Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Seguir o Cordeiro e cantar cânticos novos

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

706 Contemplando a imagem do Filho do homem em Seu julgamento e castigo

1 Nas torrentes dos castigos e julgamentos, o Filho do homem expressa Seu caráter inerente por meio da profissão de palavras, permitindo a todos aqueles que aceitam Seu castigo e julgamento que vejam o rosto verdadeiro do Filho do homem, rosto este que é uma representação fiel do rosto do Filho do homem visto por João. (Claro, tudo isso será invisível àqueles que não aceitam a obra de Deus na Era do Reino). O verdadeiro rosto de Deus não pode ser plenamente articulado usando as palavras do homem, e assim Deus usa a expressão de Seu caráter inerente para mostrar Seu verdadeiro rosto ao homem. Ou seja, todo aquele que experimentou o caráter inerente do Filho do homem viu o verdadeiro rosto do Filho do homem, pois Deus é grandioso demais e não pode ser plenamente articulado usando as palavras do homem.

2 Uma vez que o homem tenha experimentado cada passo da obra de Deus na Era do Reino, ele conhecerá o verdadeiro significado das palavras de João quando ele falou do Filho do homem no meio dos castiçais: “E a Sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve; e os Seus olhos como chama de fogo; e os Seus pés, semelhantes a latão reluzente que fora refinado numa fornalha; e a Sua voz como a voz de muitas águas. Tinha Ele na Sua destra sete estrelas; e da Sua boca saía uma aguda espada de dois gumes; e o Seu rosto era como o sol, quando resplandece na sua força”. Nesse momento, você saberá sem dúvida alguma que essa carne comum que falou tantas palavras é realmente o segundo Deus encarnado. E você sentirá verdadeiramente o quanto é abençoado e se sentirá o mais afortunado. Você estaria indisposto a aceitar essa bênção?

Adaptado de ‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior:O julgamento da palavra de Deus é para salvar o homem

Próximo:O entendimento de Pedro sobre castigo e julgamento

Conteúdo Relacionado