra do Espírito Santo em você e ainda não teve Sua orientação. Se você diz que é capaz apenas de entender a palavra de Deus, mas não de colocá-la em prática, então você é uma pessoa que não ama a verdade. Deus não vem para salvar esse tipo de pessoa. Jesus sofreu enorme agonia quando foi crucificado a fim de salvar os pecadores, salvar os pobres e salvar todas aquelas pessoas humildes. Sua crucificação serviu como uma oferta pelo pecado. Se você não consegue praticar a palavra de Deus, então deveria partir o mais rapidamente possível; não se demore na casa de Deus feito um parasita. Muitos até acham difícil parar de fazer coisas que claramente resistem a Deus. Não estão pedindo a morte? Como podem falar em entrar no reino de Deus? Teriam a audácia de ver o rosto Dele? Comer alimentos que Ele fornece a você, fazer coisas erradas que se opõem a Deus, ser mal-intencionado, insidioso e ardiloso, mesmo enquanto Deus permite que você desfrute das bênçãos que Ele lhe concedeu — você não sente que elas lhes queimam as mãos quando as recebe? Não sente a face corar? Tendo feito algo em oposição a Deus, tendo executado planos para “se tornar desonesto”, você não se sente assustado? Se você não sente nada, como pode falar sobre um futuro qualquer? Já não havia futuro para você há muito tempo, portanto, que expectativas maiores você ainda pode ter? Se você diz algo desavergonhado, mas não sente reprovação, e seu coração não tem consciência, isso não significa que você já foi abandonado por Deus? Falar e agir de maneira indulgente e incontida tornou-se sua natureza; como você poderá ser aperfeiçoado por Deus assim? Você seria capaz de sair pelo mundo afora? Quem seria convencido por você? Aqueles que conhecem sua verdadeira natureza manteriam distância. Isso não é punição de Deus? No fim de contas, se há apenas fala sem prática, não há crescimento. Embora o Espírito Santo possa estar operando em você enquanto você fala, se você não praticar, o Espírito Santo cessará de operar. Se você continuar assim, como será possível falar em algum futuro ou em entregar todo seu ser à obra de Deus? Você só pode falar de oferecer todo o seu ser, no entanto, você não deu seu amor verdadeiro a Deus. Tudo que Ele recebe de você é uma devoção verbal; não Lhe é dada a sua intenção de praticar a verdade. Seria essa sua real estatura? Se você continuasse assim, quando seria aperfeiçoado por Deus? Você não se sente ansioso em relação ao seu futuro obscuro e sombrio? Você não sente que Deus perdeu a esperança em você? Você não sabe que Deus deseja aperfeiçoar mais pessoas, e pessoas mais novas? As coisas antigas podem se sustentar? Você não está dando atenção às palavras de Deus hoje: você está esperando pelo amanhã?

Extraído de ‘Uma pessoa que alcança a salvação é aquela que está disposta a praticar a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 429

Erguer as palavras de Deus e ser capaz de explicá-las despudoradamente não significa estar de posse da realidade; as coisas não são tão simples como você imagina. Estar de posse da realidade não tem por base o que você diz; antes, tem por base o que vive. Só quando as palavras de Deus se tornam a sua vida e a sua expressão natural você pode dizer que tem realidade, e só então pode ser contado como tendo ganhado entendimento verdadeiro e estatura real. Você precisa ser capaz de suportar o exame por longos períodos de tempo e precisa ser capaz de viver a semelhança que é exigida por Deus. Isso não deve ser mera pose; precisa fluir de você naturalmente. Só então você possuirá realidade verdadeiramente, e só então terá ganhado vida. Permita-Me usar o exemplo da provação dos servidores, com a qual todos estão familiarizados: qualquer um pode oferecer as teorias mais grandiosas a respeito de servidores, e todos têm um entendimento decente do assunto; eles falam disso, e cada discurso supera o último, como se fosse uma competição. Todavia, se o homem não passou por uma grande provação, então é muito difícil dizer que ele tem um testemunho bom para dar. Em suma, o viver do homem ainda é muito deficiente, inteiramente contrário a seu entendimento. Portanto, ele ainda tem de se tornar a real estatura do homem e ainda não é a vida do homem. Como o entendimento do homem não foi trazido à realidade, sua estatura ainda é como um castelo construído na areia, que balança e está à beira do desmoronamento. O homem possui pouquíssima realidade; é quase impossível encontrar alguma realidade no homem. Há pouquíssima realidade fluindo naturalmente do homem, e toda a realidade que ele vive foi forçada. Essa é a razão de Eu dizer que o homem não possui realidade. Embora aleguem que seu amor por Deus nunca muda, isso é simplesmente o que as pessoas dizem antes de ter enfrentado quaisquer provações. Quando, um dia, forem confrontadas repentinamente com provações, as coisas de que falam resultarão uma vez mais em desacordo com a realidade, e isso provará de novo que o homem não possui realidade. Pode-se dizer que toda vez que você encontra coisas que não se ajustam às suas noções e que exigem que você se ponha de lado, essas coisas são as suas provações. Antes que a vontade de Deus seja revelada, todos passam por um teste rigoroso e uma provação imensa. Você consegue compreender isso? Quando quer provar as pessoas, Deus sempre lhes permite fazer suas escolhas antes que a verdade real seja revelada. Isso significa que, quando estiver sujeitando o homem a provações, Deus nunca lhe dirá a verdade; essa é a maneira pela qual as pessoas são expostas. Essa é uma maneira de Deus realizar a Sua obra, para ver se você conhece o Deus de hoje, bem como se você possui alguma realidade. Você está verdadeiramente livre de dúvidas a respeito da obra de Deus? Você será capaz de verdadeiramente permanecer firme quando uma grande provação lhe sobrevier? Quem se atreve a dizer: “Eu garanto que não haverá problema”? Quem se atreve a afirmar: “Os outros podem ter dúvidas, mas eu nunca duvidarei”? É exatamente como quando Pedro foi submetido às provações: ele sempre se vangloriou antes que a verdade fosse revelada. Essa não é uma falha pessoal exclusiva de Pedro; essa é a maior dificuldade que todo homem enfrenta atualmente. Se Eu fosse visitar uns poucos lugares ou fizesse uma visita a uns poucos irmãos e irmãs para ver qual é seu entendimento da obra de Deus da atualidade, vocês certamente seriam capazes de dizer muito sobre o seu conhecimento e pareceriam não ter quaisquer dúvidas. Se Eu lhe perguntasse: “Você consegue realmente determinar que a obra de hoje é realizada pelo Próprio Deus? Sem dúvida alguma?”, é certo que você responderia: “Sem nenhuma dúvida, é a obra realizada pelo Espírito de Deus”. Tendo respondido de tal maneira, seguramente você não sentiria um pingo de dúvida e até se sentiria muito satisfeito, pensando ter ganho um pouco de realidade. Aqueles que tendem a entender as coisas desse jeito são pessoas que possuem menos realidade; quanto mais alguém pensa que a ganhou, menos será capaz de permanecer firme quando confrontado com provações. Ai daqueles que são arrogantes e soberbos, ai daqueles que não têm conhecimento de si mesmos; tais pessoas são peritas em falar, mas acabam sendo as piores quando põem suas palavras em ação. Ao menor sinal de problema, essas pessoas começam a ter dúvidas, e a ideia de desistir entra sorrateira em suas mentes. Elas não possuem realidade alguma; têm apenas teorias que estão acima da religião, sem qualquer realidade exigida agora por Deus. Tenho muito nojo daqueles que só falam de teorias sem possuir realidade alguma. Eles gritam o mais alto que podem enquanto executam seu trabalho, mas, assim que deparam com a realidade, desmoronam. Isso não mostra que essas pessoas não têm realidade? Por mais que o vento e as ondas sejam ferozes, se você puder permanecer de pé sem permitir que um pingo de dúvida entre em sua mente, e se puder permanecer firme e livre de negação, até mesmo quando não restar mais ninguém, então você será contado como tendo entendimento verdadeiro e genuinamente em posse de realidade. Se você se virar para a direção à qual o vento sopra — se seguir a maioria e aprender a papaguear o discurso dos outros —, então, por mais eloquente que seja, isso não será prova de que você possui realidade. Portanto, Eu sugiro que você não seja prematuro e grite palavras vazias. Você sabe o que Deus vai fazer? Não se comporte como outro Pedro, para não causar vergonha a si mesmo e perder a capacidade de manter a cabeça erguida; isso não fará bem a ninguém. A maioria das pessoas não tem estatura real. Embora tenha realizado um bom tanto da obra, Deus não trouxe a realidade para as pessoas; para ser mais exato, Ele nunca castigou ninguém pessoalmente. Algumas pessoas foram expostas por tais provações, com suas mãos pecadoras chegando cada vez mais longe, pensando que é fácil levar a melhor sobre Deus, que podem fazer o que bem querem. Já que não são capazes de suportar nem esse tipo de provação, provações mais desafiadoras estão fora de questão para elas, assim como a posse da realidade. Elas não estão apenas tentando enganar Deus? Possuir realidade não é algo que possa ser falsificado, nem a realidade é algo que você possa alcançar por conhecê-la. Isso depende da sua estatura real, bem como de se você pode ou não suportar todas as provações. Você compreende?

Extraído de ‘Só pôr a verdade em prática é possuir realidade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 430

Deus não exige das pessoas a mera capacidade de falar sobre a realidade; isso seria fácil demais, não seria? Por que, então, Deus fala da entrada na vida? Por que Ele fala sobre transformação? Se as pessoas são capazes apenas de uma conversa vazia sobre a realidade, então podem alcançar uma transformação em seu caráter? Os bons soldados do reino não são treinados para ser um grupo de pessoas que só podem falar sobre a realidade ou se vangloriar; antes, são treinados para viver as palavras de Deus a todo momento, permanecer inflexíveis, apesar dos reveses que enfrentarem, e viver constantemente de acordo com as palavras de Deus e não voltar ao mundo. Essa é a realidade da qual Deus fala; essa é a exigência de Deus para o homem. Assim, não considere a realidade mencionada por Deus como sendo simples demais. O mero esclarecimento do Espírito Santo não equivale à posse da realidade. Tal não é a estatura do homem — é a graça de Deus, para a qual o homem não contribui em nada. Cada pessoa deve suportar os sofrimentos de Pedro e, ainda mais, possuir a glória de Pedro, que ela vive após ter ganhado a obra de Deus. Só isso pode ser chamado de realidade. Não pense que você possui a realidade só porque pode falar dela; isso é uma falácia. Tais pensamentos não concordam com a vontade de Deus e não têm significação real. Não diga essas coisas no futuro — suprima tais dizeres! Todos aqueles com um entendimento falso das palavras de Deus são descrentes. Eles não têm conhecimento real algum, muito menos qualquer estatura real; são pessoas ignorantes que carecem de realidade. Em outras palavras, todos aqueles que vivem fora da essência das palavras de Deus são descrentes. Aqueles considerados descrentes pelas pessoas são bestas aos olhos de Deus, e aqueles considerados descrentes por Deus são pessoas que não têm as palavras de Deus como sua vida. Pode, portanto, ser dito que aqueles que não possuem a realidade das palavras de Deus e que não vivem Suas palavras são descrentes. A intenção de Deus é fazer com que todos vivam a realidade de Suas palavras — não simplesmente que todos falem sobre a realidade, mas, mais que isso, capacitar todos a viver a realidade de Suas palavras. A realidade que o homem percebe é superficial demais; não tem valor e não pode satisfazer a vontade de Deus. É baixa demais e nem sequer merece menção. É deficiente demais e fica muito aquém dos padrões das exigências de Deus. Cada um de vocês será submetido a uma grande inspeção para ver quem dentre vocês sabe simplesmente como falar sobre o seu entendimento sem ser capaz de apontar a senda, bem como para descobrir quem dentre vocês é lixo inútil. Lembre-se disso a partir de agora! Não fale de conhecimento vazio; fale apenas sobre a senda da prática e sobre a realidade. Faça a transição do conhecimento real para a prática real e, depois, passe da prática para o viver real. Não passe um sermão nos outros e não fale sobre o conhecimento real. Se o seu entendimento é uma senda, então deixe suas palavras seguirem livres sobre ele; se não for, então, por favor, cale a sua boca e pare de falar! O que você diz é inútil. Você fala de entendimento a fim de iludir a Deus e fazer os outros invejarem você. Não é essa a sua ambição? Você não está brincando com os outros deliberadamente? Há algum valor nisso? Se falar de entendimento depois de tê-lo experimentado, você não será visto como um gabarola. Do contrário, você é alguém que cospe fora palavras arrogantes. Há muitas coisas em sua experiência real que você não consegue superar, e você não consegue se rebelar contra a própria carne; está sempre fazendo o que quer, nunca satisfazendo a vontade de Deus — mas ainda tem o descaro de falar sobre o entendimento teórico. Você é desavergonhado! Você ainda é ousado demais para falar do seu entendimento das palavras de Deus. Quanta impudência sua! Discursar e gabar-se passou a ser a sua natureza absoluta, e você se acostumou a fazer assim. Toda vez que deseja falar, você o faz com facilidade, mas, quando se trata de praticar, você se entrega às ornamentações. Isso não é um modo de enganar os outros? Você pode ser capaz de iludir os homens, mas Deus não pode ser ludibriado. Os homens são inconscientes e não têm discernimento, mas Deus é sério em relação a tais questões e Ele não o poupará. Seus irmãos e irmãs podem defender você, louvar seu entendimento e admirá-lo, mas, se você não possuir realidade, o Espírito Santo não o poupará. Talvez o Deus prático não busque suas falhas, mas o Espírito de Deus o ignorará, e isso já será difícil o bastante para você suportar. Você acredita nisso? Fale mais sobre a realidade da prática; você já se esqueceu? Fale mais sobre as sendas práticas; você já se esqueceu? “Ofereça menos teorias grandiosas e conversa inflada e sem valor; é melhor começar a prática a partir de agora.” Você esqueceu essas palavras? Não entende de jeito nenhum? Não tem compreensão da vontade de Deus?

Extraído de ‘Só pôr a verdade em prática é possuir realidade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 431

Vocês devem estar aprendendo lições mais realistas. Não há necessidade dessas palavras pretensiosas e vazias que as pessoas admiram. Quando se trata de falar sobre conhecimento, o de cada um é mais elevado do que o do antecedente, mas eles ainda não têm a senda para a prática. Quantas pessoas entenderam os princípios da prática? Quantas já aprenderam lições reais? Quem é capaz de comunicar a realidade? Ser capaz de falar sobre o conhecimento das palavras de Deus não significa que você tem estatura genuína; mostra apenas que você nasceu inteligente, que é talentoso. Se você é incapaz de indicar a senda, então o resultado será em vão, e você não passará de lixo inútil! Você não está fingindo, se é incapaz de dizer alguma coisa sobre uma senda real para a prática? Você não está fingindo, se é incapaz de oferecer as próprias experiências reais aos outros, fornecendo, assim, lições com as quais podem aprender ou uma senda que possam seguir? Você não é uma falsificação? Que valor você tem? Tal pessoa só poderia desempenhar o papel de “inventor da teoria do socialismo”, e não de “colaborador para a realização do socialismo”. Não ter a realidade é não ter a verdade. Não ter a realidade é não prestar para nada. Não ter a realidade é ser um cadáver ambulante. Não ter a realidade é ser um “pensador marxista-leninista”, sem valor de referência. Exorto cada um a se calar sobre teoria e falar de algo real, algo genuíno e substancial; estudar alguma “arte moderna”, falar de algo realista, contribuir com alguma realidade e ter algum espírito de dedicação. Encare a realidade quando você falar; não se entregue a conversas irreais e exageradas para fazer as pessoas se sentirem felizes ou se sentarem e observarem você. Onde está o valor em agir assim? De que adianta levar as pessoas a tratar você calorosamente? Sejam um pouco “artísticos” em seu discurso, sejam um pouco mais justos em sua conduta, sejam um pouco mais razoáveis em como lidam com as coisas, sejam um pouco mais realistas ao se dirigir às pessoas, pensem em beneficiar a casa de Deus em todos os seus atos, escutem sua consciência quando ficarem emocionados, não retribuam a bondade com ódio nem sejam ingratos com a bondade, e não sejam hipócritas para que não sejam má influência. Ao comer e beber as palavras de Deus, liguem-nas mais à realidade, e, ao se comunicar, falem mais sobre coisas realistas. Não sejam condescendentes; isso não satisfará a Deus. Em suas interações com os outros, sejam um pouco mais tolerantes, um pouco mais complacentes, um pouco mais magnânimos, e aprendam com o “espírito do primeiro-ministro”[a]. Ao ter pensamentos que não são bons, pratiquem abandonar mais a carne. Quando estiverem trabalhando, falem mais sobre sendas realistas, e não sejam elevados demais, caso contrário aquilo que dizem será inalcançável para as pessoas. Menos desfrute, mais contribuição — mostrem seu espírito abnegado de dedicação. Deem mais atenção às intenções de Deus, ouçam mais sua consciência, sejam mais atentos, e não se esqueçam de como Deus fala paciente e sinceramente com vocês todos os dias. Leiam o “velho almanaque” com mais frequência. Orem mais e comunguem mais vezes. Deixem de ser tão confusos; mostrem mais bom senso e ganhem alguma percepção. Quando sua mão pecadora se estender, retirem-na e não permitam que se estenda tanto. Isso é inútil, e o que vocês recebem de Deus não passará de maldições, então tenham cuidado. Permitam ao seu coração sentir pena dos outros, e não ataquem sempre com armas nas mãos. Comunguem mais sobre o conhecimento da verdade e falem mais sobre a vida, preservando um espírito de ajudar os outros. Façam mais e falem menos. Dediquem-se mais à prática e menos à pesquisa e análise. Deixem-se comover mais pelo Espírito Santo, e deem a Deus mais oportunidades para aperfeiçoá-los. Eliminem mais elementos humanos; vocês ainda possuem jeitos humanos demais de fazer as coisas, e sua maneira superficial de fazer as coisas e sua conduta continuam repugnantes para os outros: eliminem mais destas coisas. Seu estado psicológico ainda é extremamente detestável; passem mais tempo corrigindo-o. Vocês ainda dão às pessoas status demais; deem mais status a Deus, e não sejam tão irracionais. O “templo” sempre pertenceu a Deus, e não deveria ser tomado por pessoas. Em suma, concentrem-se mais na justiça e menos nas emoções. É melhor eliminar a carne. Falem mais sobre realidade e menos sobre conhecimento; o melhor é ficar em silêncio e não dizer nada. Falem mais da senda da prática, e façam menos discursos inflados sem valor. É melhor começar a praticar já.

Extraído de ‘Concentre-se mais na realidade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Nota de rodapé:

a. O espírito do primeiro-ministro: um ditado clássico chinês usado para descrever uma pessoa que é liberal e generosa.

Palavras diárias de Deus Trecho 432

As exigências que Deus faz às pessoas não são todas tão elevadas. Se fizerem um pouco de esforço, as pessoas poderão receber uma “nota suficiente para passar”. Na verdade, é mais complicado entender, conhecer e compreender a verdade do que praticar a verdade. Conhecer e compreender a verdade vem depois de praticar a verdade; esses são os passos e o método da obra do Espírito Santo. Como você poderia não obedecer a isso? Você poderá ganhar a obra do Espírito Santo fazendo as coisas do seu jeito? O Espírito Santo opera ao bel-prazer de você ou baseado nas deficiências que você tem de acordo com as palavras de Deus? Não tem sentido se você não consegue ver isso claramente. Por que é que a maioria das pessoas despendeu tanto esforço lendo as palavras de Deus, mas tem apenas conhecimento e não consegue depois dizer nada sobre uma senda real? Você acha que possuir conhecimento equivale a possuir a verdade? Esse não é um ponto de vista confuso? Você pode falar de tanto conhecimento quanto há areia na praia, mas nenhuma parte dele contém senda real alguma. Com isso, você não está enganando as pessoas? Você não está fazendo uma demonstração vazia, sem nenhuma substância para sustentá-la? Todo comportamento como esse é prejudicial às pessoas! Quanto mais elevada e mais desprovida de realidade é a teoria, mais incapaz ela é de levar as pessoas para a realidade; quanto mais elevada a teoria, mais ela faz você desafiar e se opor a Deus. Não trate as teorias mais elevadas como um tesouro precioso; elas são perniciosas e não servem a propósito nenhum! Talvez algumas pessoas possam falar das teorias mais elevadas — mas estas não contêm nada da realidade, pois essas pessoas não as vivenciaram pessoalmente, e, portanto, não têm senda alguma para a prática. Essas pessoas são incapazes de levar os outros para a trilha certa e apenas os levarão a desviar-se. Isso não é prejudicial para as pessoas? No mínimo, você deve ser capaz de resolver os problemas atuais das pessoas e permitir que elas alcancem a entrada; apenas isso conta como dedicação, e só então você estará qualificado para trabalhar para Deus. Não use sempre palavras grandiosas e extravagantes, e não use um punhado de práticas inadequadas para forçar as pessoas a lhe obedecer. Fazer isso não surtirá efeito algum e só aumentará a confusão das pessoas. Seguir com isso resultará em muita doutrina, o que fará com que as pessoas o detestem. Essa é a deficiência do homem, e é realmente mortificante. Portanto, fale mais sobre problemas que realmente existem. Não trate as experiências dos outros como propriedade privada e compartilhe-as para que os outros possam admirá-las; você deve buscar uma saída individual. Isso é o que cada pessoa deveria colocar em prática.

Se o que você comunica pode dar às pessoas uma senda para percorrer, então isso significa que você tem a realidade. Não importa o que diga, você deve trazer as pessoas para a prática e dar a todas uma senda que possam seguir. Não lhes permita apenas ter conhecimento; mais importante é ter uma senda para percorrer. Para crer em Deus, as pessoas precisam percorrer a senda liderada por Deus em Sua obra. Isto é, o processo de crer em Deus é o processo de percorrer a senda liderada pelo Espírito Santo. Consequentemente, você deve ter uma senda que possa percorrer, haja o que houver, e você deve seguir a senda de ser aperfeiçoado por Deus. Não fique muito para trás, e não se ocupe com coisas demais. Você só pode receber a obra do Espírito Santo e possuir a senda de entrada se percorrer a senda liderada por Deus sem causar interrupções. Somente isso equivale a estar alinhado com às intenções de Deus e ao cumprimento do dever do homem. Como um indivíduo nessa corrente, cada pessoa deve cumprir seu dever adequadamente, fazer mais do que as pessoas deveriam estar fazendo, e não agir obstinadamente. As pessoas que executam seu trabalho devem falar claramente, as pessoas que seguem devem se concentrar mais em suportar a adversidade e obedecer, e cada um deve se restringir ao seu lugar e não sair da linha. Deveria estar claro no coração de cada pessoa como cada uma deveria praticar e que função deveria cumprir. Tome a senda liderada pelo Espírito Santo; não se desvie nem seja incorreto. Você deve enxergar claramente a obra atual. Entrar no método da obra atual é o que vocês deveriam praticar. É a primeira coisa em que vocês devem entrar. Não desperdicem mais palavras em outras coisas. Fazer a obra atual da casa de Deus é sua responsabilidade, entrar no método da obra atual é seu dever, e praticar a verdade atual é seu fardo.

Extraído de ‘Concentre-se mais na realidade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 433

Deus é um Deus prático: toda a Sua obra é prática, todas as palavras que Ele fala são práticas e todas as verdades que expressa são práticas. Tudo que não são Suas palavras é vazio, inexistente e infundado. Hoje, o Espírito Santo vai guiar as pessoas na direção das palavras de Deus. Se as pessoas estão aspirando a entrar na realidade, então elas devem buscar a realidade e conhecer a realidade, após o que devem experimentar a realidade e viver a realidade. Quanto mais as pessoas conhecem a realidade, mais são capazes de discernir se as palavras dos outros são reais; quanto mais as pessoas conhecem a realidade, menos noções elas têm; quanto mais as pessoas experimentam a realidade, mais elas conhecem os feitos do Deus de realidade e mais fácil é para elas se libertarem de seu caráter corrupto e satânico; quanto mais realidade as pessoas têm, mais conhecem Deus e mais detestam a carne e amam a verdade; e quanto mais realidade as pessoas têm, mais próximas ficam dos padrões das exigências de Deus. As pessoas que são ganhas por Deus são aquelas que se apossaram da realidade, que conhecem a realidade e que vieram a conhecer os feitos reais de Deus ao experimentar a realidade. Quanto mais você cooperar com Deus de uma maneira prática e disciplinar seu corpo, quanto mais você obtiver mais obterá a obra do Espírito Santo, mais ganhará realidade e mais será esclarecido por Deus — e, assim, maior se tornará seu conhecimento dos feitos reais de Deus. Se você for capaz de viver na luz presente do Espírito Santo, então a presente senda para a prática se tornará mais clara para você, e você será mais capaz de separar-se das noções religiosas e das velhas práticas do passado. Hoje, a realidade é o foco: quanto mais realidade as pessoas têm, mais claro é seu conhecimento da verdade e maior sua compreensão da vontade de Deus. A realidade pode superar todas as letras e doutrinas, pode superar toda teoria e habilidade, e quanto mais as pessoas se concentram na realidade mais verdadeiramente elas amam a Deus e têm fome e sede de Suas palavras. Se você sempre se concentrar na realidade, então sua filosofia de vida, suas noções religiosas e sua índole natural serão naturalmente expurgadas após a obra de Deus. Aqueles que não perseguem a realidade, e que não têm conhecimento da realidade, são propensos a buscar o que é sobrenatural e com facilidade serão enganados. O Espírito Santo não tem meios para operar em tais pessoas, e por isso elas se sentem vazias e percebem que sua vida não tem significado.

O Espírito Santo só pode operar em você quando você realmente treina, realmente procura, realmente ora e está disposto a sofrer pela busca da verdade. Aqueles que não buscam a verdade nada têm além de letras e doutrinas, e de teoria vazia, e aqueles que estão sem a verdade naturalmente têm muitas noções sobre Deus. Pessoas como essas almejam apenas que Deus transforme seu corpo carnal num corpo espiritual de modo que elas possam subir ao terceiro céu. Quão tolas essas pessoas são! Todos os que dizem tais coisas não têm conhecimento de Deus, nem da realidade; pessoas como essas possivelmente não conseguem cooperar com Deus e só podem esperar passivamente. Se as pessoas vão entender a verdade e ver a verdade claramente, e se, além disso, vão entrar na verdade e colocá-la em prática, então elas precisam realmente treinar, realmente procurar e realmente ter fome e sede. Quando você tiver fome e sede e quando de fato cooperar com Deus, certamente o Espírito de Deus tocará você e operará dentro de você, o que lhe trará mais esclarecimento e lhe dará maior conhecimento da realidade, e será de maior ajuda para sua vida.

Extraído de ‘Como conhecer a realidade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 434

Se vão conhecer Deus, as pessoas devem saber primeiro que Deus é um Deus prático, e devem conhecer as palavras de Deus, a manifestação prática de Deus na carne e a obra prática de Deus. Só depois de saber que tudo na obra de Deus é prático, você será capaz de cooperar efetivamente com Deus, e só por meio dessa senda você será capaz de obter o crescimento de sua vida. Todos aqueles que não têm conhecimento da realidade não têm meios de experimentar as palavras de Deus, estão enredados em suas noções, vivem em sua imaginação e, portanto, não têm conhecimento das palavras de Deus. Quanto maior o seu conhecimento da realidade, mais perto de Deus você está e mais íntimo é Dele; quanto mais buscar a imprecisão, a abstração e a doutrina, mais você se desviará de Deus, e então mais sentirá que experimentar as palavras de Deus é árduo e difícil, e que você é incapaz de entrar. Se você deseja entrar na realidade das palavras de Deus e na trilha certa de sua vida espiritual, primeiro deve conhecer a realidade e separar-se de coisas vagas e sobrenaturais — ou seja, primeiro você deve entender como o Espírito Santo realmente o esclarece e o guia a partir de seu interior. Assim, se você puder compreender verdadeiramente a obra real do Espírito Santo dentro do homem, terá entrado na trilha certa de ser aperfeiçoado por Deus.

Hoje, tudo começa com a realidade. A obra de Deus é a mais real e pode ser tocada pelas pessoas; ela é o que as pessoas podem experimentar e alcançar. Nas pessoas, há muita coisa que é vaga e sobrenatural, que as impede de conhecer a obra atual de Deus. Assim, em suas experiências, elas sempre se desviam e sempre sentem que as coisas são difíceis, e tudo isso é causado por suas noções. As pessoas são incapazes de compreender os princípios da obra do Espírito Santo, elas não conhecem a realidade, e assim são sempre negativas em sua senda para entrar. Elas olham de longe para as exigências de Deus, incapazes de alcançá-las; elas simplesmente veem que as palavras de Deus de fato são boas, mas não conseguem encontrar a senda para entrar. O Espírito Santo opera segundo este princípio: por meio da cooperação das pessoas, por meio de sua ativa oração, busca e aproximação com Deus, resultados podem ser alcançados, e elas podem ser esclarecidas e iluminadas pelo Espírito Santo. Não é o caso em que o Espírito Santo age unilateralmente, ou em que o homem age unilateralmente. Ambos são indispensáveis, e quanto mais as pessoas cooperam e quanto mais perseguem a realização dos padrões das exigências de Deus, maior é a obra do Espírito Santo. Só a verdadeira cooperação das pessoas, somada à obra do Espírito Santo, pode produzir experiências reais e o conhecimento substancial das palavras de Deus. Gradualmente, por experimentar dessa maneira, uma pessoa perfeita é finalmente produzida. Deus não faz coisas sobrenaturais; nas noções das pessoas, Deus é todo-poderoso e tudo é feito por Deus — o que resulta no fato de que as pessoas esperam passivamente, não leem as palavras de Deus nem oram e simplesmente aguardam o toque do Espírito Santo. Aquelas com uma compreensão correta, entretanto, acreditam nisto: as ações de Deus só podem ir até onde a minha cooperação for, e o efeito que a obra de Deus tem em mim depende de como eu coopero. Quando Deus fala, eu deveria fazer tudo que posso para buscar as palavras de Deus e me esforçar; é isso que eu deveria alcançar.

Extraído de ‘Como conhecer a realidade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 435

Quantos hábitos religiosos você observa? Quantas vezes já se rebelou contra a palavra de Deus e seguiu seu próprio caminho? Quantas vezes você pôs em prática a palavra de Deus porque realmente é atencioso com Seus fardos e procura satisfazer Sua vontade? Você deve compreender a palavra de Deus e, consequentemente, colocá-la em prática. Tenha princípios em todas as suas ações e seus feitos, embora isso não signifique cumprir regras nem fazer algo com má vontade só para aparecer; ao contrário, significa praticar a verdade e viver segundo a palavra de Deus. Somente uma prática tal como esta satisfaz a Deus. Qualquer conduta que agrada a Deus não é uma regra, mas a prática da verdade. Algumas pessoas têm propensão a atrair atenção para si mesmas. Na presença de seus irmãos e irmãs, talvez digam que estão em dívida com Deus, mas, pelas costas, não praticam a verdade e agem de maneira totalmente diferente. Não são eles fariseus religiosos? Uma pessoa que realmente ama a Deus e possui a verdade é alguém que é leal a Deus, mas não se exibe exteriormente como tal. Tal pessoa dispõe-se a praticar a verdade quando surgem situações e não fala nem age de forma que vá contra a sua consciência. Esse tipo de pessoa demonstra sabedoria quando as questões surgem e age com princípios independentemente das circunstâncias. Esse tipo de pessoa pode fornecer serviço verdadeiro. Há alguns que costumam falar da boca para fora de suas dívidas com Deus; passam os dias de cenho franzido de preocupação, assumem um ar afetado e fingem ser lamentáveis. Que desprezíveis! E se você perguntasse a eles: “Você pode me dizer de que forma você está em dívida com Deus?”, eles ficariam sem palavras. Se você é leal a Deus, não saia por aí falando disso; em vez disso, demonstre seu amor por Deus por meio da prática real e ore a Ele com um coração verdadeiro. Aqueles que lidam com Deus apenas verbal e superficialmente são todos hipócritas! Alguns falam de dívida com Deus toda vez que oram e começam a chorar toda vez que oram, mesmo sem ser movidos pelo Espírito Santo. Pessoas como essas são possuídos por noções e rituais religiosos; elas vivem seguindo tais noções e rituais, sempre acreditando que essas ações agradam a Deus e que Ele favorece piedade superficial ou lágrimas aflitas. Que bem pode vir de pessoas tão absurdas? Para demonstrar sua humildade, algumas fingem graciosidade quando falam na presença de outros. Algumas são propositalmente servis na presença de outras pessoas, agindo como cordeiros sem um pingo de força. Essa conduta é adequada para as pessoas do reino? Pessoas do reino deveriam ser vívidas e livres, inocentes e abertas, honestas e adoráveis e viver num estado de liberdade. Deveriam ter integridade e dignidade e ser capazes de dar testemunho aonde quer que forem; tais pessoas são amadas tanto por Deus quanto pelos homens. Aquelas que são novas na fé mantêm muitas práticas exteriores; elas devem passar primeiro por um período de tratamento e quebrantamento. Pessoas que têm fé em Deus lá no fundo não são externamente distinguíveis de outras, mas suas ações e seus feitos são louváveis. Só tais pessoas podem ser consideradas pessoas que vivem a palavra de Deus. Se você prega o evangelho todo dia para várias pessoas num esforço de levá-las à salvação, mas, no fim, continua a viver segundo regras e doutrinas, então você não pode trazer glória a Deus. Tais pessoas são figuras religiosas e também hipócritas.

[…]

O que representam as boas ações superficiais dos humanos? Elas representam a carne, e nem mesmo as melhores práticas exteriores representam a vida; elas só podem mostrar seu temperamento individual. As práticas exteriores da humanidade não podem satisfazer o desejo de Deus. Você fala constantemente da sua dívida com Deus, mas não consegue suprir a vida dos outros ou inspirá-los a amar a Deus. Você crê que essas suas ações satisfarão a Deus? Você sente que suas ações estão alinhadas com a vontade de Deus e que são do espírito, mas, na verdade, são todas um absurdo! Você crê que o que lhe agrada e o que você está disposto a fazer são precisamente as coisas em que Deus Se delicia. Seus gostos podem representar Deus? Pode o caráter de uma pessoa representar a Deus? O que agrada a você é justamente o que Deus abomina, e seus hábitos são o que Deus abomina e rejeita. Se você se sente em dívida, vá orar perante Deus; não há necessidade de falar disso com outras pessoas. Se você não ora diante de Deus e, em vez disso, fica constantemente chamando atenção para si mesmo na presença dos outros, pode isso satisfazer a vontade de Deus? Se suas ações existem sempre apenas em aparência, então isso significa que você é vaidoso ao extremo. Que tipo de humano é esse que realiza somente boas ações superficiais e é desprovido de realidade? Tais pessoas são fariseus e figuras religiosas hipócritas! Se vocês não se livrarem de suas práticas exteriores e não conseguirem fazer mudanças, então os elementos de hipocrisia que há em vocês crescerão ainda mais. Quanto maiores forem seus elementos de hipocrisia, maior será a resistência a Deus. No final, tais pessoas serão certamente eliminadas!

Extraído de ‘Na fé, é preciso concentrar-se na realidade: engajar-se em ritual religioso não é fé’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 436

Para restaurar a semelhança de uma pessoa normal, isso é, para alcançar uma humanidade normal, as pessoas não podem simplesmente agradar a Deus com suas palavras. Elas apenas prejudicam a si mesmas fazendo isso, e isso não beneficia a sua entrada nem a sua transformação. Portanto, para alcançar transformação, as pessoas precisam praticar pouco a pouco. Elas devem entrar devagar, buscar e explorar um pouco por vez, entrar a partir do positivo e viver uma vida prática de verdade, uma vida de um santo. A partir disso, coisas reais, eventos reais e ambientes reais permitem que as pessoas tenham treinamento prático. Não se requer que as pessoas falem da boca para fora; em vez disso, elas devem se treinar em ambientes reais. Primeiro, as pessoas notam que seu calibre é baixo e, então, comem e bebem das palavras de Deus normalmente, e também entram e praticam normalmente; só assim elas podem obter realidade, e é assim que a entrada pode ocorrer ainda mais rapidamente. Para transformar as pessoas, precisa haver alguma praticidade; elas devem praticar com coisas reais, eventos reais e ambientes reais. É possível alcançar treinamento verdadeiro só por depender da vida da igreja? As pessoas poderão entrar na realidade desse jeito? Não! Se as pessoas são incapazes de entrar na vida real, então elas são incapazes de transformar seus velhos estilos de vida e maneiras de fazer as coisas. Isso não se deve inteiramente à preguiça das pessoas ou ao alto nível de dependência, em vez disso, é porque elas simplesmente não têm a capacidade de viver e, além disso, não têm compreensão do padrão de Deus para a semelhança de uma pessoa normal. No passado, as pessoas estavam sempre conversando, falando, comunicando-se — e até viravam “oradoras” — todavia, nenhuma delas buscava transformação no seu caráter de vida; ao contrário, elas buscavam cegamente teorias profundas. Assim, as pessoas de hoje devem mudar esse estilo religioso de crença em Deus na vida delas. Elas devem entrar na prática concentrando-se em um evento, uma coisa, uma pessoa. Elas devem fazê-lo com foco — só assim poderão obter resultados. A transformação das pessoas começa com uma mudança em sua substância. A obra deve ser direcionada à substância das pessoas, sua vida, à preguiça, dependência e servilismo delas — e só assim elas podem ser transformadas.

Embora a vida da igreja possa produzir resultados em algumas áreas, a questão principal ainda é que a vida real pode transformar as pessoas. A natureza antiga de uma pessoa não pode ser transformada sem a vida real. Tomemos, por exemplo, a obra de Jesus durante a Era da Graça. Quando Jesus aboliu as leis anteriores e estabeleceu os mandamentos da nova era, Ele falou utilizando exemplos de fato da vida real. Enquanto Jesus conduzia Seus discípulos pelo campo de trigo em um sábado, Seus discípulos ficaram com fome e arrancaram espigas de grãos para comer. Os fariseus viram isso e disseram que eles não estavam guardando o sábado. Disseram também que as pessoas estavam proibidas de salvar os bezerros que haviam caído em um poço no sábado, dizendo que nenhum trabalho poderia ser realizado no sábado. Jesus citou esses incidentes para, aos poucos, anunciar os mandamentos da nova era. Na época, Ele usou muitos assuntos práticos para ajudar as pessoas a entender e se transformar. Esse é o princípio pelo qual o Espírito Santo realiza Sua obra, e é a única maneira que pode transformar as pessoas. Sem questões práticas, as pessoas só podem ganhar um entendimento teórico e intelectual — essa não é uma maneira eficaz de transformar as pessoas. Então, como se pode adquirir sabedoria e percepção por meio de treinamento? As pessoas poderiam adquirir sabedoria e discernimento simplesmente ouvindo, lendo e ampliando seu conhecimento? Como poderia ser assim? As pessoas devem entender e vivenciar na vida real! Portanto, deve-se treinar e não se deve afastar da vida real. As pessoas devem prestar atenção aos diferentes aspectos e ter entrada em vários aspectos: nível de educação, expressividade, capacidade de enxergar as coisas, discernimento, habilidade de entender as palavras de Deus, o bom senso e regras de humanidade, e as outras coisas relacionadas à humanidade com as quais as pessoas devem estar equipadas. Após ter alcançado o entendimento, as pessoas devem se concentrar na entrada, e só então a transformação poderá ser alcançada. Se alguém alcançou entendimento, mas negligenciou a prática, como pode ocorrer transformação? No momento, as pessoas entendem muito, mas não vivem a realidade; assim, elas têm pouco entendimento substancial das palavras de Deus. Você foi apenas marginalmente iluminado; você recebeu um pouco de iluminação do Espírito Santo, mas não tem entrada na vida real — ou talvez nem se importe com a entrada — desse modo, a sua transformação é diminuída. Depois de tanto tempo, as pessoas entendem muito. Elas são capazes de falar bastante sobre seu conhecimento de teorias, mas seu caráter exterior permanece o mesmo e seu calibre original permanece como era, não avançando nem um pouco. Se for esse o caso, quando finalmente você entrará?

Extraído de ‘Discutindo a vida da igreja e a vida real’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 437

A vida da igreja não passa de um tipo de vida em que as pessoas se reúnem para saborear as palavras de Deus, e isso perfaz apenas uma ínfima parte da vida de uma pessoa. Se a vida real das pessoas também pudesse ser como sua vida da igreja — incluindo uma vida espiritual normal, saboreando as palavras de Deus, orando e estando perto de Deus normalmente, vivendo uma vida real em que tudo é realizado de acordo com a vontade de Deus, vivendo uma vida real em que tudo é realizado de acordo com a verdade, vivendo uma vida real de praticar orações e praticar ficar em silêncio diante de Deus, de praticar o canto de hinos e a dança — então esse é o único tipo de vida que traria as pessoas para uma vida das palavras de Deus. A maioria das pessoas se concentra apenas nas várias horas de sua vida da igreja sem “cuidar” de sua vida fora daquelas horas, como se não fossem uma preocupação para elas. Também, há muitos que só entram na vida dos santos quando comem e bebem as palavras de Deus, cantando hinos ou orando, e depois voltam ao seu estado antigo fora desses momentos. Viver assim não pode transformar as pessoas, muito menos fazer com que elas conheçam a Deus. Ao crer em Deus, se as pessoas desejam transformação de seu caráter, elas não devem se separar da vida real. Na vida real, você deve conhecer a si mesmo, renunciar a si mesmo, praticar a verdade e também aprender os princípios, bom senso e regras de conduta própria em todas as coisas antes de ser capaz de alcançar uma transformação gradual. Se você se concentrar apenas no conhecimento teórico e viver apenas em meio a cerimônias religiosas sem entrar profundamente na realidade, sem entrar na vida real, você nunca entrará na realidade, você nunca conhecerá a si mesmo, a verdade ou a Deus, e você será para sempre cego e ignorante. A obra de Deus de salvar as pessoas não é permitir que elas vivam vidas humanas normais depois de um curto período, nem é transformar suas noções e doutrinas errôneas. Antes, Seu propósito é mudar o caráter antigo das pessoas, mudar todo o seu antigo jeito de viver, e mudar todos os seus modos de pensar e sua perspectiva mental ultrapassados. Concentrar-se apenas na vida da igreja não mudará os velhos hábitos de vida das pessoas nem os velhos modos como viveram por muito tempo. Não importa o que aconteça, as pessoas não devem se desligar da vida real. Deus pede que as pessoas vivam a humanidade normal na vida real, não apenas na vida da igreja; que vivam a verdade na vida real, não apenas na vida da igreja; e que realizem suas funções na vida real, não apenas na vida da igreja. Para entrar na realidade, é preciso direcionar tudo para a vida real. Se, ao acreditar em Deus, as pessoas não puderem chegar a se conhecer por meio da entrada na vida real, se não puderem viver a humanidade normal na vida real, então elas se tornarão fracassos. Todos aqueles que desobedecem a Deus não podem entrar na vida real. Todas são pessoas que falam de humanidade, mas vivem a natureza de demônios. Todas são pessoas que falam da verdade, mas, ao invés disso, vivem doutrinas. Os que são incapazes de viver a verdade na vida real são os que acreditam em Deus, mas são detestados e rejeitados por Ele. Você tem de praticar sua entrada na vida real, conhecer suas próprias deficiências, desobediência e ignorância, e conhecer sua humanidade anormal e suas fraquezas. Dessa forma, seu conhecimento será integrado à sua condição e dificuldades reais. Somente esse tipo de conhecimento é real e pode permitir que você realmente compreenda sua própria condição e alcance a transformação de caráter.

Agora que o aperfeiçoamento das pessoas começou formalmente, você deve entrar na vida real. Portanto, para alcançar transformação, você deve partir da entrada na vida real e se transformar pouco a pouco. Se você evita a vida humana normal e só fala de assuntos espirituais, então as coisas se tornam áridas e monótonas; elas se tornam irrealistas, e, então, como poderiam as pessoas se transformar? Agora você está sendo instruído a entrar na vida real para praticar, a fim de estabelecer um fundamento para entrar na verdadeira experiência. Esse é um aspecto do que as pessoas devem fazer. A obra do Espírito Santo é principalmente guiar, enquanto o restante depende da prática e da entrada das pessoas. Todos podem obter entrada na vida real por meio de sendas diferentes, de modo que podem trazer Deus para a vida real e viver uma humanidade normal real. Esse é o único tipo de vida com sentido!

Extraído de ‘Discutindo a vida da igreja e a vida real’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 438

Anteriormente, foi mencionado que ter a presença do Espírito Santo e ter a obra do Espírito Santo são diferentes. O estado normal de ter a presença do Espírito Santo se manifesta em ter pensamentos normais, razão normal e humanidade normal. O caráter de uma pessoa permanecerá como costumava ser, mas internamente ela terá paz e externamente ela terá o decoro de um santo. Assim será quando o Espírito Santo estiver com ela. Quando alguém tem a presença do Espírito Santo, seu pensamento é normal. Quando tem fome quer comer, quando tem sede quer beber água… Tais manifestações de humanidade normal não são o esclarecimento do Espírito Santo, são os pensamentos normais das pessoas e o estado normal de ter a presença do Espírito Santo. Algumas pessoas creem erroneamente que aqueles que têm a presença do Espírito Santo não sentem fome, não sentem cansaço e parecem não pensar na família, tendo quase completamente se divorciado da carne. Na verdade, quanto mais o Espírito Santo está com as pessoas, mais normais elas são. Sabem sofrer e desistir de coisas por Deus, despender-se por Deus e ser leais a Deus; além disso, pensam em comer e se vestir. Em outras palavras, não perderam nada da humanidade normal que o homem deve ter e, pelo contrário, são especialmente dotadas de razão. Às vezes, leem as palavras de Deus e refletem sobre a obra de Deus, e há fé em seus corações, e estão dispostas a buscar a verdade. É claro que a obra do Espírito Santo é baseada nesse alicerce. Se as pessoas não têm pensamentos normais, elas não têm razão — isso não é um estado normal. Quando as pessoas têm pensamentos normais e o Espírito Santo está com elas, certamente possuem a razão de um homem normal e, assim, têm um estado normal. Na experiência da obra de Deus, ter obra do Espírito Santo acontece ocasionalmente, enquanto ter a presença do Espírito Santo é quase constante. Enquanto a razão e os pensamentos das pessoas são normais e enquanto seus estados são normais, então, o Espírito Santo seguramente está com elas. Quando a razão e os pensamentos das pessoas não são normais, a humanidade delas não é normal. Se, neste momento, a obra do Espírito Santo estiver em você, então o Espírito Santo certamente também estará com você. Mas se o Espírito Santo estiver com você, não quer dizer que a obra do Espírito Santo está definitivamente operando dentro de você, pois o Espírito Santo opera em momentos especiais. Ter a presença do Espírito Santo pode apenas manter a existência normal das pessoas, mas o Espírito Santo só opera em determinados momentos. Por exemplo, se você é um líder ou colaborador, quando você rega e provê sustento para a igreja, o Espírito Santo o iluminará para algumas palavras que são edificantes para outros e podem resolver alguns dos problemas práticos de seus irmãos e irmãs — nesses momentos, o Espírito Santo está operando. Às vezes, quando você está comendo e bebendo as palavras de Deus, o Espírito Santo o ilumina com certas palavras que são especialmente relevantes para as suas próprias experiências, permitindo-lhe ganhar um maior conhecimento sobre seu próprio estado; isso também é a obra do Espírito Santo. Às vezes, enquanto Eu falo, vocês escutam e são capazes de comparar seus próprios estados com Minhas palavras e, às vezes, vocês são tocados ou inspirados; tudo isso é a obra do Espírito Santo. Alguns dizem que o Espírito Santo está operando neles o tempo todo. Isso é impossível. Se dissessem que o Espírito Santo está sempre com eles, seria realista. Se dissessem que o pensamento e a razão deles são normais o tempo todo, isso também seria realista e mostraria que o Espírito Santo está com eles. Se disserem que o Espírito Santo está sempre operando dentro deles, que são iluminados por Deus e tocados pelo Espírito Santo a todo momento, e que ganham novo conhecimento o tempo todo, então isso absolutamente não é normal! É completamente sobrenatural! Sem sombra de dúvida, tais pessoas são espíritos malignos! Mesmo quando o Espírito de Deus entra na carne, há momentos em que Ele precisa descansar e comer — para não dizer nada dos humanos. Aqueles que foram possuídos por espíritos malignos parecem não ter a fraqueza da carne. São capazes de renunciar a tudo, de abrir mão de tudo, estão livres de emoções, são capazes de suportar tormentos, não sentem o menor cansaço, como se tivessem transcendido a carne. Isso não é extremamente sobrenatural? A obra dos espíritos malignos é sobrenatural — nenhum humano poderia realizar essas. Aqueles que carecem de discernimento sentem inveja quando veem tais pessoas: dizem que têm tanto vigor em sua crença em Deus, têm grande fé e nunca demonstram o menor sinal de fraqueza! Na verdade, tudo isso é a manifestação da obra de um espírito maligno. Isso é porque as pessoas normais inevitavelmente têm fraquezas humanas; esse é o estado normal daqueles que têm a presença do Espírito Santo.

Extraído de ‘Prática (4)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 439

O que significa dizer permanecer firme em seu testemunho? Algumas pessoas dizem que simplesmente seguem como o fazem agora e não se preocupam se são capazes de ganhar a vida; elas não buscam a vida, mas também não voltam atrás. Reconhecem apenas que este estágio da obra é realizado por Deus. Isso não é falhar em seu testemunho? Tais pessoas nem ao menos dão testemunho de terem sido conquistados. Aqueles que foram conquistados seguem independentemente de tudo mais e são capazes de buscar a vida. Não só acreditam no Deus prático, como também sabem seguir todos os arranjos de Deus. Assim são aqueles que dão testemunho. Aqueles que não dão testemunho nunca buscaram a vida e ainda estão seguindo adiante confundidos. Você pode seguir, mas isso não significa que você tenha sido conquistado, pois não tem nenhum entendimento da obra atual de Deus. Certas condições devem ser satisfeitas de modo a ser conquistado. Nem todos os que seguem foram conquistados, pois em seu coração você não entende nada sobre por que deve seguir o Deus de hoje, nem sabe como chegou até o dia de hoje, quem o sustentou até hoje. A maneira de algumas pessoas praticarem a fé em Deus é sempre confusa e desorientada; portanto, seguir não significa necessariamente que você tem testemunho. O que é exatamente um testemunho verdadeiro? O testemunho de que se fala aqui tem duas partes: um é o testemunho de ter sido conquistado, o outro é o testemunho de ter sido aperfeiçoado (que, é claro, será o testemunho dado após as grandes provações e tribulações do futuro). Em outras palavras, se você for capaz de permanecer firme durante as tribulações e provações, terá dado o segundo passo do testemunho. O que é fundamental hoje é o primeiro passo do testemunho: ser capaz de permanecer firme durante todas as instâncias das provações de castigo e julgamento. Esse é o testemunho de ter sido conquistado. A razão disso é que hoje é o tempo da conquista. (Você deveria saber que agora é o tempo da obra de Deus na terra; a principal obra do Deus encarnado na terra é conquistar, por meio do julgamento e castigo, esse grupo de pessoas na terra que O segue.) Se você é ou não capaz de dar testemunho de ter sido conquistado não só depende de você ser capaz ou não de seguir até o fim, mas, mais importante, quando você experimenta cada passo da obra de Deus, de ser capaz ou não do verdadeiro entendimento do castigo e julgamento de Deus, e de realmente perceber ou não toda essa obra. Você não será capaz de escapar por meramente seguir até o fim. Você deve ser capaz de se submeter voluntariamente durante cada instância de castigo e julgamento, deve ser capaz de entender de verdade cada passo da obra que experimentar, e deve ser capaz de alcançar o conhecimento do caráter de Deus e obediência ao caráter de Deus. Esse é o testemunho final de ter sido conquistado que é exigido de você. O testemunho de ter sido conquistado se refere primeiramente ao seu conhecimento da encarnação de Deus. Essa etapa é principalmente o testemunho da encarnação de Deus. Não importa o que você faça ou diga diante das pessoas do mundo ou daqueles que detêm poder; o que importa acima de tudo é você ser capaz ou não de obedecer a todas as palavras da boca de Deus e a toda Sua obra. Portanto, esta etapa do testemunho é dirigida a Satanás e a todos os inimigos de Deus — os demônios e os hostis que não creem que Deus será encarnado uma segunda vez e que virá realizar uma obra ainda maior, e, além disso, não creem no fato do retorno de Deus à carne. Em outras palavras, é dirigida a todos os anticristos — a todos os inimigos que não creem na encarnação de Deus.

Pensar em Deus e ansiar por Deus não prova que você foi conquistado por Ele; isso depende de você crer ou não que Ele é o Verbo tornada carne, de crer ou não que a Palavra Se tornou carne, de crer ou não que o Espírito Se tornou a Palavra e de que a Palavra apareceu na carne. Esse é o principal testemunho. Não importa como você segue, nem como você se despende; o que crucial é se você é capaz ou não de descobrir, a partir dessa humanidade normal, que a Palavra Se tornou carne e o Espírito da verdade Se realizou na carne — que toda a verdade, o caminho e a vida vieram na carne e que o Espírito de Deus verdadeiramente chegou na terra e o Espírito chegou na carne. Embora, superficialmente, isso possa parecer diferente da concepção pelo Espírito Santo, nesta obra você é capaz de ver mais claramente que o Espírito já Se realizou na carne e, além disso, que o Verbo Se tornou carne e a Palavra apareceu na carne, e você pode entender o verdadeiro significado das palavras: “No princípio era o Verbo (a Palavra), e o Verbo (a Palavra) estava com Deus, e Verbo (Palavra) era Deus”. Além disso, você deve entender que a Palavra de hoje é Deus, o Verbo é Deus, e eis que a Palavra Se torna carne. Esse é o melhor testemunho que você pode dar. Isso prova que você possui o verdadeiro conhecimento de Deus tornado carne — você não só é capaz de conhecê-Lo, mas também está ciente de que o caminho que você trilha hoje é o caminho da vida e o caminho da verdade. O estágio da obra que Jesus realizou apenas cumpriu a substância de “o Verbo estava com Deus”: a verdade de Deus estava com Deus, e o Espírito de Deus estava com a carne e era inseparável daquela carne. Isto é, a carne de Deus encarnado estava com o Espírito de Deus, que é a prova maior de que Jesus encarnado foi a primeira encarnação de Deus. Este estágio da obra cumpre exatamente o significado interno de “a Palavra Se torna carne”, emprestando um significado mais profundo a “o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus” e permite que você acredite firmemente nas palavras “No princípio era o Verbo”. Isso significa que, no momento da criação, Deus possuía palavras, Suas palavras estavam com Ele e eram inseparáveis Dele e, na era final, Ele torna ainda mais claro o poder e autoridade de Suas palavras, e permite ao homem ver todos os Seus caminhos — ouvir todas as Suas palavras. Assim é a obra da era final. Você deve chegar a conhecer essas coisas completamente. Isso não é uma questão de conhecer a carne, mas de como você entende a carne e a Palavra, a carne e o Verbo. Esse é o testemunho que você deve dar, aquilo que todos devem conhecer. Porque esta é a obra da segunda encarnação — e a derradeira vez em que Deus Se torna carne —, ela completa integralmente o significado da encarnação, executa e revela completamente toda a obra de Deus na carne, e encerra a era de Deus estar na carne. Portanto, você deve entender o significado da encarnação. Não importa o quanto você se ocupe ou quão bem você realize outros assuntos externos; o que importa é você ser realmente capaz de se submeter ao Deus encarnado e dedicar todo o seu ser a Deus, e obedecer a todas as palavras que procedem de Sua boca. É isso que você deveria fazer e o que você deveria obedecer.

O último passo de testemunho é um testemunho de se você é ou não capaz de ser aperfeiçoado — ou seja, ter entendido todas as palavras proferidas pela boca de Deus encarnado, você vem a possuir o conhecimento de Deus e adquire certeza sobre Ele, você vive todas as palavras da boca de Deus e alcança as condições que Deus lhe pede — o estilo de Pedro e a fé de Jó — de tal modo que você é capaz obedecer até a morte, entregar-se completamente a Ele e, no final, alcançar uma imagem de uma pessoa que está de acordo com o padrão, o que significa a imagem de alguém que foi conquistado e aperfeiçoado após experimentar o julgamento e castigo de Deus. Esse é o testemunho final — é o testemunho que deve ser dado por alguém que, no fim, é aperfeiçoado. Essas são as duas etapas do testemunho que você deve dar; elas são interligadas e são ambas indispensáveis. Mas há uma coisa que você deve saber: o testemunho que Eu exijo de você hoje não é dirigido às pessoas do mundo, nem a um único indivíduo, mas àquilo que Eu peço a você. É medido por você ser capaz ou não de Me satisfazer e se pode satisfazer completamente ou não os padrões de Minhas exigências a cada um de vocês. É isso que vocês deveriam entender.

Extraído de ‘Prática (4)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 440

Quando vocês sofrem um pouco de constrangimento ou dificuldade, isso lhes faz bem; se vocês tivessem tudo fácil, seriam arruinados, e então como poderiam ser protegidos? Hoje, é porque são castigados, julgados e amaldiçoados que vocês recebem proteção. É porque sofreram muito que vocês são protegidos. Se não, há muito vocês teriam caído em depravação. Isso não é tornar as coisas difíceis para vocês intencionalmente — a natureza do homem é difícil de mudar, e deve ser dessa forma para que o caráter dele seja mudado. Hoje, vocês não têm nem a consciência nem o senso que Paulo possuía, não têm nem mesmo sua autoconsciência. Vocês sempre têm de ser pressionados e sempre têm de ser castigados e julgados para despertar seu espírito. Castigo e julgamento são o melhor para sua vida. E quando necessário, deve haver também o castigo dos fatos chegando sobre vocês; só então vocês se submeterão completamente. A natureza de vocês é tal que, sem castigo e maldição, vocês não estariam dispostos a inclinar sua cabeça, a se submeter. Sem os fatos diante de seus olhos, não haveria efeito algum. Vocês são muito inferiores e inúteis em caráter! Sem castigo e julgamento, seria difícil para vocês serem conquistados e difícil para que sua injustiça e sua desobediência fossem vencidas. Sua velha natureza está tão profundamente enraizada. Se vocês fossem colocados no trono, não teriam ideia da altura do céu e da profundidade da terra, muito menos de aonde estão indo. Vocês nem sabem de onde vieram, então como poderiam conhecer o Senhor da criação? Sem o castigo e a maldição oportunos de hoje, seus últimos dias teriam chegado há muito tempo. Isso sem mencionar seu destino — ele não está ainda mais em risco? Sem esse castigo e julgamento oportunos, quem sabe quão arrogantes ficariam e quão depravados vocês se tornariam. Esse castigo e esse julgamento trouxeram vocês até o dia de hoje e preservaram sua existência. Se vocês ainda fossem ensinados por meio dos mesmos métodos do seu “pai”, sabe-se lá em que reino entrariam! Vocês não têm habilidade de controlar-se e refletir sobre si mesmos. Para pessoas como vocês, se vocês simplesmente seguirem e obedecerem, sem causar interferência nem interrupções, Meus objetivos serão alcançados. Não seria melhor para vocês se aceitassem o castigo e o julgamento de hoje? Que outras escolhas vocês têm?

Extraído de ‘Prática (6)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 441

Quando se equipar para a vida, você deve se concentrar em comer e beber as palavras de Deus, deve ser capaz de falar sobre o conhecimento de Deus, de seus pontos de vista sobre a vida humana e, em particular, de seu conhecimento da obra feita por Deus durante os últimos dias. Já que você busca a vida, deve equipar-se com essas coisas. Quando você comer e beber as palavras de Deus, deve comparar a realidade de seu estado com elas. Isto é, quando descobrir falhas no curso de sua experiência real, você deve ser capaz de encontrar uma senda para a prática, de dar as costas às suas motivações e noções incorretas. Se você sempre se esforçar por essas coisas e se entregar de coração a alcançá-las, então, você terá uma senda a seguir, não se sentirá vazio, e assim você será capaz de manter um estado normal. Só então, você será uma pessoa que leva um fardo em sua vida, uma pessoa que tem fé. Por que é que algumas pessoas, depois de ler as palavras de Deus, são incapazes de colocá-las em prática? Não é porque não conseguem captar as coisas mais cruciais? Não é porque não levam a vida a sério? A razão pela qual não conseguem captar as coisas cruciais e não têm uma senda para a prática é que, quando leem as palavras de Deus, elas são incapazes de relacioná-las com o próprio estado, nem podem dominar o próprio estado. Algumas pessoas dizem: “Eu leio as palavras de Deus e relaciono meu próprio estado a elas, sei que sou corrupto e de calibre pobre, mas sou incapaz de satisfazer a vontade de Deus”. Você só viu a mera superfície; há muitas coisas reais que você não sabe: como colocar de lado os prazeres da carne, como deixar de lado a hipocrisia, como mudar a si mesmo, como entrar nessas coisas, como melhorar o seu calibre e a partir de qual aspecto começar. Você só capta umas poucas coisas superficialmente, e tudo que sabe é que você é verdadeiramente muito corrupto. Quando encontra seus irmãos e irmãs, você conversa sobre como você é corrupto, e parece que você se conhece e leva um grande fardo por sua vida. De fato, seu caráter corrupto não mudou, o que prova que você não encontrou a senda para a prática. Se você está liderando uma igreja, deve ser capaz de captar o estado dos irmãos e irmãs e mostrá-lo. Bastará dizer apenas: “Vocês são desobedientes e retrógrados!”? Não, você deve falar especificamente de como a desobediência e o atraso deles são manifestados. Você deve falar do estado desobediente, dos comportamentos desobedientes e do caráter satânico deles, e deve falar dessas coisas de tal maneira que eles fiquem totalmente convencidos da verdade em suas palavras. Use fatos e exemplos para explicar seus pontos, diga exatamente como eles podem fugir do comportamento rebelde e mostre a senda para a prática — é assim que se convence as pessoas. Só os que agem assim são capazes de liderar os outros; só eles possuem a verdade-realidade.

Extraído de ‘Prática (7)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 442

Dar testemunho de Deus é primeiramente uma questão de falar sobre seu conhecimento da obra de Deus, de como Deus conquista as pessoas, de como Ele as salva, de como as transforma; é uma questão de falar de como Ele guia as pessoas para entrarem na verdade-realidade, permitindo-lhes ser conquistadas, aperfeiçoadas e salvas por Ele. Dar testemunho significa falar de Sua obra e de tudo que você tem experimentado. Só a Sua obra pode representá-Lo e só a Sua obra pode revelá-Lo publicamente, em Sua inteireza; Sua obra dá testemunho Dele. Sua obra e Suas declarações representam diretamente o Espírito; a obra que Ele faz é executada pelo Espírito, e as palavras que Ele profere são faladas pelo Espírito. Essas coisas são meramente expressas por meio da carne encarnada de Deus, mas, na verdade, elas são expressões do Espírito. Toda a obra que Ele faz e todas as palavras que Ele profere representam Sua essência. Se, depois de revestir-Se de carne e vir entre os homens, Deus não falasse nem operasse e então lhes pedisse que conhecessem Seu realismo, Sua normalidade e Sua onipotência, você seria capaz disso? Você seria capaz de saber qual é a substância do Espírito? Você seria capaz de saber quais são os atributos de Sua carne? É só por terem experimentado cada etapa de Sua obra que Ele lhes pede para dar testemunho Dele. Se vocês não tivessem essa experiência, então Ele não insistiria para darem testemunho. Assim, quando você dá testemunho de Deus, não só testifica de Seu exterior de humanidade normal, mas também da obra que Ele faz e a senda que Ele lidera; você deve testificar de como foi conquistado por Ele e em que aspectos foi aperfeiçoado. Esse é o tipo de testemunho que você deveria dar. Seja onde for, se você clamar: “Nosso Deus veio para operar e Sua obra é verdadeiramente prática! Ele nos ganhou sem atos sobrenaturais, sem milagres e maravilhas de espécie alguma!”, outros perguntarão: “O que você quer dizer quando diz que Ele não opera milagres e maravilhas? Como Ele pôde ter conquistado você sem operar milagres e maravilhas?”. E você diz: “Ele fala e, sem uma demonstração de qualquer maravilha ou milagre, Ele nos conquistou. Sua obra nos conquistou”. No final, se você é incapaz de dizer qualquer coisa de substância, se você não consegue falar de especificidades, isso é testemunho verdadeiro? Quando Deus encarnado conquista as pessoas, são as Suas palavras divinas que o fazem. Humanidade não pode realizar isso; não é algo que qualquer mortal possa alcançar, e mesmo aqueles de calibre mais elevado entre as pessoas normais são incapazes disso, pois Sua divindade é mais elevada que qualquer ser criado. Isso é extraordinário para as pessoas; o Criador, afinal, é mais elevado que qualquer ser criado. Seres criados não podem ser mais elevados que o Criador; se você fosse mais elevado que Ele, Ele não seria capaz de conquistá-lo, e Ele só pode conquistá-lo porque é mais elevado que você. Aquele que pode conquistar toda a espécie humana é o Criador, e ninguém a não ser Ele pode fazer essa obra. Essas palavras são “testemunho” — o tipo de testemunho que você deveria dar. Passo a passo, você experimentou castigo, julgamento, refinamento, provações, reveses e tribulações e foi conquistado; você pôs de lado as expectativas da carne, suas motivações pessoais e os interesses íntimos da carne. Em outras palavras, as palavras de Deus conquistaram seu coração completamente. Embora não tenha crescido em sua vida tanto quanto Ele exige, você sabe todas essas coisas e está completamente convencido pelo que Ele faz. Então, isso pode ser chamado de testemunho, testemunho que é real e verdadeiro. A obra que Deus veio fazer, a obra de julgamento e castigo, tem por propósito conquistar o homem, mas Ele também está concluindo Sua obra, finalizando a era e executando a obra de conclusão. Ele está finalizando a era inteira, salvando toda a espécie humana, livrando-a do pecado de uma vez por todas; Ele está ganhando plenamente a raça humana que Ele criou. Você deveria dar testemunho de tudo isso. Você experimentou tanta coisa da obra de Deus, você a viu com os próprios olhos e a experimentou pessoalmente; quando tiver alcançado o verdadeiro fim, você não deve ser incapaz de desempenhar a função que lhe for incumbida. Que pena seria! No futuro, quando o evangelho tiver se espalhado, você deveria ser capaz de falar do seu conhecimento, testificar tudo que ganhou em seu coração e não poupar esforços. É isso que um ser criado deveria alcançar. Qual é o significado real desse estágio da obra de Deus? Qual é o seu efeito? E quanto dela é executado no homem? O que as pessoas deveriam fazer? Quando vocês puderem falar claramente de toda a obra que Deus encarnado tem feito desde que veio para a terra, então o seu testemunho estará completo. Quando você puder falar claramente dessas cinco coisas: o significado de Sua obra; seu conteúdo; sua substância; o caráter que representa e seus princípios, então isso provará que você é capaz de dar testemunho de Deus, que você realmente é possuidor de conhecimento. Minhas exigências para vocês não são muito elevadas e são alcançáveis por todos aqueles que buscam de verdade. Se está decidido a ser uma das testemunhas de Deus, você deve entender o que Deus odeia e o que Deus ama. Você experimentou muito de Sua obra; por meio dessa obra, você deve chegar a conhecer Seu caráter, entender Sua vontade e Suas exigências para os seres humanos, e usar esse conhecimento para testificar a respeito Dele e desempenhar seu dever. Você pode dizer apenas: “Conhecemos Deus. Seu julgamento e castigo são muito severos. Suas palavras são muito severas; elas são justas e grandiosas e não podem ser ofendidas por homem nenhum”, mas, no fim, essas palavras proveem para o homem? Qual é o efeito delas nas pessoas? Você realmente sabe que esta obra de julgamento e de castigo é a mais benéfica para você? O julgamento e o castigo de Deus estão expondo sua rebeldia e corrupção, não estão? Eles podem limpar e expelir aquelas coisas imundas e corruptas dentro de você, não podem? Se não houvesse julgamento e castigo, o que seria de você? Você realmente reconhece o fato de que Satanás o corrompeu até o grau mais profundo? Hoje, vocês deveriam se equipar com essas coisas e conhecê-las bem.

Extraído de ‘Prática (7)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 443

Vocês sabem com o que vocês necessitam estar equipados neste momento? Um aspecto disso envolve as visões sobre a obra, e o outro aspecto é a sua prática. Você deve captar esses dois aspectos. Se você não tiver visões em sua busca para fazer progresso na vida, então você não terá um fundamento. Se você tem apenas as sendas da prática, sem a menor visão, e não tem nenhuma compreensão da obra do plano de gerenciamento total, então você é um inútil. Você deve entender as verdades que envolvem visões e, quanto às verdades relativas à prática, precisa encontrar as sendas apropriadas da prática depois de as entender; você deve praticar de acordo com as palavras e entrar de acordo com as suas condições. As visões são o fundamento, e se você não prestar atenção a esse fato, não conseguirá acompanhar até o fim; experimentar dessa maneira levará você a se desviar ou então fará com que você caia e falhe. Não haverá maneira de você ter sucesso! Pessoas que não têm grandes visões como seu fundamento só podem falhar; não podem ter sucesso. Você não pode ficar firme! Você sabe o que envolve crer em Deus? Você sabe o que significa seguir a Deus? Sem visões, que senda você seguiria? Na obra de hoje, se você não tiver visões, você não será capaz, de modo algum, de ser completado. Em quem você acredita? Por que você acredita Nele? Por que você O segue? Você vê a sua fé como um tipo de jogo? Você está tratando a sua vida como uma espécie de brinquedo? O Deus de hoje é a maior visão. Quanto Dele você conhece? Quanto Dele você já viu? Tendo visto o Deus de hoje, o fundamento da sua crença em Deus é sólido? Você acha que alcançará a salvação enquanto seguir dessa maneira confusa? Você acha que pode pescar em águas turvas? É tão simples assim? Quantas noções a respeito das palavras que Deus declara hoje você pôs de lado? Você tem uma visão do Deus de hoje? Onde a sua compreensão sobre o Deus de hoje repousa? Você sempre acredita que pode obtê-Lo[a] só por segui-Lo, ou simplesmente por vê-Lo, e que ninguém será capaz de se livrar de você. Não assuma que seguir a Deus é uma questão tão fácil. A chave é que você deve conhecê-Lo, deve conhecer a Sua obra, e deve ter a vontade de suportar dificuldades pelo bem Dele, de sacrificar a sua vida por Ele, e de ser aperfeiçoado por Ele. Essa é a visão que você deveria ter. Não será aceitável que seus pensamentos estejam sempre inclinados a desfrutar da graça. Não suponha que Deus está aqui apenas para o desfrute das pessoas ou apenas para conceder-lhes graça. Você estaria errado! Se alguém não pode arriscar a vida para segui-Lo, se alguém não pode abandonar todas as posses mundanas para segui-Lo, então essa pessoa certamente não será capaz de continuar a segui-Lo até o fim! Você deve ter visões como seu fundamento. Se um infortúnio lhe sobrevier um dia, o que você deve fazer? Você ainda seria capaz de segui-Lo? Não diga levianamente se você seria capaz de seguir até o fim. Seria melhor você primeiro abrir bem os olhos para ver exatamente que tempo é este agora. Embora no momento vocês possam ser como pilares do templo, virá um tempo em que todos os pilares assim serão roídos pelos vermes, fazendo com que o templo desabe, pois, no presente, existem tantas visões das quais vocês carecem. Vocês só prestam atenção nos seus próprios mundos pequenos, e vocês não sabem qual é a maneira mais confiável e apropriada de buscar. Vocês não dão atenção à visão da obra de hoje, nem mantêm essas coisas em seu coração. Vocês já consideraram que, um dia, o seu Deus irá colocá-los em um lugar nada familiar? Vocês conseguem imaginar o que seria de vocês um dia, quando Eu pudesse arrancar tudo de vocês? Sua energia naquele dia seria como é agora? Sua fé reapareceria? Ao seguir a Deus, vocês devem conhecer essa visão maior que é “Deus”: essa é a questão mais importante. Também não assumam que, por romper com os homens mundanos para se tornarem santificados, que vocês estarão necessariamente na família de Deus. Nestes dias, é o Próprio Deus que está operando em meio à criação; é Ele quem veio entre as pessoas para fazer a Sua própria obra — não para realizar campanhas. Entre vocês, nem sequer um punhado de pessoas é capaz de saber que a obra de hoje é a obra do Deus no céu que Se tornou carne. Isso não é questão de transformar vocês em pessoas excepcionais de talento; isso é para ajudar vocês a conhecer o significado da vida humana, a conhecer o destino dos seres humanos e a conhecer a Deus e a Sua totalidade. Você deveria saber que você é um objeto da criação nas mãos do Criador. O que você deveria compreender, o que deveria fazer, e como deveria seguir a Deus — não são essas as verdades que você deve compreender? Não são essas as visões que deveria ver?

Uma vez que as pessoas tiveram visões, elas possuem um fundamento. Quando você praticar com base nesse fundamento, será muito mais fácil entrar. Sendo assim, você não terá dúvidas quando tiver um fundamento para entrar, e será muito fácil para você entrar. Esse aspecto de compreender visões e de conhecer a obra de Deus é crucial; vocês devem ter isso em seu arsenal. Se você não estiver equipado com esse aspecto da verdade e apenas souber como falar sobre as sendas da prática, então você terá um enorme defeito. Eu descobri que muitos de vocês não enfatizam esse aspecto da verdade, e, quando vocês o ouvem, parecem apenas estar ouvindo palavras e doutrinas. Algum dia você sairá perdendo. Há algumas declarações recentes que você não compreende bem e não aceita; nesses casos, você deve buscar pacientemente, e chegará o dia em que você realmente compreenderá. Equipe-se pouco a pouco com mais e mais visões. Mesmo que você compreenda apenas algumas doutrinas espirituais, isso ainda é melhor do que não prestar atenção alguma às visões, e ainda é melhor do que não compreender nada. Isso tudo é útil para a sua entrada e eliminará aquelas suas dúvidas. É melhor do que estar cheio de noções. Será muito melhor para você se você tiver essas visões como fundamento. Você não terá quaisquer dúvidas, e será capaz de entrar corajosa e confiantemente. Por que se importar sempre em seguir a Deus de uma maneira tão confusa e duvidosa? Isso não é o mesmo que enterrar sua cabeça na areia? Como seria bom entrar andando no reino com ar de superioridade! Por que estar tão cheio de dúvidas? Você não está se fazendo atravessar um absoluto inferno? Quando você tiver ganhado uma compreensão da obra de Jeová, da obra de Jesus e deste estágio da obra, então você terá um fundamento. No momento, você pode imaginar que isso é muito simples. Algumas pessoas dizem: “Quando chegar a hora e o Espírito Santo começar a grande obra, eu serei capaz de falar sobre todas essas coisas. O fato de eu realmente não entender neste momento é porque o Espírito Santo ainda não me esclareceu tanto assim”. Não é tão fácil. Não é como se por você estar disposto a aceitar a verdade[b] agora, então a usará com maestria quando chegar a hora. Não é necessariamente assim! Você acredita que, no momento, está muito bem equipado e que não teria problema em responder àquelas pessoas religiosas e aos maiores teóricos e até mesmo em refutá-los. Você realmente seria capaz de fazer isso? De que entendimento você pode falar, tendo apenas essa sua experiência superficial? Equipar-se com a verdade, combater a batalha da verdade e dar testemunho do nome de Deus não são o que você pensa — que, enquanto Deus estiver operando, tudo será realizado. Naquele momento, você poderá ficar perplexo com alguma pergunta e ficará emudecido. A chave é se você tem ou não um entendimento claro deste estágio da obra e o quanto você realmente conhece sobre ele. Se você não consegue vencer as forças inimigas nem derrotar as forças da religião, então você não será inútil? Se você experimentou a obra de hoje, a viu com seus próprios olhos e a ouviu com seus próprios ouvidos, mas, se no final, for incapaz de dar testemunho, então, você ainda terá a audácia de continuar vivendo? A quem você seria capaz de encarar? Não imagine agora que será tão simples. A obra do futuro não será tão simples como você imagina; combater a guerra da verdade não é tão fácil, não é tão direto. Agora mesmo, você precisa estar equipado; se não estiver equipado com a verdade, então, quando vier a hora e o Espírito Santo não operar de maneira sobrenatural, você estará perdido.

Extraído de ‘Vocês devem entender a obra: não sigam confusamente!’ em “A Palavra manifesta em carne”

Notas de rodapé:

a. O texto original não contém a palavra “-Lo”.

b. O texto original não contém a frase “a verdade”.

Anterior: Entrada na vida 1

Próximo: Entrada na vida 3

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Conteúdo relacionado

Anexo: Capítulo 1

O que Eu peço que vocês façam não é a teoria vaga e vazia sobre a qual Eu falo, tampouco é inimaginável para o cérebro do homem ou...

O Próprio Deus, o Único IV

A santidade de Deus (I)Tivemos uma comunicação adicional sobre a autoridade de Deus durante nosso último encontro. Por ora, não...

O mistério da encarnação (2)

Naquela época, quando Jesus operou na Judeia, Ele fez isso abertamente, mas agora, Eu opero e falo entre vocês em segredo. Os incrédulos...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro