Palavras diárias de Deus | "Palavras para os jovens e os velhos" | Trecho 343

Tenho realizado grande quantidade de obra na terra e tenho andado em meio aos homens há tantos anos, todavia, raramente as pessoas têm conhecimento da Minha imagem e do Meu caráter, e poucas pessoas são capazes de explicar completamente a obra que faço. Há tantas coisas das quais as pessoas carecem, sempre carecem de compreensão do que faço e o coração delas está sempre alerta, como se temessem profundamente que Eu as coloque em outra situação e depois não desse mais atenção a elas. Assim, a atitude das pessoas para Comigo é sempre morna, juntamente com a uma forte dose de cautela. Isso acontece porque elas chegaram até o presente sem terem compreendido a obra que Eu faço e, em especial, se sentem desconcertadas com as palavras que Eu lhes dirijo. Seguram Minhas palavras nas mãos, sem saber se devem se dedicar a uma crença inabalável ou optar pela indecisão e esquecê-las. Não sabem se devem pô-las em prática ou se devem esperar para ver, se devem abandonar tudo e seguir com destemor ou se devem continuar a oferecer amizade ao mundo como antes. O mundo interno das pessoas é tão complicado e tão ardiloso. Como as pessoas não conseguem ver Minhas palavras clara ou completamente, muitas delas têm dificuldade em praticá-las e em deitar seu coração perante Mim. Eu compreendo muito bem suas dificuldades. Muitas fraquezas são inevitáveis quando se vive na carne e muitos fatores objetivos criam dificuldades para vocês. Vocês alimentam sua família, passam seus dias trabalhando duro, e os meses e anos passam em adversidade. Há muitas dificuldades quando se vive na carne — Eu não nego isso, e é claro que as exigências que lhes faço são feitas de acordo com as suas dificuldades. Todas as exigências na obra que Eu faço baseiam-se na sua real estatura. Talvez, no passado, as exigências que as pessoas lhes faziam em seu trabalho estivessem mescladas com elementos excessivos, mas saibam que Eu nunca lhes fiz exigências excessivas no que Eu digo e faço. Todas as exigências se baseiam na natureza e na carne das pessoas e naquilo de que elas precisam. Vocês devem saber — e isto lhes digo com clareza — que Eu não Me oponho a certas maneiras razoável de pensar que as pessoas têm e não Me oponho à natureza original da humanidade. É só porque as pessoas não compreendem quais são realmente os padrões que Eu estabeleci para elas, nem entendem o sentido original das Minhas palavras, que as pessoas têm duvidado das Minhas palavras até agora e menos da metade das pessoas acredita nas Minhas palavras. As restantes são incrédulos, e ainda mais são aquelas que gostam de Me ouvir “contar histórias”. Além disso, há muitas pessoas adoram o espetáculo. Eu advirto vocês: muitas das Minhas palavras já foram reveladas àqueles que acreditam em Mim, e aqueles que desfrutam da bela visão do reino, mas estão trancados do lado de fora do seu portão, já foram eliminados por Mim. Vocês não são apenas joio detestado e rejeitado por Mim? Como poderiam assistir Minha partida e depois acolher alegremente o Meu retorno? Digo-lhes que o povo de Nínive, após ouvir as coléricas palavras de Jeová, arrependeu-se imediatamente, cobrindo-se de pano de saco e cinzas. Foi por acreditarem nas palavras Dele que foram tomados de medo e pavor e assim se arrependeram em pano de saco e cinzas. No que diz respeito às pessoas de hoje, embora vocês também acreditem nas Minhas palavras e, ainda mais do que isso, acreditem que Jeová voltou a estar no meio de vocês hoje, a atitude de vocês nada mais é do que irreverente, como se estivessem apenas observando o Jesus que nasceu na Judeia milhares de anos atrás e agora desceu no seu meio. Eu compreendo profundamente o engano que existe no coração de vocês; a maioria de vocês Me segue por curiosidade e veio em busca de Mim por sentir-se vazia. Quando o seu terceiro desejo — de uma vida tranquila e feliz — se despedaça, a curiosidade de vocês também se dissipa. O engano que existe no coração de cada um de vocês se revela em suas palavras e seus atos. Francamente, vocês só estão curiosos a Meu respeito, mas não Me temem; não se importam com sua língua e ainda menos exercitam restrição em seu comportamento. Então, que tipo de fé vocês têm realmente? É genuína? Vocês só usam Minhas palavras para dissipar suas preocupações e aliviar seu tédio, para preencher os espaços vazios restantes na sua vida. Quem de vocês já pôs Minhas palavras em prática? Quem tem fé genuína? Vocês ficam gritando que Deus é um Deus que enxerga fundo no coração das pessoas, mas como o Deus sobre o qual vocês gritam no coração de vocês é compatível Comigo? Já que vocês gritam desse jeito, então, por que agem dessa maneira? Será que esse é o amor com o qual querem Me retribuir? Não há uma quantidade pequena de dedicação nos seus lábios, mas onde estão os sacrifícios e as boas ações de vocês? Não fosse por suas palavras que chegam aos Meus ouvidos, como Eu poderia odiá-los tanto assim? Se vocês acreditassem em Mim de verdade, como poderiam cair em tal estado de aflição? Vocês têm uma aparência depressiva em seu rosto, como se estivessem sendo julgados no Hades. Vocês não têm um pingo de vitalidade e falam debilmente sobre sua voz interior; vocês ainda estão cheios de queixas e maldições. Muito tempo atrás, vocês perderam a fé naquilo que Eu faço e até a sua fé original desapareceu; então, como podem continuar até o fim? Já que é assim, como poderão ser salvos?

Extraído de “A Palavra manifesta em carne”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado