A respeito de uma vida espiritual normal

A fé em Deus requer uma vida espiritual normal, que é a base para se experimentar as palavras de Deus e entrar na realidade. Toda a sua prática atual de orações, de aproximação de Deus, de cantar hinos, louvar, meditar e ponderar as palavras de Deus equivale a uma “vida espiritual normal”? Nenhum de vocês parece saber. Uma vida espiritual normal não se limita a tais práticas como orar, cantar hinos, participar da vida da igreja e comer e beber as palavras de Deus. Antes, ela envolve viver uma vida espiritual nova e vibrante. O que importa não é como você pratica, mas que frutos a sua prática produz. A maioria das pessoas acredita que uma vida espiritual normal envolve necessariamente orar, cantar hinos, comer e beber as palavras de Deus ou ponderar Suas palavras, independentemente de tais práticas terem de fato qualquer efeito ou conduzirem a conhecimento verdadeiro. Essas pessoas focam em seguir procedimentos superficiais sem qualquer reflexão em seus resultados; são pessoas que vivem em rituais religiosos, não pessoas que vivem dentro da igreja, e muito menos são pessoas do reino. Suas orações, o cantar hinos e o comer e beber as palavras de Deus são todos apenas cumprimento de regras, feitos por compulsão e para acompanhar tendências, não por disposição nem de coração. Entretanto, por mais que essas pessoas orem ou cantem, seus esforços não produzirão frutos, pois o que elas praticam são apenas as regras e rituais religiosos; na verdade elas não estão praticando as palavras de Deus. Elas focam somente em fazer estardalhaço sobre como praticam e elas tratam as palavras de Deus como regras a se seguir. Tais pessoas não estão pondo as palavras de Deus em prática; estão apenas gratificando a carne e representando para que outras pessoas vejam. Esses rituais e regras religiosos são todos de origem humana; eles não veem de Deus. Deus não segue regras nem está sujeito a qualquer lei. Antes, Ele faz coisas novas todos os dias, realizando obra prática. Como as pessoas da Igreja dos Três Autos*, que se limitam a práticas como participar de cultos matutinos todos os dias, fazer orações vespertinas e orações de gratidão antes das refeições, e dar graças em todas as coisas — por mais que façam e independentemente de por quanto tempo façam, elas não terão a obra do Espírito Santo. Quando pessoas vivem em meio a regras e têm o coração fixado em métodos de prática, o Espírito Santo não pode operar porque seus corações estão ocupados por regras e noções humanas. Assim, Deus não pode intervir e operar nelas, e elas só podem continuar a viver sob o controle de leis. Tais pessoas serão para sempre incapazes de receber o elogio de Deus.

Uma vida espiritual normal é uma vida vivida diante de Deus. Ao orar, pode-se aquietar o coração diante de Deus e pela oração, pode-se buscar a iluminação do Espírito Santo, conhecer as palavras de Deus e entender a vontade de Deus. Ao comerem e beberem das Suas palavras, as pessoas podem ganhar um entendimento mais claro e mais profundo da obra atual de Deus. Elas também podem ganhar uma nova senda de prática e não se agarrarão à antiga; tudo o que elas praticam será para alcançar crescimento na vida. Quanto à oração, não se trata de dizer algumas palavras que soem bem ou de desabar em lágrimas perante Deus para mostrar o quanto você está em dívida; antes, seu propósito é treinar-se no uso do espírito, permitindo que se aquiete o coração diante de Deus, treinar-se para buscar orientação das palavras de Deus em todos os assuntos, a fim de que seu coração possa ser atraído a uma luz nova e fresca a cada dia, e para que não seja passivo ou preguiçoso e possa entrar na trilha certa de pôr as palavras de Deus em prática. A maioria das pessoas hoje em dia foca em métodos de prática, mas não o fazem a fim de buscar a verdade e alcançar crescimento de vida. É nesse ponto que se perderam. Há também alguns que são capazes de receber nova luz, mas seus métodos de prática não mudam. Eles trazem suas antigas noções religiosas consigo enquanto esperam receber as palavras de Deus de hoje, então, o que recebem ainda é doutrina colorida por noções religiosas; eles não estão recebendo a luz de hoje simplesmente. Como resultado, suas práticas são maculadas, são as mesmas práticas antigas em nova embalagem. Por melhor que sua prática possa ser, eles são hipócritas. Deus conduz as pessoas a fazer coisas novas todos os dias, exigindo que a cada dia ganhem nova percepção e entendimento, e requerendo que elas não sejam antiquadas e repetitivas. Se você tem crido em Deus por muitos anos, mas seus métodos de prática não mudaram nada, e se você ainda é zeloso e se ocupa de assuntos externos, mas não tem um coração sereno para levar perante Deus a fim de desfrutar Suas palavras, você não vai obter nada. Quando se trata de aceitar a nova obra de Deus, se você não planejar de forma diferente, não cuidar de sua prática de uma maneira nova e não buscar nenhum novo entendimento, mas se agarrar ao antigo e receber somente alguma limitada luz nova, sem mudar sua maneira de praticar, então tais pessoas como você estão nessa corrente somente em nome; na realidade, são fariseus religiosos fora da corrente do Espírito Santo.

Para viver uma vida espiritual normal, deve-se ser capaz de receber luz nova diariamente e buscar um entendimento verdadeiro das palavras de Deus. Deve-se ver a verdade claramente, encontrar uma senda de prática em todos os assuntos, descobrir novas questões por meio da leitura das palavras de Deus a cada dia e perceber as próprias inadequações, para que se possa ter um coração sedento e buscador que mova todo o seu ser e para que se possa estar sereno diante de Deus a todo o tempo, profundamente temeroso de ficar para trás. Uma pessoa com tal coração sedento, buscador, que esteja disposta a obter entrada continuamente, está na trilha certa da vida espiritual. Aqueles que são movidos pelo Espírito Santo, que desejam melhorar, que estão dispostos a buscar ser aperfeiçoados por Deus, que anseiam por um entendimento mais profundo das palavras de Deus, que não buscam o sobrenatural mas pagam um preço real, que verdadeiramente se importam com a vontade de Deus, que realmente obtêm entrada para que suas experiências sejam mais genuínas e reais, que não buscam palavras e doutrinas vazias nem buscam sentir o sobrenatural, que não adoram nenhuma grande personalidade — esses são os que entraram em uma vida espiritual normal. Tudo o que eles fazem destina-se a alcançar mais crescimento na vida e torná-los frescos e animados no espírito, e eles sempre são capazes de obter entrada ativamente. Sem que percebam, eles vêm a entender a verdade e entram na realidade. Aqueles com vidas espirituais normais encontram a libertação e a liberdade de espírito a cada dia e podem praticar as palavras de Deus de uma maneira livre para a Sua satisfação. Para essas pessoas, orar não é uma formalidade ou um procedimento; a cada dia, elas são capazes de acompanhar a nova luz. Por exemplo, as pessoas treinam a si mesmas para aquietar o coração diante de Deus e seu coração pode verdadeiramente estar sereno diante de Deus; elas não podem ser perturbadas por ninguém. Nenhuma pessoa, evento ou coisa pode restringir sua vida espiritual normal. Tal treinamento destina-se a produzir resultados; não se destina a fazer as pessoas seguirem regras. Essa prática não tem a ver com o cumprimento de regras, mas com a promoção de crescimento na vida das pessoas. Se você vir essa prática somente como regras a seguir, sua vida nunca mudará. Você pode estar engajado na mesma prática que os outros, mas enquanto, no fim, eles são capazes de acompanhar a obra do Espírito Santo, você é eliminado da corrente do Espírito Santo. Você não está enganando a si mesmo? O propósito dessas palavras é permitir que as pessoas aquietem seu coração diante de Deus, voltem seu coração a Deus, para que a obra de Deus nelas possa ser sem impedimento e possa produzir fruto. Somente então as pessoas podem estar de acordo com a vontade de Deus.

*Nota do tradutor: em 1950, a Igreja Cristã chinesa promoveu o Movimento de autoadministração, autossustentação e autopropagação (Movimento dos Três Princípios Administrativos)

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp