Um problema muito sério: traição (1)

Muito em breve, Minha obra será completada, muitos anos juntos se tornaram uma lembrança insuportável. Sem cessar, tenho repetido as Minhas palavras e desenvolvido constantemente a Minha nova obra. Claro, o Meu conselho é um componente necessário de cada obra que Eu faço. Sem o Meu conselho, vocês todos se desviariam e até ficariam completamente perdidos. A Minha obra agora está prestes a terminar, e em seu estágio final. Eu ainda desejo fazer a obra de dar conselho, quer dizer, oferecer palavras de aconselhamento para vocês ouvirem. Só espero que vocês sejam capazes de não permitir que Meus esforços meticulosos sejam desperdiçados e, sobretudo, que possam entender o cuidado atencioso que tomei, e que tratem as Minhas palavras como o fundamento de como vocês se comportam como seres humanos. Sejam elas ou não o tipo de palavras que vocês estejam dispostos a escutar, sejam ou não palavras que vocês aceitam com prazer ou que só aceitam com desconforto, vocês devem tratá-las com seriedade. Caso contrário, seus caracteres e condutas informais e despreocupados Me aborrecerão seriamente e, de fato, Me repugnarão. Eu espero muito que todos vocês possam ler as Minhas palavras vez após outra — milhares de vezes — e que vocês possam até vir a sabê-las de cor. Apenas dessa maneira vocês serão capazes de não frustrar as expectativas que Eu tenho em relação a vocês. No entanto, nenhum de vocês está vivendo assim agora. Ao contrário, todos vocês estão imersos em uma vida desregrada, numa vida de comer e beber à vontade, e nenhum de vocês usa as Minhas palavras para enriquecer seu coração e alma. Por essa razão, tenho chegado a uma conclusão sobre o verdadeiro semblante da humanidade: o homem pode trair-Me a qualquer hora, e ninguém é capaz de ser absolutamente fiel às Minhas palavras.

“O homem foi tão corrompido por Satanás que já não tem mais a aparência de homem.” A maioria das pessoas reconhece agora essa frase até certo ponto. Digo isso porque o “reconhecimento” ao qual Me refiro é meramente um tipo de aceitação superficial, em vez do verdadeiro conhecimento. Como nenhum de vocês é capaz de avaliar a si mesmo com precisão nem de se analisar completamente, vocês permanecem equivocados em relação às Minhas palavras. Mas, desta vez, estou usando fatos para explicar um problema muitíssimo sério que existe dentro de vocês. Esse problema é a traição. Todos vocês conhecem a palavra “traição” porque a maioria das pessoas fez algo que trai outro, tal como um marido que trai sua mulher, uma mulher que trai seu marido, um filho que trai seu pai, uma filha que trai sua mãe, um escravo que trai seu senhor, amigos que traem uns aos outros, parentes que traem uns ao outros, vendedores que traem compradores e assim por diante. Todos esses exemplos contêm a essência da traição. Em suma, a traição é uma forma de comportamento que quebra uma promessa, viola princípios morais ou age de modo contrário à ética humana, demonstrando uma perda de humanidade. Em termos gerais, como um ser humano que nasceu neste mundo, você terá feito algo que constitui traição da verdade, independentemente de você se lembrar de ter feito algo para trair outra pessoa ou se traiu outros muitas vezes antes. Já que você é capaz de trair seus pais ou amigos, então é capaz de trair outras pessoas e, ainda mais, é capaz de Me trair e fazer coisas que Eu desprezo. Em outras palavras, traição não é um mero comportamento superficialmente imoral, mas algo que conflita com a verdade. Isso é precisamente a fonte da resistência e da desobediência da humanidade para Comigo. É por isso que o resumi na seguinte afirmação: traição é a natureza do homem, e essa natureza é o grande inimigo da conformidade de cada pessoa Comigo.

Comportamento que não pode Me obedecer absolutamente é traição. Comportamento que não pode ser leal a Mim é traição. Defraudar-Me e usar mentiras para Me iludir é traição. Cultivar muitas noções e disseminá-las por todo lado é traição. Ser incapaz de defender Meus testemunhos e interesses é traição. Oferecer sorrisos falsos quando longe de Mim no coração é traição. Todos esses são atos de traição dos quais vocês sempre foram capazes, e eles são comuns entre vocês. Nenhum de vocês pode achar que isso é um problema, mas não é o que Eu penso. Eu não posso tratar a traição de uma pessoa a Mim como uma questão trivial e certamente não posso ignorá-la. Agora, quando estou operando entre vocês agora, vocês se comportam dessa maneira — se chegar o dia em que não houver ninguém para vigiar vocês, vocês não serão como bandidos que se declararam reis? Quando isso acontecer e vocês causarem uma catástrofe, quem estará lá para arrumar as coisas que vocês fizeram? Vocês consideram alguns atos de traição meros incidentes ocasionais, não seu comportamento persistente, e não merecem ser discutidos com tamanha severidade, de maneira que fira seu orgulho. Se vocês realmente pensarem assim, então falta-lhes bom senso. Pensar assim significa ser uma amostra e arquétipo da rebelião. A natureza do homem é sua vida; é um princípio em que ele confia para sobreviver e ele não pode mudar isso. A natureza da traição é igual — se você pode fazer algo para trair um parente ou amigo, isso prova que faz parte da sua vida e da natureza com que você nasceu. Isso é algo que ninguém pode negar. Por exemplo, se uma pessoa gosta de furtar dos outros, então esse “prazer de furtar” é parte de sua vida, mesmo que, às vezes, ela possa furtar e, outras vezes, não. Furtando ou não, isso não pode provar que seu furto é apenas um tipo de comportamento. Em vez disso, prova que furtar é parte da vida dela — isso é, de sua natureza. Alguns perguntarão: já que é a natureza dela, por que, então, quando ela vê coisas legais, ela às vezes não as furta? A resposta é muito simples. Há muitas razões pelas quais ela não furta. Ela pode não furtar algo porque é grande demais para ser surrupiado sob olhares atentos, ou porque não há um momento apropriado para agir, ou por algo ser caro demais e ser fortemente vigiado, ou talvez não esteja particularmente interessada naquilo, ou não pode ver que utilidade tal coisa possa ter para ela e assim por diante. Todas essas razões são possíveis. Mas, independentemente de qualquer coisa, quer a pessoa furte algo ou não, isso não pode provar que esse pensamento só exista como lampejo momentâneo e passageiro. Ao contrário, essa é uma parte da sua natureza que é difícil mudar para melhor. Uma pessoa assim não fica satisfeita por furtar apenas uma vez; tais pensamentos de reivindicar os bens dos outros como seus próprios surgem sempre que a pessoa se depara com algo atraente ou com uma situação propícia. É por isso que Eu digo que a origem desse pensamento não é algo que simplesmente ocorre de vez em quando, mas está na própria natureza dessa pessoa.

Qualquer um pode usar suas próprias palavras e ações para representar seu semblante verdadeiro. Esse semblante verdadeiro é, claro, sua natureza. Se você é alguém que fala de maneira muito tortuosa, então tem uma natureza tortuosa. Se sua natureza é astuciosa, então você age de maneira maliciosa, e você faz com que seja muito fácil que os outros sejam enganados por você. Se a sua natureza é sinistra, as suas palavras podem ser agradáveis de ouvir, mas as suas ações não conseguem esconder seus truques sinistros. Se a sua natureza é preguiçosa, então tudo que você diz só tem o objetivo de se safar da responsabilidade pela sua superficialidade e preguiça, e suas ações serão lentas e superficiais, e bastante hábeis em esconder a verdade. Se a sua natureza é empática, então suas palavras serão razoáveis, e suas ações também se conformarão bem à verdade. Se a sua natureza é leal, então suas palavras certamente são sinceras e a maneira como você age é fundamentada, livre de qualquer coisa que possa deixar seu senhor desconfortável. Se a sua natureza é lasciva ou gananciosa por dinheiro, então seu coração com frequência estará cheio dessas coisas, e você, inadvertidamente, cometerá atos desviados e imorais que as pessoas não esquecerão facilmente e que as enojará. Como Eu já disse, se você tiver uma natureza de traição, então dificilmente conseguirá se desvencilhar dela. Não confie na sorte de que, se você não prejudicou os outros, você não tem uma natureza de traição. Se é o que você pensa, então você realmente é repugnante. Todas as Minhas palavras, sempre que falo, são destinadas a todas as pessoas, não apenas a uma pessoa ou a um tipo de pessoa. Só porque você não Me traiu em uma questão não prova que você não é capaz de Me trair em outra questão. Ao buscarem a verdade, algumas pessoas perdem a confiança durante contratempos em seu casamento. Algumas pessoas abandonam sua obrigação de ser fiel a Mim durante uma ruptura familiar. Algumas pessoas Me abandonam para buscar um momento de prazer e animação. Algumas pessoas prefeririam cair em uma ravina escura a viver na luz e ganhar o deleite da obra do Espírito Santo. Algumas pessoas ignoram o conselho de amigos em nome de satisfazer seu desejo por riqueza, e mesmo agora não conseguem reconhecer seu erro e mudar seu curso. Algumas pessoas só vivem temporariamente sob o Meu nome a fim de receber a Minha proteção, enquanto outras só dedicam um pouco a Mim sob coação porque se apegam à vida e temem a morte. Essas e outras ações imorais e, mais ainda, indignas, não são apenas comportamentos com os quais as pessoas Me traíram há muito no fundo de seu coração? Claro, Eu sei que as pessoas não planejam com antecedência trair-Me; sua traição é uma revelação natural de sua natureza. Ninguém quer Me trair e ninguém está feliz por ter feito algo para Me trair. Ao contrário, estão tremendo de medo, não estão? Então, vocês estão pensando em como podem redimir essas traições e mudar a situação atual?

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado