12 A glória de Deus brilha do Oriente

I

Só quando Deus entrou no novo céu e terra,

Ele revelou a outra parte da Sua glória.

Mostrou-a primeiro na terra de Canaã,

um raio de luz brilhou na terra escura.

Que todos cheguem à luz, extraiam força do seu poder,

para que a glória de Deus cresça e se revele de novo às nações.

Que todos saibam que Deus veio para a terra há muito tempo,

trouxe a glória de Israel à nação do Oriente.

Pois a Sua glória brilha no Oriente,

ela veio da Era da Graça ao dia de hoje.

Mas foi de Israel que Ele partiu

e de lá Ele chegou ao Oriente e ficou.

Os raios brilham do Oriente ao Ocidente.

Deus veio para o Oriente, não para o Ocidente.

Ele trouxe a terra, a terra de Canaã

às pessoas da nação do Oriente.

Os raios brilham do Oriente ao Ocidente.

II

Quando a luz no Oriente se tornar branca,

então, as trevas na terra se tornarão luz.

O homem saberá que Deus saiu de Israel há tempos,

Ele está ressurgindo de novo no Oriente.

Tendo Deus descido a Israel,

Ele, depois, partiu dessa terra.

Mas, como a Sua obra conduz todo o universo,

em Israel, Ele não pode nascer de novo.

Os raios brilham do Oriente ao Ocidente.

Deus veio para o Oriente, não para o Ocidente.

Ele trouxe a terra, a terra de Canaã

às pessoas da nação do Oriente.

Os raios brilham do Oriente ao Ocidente.

III

Ele quer trazer todos para Canaã,

por isso, fala de Canaã para controlar o universo.

Não há luz na terra, senão em Canaã.

Não chegando lá, os homens passam frio e fome.

Os raios brilham do Oriente ao Ocidente.

Deus veio para o Oriente, não para o Ocidente.

Ele trouxe a terra, a terra de Canaã

às pessoas da nação do Oriente.

Os raios brilham do Oriente ao Ocidente.


Adaptado de ‘O ressoar dos sete trovões: profetizando que o evangelho do reino se expandirá por todo o universo’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior : 11 Os decretos administrativos e abertos de Deus para o universo

Próximo : 13 O Reino de Deus apareceu na terra

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

3. O nome de Deus pode mudar, mas Sua essência jamais mudará

Há quem diga que Deus é imutável. Isso está correto, mas tem a ver com a imutabilidade do caráter de Deus e Sua substância. Mudanças em Seu nome e obra não provam que Sua substância mudou; em outras palavras, Deus sempre será Deus, e isso nunca mudará.[…] Assim, as palavras “Deus é sempre novo e nunca velho” referem-se à Sua obra, e as palavras “Deus é imutável” ao que Deus tem e é inerentemente. Independentemente disso, você não pode fazer a obra de seis mil anos depender de um único ponto, ou circunscrevê-la com palavras mortas. Tal é a estupidez do homem. Deus não é tão simples como o homem imagina, e Sua obra não pode permanecer em uma só era. Jeová, por exemplo, não pode sempre significar o nome de Deus; Deus também pode fazer Sua obra sob o nome de Jesus. Esse é um sinal de que a obra de Deus está sempre progredindo adiante.

10. Por que é somente experimentando e se submetendo à obra de Deus encarnado que se pode alcançar um conhecimento de Deus?

Mas depois que Deus tornou-Se carne, Ele falou à humanidade da perspectiva da humanidade; Ele saiu e ultrapassou o escopo do reino espiritual. Ele podia expressar o Seu caráter divino, Sua vontade e Sua atitude, por meio de coisas que os humanos eram capazes de imaginar e coisas que eles viam e encontravam em sua vida, usando métodos que os humanos podiam aceitar, numa linguagem que eles conseguiam entender e um conhecimento que elas eram capazes de captar, para permitir à humanidade compreender e conhecer a Deus, compreender a Sua intenção e as normas que Ele exige, dentro do âmbito da capacidade delas, na medida em que elas eram capazes. Esse foi o método e o princípio da obra de Deus em meio à humanidade.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Conteúdos

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro