Palavras diárias de Deus | "O mistério da encarnação (4)" | Trecho 33

Nesta fase final da obra, os resultados são alcançados através da palavra. Através da palavra, o homem passa a entender muitos mistérios e a obra de Deus por todas as das gerações passadas; através da palavra, o homem é iluminado pelo Espírito Santo; através da palavra, o homem passa a entender os mistérios nunca antes desvendados por gerações passadas, bem como a obra de profetas e apóstolos do passado, e os princípios pelos quais eles trabalhavam; através da palavra, o homem também passa a conhecer o caráter do Próprio Deus, bem como a rebeldia e a resistência do homem, e passa a conhecer sua própria substância. Através destas etapas de obra e de todas as palavras faladas, o homem passa a conhecer a obra do Espírito, a obra da carne encarnada de Deus e, além disso, todo o Seu caráter. Seu conhecimento da obra de gestão de Deus ao longo de seis mil anos também foi adquirido através da palavra. Seu conhecimento de suas noções anteriores e sucesso em colocá-las de lado também não foi alcançado através da palavra? No estágio anterior, Jesus trabalhou sinais e maravilhas, mas não é assim neste estágio. O seu entendimento do porquê Ele não age assim também não foi alcançado pela palavra? Portanto, as palavras faladas neste estágio superam a obra feita pelos apóstolos e profetas de gerações passadas. Mesmo as profecias feitas pelos profetas não poderiam ter alcançado tais resultados. Os profetas falavam apenas de profecias, do que aconteceria no futuro, mas não da obra que Deus deveria fazer à época. Eles não falavam para conduzir o homem em suas vidas, para conferir verdades ao homem ou revelar mistérios ao homem, e muito menos falaram para conceder vida. Das palavras ditas neste estágio, há profecia e verdade, mas principalmente elas servem para dar vida ao homem. No presente, as palavras são diferentes das profecias dos profetas. Este é um estágio da obra, não para profecias, mas para a vida do homem, para mudar o caráter de vida do homem. O primeiro estágio foi a obra de Jeová, para preparar o caminho para o homem adorar a Deus na terra. Foi a obra de início para encontrar a fonte da obra na terra. Naquela época, Jeová ensinou os israelitas a respeitar o sábado, respeitar seus pais e viver pacificamente com os outros. Como os homens daquela época não entendiam o que constituía o homem, nem entendiam como viver na terra, foi necessário que Ele, no primeiro estágio da obra, conduzisse os homens em suas vidas. Nada que Jeová lhes falou havia sido conhecido anteriormente pela humanidade e nem estava em sua posse. Naquela época, muitos profetas foram levantados para falar de profecias, todas feitas sob a liderança de Jeová. Isso foi simplesmente uma parte da obra. No primeiro estágio, Deus não Se tornou carne, então Ele falou a todas as tribos e nações através dos profetas. Quando Jesus fez Sua obra naquele tempo, Ele não falou tanto quanto nos dias atuais. Esta obra da palavra nos últimos dias nunca foi feita em eras e gerações passadas. Embora Isaías, Daniel e João fizessem muitas profecias, tais profecias eram totalmente diferentes das palavras proferidas agora. O que eles disseram foram apenas profecias, mas as palavras agora não as são. Se Eu transformasse tudo de que falo agora em profecias, vocês seriam capazes de entender? Se Eu falasse sobre assuntos para o futuro, depois de Eu ter ido embora, como vocês poderiam ganhar entendimento? A obra da palavra nunca foi feita no tempo de Jesus ou na Era da Lei. Talvez alguns digam: “Jeová não proferiu palavras também no tempo de Sua obra? Além de curar doenças, expulsar demônios e trabalhar sinais e maravilhas, Jesus não falava palavras naquela época?” Existem diferenças em como as palavras são faladas. Qual foi a substância das palavras proferidas por Jeová? Ele estava apenas liderando o homem em suas vidas na terra, que não estava envolvido com assuntos espirituais na vida. Por que se diz que as palavras de Jeová foram proclamadas a todos os lugares? A palavra “proclamada” refere-se a dar explicações claras e instruções diretas. Ele não supriu vida ao homem; antes, Ele simplesmente pegou o homem pela mão e ensinou ao homem como reverenciá-Lo. Não houve parábolas. A obra de Jeová em Israel não era para disciplinar ou lidar com o homem, nem para trazer juízo e castigo; era para liderar. Jeová pediu a Moisés que dissesse a Seu povo para recolher o maná no deserto. Todas as manhãs, antes do nascer do sol, deviam recolher o maná, apenas o suficiente para ser comido naquele dia. O maná não podia ser guardado até o dia seguinte, pois mofava. Ele não ensinou o homem ou revelou suas naturezas, e Ele não revelou suas ideias e pensamentos. Ele não mudou o homem, mas o conduziu em sua vida. Naquela época, o homem era como uma criança; o homem não entendia nada e só podia fazer movimentos mecânicos básicos; portanto, Jeová apenas decretou leis para liderar o povo.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado